*Featured Avaliações Hatches Populares Volkswagen

Take up! – avaliamos a versão de entrada do up!, sem A/C e direção elétrica

Take up! – avaliamos a versão de entrada do up!, sem A/C e direção elétrica

O Volkswagen take up! é a nova porta de entrada da marca alemã no Brasil, o substituto do antigo Gol G4 Ecomotion. Disponível no momento apenas com quatro portas, esta versão de acesso do subcompacto tem preço sugerido de R$ 28.900. Já tínhamos avaliado extensamente a versão topo de linha do up!, por isso ficou faltando nossa análise a respeito da versão de entrada, no lado oposto.


Como todo popular, o modelo oferece o mínimo possível para custar menos, mas ainda assim o preço alto continua sendo um problema. O hatch, fabricado em Taubaté/SP, se vale mais da economia de combustível, mas sem ar condicionado e direção elétrica, se torna proibitivo.

A versão avaliada não oferecia os itens mencionados acima, mas estava com os opcionais: vidros dianteiros e travas elétricos, rodas de aço aro 14 com calotas, sistema de separação de bagagem (s.a.v.e.) e rádio com CD/MP3/USB/Aux/Bluetooth.

Com tudo isso, o Volkswagen take up! passa a custar R$ 31.340. Estranhamente, as rodas aro 14 não estão cotadas no configurador e em algumas revendas são oferecidas de série. Com ar condicionado e direção elétrica com regulagem de altura, o valor atinge altos R$ 34.870.


Por fora…

Simples e prático, o Volkswagen take up! não foi feito para chamar a atenção. O compacto passa quase despercebido em muitos lugares, mas a curiosidade é em relação ao tamanho, muito pequeno na opinião da maioria, que também o considera mais feio que o Gol.

De dimensões bem reduzidas, o Volkswagen take up! chama atenção pelo capô muito curto, teto reto e grossas colunas C, que reforçam a impressão de maior robustez e segurança. A frente alegre e a traseira comedida, assim como as calotas com desenho moderno, fazem o modelo ganhar mais pela simpatia. Não há detalhes exagerados ou tentativas e parecer outra coisa. É bem honesto nesse quesito.

Por dentro…

Simples por fora, simples por dentro. Sem o acabamento personalizado com as cores de exterior das demais versões, o Volkswagen take up! é bastante funcional. O quadro de instrumentos tem apenas um único mostrador analógico, o velocímetro. Não tem nem mesmo conta-giros. Abaixo do velocímetro, um display digital tem nível de combustível, temperatura da água e um importante indicador de troca de marchas, que prioriza o consumo.

Com apenas o necessário, o cluster dá conta do recado, mas o mesmo não se pode falar da coluna de direção. Sem assistência elétrica (easy drive), o conjunto é muito pesado durante manobras, ainda mais com o reforço de rodas aro 14 e pneus 175/70 R14. Além do peso, o condutor terá de lidar com a posição de dirigir elevada.

Os difusores de ar laterais são circulares e o central fica sobre o painel, que tem no centro, um sistema de áudio integrado com CD/MP3/USB/Aux/Bluetooth. Um porta-copo no console e espaços nas portas dianteiras também contribui para comodidade dos passageiros, que é pouca em um veículo dessa categoria.

Os retrovisores tem comando interno manual, enquanto os comandos dos vidros elétricos ficam bem posicionados no apoio de braço das portas. Outro destaque são os bancos em tecido preto nas laterais e cinza claro na parte central. A tonalidade é bonita, mas suja fácil. Apesar da simplicidade, o acabamento é bom para a categoria.

O console central ainda apresenta outro porta-copo/garrafa na parte traseira. O porta-luvas é pequeno, mas o banco do motorista tem regulagem de altura. Já o porta-malas é razoável e conta com o sistema s.a.v.e., que separa as bagagens, protegendo as mais frágeis. Destaque para os sistemas Latch e Isofix para cadeirinhas infantis.

Por ruas e estradas…

O motor 1.0 de três cilindros da Volkswagen empurra bem o take up!, que por ser leve, se torna bastante ágil no dia a dia. O propulsor entrega 75/82 cv a 6.250 rpm e 9,7/10,4 kgfm a 3.000 rpm. A força em baixa rotação é facilmente notada, assim como também a vibração em marcha lenta, característica dos motores de três cilindros.

O câmbio de cinco marchas é macio e preciso, sendo bem escalonado e fazendo as retomadas serem satisfatórias para a proposta de um carro 1.0. O consumo com gasolina, medido no litoral paulista, ficou em 12,1 km/litro na cidade e 15,9 km/litro na estrada, médias urbanas melhores do que as que estão sendo obtidas com o white up! da nossa Avaliação 365, e médias rodoviárias piores, pois é óbvio que cada tipo de cidade e estrada apresenta um consumo diferente, em qualquer carro que seja.

O conforto interno é limitado, já que a suspensão é firme, tem curso pequeno e mesmo os pneus altos não filtram muita das irregularidades. A estabilidade é muito boa, assim como a eficiência dos freios. Ruim é a ausência de ar condicionado. O dispositivo hoje em dia não só é necessidade, mas também melhora a segurança, pois facilita o desembaçamento do para-brisa.

Outro item ausente e que faz ainda mais falta é a direção elétrica. Como já dissemos, é muito pesada em manobras e excessivamente leve em velocidades mais altas. A assistência do sistema easy drive é um opcional que vale a pena dispor no Volkswagen take up!, já que além da leveza, também é mais firme em velocidade e agrega a regulagem de altura da coluna de direção. A Volkswagen posicionou esta peça na posição mais elevada possível, o que tornou a condução do modelo pouco prazerosa. Foi preciso elevar a altura do banco e reclinar mais o espaço (para a cabeça não raspar no teto), para se encontrar uma posição razoável para dirigir.

Nesse caso, estamos falando de uma pessoa de mais de 1,80 m. Os mais baixos terão menos dificuldade de se ajustar. Com volante “lá em cima” chega a ser estranho guiar o modelo. O espaço para o condutor é bom, mas para quem vai atrás, vai sofrer se for muito alto. O nível de ruído é aquém do desejado, mas aceitável para a categoria.

Por você…

O Volkswagen take up! poderia ser mais barato, já que a proximidade de preços com o Novo Gol faz a comparação ser inevitável. Nesta opção de entrada, ar condicionado e direção elétrica são itens imprescindíveis por causa de conforto, segurança e também de mercado, onde carros sem A/C já não são nada bem vistos entre os usados. No final das contas não podemos analisar o preço do up! ou de qualquer outro popular sem A/C e direção com assistência, estes itens tem de ser incluídos sempre.

Além dos itens opcionais citados na matéria, o Volkswagen take up! já vem de série com retrovisores com controle interno, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro com apoios de cabeça, Isofix/Latch, airbag duplo, ABS com EDB, entre outros.

De 28.900 a R$ 34.870, o hatch é uma proposta razoável e que teria melhor custo-benefício se custasse um pouco menos. Para casais sem filhos, solteiros e até frotistas, é uma opção considerável.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Volkswagen take up!

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 3 em linha Flex
Cilindrada – 999 cm³
Potência – 75/82 cv a 6.250 rpm (gasolina/etanol)
Torque – 9,7/10,4 kgfm a 3.000 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão – Manual de cinco marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – ND
Velocidade máxima – ND

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Barra de torção
Mecânica

Freios
Discos dianteiros e tambor traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Aço com calotas aro 14 e pneus 175/70 R14

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 3.605 mm
Largura – 1.910 mm (com retrovisores)
Altura – 1.500 mm
Entre-eixos – 2.421 mm
Peso em ordem de marcha – 910 kg
Tanque – 50 litros
Porta-malas – 285 litros

Take up! – avaliamos a versão de entrada do up!, sem A/C e direção elétrica
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email