Elétricos Montadoras/Fábricas Tesla

Tesla: Elon Musk revolucionou com elétricos, mas ignorou importante lição de Detroit

tesla-model-3-primeiro-exemplar-2 Tesla: Elon Musk revolucionou com elétricos, mas ignorou importante lição de Detroit

Novo Steve Jobs? Pode-se dizer que sim. Novo Henry Ford? Também. Mas, no segundo caso, a afirmação não é nada boa. Elon Musk é comparado com muitos personagens reais e até fictícios, tais como Tony Stark, por exemplo. E não é para menos, após o Pay-Pal, o visionário sul-africano entrou em um projeto que ele não tinha criado originalmente, moldando-o de tal forma que hoje é a Tesla que conhecemos.



Com a SpaceX, Musk foi ao espaço e agora se encaminha à Marte, criando uma empresa aeroespacial privada que possui projetos audaciosos para ir até onde ninguém foi. Só seu último lançamento com o Tesla Roadster na ponta do foguete Falcon Heavy, cujos boosters auxiliares desceram e pousaram em sincronia tamanha, nos faz pensar que a empresa pode mesmo cumprir o lema da Frota Estelar da Federação de Planetas.

Isso porque ainda há o Hyperloop quebrando a barreira do som em um tubo fechado e sua versão de carga com projetos secretos para o Brasil. A The Boring Tunnel é sua mais recente iniciativa e, se parece meio maluco, investidores só esperam uma luz a mais no fim do túnel para injeção de milhões ou bilhões de dólares.

tesla-model-3-primeiro-exemplar-2 Tesla: Elon Musk revolucionou com elétricos, mas ignorou importante lição de Detroit



Mas, com as rodas bem no chão, a Tesla ainda ostenta a posição de destaque do “grupo Elon Musk”, pois foi com ela que o visionário chegou às pessoas comuns. Com Model S e X, hiper rápidos, totalmente elétricos e com autonomia enorme para um carro dessa categoria, Musk chamou a atenção para um novo meio de vender carros.

Sem concessionárias, a venda é online e a manutenção é feita em centros técnicos. Comprou briga com revendedores tradicionais e alguns estados americanos. No meio de apresentações no melhor estilo Vale do Silício, Musk liberou o Autopilot, que faz mais jus ao nome do que o que chamamos de piloto automático.

Até aí, tudo parece bom e atraente, mas enquanto fazia apresentações para fãs e potenciais clientes, bem como atacava quem o questionava nas redes sociais, Elon Musk se esquecia de uma lição de Detroit. Na verdade, ele a ignorou completamente e confirmou isso. Na comparação com Jobs, Musk fez a indústria automotiva tradicional se mexer a tal ponto que hoje as referências para muitas marcas são os carros da Tesla.

Porém, Musk queria fazer tudo ao seu próprio modo e isso significava ter uma linha de montagem quase que totalmente automatizada, num processo complexo para produzir carros elétricos feitos inteiramente em alumínio. Com o Model S, o bilionário conseguiu cumprir parte do combinado, mas com o Model X, os problemas começaram e só pioraram com o Model 3. Sem cumprir datas apresentadas ao público e investidores, Elon Musk decidiu que os carros fabricados com defeitos seriam reparados posteriormente, seja numa fábrica dedicada, próxima de Fremont, Califórnia, seja na casa dos clientes.

tesla-model-3-primeiro-exemplar-2 Tesla: Elon Musk revolucionou com elétricos, mas ignorou importante lição de Detroit

Neste último caso, Musk até ganha mais prestígio entre os compradores, devido ao atendimento personalizado. Porém, ele também passa o recado que seu processo industrial está errado. Foi isso que aconteceu em Detroit no começo da era automotiva com Henry Ford e chegou ao ápice quando a japonesa Toyota caiu no gosto do consumidor americano. As Big Three e outras extintas não tinham a qualidade como ponto principal, mas o volume. Assim, as reparações posteriores marcaram o produto americano por décadas.

Musk agora quer volume com o Model 3, e na verdade ele precisa mesmo, pois quase 400 mil pagaram reservas para ter o carro. O problema é que a Tesla não quer seguir o caminho que foi trilhado inicialmente pela Toyota e seguido anos mais tarde por Detroit. A japonesa inovou no processo de produção para zerar o desperdício e eliminar os erros de fabricação. Nas linhas nipônicas, qualquer funcionário tinha o poder de parar a linha diante de um problema verificado.

Para a Toyota, era melhor buscar a origem do problema e resolve-lo do que deixar para repara-lo com o carro já pronto. Na Tesla, o caminho é o inverso e isso faz com que a produção do Model 3 em Fremont atrase constantemente. Os carros prontos apresentam alguns defeitos e nada é feito para resolve-los na linha de montagem.

Uma planta de reparação numa cidade vizinha executa o serviço nos carros 0 km, enquanto os já distribuídos ou entregues aos clientes são reparados nos centros técnicos ou em casa. Atualmente, o serviço móvel de reparação pode consertar 230 carros ao mesmo tempo. Parece bom ver uma equipe técnica mexendo no Tesla estacionado na garagem, mas enquanto o volume é pequeno, dá para isso acontecer. O problema é quando a produção anual do carro alcançar 500 mil…

[Fonte: Bloomberg]

Agradecimentos ao Luiz.

 

COMPARTILHAR:
  • Erivelton Freitas

    Sim, a Tesla está repetindo o erro histórico da Ford e isso pode ser ruim para ela! Mas vamos ver como a Apple do mercado automotivo se livra dessa! Só esperando!

    • Unknown

      Podem até repetir o erro histórico, mas não tem como negar a importância histórica que o Fordismo teve para a indústria automobilística. Portanto, mesmo que o erro se confirme, sua contribuição é imensa!

  • V12 for life

    Parece que a previsão de Bob Lutz é questão de tempo se a Tesla não se mexer rápido .

  • Bigode

    A Tesla ainda tem uma certa sorte porque está sozinha no mercado, panorama que deve mudar radicalmente em apenas cinco anos. Ou eles melhoram o produto que tem ou serão aniquilados em seu próprio jogo.

  • Bruno Teles

    Quer mesmo comparar a manutenção de um elétrico com um a combustão?
    A eletrica é mil vezes menor

    • Pedrob

      Vale ressaltar que a matéria não fala de manutenção, mas de reparo de defeitos de fabricação.

      • Bruno Teles

        Que seriam ‘besteirinhas” comparadas a defeitos de fabricação que podem aparecer na mecânica de um a combustão. É disso que to falando, e muito mais normal um tecnico em eletronica ir consertar seu carro em casa do que um mecanico fazer isso.
        Olha o tesla semi, um caminhao com garantia infinita pras pastilhas de freio, porque quase nao usa e sim o “freio motor” pra regenerar as baterias.
        Um caminhao que nao gasta freio parece piada com a quantidade de caminhao sem freio por ai

        • Stéfano

          É, carro elétrico não tem manutenção nenhuma, pode confiar.

          • TijucaBH

            Amigo, nao é bem assim!! Pergunta a um tecnico especializado em elevador por exemplo se o motor do elevador tem ou nao manutenção pra voce ver a resposta. Nao tem manutençao como troca de oleo, filtros, etc mas tem manutençao sim. Além disso, tem os itens de suspensao, ar condicionado, parte eletrica, carroceria, etc. Com certeza tem bem menos manutenção, mas “nenhuma” é irreal.

            • Stéfano

              Eu fui irônico.

          • Renato Duarte

            Um curso rápido de elétrica no senai te ajuda a não depender mais de terceiros na manutenção de um carro elétrico. Acho que a vantagem dos carros elétricos é essa…

            • Stéfano

              Não é tão simples assim e você pode se capacitar em mecânica automotiva no SENAI tbm oras.

        • Pedrob

          Entendo, mas a questão é que são vícios decorrentes do processo de fabricação da Tesla, não necessariamente de componentes elétricos. Só pra citar um exemplo do risco disso ai, se o sistema de arrefecimento das baterias falhar o carro pode pegar fogo.

    • Holandês Louco

      Mas a reposição da bateria era bastante proibitiva, se minha memória não falhou, vi no fórum da Tesla há bastante tempo que num Tesla S de 75 mil só a bateria de custaria 45 mil depois por uns 10 anos de uso. Mas antes da troca da bateria, sim os custos eram muito menores. Ainda continua nesse cenário da bateria?

      • Bruno Teles

        O custo das baterias ja estao em 150 dolares o kwh. A do model S de 60 sai hoje por 9 mil dolares, e com a gigafactory deve jogar pra 120 dolares

      • zekinha71

        Aqui não é problema a troca das baterias, o povo compra carro e só fica 2 anos, pois já está velho, a manutenção vai ficar cara e não chama atenção do vizinho.
        Cada dois anos carnê novo na praça.

        • leomix leo

          Vdd, comheco vários que o carro chegou a 50k ou vai trocar lmeus já está velho.

    • Stéfano

      De onde tiram isso?

  • Julio Alvarez

    Eu fui um dos 400.000 a fazer a reserva do Model 3 em 2016. Sim, o Brasil está lá na lista da Tesla.

    Mas cancelei a reserva assim que saiu o carro na versão final. Foram dois motivos para o cancelamento, o primeiro é aquele interior com design amador, e outro foi que alguns clientes do Model S nos EUA ficam semanas esperando peças do carro quando precisam arruma-lo. Se é assim no mercado principal, imaginem aqui… A Tesla vai ser engolida quando as tradicionais entrarem no mercado, uma pena. Minha admiração e torcida fica para SpaceX.

  • Diego

    Uma empresa que tenta brigar com Titans. Um principio básico nos negócios é não remar contra maré, dito isto, em tempos de grandes empresas e bancos , que tem trilhões investidos no mercado automobilístico a combustão ( além do interesse dos governos ) não permitirão uma única empresa estragar a festa, fato.

    • Thiago

      existe um lobby bilionario para o fim dos veículos a combustão, em alguns países já foi determinado a data para fim da fabricação de carros a combustão, todas buscam carros híbridos e melhorias nos elétricos

  • Luis Burro

    Olhe sinceramente não vejo nenhuma vantagem em ir pra Marte.O humano mal consegue sobreviver em lugares inóspitos aqui da terra,imagina lá q a gravidade é menor e tem menos oxigênio no ar!
    E não acho tão revolucionário.Ele fez sim contribuições para a ciência,mas alguns projetos eu conheço desde pequeno,como o hyperloop.Tenho até livro descrevendo,ou seja é uma ideia bem antiga.
    E com os trens maglevs daqui a pouco serão realidade mesmo,seja por ele ou não.

    • Nicolas_RS

      É fetiche, só pode ser, é igual as pessoas que acreditam que existem em ET sem qualquer tipo de prova.

      • Maycon Farias

        Bom se você conseguir provar que não existe eu ti dou um like rsrsrsr

    • Saulo Gomes

      Se você entendesse como é precária nossa civilização iria compreender a necessidade de ir a Marte.

      • Renato Duarte

        O que o planeta Marte tem a nos oferecer??

        Pelo que sei,, além da escassez de oxigênio, Marte perdeu 95% do campo eletromagnético, água por lá só na forma de gelo e mesmo assim nem se sabe se é potável, além do fator climático não ser nem um pouco favorável.

        • Saulo Gomes

          Mas em caso de um cataclista mundial serviria, isto já aconteceu umas 2 ou 3 vzs na história da terra.

    • Maycon Farias

      Mais cedo ou mais tarde teremos que ir para algum lugar. A terra não é eterna, o sistema solar também, talvez nem o universo observável será eterno. Então começar a planejar isso agora de certa forma está apenas ajudando o futuro.

      • Luis Burro

        Acho estranho o humano considerar q ainda permanecerá existente.Ainda mais considerando q nem chegou a vivência harmoniosa com o ambiente.
        Acho q a tecnologia não vai conseguir acompanhar e reverter a degradação,pq apesar de toda a capacidade o humano ainda pertence a cadeia alimentar e se de repente o fitoplâncton desaparecesse só os organismos q conseguissem usar a fermentação sobreviveriam,ou seja,bye bye humanidade!

      • Luis Burro

        O humano é realmente uma praga,se não tá degradando o ambiente tá degradando a sua própria espécie.
        E não dá nem pra considerar a pior,pq é só um animal q tem a capacidade de manipular um pouco melhor q a das outras.

    • Thiago

      a vantagem é a tecnologia que se herda da pesquisa para viagens espaciais
      por exemplo, se conseguir produzir alimento em marte, se consegue no sahara

      • Luis Burro

        Mas é possível no Saara,pq ainda é na Terra.

        • Thiago

          sim, mas é uma condição adversa
          o solo não é fertil,
          a questão é se consegue produzir alimento em marte consegue até no topo do everest
          uma pesquisa para produzir em marte pode chegar a um resultado que consiga converter em terra produtiva qualquer pedaço de chão, o que seria uma grande vantagem
          ex: temos caneta tipo a bic pq temos pesquisa espaciais? ainda estariamos usando um potinho de tinta para escrever sem a nasa

          https://www.terra.com.br/noticias/ciencia/infograficos/invencoes-criadas-para-o-espaco/

          • Luis Burro

            Olhe,acho q isto é independente da corrida espacial ou qlqr outra coisa.O humano é curioso e esperancoso por natureza,por isto q msmo qndo não age pra isto não deixa de desejar q de tdo certo esperando q se resolva naturalmente.
            Então não deixaria de desenvolver,a diferença é q eles podem acelerar o tempo disto acontecer.

            • Thiago

              então vc mesmo reconhece a vantagem, aceleração do conhecimento, projeto especifico que tem bem mais financiamento e visibilidade
              junção com outras areas que não seria possivel em outro projeto

              • Luis Burro

                Sim,mas tdo na vida tem dois lados:positivo e negativo.

    • Mr Tony

      Muitas das ferramentas e serviços que você usa hoje, como o GPS, ligações internacionais via satélite e até mesmo furadeiras de auto-impacto são oriundas do projeto Apollo e da corrida espacial. O espaço tem muito a nos oferecer, inclusive asteroides ricos em minério. Aprender a sobreviver no espaço traz muitos benefícios para quem está na Terra, assim como as tecnologias que tinham nos carros de Fórmula 1 que hoje temos nos carros de passeio.

      • Luis Burro

        Sim,mas podemos usar o msmo raciocínio para as guerras,só q tbm é a única vantagem delas o desenvolvimento tecnológico.
        Mas atualmente nem é preciso mais,o humano é tao curioso e esperançoso q está fazendo pesquisas em todas a frentes possíveis.

        • Mr Tony

          E verdade! Quem me dera que as nações REALMENTE se unissem e usassem todo o orçamento anual destinado a guerra para o desenvolvimento científico. Estaríamos com certeza fora do sistema solar e muito mais avançados do que estamos hoje. Problemas como falta de água e energia (realmente) limpa seriam coisas do passado.

          • Luis Burro

            Acho q meio dificil irmos para outro planeta,mas com ctza poderiamos ter uma vida bem mais harmoniosa com os ecossistemas já!

      • Luis Burro

        O q quero dizer é q não precisa chegar ou estar no limite pra desenvolver ideias na busca da sobrevivência.

  • Luis Burro

    Nd a ver afirmar q a produção em série proposta por Ford não levava a qualidade como parâmetro!Os carros artesanais tbm tem defeitos.
    E cansei de ver Recalls da Toyota envolvendo o Corolla,inclusive aquele infame do tapete q prendia no acelerador.

  • New World

    Início difícil para a Tesla, mas, um futuro promissor, eu adorei o Model 3 e espero poder comprar aqui no Brasil nos próximos anos, Model 3 é bonito, rápido e moderno, o interior não importa muito pra mim, quero que seja apenas confortável, mas, em questão de segurança é um dos carros mais seguros do mundo, todas as marcas já passaram por Recalls

  • Wolfpack

    https://www.engadget.com/2018/03/24/tesla-model-x-driver-dies-in-mountain-view-crash/ Os carros Tesla tem uma estrutura frágil. Para que já observou o subchassis deste carro sabe o que estou falando. Não resistiria a dureza das condições de rodagem no Brasil por exemplo. Acima mais um acidente fatal com o Tesla Model X. O Litio das baterias deve estar queimando até agora.

    • Nicolas_RS

      Caramba, até o Onix é melhor que essa carroça.

    • Saulo Gomes

      O carro bateu contra uma barreira de concreto, é carro elétrico não mágico.

    • zekinha71

      Todos os dias centenas de carros ficam desse jeito pelo mundo, então todos são frágeis.

  • CanalhaRS

    Todos os fabricantes abriram mão da qualidade para aumentar os lucros, inclusive a Toyota.

  • Zé Mundico

    Realmente, o que antes era uma exceção não pode agora se tornar regra. Não é todo consumidor que vai se dispor a perder tempo levando um carro zero para consertar na oficina ou mesmo consertar em casa. Isso cheira a amadorismo e quebra-galho e os padrões de qualidade do consumidor norte-americano são bem altos.
    Esse mesmo procedimento foi utilizado pelo Bill Gates no sistema operacional Windows. A coisa era feita a toque de caixa para ser lançado no mercado e as falhas eram inevitáveis. A solução que o Bill Gates achou foi ir lançando modelo atrás de modelo para ir corrigindo as versões anteriores. Depois descobriram que o rapaz fazia alterações no sistema operacional sem o conhecimento do usuário, online e sem avisar.
    Resultado da marmota: surgiu a gigante Google com seu sistema operacional próprio (Android) e navegador (Chrome) que simplesmente riscou o Internet Explorer do mapa. Sem falar no Linux, que é o mais usado em sistemas corporativos.
    Vender produto com defeito é dar um tiro no pé a longo prazo.

    • Erivelton Freitas

      Linux é o mais usado no meio Corporativo? Você pode provar isso?! Até onde eu sei, muitos funcionários rejeitam a plataforma Linux pode terem dificuldades absurdas em trabalhar com a mesma. Na empresa onde eu trabalhava, resolveram tirar o Windows 7 e colocar o Linux para economizar. Em 1 semana, voltaram para o Windows, porque os funcionários viviam reclamando do Linux, que não tinha um editor de texto tão completo, que as planilhas no editor de planilhas eram ruins, que o sistema não reconhecia impressoras e daí por diante. O problema do Linux, além do Design tosco de Windows 98, são os Drivers, e ninguém aparentemente está ligando para isso.

      A Google realmente surgiu com o Android e o Chrome, e é bem verdade que o Chrome deu um jeito no Internet Explorer, mas a Google, com o Android PC como eles mesmo chamaram, ou até o Chrome OS, jamais chegou a arranhar ou incomodar a Microsoft que tem 89% do mercado de PCs do mundo.

      Ou seja, mesmo com um produto que tem falhas, o Windows ainda é o melhor OS se comparado com o OS X, Linux e Chrome OS, que juntos, repartem os 11% que sobraram. Chega a ser vergonhoso. E só lembrando… Desses 11%, a Apple e o seu OS X tem 8%.

      • Louis

        Para usuário final, o Linux realmente é um saco, eu desisti de usar quanto apanhei para instalar o Java e não consegui.
        Mas para servidores é bastante utilizado, é um sistema robusto, estável e muito mais leve que o Windows Server.

      • T_101

        Linux não é o mais “usado” é o que mais realiza processamento no mundo, inclusive servidor que processou nossos comentários no Disqus.

      • Zé Mundico

        Linux é o mais usado no ambiente corporativo nos servidores centrais e nos bancos de dados.

    • zekinha71

      Vai trabalhar com os sites e programas do governo (federal, estadual, municipal) e vc vai descobrir que linux não serve pra nada nem quando sai nova versão do windows, que tem que usar ao mesmo tempo IE, Chrome e Firefox, dependendo do que se está usando tem que ter o Java pré histórico e logo em seguida a última versão.

  • Nicolas_RS

    É incrível como as pessoas idolatram esse “gênio”. O cara é quase uma perola, fez muito menos que muitas pessoas, deu algumas bolas dentro, mas é considerado o Tony Stark.

  • Marcio Souza

    A Toyota que até era referência em qualidade no século passado, hoje se igualou as principais montadoras. Teve vários recalls nesta última década, com alguns bem críticos, como problemas no freio do Prius e o tapete no acelerador do Corolla. A Toyota pagou um preço pelo crescimento em vendas, pois ela não figurava entre as maiores em volume de produção. Aumentou o volume, a qualidade cai. É o preço que se paga. Bem vindo Elon Musk a verdadeira indústria automotiva.

  • Saulo Gomes

    A Tesla já venceu, mesmo que vá a falência a indústria automobilística nunca mais será a mesma, todas a grandes montadoras estão investindo muito nisto, queiram ou não o futuro é elétrico e autônomo.

    • Unknown

      Comentário perfeito! O pessoal só aponta os defeitos, mas não dão os créditos por toda a “revolução” causada pela Tesla!

      • celso

        “Revolução” ?
        Cadê o retorno para os investidores…?

        • Unknown

          O que a Tesla tem feito não se resume à retorno financeiro… isto é problema de quem investiu. Mas o fato de ela ter inovado na produção de carros elétricos, é inegável!

    • celso

      “A Tesla já venceu”
      Diga isso para os investidores da montadora.

      • Saulo Gomes

        Somos usuários e não investidores.

    • Bruno Alves

      Muitos já devem ter dito isto durante a história. Ninguém tem certeza de como será o futuro. No final do século XIX o futuro também era pra ter sido elétrico. E não foi.
      O fato é que pode acontecer, mas me parece muito precipitado dizer que já venceu.

      • Saulo Gomes

        Todas as grandes montadoras estão investindo para ter pelo menos 50% dos modelos elétricos nos próximos 5 anos, sem contar que o petróleo é finito, se não for por bem agora vai ser na marra em mais uns 20/30 anos, está acabando, é fato.

        • Mr Tony

          Volvo já publicou que parou a pesquisa e desenvolvimento de motores a combustão. Se isso não é revolução…

  • Bruno Costa

    Sempre falei isso, a Tesla esquece que acima de tudo ela é uma marca de carros e que seu core é vender carros. Se ela não fizer isso bem, irá falir, independente de quanta tecnologia ou modernidade apresentar. E vender carros é o que os concorrentes fazem há décadas. Muitos tiram sarro de marca x ou y, mas as marcas sofrem muito mais com um produto flopado do que os fanboys. Quando a Ford se acovarda nos recém lançamentos não é a toa, ela perdeu MUITO dinheiro com produtos que falharam nas expectativas, cada passo pode ser o último, assim como quando o Marchione diz que a Fiat irá perder espaço é porque ele sabe que é arriscado demais injetar mais dinheiro numa marca que já falhou várias vezes em aumentar os mercados de atuação. Quando saiu o escândalo do dieselgate a VW assumiu 100% da responsabilidade e um prejuízo trilionário não porque ela é boba, mas porque sabe que o consumidor está ligando cada vez para as causas ambientais e que isso poderia ter destruído o grupo inteiro, tanto que agora ela investe totalmente em híbridos, elétricos e motores a combustões mais eficientes. A Tesla não entendeu isso. Ainda está achando que surfa na onda do “somos a marca mais moderna de todos os tempos, todos nos amam, não há com que se preocupar” e continua falhando, com seus clientes, com seus investidores, com suas metas… A Nissan e a Chevy estão se aproximando com Leaf e Bolt, a VW já sinalizou os IDs bem próximos entre tantas outras e pode ser que quando o Model 3 finalmente comece a ser entregue decentemente, seja tarde demais e nenhum anúncio de novo Roadster irá salvar o barco.

    • Leonardo

      Acho que essa mentalidade da Tesla é a mentalidade do americano padrão: “Somos os melhores, as últimas coca-colas do deserto”. Mas os que os americanos não veem é que cada vez mais o mundo precisa menos deles e o domínio global vai lentamente passando para a Europa e China. Me lembro bem quando o Trump ganhou as eleições e começou a fazer as porcariadas dele, a Merkel algo como não ser possível mais colocar o futuro na mão de outros e começar a construí-lo nós mesmos. E a China aí, tomando conta das finanças globais em todo e qualquer setor. Sinceramente duvido muito que até 2050 os EUA será o país mais importante do mundo.

  • sigma7777777

    Olha aí o que faz a Toyota e mais um por quê de seu sucesso. Por isso que alguns falam em “Corolla inquebrável”: tenho um, faço as revisões por conta própria pois já está fora da garantia, e não tive problemas!

  • pdias

    A tecnologia da Tesla é corroborada pela gama toda das empresas Musk e tem muita engenharia aplicada (motores e naves espaciais, bólidos supersônicos, escavações, baterias elétricas)… é uma questão de tempo… talvez um pouco mais de tempo do que o planejado… mas duvido que mantenham os problemas até porque a precisão das demais empresas é incrível… um sistema dos maiores tende a expurgar o erro dos menores… ruim é o contrário que é o que aconteceu na indústria automotiva dos EUA na década de 60/70/80 (o todo era mais sujo que pau de galinheiro e tendia eliminar o que era acerto)

  • Schack Bauer

    Tesla está numa encruzilhada pesada: grana está acabando, as dívidas cada vez maiores, e a produção do model 3 não decola. Aliás, se eles não conseguirem resolver essa questão da produção do model 3, podem até vir a falir em não muito tempo.

  • T_101

    Brincadeira querer comparar o Musk com Jobs e mais ainda com Henry. Não tem nada em comum nos estilos muito menos no tipo de negocio que fizeram.
    E outras o principal motivo dos carros japoneses nos EUA foi a crise do petróleo. Com o gas barato carros grandes vão voltar (SUVs) no EUA

  • Sassá

    Torço pra que tudo dê certo, tem que popularizar carros elétricos. Pq se depender das outras montadoras só existirão espaço naves de asfalto cheia de firulas e carézimas.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email