Esportivos Europa História Spyker

Spyker e seus bólidos de alta performance inspirados na aviação

spyker-60-hp

Spyker 60 HP

A história da Spyker está dividida em das partes. A primeira, se inicia em 1880 com o fabricante de carruagens dos irmãos Spijker, que ficaram muito famosos ao construírem o “Golden Coach”, a carruagem dourada da família real Holanda, usada até os dias atuais.

spyker-30-42-hp-tourer

Spyker 30 42 HP Tourer

Isso ocorreu em 1898, mas no ano seguinte, os irmãos Jacobus e Hendrik-Jan Spijker passam a construir automóveis, utilizando inicialmente motores Benz. Em 1907, Hendrik-Jan morre em um naufrágio e a empresa vai à falência. Posteriormente, um grupo de empresários ressuscita a marca, mas sem Jacobus.

spyker-runabout

Spyker Runabout

A Spyker passou a focar mais no segmento automotivo com automóveis de competição e luxo, bem como caminhões e ônibus. A empresa chegou a construir três aviões. Em 1922, nova falência abala a empresa, que é comprada por um distribuidor britânico, que não evita o fim da marca em 1926.

spyker-c8-spyder

Spyker C8 Spyder

Spyker NV

Décadas se passaram até que Viktor Miller e Maarten de Bruijn fundaram em 1999 a Spyker NV, como uma homenagem à anterior, mas sem nenhuma ligação direta fora o nome. A nova iniciativa era produzir carros superesportivos com estilo inspirado na aviação. A produção começou em 2000 com os modelos C8 Spyder e C8 Laviolette, ambos equipados com motor Audi V8 4.2.

spyker-c8-double-12s

Spyker C8 Double 12S

Bruijn já era conhecido por construir os esportivos Spyker Silvestris, que acabaram dando origem ao C8. O motor alemão deste último entregava 400 cv, até que apareceu o C8 Double 12S, que tinha versões com a mesma cavalaria e outra com 620 cv. O C8 Spyder pasosu a usar um V8 Cosworth Biturbo de 525 cv até 2007.

spyker-c8-aileron

Spyker C8 Aileron

Em 2005, Maarten de Bruijn sai do negócio para construir lanchas de competição em alumínio. No ano seguinte, a Spyker lança o C12 La Turbie, seu primeiro bólido com motor V12. Nesse mesmo ano, a empresa passa a atuar na F1 após a compra da equipe Midland. Em 2007, a Spyker F1 foi vendida para os indianos, que fundaram a Force India.

spyker-c12-laturbie

Spyder C12 La Turbie

O C12 Zagato foi lançado em 2007, mas os projetos D8 e D12 Pekin-to-Paris fracassaram antes de sair às ruas. O mesmo ocorreu com os E8 e E12 em 2009. Nesse mesmo ano, a Spyker muda a fábrica para o Reino Unido, a fim de facilitar a operação da empresa. Em 2010 ela compra a Saab das mãos da GM. Com a venda, a Saab entrou em queda no mercado e as perdas geraram um calote a partir de 2011.

spyker-d12-peking-to-paris-1

Spyker D12 Pekin-to-Paris Concept

Sem dar conta do prejuízo, que gerou a paralisação da produção da Saab, Viktor Miller decidiu vender a sueca várias vezes aos chineses, mas a GM impedia tal intento por conta da tecnologia de sua propriedade. Por fim, falida, a empresa foi adquirida pelo consórcio NEVS, desligando-se da Spyker.

spyker-b6-venator

Spyker B6 Venator Concept

A marca holandesa retornou após a crise da Saab em 2013 com o esportivo B6 Venator, mas no ano seguinte, a Spyker foi obrigada a deixar a fábrica britânica por falta de pagamento de aluguel. Uma reestruturação foi feita e em 2015 a empresa saiu das dívidas, retornando ao mercado com uma nova proposta, o C8 Preliator, apresentado recentemente em Genebra.





  • Bryant Rosado Silva

    Existe um erro de digitação no texto, logo no início esta assim: “em das partes”, deveria ser em duas partes não? Excelente texto, gosto de saber a historia das marcas mas acho que cairia bem uma foto da carruagem.



Send this to friend