Citroen Crossovers Lançamentos

Surge mais uma imagem do Novo Citroën Aircross

novo-aircross-2

O Novo Aircross será lançado na próxima semana e pretende ampliar a atuação da Citroën no segmento de utilitários esportivos, já que designa o modelo como um “SUV”.

Com visual renovado, o Novo Aircross apresenta novos faróis com projetores, LEDs diurnos, para-choques atualizados e protetores laterais exclusivos.

novo-aircross-1

Há também novas saias de rodas e faróis de neblina revisados. As lanternas mantêm o formato, enquanto a tampa do porta-malas poderá vir com ou sem estepe.

Por dentro, o painel foi atualizado e recebeu nova multimídia, bem como difusores de ar quadrados. A motorização deve se manter inalterada, embora uma opção THP possa dar um impulso maior nas vendas do modelo.





  • Eduardo Brito

    Esse carro com THP e cambio auto de 6 marchas ficaria animal, mas não dá pra esperar muita coisa da Citroen aqui…

    • Se vier com THP, só câmbio manual, pode escrever aí. Se não arrumaram essa situação para o lançamento do 2008, impossível esperar que vão se mover para o caso do Aircross.

      • Gustavo73

        Câmbio automático com motor de 4 cilindros nessa plataforma não dá. Só o 1.2 Puretech que tem 3 cilindros.

    • invalid_pilot

      Pois é.. esse 1.6 atual não tem condições – bebe demais e anda de menos
      Ainda que gostei da reestilização da frente

  • Uma coisa que eu achei positiva no texto, se for confirmada: opção do estepe dentro ou fora do carro. Seria uma ótima ideia se essa “mochila” nas costas de alguns modelos passassem a ser oferecidas como um opcional. O que tem de gente que deixa de considerar alguns modelos porque eles têm essa “estrovenga” na traseira…

    • LPolezi

      Hoje tem o C3 Picasso que é a mesma coisa, sem a parte cross. Acho que eles vão suprimir os “dois” carros num só.

    • oscar.fr

      Ainda assim a versão top deverá ter a roda, vide a foto da reportagem. Já estava na hora dessa solução ser abandonada.

    • Rodrigo

      Não entendo a “raiva” que apresentam quanto ao estepe na traseira.
      Achar feio é uma coisa. Avacalhar com a proposta é putra coisa.
      Não concordam que é uma solução mais fácil para o caso de troca de pneu?
      Ou preferem mesmo se enfiar embaixo do carro para tirar o estepe, ou até mesmo forçar as costas para tirar do porta-malas, após esvaziá-lo?
      Quanto a roubo, quando o bandido quer, ele rouba estando fora, estando dentro, estando debaixo do carro… Já vi HRV cujas rodas foram roubadas, vi Fusion sem roda, já vi abrirem Cruze, e por aí vai… Os populares são os preferidos, mas quando não tem, vai o que aparece.
      Claro que há quem não goste mesmo do estepe na tampa, e se houver a opção sem a roda atrás, melhor. Mas isso encarece o processo da montadora, e isso se refletirá no preço.
      Esse AirCross tem mais um jeito de carro pra mulher, na minha opinião. Creio que a maioria não liga pra isso, pois ela sofrem mais com troca de pneu.

      • Eu nem tenho “raiva” do estepe na traseira, não. Só acho que é uma solução que esteticamente já se esgotou, e que atribui ao carro características bem desagradáveis, que são:
        – faz barulho em movimento, em especial com trepidação;
        – é muito mais susceptível ao roubo que qualquer outra solução, não só porque a posição facilita a ação do amigo do alheio, mas também porque a roda do estepe tem que ser do mesmo padrão dos pneus de uso, que normalmente são rodas de liga de maior valor;
        – atrapalha a visibilidade e é um estorvo em manobras;
        – torna o processo cotidiano de abrir a tampa do porta-malas bem mais trabalhoso, em especial em modelos como o Air Cross, onde é necessário “abrir” o braço do estepe para depois abrir a tampa, demandando espaço livre atrás do carro;
        – não facilita a vida de ninguém ao trocar os pneus (desatarrachar os parafusos que fixam o estepe ao carro é tão ou mais ruim que qualquer outra posição em que sejam colocados);
        – é um perigo para os carros que estejam estacionados atrás de um modelo equipados com os dito-cujos (eu mesmo já fui vítima de um Ecosport, que quebrou a grade de um Vectra que eu tinha).
        Já tive um Cross Fox em casa, portanto é com propriedade que falo do assunto.
        Eu até não questiono quem opta pela solução, gosto é gosto, não se discute, se lamenta. Mas que é sempre razoável que aja a opção para quem não quer ter o aparato no carro, disso não há dúvida.
        No caso do custo extra para a montadora, não tem como concordar: já existe Picasso sem estepe na traseira, por que a solução no Air Cross representaria algum custo extraordinário? Mesmo no Ecosport, o qual nunca apresentou opção sem o estepe de fora, já casei de ver pessoas que fizeram alteração no seu carro, passando-o para dentro, com serviço bem simples (tapar buraquinhos na tampa e retocar a pintura da mesma) e com custo mínimo. Se é barato para pessoa física, imagine para a montadora em larga escala… com certeza, o ganho que se obtém em termos de ampliação do leque de consumidores que consideram a compra do modelo seria bem significativa.

        • Rodrigo

          Bom, não concordo em nada com o que disse.
          Mas respeito sua opinião.

          • É, essa questão é mais de opinião que de “ciência”. Quem gosta, gosta. Mas quem não gosta vai achar positivo ter a opção de comprar um Air Cross (por exemplo) sem estepe na traseira, sem que deixe de haver a opção para quem gosta do aparato, foi mais nesse sentido meu comentário.
            Abraço, meu amigo.

        • “- faz barulho em movimento, em especial com trepidação;”

          Isso são as adaptações, como o caso do AirCross. Não acredito que carros que nasceram para ter o estepe assim como o Ecosport tenham esse problema.

          “..- é muito mais susceptível ao roubo que qualquer outra solução, não só porque a posição facilita a ação do amigo do alheio, mas também porque a roda do estepe tem que ser do mesmo padrão dos pneus de uso, que normalmente são rodas de liga de maior valor;..”

          Isso é uma afirmação que carece de dados. As duas pessoas que tiveram pneus roubados na minha família não tinham estepe na tampa: Fiesta e Classic. E sabe qual a questão? Nem souberam onde foram roubados. Provavelmente foram em estacionamentos que pararam, mas como tinha passado dias depois, nem tinham como acusar (Poderia ser em uma parada na rua). Não estou afirmando que assim assado rouba mais, mas uma coisa é certeza: No Ecosport/CrossFox/AirCross eles perceberiam na hora. Não tenho dados para dizer qual o tipo de roubo mais comum, mas duvido que seja em carros com o estepe exposto.

          “- atrapalha a visibilidade e é um estorvo em manobras;”

          Atrapalhar a visibilidade é um fato, mas porque atrapalharia em manobras?

          “- torna o processo cotidiano de abrir a tampa do porta-malas bem mais trabalhoso, em especial em modelos como o Air Cross, onde é necessário “abrir” o braço do estepe para depois abrir a tampa, demandando espaço livre atrás do carro;”

          Também é aplicado a adaptações como AirCross e CrossFox. No Eco ele não complica em nada a abertura normal do porta-malas. E não esqueça que o espaço requirido pode ser vertical, como em garagens baixas.

          “..- não facilita a vida de ninguém ao trocar os pneus (desatarrachar os parafusos que fixam o estepe ao carro é tão ou mais ruim que qualquer outra posição em que sejam colocados);..”

          Discordo. Mais fácil que embaixo do carro e similar ao esforço se estiver dentro do porta-malas VAZIO. Com o porta-malas cheio constitui um esquema melhor.

          “..- é um perigo para os carros que estejam estacionados atrás de um modelo equipados com os dito-cujos (eu mesmo já fui vítima de um Ecosport, que quebrou a grade de um Vectra que eu tinha)…”

          De acordo, e é similar aos famigerados engates. Mas isso não é problema da solução, mas da falta de habilidade dos motoristas.

          • Vamos lá… rs.
            – Temos uma advogada que tem um Ecosport aqui no escritório, e já andei com ela várias vezes no carro dela (como passageiro), inclusive em viagens daqui para Brasília: faz barulho, e muito (tanto quanto no Crossfox, por exemplo. O estepe pendurado na estrutura da tapa é muito pesado, fica impossível eliminar por completo qualquer possibilidade de trepidação da estrutura;
            – Olha, pode até ser mais fácil de você perceber que foi roubado, mas isso significa tão somente que você descobre imediatamente o prejuízo. Quanto aos roubos em si, existem alguns modelos que possuem a particularidade de permitir muito facilmente a abertura da tampa do porta-malas, como o Gol G4 e o Palio, por exemplo, o que os torna alvo dos ladrões. É difícil apontar estatísticas, mas por observação simples é possível ver que o ranking é mais ou menos assim: 1 – estepe na traseira; 2 – estepe por baixo do carro; 3 – estepe dentro do porta-malas. Ao menos aqui em Goiânia, a quantidade de Eco, Crossfox e congêneres que ostentam a falta do estepe na traseira é abismal. O fato de estes modelos obrigatoriamente possuírem estepe em roda de liga (faz parte do visual do carro), o que raramente ocorre em outros carros, é um chamariz indiscutível aos ladrões. O lucro pelo roubo é multiplicado nesses casos (roda de ferro não vale absolutamente nada no “mercado negro”). Claro que há a opção de se instalar as capas de fibra nos estepes, mas aí eu discordo mais ainda: o apelo visual vai embora;
            – Se atrapalha a visibilidade, é um estorvo em manobras, está intrínseca a informação. E ainda de quebra aumenta o comprimento do carro, o que por si só já significa mais desconforto em manobras;
            – Mesmo o Eco e o Pajero possuem um problema com a tampa de abertura lateral: você tem que ter um espaço considerável sobrando atrás do veículo para que a abertura seja possível, o que nem sempre você tem: carro encostado na sua traseira na rua, parar perto da parede da garagem ou estacionamento, tudo atrapalha. É uma desconforto, pode ter certeza disso. Nos carros com a adaptação o problema também existe, uma vez que o braço do estepe demanda de espaço traseiro para ser aberto. E convenhamos que as situações em que há limite vertical são bem mais raras do que aquelas onde a limitação longitudinal aparece;
            – Quem já teve um Crossfox te fala: prefiro imensamente baixar o estepe debaixo de um Ka ou Palio Weekend (tivemos dois Ka e temos uma Palio na família) do que desatarrachar as 3 porcas que prendem o estepe do Fox e depois atarracha-las de novo, além de instalar e desinstalar a tampinha do acabamento do cubo. Sei lá, pode ter alguém que não se incomode com aquilo ali, eu não vejo como não se incomodar;
            – O lance do perigo para os carro estacionados atrás faz parte do item “estorvo em manobras”.
            Resumindo: tivemos um Crossfox em casa. Minha esposa nunca mais quer ouvir falar em carro com estepe na traseira. Eu, que nunca me animei muito com o penduricalho, agradeci aos céus pela conclusão dela… kkkk.
            Grande abraço.

            • Bons argumentos, mas permita insistir na questão do índice de roubos: Você acha muitos Eco, CrossFox, Doblôs…. Sem o estepe, e quantos Classics, Milles, Unos, Palios, Gols, HB20’s, Sandero’s nas mesmas condições? Nesses não é tão fácil identificar não é? Por isso acho que não dá para usar o “DataEu” para afirmar que são mais roubados por estarem mais expostos.

              • Realmente, nesse quesito você está correto. Percepção não é estatística… rs. Já tive um número considerável de amigos que relatam roubos de estepe em carros com estepe escondido. Difícil de considerar a “certeza”. Eliminemos este item, ora pois. Até porque, no meu caso, quando tivemos o Crossfox não fomos vítimas de roubo de estepe: roubaram logo o carro inteiro. kkkkk.

                • Hahaha… Putz… Vou para o inferno rindo disso!
                  Eu até procurei estatística para ver qual o tipo mais roubado, mas a única estatística que vi foi de que o estepe é o item mais roubado.

      • Leandro Balmant

        Concordo em gênero, número e grau.

      • Alvaro Augusto Rocha

        Aliás, o bandido rouba mais o estepe de dentro do carro, ou o debaixo do carro, do que esse pendurado na traseira.

      • MMM

        Eu nao lembro a ultima vez q tive q trocar um pneu, mas com certeza faz bem mais de 10 anos. Dito isso, minha resposta é sim. Prefiro me enfiar embaixo do carro SE um dia precisar trocar um pneu do que ter uma coisa que provavelmente nao vou usar, pendurada na traseira de um carro que nao serve para fora de estrada.

        • Rodrigo

          Por isso é que cada um tem sua opinião. Cada um tem uma realidade! Muita gente troca pneu com uma frequência maior por ter que rodar em vias maltratadas.
          Eu mesmo moro em Salvador e aqui as vias são péssimas, ainda mais quando chove.
          Mas entendo que o resto do país não é Salvador, portanto cada um terá uma condição distinta, além de que cada um tem um tipo de uso pro seu veículo.
          E se há possibilidade de oferecer o carro com alternativa ao estepe na traseira, melhor!

      • Dezen Seide

        Oloko
        Roubar estepe do Cruze pra que?
        Botar na bicicleta?
        Kkkkkkk

        • Rodrigo

          Pergunte para quem rouba!

      • João Silva

        Rodrigo, quantas vezes se troca pneu e quantas vezes se abre o porta-malas?
        Já visse o funcionamento do mecanismo no Aircross?
        Destrava o estepe no controle da chave, puxa para o lado, aperta o gatilho para ir até o final, solta o gatilho na posição certa para travar, aí pode abrir o porta-malas….
        Por conta dessa encrenca, comprei o C3 Picasso pra patroa… Ela gostava do visual, mas quando viu a manobra toda… nem pensou duas vezes…

        • Rodrigo

          No caso do CrossFox (anterior), Spin com estepe atrás e o AirCross, são adaptações técnicas que considero infelizes.
          No EcoSport e jipes japoneses o projeto foi concebido para tal, portanto são os exemplos a serem seguidos neste aspecto.

    • Andres Francisco

      Pelo o que já li sobre esse novo AirCross, o C3 Picasso será substituído pelas versões mais baratas e terá o estepe acomodado no porta-malas, enquanto que a versão top Exclusive, manterá o perfil ‘aventureiro’ com o estepe sobressalente.

    • Sinceramente? Tem gente que deixa de comprar por causa do estepe fora, tem gente que compra só por isso… Mas aposto que a proporção de pessoas que compram pelo estepe na traseira ou que nem se importam com isso é bem mais que os críticos sugerem.

      • Mas acho que a “opção” é sempre válida, não?

        • Ah sim, sobre isso sem sombra de dúvida… E isso vale também para Eco que não é uma adaptação.

  • Bittencourt

    Definitivamente, não é uma frente nova que vai deixar esse formato de pão-de-forma interessante…

    • Bruno Wendel Marcolino

      kkkkkk

    • Foxtrot

      Desculpa cara, mas seu comentário foi uma ofensa ao verdadeiro “pão de forma” kkk

  • V12 for life

    O facelift não ajudou muito esse carro precisa de outra geração, e que não lembre em nada essa.

  • Bruno Wendel Marcolino

    Quero ver é AT6.

    • Gustavo73

      Não vai ver.

  • Leandro Balmant

    Gostei do novo desenho frontal, deu mais vida ao carro. Mas deveria ter ganhado uma nova geração, já que faz 5 anos que foi lançado.
    Apenas um detalhe, deram um tapinha e já chamaram de SUV? Que incrível!

  • Marcio Almeida

    Citroën e Peugeot deveriam se transformar ótimos produtos mais mal adaptados ao nosso mercado não sabem vender o que tem na mao uma pena. Mesmo assim ta valendo espero que a marca não se perca ainda maia e desista só Brasil

  • Marcus Oliveira

    Esse negócio de botarem defeito no Aircross é coisa de quem tem Chevette e não tem grana pra comprar outro carro.

    • MMM

      Pois é. O Aircross automatico é muito mais moderno pois o cambio do Chevette tem só 3 marchas e do Aircross tem 4. Infelizmente nenhum deles possui ESP ou Isofix como opcionais.

  • Fabão Rocky

    Novo Aircross??? Ou novo farol do Aircross?
    Já q pelo visto o carro não mudou quase nada.

  • Baralho

    Pra mim a PSA deveria usar um único motor em sua linha o THP, precisamos de uma iniciativa que tire a aura dourada dos motores de injeção direta e os coloque como uma opção normal, não como algo Plus Ultra como estão fazendo com o Up.

  • AndersonRomeiro

    Essa placa traseira tem ir para o parachoque

  • Atley jackson

    Belo carro.



Send this to friend