Crossovers História Matérias NA Subaru

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O Subaru XV é uma versão do Subaru Impreza com proposta para o fora de estrada, sendo considerado um crossover por alguns, mas em realidade se trata da variante hatchback do modelo com diversas modificações.


Assim como muitos modelos aventureiros, o Subaru XV – também chamado de Crosstrek – surgiu da necessidade da marca japonesa de explorar um pouco mais o lado off road da linha Impreza, mas designando um produto.

Até a segunda geração do Impreza, a percepção de que o modelo da Subaru poderia lidar com o fora de estrada era nítida, porém, clientes não fiéis não viam isso e queriam um carro que realmente aparentasse encarar um barro ou terra.

Então, para a Subaru, o negócio foi ter que seguir a moda de algumas marcas e enfeitar seu Impreza de modo que o mesmo parecesse um crossover, gerando assim um aventureiro chamado Subaru XV.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Identificando o produto como algo novo, sem realmente o ser, a Subaru acertou e colheu os frutos disso. O XV acabou passando pelas três gerações seguintes do Subaru Impreza e com sucesso.

Diferente de outros hatchbacks que possuem apenas suspensão altinha, o Subaru XV sempre teve um algo a mais. Nesse caso, tração permanente nas quatro rodas e um conjunto dinâmico que a marca colheu nas pistas de rali.

Com motor boxer e câmbio CVT Lineartronic, além do S-AWD, todos no mesmo plano, o Subaru XV pode de fato ser chamado de crossover por este conjunto e não apenas por estética ou suspensão elevada.

Subaru XV

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Um dos produtos mais importantes da marca japonesa, o Subaru XV é uma das duas principais variantes do Impreza nos últimos anos, sendo o WRX o outro produto de destaque do médio.

Baseado na carroceria hatchback do Impreza – também vendido em forma de sedã – o XV é um degrau abaixo do Subaru Outback, que assim como este Crosstrek, surgiu a partir de outro carro, no caso a Legacy Touring.

Além da mecânica básica da Subaru, o XV ganhou ainda uma versão híbrida, mas isso somente na geração recente, a GT. O modelo se aproveita bem das características de condução de utilitários esportivos, porém, mais ágil.

Já como produto distinto, o Subaru XV deve ampliar a eficiência energética em sua próxima geração, que será quase que praticamente híbrida, ajudando assim a marca à atingir seus objetivos de redução das emissões.

Estilo

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O Subaru XV atual é o da geração GT, a quinta do Impreza. Lançado em 2017, só em 2019 chegou ao mercado brasileiro, onde é vendido como “New XV” pela CAOA.

O motivo do nome, nesse caso, é justificável, uma vez que as gerações GP e GT são muito parecidas e boa parte dos consumidores que não conhecem a Subaru, simplesmente confundiria os dois modelos.

As semelhanças entre o Subaru XV GP e o GT são grandes, já que ambos mantiveram o estilo básico. Este último chama atenção pela suavização das linhas, especialmente dos faróis de LED direcionais, que ganharam luzes diurnas em “L”.

A grade parcialmente cromada e com elementos hexagonais chama atenção, assim como o para-choque com molduras de cor marrom para os faróis de neblina e grade central inferior.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Nas laterais, as saias de rodas possuem proteção plástica parcial na frente e completa atrás, tendo ainda saias laterais envolventes. A linha de cintura é alta e vai elevando-se suavemente até as colunas C, que possuem vigias.

Com retrovisores grandes e portas amplas, o Subaru XV tem uma boa área envidraçada, que garante visibilidade excelente para condutor e passageiros.

No teto, barras longitudinais elevadas e teto solar elétrico fazem parte do pacote, assim como defletor de ar preto e proeminente sobre a tampa do bagageiro. A antena em estilo barbatana também reforça o apelo do XV.

Na traseira, lanternas grandes e duplas, cortadas pela tampa do porta-malas, possuem iluminação em LED e dão um destaque a mais ao Subaru XV. O para-choque é pronunciado e traz molduras laterais com refletores e protetor central.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Com 220 mm de altura livre do solo, o “crossover” da Subaru conta ainda com rodas esportivas aro 18 polegadas, dotadas de pneus 225/55 R18, mas estes são voltados apenas para o asfalto.

Por dentro, o Subaru XV tem um painel até que conservador e em níveis no console central. O cluster é analógico e possui dois mostradores grandes, que são conta-giros e velocímetro. Há um display digital na parte central.

Contudo, existe uma segunda tela, que fica na parte superior do painel, em um nível próprio. Este display não só traz dados do computador de bordo, como também o gerenciamento do sistema de tração S-AWD.

Mais abaixo, o Subaru XV apresenta uma tela de multimídia com 8 polegadas e sensível ao toque, que disponibiliza os sistemas Google Android Auto e Apple Car Play.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O modelo tem ainda câmera de ré neste display, que fica ladeado por difusores de ar verticais. Além disso, o XV conta com ar condicionado dual zone acionado por comando de voz.

Já o volante esportivo conta com paddle shifts e acabamento em couro com costura laranja, o mesmo do pomo da alavanca de câmbio e dos bancos revestidos em couro. O assento do motorista tem ajustes elétricos em oito posições.

O Subaru XV tem ainda teto solar elétrico, bem como rebatimento dos espelhos retrovisores externos. No túnel central, existe ainda o comando de controle de descida eletrônico, assim como o X-Mode.

Este último permite ao carro se ajustar automaticamente de acordo com o terreno enfrentado.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O sistema de som tem seis alto-falantes e o espaço interno conta ainda com duas entradas USB, pedais de alumínio e freio de estacionamento eletrônico.

Tendo oito airbags a bordo, o Subaru XV consegue proteger bem até os passageiros traseiros, que contam com 3 lugares e encosto bipartido, bem como três apoios de cabeça e cintos de 3 pontos para todos.

Com 380 litros, o porta-malas do hatchback está em sintonia com o segmento, podendo ser ampliado para 1.220 litros com o rebatimento do banco traseiro.

Nos EUA, o Subaru XV vem com controle de cruzeiro adaptativo, alerta de faixas, detector de pedestres, alerta de ponto cego, frenagem autônoma de emergência, entre outros.

Motor

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O Subaru XV sempre veio equipado com motor boxer, assim como seus irmãos da marca. O propulsor de quatro cilindros opostos da geração atual usa o propulsor FB20D, que tem 1.995 cm3 e sistema de injeção direta de combustível.

Esse 2.0 GDI tem taxa de compressão de 12,5:1 e entrega 156 cavalos a 6.000 rpm com 20 kgfm a 4.000 rpm. Suficiente para a missão do XV vendido no Brasil, ele permite ao modelo ir de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos e atingir 194 km/h.

Além do motor boxer, o Subaru XV tem ainda o câmbio CVT Lineartronic com relação infinita, que permite rodar de forma suave, econômica e confortável. Essa caixa é montada junto com o sistema S-AWD de tração integral.

O conjunto tem disposição simétrica e fica montado em posição bem baixa na plataforma do XV, garantindo assim um ponto de equilíbrio ideal, com centro de gravidade reduzido.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O Subaru XV tem assim uma ótima estabilidade e controle direcional com esse centro de gravidade baixo, que aliado a suspensão elevada e tração 4×4, dá ao crossover uma característica de condução única.

Aqui, ele ainda é oferecido com controle dinâmico de tração e estabilidade, além de assistente de partida em rampa. Nos EUA, o modelo tem também opção de câmbio manual de seis marchas.

Com 4,465 m de comprimento, o Subaru XV tem também 1,800 m de largura, 1,615 m de altura e 2,665 m de entre eixos, tendo inclusive bons ângulos de entrada e saída, além de vão livre elevado.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O XV tem suspensão dianteira McPherson e a traseira com braços sobrepostos, tendo ainda discos de freio nas quatro rodas. A direção tem assistência somente elétrica.

A geração GT teve 80% de modificações e sua carroceria ficou 12 kg mais leve, mas a principal novidade foi a introdução de uma versão híbrida plug-in.

Hybrid

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Chamado de Crosstrek Hybrid nos EUA, o Subaru XV híbrido mantém o propulsor boxer FB20D, mas com uma nova transmissão com dois propulsores elétricos integrados, que simulam relações infinitas.

Além disso, o conjunto híbrido consiste ainda de uma bateria de lítio 8,8 kWh, que fica no assoalho do porta-malas. Um módulo de controle fica em baixo do banco traseiro, diferente de outros carros, onde este acaba no cofre do motor.

Mantendo o sistema S-AWD, agora com um câmbio híbrido no lugar do CVT Lineartronic, o Subaru XV Hybrid entrega 139 cavalos no FB20D e mais 120 cavalos com 20,5 kgfm dos dois motores integrados do câmbio.

Assim, a potência combinada chega a 150 cavalos. O XV híbrido plug-in tem um tanque reduzido de 63 para 50 litros, bem como conector padrão universal para recarga rápida.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

Todo o conjunto híbrido acrescenta 206 kg ao Subaru XV padrão. Porém, ele permite consumo médio de 38,3 km/l de gasolina, além de autonomia de 27 km no modo elétrico. O limite de velocidade nessa condição é de 105 km/h.

O Subaru XV híbrido pode rodar assim 772 km sem reabastecer. O crossover pode ter sua bateria 100% carregada em 5 horas usando uma tomada de 110V, caindo esse tempo para 2 horas em uma saída com 220V.

Estações de recarga de alta potência exigem apenas alguns minutos para reposição total da bateria. A solução do Crosstrek Hybrid, porém, é diferente daquela do Subaru XV e-Boxer para o mercado europeu.

Nesse caso, o FB20D mantém seus números das versões comuns, mas um motor elétrico de 16,7 cavalos, é acoplado ao câmbio CVT Lineartronic, que permite reduzir o esforço do propulsor durante as saídas e condução.

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

No híbrido americano, porém, o sistema é mais complexo e pode funcionar 100% com energia, híbrido paralelo e híbrido permanente, onde o motor serve apenas para recarregar a bateria.

Em 2020, o Subaru XV terá sistema Start&Stop avançado em todas as versões com o Lineartronic. O crossover não tem opção de motor maior, mas na Europa, usa-se também o boxer FB16 com 1.6 litro.

Esse propulsor de acesso tem 114 cavalos a 6.200 rpm e 15,3 kgfm a 3.600 rpm. Nessa versão, que não tem opção manual, o XV vem com rodas aro 17 polegadas com pneus 225/60 R17.

Subaru XV GR

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

A primeira proposta de um Subaru XV surgiu no final de 2009, quando uma atualização visual no Impreza. Nessa época, a marca surgiu com a versão XV, que tinha apelo aventureiro.

O hatchback médio ganhava suspensão mais alta, assim como proteção preta envolvendo para-choques, saias de rodas e laterais. O Impreza XV trazia ainda barras no teto, defletor traseiro, escape cromado e difusor de ar.

Como parte do facelift, o Subaru XV ganhava faróis de lentes claras, lanternas traseiras em LED igualmente brancas e grade frontal redesenhada. O motor boxer era o EJ20 2.0 de 150 cavalos com Lineartronic opcional e S-AWD.

Subaru XV GP

Subaru XV: todos os detalhes do hatch/crossover do Impreza

O Subaru XV em seu estilo vigente, surgiu na geração GP em 2011, inclusive assumindo o nome Crosstrek nos EUA, mais para diferenciar o produto. Com 4,450 m de comprimento e 2,635 m de entre eixos, ele é bem parecido com o atual.

As linhas básicas são as mesmas, diferindo mais no formato dos faróis e grade, assim como do para-choque antes e depois do facelift. As lanternas eram menores e quadradas.

Chegou ao Brasil em 2012, trazendo o mesmo conjunto mecânico do atual, ou seja, com motor FB20, câmbio CVT e tração nas quatro rodas. Por dentro, o painel é mais simples, porém, já tinha o display no alto e vinha com volante esportivo.

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Janio O’ brien

    ESSE INTERNO DELE TÁ MUITO TOP MANO

  • 4lex5andro

    ”O Subaru XV tem assim uma ótima estabilidade e controle direcional com esse centro de gravidade baixo, que aliado a suspensão elevada e tração 4×4, dá ao crossover uma característica de condução única.

    Aqui, ele ainda é oferecido com controle dinâmico de tração e estabilidade, além de assistente de partida em rampa. Nos EUA, o modelo tem também opção de câmbio manual de seis marchas.”

    Sonho de consumo em dois parágrafos.

  • A única que me impede de ter um Subaru é a falta de peças, até nos EUA é complicado,
    Tds reclamam.. Mas a dirigibilidade é muito boa

    • salvibr

      Nao sei se pra usados, mas nos novos, nao tive problemas. Melhor carro que tive foi o forester, pena que nao me atende hoje, preciso de 5+2 lugares e a subaru nao tem esses modelos no Brasil.!!

  • Willie Cicci

    Bons carros, mereciam mais espaço por aqui.

  • Baetatrip

    Acho lindo os Subarus….!
    Complicado e peças e seguro…!

  • Saymon Erickson

    Esse carro parece excelente!
    Infelizmente, pelo que sei, a manutenção por aqui é complicada, por falta de peças e pontos de assistência.

  • Alejandro Torre

    Pena, carro que ha um ano e pouco estava a partir de 109mil, passou a 124mil e agora vi no site a 144,9mil. Sem rede em Curitiba, com alguns probleminhas que por aqui sao grandes, por falta de assitencia, seguro caro, e este modelo apos 4 anos, poucas empresas fazem seguro. Em poucas palabras, nao da!!!, e pior, eh um sonho de consumo.

    • Antonio Santos

      é um pouco relativo, concordo mas não de forma taxativa. Tenho um impreza xv 2011 AT segurado pela Porto com um bom custo bacana. Também nunca acionamos o seguro de 9 anos

  • MarcosGojira

    Sempre me perguntei se o nome desse carro era Xisvê ou 15…uhahuhua

  • DTartari

    Tenho uma Subaru Forester 2.0 XT. Excelente carro. Seguro, confortável e baixo consumo. Pena que para as novas Forester não teremos mais o modelo XT cujo turbo disponibiliza 240cv de pura diversão em tração permanente 4×4.
    Isso vai me obrigar esperar pela troca da minha Forester. Ou a Subaru retorna aquele modelo ou vou tentar achar algo parecido em outras marcas (Vai ser difícil encontrar…)

  • Benny Blanco

    Que traseira esquisita, mas não deixa de ser um belo carro.

  • LArtur

    Viva a Subaru!!!!!

  • Nato

    O GT chegou por aqui em 2018, já contando com alerta de ponto cego, alerta de tráfego cruzado traseiro e facho de luz direcional na versão S. A versão L era mais barata e perdia alguns itens como bancos em couro e teto solar.
    Atualmente conta com recursos de auxílio de direção.
    Não tive problemas com peças de consumo. Tive que substituir um dos braços traseiros de suspensão porque amassou no offroad e o valor foi ok, além da peça já estar disponível.
    Valor do seguro ok ao meu ver (< 3% do valor atual do carro).
    Depender de apenas 1 css de serviços mesmo em SP é péssimo mesmo que o atendimento seja ok. Demora muito agendar serviços.
    O carro em si é ótimo!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email