China Crossovers EUA Híbridos

Sucesso meteórico na China, Lynk & Co terá enorme desafio com produção americana

link-co-01-1 Sucesso meteórico na China, Lynk & Co terá enorme desafio com produção americana

Não convencional, a Lynk & Co propõe algo novo ao oferecer seus produtos no mercado automotivo mundial. Com pagamentos mensais para uso do veículo e compartilhamento, a marca chinesa quer dar liberdade para seus clientes utilizarem os automóveis do fabricante sem vínculo de propriedade, sendo estes usuários e não proprietários. Mas, para fazer o caixa e atender aqueles que ainda preferem ter o bem em seu nome, o varejo tradicional foi a primeira ação da empresa.



A ideia original pode até ter chamado a atenção, mas os chineses preferiram ir pelo caminho já conhecido, o que está dando muito certo na China, onde as reservas já começaram. Com a apresentação do crossover 01, irmão do Volvo XC40, a Lynk & Co abriu reservas no segundo semestre do ano passado, utilizando apenas a internet.

link-co-01-1 Sucesso meteórico na China, Lynk & Co terá enorme desafio com produção americana

Os preços ficaram entre US$ 24 mil e US$ 30 mil. Lynk & Co então ofereceu um lote de 6.000 exemplares, que sumiu em exatos 132 segundos! Ou seja, 45,4 carros reservados por segundo! O sucesso meteórico da fabricante de Li Shufu, no entanto, não foi 100% satisfatório. A faixa de preço proposta – apesar de ser competitiva – é um indicativo de um futuro desafiador para a empresa do grupo Geely.

O que há de errado? Não era para existir. A ideia original da Lynk & Co era vender o crossover 01 (haverá também o sedã 03, o hatch 02 e outro SUV) com um único preço e o cliente somente escolheria a cor do veículo, evidentemente com um pequeno acréscimo no valor final. Mas, os consumidores pediram a liberdade de escolher itens de sua preferência durante as pesquisas e a marca acabou criando pacotes de personalização, o que elevou o preço final do produto.

link-co-01-1 Sucesso meteórico na China, Lynk & Co terá enorme desafio com produção americana

Isso em si não seria um problema para marcas como Vokswagen, Chevrolet ou Toyota, por exemplo. Estas atuam no mercado global e possuem cadeias de suprimentos que atenderiam completamente essa necessidade de variação de equipamentos. Mas na Lynk & Co não. A filosofia da empresa é bem parecida com a da Tesla, onde o mínimo de personalização é o ingrediente para atuar em nichos de mercado.

O problema é que nem todo mundo quer isso e a variedade gera um aumento na capacidade logística que essas empresas não podem ou não querem atender. Com produção anunciada para os EUA, a Lynk & Co está pisando em ovos diante do novo desafio, ainda mais que até agora nenhuma conterrânea conseguiu vender seus carros nos states. O local para a fábrica não será dentro da planta da Volvo em Ridgeville, Carolina do Sul, mas suspeita-se que será perto.

A comunalidade com os produtos da sueca será um alívio para a chinesa, mas ela ainda terá de vencer as barreiras americanas quanto à logística, comércio e assistência. Sem dar muita opção ao cliente, a empresa terá de vender seus carros sem lojas físicas e ainda resolver a questão da manutenção. Algo assim, tão radical, será muito mais difícil de lidar do que atuar de forma tradicional. Até 2020, a Lynk & Co terá de resolver essas questões para enfim entrar na “América”. Na Europa, que servirá de experiência, ela chega um ano antes.

[Fonte: CNET]

COMPARTILHAR:
  • Cosi fan Tutti

    A Geely tem grandes chances de ser a majs global das chinesas por causa da Volvo e inciativas como essa marca. Mas e acho que a GWM Haval tem mais capacidade de penetracao em qualquer mercado com seus SUVs.

    • ricmoriah

      realmente, a GWM parece ter SUVs mais acessíveis, mas no momento quem está tendo a iniciativa é mesmo a Geely. Depois da Lotus foi a vez da Volvo Trucks com 8,3% e agora ela quer 5% da Daimler…ninguém para o Li Shufu hein?

  • Fabão Rocky

    Essa coluna C lembra o Jeep Compass.

  • sigma7777777

    É um Volvo, basta ver o painel.

    • ObservadorCWB

      Mas é um painel que dá uma verdadeira “chinelada” nos Mercedes e BMW.

    • Gabriel Brito

      Não que eu reclamaria de ser um Volvo… Tu reclamaria?

      • sigma7777777

        Não, ainda mais que vi as revisões com preços fixos, gostei mesmo, seria minha opção de carro premium ^.^

  • Wolfpack

    XC40 é vc com rostinho de Porsche Macan?

    • Alexandre Viotto

      A frente realmente é parecida! Os chinas se inspiram no visual de outros carros, sem nenhuma vergonha. Kkkk

  • Marcio Lenz

    Espero que tenha sucesso, é bom ter novidades para mexer com a concorrência.

  • Hoffmann

    Feioso mas é um dos poucos chinos que passam um ar de qualidade. Com o conhecimento advindo da Volvo a Geely só não faz carro bom se ela quiser realmente.

  • Handlay P.B.

    Esse carro tem um visual bisonho, mas o interior é agradável. A despeito dos consumidores, deve ser melhor um carro com versão única para diminuir seu preço, acho que é com a economia de escala.

  • Basil Sandhurst

    Esse artigo está me lembrando da mudança de paradigma dos carros coreanos.
    Eram motivo de piada na década de 80. Nos anos 90 começaram a melhorar. Atualmente são uma compra segura.
    Esse carro Chinês está lindo demais.
    Abs

  • Edson Fernandes

    Pessoal, aproveita para encontrar similaridade nas rodas, farol, lanternas, bancos, volantes, enfim tudo no carro. Porque afinal, agora tudo que é Chines é copia.

    • Lauro Piala

      Realmente, rodas redondas, lanterna com lampadas, bancos com encosto, volantes que giram. Quando um cara faz um comentário desse esta cheio de produtos falsificados.

    • Gustavo Adriano

      @edsonfernandes:disqus comentou algo que é a minha opinião há muito tempo já. Teve uma época que as marcas chinesas utilizavam até mesmo as chapas idênticas ao do Corolla e só modificavam dianteira e traseira, quando no melhor dos casos o interior também. Mas os tempos são outros, as coisas mudam, evoluem, crescem e o pessoal aqui no Brasil (Falo do Brasil porque sempre estou em sites internacionais em que o povo dos respectivos países não passam o tempo vendo similaridades ONDE NÃO TÊM!!). Assim sendo, apesar de particularmente não achar tão atrativo, os modelos da Lynk Co são ao menos, diferentes do que vemos por aí, se tantos acham os carros tão parecidos e etc…, por que não vão fazer seus respectivos cursos de Design Industrial e se provem bons o bastante para tal modificação estilística?

      • Edson Fernandes

        E mesmo assim… imagina que vc se propoe a criar um sedan compacto.

        Você tem algumas opções de desenho que pode deixa-lo com um ar mais sofisticado ou então mais esportivo, geralmente se mexe na coluna C para trazer a impressão de um carro até maior.

        Aí a solução da empresa é adotar esportividade e faz um carro com uma semelhança em cupês… o que geralmente vai acontecer se essa empresa for chinesa?

        Pois é… mas os demais cupes aí sim são diferenciados.

    • fschulz84

      Edson, você viu que este carro, quando você pisa no acelerador, ele anda? Isso me lembra alguns carros que já vi por ai!!!

      É plágio!

      *ironic mode*

      • Edson Fernandes

        Bicho, poe mais similaridade, pedais, volante, forma de acelerar, a motorização! Igual de um monte de carro no mercado! Vê se pode!

  • Alexandre Viotto

    A traseira é realmente feia, mas a dianteira até que é bonita. O interior não gostei muito, mas tbm não é dos piores…

  • FearWRX

    É tão difícil darem nome de verdade pra um carro? Além do nome de empresa de celular ainda colocam 01, 02 e etc como nome dos modelos…
    Se bem que não é só essa marca, poucas hoje em dia ainda dão nome de fato aos seus carros.

  • octavio cesar godoy

    mistureba de carros num só

  • Jordan rodrigues

    frente de porsche e traseira de jeep com Peugeot

  • Vitor Santos

    Essa criatura é cruzamento de uma porsche maca, volvo xc60 e land rover evoque

  • Cincinato

    A China ainda vai mandar embora do do seu país ar marcas tradicionais e só vender produto nacional.

  • Natán Barreto

    Com certeza eles vão solucionar até lá. A Geely tem se mostrado extremamente competente na gestão da Volvo e não tem pq fazer feio com a Link & Co

  • Leopss

    Mal lançaram e já querem levar para europa e eua? Só porque teve um sucesso inicial na china isso não garante que vai fazer sucesso em outros mercados.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email