Elétricos Esportivos EUA Ford Projeções SUVs

Shelby Mustang Mach-E precisa vencer desafios para virar realidade

Shelby Mustang Mach-E precisa vencer desafios para virar realidade

Quando ele surgiu com o nome Mustang, muita gente torceu o nariz, mas outros viram outra possibilidade nessa história, a entrada da Shelby em um mundo novo, dos carros elétricos. Embora tenha uma versão GT, cujo desempenho ainda não foi provado, o Mach-E poderia dar mais em performance.


Ed Krenz, da Ford Performance, disse que um Shelby Mustang Mach-E é possível, desde que vença alguns desafios para virar realidade. O engenheiro-chefe chegou a mencionar estar ansioso para aplicar as características de um produto da Shelby no SUV elétrico da marca americana.

O objetivo é tornar o carro ainda mais rápido e com pegada bem agressiva, porém, o desafio é torna-lo eficiente o suficiente para poder ser usado no dia a dia. A autonomia é o calcanhar-de-aquiles de qualquer esportivo elétrico daqui para a frente. O maior exemplo disso é o Porsche Taycan Turbo S, que alcança até 308 km.

Shelby Mustang Mach-E precisa vencer desafios para virar realidade

Isso, de certa forma, limita a diversão, mesmo que diversos pontos de recarga de alta potência estejam pelo caminho, permitindo cargas de 80% em alguns minutos. Aparentemente isso é um empecilho para a Ford Performance, já que a autonomia padrão é apenas para uma condução eficiente e não para andar esportivamente, o que reduz ainda mais o alcance.

De qualquer forma, um hipotético Shelby Mustang Mach-E GT400 (400 km seria uma boa marca de autonomia mínima), poderia arrancar de 0 a 100 km/h em 2 segundos ou pouco mais. Para isso, as baterias de lítio precisariam ter bem mais de 100 kWh, sendo hoje de 98,4 kWh no GT.

Já alcançar pelo menos 600 cavalos não seria um trabalho tão difícil para a Ford Performance. E como ele seria? O visual acima, do X-Tomi Design, parece bem sugestivo nesse caso, com um SUV altamente agressivo e com dinâmica de condução elevada em relação ao Mach-E GT. A briga com os Tesla Model Y e X P100D seria bem interessante.

[Fonte: Carscoops/Projeção: X-Tomi Design]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Rafael Kawamoto Fussia

    Todas versões do Taycan tem autonomia de mais de 400km a até 450km, não sei daonde tiraram isso de 308km…

    • Julio Alvarez

      deve ter sido do EPA americano que deu 201 milhas de alcance. Não se sabe direito por que ficou tão abaixo do WLTP que deu 280 milhas, ou 450 km. Nos testes já feitos por diversas fontes, o Taycan bate fácil as 200 milhas do EPA.

  • Janio O’ brien

    NADA MAIS JUSTO A FORD ELETRIFICAR ESSE MODELO, SE PRA APARECER HOJE EM DIA TODA MARCA TEM QUE BRINCAR DE THOMAS EDISON, E COM A FORD NÃO VAI SER DIFERENTE….

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email