_Featured Crossovers Lançamentos Preços Suzuki Test Drive

Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

suzuki-s-cross-impressões-NA-23-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

A Suzuki acaba de lançar no Brasil o novo crossover S-Cross, modelo que irá ocupar o lugar do SX4. A proposta do utilitário esportivo é oferecer conteúdo, espaço, tecnologia e especialmente economia de combustível, tudo isso começando a partir de R$ 74.900.



O Suzuki S-Cross apresenta estilo contemporâneo e lembra bastante um monovolume, distanciando-se do visual conhecido dos utilitários esportivos, que apresentam maior robustez no visual. Já o crossover japonês tem frente baixa e longa, além de um habitáculo volumoso.

Medindo 4,30 m de comprimento, 1,76 de largura, 1,60 de altura e 2,60 de entre-eixos, o Suzuki S-Cross pesa 1.125 kg e vem com carroceria dotada de partes em aço de alta resistência, garantindo assim maior leveza e rigidez estrutural.

suzuki-s-cross-impressões-NA-22-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Disponível nas versões GL MT, GLX CVT, GLX CVT 4WD e GLS CVT 4WD, o Suzuki S-Cross vem equipado unicamente com motor 1.6 16V VVT de 120 cv a 6.000 rpm e 15,5 kgfm a 4.400 rpm, tendo transmissão manual de cinco marchas na versão de acesso ou CVT com sete posições virtuais nas demais.

No aspecto mecânico, a novidade do Suzuki S-Cross é o sistema de tração integral e modos de terreno AllGrip, que apresenta parâmetros diferenciados para estrada (Auto), condução esportiva (Sport), lama e neve (Snow/Mud) e lamaçal ou pisos muito ruins (Lock). A tecnologia permite alterar a força do motor e o torque entre as rodas e os eixos dianteiro e traseiro.

Bem recheado de equipamentos, o Suzuki S-Cross apresenta vários itens de conforto e segurança, tais como seis airbags, ESP, TCS, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve aro 17, sistema de áudio com Bluetooth/CD/MP3/USB/SD, direção elétrica, ar condicionado dual zone, computador de bordo, freios a disco nas quatro rodas, Isofix, teto solar panorâmico, entre outros.

suzuki-s-cross-impressões-NA-63-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Confira abaixo os preços e itens de cada versão do Suzuki S-Cross:

S-Cross GL MT – R$ 74.900 – Rodas de liga leve aro 16 com pneus 205/60 R16, faróis de neblina, volante multifuncional em couro, piloto automático, Bluetooth com viva voz, direção elétrica com ajuste de altura e profundidade, computador de bordo com 12 funções, trio elétrico, ar condicionado, CD/MP3/USB, seis alto-falantes, banco do motorista com ajuste de altura, Isofix, banco traseiro bipartido, airbag duplo, cintos de três pontos e três apoios de cabeça atrás, ABS, entre outros.

S-Cross GLX CVT – R$ 88.900 – Itens acima, mais entrada e partida sem chave, rodas de liga leve aro 17 com pneus 205/50 R17, barras longitudinais no teto na cor preta, retrovisores com repetidores de direção e rebatimento elétrico, limitador de velocidade, paddle shifts no volante, ar condicionado dual zone, espelhos nos para-sóis com iluminação, banco traseiro reclinável, bancos com tecido diferenciado, airbags laterais e de cortina, ESP, assistente de partida em rampa, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, assistente de frenagem (BAS) e iluminação interna adicional.

S-Cross GLX CVT 4WD – R$ 95.900 – Itens acima, mais modos de condução AllGrip e bancos em couro.

S-Cross GLS CVT 4WD – R$ 105.900 – Itens acima, mais teto solar panorâmico, barras longitudinais no teto em cor prata, pintura em dois tons (opcional), faróis bi-xênon HID com lavador, sensor crepuscular, LEDs diurnos, sensor de chuva, retrovisor eletrocrômico, multimídia com tela de 8 polegadas e GPS/apps/Wi-Fi, USB adicional no porta-luvas e câmera de ré (opcional).

O Suzuki S-Cross vem nas cores Vermelho (sólido), Prata, Prata/Preto, Cinza, Cinza/Preto e Preto (metálicas), bem como Branco, Branco/Preto, Bronze e Bronze/Bege (perolizadas). O preço é de R$ 1.400 para metálicas e perolizadas e R$ 1.000 para as combinações de dois tons, disponíveis apenas no topo de linha GLS.

suzuki-s-cross-impressões-NA-64-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Impressões gerais

O Suzuki S-Cross apresenta um visual interessante, mas não chega a ser atraente. Parece uma minivan aventureira, tendo como destaques para-choques com apliques pretos e prateados, molduras pretas nas laterais, grade cinza brilhante, frisos cromados, entre outros. Os faróis com LEDs diurnos e projetor bi-xênon chamam a atenção.

Por dentro, o espaço na parte dianteira é generoso e o teto alto deixa o ambiente ainda mais agradável. O nível de acabamento tem aquele padrão japonês, com materiais de boa qualidade e montagem adequada. O visual é moderno e chama atenção o quadro de instrumentos com cor azul nos mostradores.

Destaque também para o volante multifuncional revestido em couro e com paddle shifts, bem como a multimídia com tela de 8 polegadas com aplicativos, navegador GPS e integração com smartphones Android, permitindo reproduzir o GPS Waze do aparelho no dispositivo do veículo.

suzuki-s-cross-impressões-NA-57-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Ar condicionado dual zone e rebatimento elétrico dos retrovisores são pontos positivos para o S-Cross. A alavanca da transmissão CVT poderia ter acabamento melhor. De resto, o padrão é aceitável para a categoria. Com bancos em couro e teto solar panorâmico, cuja abertura é maior que a média, o interior do crossover da Suzuki se transforma.

O espaço no banco traseiro é apenas mediano, enquanto a altura fica a desejar, pois passageiros com mais de 1,80 m vão encostar a cabeça no revestimento superior. Elogiável a introdução de banco bipartido com todos os cintos e apoios de cabeça, bem como Isofix. O porta-malas tem 440 litros e é suficiente para as pretensões de muitas famílias. O volume pode ser ampliado para até 1.270 litros.

suzuki-s-cross-impressões-NA-3-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Ao volante

Dirigimos o Suzuki S-Cross GLX CVT em viagem de São Paulo ao Guarujá, através da Bertioga. O crossover apresenta excelente dirigibilidade, graças à direção bem direta, que deixa o condutor bastante à vontade. A suspensão firme e bem ajustada faz com que o carro pareça menor do que é nas curvas e mudanças de trajetória.

O conjunto com eixo tubular de torção traseiro e McPherson na dianteira absorve bem as irregularidades do solo e alguns buracos pelo caminho. A posição de dirigir é agradável e o volante tem boa empunhadura.

A ergonomia do Suzuki S-Cross é bem pensada e o motorista não terá problemas em encontrar as funções que procura, exceto o comando do computador de bordo, que fica em um botão giratório do outro lado do cluster, sendo exatamente igual ao do hodômetro. Poderia ser no volante, que já dispõe de muitas funções.

suzuki-s-cross-impressões-NA-4-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

O motor 1.6 16V VVT de 120 cv a 6.000 rpm e 15,5 kgfm a 4.400 rpm (executivos da marca falaram em 16 kgfm, mas a ficha apresenta 15,5) tem até boa disposição, tendo bom torque em baixas rotações, mas ainda não é o ideal para o modelo, especialmente devido ao câmbio CVT, cujo objetivo é conforto e economia. Se fosse mais forte, seria bem melhor.

Pesando 1.125 kg, o Suzuki S-Cross tem desempenho mediano, sendo que o motor precisa estar acima de 3.000 rpm para buscar fôlego. O CVT tem até opção Sport, mas não acrescenta muito ao resultado final. O ruído interno passa a incomodar justamente quando se busca algo a mais do propulsor.

Se a tocada for mais tranquila, o Suzuki S-Cross se torna um bom amigo na estrada e na cidade. Ele já começa a retribuir com baixo consumo. O Inmetro fala em 11,9 km/litro no meio urbano e apenas 13,2 km/litro na rodovia. No entanto, notamos no teste que ele bebe muito menos na estrada do que o medido oficialmente, sendo que fizemos média de 15,8 km/litro em toda a viagem, que incluiu o conturbado trânsito paulistano.

suzuki-s-cross-impressões-NA-2-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Sem dúvida fará bem mais para quem procura um carro frugal. Rodando a 110 km/h, a rotação fica em 2.000 rpm. O modelo bebe apenas gasolina e emite apenas 106 g/km de CO2. Ele recebeu nota “A” nas classificações de categoria e geral, bem como o selo de eficiência energética Conpet.

Rodamos também um curto trecho com a versão GLS 4WD e testamos o sistema AllGrip, que possui parâmetros diferenciados dependendo do tipo de terreno. Para quem gosta de gráficos 3D e animações, o Suzuki S-Cross não é a escolha certa, pois tudo funciona de forma oculta e independente do condutor a maior parte do tempo.

Apenas a indicação dos modos surge no quadro de instrumentos. O seletor do AllGrip entre os bancos apresenta os modos Auto, Sport, Snow (Mud) e Lock. Testamos os quatro modos e o resultado foi muito bom. O sistema altera a força e o torque de forma quase imperceptível e faz com que o crossover saia de situações bem difíceis.

suzuki-s-cross-impressões-NA-74-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

A Suzuki explica que dependendo da situação, a transferência de força varia de 100-0 a 0-100. Ou seja, apesar da tração basicamente ser dianteira na maior parte do tempo, o AllGrip pode tornar o crossover um carro de tração traseira se necessário.

Além disso, os sistemas de segurança ativa também auxiliam nesse trabalho, bem como a direção elétrica, que induz o condutor a corrigir a trajetória quando o carro começa a ser de frente ou de traseira.

Andamos também na versão GL MT, que oferece transmissão de cinco marchas e acabamento bem mais simples. O Suzuki S-Cross nessa versão pesa somente 1.085 kg e notamos melhor disposição do motor para lidar com o modelo, garantindo assim boas respostas, bem como relações de marcha adequadas.

suzuki-s-cross-impressões-NA-13-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Conclusão

De forma geral, o Suzuki S-Cross tem um conjunto equilibrado, que faz a diferença pela tecnologia, tração integral adaptativa, segurança e conteúdo. No entanto, os preços poderiam ser mais agressivos, pois a distância entre a versão manual de acesso e a intermediária é grande.

As versões 4WD apresentam preços próximos ao do Jeep Renegade 2.0 Multijet, que tem nove marchas e tração integral com modos de terreno. Além disso, o utilitário pernambucano é mais potente e movido por óleo diesel. A empresa promete revisões com preços competitivos.

suzuki-s-cross-impressões-NA-19-700x466 Suzuki S-Cross chega com bom conteúdo e preços a partir de R$ 74.900

Provavelmente por causa da limitação de cotas, esses valores são “confortáveis” para as pretensões da Suzuki, que tem como alvo vender até 250 carros por mês. Com valores mais baixos, sem dúvida haveria uma demanda maior do que a marca pretende ter no Brasil.

O mix de vendas se concentra mais na versão GLX CVT, seguido da GLX CVT 4WD. A rede conta com 54 concessionários e os carros de show-room receberam mensagens para auxiliar os vendedores na hora de atendimento dos clientes, poupando assim tempo e gastos com treinamento.

Para a Suzuki, o maior rival é o Honda HR-V, que será o novo líder de vendas do segmento este mês, segundo os dados da Fenabrave. Outro um pouco mais distante é o Mitsubishi ASX. A empresa espera uma migração de consumidores do segmento de sedãs e também do Ford EcoSport e outros utilitários esportivos.

Galeria de fotos do Suzuki S-Cross:

Viagem a convite da Suzuki.

  • daniel germano

    Ohhhhh loKooooo!! . 74 mil reais é a minha vontade o renegade 1.8 na garagem ou sedan médio e quem sabe uma freelander gasolina . Me desculpa a galera que gosta de Suzuki , mas é muito dinheiro este carro e pode ter certeza que este aí vai ter a mesma historia que o irmão anterior, a gente vê nas ruas a cada 10 anos .

    • Mateus

      Se tiver sorte e for bem atento vê um a cada 10 anos*

      • daniel germano

        Bem colocado” SE TIVER SORTE ” e olhe lá …… .

      • Fabio Marquez

        Esse vai ser difícil mesmo de ver por ai. Está muito caro e o motor é fraco demais.

        • Pedro Rocha

          Pelo menos tiveram o bom senso de aposentarem o câmbio AT4 para o modelo em questão.

    • RafaCtba

      Quem gosta de Suzuki pode optar por um SX4 AWD 2013 por R$50mil. É completo e mais bonito que S-Cross, na minha opinião.

      • daniel germano

        Pode ser !!.

      • Rafael Yashiro

        Na verdade, se olhar bem o SX4, eles são bem parecidos, o S-Cross é praticamente o sucessor espiritual do SX4.

        • Marcos Souza

          Na foto da tampa traseira vc nota que esta escrito sx4 s cross. 3 o uma versão do sx4.

          • CorsarioViajante

            E daí eu vou além… Porque não deixar isso mais claro? Acho que seria muito melhor manter o vínculo com o carro anterior, não daria aquela sensação que brasileiro tanto teme que seu carro “saiu de linha”.

    • Rômulo M.

      Caro, feio (na minha opinião) e com um custo benefício não muito interessante, sem falar que a desvalorização provavelmente vai ser bem alta (como é de costume com a Suzuki). Assim fica bem difícil ter sucesso num segmento tão concorrido, se duvidar não consegue nem vender 250 mensais.

      • _William

        250 mensais? Não seja tão otimista! rs

      • Diggo

        250 serão anuais e olha lá.

      • Hamilton Lessa Coelho Neto

        Desculpe a minha ignorancia sobre a Suzuki, mas a Grand Vitara 4×2 A/T 0Km na FIPE está R$ 89.234,00 e no site da marca está R$ 82.990,00. Então como pode essa desvalorização?

        • Eduardo Brito

          Pode ser modelo 14 que ainda esteja encalhado.

          • Hamilton Lessa Coelho Neto

            Pior que não, Grand Vitara 4×2 A/T 15/15 qualquer cor, pronta entrega ou não R$ 82.990,00
            Na concessionária de Itajaí tem 1 Grand Vitara 4×2 A/T na cor Preta 14/15 por R$ 79.990,00 ultima unidade

        • Rômulo M.

          Provavelmente deve ser unidades encalhadas 13/14 ou 14/14. Na minha cidade estão anunciando o Grand Vitara AT a 79.900,00, só não sei de qual ano se trata.

          • Hamilton Lessa Coelho Neto

            Pior que não, Grand Vitara 4×2 A/T 15/15 qualquer cor, pronta entrega ou não R$ 82.990,00
            Na concessionária de Itajaí tem 1 Grand Vitara 4×2 A/T na cor Preta 14/15 por R$ 79.990,00

        • Bruno Fernandes

          Porque a Fipe não diferencia o modelo 4×2 do 4×4. Esse valor dela é o intermediário entre as duas versões. Na minha opinião um erro da tabela Fipe, porque na loja existem uma diferença de 10.000 reais entre o 4×2 e o 4×4.

          • Hamilton Lessa Coelho Neto

            Isso é verdade, a FIPE não diferencia, concordo que é um erro do site, mas se parar para pensar, na hora da revenda ou na avaliação o valor utilizado como referencia vai ser o valor da FIPE.

      • daniel germano

        Verdade!!!. A Suzuki deveria começar a produzir carros de entrada como “palio” depois fazer um sedan . Mas a Suzuki fica querendo dar um salto grande !.

        • Edilson Fernandes

          O problema da Suzuki no Brasil é o posicionamento premium da marca! Os carros sao otimos, mas o preço no Brasil devido ao posicionamento High da marca é horrível! Não somos mercado importante pra eles, do contrario teriam mais modelos e com preços menores, até na Argentina eles vendem carro popuar (leia-se nosso Gm celta com o nome de Suzuki Fan)….

          • daniel germano

            Voltar isto !!!. O site da Suzuki argentina kk

    • Edney

      Tudo bem que nem tudo é motor, mas quem vai pagar R$ 105.900 (dando exemplo do mais caro) em um carro com motor 1.6 de 120cv ??? O GranVitara custa quanto??…estão de brincadeira hein, e outra, tem cara de carro de geração anterior, essa grade não me agradou!! Sei lá…os caras estão ficando loucos…

      • daniel germano

        kkkkkkkkkkkk!!!.

    • Tiago

      Freelander 0km por 74 mil? Me vê duas, por favor.
      Mas também achei caro, mesmo a versao de 89 mil nao vem muito completa e tem motor 1.6. Tem opçoes muito melhores no mercado.

      • daniel germano

        Desculpas !!!. A freelander usada .

        • Ramom Alencar

          não compare novos com usados
          o bom sensso agradece
          obrigado.

          • daniel germano

            Desculpas , mas estou perguntado alguma coisa ?? . Não estou nem um pouco preocupado com ” bom senso ” . E mesmo assim neste preço do Suzuki vc compra uma Freelander gasolina usada . E eu comparo usado com 0km sim , pq muitas vezes é mais vantagem vc comprando um usando completo que 0km pelado ” pelo preço” .

    • Revoltado

      Fiat Renegade??? pirou ne

      • daniel germano

        Pirou nada!!!. Continuou com o Renegade , a Suzuki aqui me Belo Horizonte é meio raro de encontrar e a manutenção não deve ser nenhum pouco barata e achar peças fora das concessionarias é meio raro !!.

    • Revoltado

      Não é por nada nao mas 74 mil ta bem pago se comparar com Renegade né mano, Suzuki nem se compara com FIAT

      • Marcos Souza

        Se for o 1.8, acho bem mais negocio a Suzuki…mas o automático(CVT) da Suzuki ta muito caro. 89 mil. Ai compensaria pegar o jeep diesel. Pq o motor não é fiat e sai por 99

        • Edson Fernandes

          Só lembre que o Suzuki vem mais equipado queo Renegade que tudo é opcional…

        • daniel germano

          Não sou chegado á carro a diesel !!!.

      • daniel germano

        Sei lá!! . A fiat é dona da JEEP mas é bem separado as coisas, a minha prima trabalha na fiat mas as coisas não se misturam tanto !!!.

    • Marcos Souza

      O renegade 1.8 é muito pesado pro motor. Esse é mais leve. Acho que mesmo a versão 4wd deve andar melhor que o renegade 1.8. Mas ta caro, preço muito próximo da versão do renegade a diesel.
      Em termos de qualidade construtiva e durabilidade a Suzuki é tao boa quanto a jeep. E se levar em conta a predisposição ao offroad, jeep e Suzuki são os únicos da categoria adaptados. Os outros são peruas mais altas e com apliques de plastico na minha opinião…
      Seria melhor se fossem apenas peruas.

      • daniel germano

        Entendo!!.

    • Walter Augusto

      Pois é……queria ouvir dos ilustres da Suzuki porque não adotar o mesmo motor do SX4.

      Aff……tem certas coisas que só a Suzuki faz pra você !!!!!

      • daniel germano

        KKKKKKKKK faz mesmo!!! . A Suzuki deveria começar a produzir carro de entrada, pra concorrer com palio / siena e aos poucos crescendo e tendo a confiança das pessoas . Mas a galera da Suzuki fica querendo dar um salto maior q tudo

    • DougSampaNA

      com cvt, iniciando com 88k….aí vc fecha o negócio, e em seguida vem o “pessoal dos acessórios” pra te vender calha de chuva a 500 reais, cristalização de pintura e impermeabilização de bancos por 1500, e se vc quiser mais um cacareco, de 500 a 1 mil..Depois tem emplacamento que eles farão em 50 vezes a módicos 1700 reais (ironic ON) no cartão; e por fim vão tentar oferecer seguro deles, mesmo que vc tenha do carro anterior pra transferir, e sabe lá Deus por quanto…pronto, o carro já subiu mais uns 8k acima da tabela..com CVT deveria ser no máximo 75k, e o de entrada 70k; aí teria chance de vender algum volume.

      • daniel germano

        kkkkkkkkkkkkkk

  • lheu

    Feio! É um Sx4 misturado de Nissan Qashqai

    • RafaCtba

      Ainda prefiro o SX4.

  • RafaCtba

    O preço parece não ser um pechincha, mas ainda é melhor negócio do que uma Vw SpaceFox, que tem preço semelhante.

    • KVF

      Melhor negócio é não pegar nenhum dos 2, existem melhores opções no mercado.

      • RafaCtba

        Como já citei acima, acho o SX4 ainda um bom negócio, mesmo sendo fora de linha. Fiz uma pesquisa aqui, e um SX4 AWD 2013 completão está na casa dos R$48mil. Se ainda fizermos uma última comparação, poderia roubar futuros clientes de compra do Vw CrossFox e ainda sobraria um bom troco.

        • PEDAORM

          S-Cross GLX CVT – R$ 88.900, to achando um pessimo negocio.

      • Agnaldo Gastaldi

        Mas as vezes a pessoa gostou do carro, a escolha do carro na maioria das vezes é irracional e é motivada por marca e design!

    • Gio

      Difícil é pensar em algum carro que não seja melhor negócio que uma Spacefox por mais de 70 mil reais..

  • KVF

    Natimorto em todas as versões, pois perde em qualquer comparativo com os últimos lançamentos do mercado e estão na mesma faixa de preço, exemplo:
    1) O S-Cross GL MT perde p/ o Peugeot 2008 THP
    2) O S-Cross GLX CVT perde p/ o Honda HR-V ELX
    3) O S-Cross GLX CVT 4WD perde p/ o Renegade Sport Diesel
    4) O S-Cross GLS CVT 4WD perde p/ o Renegade Longitude Diesel

    Além do motor ser fraco p/ um carro desse preço, se a proposta era substituir o SX4 não deveria vir 30k mais caro em sua versão top…

    • RafaCtba

      Pelo jeito, o S-Cross vai sofrer muito por aqui, principalmente pela atual concorrência deste segmento que está recheada de opções.

    • _William

      Nasceu morto mesmo, nesses preços e com esse conteúdo vai ter muitas dificuldades.
      Mas aí quando micar, não vender nada, tomar lenha em todos os comparativos eles resolvem diminuir os preços, só que o estrago na imagem do carro foi feita, na cabeça de todo mundo vai ser carro caro.

    • Thiago C

      Concordo totalmente. Os caras da suzuki fumaram antes de trazer esse carro por esse preço. Nenhuma opção vale a pena. E a versão top, mais de CEM MIL REAIS por um motor 1.6 aspirado??? Tá tudo errado, os caras da suzuki estão completamente loucos.

    • FocusMan

      A única vantagem do Suzuki é que ele deve encarar bem uma lama, mas ele é feio como uma verruga de nariz de bruxa!

    • Bruno_O

      Por 95k vc quase leva a Subaru XV (97), bem maior, 2.0, o melhor AWD e tão completa quanto.

      • CorsarioViajante

        E eu, pelo menos, prefiro um zibilhão de vezes a Subaru (proud of boxer! rs)

        • Bruno_O

          Indeed

      • KVF

        Mas esse preço do Subaru XV é devido a estar encalhado nas lojas, quando chegou no Brasil foi anunciado por 115k…, como encalhou está sendo vendido agora por 99k, é o que vai acontecer com o S-cross no futuro.

        • Bruno_O

          É vero.

    • Diggo

      Verdade, quem deixar de pegar o Renegade diesel pra pegar este S-Cross é louco ou precisa muito, mas muito mesmo, de um porta malas maior.

    • Alfredo Massaranduba

      O GL-MT custa menos 5mil que o 2008 THP, mas este compensa a diferença, disparadamente em design, motor e equipamentos.
      Os demais seu comentário está corretíssimo.
      Outra coisa, quando precisar de peças, virão da Hungria ou da China? Prenúncio de dor de cabeça. E das boas!

  • Pedro Henrique

    NA, gostaria de saber o local onde foi tirada a primeira foto, é em algum forte? igreja?

    • ricmoriah

      É um mirante na Marina Guarujá.

  • motstand01

    Veio bem mais caro que o especulado, que era entre 68 e 98 mil.
    A versão Top é fora de questão, pois apesar de muito bem equipada, o motor ainda é um 1.6 aspirado e deixa muito a desejar pelo preço.
    A GL de entrada é fraca em conteúdo frente aos concorrentes, que por 75 mil já tem ESP ou 6 airbags e a transmissão já é automática. Alguns ainda tem motor 1.8 pelo preço.
    A única versão que faz algum sentido é a GLX 4×2 de 89 mil, que tem alguns equipamentos a mais que o HR-V EXL (airbags de cortina, sensor est. diant), mas tem outros a menos (Gps, bancos em couro) e ainda perde em motor, ou seja, no frigir dos ovos, o S-Cross sai perdendo mais uma vez. E olha que o HR-V EXL está longe de ser referência em itens de série…
    O buraco imenso entre o GL e o GLX é outra coisa que não faz sentido algum…
    Se o preço alto é devido às cotas e aos impostos por ser importado, ou é por pura “gula” da Suzuki / Souza Ramos, não tem como saber. Mas o fato é que será mais um figurante, esquecido no segmento, vendendo pouquíssimo e de forma merecida.
    Uma pena, pois o carro é igual ao vendido lá fora (perde equipamentos de segurança nas versões de entrada, como é normal aqui) e eu particularmente achei bonito e equilibrado, sem exageros. 5 mil a menos no GL e GLX colocariam ele no páreo.

    • Thiago C

      Isso mesmo, para agravar, a suzuki não tem melhor imagem que a honda. Diria que não dá nem para praticar o mesmo preço.

    • CorsarioViajante

      Ótima análise. Sò acrescentaria às dificuldades que o S-Cross vai enfrentar a pequena rede Suzuki e seu péssimo histórico. Sinceramente, se fosse para gastar uns 80.000 numa “aventura”, preferia ir de 2008.

      • Luis LC

        Atualmente as css prestam excelentes serviços com preços bem razoáveis. Falo isso porque tenho um GV há quatro anos. Comprar um Suzuki pode sim ser uma “aventura” mas um 2008, uma “loucura”

        • CorsarioViajante

          Não duvido que prestem excelentes serviços, muita gente aqui tem peugeot e alega o mesmo. Mas são poucas concessionárias, poucos carros vendidos e, futuramente, problemas para achar peças. O 2008, por ser fabricado aqui, provavelmente, sofre menos com estas questões, embora a gente saiba como é a peugeot…

        • oscar.fr

          Assim como tu alega que é bem atendido na Suzuki, sou bem atendido na Peugeot. Tirando as experiências individuais positivas e negativas, a Peugeot está no geral melhor estruturada que a Suzuki no Brasil. COnhece melhor o mercado nacional.

    • KVF

      Exato, o importador brasileiro, ( Grupo Souza Ramos), parece que fez questão de colocar o carro p/ perder em todas as versões…, foi o último a lançar no mercado e sabia o preço de todos os concorrentes e fez uma precificação absurda como essa, matou o carro de forma intencional, pois acha que só vai vender 250 carros na cota.
      Mas a Suzuki merece isso por colocar um representante brasileiro como importador…, se vender 25 carros p/ mês é muito…

  • XXRS

    E quem em sã consciência vai comprar um S-Cross quando um Grand Vitara custa praticamente o mesmo (a partir de 78.990 na MT 4×2), tem basicamente os mesmos equipamentos mas motor melhor e é muito mais carro que o crossover menor?
    Essa versão top tem preço surreal e ainda tem opcionais. Novamente, o Grand Vitara 4×4 AT Premium, topo de linha, sai por R$98.990 de tabela.

    • RafaCtba

      O Grand Vitara topo de linha fica uma baita de uma pechincha perto dos preços praticados pelo S-Cross.

      • XXRS

        Pois é. Não tem como defender o S-Cross, mesmo sendo um projeto mais novo e tirando um ou outro detalhe é inferior ao Grand Vitara. Se ele tivesse ao menos motor melhor, mas não, é inferior inclusive ao usado no antigo SX4, que era um 2.0 com mais torque e potência…e tinha tração AWD em todas as versões. Sendo assim, é um carro condenado no mercado, porque ao lado dele na concessionária se encontra uma alternativa superior, todos os outros crossovers compactos de mesma faixa de preço são alternativas melhores e pelo valor das versões topo ele concorre com crossovers médios, como o Sportage, ix35 e ASX, além do próprio Grand Vitara. Se conseguirem vender 25 por mês eu já acho bastante. rsrs

      • Thiago C

        Sinal de que os preços do Grand Vitara estão com os dias contados. Em breve, um aumento de 20 mil para todas as versões, como a Honda está fazendo com o CRV, que partia de 98 mil e agora vai partir de 120 mil para ser “reposicionado” no mercado.

        • Igor Serra

          Nao vejo “problema” nisso. Se o CRV vai se atualizar e virar um carro melhor e maior, eh normal o preço subir. O problema eh se atualizarem o preço e nao o carro.

  • Alfredo Araujo

    Sempre achei legal o Sx4…. mas me incomodava um pouco o visual antigo do mesmo…
    Quando vi essa noticia pensei… “Agora sim vende !!!”

    KD o motor 2.0 Suzuki ???? Estão cometendo a mesma cagada q a Hyundai fez com o I30, ao trazer a nova versão com motor 1.6….

  • _William

    A Versão de entrada é caríssima e não tem nem ESP! Na minha visão a Suzuki teve uma estratégia extremamente equivocada com esse carro, pois se sabia que viria com um preço mais salgado numa comparação com os concorrentes, deveria ter pelo menos oferecido versões mais completas, os itens de série na versão de entrada é uma vergonha pelo preço. Aí quando vai pra versão GLX CVT o salto de preço é enorme, e a brutal diferença não é expressa em itens de série, sinceramente não vejo ninguém em sã consciência deixando de levar um HR-V ou um 2008 (que tem propostas semelhantes) pra levar esse carro aí, ainda mais com esse motor fraco. Nas versões mais caras, porque alguém deixaria de levar um 2008 THP pra levar esse S-Cross manco? Tão muito pretensiosos em vender 250 por mês..

    • CorsarioViajante

      E se fosse só o 2008… MAs tem tbm Renegade, HRV, EcoSport, Tracker, Duster… Muito concorrente.

  • V12 for life

    Serio mesmo, tudo quanto é carro com suspenção um pouco mais alta é utilitário esportivo agora, esse é um crossover e tem todas as características de tal, mas falta muito para ser um utilitário esportivo.

    • Thiago C

      Pois é, e é a categoria da moda. As pessoas gostam de pagar caro por esses modelos. Não troco um hatch ou sedan médio bem equipado por um carro desses…

      • V12 for life

        Concordo, se tivessem preços próximo aos outros modelos de seu porte mesmo que um pouco acima, valeriam a pena, mas levar um Fit alto a preço de Civic é inaceitável, mas ao que parece o impulso ainda é o principal na hora da escolha, o brasileiro merece o mercado que tem por não saber escolher nem exigir, em mercados maduros quem define o preço são os compradores simplesmente não pagando mais do que acham valer os produtos, aqui quem define o preço é o fabricante.

        • Guilherme Al Kuwait

          Diga-se de passagem, até o Novo Civic SI aderiu a essa moda e está com a suspensão elevada, heuheuheuheuheuheheue.

    • CorsarioViajante

      Também acho que falta critério para empregar estes termos.

  • Wagner Lopes

    Agradeço de coração! Próximo.

  • Thomas

    Fala sério Suzuki, que bicho feio é esse? Quase consigo escutar o Duran Duran cantar quando vi esse design.

  • FocusMan

    Nesse carro se a gente tirar os emblemas Suzuki e colocarmos algum emblema da Chery ou Lifan, passaria tranquilo.

    Achei de um design tão comum que chega a ser promíscuo. Fosse chinês o texto dos meios de comunicação que já li, seriam menos complacente com o modelo. O NA pelo menos fez um texto condizente com o carro, deixou claro que é o modelo bem “morno”.

  • Wally

    O problema desse carro é que já chegou com design ultrapassado.. Ele é basicamente uma copia do Nissan QashQai primeira geração, lançado em 2006, quase 10 anos atrás.

    E sobre o preço, ele não puderam vender mais barato por causa do dolar, mas tenho certeza que a idéia deles era começar em 69.900 como os outros competidores.

    A propósito, quem vai comprar um S-Cross CVT por 88 mil se por 11 mil a mais leva um Renegade Diesel + ZF 9 marchas.

    Esse carro já nasceu morto.

  • Darwin Luis Hardt

    89k o automático mais barato, tá louca da cabeça a suzuki, pqp, olha o hr-v aí por 83k versao intermediária CVT com motor melhorzinho e rebatimento 90 graus dos bancos traseiros…

    • PEDAORM

      Essa versão é totalmente sem noção, o novo kia soul

    • Alfredo Massaranduba

      Êta japonesada metida a bêsta! Onde já se viu um carro de 90.000,00 sem central multimídia? Lasquem-se!

  • A.Lai

    Isso que chamo de beleza interior, hehe

  • ALVIN_1982

    Essa grade dianteira, e o farol monoparábola estragou todo o desenho frontal do carro. Pode ser até um bom produto, mas em design tá devendo e muito..

  • ALVIN_1982

    A frente tá parecendo a minivan do Siena EL kkkkkk

  • GPE

    Péssimo custo/benefício, assim como seu antecessor

  • Rodrigo

    Por mais que a marca valha a pena, ainda acho que está muito caro…
    A versão mais interessante (GLX CVT AWD) está cara demais! Tudo bem que os impostos devem morder uma fatia generosa desse preço, mas ainda achei caro.
    Simpatizo bastante com os carros da Suzuki, mas infelizmente ela é prejudicada pela alta carga tributária do país.

    • CorsarioViajante

      Não só ela, Rodrigo! Todo mundo sobre com isso.

      • Rodrigo

        Mas as marcas importadoras que não têm isenção de qualquer tipo acabam sofrendo mais…
        Olha a Kia, por exemplo. Até hoje, nunca vi um novo Soul andando por São Paulo.

        • CorsarioViajante

          Isso tem dois lados. Ao mesmo tempo que não tem isenção, também não tem que pagar propina para sindicato, não tem que pagar os altíssimos custos de energia, não tem que pagar centenas de licenças ambientais, não tem que arcar com nossas leis tributárias confusas, não tem grandes problemas trabalhistas, etc etc…
          Não estou falando que é um mar de rosas, mas fabricar aqui também não é moleza, e só importar tem vantagens sim. Aliás, se não fossem as barreiras protecionistas, duvido que alguém produzisse qualquer coisa no Brasil hoje.
          Acho que isso muitas vezes é política de preço. O SX4 mesmo sempre custou relativamente caro, comparando com os concorrentes da época. O SOul é um ótimo exemplo, o preço é alto mesmo levando em conta todas as barreiras.

  • maycon

    top esse teto solar dele

  • Gian

    Pelo tamanho do carro, o peso está muito bom.

    • Wally

      Rigidez torcional de papel manteiga.. Mal aguentará ir no sítio.

      • Luis LC

        Hummm…vejo que vc não conhece a marca mesmo

        • Wally

          Conheço.. Mas com esse peso, não tem milagres, o metal utilizado é muito leve, vai ter pouca ridigdez…. O grand Vitara sim é bem pesado e certamente tem rigidez torcional compativel com um Off-road.. Não só pelo tamanho, mas pelo material utilizado mesmo..

          Basta analisar o peso do renegade e desse S-Cross.

          O S-cross é 5 cm maior e tem 300kg a menos que o Renegade.

          O Honda HR-V também segue esse padrão do S-Cross, carro feito para cidade mesmo, bem levinho.

  • Economy

    Pera aí! R$ 105.900 num carro com motor 1.6 de 120 cv e torque em rotação maior do que de um Gol 1.6 8v?
    Tá louco!!

  • Agnaldo Gastaldi

    Gostei da aparência sóbria de bom gosto, é um bom concorrente! Eu prefiro a versão sem aquela tela horrível no meio

  • CorsarioViajante

    Por fora me pareceu meio desproporcional, mas parece que é porque muitas fotos externas foram feitas com grande angular. Nas que usaram uma tele muda bastante. Mas certamente não me atraiu pelo visual, achava o do SX4 melhor.
    A relação conteúdo x preço decepciona. Câmbio manual só na versão “pobrona”, com singelo airbag duplo, e a próxima versão já tem preço muito alto. Tem que ver como fica a conversa do CVT com o AWD e com o motor. Não ficou um pacote tentador, ao contrário.
    Aliás, lembrando que a suzuki tem um histórico complicado, baixa representação, e ainda passa muita instabilidade, não vejo lá muitos motivos para comprar este carro num segmento que tem tantas ofertas.

  • PEDAORM

    S-Cross GLX CVT – R$ 88.900 ??? É o novo Kia Soul

    • CorsarioViajante

      Mas para você ver… Se tem um louco vendendo, tem um doido comprando. Já vi uns dois Souls deste novo, com aquelas bolas na traseira. Vai entender.

  • Fanjos

    Laika brasil? Laika favela?Ahhhh laika Brasil tem que laikar favela né

  • Rodrigo

    Meio caro, né não?!

  • DGA

    Doeu até as vistas quando eu vi os $$$. Excelente veículo prejudicado por um péssimo CxB!

  • Guilhe

    Legalzinho, mas a versão top que me interessaria foge totalmente da realidade em termos de preço.
    Esse motor parece ser adequado, nem mais nem menos e é bem econômico, mesmo na versão AWD.

  • Hamilton Lessa Coelho Neto

    Realmente a Suzuki está vindo com muita tecnologia, itens de série e um otimo consumo… Isso explica o valor do carro, melhor custo benefício está na segunda versão, sem dúvida!!
    R$ 1.000,00 mais caro que o Honda HR-V na versão EXL e bem mais completo… Sem contar que é japonês não argentino

  • Hamilton Lessa Coelho Neto

    Sem contar que o ASX concorre mais com a Grand Vitara que com o S-Cross

    • radiobrasil

      o ASX nao é tão grande não.. tem 4,30…

  • Antonio De Julio

    HRV agradece aos preços…

  • Vitor Yohan Casaes

    o carro é uma excelente opção no segmento, está meio caro, mas é bem completo e um carro para o primeiro mundo realmente, o preço ficou alto por ele ser importado.

  • Jean

    Sério que alguém vai pagar os R$ 106.000,00 num carro deste porte?? Aquele SX4 eu já achava um absurdo, mas enfim, cada um tem uma opinião hehe….com esse valor eu iria pra algo de luxo tipo um DS5 2014, que já foi desvalorizado por quem comprou por 135 na versão TOP. (Tudo bem, não tem nada a ver com o estilo desse carro, citando apenas pelo preço).

  • Rafael Yashiro

    O que mais me impressiona é o fato de eles colocarem esses preços por limitação das cotas, que é a mesma coisa que aconteceu com o JAC T6, essas cotas de importação é uma merda mesmo, só lesam o consumidor, pois atacam sem piedade alguma a concorrência no Brasil.
    No mais, achei um belo carro, não é feio e nem tanto espetacular, só que foi totalmente sem noção esse preço, não sei como eles tem coragem de pedir mais de R$ 100 mil em um motor 1.6, que apesar de ser extremamente econômico comparado a outros motores que temos e até motores maiores, não é nem turbo. Revisar esses preços requer urgência, como o amigo disse, baixa em R$ 5 ou R$ 6 mil as duas primeiras versões e o preço estará bem legal, mas esses preços estão ridículos…

  • Daniel Freitas

    Algo não orna nessa frente…..

  • Fábio

    Pena que é caro e tem motor fraco. Me simpatizei com o carro, e achei o sistema AllGrip interessante…

  • Cyro

    Prefiro um S Cross de 88 mil do que um HRV Exl

    • KVF

      Já eu prefiro um Peugeot 2008 THP por 79 mil, do que um S cross por 88k ou HR-V por 89k.

  • Hen_Par

    Pronto. Os compactos “não-premium” com motor 1.6 aspirado a gasolina também romperam a barreira dos R$100.000,00.

  • Marcus Vinicius

    A traseira do Suzuki S Cross lembra muito a traseira Ford Kuga/Escape !

  • Tosca16

    Suzuki no Brasil nem nas motos, por que J.”Tolerdo”(Toledo) representa muito mal a marca aqui; entretanto ainda é a 3° em vendas, sabendo nós que 80% é Honda, 12% Yamaha e o resto vai se matando … voltando aos carros, bons mas caros . Se a marca quisesse crescer era simplesmente baratear o Jimny, que tem um público cativo e continuar focando-se neste mercado . E eu simplesmente traria modelos para trabalho, VUC’s . Pois seria uma japonesa nesta imensidão de chinesas, só pela origem e qualidade seria líder . Venderia muito !

    Ah, alguém do NA poderia questionar a Suzuki do Brasil do por quê não trazer veículos deste tipo ao país ?

    • oscar.fr

      Moto Suzuki é furada. Tivemos uma aqui em casa, era uma intermediária, modelo não me lembro, mas acima de 650 cilindradas. A concessionária SUzuki primeiro fechou na minha cidade (80 mil habitantes) e depois na principal cidade da região (250 mil), sobrando apenas em Porto Alegre, há 50 km. Passamos adiante e voltamos para Honda.

      • Tosca16

        e nas pequenas não duvido que aí em Porto Alegre a Shineray venda igual ou bem próximo da Suzuki, lojas Colombo que eram o concessionário, não é ?

        • oscar.fr

          Hahaha, é verdade. A Colombo vendia (e acho que até hoje vende) essas motos junto a sessão de pneus. Uma amiga comprou uma dessas e se arrependeu. Em um prédio onde antigamente fora a CSS Hao Bao temos hoje a Chery que chegou a ter duas CSS na RM de POA, mas fechou uma. Aliás JAC, por exemplo, apenas na capital. Na minha cidade abriu um representante, mas ele logo deixou de trabalhar com a marca e ficou apenas com Renault e Hyundai.

  • Fabio Correa

    FEIO DEMAIS!!!
    Renegade é o carro do ano no segmento SUV. Pena que a opção 4×4 esta cara demais.
    Acho que haverá grande desvalorização do Renegade, tal como ocorria com o TR-4.

    HR-V é bonito, mas é carro de tiozão que quer dar uma de jovem.

  • MDD-SC

    E num instante o Renegade Sport a Diesel já não me parece tão caro.

    • KVF

      Do jeito que vão os preços no Brasil, o Renegade diesel vai ficando menos caro a cada semana…., até o fim do ano fica uma pechincha!

  • johnnyburanelo

    estamos mal de suzuki hahaha

  • Tosoobservando

    Eu achei que era um carro Chines antes de ver o emblema Suzuki. Nao sei se é elogio ou critica.

  • Marcos Silva

    Pode ser bom, mas tem um problema, o visual não empolga.

  • Frederico Chaves

    Primo rico do Cobalt.
    Faróis muito desproporcionais demais… kkkkkkk

  • Danilo

    Aí você paga 105 mil num desses e daqui a dois anos ele sai de linha.

  • Marcelo

    R$105.000,00 num carro com motor 1.6 de 120cv????
    Meu deus e a gente achando o Renegade a diesel caro….

  • Sergio

    Me lembrou o lancamento do atual i30.

  • oscar.fr

    Só aqui no NA tem gente que ainda fala de Suzuki como se fosse uma grande marca no Brasil. Ela está completamente perdida aqui no Brasil, o Vitara pode até ter um preço interessante, mas já é um carro com muita estrada e a ver os preços deste lançamento ele tende a subir nos próximos meses, ou no lançamento da nova versão/reestilização. Mais a mais, a Suzuki abandonou recentemente o mercado norte-americano.

  • Ricardo

    Eu vi um farol de “Tiida”, laterais de “Ecosport” e uma traseira de “ASX”. Achei o visual externo um tanto estranho, mas o conteúdo e o conjunto mecânico parecem ser decentes.

    Com tudo na balança, ainda iria de renegade.
    Abraços!

  • Marcio Andriani

    Alguém por favor tem um Sx4??? O que vc acha dele? É fácil de manter ou é mais barato comprar um bmw 1993 porque é preciso importar peças???depois de receber a resposta eu volto em uma concessionária suzuki….

  • Baetatrip

    Ficou “estranho” essa frente, lembra um pouco da feiosa Spin!
    Afinal e dos SZK dos modernos….
    Prefiro a antiga, mais agil e motor 2.0 16v de 145cv….!
    Essa ficou “ultrapassada”, Nao gostei, dona SZK!

  • Peraldiano

    Tá cara essa latinha. Já tive oportunidade de andar no finado SX4 e era um carro na mão, todo justo e acoxadinho. Não sobrava nem faltava. Cheguei perto de ter um.
    Esse parece ser uma repaginação do SX4, mas é caro para um empresa que não tem perseverança e constancia no mercado.
    A Suzuki é a Subaru dos pobres.

  • Muito bonito esse Suzuki, eu gostei.

  • Gustavobrtt

    Legal, o NA colocou as fotos do interior mais básico. Faltou um ângulo que desse para ver melhor o console central, mas já dá pra ter uma ideia.

  • Leandro Balmant

    Um carro que nem tem porte para competir com o HRV, quanto mais com os ostros do segmento.

  • Fred Ribeiro

    Suzuki, contrate um novo Designer urgente!! ehehe… faltou sal, pimenta e azeite…

  • Alfredo Massaranduba

    É o SUV (ou o nome que se queira dar) mais economico do mercado e também o mais feio. Vade retro Satanás!

    • Peraldiano

      Não vejo problema nenhum em ser o mais econômico.
      Quanto a ser feio, problema dele.

  • PEDRO CUNHA

    O pós-venda da marca e seu retrospecto de relaxamento com seus clientes, somado ao motor fraco para a proposta fadam o S-cross ao esquecimento, enquanto a concorrência sobe de potência á cadA geração, a suzuki diminui a potência.

  • Thiago Sz

    106 mil em um carro 1.6 aspirado??? Conseguiu bater Cerado e Soul em motor x preço.

  • Raone Costa

    mais caro do que o grand vitara..isso pode arnaldo?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend