Stellantis dividirá fábrica da Opel e alemães temem fechamento

Stellantis dividirá fábrica da Opel e alemães temem fechamento

A relação da Stellantis com os alemães não anda muito boa. O motivo é o temor de fechamento da fábrica da Opel em Eisenach, na região da Turíngia. A planta teve a produção suspensa por três meses devido à falta de semicondutores, mas os trabalhadores temem que ela não volte.


Além disso, a Opel agora enfrenta outra situação que também preocupa os sindicatos locais, a divisão da fábrica de Rüsselsheim, no estado de Hesse. A Stellantis dividirá a unidade e uma parte dela não pertencerá mais à Opel Automobile GmbH e sim ao grupo.

No comunicado, a Stellantis diz: “As vantagens associadas a esta organização mais eficiente e flexível devem contribuir para garantir empregos a longo prazo”. Contudo, os funcionários estão preocupados, pois, acreditam que a outra parte da planta não será retomada.

Stellantis dividirá fábrica da Opel e alemães temem fechamento

Os sindicatos locais indicam que a Stellantis pode estar usando a escassez de chips como desculpa para o fechamento de Eisenach, onde o Opel Grandland X foi transferido para Sochaux, na França. A empresa disse que a transferência é temporária, mas poucos acreditam.

Quando a PSA comprou Opel e Vauxhall, no caso alemão, o acordo era manter os empregos no país até 2025. Contudo, os sindicatos falam que isso poderia ser quebrado pela empresa sob alegação da falta de semicondutores.

Já a Stellantis rebate os argumentos, dizendo que a situação é excepcional devido às crise de chips, que é global e afeta diretamente suas operações. De qualquer forma, parece que falta confiança de um dos lados e o outro precisará cumprir a promessa para evitar problemas.

Na Opel, a maioria das plataformas agora é de origem ex-PSA e todas podem ser feitas na França ou Espanha. Agora, não se sabe o que a Stellantis fará com a outra metade da fábrica de Rüsselsheim. A instalação, por exemplo, poderia ser arrendada para um sócio chinês, como a GAC, que faria assim carros elétricos na Alemanha.

[Fonte: Auto News Europe]

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.