Europa Mercado Montadoras/Fábricas Skoda

Skoda comemora 20 milhões de carros produzidos em sua história

Skoda-Karoq-2018-3 Skoda comemora 20 milhões de carros produzidos em sua história

A marca tcheca Skoda atingiu um novo marco em sua história: 20 milhões de carros produzidos desde 1905, ano de sua fundação. O número foi atingido com um exemplar do mais recente lançamento da empresa, o Skoda Karoq, que sai da linha de montagem em Kvasiny. Este SUV é tido como a base para o futuro utilitário esportivo da Volkswagen, pertencente ao projeto Tharu.



Constituída no começo do século passado por Laurin e Klement, que a Skoda teve sua primeira fábrica construída em Mladá Boleslav, lançamento o modelo Voiturette A, seu primeiro carro. Ao longo do tempo, a marca tcheca foi um dos principais fabricantes de veículos do leste europeu, mesmo sob o regime comunista após a Segunda Guerra Mundial.

Neste período vários modelos foram produzidos e o último foi o Skoda Favorit, desenvolvido pouco antes da aquisição da empresa pela Volkswagen, em 1991. De lá para cá, a empresa passou a ter produtos similares aos da VW, começando pelo Octavia, mas tendo o Fabia como seu carro de entrada. Outro modelo de destaque é o Superb, que compartilha componentes com o Passat.

Conhecida por seu bom custo-benefício, a Skoda rapidamente alçou voo da região oriental da Europa para outros mercados, mas sempre focando em emergentes ou países em desenvolvimento. Atualmente, a empresa possui 15 fábricas em oito países, mostrando que se tornou uma marca global com atuação até na China. Mas, ela não é oferecida em nenhum mercado das Américas. No Brasil, apenas nos anos 50, a Skoda foi vendida por aqui e durante poucos anos.

Skoda-Vision-E-Concept-5 Skoda comemora 20 milhões de carros produzidos em sua história

A Volkswagen utiliza a Skoda também como um braço para oferecer produtos mais baratos em certos mercados, inclusive na China, bem como para elaborar projetos voltados aos mercados emergentes em alguns casos, tais como na Índia, onde foi responsável pela avaliação da plataforma AMP da Tata Motors. Esse mercado também é de atuação da Skoda, que irá desenvolver um projeto para reduzir os custos da MQB A0 na região, que é muito sensível aos preços.

A Skoda também está integrada ao programa Estratégia 2025 do grupo Volkswagen, tendo como plano introduzir cinco modelos totalmente elétricos no mercado europeu e internacional na próxima década. Recentemente, o conceito Vision-E deu uma ideia dos projetos nesse segmento que serão desenvolvidos e apresentados pela montadora eslava, que atualmente está focando forte no segmento de utilitários esportivos. Rumores dizem que a VW poderia introduzir a Skoda no mercado americano como uma forma de ampliar sua atuação naquele mercado.

  • V12 for life

    Sendo a Skoda responsável por desenvolver alguns projetos brasileiros, quero ver o acontecerá com a PQ12 e a próxima família Gol.

  • th!nk.t4nk

    Se a América do Sul fosse parte de um bloco comercial forte, a Skoda teria espaço sim, sem dúvida. Mas como o Brasil é uma ilha economicamente, esquece. Só por milagre mesmo.

    • oscar.fr

      Eu discordo. O Brasil é um mercado muito grande e forte, a Skoda poderia ter seu espaço aqui independentemente de qualquer união comercial entre países sul americanos. Ela não vem por uma razão de mercado: a VW do Brasil exerce aqui o papel que a Skoda exerce na Europa, não há porque trazer Skoda se a VW já faz bem esse papel.

      • th!nk.t4nk

        Grande e forte? De jeito nenhum. O mercado automotivo brasileiro é anão. Qualquer país europeu com vendas menores ainda é mais forte, por fazer parte da UE (se comporta como se fosse um só país enorme). No Brasil mal vale a pena produzir os modelos atuais, que dirá adicionar concorrência.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend