Manutenção

Seguro de motor e câmbio

seguro-motor-cambio Seguro de motor e câmbio

Já ouviu do vendedor de uma loja de multimarcas ou revenda, diante de um carro usado, que a garantia era de motor e câmbio? Pois é, mas será que existe essa garantia – que nessas lojas é de três meses em média por conta da relação de consumo – também para quem deseja ter uma cobertura parcial de seu veículo, exatamente concentrando a assistência em duas partes importantes do automóvel, que é o propulsor e sua transmissão?



O primeiro é bem sujeito a danos de diversas origens e em situações variadas, mas o segundo raramente dá problema, embora em carros com transmissão automática sem cuidado, o risco seja maior. De qualquer forma, para quem não quer gastar muito ou não tem dinheiro para segurar o carro inteiro, uma saída é fazer o mesmo que os lojistas de automóveis usados, cobrir apenas estas duas partes do veículo.

Muita gente não sabe, mas essa cobertura de motor e câmbio existe de forma oficial e legal – não é algo dito apenas por boca ou feito de forma irregular, como em muitos casos – mas oferecido por seguradoras. Esse tipo de cobertura é chamada de Seguro Garantia Mecânica. Mas como ele funciona?

seguro-motor-cambio Seguro de motor e câmbio



Seguro Garantia Mecânica

O que é? Trata-se de um seguro criado para carros usados ou seminovos que estejam fora da garantia do fabricante. A cobertura abrange como um todo os seguintes itens: motor, sistema elétrico do mesmo, sistema de alimentação do propulsor, sistema de tração, transmissão, sistema de refrigeração e eletrônica do motor.

Além disso, o Garantia Mecânica cobre o serviço executado para a recuperação destes, incluindo peças e mão de obra. Dependendo da seguradora, o serviço pode ser feito em oficinas escolhidas pelo cliente ou em locais designados pela seguradora. O valor desse tipo de seguro varia e por isso é necessário fazer orçamento, pois depende de vários fatores, como em qualquer cobertura do gênero. Além disso, geralmente essas empresas colocam limites para esta cobertura, como no caso da Mapfre.

Mapfre

A seguradora tem contratos de Garantia Mecânica com vigência de 12 ou 24 meses para carros fabricados a partir de 1997, desde que tenham sido feitos no Mercosul, mas com fábricas instaladas no Brasil. Ou seja, se for um modelo da Citroën, por exemplo, feito na Argentina, ele está coberto porque a empresa possui fábrica no país. O limite de quilometragem é de 100.000 km, mas a cobertura, além dos itens já descritos, inclui também a parte elétrica do ar-condicionado e dos freios.

Não são aceitos veículos fora-de-estrada ou fora-de-série, bem como veículos alterados ou adaptados. Na lista, a seguradora ainda exclui carros esportivos e modelos com turbocompressor. Ou seja, nada de contratar esse seguro se você tiver um Golf 1.8 20V Turbo.

BV Financeira

Segundo a BV Financeira, citando a mesma Mapfre, a cobertura em seus contratos é somente para carros feitos no Mercosul ou México, mas o tempo de fabricação tem de ser no máximo 10 anos. Além disso, o limite é de 120.000 km e de uso particular. Outro ponto é que não há remoção automática do veículo, não é necessário pagamento para uso dos serviços e não tem vistoria prévia. A duração do contrato na BV é de 12 meses, atendendo carros com transmissão manual ou automática.

Também são incluídos serviços de socorro mecânico, guincho, táxi, chaveiro, envio de combustível para caso de pane seca, auxílio na troca de pneus e transmissão de mensagens urgentes.

GestAuto Brasil

Essa empresa, que atuou inicialmente na Itália, também fornece esse tipo de seguro, mas especifica detalhadamente os itens que são cobertos em seu plano de Garantia Mecânica, que é de um ano. Ele inclui motores a gasolina, etanol, flex e diesel. Nessa descrição, existem duas observações. A primeira é relativa às válvulas e guias de válvulas. Caso haja “queimaduras e falta de lubrificação”, não estarão incluídas na substituição. Noutro item, relacionado com câmbio automático, estão de fora “freios e embreagens”.

No entanto, o diagnóstico e a pesquisa do problema não serão custeados pela empresa, nem se houver substituição de peças sem autorização da mesma. A mão-de-obra é paga de acordo com o tempo de serviço para o reparo, que é estipulado pelo fabricante do carro. Então, se o reparo numa revenda autorizada demorar uma hora, ele também deverá ser feito no mesmo tempo aonde o veículo estiver.

Porto Seguro

No caso do Seguro Garantia Mecânica nessa famosa seguradora, o cliente pode optar por fazer o serviço numa oficina credenciada pela empresa e, nesse caso, a mesma dá um desconto de 25% na franquia (limitado a R$ 500) e uma semana de carro reserva. A Porto Seguro divulga “sem fins lucrativos”, nesse último. A companhia diz também que a escolha é livre, mas na “Oficina Referenciada”, pode acompanhar o serviço e a entrega do veículo.

A empresa também dispõe de centros automotivo próprios, onde são feitos serviços mecânicos de manutenção e revisão, além de alinhamento e balanceamento, suspensão e freios, pneus, cambagem e cáster, reparo de vidro, limpeza e higienização de ar-condicionado, entre outros. Há também assistência 24 horas, inspeção gratuita nestes centros, serviço de motorista eventual e uma série de descontos, inclusive de 7% para motoristas sem multas na CNH e em estacionamentos (Estapar).

Indiana

Nessa seguradora, carros com garantia de fábrica também, chamada “Extensão de Garantia Reduzida/Reduzida Básica”, cobrindo apenas itens específicos, não incluídos na cobertura do fabricante. A empresa possui planos com cobertura básica e ampla, geralmente associadas com a garantia de fábrica do veículo. Ela também fornece manuais em arquivo PDF com os manuais do segurado de algumas marcas de carro e moto. Há limitação do custo de reparo em R$ 100.000. Isso tanto para carros com cobertura de fábrica quanto para os sem garantia.

BNP Paribas Cardif 

Em seu site, a companhia de seguros BNP Paribas Cardif não detalha exatamente como é seu serviço de Garantia Mecânica, orientando o interessado a baixar as condições gerais através de um link para o manual atualizado.

ACG

Na corretora de seguros ACG, existe a especificação parcial do que é cobertura pelo contrato, tendo esta também serviço de guincho 24 horas e reparo feitos em centros automotivos próprios, mas estes ficam nas regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas e Baixada Santista. Porém, a empresa possui oficinas “referenciadas” em outras regiões do país.

seguro-motor-cambio Seguro de motor e câmbio

Outros serviços relacionados

Junto com a Garantia Mecânica, algumas seguradoras oferecem a Garantia Estendida, que além de cobrir os reparos com motor e câmbio, ampliando a abrangência da cobertura para outras partes do carro. De acordo com a Susep (Superintendência de Seguros Privados), esse tipo de serviço é um seguro e feito mediante contrato.

Ela pode ser contratada nos seguintes moldes: Garantia Estendida Original (quando se encerra a garantia de fábrica), Garantia Estendida Original Ampliada (quando se encerra a garantia de fábrica, mas acrescenta-se novos itens à cobertura), Garantia Estendida Reduzida (também quando se encerra a garantia de fábrica, mas se reduz a cobertura do mesmo, sendo esse o caso da Garantia Mecânica).

Também existe a Complementação de Garantia, simultânea à garantia do veículo, como é o caso citado da empresa Indiana Seguros, por exemplo. Estes itens não cobertos pela garantia de fábrica do veículo também precisam figurar entre os itens que se enquadram nas condições de um seguro.

Ainda segundo a Susep, todos os serviços acima precisam ser apresentados ao consumidor descritos da mesma forma, sem a aplicação de nome fantasia ou qualquer outro termo, para que o consumidor esteja consciente do serviço que está adquirindo. Por conta disso, as seguradoras descrevem o serviço não como “seguro de motor e câmbio”, mas como “Garantia Mecânica”.

COMPARTILHAR:
  • leandro

    Nunca tinha ouvido falar…
    Será que aceitam caminhões?

    • Mas tem a questão do limite de kilometragem, um caminhão com até 100 mil km é quase impossível dar problema no motor, e se der o veículo ainda vai estar em garantia, visto que o seguro é somente após o término da garantia da montadora.

  • Louis

    “o tempo de fabricação tem de ser no máximo 10 anos. Além disso, o limite é de 120.000 km e de uso particular”
    Carros nestas condições, se tiver com manutenção adequada, é raro dar problema no motor e transmissão.

    • Edson Fernandes

      Foi o que eu pensei, exceto casos de Golf…rs

  • Edson Fernandes

    Para mim: GestAuto Brasil

    Você paga um seguro que, não te ajuda, não te da seguro efetivo, qualquer problema ocacionado vc PAGA para diagnosticar… mas qual o envolvimento dela?

    Se ela depois de vc diagnosticar algo, for algo que ela aceite, ela paga. Caso contrário, o problema fica no seu colo. Na boa… senti má fé nisso. Porque se é o consumidor que depende de realizar o diagnostico e não a empresa, qual a garantia que ela vai aceitar o diagnostico? Nunca faria com essa empresa.

    A Mapfre, Porto Seguro e BV financeira são as que eu mais me interessaria. Mas só teria em carros cujo eu fosse ficar até os 100000km com ele e fosse realmente necessário tal seguro. Enfim… não achei que 120000km (que é o limite maior dentre esses) seja muito para um produto. Ao menos eu que rodo cerca de 30000km / ano, não me parece bom pensar nele.

  • carlos4carros

    Agora os consumidores da problemática transmissão DSG da VW poderão se proteger da bomba. Não há nada melhor que adquirir um veículo japonês com transmissão confiável.

    • Robinho

      tem um rapaz aqui da empresa com um Golf que estava atrás de um seguro exatamente pelo medo de dar problema no cambio – primeiro ele tentou um seguro direto na concessionaria (algo como garantia estendida) e não foi possível depois foi atrás de uma seguradora – mas o carro dele é um TSI…então nem sei se ele conseguiu, vou perguntar, porque não sei se por ser Turbo é possivel.

      • Luciano RC

        A cada 3 anos, vai pagar uma transmissão nova.

  • Ricardo

    Interessante, mas aposto que o valor não deve ser nem um pouco justo! Essas com limite de 100, 120 mil km é ridículo, justamente depois dessas quilometragens que os problemas costumam a aparecer.

    • Luciano RC

      Aparece pra quem não cuida.. tenho uma Scenic com 500 mil km na empresa que nunca deu uma despesa de corretiva, só preventiva normal.

      • Ricardo

        Não fale isso senão as seguradoras darão um limite de 500 mil. Hahaha

        • Luciano RC

          Hoje… eu tenho até uma visão maluca sobre garantia e KM.

          Qualquer montadora, pode dar 10 anos de garantia sem problemas. Mantendo o carro no plano de manutenção, qualquer modelo dura 500 mil km. Essa Scenic só chegou a isso, porque a cada 90 dias ela está na revisão. Roda bastante… então tem que cuidar.

          Se neglicenciar, com 100 mil km ou 3 anos vira lixo.

          • Ricardo

            E ficar eternamente refém das revisões caríssimas das concessionárias!

            • Luciano RC

              Por isso eu falei: que se a montadora quiser, pode dar garantia eterna no carro… quero ver quem vai querer seguir.

  • Paulino Lino

    Parabéns pela matéria NA !!!

  • afonso200

    nem sabia disso e olha que sempre vou atras de detalhes

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email