Mercado Subaru

Subaru quer fazer carros mais baratos e em maior volume

subaru-outback

A Subaru poderá mudar sua filosofia de produto muito em breve. A diretoria da montadora estaria ainda dividida quanto aos novos rumos da empresa. Atualmente em um nicho de mercado, sem grandes volumes e com boa lucratividade, a marca estaria pensando em expandir-se.

A Subaru vende sua linha normal de carros com motor boxer, mas também comercializa no Japão os diminutos carros kei. Alguns dentro da companhia acham que é melhor a empresa continuar aonde está e não investir em grandes volumes, tentando a sorte em segmentos onde nunca atuou. Enfim, o debate continua dentro da montadora japonesa.





  • nicholasunited

    A Subaru veio como uma alienígena no mercado automobilístico, há bons carros e com seus respectivos motores, a qualidade é boa. Mas não ousou da popularidade e do exocentrismo para tal.

    • wasdyn

      ?
      Não entendi.

      • EuMeSmObYmYsElF

        quis falar bonito e se complicou.. falou nada com nada..

    • Vejo muitos comentários mais poucos ou nenhum feito por proprietários de Subarus; que dizem, serem aficionados pela marca, mas pouco que pesquisei é difícil achar algum proprietário falando mal dos veículos ou descontentes, o ponto negativo é peças de reposição e manutenção cara, mas isso denigre os veículos da Subaru?

      • wasdyn

        Virgusp
        Então, (infelizmente) não tenho Subaru, mas participo do Clube. E é justamente isso que você disse, os veículos são excelentes, o problema, aqui no Brasil, é justamente o que não envolve a Subaru, mas sua representante, a CAOA. Já vi casos do pessoal esperar uns 3 meses para chegar um parachoque e outros de enorme demora injustificada, fora os preços que normalmente são uma palhaçada (sem graça).
        Eu torço, de verdade, para que a Subaru abra os olhos (hã, hã, pegou o trocadilho???), saia da CAOA e venha para cá de forma independente. E se, de quebra, a Subaru encontrar alguma forma de ferrar (financeiramente) com a CAOA pela palhaçada que vem fazendo com a marca, melhor ainda. :D

      • saosao

        Não denigre os veículos da Subaru, mas certamente afasta possíveis compradores ansiosos por uma tecnologia diferente e comportamento dinâmico excelente, mas não estão dispostos a pagar caro pela manutenção.

        Em tempo, acho que a grande maioria dos donos e possíveis compradores de Subaru devem saber que a CAOA é quem comercializa seus produtos, logo, a imagem da Subaru não fica prejudicada.

      • Alfa_Lover

        A família de um amigo usa Subaru desde que começou a vir pra cá, comprando um novo modelo a cada 3 ou 4 anos. Nunca ouvi uma reclamação sobre a marca.

    • Lanpenn
  • Asking Alexandria

    Se quiser vem para o brasil mas saia da caoa que ela é saf.ada e vai sujar seu nome assim como o da ruimqdoy é sujo.

    • Brunocarro1998

      Se quiser? A Subaru já está no Brasil, e justo pela Caoa. Não vende nada, pudera, não tem marketing e o preço deixa a desejar.

      • adriano1989

        Foi exatamente o que ele quis dizer!!!! A subaru não está de fato no Brasil, ela apenas é representada (e muito mal representada) pela CAOA, que não sabe usar os triunfos da marca para conquistar mais participação em nosso mercado.

  • RafaelMeyrelles

    Subaru com o Impreza por 55mil ia vender muito, porque é 4×4, ou seja, novidade por aqui

    • adrdown

      Na onde você viu este preço Rafael?

      O mais barato que achei 0km foi 98k e não é 4×4

      • Paschoalpca

        Todo impreza é AWD

      • wasdyn

        Ele fez uma suposição. SE o Impreza custasse 55k…

        • REUSAN

          Ahhhhh !É o jeito de falar!!!!!!!!!!!!!!!!

        • sbacana

          O 1.5 em 2009 0km custava isso

          • saosao

            O 2.0 custava no final uns 70k, mas saiu de linha e a nova geração ainda não chegou por aqui. Por enquanto só temos o novo crossover XV que é show também, porém…

  • Guilherme

    A Subaru ja teve o Vivio, um popular importado ao Brasil com motor 800ccA Subaru ja teve o Vivio, um popular importado ao Brasil com motor 800cc

    • Edson Roberto

      E carissimo de manutenção o que inviabilizou o sucesso do modelo. Digo isso por ter tido uma ex namorada que teve o modelo.

    • Alfa_Lover

      O motor era de 660cc. Daí que veio o nome do modelo, em romanos VI VI 0 = 6 6 0

  • Thorngeen

    a Subaru ousa por oferecer carros que tem durabilidade muito acima das oferecidas pelas montadoras comuns, muitos consumidores, principalmente o brasileiro, comprar por osmose, faz escolhas para agradar ou competir com outrem, a Subaru está disposta a rebaixar a qualidade de seus carros para poder popularizar a marca, a Caoa não tem influencia sobre os não compradores, é desculpa de quem não tem coragem ou teme pelos preços de manutenção, outros carros importados vendem mesmo tendo um alto custo para mante-los

    • wasdyn

      Não sei se entendi o que você quis dizer. Pelo que entendi, você parabenizou a Subaru por oferecer excelente produtos, e criticou o consumidor brasileiro, que compra o carro "para os outros" e sem pesquisar. Até aí concordo, mas entendi também que você disse que quem não compra Subaru usa a desculpa dos preços de manutenção e afins. Neste ponto discordo, não é algo "apenas um pouco acima da média", mas algo absurdo, o produto é caro, a manutenção é cara e as peças podem demorar meses para chegar.
      O Impreza de geração anterior custa uns 70k por aqui, agora chegou a nova geração por uns 90k. Não há o que justifique este aumento (apenas o famoso "vai que cola").

      • Thorngeen

        é mais ou menos isso, o cara que não compra um Subaru com a justificativa de que as peças são caras e a manutenção também, abrem mão de 5 anos de garantia e de uma carro comprovadamente durável e seguro, com itens exclusivos de construção, mas compram um Hyundai também importado e caro de manutenção, ou um Mini ou um Outlander também japones , todos vendem mais que os Subarus e os preços são proximos.

        • MM_

          Não concordo.

          Em 2009 estava dando uma olhada em hatchs médios. O Impreza não tinha preço tão diferente de seus concorrentes mas era de longe o carro com acabamento interno mais simplório. Fora o fato de existir UMA concessionária em SP, o que te obriga a ficar refém de UMA Caoa, além do deslocamento até lá. Pra quem tem o tempo contado, não é uma opção.

          De qualquer maneira, a participação da Subaru em outros mercados é tão pífia quanto no Brasil. Isso só leva a crer que o problema não é da Caoa e nem do consumidor brasileiro, mas da própria Subaru.

          • Alex

            Acabamento simplório, sim. eu diria até espartano. Ao meu gosto. Mas com 6 ou 8 airbags, controle de tração, controle de estabilidade, 4×4 AWD, ABS com EBD, freio a disco nas 4 rodas, direção eletrica, motor boxer…. Nenhum concorrente direto oferecia isso tudo. Quanto a participação da Subaru pelo mundo… Você não sabe do que está falando… Viu nos EUA?

            • MM_

              Grande coisa. Exceto pelo motor boxer, muitos carros oferecem tudo isso e ainda um acabamento melhor que de qualquer popular.

              Qual é a participação da Subaru nos Estados Unidos? 2%? Qual a participação de uma marca qualquer, como Ford, Chevrolet, Toyota? 12%.

              Pois é, acho que não sou eu que não sei o que estou escrevendo.

              • saosao

                Hatch médio com motor boxer, sistema AWD simétrico (se não sabe o que é isso, gaste 10 minutos para aprender em http://www.youtube.com/watch?v=ooQRxlChvMw), centro de gravidade mais baixo da média, controle de estabilidade, controle de tração, xenon e teto solar (entre outros), não me veio nenhum à mente.

                Perceba que ele está num nicho diferente. As outras fabricantes fazem carros para a massa, a Subaru faz carros que empregam tecnologia de competições, e aí está o diferencial dela.

                Não julgue uma montadora só pq ela peca nos materiais do painel, veja o que ela entrega que nenhuma outra montadora entrega e o contexto no qual ela se encontra.

                • MM_

                  Nao estou julgando a marca, estou dizendo que EU nao compro carro com esse nível de acabamento por esse preco. O Impreza tinha um motor boxear, porém fraco, cambio de 4 marchas, acabamento ruim e só 1 CCS em SP. Na epoca eu só deixaria de comprar Focus, i30 ou C4 se eu fosse acionista da empresa ou muito fã da marca.

                  De qqr maneira o ponto principal é que a Subaru é uma marca de nicho e por isso vende pouco. Seja aqui no Brasil pela Caoa ou nos Estados Unidos pela propria Subaru. Até pq é o ponto principal da noticia, nao?

                  • saosao

                    Entendo seu ponto, porém veja que eu não estou falando em custo x benefício. Disse apenas que não há outro hatch médio que ofereça o que o Subaru oferece nos pontos que citei.
                    Ao falar em custo x benefício, com certeza seria bem melhor um Focus, i30, Cruze, Astra, Vectra (pois esses dois tbm eram hatches médios até pouco tempo atrás). etc.

                    Agora, opinião minha, eu compraria o carro sim, tanto é que estou cogitando um usado como próximo carro. Claro, sei que tenho condições de mantê-lo, do contrário seria apenas sonho.

                    • MM_

                      Veja, também não estou falando em custo benefício, mas sim o que cada um procura em um carro. Eu moro em SP, tenho mais de 40 anos e um filho de 1 ano. Estou mais preocupado em itens tecnológicos, conforto e segurança do que um carro para entusiasta, que é o caso do Impreza (exceto o 1.5, que é desanimador).

                      E o ponto principal que eu levantei foi que a Subaru, por vender carros diferentes e geralmente para entusiastas, vende bem menos do que as grandes marcas. Seja nos Estados Unidos, seja no Brasil, portanto não adianta muito culpar a Caoa por vender pouco, pois trata-se de uma marca de nicho.

                    • saosao

                      Entendi. Realmente temos nossas prioridades, e carro é uma necessidade, no entanto nós homens costumamos associar com prazer…
                      Tenho 32, solteiro e sem filho, porém tenho algumas dívidas com imóveis e que são minha prioridade, já que são investimentos. No momento não posso gastar com isso, mas assim que puder e visualizar um horizonte mais tranquilo financeiramente, certamente terei um Impreza.

                      Não adianta culpar muito a CAOA, mas certamente ela tem culpa no cartório sim no Brasil. Basta ver que nos EUA o Legacy é mais barato que muitos de seus concorrentes. Por ser um mercado foco para a empresa, certamente ela se empenha também nas condições de manutenção e pós venda, o que é bem diferente do praticado aqui.

          • wasdyn

            MM, acho que não é tão pífia, não. Pelo menos nos EUA eu sei que vende MUITO bem (óbvio que não se compara a Toyota, Ford, GM e afins, mas nem de longe são vendas baixas.
            Com relação ao carro em si, o que você falou vejo muito os donos de Subaru (principalmente Impreza) comentando do interior bem simples se comparado a carros equivalentes.

          • saosao

            Com todo o respeito, mas vê-se que vc não pode ser dono de um Subaru. Todo dono de Subaru sabe e diz que o nível de conforto não é dos melhores e muitos concorrentes nacionais são melhores, mas o que todos buscam num Subaru é o motor, o AWD, comportamento dinâmico, etc. Tenho um primo que tem um Impreza 2.0 e uma vez disse: "o carro é maravilhoso, tem tração nas quatro, ESP, xenon, teto solar, 8 air bags, e neguinho ainda vem falar que é ruim pq o painel é de plástico!"

            Sobre a culpa ser da Subaru, eu não me posiciono pois não conheço o modelo de administração dela, mas de acordo com a reportagem, dá para ter uma clara noção de que é objetivo dela ter baixa produção e carros exclusivos. Duvido muito que ela fique pensando "droga, queria ser uma GM!"

        • Fabiano

          Você tem um Hyundai para dizer que a manutenção é cara? Eu tenho um Azera 2011 e paguei 400,00 a revisão de 30.000 KM e a revisão de 40.000KM vai custar 500,00 com mão de obra inclusa. Um colega meu pagou a revisão de 40.000KM de um Honda Fit 850,00, isto é fato concreto e não suposição. Pergunto pra você com o valor da revisão do Honda de 40.000KM faltou 50,00 para mim pagar 2 revisões de um V6 e baita carro porque até agora com 37.500KM foi só trocar o óleo e abastecer.

          • saosao

            Valor da revisão é uma coisa, quero só ver a hora em que vc precisar trocar um amortecedor…
            Ah, disco de freio, pastilha de freio, bandeja, bateria… tudo no seu carro é mais caro que qualquer outro carro menor.

  • fabio_augusto

    Mantendo a qualidade (o que vai ser difícil), por mim tudo bem. Imagino a volta do Vivio, carro vendido no Brasil no início dos anos 90, concorrendo com Gol, Palio, Picanto e cia…
    Outro que poderia voltar é o SVX, um dos esportivos japoneses mais lindos e ousados já criados.

  • edy_caceres

    Se eu não me engano ,foi esse mesmo pensamento de produzir carros mas baratos e hein larga escala que quase levou a Maserati pro buraco.

  • Bartolomeu87

    Esse dilema já foi resolvido há decadas pelo Marketing pois as pessoas associam a marca diretamente com a qualidade, status, luxo, etc que o produto pode proporcionar.

    Uma da primeiras a quebrar a cara querendo explorar o segmento de luxo nos EUA usando a marca básica foi a VW, "folks váguen" que significa "carro do povo".

    O contrário também vale, se vender um relógio Lous Vuitton U$5.000 por U$ 100 detona a marca.

    Para resolver esse problema criaram as marcas de luxo para explorar esse novo mercado.

    Assim por exemplo nos EUA a Toyota vai até o Toyota Camry, acima disso vende carros da marca Lexus que são mais potentes, luxuosos, etc.

    Toyota/Lexus
    Honda/Acura
    Nissan/Infinity
    VW/Audi
    Etc.

    Talvez o problema da Subaru é que ela está a meio caminho, nem é um básico e também não conseguiu ainda o status de carro de luxo. Um tempo atrás já tentaram produzir em volume e começaram a tomar prejuizos com queda de qualidade, focaram no mercado luxo mas não conseguiram grandes avanços.

    • ahsoliveira

      tem uns erros ai! depois do Camry a Toyota ainda tem o Avalon e se formos considerar Crossovers e SUV's ainda há a 4Runner, Sequoia, Land Cruiser, com valores iniciais acima do Avalon, e isso sem falar de várias versões híbridas e elétricas. Rav 4 EV custa mais que uma Sequoia e que os modelos iniciais das linhas IS, ES, GS, RX da Lexus. Estes são mais luxuosos mas não necessariamente mais potentes.
      E só para deixar claro, Ao contrário da Lexus, Acura e Infiniti (termina com i não y) a Audi não nasceu especificamente para o mercado de luxo norte-americano e sempre teve um posicionamento acima da VW.

      • Bartolomeu87

        Tem um erro seu, , a Audi não teve sempre um posicionamento acima da VW, somente por volta de 1969 ela passa a ter esse posicionamento. A Audi remonta os anos 1899 com o nome Horch e não pertencia a VW.

        Outro erro seu, no meu texto esqueceu de ler que citei como "exemplo" de posicionamento de marketing de marca basica e de luxo, não disse que a Audi foi criada para os EUA.

        Tem umo outro erro, esta misturando banana com abacaxi, deve compara carros nos mesmos segmentos. O seu Avalon inicia em $30 mil, o menor sedan Lexus começa com $35 mil com 204CV.

        "Desde então ~ 1969, a Audi se tornaria uma empresa focada nos carros de luxo, para não haver concorrência com os modelos VW. E a história de sucesso continuaria, assim como tão bem a conhecemos hoje em dia." http://pt.wikipedia.org/wiki/Lexus

        • ahsoliveira

          oh mal lavando! olhe o preço dos carros da gama da Horch e os da VW na época! ai você entenderá o que estou dizendo, ambas poderia ter modelos em mesmo seguimento (concorrentes) mas veja quem se diferenciava por preço. E eu só dei uma misturada nos modelos pois pelo que entendi no seu comentário você falar da marca em sí, então extrapolei para os modelos da marca como um todo, afinal banana e abacaxi são frutas.
          "Usa Wikipédia como referência e ainda quer respeito! Tsc…Tsc…Tsc!" essa frase é ouvida em todo curso superior de respeito!

          • Bartolomeu87

            Que arrogância, se voce não respeita nem a maior e uma das mais respeitadas enciclopedias do mundo que é o wikipedia construida e revisada por milhoes de pessoas do mundo inteiro não da para discutir nada com você, melhor para por aqui mesmo, tchau!

            • ahsoliveira

              Não se você entendeu, mas a autoria da frase não é minha! a Wikipédia é uma boa iniciativa, MAS uma coisa é certa ela é como perfume, serve para cheirar, mas não para engolir. Por questões de curiosidades, buscas iniciais é uma ótima ferramenta, mas não se aprofunde apenas com conhecimento dela, procure as referencias dos artigos contidos nelas.
              Outra coisa, para deixar bem claro, apenas complementei com alguns dados o seu comentário não foi uma crítica direta nem uma diminuição do mesmo. Então Relaxa Bart!

            • saosao

              Com todo respeito, a wikipedia há muito não é mais respeitada, e um dos motivos é a invasão dos brasileiros. Sério mesmo, não diga mais isso.

              • Bartolomeu87

                Com todo respeito, eu não concordo por razões pessoais abaixo:

                Eu tenho a certeza que a minha ignorancia é infinitamente maior que os possíveis erros que possam existir na Wikipedia. Assim prefiro confiar muito mais em um trabalho coletivo com 792 mil artigos construido em anos o qual é consultado/revisado milhares de vezes por segundo (somente em portugues) que achar que sou um poço de conhecimento.

                Serio, me faça um favor, busque na wikipedia agora da palavra "psicologia" e tente ler cada link do artigo. Depois de ler, poste o que achou do Wikipedia, se realmente é fraco.

                Nota: Normalmente uso o Wiki em ingles que possui 4 Milhoes de artigos, com conteúdo bem mais completo e maior número de revisões.

                Creio que há muito interesse economico das escolas, editoras, enciclopédias, e até professores em matar algo que tem o propósito de tornar a informação algo livre e democrático.

            • wasdyn

              Bartolomeu, não entrarei no mérito das marcas e modelos, apenas na afirmação de que a Wikipedia é a "maior e uma das mais respeitadas enciclopédias do mundo que é o Wikipedia construída e revisada por milhões de pessoas do mundo inteiro".
              Pode ser a maior, mas acaba por aí. Nem de longe é uma das mais respeitadas e o fato de ser corrigida por milhões de pessoas ao redor do mundo nem sempre é uma vantagem (sempre tem um mané que acha que sabe e vai lá corrigir o que já está certo ou sabe que não sabe mas quer fazer gracinha). Como o Ahsoliveira disse, qualquer professor (e nem precisa ser de curso superior, do ensino médio ou até mesmo do fundamental) diz para tomar cuidado com ela. E ainda citando o Ahsoliveira, por questões de curiosidade até que vai (veja bem, "até que vai", e não "é uma boa"), mas qualquer coisa um pouco mais séria ou mesmo bobeira, mas que se queira ter certeza, deve-se passar longe desta enciclopédia.
              Sim, eu utilizo muito a Wikipedia (como é feita pelo povo, a linguagem é fácil de entender e bem direta), mas quase sempre entro em alguns sites mais confiáveis para confirmar a informação. E como você, também costumo utilizar a Wikipedia em inglês, tem muito mais informação.
              Agora, com relação a "há muito interesse econômico das escolas, editoras, enciclopédias, e até professores em matar algo que tem o propósito de tornar a informação algo livre e democrático", discordo. Não é a Wikipedia que acabará com as editoras e enciclopédias. Aliás, é interesse destas "instituições" propagar a informação, este é o escopo delas (na verdade é o meio, o objetivo é o lucro, mas deu para entender). Entendi o que você quis dizer, a Wikipedia é de graça, no caso de editoras e algumas enciclopédias é preciso pagar para utilizar-se de seus serviços, mas acho difícil que a Wikipedia roube o público destas empresas. Aliás, existem várias bibliotecas que também acabam "roubando" seu público – compra-se apenas um livro que será utilizado por várias pessoas que nada pagarão.
              Finalizando, a Wikipedia é, sim, uma excelente iniciativa, mas não pode ser utilizada como única fonte para se obter informações e creio que nunca substituirá as demais publicações (elas se complementam, não se excluem).

              • Bartolomeu87

                Acho que há um mal uso do Wikipedia o que gera críticas.
                Um dos mal usos são o copia-cola em trabalhos escolares (e nem lê), o cara pega o resumo de uma informação (que é a proposta de uma enciclopédia (wikipedia)) e coloca como pesquisa do assunto e o professor critica a fonte de conteúdo e o culpado é a Wikipedia?
                Penso que uma enciclopédia é o ponto de início e não o fim da sua pesquisa por informações, pois é um resumo do resumo resumido.
                Obviamente se quer aprofundar em um assunto deve buscar mais informações em livros, artigos, curso superior, mestrado, doutorado, phd, etc. Depende do quanto quer se aprofundar.
                Em relação a qualquer um pode entrar e colocar qualquer coisa, há uma resposta oficial da Wiki que não vou entrar em detalhes, o link abaixo esclarece. O importante é que é uma ferramenta viva em constante evolução e correção. http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:Respo
                A diferença em dimensão é muito grande, a maior creio ser a Larousse possui 120 mil verbetes em inglês (15 mil em português) e a Wikipedia possui 4 Milhões em inglês e 790 mil em português.
                Acho que para quem tem uma Larrouse em casa pode dizer que respeito muito mais a Larrouse que a Wikipedia, mas quantas pessoa conhece que possui uma enciclopédia dessa no Brasil, cara, e olha que só possui 15 mil verbetes?
                Ou seja, na prática só temos mesmo a Wiki e mesmo quem tem uma larrouse não compra os seus "updates". Ou seja, eu, você e mais uns 6 bilhões de pessoas no mundo na prática tem a wikipedia como referencia.
                Creio que critica-se muito mas é como falar mal da comida que se come, mas na prática todos comemos.
                O que temos que fazer é contribuir para essa ferramenta, e é o que as empresas hoje fazem. Se for na definição, história, dados, etc, esse são corrigidos pelas próprias montadoras de automóveis.
                Assim, se não é o propósito de uma enciclopédia ser o poço final de informação mas o resumo resumido e penso que como eu não tem uma Larousse em casa que também não tem o conteúdo que procura, quem você realmente respeita?

    • saosao

      Também acho que a Subaru está no meio do caminho. A Subaru tem muito know how em competições e por isso conseguiu desenvolver sistemas fantásticos como o AWD (http://www.youtube.com/watch?v=ooQRxlChvMw), e aí foi introduzindo todas essas tecnologias em seus carros de passeio. Com isso, esses carros estão um passo à frente das fabricantes em massa (Toyota, GM, etc), porém já é sabido que ela não visa produzir em larga escala (daí vem a reportagem acima).
      Outro "problema" é que sua linha de design nunca foi unânime… mas eu teria um fácil fácil!

  • 356

    A imagem da Subaru no Brasil é de carro de alta performance. O grande problema, é que por aqui, a operação da Subaru é feita pela CAOA de maneira absolutamente desleixada e amadora. A CAOA não esta nem ai para marca, investe zero em marketing e pratica preços totalmente fora da realidade, mesmo para padrões brasileiros.
    Apesar da qualidade dos carros, essa politica afasta muitos potenciais compradores. Eu, por exemplo, sou um destes, adoraria ter um Subaru, qualquer modelo, mas todos são extremamente caros zero km, e sofrem uma desvalorização monstruosa quando semi novos, para corrigir sua posição dentro do mercado.
    Não é a toa que existem modelos 2011 zero km encalhados nas lojas do Brasil, o que não deixa de ser um absurdo, devido a qualidade do carro, mas reflete a politica da marca por aqui.

    • wasdyn

      356, além de tudo isso que você citou ainda vem o péssimo pós venda – peças extremamente caras e que podem demorar meses para chegar.
      Também tenho muita vontade de ter um Subaru, mas do jeito que a CAOA faz é realmente desanimador. E nem adianta comprar um usado, assim o carro realmente fica barato, mas e a dor de cabeça que deve ser ao andar pelas ruas com medo de algum infeliz bater no teu carro e você tê-lo que queixar encostado por alguns meses esperando chegar para-choque, lanternas…
      Apenas para citar o exemplo do STI, tem muita gente que pega o Evo no lugar dele em razão não apenas do carro, mas de quem o disponibiliza aqui – a Mitsubishi realmente corre atrás dos clientes, oferece trackdays, trilhas para o caso das pick ups, já vi proprietário receber uma miniatura do Evo X no natal, enviada pela própria Mitsu/concessionária… Se o cliente da Subaru (no Brasil) receber um e-mail mandando tomar naquele lugar já deve ficar contente pela atenção.

  • diogo_rs6

    É bom saber que a Subaru tem boa lucratividade. Além da boa saúde financeira acredito que a marca tem uma das melhores reputações no mercado – que são carros para "quem entende de carro". São carros feitos em sua maioria ainda pensando mais na técnica e menos em questões de custo ou "luxo ostentativo". E o melhor que são carros que encaram tranquilamente o dia-a-dia. Acredito ser também uma das marcas com um dos maiores índices de satisfação (inclusive no Brasil). No caso brasileiro, se a própria marca assumisse as operações e se livrasse da CAOA teria expansão ainda maior de vendas e conseguiria manter mais os clientes na marca. Carros sabem fazer, agora criem políticas de venda e (principalmente) pós-venda mais amigáveis

    • saosao

      Pra nós vermos como vender pouco não quer dizer muita coisa. A Subaru vende pouco e ganha muito, e olha que a título de exemplo, o Legacy nos EUA chega a ser um dos mais baratos do segmento.

  • Fernando

    Penso que eles devem continuar com carros diferenciados, boxer, sawd, turbo nos esportivos… tendo bons lucros.
    O mercado já esta cheio (lotado) de carro mecanicamente igual, motor transversal e tração dianteira… chega de tanta mesmice.
    Qto ao Brasil, fácil… tira a CAOA da jogada, assume decentemente a operação, volte para a politica de preços de 2008-2010, que terão lucros suficientes para pagar multas de rescisão com CAOA e tornar a marca popular no país.
    Qualidade / dirigibilidade acima da média a Subaru já tem.

  • Bruno Alves

    Para a Subaru conseguir se dar bem no Brasil, ela precisa antes, se livrar da CAOA e assumir as operações ela mesma.

  • ww57

    Sugiro ao Ricardo Oliveira (que escreveu esta notícia) colocar a fonte desta publicação.
    Caso seja a matéria da Bloomberg (http://www.bloomberg.com/news/2013-08-08/subaru-s-412-surge-leads-carmaker-to-debate-niche-status-cars.html), a matéria não afirma que a Subaru quer fazer carros mais baratos e em maior volume. O presidente da Subaru afirma que está em dúvida sobre qual caminho seguir, como abaixo:
    "Some people in the company may want to make mass-market products or cheaper cars, but is this really the right direction for Subaru?” Yoshinaga, 59, said. “We’re not a carmaker that can grow as big as Toyota. And even if we could, reaching that sort of scale would mean we’d stop being Subaru.”

    • Bartolomeu87

      Valeu! O texto em inglês é bem mais esclarecedor ou possui mais informações.

    • saosao

      Cara, acho sensacional essas filosofias de empresas japonesas e alemãs. Não que as outras não tenham, mas empresas dessas culturas são obcecadas pelo perfeccionismo e focadas em atingir tais objetivos.
      Essa semana estive com um amigo, ex-engenheiro da Honda, e me falou o seguinte: "como muitos fornecedores de peças fornecem também para GM, VW, Fiat e etc, a gente sabe o nível de qualidade dos materiais dos outros fabricantes. A Fiat é a pior delas, elas compram peças que duram uns 5 anos, por isso são baratas. A Honda tem o conceito 101%, ou seja, 101% de qualidade, se alguma peça está com algum defeitinho a gente joga fora. A Honda não aceita nada que seja do nível das outras, sempre tem que ser melhor, é por isso que custa mais caro. E depois da Honda e Toyota, a que eu mais vejo que exige qualidade também é a VW, tirando os populares."

      • wasdyn

        Saosao, também gosto desta "busca pela perfeição", mas ela não acontece porque os japoneses ou alemães são perfeccionistas, mas porque o público exige isso.
        Tem muita gente que diz "por isso sou fã da Volvo, enquanto as outras só querem lucrar ele [Volvo] se preocupam com a segurança de seus consumidores", mas na verdade esse é apenas o meio dela atrair clientes, assim como a Land Rover se utiliza do luxo, a Hyundai se utiliza da "sofisticação", a Ferrari se utiliza da esportividade e assim por diante. É claro que não se pode tirar o mérito de uma empresa que sempre busca o melhor para seus clientes, mas não podemos confundir isso com benevolência.

        • saosao

          Sim, concordo contigo, inclusive se aplica um trecho que vc comentou sobre o assunto do wikipedia, onde vender carros é o meio, lucrar é o fim.
          Porém a cultura do povo de origem de tais fabricantes influenciam enormemente no método de administração. Digo por ser de descendência japonesa e participar de uma grande comunidade de descendentes nipônicos. Prezamos e praticamos muita coisa que não vemos em outras culturas. Tenho um primo engenheiro que foi enviado à Alemanha e diz coisas parecidas da cultura alemã.
          Não estou querendo denegrir indiretamente outras culturas, mas acabei citando essas duas por ter mais contato.

          • wasdyn

            Entendo.
            Pois é, concordo com isso, sim. Não sei como é na Alemanha, mas no Japão sei que o pessoal realmente é bastante esforçado. Aliás, lá no Japão, não sei se é comum ou é um evento raro, já ouvi falar de governantes que se mataram após descobrirem suas maracutaias.

            • saosao

              Sim, acontece isso, aliás, a quantidade de suicídios lá é relativamente grande por conta das pessoas que se sentem frustradas por não conseguir seus objetivos, ou então pq corruptos que se desviam do caminho correto. É até meio perigoso, pois se por um lado vemos que são corretos, por outro vemos que levam ao extremo, e pagar com a vida é a pior coisa.
              Minha mãe todo ano vai para lá à trabalho, e diz que em muitos hotéis eles deixam guarda-chuvas na porta para qualquer hóspede pegar. E respeito gera respeito, e os hóspedes acabam quase sempre devolvendo.

              • wasdyn

                Pois é, já ouvi falar que o número de suicídios por lá é bem grande; ouvi falar também que chegaram a proibir o pessoal de se suicidar pulando nos trilhos dos trens porque isso tava causando muito problema.
                Com relação ao guarda-chuva, se fosse aqui o prejuízo seria grande. Kkkkk

  • Antonio J S

    Aqui fariam sucesso com seus motores boxer e melhor distribuição de peso em cada eixo, que façam carros de entrada e médios.

  • vagaroo

    Meus últimos três carros foram Subarus: Legacy, Impreza e Forester. Espero que o próximo seja um XV.
    No entanto, o problema de ter um Subaru são: sempre prestar a atenção nos sinais do carro e fazer manutenção preventiva porque se quebrar e parar vai ter que esperar a peça chegar (pode ser dois meses); um Subaru não gosta de andar em baixa e está difícil andar rapido (perdeu a emoção de dirigir); os novos painéis dos carros japoneses fazem uma barulheira do cão. De outro lado os pontos positivos: o sistema AWD permite fugir / escapar das armadilhas das pistas ou barbeiragens dos outros com boa segurança e é cada dia mais demandado; o seguro e a manutenção tem baixado; não dá problema de eletrônica; continua sendo uma marca que atende aos mais rigorosos crash test (a vida é uma só). Enfim, é uma marca que não oferece tudo de bom, mas tem alguns diferenciais que compensam. Se a CAOA trouxesse mais versões de carros com câmbio manual já melhoraria (fora dos congestionamentos, trocar as marchas e controlar um Subaru é o melhor dos mundos).

    • saosao

      Amigo, por que vc não manda uma opinião do leitor sobre seu atual Subaru? com fotos!

  • CanalhaRS

    Se a marca viesse oficialmente para o país e baixasse um pouco os preços, o volume de vendas aumentaria consideravelmente.

  • Alfa_Lover

    O Legacy tinha tudo para concorrer com Accord, Corolla e Civic.

  • fschulz84

    Olha, sempre fui um fã assíduo da Subaru… De verdade… Todas as vezes que troquei de carro, sempre havia um Subaru na lista, desde um Legacy 99 até mesmo um Impreza…

    Não acho que o problema por aqui seja somente a CAOA… Sabemos que esta empresa não é nenhum exemplo de justiça e boa representatividade das montadoras que representa mas a Subaru em si não parece ter muito interesse em vender aqui…



Send this to friend