Combustíveis Ecologia Europa Veículos Comerciais

Scania lança na Europa motor de 13 litros movido por etanol

Scania lança na Europa motor de 13 litros movido por etanol

Já foi a época que nós tínhamos carros, motos, ônibus e até caminhões abastecidos unicamente com álcool. A matriz energética única no mundo para atendimento de uma frota tão grande, fazia do Brasil outro universo, mas o tempo passou e a evolução chegou para quase tudo, menos para o combustível vegetal derivado da cana-de-açúcar, que apenas mudou de nome e agora é o popular etanol. Ainda distante do velho continente em volume, embora os EUA colham do milharal seu E95, a Europa começa a dar os primeiros passos em algo semelhante, o ED95.


O chamado bioetanol é o que moverá o motor Scania DC13-157, que tem seis cilindros em linha e foi originalmente desenvolvido para ser um propulsor diesel, mas agora a marca sueca atualizou-o com um novo sistema de injeção de combustível e componentes mais resistentes para suportar a corrosividade do álcool, mas também ganhou alterações nos pistões para aumentar a compressão, vital para que o etanol possa ter rendimento maior no caminhão nórdico. Mas, um item fundamental nisso tudo é a ignição.

Como o DC13-157 ainda é um motor de ciclo diesel, virtualmente é impossível detonar o etanol sem o uso de velas de ignição por centelha. Mas, como já foi provado pelos paulistanos e habitantes do Grande ABC, motor diesel pode sim usar álcool, desde que haja pelo menos 5% de um reagente ignitor, que permite ao combustível vegetal entrar em combustão por compressão, método básico que agora está sendo chamado de HCCI em futuros motores a gasolina.

Scania lança na Europa motor de 13 litros movido por etanol


Assim, o ED95 é constituído basicamente de 95% de etanol e 5% de aditivo para ignição por compressão. O exemplo dado acima, em referência à Grande São Paulo, é porque essa tecnologia foi testada em ônibus urbanos da região e da mesma forma com um motor diesel modificado para usar álcool. Na Europa, o combustível renovável está sendo considerado para muitas aplicações.

Num motor diesel como o DC13, ao ser abastecido com ED95, a emissão de CO2 é reduzida em até 90%, mas a média é 50% em relação ao diesel e 70% abaixo do limite do Euro 6 para particulados. Com 410 cavalos e 218,4 kgfm, o propulsor da Scania tem pleno funcionamento para as aplicações que foram determinadas à ele, geralmente urbanas ou em áreas de alta concentração de poluentes atmosféricos, ajudando assim na desaceleração da contaminação local.

Seu uso não alterou as principais capacidades do propulsor, muito menos em termos de manutenção, com a troca do óleo lubrificante sendo feita a cada 45.000 km e a limpeza dos bicos de injeção em intervalos de 90.000 km, por exemplo. Na Europa, nem todos os países da Comunidade Europeia possuem o ED95 disponível no mercado de combustíveis.

Scania lança na Europa motor de 13 litros movido por etanol
Nota média 4.6 de 13 votos

  • Filipo

    É uma pena nosso etanol ser tão caro. Viável apenas em 2 ou 3 estados. No resto, o que era pra ser uma vantagem não só ecológica, mas principalmente econômica, é uma enganação.
    Queria poder usufruir de um etanol barato. Mas infelizmente nada em nosso país é barato!

    • Marcio Souza

      O etanol é caro pois fica indexado ao preço da gasolina como convém aos usineiros e postos. Não existe logica para essa indexação. Nos anos 90, o etanol sempre foi muito mais vantajoso. O problema era as entressafras e o receio do desabastecimento do consumidor. Mas como no Brasil o governo funciona com base na lei Gerson, o etanol sempre esta em torno de 70% do valor da gasolina.

      • V12 for life

        A lógica no preço do álcool é simples, ser caro quando compensar exportar açúcar, talvez você não se lembre mas a criação do motor flex foi por pressão dos usineiros, já que na época era mais vantajoso vender aqui, porém não existia demanda, apenas carros muito velhos eram a álcool. Quando o preço do açúcar voltou a subir o álcool disparou e as usinas não precisam se preocupar com desabastecimento pois é só usar gasolina.

        • PauloHCM

          Demanda sempre existiu, afinal a gasolina já tinha 25% de etanol nessa época. O problema vem, além do preço do açucar interferir na demanda, vem dos altos preços para se fazer uma refinaria de etanol (e temos pouquíssimas), o custo dos impostos, a baixa mecanização, a insegurança (com multiplas invasões dos terroristas do MST), a demora para a mecanização e o custo de transporte (a maior parte do refino está no sudeste, e o custo para se mandar ao Norte/nordeste é elevadíssimo).
          Enfim, um país onde um governo pasou 13 anos sempre culpando a “Crise externa” por tudo, não poderia dar certo.

          • Ducar Carros

            Cara, quem produz etanol são as usinas de açúcar, sendo que, a maior parte delas, produz também etanol; e são muitas. Não se investe mais em novas usinas pela insegurança em relação ao preço da gasolina, muito tempo segurado pela Dilma, e que inviabilizou o uso do etanol. E, no Sudeste, a colheita está praticamente 100% mecanizada.

            As plantações de cana não sofrem invasões do MST, a não ser que estejam abandonadas. Eles preferem as terras com criações de gado, pois é mais discutível se são produtivas ou não.

            • heliofig

              Na verdade, as usinas são muitas e estão espalhadas pelo Brasil inteiro (até Rondônia tem usina), ao contrário das refinarias que estão todas próximas ao litoral.
              Seria fundamental o governo liberar o comércio livre de etanol pelas usinas e pelas TRRs. Só assim para ter livre concorrência e preços descolados da gasolina.

          • José Barbosa

            Isto não é demanda, era imposição dos usineiros. Para substituir o chumbo, poder-se-ia adicionar MUITO menos etanol na gasolina.

        • Marcio Souza

          Sim, mas “felizmente” hoje não estamos mais tendo esse problema entre o produtor escolher entre o açúcar e o etanol, pois os produtores investiram em plantações de cana-de-açúcar para ganhar com ambos. Mas ainda a ambição prevalece.

      • Louis

        Essa “indexação” é por causa da lei de mercado, oferta e demanda, até porque se toda a frota nacional começar a abastecer com etanol, a produção não seria suficiente. Então eles colocam o valor em um patamar que seja lucrativo para eles, e que tenha demanda na medida necessária. Se fosse tão lucrativo produzir etanol como muitos aqui pensam, não haveria tanta usina em recuperação judicial.

        • Marcio Souza

          Concordo com quase tudo, exceto no ponto “se fosse tão lucrativo”. Deve ser bem lucrativo (as vezes não mais que o açúcar para exportação, que tem preço em dólar) pois toda a produção do usineiro tem comprador garantido. Se entram em recuperação judicial, é porque foi mal administrada.

    • RicLuthor

      Caro e com água!

      • Renato Duarte

        e se o alcool que você abastecer tiver só os 20% de água que eles falam,, você foi sorteado na mega sena.

      • Eduardo Zacchi

        Não se esqueça que etanol é higroscópico (absorve umidade do ambiente…)
        Se não for bem armazenado, isso só tende a piorar…

    • Rbs

      Amigo, o problema não ta no combustível a b ou c! Se carro no braziu for movido a água seria a mesma coisa.

    • carlos arriel

      Ops! O etanol seria 15% mais barato se não passasse nas mãos das distribuidoras. É mais fácil colocar a culpa nos usineiros…

    • Ademir Pasinato

      Aqui o Etanol está em 2,92 mais barato que a gasolina e Diesel. Aqui em Maringá PR.

      • RRodrigo Souza

        aqui em SP Guarulhos temos a partir de 2,59 e vai até media de 3,00 o litro por onde eu passo.

      • Renato Alves

        Aqui no DF R$3,59 =/

      • leomix leo

        Aquinem Feira de Santana BA na crise dos caminhões chegou a R$ 5 conto, hoje acha de 3.47.

    • Rodrigo

      Quando tiver um tempinho pesquise sobre petrodolares e vc vai entender a influência da política estadunidense no preço de qualquer combustível e o porquê do valor do etanol estar indexado ao do petróleo.

      Pra mim a única maneira de tirar essa dependência será a eletrificação, mas no BR isso levará décadas (senão séculos) até chegar aos caminhões de carga.

    • Luis Burro

      Mais dos usineiros,o governo ñ fabrica nd,então ñ podem controlar o valor.

    • João

      Se em todos os estados o preço do etanol fosse como em SP..
      Vou te dar o meu exemplo: o posto que abasteço o etanol custa 2,69 e a gasolina 4,19.
      No último tanque o meu carro fez 11,7 km/L de etanol (560 km/ 47,7L). Isso deu um custo por km rodado de R$ 0,229. Para ter o mesmo custo por km rodado com gasolina, meu carro teria que ter feito 18,3 km/L (890 km com um tanque de gasolina), que eu sei que não teria chegado nem perto.
      A conclusão: meu carro fica sem ver gasolina por meses.

    • RRodrigo Souza

      nao entendi, acho que muito caro é a gasolina. Mas em qual estado você é ?e qual o valor do etanol por ai, Pois sou de SP aonde o etanol custa entre 2,59 até umas media de 3,00 o litro que mesmo eu achando caro, eu acho muito mais caro a gasolina .

    • Renato Duarte

      Aqui no brasil se você se atrever a comercializar algo que seja de fato “barato”, você corre sério risco de sofrer um processo judicial,, quem sabe até ser preso.

    • carlos rodrigues

      De fato essa é uma triste realidade. Um programa que deveria ser modelo para o mundo, se tornou mais uma forma do governo, aliado com a iniciativa privada, tirarem proveito da população.

  • RicLuthor

    Fico imaginando o consumo por quilômetro e a capacidade do tanque de combustível do caminhão com esse motor.

    • Rafael Rodrigo

      Não acho que mude muita coisa, um caminhão desse carregado ao máximo faz o quê? Uns 3 ou 4 Km/l? Como dito na matéria, o motor foi modificado pra trabalhar melhor com o álcool, tendo taxa mais alta e afins. Se fizer uns 2 ou 3 Km/l, acredito que deu na mesma, se o valor for equivalente.

      • Samluzbh

        A questão visada não é puramente economia financeira e sim ambiental.

        • Emanuel Schott

          Mas sem vantagem financeira, todo mundo vai tacar o fo**-se pra vantagem ambiental.

          • Samluzbh

            Concordo, ate os governos começarem a coibir o uso do Diesel nos grandes centros, (europa) ai um caminhão á Etanol sera mais barato que um Elétrico.

      • Wendell Rodrigues

        A Diesel a média geral(ida e volta) é entorno de 2,5 km por litro segundo alguns caminheiros com caminhões novos que conversei. Nao sei se vcs lembram mas na época que a GM testou a C60 a álcool portanto A60 fala se em poucos meios de quem lembra que ela fazia entorno de 800mts por litro. Entao acredito que esse motor de 13 litros faça no máximo 1,5 km por litro!

        • Antunes

          Em sp tem alguns scania k270 etanol e a empresa de fretamento Leads tambem teve, fazia em torno de 1 a 1,5 por litro

      • Eduardo Alves

        Carregado faz uns 2,5 km/l no diesel. Na cana vai fazer 1.

    • Matuska

      Operando num ciclo diesel, a elevadíssimas taxas de compressão, deve ser extremamente eficiente, bem diferente do etanol em motores comuns ciclo Otto.

    • Eduardo Zacchi

      Em 2009 (época dos primeiros pilotos de motores nas usinas) o consumo era de 35 a 40% maior… Estou fora do mundo agrícola desde 2011 (mudei de ramo – tecnologia agora), mas pelo que li sobre o tema, reduziram bastante, mas ainda tem muito espaço pra melhorar…

  • artxin

    Se colocar a gasolina brasileira ele anda até mais do que com o etanol comum.

  • Thiago Lima

    Faz anos que Scania e Volvo oferecem esses motores para ônibus urbanos. Deve fazer 1 por 1.

  • Ricardo

    Ou seja, concluindo todos esses comentários, etanol é mais uma palhaçada como tudo no Brasil!

  • Lucio Adriano Mendonça

    “Já foi a época que nós tínhamos carros, motos, ônibus e até caminhões abastecidos unicamente com álcool.” Acho que caminhão nunca existiu. Senão as usinas de açúcar e álcool não teriam seus caminhões e tratores movido a diesel.

    • Matuska

      Tinha sim, principalmente para uso das próprias usinas. E o esquema era mais ou menos o mesmo: motores ciclo diesel com estratégias para poder queimar etanol. Inclusive existiu tratores movidos a etanol.

    • Existiu caminhões Chevrolet álcool (A-40, A-60, A-22000), caminhões Dodge (E11/E13 e E21), que usavam o motor 318 álcool do Dart/Charger, caminhões VW álcool 11-160, 22-160 (6×4) e 12-160, caminhões MB OM352 e L610 álcool, e também modelos Scania.

      Só que era complicado porque os caminhões maiores tinham um consumo na faixa de 800 metros a 1 km por litro, então era viável somente para usinas de cana mesmo.

      Tenho um Dodge Dart devidamente convertido para álcool que faz 2,5 km/l na cidade e 4 km/l na estrada.

      • Racer

        Qual a capacidade do tanque? A autonomia fica bem curta…

        • Holandês Louco

          104 litros é o tanque de um Dodge Magnum 79

        • 60 e poucos litros… mas só ando dentro da cidade mesmo…

      • Cosi fan Tutti

        Ta ae o tema pra uma matéria, NA.

    • zekinha71

      Teve sim, uma vez fui em um salão no Anhembi sobre a produção de álcool e açúcar e tinha vários caminhões movidos a etanol. fora outros maquinários e inclusive existe um avião da Embraer movido a etanol.

  • Lucio Adriano Mendonça

    Gostaria de saber porque as usinas não podem abastecer os postos diretamente? Tem que gastar diesel pra transportar o álcool pras distribuidoras e depois para os postos.

    • Pedro_chato

      Governo estadista, socialista só da boca pra fora.

  • Racer

    Gostaria de saber o consumo…. E um motor Diesel já tem taxa de compressão mais alta que um ciclo Otto,. Este mesmo motor (DC13) já é 17:1.

  • heliofig

    Já tivemos Scanias a álcool nos anos 1980. Eram usados nas usinas. Tecnologia que, ao invés de evoluir, se perdeu no tempo…

  • Ricardo Blume

    Gostaria de saber o consumo de um caminhão desses. Se não me falha a memória, já tivemos caminhões movidos a álcool rodando dentro das fazendas de cana-de-açúcar transportando a mesma para as usinas.

  • José Cardoso Gomes Filho

    Teria muito mercado nas usinas de álcool/açúcar aqui no Brasil.

  • Ailton Junior

    aqui em mato grosso a diferença entre o preço da gasolina e etanol é de 2 reais. A gasolina custa 5$ e o Etanol 2,90 aqui na minha cidade. é uma vergonha não ser assim na maioria dos estados

    • leomix leo

      Na minha o cartel sempre deixa em R$ 1,00 a diferença, nunca 3 vantagem usar etanol.

  • Paulo Henrique

    autonomia?

  • Emanuel Schott

    Faltaram dados de potência, torque, consumo…

  • Luis Burro

    Brasil tá loko!Podia se beneficiar da proibição do diesel fazendo um acorda com a UE como principal país no fornecimento do Etanol.

  • Augusto Brum

    Esse caminhão deve beber mais que o Zeca Pagodinho

  • leitor

    Muita gente falando que é caro. É caro por conta de impostos, não é o setor privado apenas. Falam em privatizar a Petrobras por conta do preço dos combustíveis, mas os impostos são maiores que o lucro dos donos dos postos. Ou seja, trabalham para o governo que recebe muito mais pelo trabalho. Os postos que precisam de privatização, basta um imposto justo. O governo já cobra pra fornecer a licença e ainda lucra muito mais com impostos que os que pagaram tudo pra funcionar.

  • Junio Tavares Silva

    SE NÃO ME ENGANO, A SCANIA DISPONIBILIZA NO BRASIL DESDE 2012(QUE EU SAIBA) CAMINHÕES MOVIDOS A ETANOL, NÃO SEI SE O MOTOR FOI PROJETADO PARA TAL OU SE APENAS ADAPTARAM UM DE CICLO DIESEL COMO DITO NA REPORTAGEM. IMAGINO QUE PELO PREÇO PRATICADO NO ETANOL, FICA INVIÁVEL AQUI NO BRASIL.

  • Cromo

    Um detalhe: HCCI é outra tecnologia, não é a descrita na reportagem.

  • Sonfav

    usineiros malvadões…
    kkkkkkk.. eu dou risada com os comentários.
    meu.. tá na hora de virar o disco… ninguém mais aguenta essa lenga lenga..
    A pessoa que produz vai tentar vender o dela pelo melhor preço possível.
    É verdade para docinhos de festa e é verdade para aviões.
    Parem de sonhar e se fingirem de bonzinhos, porque vocês também querem ganhar o máximo que conseguirem com o seu trabalho.
    Então, se estão achando ruim.. façam algo a respeito. Podem começar produzindo o próprio etanol. Não é proibido, sabiam?

  • Eduardo Zacchi

    1º: empresas como a CNH (Case New Holland) e John Deere tem tecnologia para colocar etanol nos motores a diesel das colhedoras de cana e dos tratores na operação…
    Pra que é do ramo, isso não é novidade, só que ainda existem ajustes e melhorias técnicas pra reduzir o consumo de combustível (E95).

    2º: produzir etanol, conforme afirmam aí o “ixpecialixtas” de cidade grande não é barato. Vai muito combustível fóssil para a operação de cultivo (ou os “ixpertos” acham que não custa produzir na lavoura??? Os insumos e derivados de petróleo…)??? Além da lavoura, que demanda muito diesel e derivados de petróleo entre defensivos e adubos, a indústria tem demanda de óleo, ainda que mais baixa hoje por causa da biomassa, máquinas industriais (empilhadeiras, tratores, ferramentas de manejo de cana que são acopladas à veículos e que usam motores à combustão com diesel como combustível (ou GLP às vezes).

    A energia elétrica seria outro problema não fosse a eficiência e competência das usinas em gerar biomassa através do bagaço da cana e da palhada da colheita… senão, seria outro custo caro pra administrar, mas aqui na região de Americana/SP (incluindo Santa Bárbara d’Oeste/SP e Piracicaba/SP), as usinas conseguem vender o excedente de energia elétrica, diminuindo o impacto do custo.

    Some-se a isto senhores “ixpecialixtas”, cana é cultivada na terra, é manejo agrícola e como tal, está sujeita às intempéries e ao clima, que muitas vezes não ajuda… As políticas sobre o etanol (ou álcool anidro) precisam ser mais sérias, as regras precisam ser sérias e a fiscalização idem… Dessa forma se consegue ter bom senso e equilibrar a balança, não colocando somente a culpa num dos lados, mas trabalhando juntos pra fazer o etanol ter seu merecido lugar de destaque!!! Se ele fosse levado à sério, a poluição global por veículos seria muito menor, mesmo com a complexidade da produção dele (isso porque quem produz e quem fabrica as máquinas para produzir investe muito pesado em tecnologias que diminuem impactos ambientais)…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email