China Elétricos Europa Sedãs Tesla

Tesla Model 3 chinês embarca em direção à Europa e pode ir além

Tesla Model 3 chinês embarca em direção à Europa e pode ir além

O Tesla Model 3 fabricado em Xangai já teve seu primeiro lote de 7 mil unidades embarcado para o mercado europeu. Isso nunca esteve nos planos originais de Elon Musk, contudo, dada a dificuldade em atender a demanda apenas com Fremont, a oportunidade se fez.


O lote da versão Model 3 Standard Range Plus RWD vai substitiuir a oferta americana nos mercados da Europa, onde o sedã elétrico da Tesla é um dos produtos mais desejados entre os carros elétricos.

Essa versão não é simplesmente apenas fabricada na China, ela possui uma diferença importante sobre o modelo americano. As células da bateria são da CATL no lugar das usadas até agora nos EUA, feitas pela Samsung.

Contudo, a CATL fornece células de lítio-fosfato de ferro, que são mais baratas e possuem vida útil maior que as de lítio comuns, fabricadas pela coreana. Tendo autonomia de 430 km no ciclo WLTP, elas garantem melhor rendimento para o Model 3 chinês. Aqui no Brasil, por exemplo, os veículos comerciais da BYD só usam essa bateria.

Tesla Model 3 chinês embarca em direção à Europa e pode ir além

Além disso, embora não seja oficial, suspeita-se que o Tesla Model 3 chinês tenha uma qualidade superior em montagem e acabamento em relação ao americano, devido aos problemas técnicos enfrentados em Fremont, por conta do processo inovador da marca.

Em Xangai, a Tesla usa um processo mais moderno de produção, que não pode ser introduzido em Fremont sem que a fábrica seja paralisada por um longo tempo, exigindo ainda um mega investimento extra. O nível de reclamação dos clientes do Model 3 chinês é muito menor que o do americano, o que leva a crer que a qualidade subiu.

Além disso, corrobora ainda a tese de que Musk exigiu um produto melhor para os chineses devido à enorme concorrência local, não existente nos EUA e isso tudo tendo que adicionar um preço competitivo.

Alemanha, França, Itália, Holanda, Portugal, Suíça e Suécia receberão o Model 3, que tem as mesmas mudanças vistas no modelo 2021 americano, incluindo USB-C, carregamento wireless de smartphone, bomba de calor e vidros duplos.

A partir da China, a Tesla pode alcançar outros mercados com um produto de custo mais baixo que o americano, especialmente enviando-o para países mais próximos ou mesmo no continente americano, como a América Latina.

[Fonte: FCE]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

      Quem somos

      O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

      Notícias por email