América Latina México Mercado SUVs

Skoda terá 30 lançamentos em dois anos e América Latina é alvo

Skoda terá 30 lançamentos em dois anos e América Latina é alvo

A Skoda é uma marca muito popular no leste europeu e também em algumas regiões da Ásia. No entanto, não tem presença na América Latina, uma região onde seu conhecido custo-benefício seria muito bem apreciado.


Ainda assim, essa parte do continente americano não está fora dos planos da marca tcheca, que quer expandir suas vendas para 2 milhões de carros por ano até o final da década. Em 2019, a Skoda vendeu 1,24 milhão no mundo.

Para isso, a empresa prepara 30 lançamentos nos próximos dois anos, tendo como um dos focos o mercado indiano. O conceito Vision IN é a principal arma da Skoda para ganhar terreno num país sensível aos preços.

Skoda terá 30 lançamentos em dois anos e América Latina é alvo

Os planos da marca não são apenas de vender na Índia, mas de exporta-lo para diversos países, entre eles o México. Feito sobre a plataforma modular MQB-A0, o SUV compacto terá a companhia de outros modelos “IN”, que terão seus custos reduzidos com alguma simplificação nos processos de produção.

Na América Latina, alguns mercados são mais abertos aos carros indianos, como Chile e Colômbia, que podem receber a Skoda de braços abertos.

Em seu próprio portfólio atual, a Skoda explora bem as características de mercados como estes, em desenvolvimento e emergentes. O modelo Scala, por exemplo, é um hatch médio que usa a base do VW T-Cross, por exemplo.

Skoda terá 30 lançamentos em dois anos e América Latina é alvo

A troca de plataforma média por compacta é algo que rumores dizem ser associado também a um suposto Citi Golf, que compensaria em parte o encarecimento no desenvolvimento do Golf 8 e manteria as vendas do hatch em nível satisfatório.

No caso da Skoda, fazer isso é garantia de sucesso em muitos lugares. Ainda assim, a mareca tcheca renova suas apostas em carros maiores, como Octavia e o enorme Superb, assim como nos promissores utilitários esportivos, especialmente para o mercado europeu e chinês. Teria chance no Brasil? Já teve nos anos 50, mas com a VW aqui, difícil.

[Fonte: Auto Forum]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Baetatrip

    Nada d+ que VW empobrecido….!

    • MonHoe

      Mais do que os capados que ela vende aqui, com painel de plástico duro e sem vários itens de segurança e conveniência que tem na Europa

    • Rbs

      Pode ate ser porem bonitos!

    • Robinho

      vixi mais empobrecido do que um VW…to fora.

    • Debraido

      Vw europeu empobrecido. Ainda assim, superior aos VW latino-americanos.

  • th!nk.t4nk

    Os Škoda são interessantes em termos de mecânica, dinâmica e pack tecnológico, mas o que me desanima neles é o acabamento. Pegando um Škoda e um VW equivalente, as diferenças infelizmente são consideráveis. A Škoda usa bancos mais baratos, forraçoes “lixa” e substituem boa parte dos revestimentos emborrachados por plásticos duros. Até mesmo o isolamento acústico é mais fraco. O único Škoda que mantém uma boa qualidade geral é o Superb. O resto a meu ver só vale a pena com um desconto muito bom frente a um VW.

    • Josimar Genm Tavares

      E pensar que um VW já não é referência em acabamento.

      • G E O

        Temos que saber separar os produtos brasileiros dos produtos europeus.

        Sim, os produtos europeus tem melhor acabamento e mais dispositivos de segurança do que o similar brasileiro.

        Sendo assim, um Skoda tem melhor acabamento do que um VW brasileiro.

        • Josimar Genm Tavares

          Sim óbvio, porém esperar o mesmo acabamento de carro europeu aqui, já é outra história.

          • G E O

            Josimar, os primeiros Golf nacionais de 99 e Bora tinham acabamento igual ao do europeu. Mas o brasileiro não valorizava isso na época.

    • Paulão

      Você descreveu a VW BR! rsrs

    • Fabio Marquez

      Lembrei do Gol que G5 que andei e era exatamente assim, o mais engraçado eram os encostos de cabeça de papelão duro. Se acertasse a cabeça naquilo dava traumatismo craniano…

    • MonHoe

      Vc simplesmente descreveu um VW brasileiro, depenado do Europeu e cobram como se não tivesse perdido nada

  • Alaor

    Não tem espaço no Brasil. Simples. Basicamente, se tratam de VW empobrecidos, com acabamento mais simples. Acontece que aqui a VW já empobrece os carros ao máximo, aí pra Skoda ser mais barata, teriam que cortar na engenharia dos carros, não ia prestar.

    • Toyo_Highlander fan

      Te pergunto, o Polo alemão possui alças PQP?

      • Paulo Lustosa

        Polo alemão tem acabamento soft touch, só isso já dá pra ter noção da diferença abissal de acabamento em relação ao BR

        • G E O

          tem 6 air bags, tem assistente de frenagem de emergência, tem melhor acabamento sim (principalmente da forração interna do porta-malas).
          O tecido dos bancos é melhor. A forração do teto também é melhor. E os motores ainda mantém a manta acústica.

        • Edson Fernandes

          Tirando a parte da cobertura do banco, até a versão 1.4 TSI deles, não tem essa cobertura soft touch. Apenas o R Line e o GTI tem soft touch.

          O que o deles tem como opcional nas versões intermediarias é o farol em led do GTI (e do nosso GTS).

          Além de alguns itens a mais de tecnologia e segurança.

          • Paulo Lustosa

            Pior que não Edson, eu vi o vídeo de uma versão MPI do Polo que estava sendo filmado na Itália e tinha o acabamento soft touch. Quem não tem é o T-Cross.

          • th!nk.t4nk

            Lembrando que R-Line não é uma versão, mas um pacote estético que pode ser adicionado até ao Polo de entrada. Ou seja, na prática pode-se ter o acabamento superior em todos os Polos, mas é opcional.

            • Edson Fernandes

              Esse dado eu não sabia. Então é um opcional que a pessoa pode colocar no carro. Confesso que eu pagaria por esse pacote de melhor interior. Já que a parte de segurança do carro é algo já de série.

              Talvez por opção eu pegaria a versão 1.2 TSI com DSG.

          • Gran RS 78

            Vc está enganado sobre o acabamento do Polo, que na Europa todas as versões são soft touch.

            • Edson Fernandes

              Como o Think disse, é um pacote opcional que pode por ou não o material de revestimento emborrachado.

              • Ernesto

                Eu me recordo no lançamento do Polo que disseram que na Europa o Polo também usava plástico rígido no acabamento. Agora essa de soft touch ser opcional para todas as versão é novidade.

                • Edson Fernandes

                  Exatamente! eu tbm li a mesma coisa!

                  Inclusive pessoas que são donas de Polo que viajaram para fora do país comentaram isso.

  • Diego Lip

    Já vi Fabia com placas do Paraguai, achei lindo.

  • Toyo_Highlander fan

    Achei até mais bonito que o T-Cross.

  • RicardoVW

    29 serão SUVs.

  • vicegag

    “Na América Latina, alguns mercados são mais abertos aos carros indianos, como Chile e Colômbia”
    Outros também, Etios, Kwid e Creta comprovam, afinal se aceita chinês, aceita indiano também.

  • Rogério R.

    Na América do Sul a Skoda está presente oficialmente no Chile, na Colômbia e no Equador. É só ir no Google que encontra os sites da marca nestes países. Quanto as suas chances de serem vendidos aqui, na minha opinião só se vierem com o logo VW, o que seria uma boa ideia.

    • G E O

      O Chile não tem mercado nacional forte, então provavelmente o preço dos produtos por lá são semelhantes. Aqui um Skoda importado custaria muito mais do que os concorrentes. Teria que ser feito aqui, e com certeza o grupo VW iria aplicar o máximo de corte de custo para ter o maior lucro.

      Ao mesmo tempo penso que a Skoda e Seat poderiam ser feitos e lançados aqui. Ibiza e Fabia para competir com o próprio Polo. Usariam as concessionárias da VW.

      A Skoda poderia lançar o Fabia aqui como principal competidor do Onix. Oferecer vários equipamentos a um preço não tão exorbitante assim. Ou seja, pareado com o Onix. Lançariam o Ibiza um pouco mais caro focando no lado esportivo. #meusonho

      • Rogério R.

        Concordo. Se os carros Skoda viessem para cá, eles teriam que ser nacionalizados e terem o logo VW.

      • A Skoda aqui no Chile é uma piada, pq o importador quis dar um ar “premium”, pra carros que não o são. Na prática, são mais caros que os VW similares, e a manutenção é com preço de Audi.
        Já tive um Octavia, excelente carro, mas a revenda é ridícula, fora a manutenção.

    • Cromo

      Seria projetos da Skoda (Seat também) com emblema VW, mas preço mais baixo. Acho q dá certo. É exatamente o que acontece com a Renault, fabricando aqui os Dacia.

      • Eu trocaria o desenho de todos os VW pelos de Skoda e/ou SEAT, e manteria o emblema.
        Ou poderiam trazer carros de nicho dessas outras marcas, dividindo concessionárias.

  • Natán Barreto

    Pra quem tá dizendo que a Skoda poderia vir com logo VW e preço mais baixo. Isso é impossível pq a VW do Brasil tem carros próprios menos equipados e pior acabados que os Skoda.

    Então não faz sentido. Ela poderia vir como marca alternativa e ser mais uma opção usando a rede VW. Poderia enfrentar Chery e JAC, além de Mitsubishi e PSA, deixando a linha de frente pra VW brigando com GM, Toyota e Renault

    • Rogério R.

      Na minha opinião nunca teremos carros com o logo Skoda aqui. Para termos projetos Skoda aqui é só nacionalizando e trocando o seu logo pelo logo VW.

    • Edson Fernandes

      Na verdade podemos colocar que hoje os Skoda seriam um VW Brasil só que tecnologicamente bem equipados e seguros. Poderia dar certo viu.

  • Racer

    A VW já tentou vender os Seat por aqui, usando a mesma rede de ccs, e não deu certo…..

  • Guilherme Gimenes

    Cara, cada bizarrice q leio aqui..vcs ja andaram de skoda? Aposto q 99% nao, entao pq opinar ao vento!? Acabamento de skoda eh a mesma coisa dos vws do brasil, que sao notariamente inferiores ao europeu. Skoda na europa eh sinonimo de taxi, policia, carro de servico…octavia, superb, e se usam pra taxi, pode apostar q duram mt! O problema, assim como a seat, tudo vw, mas o povo n conhece, entao duvido q venderia..entao o jeito seria vende-los como vw..eu teria facil um superb wagon

  • Compro Vidro de Perfume Vaziou

    Cancela esse ano, pq o corona parou tudo no mundo todo, só deve voltar 2021, lançar pra ter prejuízo? vai ser tudo replanejado. Sobre um possível lançamento no BR eu não sei não, pq vai vim como modelos premiuns da própria VW, podendo ser ate uma versão mais top que a Top de um Polo, Virtus, Gol e por ai vai, ai a questão é o valor que vão pedir e ninguém vai querer pagar por ser caro demais!

  • Willie Cicci

    Skoda era a marca de carros baratos do grupo VW, mas aparentemente agora tem interiores e acabamentos melhores que a própria VW.

  • Saraiva

    Como pequenos detalhes fizeram toda a diferença nesse Scala. Incrível a melhora queria conferir o interior.

  • Mais empobrecido impossível.

    Basta entrar em um VW alemão contra um VW Brasileiro.

  • Rodrigo

    Quando a VW trouxe a SEAT para o Brasil amargou um enorme fracasso. E SEAT / Škoda andam de mãos dadas quando o assunto é redução de custos.
    Se a proposta for vende-lo em um patamar abaixo dos VW vendidos aqui, ok. Mas vai ser muito difícil controlar preços quando falamos de veículos importados sujeitos a flutuação do dólar e, principalmente, pagando maior alíquota de importação por vir da Europa.

  • Sino Weibo

    E a VW deixaria essa marca vender no Brasil?

  • andrevilsonpereira

    será que VW não vão vender eles aqui como VW ao invés de Skoda (como faz a Renault com a Dacia)

  • Diego Honorato

    30 lançamentos. Aposto que desses 28 são SUVS

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email