Etc Tecnologia

Sensor de estacionamento eletromagnético – não fura o para-choque

Sensor de estacionamento eletromagnético - não fura o para-choque

O Brasil está vendo a proliferação de sensores de estacionamento nos seus veículos. Quer sejam sensores que venham instalados de fábrica quer sejam soluções compradas no mercado paralelo, para suprir essa função.


E o item é realmente muito interessante e cômodo. Quando ficamos uma semana com o Kia Cerato cedido pela marca coreana, pudemos comprovar isso. O modelo vem com sensor de estacionamento de série, na versão que avaliamos, a E.213.

O leitor Fernando nos mandou um email atentando para vários tipos de sensores de estacionamento que estão sendo vendidos na internet hoje em dia, com destaque para o sensor de estacionamento eletromagnético.

Ao contrário do sensor tradicional, que precisa ser colocado no parachoque, com furos feitos na peça, o sensor de estacionamento eletromagnético é muito mais prático, fácil de instalar, e não traz danos ao parachoque traseiro.


Isso porque ele é instalado por trás do parachoque, avaliando se você está perto de algum obstáculo através do plástico do parachoque. Se com o sensor de estacionamento do tipo tradicional você precisa vender o carro com o equipamento, pois não pode vender o mesmo com furos no parachoque, com o sensor eletromagnético isso não é necessário.

Você pode muito bem tirar o sensor e instalar em outro carro. Só que o sensor de estacionamento eletromagnético só pode ser instalado em carros com parachoques de plástico e que não tenham peças grandes de ferro perto da peça, como por exemplo o Renault Logan.

Ele serve em todos os veículos, exceto em carros com parachoque de metal, como o caso de carros antigos e pickups. Dos carros atuais somente Logan e Polo hatch não são compatíveis. Só que, como em todo sensor eletromagnético, ele só funciona se o veículo ou o objeto estiverem em movimento.

Ou seja, se você estiver estacionando e parar seu carro, ele não irá mais identificar o carro que está atrás. Só quando você começar a movimentar o carro novamente, mesmo que lentamente.

Na internet, este tipo de sensor parte de 100 reais.

Sensor de estacionamento eletromagnético – não fura o para-choque
Nota média 4.5 de 2 votos

47 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • "Dos carros atuais somente Logan e Polo hatch não são compatíveis. Só que, como em todo sensor eletromagnético, ele só funciona se o veículo ou o objeto estiverem em movimento." P%$# logo o Polo Hatch!? e se for barato e eu querer um?! bela ideia! mas acho que deveria ter para todos os modelos… fazer o que!

  • Sinceramente, se preocupar em tirar um sensor de estacionamento que custa 50 reais na hora de vender o carro? putz
    Só vejo a vantagem desse modelo eletromagnético é que não fica visive no parachoque ja que dependendo do carro, pode deixar o parachoque feio, por outro lado tem gente que deve fazer questão de dizer que tem sensor de estacionamento no carro e não compraria esse modelo que não precisa furar o parachoque

  • Ja tinha visto isso a uns meses atras…. achei bem interessante, porem a versao que eu tinha visto ficava do lado de FORA do para-choque….. neste caso era uma fita transparente bem fina…….

    • RBuriti, vc já usou um carro com esse sistema?
      Já faz tempo que vi os anuncios disso, Mas nunca vi relato de algum comprador, sempre de vendedor… hehe não conheço ninguem que tenha colocado isso já… por isso fiquei com duvida…
      Tava a fim de colocar nos carros aqui em casa… temos cachorro e sempre precisamos prender os cachorros ou alguem ficar vigiando quando entramos/saimos da garagem… mas não queria arriscar gastar dinheiro em gato por lebre.. hehe… até pq se for gato os cães de caça vão detonar os parachoques! hauhau

      Os de furar o parachoque, alem do risco de furar errado e ficar torto (sou bem chato quanto a isso! hehehe) teria que mandar pintar, pq só vem no "preto/prata"… ou seja, é mais complicado e eu não gosto daqueles "parafusos" aparecendo nos parachoques… hehe

      • Rapaz nao tive problemas ate agora nao, quem instalou foi pai (eu nao vi pq tava dormindo no dia) entao nao sei contar detalhes.

        O carro é um megane 2008, ele colocou atrás daquele borrachao do parachoque traseiro. Tem o display (sem distancia, só luzes verde, amarelo e vermelho).

        Ah, tbm sou chato quanto a defeitos, portanto ao menos nao "vejo" se a fita estiver pouco inclinada.

  • O sensor de estacionamento é um ítem indispensável em qualquer veículo. Quantas crianças morreram esmagadas ou estão deficientes por causa de uma simples manobra de marcha-ré! São duas manobras que considero ter maior atenção: ultrapassagem e marcha-ré. Agora me respondam: "Por que o CONTRAN não torna obrigatório os encostos de cabeça do banco traseiro, cinto de segurança de 3 pontos para o passageiro central e sensor de estacionamento?" Creio que não agregaria valores exorbitantes nos veículos em relação quando são vendidos como acessórios.

    • né isso, se o sensor fosse de série em todos os carros nao faria questao em pagar 200 reais a mais por ele. Ou poderia ser um diferencial. Poxa, a pessoa tem 40mil pra dar num carro e ter a mao de vaca de nao da 200 pelo sensor? aí arrebenta o parachoque e gasta mais dinheiro pra consertar.

      • Realmente! O problema é que nós consumidores brasileiros somos "atrasados" no quesito segurança, portanto dificilmente estaremos dispostos a pagar os 200,00 por um sensor de estacionamento, ao passo que, se fossem obrigatórios creio que a história e as estatísticas seriam outras.

        • Pensando pelo lado de que uma criança pode estar atrás concordo. Mas também é bem mais "legal" estacionar um carro pela noção do espaço e não apenas por um sensor.

            • Me desculpa… essa historia de "saber o espaço do carro" e "inexperiencia" não colam. Segurança não é opcional!

              Será que é tão dificil entender que é mais um item que pode ajudar a evitar acidentes?

              Simples assim. Portanto, sejamos mais coerentes com o que queremos para nos.

  • Além de evitar acidentes com crianças e animais, ele ajuda a estacionar no escuro. Pertinho aqui de casa tem um toco de árvore que só se livra dele quem tem sensor (ou quem conhece o danado do toco).
    Ás vezes o pessoal bota obstáculos nas calçadas (colunas, paralelepídos, etc.) nessa hora o sensor salva o dia.
    Foi a primeira coisa que botei no meu Logão :)

  • pra quem tem dvd é quase impossivel fazer besteira de ré: câmera e sensor juntos da pra ter instalado por uns 300 reais, até menos eu acho. só acho que fica mt poluido o parachoque com camera e sensor… acho o sensor melhor, por dizer a distancia, nao sei se a camera dá uma nocao boa de distancia… por outro lado a camera eh mt pressao, quando liga a ré aparece a img! kkkkk

  • Essa versão economica só tem um problema… ele se baseia em apenas um ponto de referencia enquanto os de fabrica se baseiam em 4 pontos… ou seja se o objeto (uma lixeira por exemplo) estiver na direção de uma das lanternas o negocio não vai identificar pois em condição normal sera instalado no centro do carro… o que deixa os cantos sem monitoramento…. Porque vc não ve nenhum carro sair de fabrica por esse processo economico?

    • Pagar R$100,00 por um dispositivo que tem apenas um sensor é bobagem, O modelo instalado nas concessionárias vem com 4 sensores custa, proporcionalmente menos e é mais eficiente.
      Instalar um desses só para não furar o parachoque é o tipo de economia burra.

  • Tenho um desses e posso afirmar que é uma verdadeira M…! Ele não funciona direito! Muitas vezes ele detecta a distância errada ou até mesmo não detecta distância alguma!

    E o que paguei foi exatamente esse preço: R$99,00

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email