SUVs da Fiat (2022): modelos e detalhes

SUVs da Fiat

SUV da Fiat 2022


SUVs da Fiat: A Fiat é uma das marcas mais populares no Brasil e que relegou para segundo plano a entrada no segmento de utilitários esportivos. Mas, estes são os que estarão logo mais no mercado.

O Fiat Pulse já está e chegou fazendo alarde no Big Brother, porém, como o Fiat Mobi, ele apareceu no momento errado, com pandemia, crise de chips e Guerra da Ucrânia.

Ele também demorou meses para chegar ao mercado após pronto, o que se suspeita tenha sido pela falta de peças e componentes em Betim, onde é feito.

O Pulse é o primeiro dos SUvs da Fiat, um derivado do Fiat Argo, mas com arquitetura mais moderna, o que levou a Stellantis a chamar a base de MLA, como conceito modular.

Contudo, além do Pulse, a Fiat terá ainda o projeto 376, cujo nome ainda é guardado a sete chaves. Este produto será baseado no Fiat Cronos, sedã compacto feito na Argentina.

Será um crossover-cupê que fará dupla com o Pulse e terá a missão de pegar o Volkswagen Nivus.

A Fiat faz muito mistério sobre outros possíveis SUVs, tendo o conceito Fastback imaginado algo relacionado com a picape Fiat Toro.

No entanto, pode ser que haja muito risco em apostar num modelo tão grande, ainda mais depois que a Renault desistiu do Arkana no Brasil.

A VW e outras marcas não apostaram em crossovers grandes com estilo cupê.

Mesmo tendo o Fiat 500X a mesma base do Jeep Renegade, SUV que “impediu” a Fiat de entrar mais cedo nesse mercado, a marca sempre postergou sua chegada e não será mais possível fazê-lo aqui.

Estas são as propostas de SUVs da Fiat para o mercado brasileiro.

Pulse

fiat pulse impetus 2022 1

SUVs da Fiat

O Pulse já está aí como um dos SUVs da Fiat e chegou numa proposta com motores Firefly 1.3 e GSE 1.0 Turbo, sendo o primeiro de quatro cilindros e com preços a partir de R$ 86.056.

Com motor 1.3, o Pulse entrega 98 cavalos na gasolina e 107 cavalos no etanol, bem como 13,2 kgfm no primeiro e 13,7 kgfm no segundo, ambos com transmissão manual de cinco marchas ou CVT.

Ele está disponível na versão Drive, enquanto a mesma pode ter o GSE 1.0 Turbo, o mesmo das versões Audace e Impetus.

O pequeno motor 1.0 Turbo de três cilindros e injeção direta, entrega 125 cavalos na gasolina e 130 cavalos com etanol, além de 20,4 kgfm.

O câmbio também é CVT com modo Sport que altera os parâmetros do motor e paddle shifts.

Utilizando a estrutura do Argo, o Fiat Pulse mede 4,09 m de comprimento com 2,52 m de entre eixos, tendo as mesmas portas do hatch e outros componentes.

Com cluster analógico ou digital, o pequeno tem ainda multimídia com projeção sem fio para Android Auto e CarPlay, assim como câmera de ré e serviços online com internet 4G da TIM.

Pequeno, ele tem 370 litros no porta-malas e oferece ar condicionado automático, assim como direção elétrica e volante multifuncional, entre outros.

O Fiat Pulse tem ainda faróis full LED, lanternas em LED e pintura em dois tons opcional. Logo chegará a versão do Pulse Abarth.

Fiat Pulse – Preços

  • Fiat Pulse Drive 1.3 Manual – R$ 86.056
  • Fiat Pulse Drive 1.3 CVT – R$ 94.804
  • Fiat Pulse Drive 1.0 Turbo CVT – R$ 103.446
  • Fiat Pulse Audace 1.0 Turbo CVT – R$ 110.969
  • Fiat Pulse Impetus 1.0 Turbo CVT – R$ 121.605

376

progetto 376 render

SUVs da Fiat

O projeto 376 gerará mais um dos SUVs da Fiat, que chegará ainda este ano de 2022 ao mercado brasileiro, apostando em uma carroceria de crossover com cupê, buscando imitar o VW Nivus.

Visto somente sob pesada camuflagem, o 376 terá uma grande campanha de marketing para vender a ideia e sua base será a do Cronos, com traseira mais longa que a do Pulse.

Provavelmente o design frontal será o mesmo, obedecendo a uma nova linguagem de estilo para se criar uma família distinta de produtos, assim como Argo e Cronos.

Nesse caso, o 376 terá alguns diferenciais para custar mais que o Pulse e não ser apenas uma variante esticada do mesmo.

Pelo que já foi visto, terá freio de estacionamento eletrônico, ampliando assim o conforto e a segurança a bordo.

No conteúdo, deverá dispor de mais itens, como controle de cruzeiro adaptativo e possivelmente alguns dos recursos existentes na Fiat Toro.

Na mecânica, o motor 1.3 Firefly pode até entrar, mas a proposta deve mesmo é ficar centrada no 1.0 Turbo.

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.