EUA Mercado Skoda

Skoda adia plano de entrar nos EUA por conta de projetos de baixo custo para VW

Skoda-Kodiaq-Scout-2018-3 Skoda adia plano de entrar nos EUA por conta de projetos de baixo custo para VW

A Skoda está em evidência dentro do grupo Volkswagen. A marca tcheca passa por uma mudança em seu lineup, focando mais especificamente no mercado de utilitários esportivos com os modelos Karoq e Kodiaq, esperando ainda por uma terceira opção, que será equivalente ao VW T-Cross, mas isso só ocorrerá em 2019.



Para mais adiante também, a Skoda pretende entrar no mercado americano, conforme rumores já indicavam há algum tempo. Mas, pela primeira vez a marca tcheca se pronuncia sobre essa intenção. Bernhard Maier, CEO da Skoda, disse: “Precisamos de mais tempo para desenvolver planos para o mercado dos EUA”.

Maier deu mais explicações sobre o assunto: “Nós fomos encarregados de liderar o desenvolvimento de uma plataforma de carros baratos principalmente para o mercado indiano e explorar esse projeto de uma perspectiva de sustentabilidade. Esta é uma tarefa enorme para nós e, portanto, precisamos abordar outros projetos passo a passo”.

Desde o Dieselgate, o assunto da Skoda nos EUA vem ganhando força, especialmente pelo desgaste da imagem da VW junto aos consumidores numa fase inicial. No entanto, ainda existe muitas dúvidas relacionadas ao posicionamento da marca, que foca no custo-benefício melhor em relação aos produtos VW.

Com preços mais competitivos, a marca poderia ampliar a participação do grupo alemão no cenário americano, ainda mais se explorar os utilitários esportivos, abrindo uma nova frente no segmento que está dominando o país. A longo prazo, a Skoda terá também uma gama de elétricos, o que interessaria também aos americanos.

Com alcance praticamente global, a Skoda só não atua no continente americano de modo geral, embora no passado bem distante tenha exportado carros para alguns dos países da América, entre eles EUA e Brasil. Por ora, a missão da empresa da República Tcheca é mesmo desenvolver uma variante de baixo custo da plataforma modular MQB A0, a princípio, para o mercado indiano. Batizada de MQB Eco, ela é a alternativa ao fracasso da parceria com a Tata Motors. Na declaração de Maier, o trecho “principalmente para o mercado indiano” poderia indicar que a base teria outros destinos também.

Aqui no Brasil, a MQB A0 surge para formar um quarteto, que terá Polo, Virtus, T-Cross e uma picape inédita, que disputará com Fiat Toro, Hyundai STC e uma similar da Chevrolet, por exemplo. Ainda não se sabe o destino final de Gol e Voyage, que poderiam se beneficiar dela, embora a VW tenha ainda a PQ12 do up!. Na China, existe uma gama enorme de produtos que poderiam utilizar essa MQB Eco desenvolvida pela Skoda na Índia.

[Fonte: Auto.cz]

  • vicegag

    Skoda no Brasil, não me lembro, deve ter sido num passado bem bem distante.

    • Verdades sobre o mercado

      Deve ter sido no tempo dos dinossauros

    • Thales

      Foi na década de 1950.

      • vicegag

        E deve ter sido bem poucos os importados, pois é bem raro encontrar um.

  • REDDINGTON

    Se a VW está arranhada lá imagina lançar uma marca tcheca, no mercado mais exigente do mundo…tem que rever, pensar pra não pagar mico mesmo.

    • th!nk.t4nk

      Longe de ser o mercado mais exigente. Tanto é que muitos carros importados precisam sofrer “downgrade” pra vender no mercado americano. Altamente exigente nos EUA são os órgãos reguladores, mas o consumidor compra feliz muita porcaria.

      • REDDINGTON

        Vc que pensa…converse com um vendedor de lá. Não é nada fácil vender carros lá

        • th!nk.t4nk

          Cara eu morei nos EUA e sou do setor. É simplesmente o lugar mais fácil pra vender carros no planeta. Tem muita gente com grana curta, mas que faz questão de um sedã ajeitadinho no visual, e se aproveita dos juros baixíssimos pra financiar. É aí que entra Corolla, Cruze, Jetta, etc. Esses carros vendem como água. Nos países mais desenvolvidos praticamente não se vende esses sedãs piorados. Ou sao modelos mais sofistiscados (ex: Passat ao invés de Jetta) ou são modelos premium de fato (A4, Série 3, Classe C). E a Skoda, apesar de ser uma marca de baixo custo, ainda tem produtos superiores aos que são oferecidos nos EUA (ex: Superb vs. Cruze). Quem conhece, sabe. Logo, faz todo sentido levar a Skoda para os EUA sim.

          • REDDINGTON

            Se vc morou lá sabe que é difícil vender carro justamente por que tem várias opções, e cada montadora quer oferecer mais coisas pelo menor preço, justamente o contrário do brasileiro, sabe que lá as fábricas usam o teste do IIHS nos seus comerciais tipo “meu carro recebeu nota máxima, custa tanto, o do concorrente é mais caro e pior”. O brasileiro acha normal a Audi por exemplo cobrar uma fortuna no Q5 e não oferecer nem câmera de ré, nem GPS de série. “Ah não interessa é um Audi”.

    • Danilo

      mais exigente do mundo? kkkk não por parte dos consumidores

  • Diego Lip

    Já vi Skoda rodando na minha cidade, mas com placa paraguaia. No caso era um Fabia, muito bonito.

    • th!nk.t4nk

      O último é muito bonito mesmo, ficou no nível do Polo (ou mais bonito até). Já os antigos eram meio esquisitos, com uma frente bizarra. A Skoda evoluiu pra caramba no design!

  • thi

    Acho vacilo da vw nao trazer a skoda pra ca

    • Luis Burro

      Acho q não ia adiantar.Todo carro fodástico na Europa se transforma numa porcaria chinfrim e cara no Brasil!

    • Mr. Pug

      Acho difícil a VW trazer a Skoda ou a SEAT, se forem importados eu diria que é praticamente impossível. Pode acontecer o mesmo que no final da década de 90 até 2002, onde os SEAT vendidos aqui eram melhores que os VW equivalentes e custavam pouca coisa a mais.

  • Luis Burro

    Pois é,mas a meu ver a marca tem uma importância diferente q a Renault dá a Dácia.Enqnto na francesa os carros sao de qualidade de materiais menores com precos camaradas tornando a de baixo custo,a Volks parece ter mais esmero na construção e acabamento,parece superior a romena.

  • Luis Burro

    A meu ver a Skoda tá tomando o lugar da Volks e esta está mais Premium.

  • Tibúrcio

    Lê-se “VW desiste de Skoda nos EUA porque se já não vende como VW, imagina como Skoda…”

    • th!nk.t4nk

      O contrário. A Skoda tem competitividade em preços e oferece produtos praticamente tão bons quanto a irmã mais cara. E certamente melhores do que Cruze, Corolla e companhia, que são bem mais “baixo custo” do que os brasileiros imaginam. Um Superb 2.0 TSI humilha qualquer Cruze em todos os aspectos.

      • Tibúrcio

        Convença os americanos a comprarem.

  • Sato Trebzonte

    Lembro de um trem a vapor em mariana com a marca skoda.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend