Elétricos Europa Mercado

Tabby: Projeto de carro open source montado em apenas uma hora (vídeo)

osvehicle-tabby-1-700x393 Tabby: Projeto de carro open source montado em apenas uma hora (vídeo)

Ainda não é um carro completo, mas a plataforma com suspensão, rodas, freios, direção, motor, baterias e dois ou quatro assentos já estão disponíveis. Tudo isso pode ser montado por um leigo em apenas uma hora de serviço em casa. Para engenheiros do projeto, a façanha é feita em 41 minutos.



osvehicle-tabby-2-700x401 Tabby: Projeto de carro open source montado em apenas uma hora (vídeo)

Mas que veículo é esse? Trata-se do Tabby, o primeiro carro open source (ou seja, totalmente livre de direitos industriais) a ser oferecido ao mercado mundial. O projeto da OSVehicle consiste em vender as peças separadamente e entrega-las na casa dos clientes, que terão a missão de montar ao seu gosto.

osvehicle-tabby-4-700x455 Tabby: Projeto de carro open source montado em apenas uma hora (vídeo)

O Tabby oferece configuração de dois ou quatro lugares por € 500, bateria (€ 698), motor elétrico (€ 1.520) e bancos (€ 80), por exemplo. A partir de € 2.900 ou cerca de R$ 9.500, já dá para ter um veículo que roda até 80 km/h.

Os criadores do projeto OSVehicle querem ampliar o projeto Tabby, oferecendo três opções de propulsor elétrico (4, 8 ou 15 kW), motores a gasolina (50 a 250 cm3), híbrido (motor de 125 cm3 e elétrico de 15 kW) e outros itens, sendo que provavelmente uma carroceria deverá ser oferecida.

osvehicle-tabby-3-700x507 Tabby: Projeto de carro open source montado em apenas uma hora (vídeo)

No entanto, os clientes não precisam esperar por isso, pois podem compartilhar ideias de novos itens para adaptar seus veículos através de fóruns. A criatividade dos membros é que irá ditar o futuro do Tabby e orientar o avanço da OSVehicle.

  • RTEC29

    Legal, mas é arriscado ir até na padaria.
    Em situações específicas deve ser útil.

  • Castle_Bravo

    A versão a gasolina tem bom potencial como alternativa às motocicletas, transporte coletivo ou mesmo ao dia de rodízio. Certamente esbarrará por aqui em alguma lei ou regulação que acabará por encarecer muito ou até mesmo impedir sua venda.

    • Bob Granna

      Aqui quase tudo é proibido, certamente um veículo destes irá para o páteo do detran.
      Volta sabe-se lá como.

      • ubiratamuniz

        Na verdade não. Você pode licenciar um veículo "artesanal" como experimental, desde que ele tenha o mínimo de equipamentos de segurança exigido (exceto ABS e airbag, no caso, já que para experimentais não é obrigatório) e passe por uma vistoria do INMETRO. Ah, as notas fiscais de TODOS os materais utilizados (mesmo que você tenha construído o chassis pelo projeto open source, deve levar as notas do material utilizado pra confeccionar o chassis) deve fazer parte do processo.

        É, na verdade, mais fácil que regularizar um carro turbo ou rebaixado.

    • macumba_online

      algumas questões devem ser consideradas… por exemplo.. como fica o crash test desse carro? qual segurança ele possui?? Pra cada pessoa que monte o carro fica de um jeito.. e ai? quem fiscaliza?

      • ubiratamuniz

        Registro como protótipo/experimental. Não é necessário crash test, e nesse caso nem airbag duplo + abs.

        • macumba_online

          mas não é tão simples assim não… você vai ter que ter um engenheiro responsável técnico, que assine o projeto, vai ter que passar por vistoria de segurança em empresa especializada… pelo menos foi esse rigor que me passaram quando pensei em comprar um kit e montar um cobra.

          • ubiratamuniz

            Ah sim. Mas geralmente o próprio pessoal que trabalha com kit (no seu caso) já tem despachante e todos os esquemas pra fazer. Às vezes até compensa "contratar" uma consultoria desses caras.

  • yuri calmon

    Mais seguro que qualquer motocicleta !!!

    • CyborgPilot

      Sem dúvida.

    • macumba_online

      não mesmo… dá só uma olhada na Gold wing da honda por exemplo…

      • yuri calmon

        Olhei e acho que dá pra cair de lado e ralar o joelho !!! KKK

  • CyborgPilot

    No texto diz que a versão a gasolina contará com motores de 50 até 250 cm3. Mas como um motorzinho de motoneta que tem potencia de 2,5 cavalos vai conseguir dar conta de levar um carrinho que deve pesar no mínimo 3 vezes o peso de uma scooter sendo que a menor do mercado pesa 94 quilos? Uma scooter com motor de 50 cilindradas tem velocidade máxima de 50 km e ter um carro por mais que seja mini que só chega a essa velocidade não tem graça, sem falar nas retomadas que devem ser ridículas. Agora, com 250 cilindradas já é outra história.

    • jcamazano

      acredito que a questão não é ter ou deixar de ter graça e sim a MOBILIDADE.
      Entre isso e um buzão… vou disso, entre isso e uma motoca, vou disso!

    • ubiratamuniz

      Nesses moldes é um veículo para mobilidade urbana, não para vias expressas.

      Mas nada te impede de usar um motor maior, oriundo de outro carro, sobre esse chassis, ou até mesmo mudar o sistema de suspensão. O projeto é open-source, você modifica como quiser.

      Meu projeto seria bem simples, se eu tivesse tempo e grana pra executar:

      – chassis modelo curto (fabricaria aqui com base nos blueprints);
      – mecânica (motor, câmbio e agregados) e elétrica completa da Kombi refrigerada a água (só mudaria o radiador por outro mais baixo, e obviamente encurtaria chicote elétrico e mangueiras), motor traseiro, radiador à frente. A idéia de usar o conjunto mecânico e elétrico da Kombi 1.4 é justamente de simplificar a montagem no esquema de motor traseiro. Outra alternativa seria um VW a ar, eliminaria o radiador, mas pessoalmente preferiria algo mais moderno. Motor de moto num projeto desses não me agrada muito pela dificuldade em adaptar um câmbio de automóvel (e moto não tem marcha a ré);
      – carroceria em fibra, tem réplicas da carroceria do mini-dacon 828 à venda por 3500 reais no mercadolivre (sem os agregados, lógico, é só a casca com as portas). O tanque de combustível seria o da Kombi, montado na frente, como era no 828 original. Devo citar que já andei pesquisando, e pelas medidas do chassis curto, a carroceria do 828 cai COMO UMA LUVA sobre ele. A diferença das medidas (entre-eixos, bitola, etc.) é da ordem de milímetros;
      – Personalização e montagem interna (um painel pra abrigar o quadro de instrumentos, etc.

      Aí é só juntar as notas de tudo, levar numa instituto de segurança veicular autorizado pelo INMETRO, passar por todos os trâmites burocráticos (lembrando que veículo experimental/artesanal não é obrigado a ter airbag duplo/abs) e registrar como protótipo. Pronto.

      Pelas minhas contas um mini-carro montado nesse esquema sairia por metade do preço de um Smart usado. E traria uma grande quantidade de aprendizado na construção (esse sim o principal atrativo do projeto dos italianos: o compartilhamento de conhecimento).

  • jcamazano

    Tem até as rodas de liga para deixar os mano tudo doidão!

  • CanalhaRS

    Um carro sem carroceria, para mim é uma motocicleta. No momento que ele ficar completo, aí sim, pode ser chamado de carro.

    • ubiratamuniz

      Fibra de vidro. O projeto é de um chassis, a carroceria você faz a que você quiser.

  • zeuslinux

    Mais legal é o uso do conceito de open source e de cooperação entre os usuários, que é a base do software livre.

    Seria legal haver uma ou poucas plataformas onde o usuário pudesse escolher vários motores, câmbio, carroceria, etc e até poder intercambiar quando quisesse.

    • ubiratamuniz

      Na verdade tem três modelos de plataforma, duas pra dois lugares (uma curta e uma média) e uma pra quatro lugares (que pode ser usada pra fazer uma picapinha de dois).

      Discuti bastante o assunto nos comentários de outro blog, eu achei esse projeto espetacular, e o chassis curto dá CERTINHO numa das carrocerias réplicas do mini-dacon 828 que vendem no ML.

      O legal é que você pode baixar os blueprints, modificar conforme sua necessidade, fabricar, vender, até ganhar dinheiro com isso. O projeto segue à risca os preceitos do open source: te damos o conhecimento e você faz o que quiser com ele, sem dever qualquer explicação a nós.

  • Jeferson Araujo

    Já tinha ouvido falar em sistemas open source, mas carro, nunca tinha ouvido falar. Mesmo assim gostei da idéia, vamos esperar amadurecer mais para ver no que dá…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend