Elétricos Europa Mercado Sedãs SUVs Tesla

Tesla Model S vende mais que luxuosos alemães na Europa

Tesla-Model-S-P85D

O Tesla Model S é o modelo topo de linha da marca americana e custa caro, bem caro. Mesmo assim, elétrico e de uma marca nova, o luxuoso já desponta como um campeão de vendas entre os sedãs de marcas premium. Nessa categoria, onde ele foi colocado, o Model S já supera as vendas de BMW Série 7 e Mercedes-Benz Classe S, por exemplo, no mercado americano.


Isso já vem acontecendo há algum tempo e não é novidade. Porém, surpreende mesmo é o fato da Tesla estar emplacando mais Model S na Europa que BMW e Daimler vendendo seus luxuosos sedãs, citados acima. Essa é a primeira vez que um carro elétrico supera um segmento assim na Europa e isso já fez acender uma luz de alerta no velho continente.

Felipe Muñoz, analista de pesquisadores de mercado JATO Dynamics, diz: “Este é um alarme para as montadoras tradicionais, como a Mercedes. Ele diz que uma marca menor, mas inteligente, como Tesla, pode vencê-las em casa”. O especialista aponta para um maior interesse do consumidor em carros elétricos, mesmo no segmento de luxo, o que obriga as marcas tradicionais a ampliarem suas gamas para atende-los, mas isso não pode ser feito rapidamente.

tesla-model-s-60-3


Os investimentos em carros de luxo com propulsão elétrica já acumula bilhões de euros, porém, pouco resultado prático se vê nas revendas. A oferta é mínima e se limita aos híbridos plug-in e nada mais. Audi, BMW e Mercedes preparam dezenas de modelos elétricos, mas no momento, quem tem o produto é a Tesla.

De todas as luxuosas europeias, apenas a Jaguar parece que vai virar o jogo completando com produto topo de linha. Já se fala no próximo XJ como um elétrico puro, o que seria, em outras palavras, o primeiro sedã elétrico europeu de alto luxo, capaz assim de bater de frente com o Tesla Model S. O recente I-Pace já deu a dica que quer pegar o Model X. Tecnologia a JLR já têm, só falta o produto.

Apesar disso, o trio de luxo alemão tem ambições muito maiores que apenas o segmento top. Crossovers e SUVs elétricos estão em pauta, mas não será um ou dois, mas diversos modelos de propulsão por energia, devendo assim cada uma superar a Tesla em número de produtos, abrangendo vários segmentos.

Mas o que dizem os números? O BMW Série 7 emplacou 11.735 unidades em 2017, mas as vendas caíram 13%. O Mercedes Classe S teve alta de 3%, vendendo 13.359 exemplares. Porém, o Tesla Model S emplacou 16.132 unidades com alta de 30%. Nos EUA, enquanto o Cadillac XTS caiu 27% e o Classe S desceu 16%, o elétrico de Elon Musk subiu 9%.

Com 12 mil vendidos, o Tesla Model X também está pressionando o mercado de SUV de luxo, vendendo o mesmo que o Porsche Cayenne. O BMW X6, por exemplo, ficou 2.000 unidades abaixo do rival americano. Por ora, mesmo efeito não pode ser atributo ao Model 3, que não teve nenhum exemplar emplacado na Europa, já que a Tesla tem dificuldades em elevar a produção nos EUA.

[Fonte: Auto News Europe]

Agradecimentos ao Luiz Carlos.

COMPARTILHAR:
  • Diego Lip

    É o futuro. Quem não se adequar às novas ralidades ficará para trás.

    • Deadlock

      Precisamos de um novo Peterson que, além de descobrir a idade da terra, lutou incessantemente contra o chumbo tetra-etila (antidetonante utilizado na gasolina por muito tempo para melhorar a octanagem), para combater os combustíveis fósseis.

      • Nicolas97

        Irreversível. Um motor a combustão Otto tem uma eficiência térmica máxima de 15%, no anda e para das cidades deve ficar nos 5%. O mesmo combustível em uma usina térmica tem rendimento de 80%. Ou seja, o mesmo petróleo roda 16x mais carros elétricos. Não é à toa que o preço do petróleo estagnou. Como boa parte das casas no mundo desenvolvido passaram a usar a energia solar produzida no seu telhado, muito mais barata que a energia fóssil, provável que as pessoas vão carregar o carro com sua própria energia gerada em casa.

        • Mr Tony

          Já fizeram testes usando um gerador a diesel para abastecer um Tesla e se saiu MAIS ECONÔMICO do que simplesmente usar um carro a diesel.

        • FocusMan

          Um motor Otto moderno tem 25% de eficiencia. Porque denegrir uma tecnologia para outra aparecer?

      • FocusMan

        Porque combater combustíveis fósseis?

    • th!nk.t4nk

      O povo pira aqui nos comentários com ódio dos elétricos. Juro que nao entendo. Pra mim é falta de conhecimento sobre a eletromobilidade, porque os elétricos são melhores em praticamente tudo, e mesmo no que perdem já está sendo resolvido (velocidade final, autonomia, reciclagem das baterias, alternativas ao lítio, mudanças na matriz energética, etc). A coisa está indo tão rápido, que os argumentos contra estão sendo destruídos mais rápido do que as pessoas conseguem se atualizar (e daí escrevem um monte de bobagens aqui conta os elétricos sem nem saber em que pé o assunto está, usando dados de anos atrás).

      • JOSE DO EGITO

        ……A coisa esta indo tao rapido……. Realmente esta tao “rapido” que o motor eletrico é mais velho que o motor a combustao!e ate hoje patina ,para mim motor bom é motor a COMBUSTAO e de preferencia a GASOLINA

        • Unknown

          O futuro dirá…

        • Carlos Eduardo Juan

          Será que “patina” realmente por questões de desenvolvimento ou por interesses capitalistas mesmo?
          Fica a questão.

      • Saulo Gomes

        Relaxa, são dons de postos de combustíveis, oficinas mecânicas e petroleiros.

      • FocusMan

        Não vejo sinceramente essas coisas que está escrevendo acontecendo.

        Carros elétricos continuam a ser brinquedos mimados para pessoas Eco-Chatas que acham que podem salvar o mundo porque compraram um carro que não emite NOX.

        • th!nk.t4nk

          FocusMan, no Brasil você nao vai ver mesmo. Já aqui na Europa toda semana estão instalando novos totens de carregamento e apresentando novos produtos na área. Em poucos anos a situaçao vai ser transformar totalmente.

          • FocusMan

            O plano para matar o carro Diesel e forçarem as pessoas a comprarem carros Elétricos vai de vento em popa!

            • th!nk.t4nk

              Beleza, mas qual o problema nisso? A Apple faz a mesma coisa (criar demandas) pra movimentar o mercado. E deixa eu adivinhar, é capaz de você mesmo ter um iPhone, acertei? Com o carro elétrico será a mesma coisa. Começa pela cabecinha, quando ver já foi haha. Nao tem inocência nesse mercado nao, é pra fazer dinheiro, lógico. Mas que os Tesla são bons, isso são. O desempenho é espetacular.

              • FocusMan

                Não tenho Iphone. Não gosto da ideia de usar um aparelho com Hardware simples e custo alto. Uso um LG G5 Spec Americana. Simples e eficiente e melhor de tudo me custou míseros 230 dólares.

                Carros não são feitos de desempenho. Eu posso não entender nada de eletricidade mas entendo de carros e tudo que o consumidor de carros caros querem é tranquilidade.

      • leitor

        Não vejo nada de ódio. O que vejo são alertas ao que não se esclareceu bastante. Custos ambientais, custos de estrutura, autonomia dos veículos, são coisas que se responde muito mal. Existem tecnologias para isso ou aquilo que resolvem, mas tudo isso pra ser implementado tem seu custo e na hora não se faz como se espera, tanto que ainda está bem no começo. Inclusive para o uso. Já se tem com autonomia maior, mas o que se paga a mais por isso? E produção de energia elétrica e seu custo, sempre houve grandes demandas para empresas e indústrias, inclusive como requisito de instalação das mesmas. E para os carros?

        Carro elétrico do jeito que se fala é muito bom, eu também quero, de luxo melhor ainda. Falta ver como pagar pra ter tudo isso. Se vai valer a pena sonhar com isso pelo menos em pouco tempo pra quem não vive num sonho.

  • Davi Millan

    Será o Futuro. Queira ou não. Entretanto enquanto a questão ecológica, não adianta muito trocar todos os carros a combustão por elétricos enquanto a matriz energética dos mesmos estiver sendo suportada por fontes de energias não renováveis e não amigáveis ao meio ambiente. Pois nesse caso só estaremos sendo hipócritas ao dizer que “somos” verdes e julgando quem anda com carros movido a combustão, por estarem poluindo. Ainda acredito que, exatamente pelo motivo elencado acima, haverá uma transição paras os carros híbridos e mild hybrid enquanto não houver soluções para a transição da matriz energética.

    • Nicolas_RS

      A meu Gzuis, procura ai a os estragos que a exploração de lítio causa na natureza.
      Fico me perguntando o do pq as pessoas não pesquisam a respeito.

      • Davi Millan

        Exato, mais um problema! O carro elétrico será o futuro, mas há tantos problemas envolvendo eles que hoje eles só servem para inflar o ego das pessoas que os têm. Além dos problemas das matrizes energéticas de muitos países, ainda tem esse ponto que tinha esquecido de abordar acima. Hoje além dos problemas causados na natureza com a extração do lítio, há também o problema social envolta desse, com o uso de mão de obra infantil inclusive.

      • Saulo Gomes

        Legal a Shell ter patrocinado esta pesquisa sobre o lítio.

        • Unknown

          Claro né, interesse puro! Querem salvar a própria pele, mas não adianta, a mudança de matriz propulsora é irreversível, restará apenas alguns nichos para os motores a combustão, que com certeza não acabarão definitivamente…

    • Saulo Gomes

      Para de falar besteira, motor elétrico é no mínimo 4 vzs mais eficiente que um a combustão. Então mesmo que se utilize combustível fóssil para a geração de eletricidade ainda assim o ganho para o meio ambiente é brutal. Além do que uma usina termométrica polui muito menos que um carro para gerar a energia equivalente.

      • Davi Millan

        Você deveria se informar melhor. Lógico que os carros elétricos serão o futuro e lógico que olhando do ponto de vista de eficiência energética eles serão mais ecológicos. Mas hoje há problemas envolta dos carros elétricos sim. Não adianta os carros serem todos elétricos e os países continuarem a queimar carvão mineral. A reformulação tem que ser total e devemos seguir nesse caminho, pois simplesmente trocar só o “combustível” dos carros não será a solução. Deve ser um processo. Eu fico feliz ao ver a Europa abandonar cada vez mais o Diesel e investir cada vez mais em carros híbridos (que acredito ser a melhor solução no momento). Há tantas coisas envolvidas nesses assunto que delimitar algo como certo é quase que atirar no escuro. Os setores de energia, política, segurança alimentar, saúde, relações internacionais, a interdependência, comércio internacional, economia, ecologia e entre outros…
        O real problema no meu ver é as pessoas olharem somente o que está na sua frente e não se perguntar sobre outros assuntos, como produção, matriz energética, questões sociais. Seja a combustão ou elétrico, todos nós temos os pés sujos!
        A eletrificação é um processo (que ótimo que é), mas ela ainda não está completa, devemos abandonar cada vez mais fontes não renováveis e combustíveis fósseis (como vem acontecendo com o Diesel) em detrimento da eletricidade ou algo mais sustentável ainda. Mas isso será um processo para que toda a cadeia possa acompanhar e não somente trocar um pelo outro hoje.

        http://www.dw.com/pt-br/carros-elétricos-são-realmente-ecológicos/a-40013523

        • Louis

          A troca das fontes de energia será gradual, e já está ocorrendo, até mesmo por aqui.

          • FocusMan

            Ah é? aqui não tem nem energia direito…

        • Saulo Gomes

          Pela reportagem, portuguesa por sinal, carros a combustão são produzidos por fadinhas, já que só o elétrico gera poluição para ser produzido. Tenha paciência, o textinho xucro.

        • FrankTesl

          incrivel como sempre apelam para eletricidade gerada pelo carvão

      • Nicolas_RS

        Quem está falando besteira é você, a expectativa é que o número de vitimas pelo CO² aumente, caso o número de carros elétricos fosse igual ao de combustão hoje em dia.
        Mais carro elétricos = Mais carvão queimando = Mais mortes!

        • Saulo Gomes

          Impressionante a desinformação. Tudo se resumo a eficiência energéticas. Um motor a combustão transforma em movimento 20% da energia do combustível. Um motor elétrico transforma em movimento 90% da energia elétrica. Uma usina termelétrica (óleo, carvão, bagaço de cana, gas) transforma em eletricidade no mínimo 50% da energia do combustível (e tem usina que já chega 80%!). Então se você pegar o combustível que move 1000 automóveis, por exemplo e queimar em uma termométrica vai mover 2000 carros no mínimo. Já quanto a poluição, em uma termoelétrica é possível usar processos que não são viáveis em um veículo, filtros, aditivos, etc, portanto pode esperar no mínimo 10% da poluição dos 2000 carros, provavelmente menos. E, claro, sem contar que existe uma tendência de alimentar estes carros com paineis solares, a Tesla, entrega o conjunto, carro e células fotoelétricas para os clientes que desejarem, ai a poluição para rodar é zero.

        • Mario

          O problema central ninguém fala. O excesso de ser humano!!! O mundo precisa acordar, que com uma população de 7 bilhões, não adianta carro elétrico, usina solar ou eólica. A Terra não foi ‘projetada’ para tanta gente e tanto consumo, afinal, não é só o carro que polui.

      • Wolfpack

        Pare vc de passar vergonha. A Europa vai trocar o óleo árabe pelo gás russo ou carvão chinês. Não acredite em gnomos e energia solar e eólica. Saci pereres, mula sem cabeça. Já imaginou um caminhão de bombeiros elétrico, ou uma ambulância elétrica, kkkkkkkkk e um caminhão levando a safra do oeste para os portos no meio daquelas estradas enlameadas da amazônia em um elétrico. Tá de brincadeira.

        • Saulo Gomes

          Tem razão, os idiotas da Amazon compraram caminhões elétricos pq são bobos mesmo.

          • FocusMan

            O Amazon fica na Amazonia?

          • Wolfpack

            Um cliente de uma grande marca de caminhões na Europa disse no ano passado, eu não vou pagar um motorista para ficar esperando um caminhão carregar suas baterias.

            • Saulo Gomes

              Que motorista? Caminhão autônomo vai vir antes dos carros.

              • Wolfpack

                Devemos parar de inocência. Um outro europeu me falou certa vez. Se fosse fácil, já tinham tirado o condutor do trem. TGV, Ice, Shinkanzen, todos tem condutor. Um simples bonde tem condutor. E eles andam sobre trilhos.

                • Saulo Gomes

                  Metro SP, linha 4 amarela, já tem uns 10 anos, e sempre foi sem condutor. ZERO acidente até hj. A automação dos caminhões vai vir bem rápido, até os modelos vendidos no Brasil já tem assistentes eletrônicos.

                  • Wolfpack

                    Metro de Copenhagen funciona de forma automática. Trem, composições de trem de alta velocidade, aeronaves, nada ainda no modo autônomo e são bem previsíveis suas rotas e comportamento. Carro autônomo para daqui 30-50 anos.

                    • Saulo Gomes

                      Está bem enganado, a quantidade de veículos em testes é muito grande e estão “dirigindo” melhor que os humanos. As empresas já até estão solicitando autorização para testar sem piloto auxiliar, no máximo até 2020 já estão na ruas. Depois disto em pouco tempo o que vai ser proibido são carros não autônomos.

      • FocusMan

        Um motor elétrico tem 100% de eficiencia?

        • Saulo Gomes

          90%, combustão a grande maioria não passa de 20%.

    • Luis Burro

      Na vdd adianta um pouco.É como usar álcool no lugar de diesel ou gasolina,apesar da mesma poluição com transporte e produção,a matéria prima é proveniente da fotossíntese e retira carbono do ar.

  • Felipe Alves

    Carro elétrico: voce ainda vai ter um…

    • Deadlock

      Peraí, esse slogan não acabou bem, para os consumidores…

    • Saulo Gomes

      Não era: Fiat, você ainda vai empurra um?

    • Luciano RC

      Quem viver, verá.

  • Celso

    O silêncio e suavidade da propulsão elétrica tem tudo a ver com veículos de luxo, como os Bentleys, Rolls Royce, os top alemães e muitos outros.

    • Nicolas_RS

      Então um HB20 é um carro de luxo? Pois quando parado e em baixas rotações não se escuta o motor…

      • Rafael Rodrigo

        “Silêncio e suavidade”, acelera um HB20 e logo se escuta o motor entrando na cabine.

        • William Simon

          Haha. Comparar motor elétrico com um motor comum de um carro brasileiro. Só falta dizer que tem o mesmo torque que um elétrico.

          • Nicolas_RS

            Pelo menos o HB20 tem autonomia de fazer uma viagem de 800km, coisa que nem um Tesla S faz… E a unica coisa que carro elétrico tem é torque mesmo, pq peca em velocidade final e autonomia!

            • Saulo Gomes

              Fazia …

            • Cosi fan Tutti

              Mano é serio que estao comparando HB20 com Tesla S? kkk so no Brasil mesmo, depois se perguntam pq pagam caríssimo em carroças para o 3º mundo.

              • Nicolas_RS

                Não, o cara disse que silencio era sinônimo de carro de luxo…já tive um HB20 é muito silencioso.

              • Luciano RC

                Eu estou rindo.

                • Unknown

                  Eu tbm! Que idiotice sem tamanho uma comparação desta!

                  • Luciano RC

                    Total.

        • Nicolas_RS

          Como eu disse “em baixas rotações”.

          • Saulo Gomes

            xxxxx

          • Unknown

            Quase qualquer carro atual é silencioso em baixas rotações, isso em nada tem a ver com os veículos elétricos!

  • Mauro Banqueiro

    Nunca tivemos uma crise do petróleo capaz de parar todos os automóveis. Mas uma crise de electricidade capaz de parar esses todos elétricos, ainda iremos ter. Um dia as reservas de carvão mineral ainda irão acabar. Olha que não são renováveis….

    • Louis

      Com todos os investimentos que estão sendo feitos mundo afora? Em um futuro próximo, as casas gerarão a própria energia. Já o petróleo, ninguém gera em casa. Quem está com medo dos elétricos são os países que dependem do petróleo, um produto que financia ditadores, sheiks e terroristas.

      • Nicolas_RS

        O futuro dos carros elétricos, estão repleto de promessas e pouca ação! É difícil de entender que energia solar é cara?

        • Henrique Vefago

          cara da onde? Em 5 anos você tem retorno do investimento. Já imaginou em 5 anos ter energia de graça para o resto da vida e nunca mais gastar com combustivel para o seu carro.

          • Nicolas_RS

            Energia de graça? Me diz aonde que eu to correndo!

          • Luciano RC

            Em 2 anos você retorna o investimento em aquecimento térmico (para água) e em 10 anos retorna o sistema fotovoltaico. É assim que funciona. Porém, precisa saber se na sua região a distribuidora de energia já permite a instalação do sistema para absorver sua geração de energia.

        • Louis

          Pouca ação da sua parte. Só ficar reclamando é fácil. Tem muita casa economizando energia com placas foto-voltaicas no telhado. Eu só não coloquei ainda porque meu consumo é baixo, se eu tivesse família grande já compensaria investir nisso. E os custos estão barateando. Energia eólica já é mais barata que de usinas termoelétricas.

          • Nicolas_RS

            Pq isso é um mito, países com a Franca, Australia estão abandonando aos poucos as energias eólicas, a energia solar é outra que é mata milhões de pássaros e morcegos por ano.
            Se eu colocasse energia solar na minha casa, demoraria mais de 7 anos para ter retorno, isso que ficaria dias sem energia, pois tem que ficar 30 dias com o sol a toda por 4h!

            • FrankTesl

              estude microgeração distribuída sincronizada com a rede – grid tie

        • Luciano RC

          Cara em que sentido? Trabalho com isso e hoje ela se paga e é viável. Me prove onde ela é cara?

          • Nicolas_RS

            Com 25 mil dólares se compra um Cruze Completo ou um Camaro/Mustang de entrada nos EUA.
            O carro elétrico mais barato nos EUA é o Bolt, um Hatch Compacto que custava 30 mil dólares com isenção fiscal de 7.500 dólares…

            • Luciano RC

              Mas o que isso tem a ver com o custo para gerar energia?

        • Unknown

          Pouca ação? Só analisar a rápida difusão de veículos elétricos que sua teoria é refutada rapidamente!

          • Nicolas_RS

            Primeiro carro elétrico foi construído em 1825… Deu até sono aqui.

            • Unknown

              Deu sono? Você não leu a matéria acima? A Tesla vendeu mais na Europa, do que as marcas tradicionais neste segmento.

              • Nicolas_RS

                Vamos ver se vai continuar assim…até pq a Tesla tinha fila de espera e estava atrasando pedidos, sabe, tipo o KWID que ficou entre os mais vendidos e depois sumiu dos 10 mais vendidos?

                • Unknown

                  Mesmo assim, fica claro o interesse do consumidor pelos veículos elétricos. Aliás, aqui mesmo neste site, muitos já expressaram a sua vontade de ter um elétrico, só não o fizeram pois no Brasil ainda é inviável. E tenha certeza que isto só vai se ampliar nos próximos anos…

                  • Nicolas_RS

                    Nos EUA também é inviável…

    • th!nk.t4nk

      Mauro, dá uma lida sobre a geraçao de energia descentralizada na Europa. É um processo que vem ocorrendo há bons anos e que tende a dominar o mercado. Outras regioes e países tendem a seguir o mesmo modelo.

    • Luciano RC

      Por isso toda a matriz energética precisa se preparar para elevar o consumo. Energia Fotovoltaica e Eólica para suprir essa necessidade. Cada imóvel precisa gerar sua própria energia para alimentar o sistema.

    • Unknown

      E por acaso energia elétrica só é gerada através da queima de carvão?

  • Erivelton Freitas

    Tesla está e sempre estará fora do meu alcance, mas é uma marca por quem sinto uma certa simpatia. Acho que é a única dentre as americanas que está surpreendendo, já que a Ford só vive a reclamar da vida e das dificuldades em outros mercados e a GM parece meio mórbida. De qualquer forma, torço pelo Model S, afinal, embora ele pareça simplista demais para um carro que obrigatoriamente deveria ser exuberante, ele não deixa de passar esse aspecto luxuoso e de desejo, que qualquer carro premium deve obrigatoriamente ter. Espero que a demais americanas, porque eu realmente não me importo com as alemãs, comecem a correr atrás do prejuízo, porque se não, vai ficar difícil!

    • New World

      Os Teslas têm seus luxos são o siléncio e energia mais barata que gasolina ou diesel kkkk Eu se tiver condiçao vou comprar um Model 3 , adorei o carro e suas qualidades

  • Maycon Farias

    Parabéns e sucesso a Tesla. Quem faz primeiro tem resultado primeiro.

  • Alexandre Monteiro

    Aos poucos, americanos e agora europeus (para o desespero de alguns aqui), estão abrindo os olhos que carro alemão é mais status do que qualidade.

    • Saulo Gomes
      • Nicolas_RS

        Essa matéria é uma vergonha, BBC é do mesmo nível da CNN! A Alemanha era anos luz a frente dos aliados na WW2!

        • Mr Tony

          Pra mim só perderam a guerra pois o Hitler inventou de atacar a Russia, aí virou praticamente o mundo contra ele, senão… Em matéria de foguetes eram no mínimo uns 20 anos a frente do resto do mundo.

          • Nicolas_RS

            A guerra com a URRS era inevitável, era como “irmãos”, Hitler queria exterminar o comunismo soviético, infelizmente Hitler escolher mal as cartas para se aproximar da URSS para atacar, quando invadiu a Polônia a WW2 foi declara.
            O pior é que se a Franca e a Inglaterra não tivesse declarado guerra hoje provavelmente não teríamos essa onde esquerdista, já que a Alemanha Socialista era nacional, já a URSS pregava o comunismo internacional.

            • Saulo Gomes

              O inteligentes alemães foram invadir a Rússia de bermuda, camiseta regata e sandália havaiana em pleno inverno. Gênios kkkkkkk

              • Nicolas_RS

                Você estudou bastante a WW2 pelo jeito, SQN.

                • Saulo Gomes

                  Bem mais do que você. Era uma pais sem muitos recursos, chamado Alemanha, que resolve invadir seus vizinhos, conseguiu ocupar a poderosa polônia e os fabulosos franceses, mas quando os cachorros grandes entraram, Inglaterra, URSS e EUA, ai os pobres alemães apanharam mais que cachorro sem dono. Coitados, não tinham a capacidade de produção do EUA, nem a determinação dos Russos. Mas tinham uns uniformes muito legais, da Hugo Boss, usavam gás da Bayer nas câmeras da Siemens. Tinham tanques com motores Mercedes. Aviões com motores BMW e por ai vai. Nem vou entrar na parte dos crimes, que esta parte acho que todos conhecem.

                  • Antonio

                    O Exército Vermelho acabou a guerra com cerca de 11,5 milhões de soldados além de centenas de milhares de tanques, canhões e aviões.
                    Se não tivesse o Dia D, teriam alcançado a costa do Atlântico em Portugal
                    Eles simplesmente esmagaram a Alemanha, bem como o Japão,

                    • Bigode

                      O mesmo Exército Vermelho que precisou de bilhões de dólares em recursos americanos, nem caminhão tinham! Até Stalingrado, já tinham expulsado os nazis do norte da África e estavam brigando com os japoneses no fronte do Pacífico.

                    • Antonio

                      Vc anda lendo muito Reader’s Digest e vendo muito Discovery.
                      Alguns bilhões de dólares não seriam suficientes para armar 11,5 milhões de soldados até os dentes.
                      Foi, sem dúvida, a maior força militar até hoje vista na face da terra.
                      Nenhum exército até hoje se aproximou disso.

                    • Nicolas_RS

                      Armados até os dentes? Na batalha de Stalingrado não era raro ver soldados sem armas ou com armas, mas sem munição.

                    • Bigode

                      Até Stalingrado estavam tomando um pau dos alemães, enquanto os ingleses e os americanos estavam caçando nazis no norte da África e sul da Itália.

                    • Nicolas_RS

                      KKKKKKKKKK se não tivesse acontecido o Dia-D, Hitler focaria na URSS, e era o que queria, Alemanha tinha conquistado a metade da URSS, foi gracas ao frio que a maquina Nazista parou! Caso contrario teria conquistado Moscou e Stalingrado.

                  • Nicolas_RS

                    Deve ser por isso que a Alemanha conquistou a Franca em menos de 1 mes? E quem declarou a guerra foi a Franca e Inglaterra! URSS levaram um pau, foi o país que mais perdeu militares e civis! Se não fosse o inverno, a URSS teria perdido, mesmo com 10 vezes mais armamentos. As táticas dos alemães são usadas até hoje, conceitos de aviões, foguetes, blindados são usados até hoje por exemplos do mundo todo, o A-10 foi inspirado no Stuka, o B-2 é uma copia do Ho-229, fuzis como o Stg 44 que inspirou a Ak-47, Óculos de visão noturna, mascaras de gas, capacetes melhores.

                    A Inglaterra teve que dar TODA a tecnologia deles para os EUA, para os EUA entrar na guerra!

                    E você esta falando do Holoconto? Ahm…

                    • Saulo Gomes

                      França e 8osta é a mesma coisa, perderam todas as guerras que participaram. O inverno é realmente uma coisa muito difícil de se prever. Stuka durou 2 anos de guerra, depois nem voavam mais nele pq era muito inferior aos aliados. B2 inspirado no Ho-229 você forçou bem, realmente a parte aerodinâmica alemã era boa, mas os motores e principalmente a parte produtiva eram uma erda. Holocausto tem várias visões, tem a humanitária, tb tem a puramente material, onde os alemães matam boa parte dos cientistas, além é claro de mão de obra qualificada, só pq era judeus, mais uma coisa de gênio.

                    • th!nk.t4nk

                      Saulo, essa 8osta chamada “França” tem melhor qualidade de vida que os EUA (ganhando em praticamente todos os indicadores sociais e de segurança, mesmo com a crise dos refugiados heim), e o Brasil então deixam no chinelo. Têm algumas das indústrias mais avançadas do planeta e excelente nível de educação. É um país a ser invejado, mas talvez por isso mesmo tantos chamem de “8osta”. Idem para Alemanha, Noruega e outros países que os brasileiros adoram descer a lenha aqui nos comentários. Haja ódio. Mas beleza, vamos citar os erros que os caras cometeram na guerra 80 anos atrás, já que é preciso arranjar um argumento qualquer pra conseguir diminuir um país desses :)

                    • Saulo Gomes

                      Sim, tem bons indicadores, a base de propinas nas exportações, venda de produtos com qualidade duvidosa, protecionismo e por ai vai. E de toda forma, se formos analisar seus indicadores econômicos, eles não estão tão bons assim, séria candidata a virar uma Argentina nas próximas décadas. Alemanha está bem melhor que a frança, mas ai tb tem uma boa dose de protecionismo nos resultados, Europa no geral, só sobrevive pq coloca barreiras a importação, não conseguem competir em pé de igualdade com os asiáticos e americano.

                    • Unknown

                      Não importa como o fazem, mas que os europeus tem a melhor qualidade de vida do planeta, somados aos países da américa do norte e Austrália, isto é inegável!

                    • Unknown

                      Não é querer diminuir, óbvio que comparados ao Brasil, todos estão anos-luz à frente. O problema é querer exaltar o que os alemães tentaram fazer com o resto do “mundo” na segunda guerra… sobre nenhum aspecto é louvável!

                    • Nicolas_RS

                      O Stuka operou até o final de 1944, que foi substituído pelos Fw 190. Já viu o Ho-229 e B-2? É a mesma coisa que dizer que o Tu-4 não foi uma copia do B-29 ou que o F-15 não é uma copia do Mig-25.
                      Essa baboseira que Hitler era contra Judeus…. É patético, EUA e URSS mataram muito mais, EUA fizeram um genocídio contra os Índios, até 1969 tinha leis que separavam pretos de brancos, colocam o dedo no mundo todo, não ficam uma década sem invadir algum pais, e acho que a URSS não precisa de apresentação.

                    • Saulo Gomes

                      Entre o Ho-229 e B2 tem duas gerações de aeronaves, se falar que os primeiros jatos tiveram inspiração alemã, tudo bem, mas parou por ai. Não falaria que é baboseira se fosse a sua família a ser queimada.

                    • Nicolas_RS

                      Está falando dos bombardeios americanos? Como de Dresden? Ou das bombas de Napalm na guerra do Vietnam?

                    • Saulo Gomes

                      Não adianta você querer que não exista, holocausto é um fato, pode-se discutir de quem é a culpa, número de vitimas, etc. Mas aconteceu, dizer o contrário é o mesmo que ser terra planista.

                    • Nicolas_RS

                      Engraçado, pq quem nega é preso? Sabia que até a URSS acabar o número de mortos era de 4,5 milhões, e depois subiu para 6 milhões? Pq TODOS os que negam são presos? Mas que liberdade eim? Que democracia! Se existiu pq tem tanta foto falsa? É uma piada, você é gado, deve acreditar no aquecimento global, que canal é melhor coisa para carie, e que o comunismo morreu.

                    • Saulo Gomes

                      Está misturando coisas, é bem mais fácil acreditar no holocausto do que em uma conspiração do sionismo internacional para criar uma mentira. Inventar uma coisa desta teria um custo incomensurável, era mais fácil usar estes recursos para tornar Israel uma superpotência. è só questão de lógica.

                    • Nicolas_RS

                      Pq você procura se informar antes de dar algum palpite? Procura ai “Negros na SS”, “tropas multirraciais”, “Photos Fakes Holocaust”.

                    • Saulo Gomes

                      Conspiração tem custo, é só olhar qual seria o benefício disto, vai dizer que os Sionistas vão gastar trilhões de dólares subornando veículos de comunicação e pesquisadores só para zoar os alemães. Tenha dó, pense um pouco.

                    • Nicolas_RS

                      Tu é um gado… Tenho dó e pena de você.
                      Olhe esse video: 236 – O GRANDE SEGREDO dos seus Dentes: IMPORTANTE
                      Talvez tu acorde para a realidade…

                    • Saulo Gomes

                      Chegou na fada dos dentes, eu paro por aqui.

                    • Nicolas_RS

                      Gados…

                    • Unknown

                      Mas nunca foram arrogantes ao ponto de querer dominar o mundo todo! Neste ponto, os americanos são mais humildes e inteligentes do que os europeus, que sempre se consideraram superiores aos demais!

                    • Nicolas_RS

                      Quando que os Nazistas queriam dominar o mundo? O coisa patética de professor de quinta categoria. A Alemanha só entrou na Africa pq a Italia invadiu e estava levando uma surra, invadiu a Franca e atacou a Inglaterra pq declararam Guerra contra a Alemanha, pq será que não invadiram a Suíça? Ahm já sei, pq era bem preparada? Ou pq ela ficou neutra? O mesmo falaram da Franca, a Inglaterra ficou de joelhos, teve que pedir ajuda para os EUA, nem os EUA acreditam que a Inglaterra aguentariam!

                      Lista de países que os EUA invadiram.

                      1846 – 1848 – MÉXICO – Por causa da anexação, pelos EUA, da República do Texas
                      1890 – ARGENTINA – Tropas americanas desembarcam em Buenos Aires para
                      defender interesses econômicos americanos.
                      1891 – CHILE – Fuzileiros Navais esmagam forças rebeldes
                      nacionalistas.

                      1891 – HAITI – Tropas americanas debelam a revolta de operários
                      negros na ilha de Navassa, reclamada pelos EUA.

                      1893 – HAWAI – Marinha enviada para suprimir o reinado independente anexar o Hawaí aos EUA.
                      1894 – NICARÁGUA – Tropas ocupam Bluefields, cidade do mar do Caribe, durante um mês.
                      1894 – 1895 – CHINA – Marinha, Exército e Fuzileiros desembarcam no país durante a guerra sino-japonesa.
                      1894 – 1896 – CORÉIA – Tropas permanecem em Seul durante a guerra.
                      1895 – PANAMÁ – Tropas desembarcam no porto de Corinto, província Colombiana.
                      1898 – 1900 – CHINA – Tropas dos Estados Unidos ocupam a China durante a Rebelião Boxer.
                      1898 – 1910 – FILIPINAS – As Filipinas lutam pela independência do país, dominado pelos EUA (Massacres realizados por tropas americanas em Balangica, Samar, Filipinas – 27/09/1901 e Bud Bagsak, Sulu, Filipinas
                      11/15/1913) – 600.000 filipinos mortos.
                      1898 – 1902 – CUBA – Tropas sitiaram Cuba durante a guerra hispano-americana.
                      1898 – Presente – PORTO RICO – Tropas sitiaram Porto Rico na guerra hispano-americana, hoje ‘Estado Livre Associado’ dos Estados Unidos.
                      1898 – ILHA DE GUAM – Marinha americana desembarca na ilha e a mantêm como base naval até hoje.
                      1898 – ESPANHA – Guerra Hispano-Americana – Desencadeada pela misteriosa explosão do encouraçado Maine, em 15 de fevereiro, na Baía de Havana. Esta guerra marca o surgimento dos EUA como potência capitalista e militar mundial.
                      1898 – NICARÁGUA – Fuzileiros Navais invadem o porto de San Juan del Sur.
                      1899 – ILHA DE SAMOA – Tropas desembarcam e invadem a Ilha em conseqüência de conflito pela sucessão do trono de Samoa.
                      1899 – NICARÁGUA – Tropas desembarcam no porto de Bluefields e invadem a Nicarágua (2ª vez).
                      1901 – 1914 – PANAMÁ – Marinha apóia a revolução quando o Panamá reclamou independência da Colômbia; tropas americanas ocupam o canal em 1901, quando teve início sua construção.
                      1903 – HONDURAS – Fuzileiros Navais americanos desembarcam em Honduras e intervêm na revolução do povo hondurenho.
                      1903 – 1904 – REPÚBLICA DOMINICANA – Tropas norte americanas atacaram e invadiram o território dominicano para proteger interesses do capital americano durante a revolução.
                      1904 – 1905 – CORÉIA – Fuzileiros Navais dos Estados Unidos desembarcaram no território coreano durante a guerra russo-japonesa.
                      1906 – 1909 – CUBA -Tropas dos Estados Unidos invadem Cuba e lutam contra o povo cubano durante período de eleições.
                      1907 – NICARÁGUA – Tropas americanas invadem e impõem a criação de um protetorado, sobre o território livre da Nicarágua.
                      1907 – HONDURAS – Fuzileiros Navais americanos desembarcam e ocupam Honduras durante a guerra de Honduras com a Nicarágua.
                      1908 – PANAMÁ – Fuzileiros Navais dos Estados Unidos invadem o Panamá durante período de eleições.
                      1910 – NICARÁGUA – Fuzileiros navais norte americanos desembarcam e invadem pela 3ª vez Bluefields e Corinto, na Nicarágua.
                      1911 – HONDURAS – Tropas americanas enviadas para proteger interesses americanos durante a guerra civil, invadem Honduras.
                      1911 – 1941 – CHINA – Forças do exército e marinha dos Estados Unidos invadem mais uma vez a China durante período de lutas internas repetidas.
                      1912 – CUBA – Tropas americanas invadem Cuba com a desculpa de proteger interesses americanos em Havana.
                      1912 – PANAMÁ – Fuzileiros navais americanos invadem novamente o Panamá e ocupam o país durante eleições presidenciais.
                      1912 – HONDURAS – Tropas norte americanas mais uma vez invadem Honduras para proteger interesses do capital americano.
                      1912 – 1933 – NICARÁGUA – Tropas dos Estados Unidos com a desculpa de combaterem guerrilheiros invadem e ocupam o país durante 20 anos.
                      1913 – MÉXICO – Fuzileiros da Marinha americana invadem o México com a desculpa de evacuar cidadãos americanos durante a revolução.
                      1913 – MÉXICO – Durante a Revolução mexicana, os Estados Unidos bloqueiam as fronteiras mexicanas em apoio aos revolucionários.
                      1914 – 1918 – PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL – Os EUA entram no conflito em 6 de abril de 1917 declarando guerra à Alemanha. As perdas americanas chegaram a 114 mil homens.
                      1914 – REPÚBLICA DOMINICANA – Fuzileiros navais da Marinha dos Estados invadem o solo dominicano e interferem na revolução do povo dominicano em Santo Domingo.
                      1914 – 1918 – MÉXICO – Marinha e exército dos Estados Unidos invadem o território mexicano e interferem na luta contra nacionalistas.
                      1915 – 1934 – HAITI- Tropas americanas desembarcam no Haiti, em 28 de julho, e transformam o país numa colônia americana, permanecendo lá durante 19 anos.
                      1916 – 1924 – REPÚBLICA DOMINICANA – Os EUA invadem e estabelecem um governo militar na República Dominicana, em 29 de novembro, ocupando o país durante oito anos.
                      1917 – 1933 – CUBA – Tropas americanas desembarcam em Cuba, e transformam o país num protetorado econômico americano, permanecendo essa ocupação por 16 anos.
                      1918 – 1922 – RÚSSIA – Marinha e tropas americanas enviadas para combater a revolução Bolchevista. O Exército realizou cinco desembarques, sendo derrotado pelos russos em todos eles.
                      1919 – HONDURAS – Fuzileiros norte americanos desembarcam e invadem mais uma vez o país durante eleições, colocando no poder um governo a seu serviço.
                      1918 – IUGOSLÁVIA – Tropas dos Estados Unidos invadem a Iugoslávia e intervêm ao lado da Itália contra os sérvios na Dalmácia.
                      1920 – GUATEMALA – Tropas americanas invadem e ocupam o país durante greve operária do povo da Guatemala.
                      1922 – TURQUIA – Tropas norte americanas invadem e combatem nacionalistas turcos em Smirna.
                      1922 – 1927 – CHINA – Marinha e Exército americano mais uma vez invadem a China durante revolta nacionalista.
                      1924 – 1925 – HONDURAS – Tropas dos Estados Unidos desembarcam e invadem Honduras duas vezes durante eleição nacional.
                      1925 – PANAMÁ – Tropas americanas invadem o Panamá para debelar greve geral dos trabalhadores panamenhos.
                      1927 – 1934 – CHINA – Mil fuzileiros americanos desembarcam na China durante a guerra civil local e permanecem durante sete anos, ocupando o território chinês.
                      1932 – EL SALVADOR – Navios de Guerra dos Estados Unidos são deslocados durante a revolução das Forças do Movimento de Libertação Nacional – FMLN –
                      comandadas por Marti.
                      1939 – 1945 – SEGUNDA GUERRA MUNDIAL – Os EUA declaram guerra ao Japão em 8 de dezembro de 1941 e depois a Alemanha e Itália, invadindo o Norte da África, a Ásia e a Europa, culminando com o lançamento das bombas atômicas sobre as cidades desmilitarizadas de Iroshima e Nagasaki.
                      1946 – IRÃ – Marinha americana ameaça usar artefatos nucleares contra tropas soviéticas caso as mesmas não abandonem a fronteira norte do Irã.
                      1946 – IUGOSLÁVIA – Presença da marinha americana ameaçando invadir a zona costeira da Iugoslávia em resposta a um avião espião dos Estados Unidos abatido pelos soviéticos.
                      1947 – 1949 – GRÉCIA – Operação de invasão de Comandos dos EUA garantem vitória da extrema direita nas “eleições” do povo grego.
                      1947 – VENEZUELA – Em um acordo feito com militares locais, os EUA invadem e derrubam o presidente eleito Rómulo Gallegos, como castigo por ter aumentado o preço do petróleo exportado, colocando um ditador no poder.
                      1948 – 1949 – CHINA – Fuzileiros americanos invadem pela ultima vez o território chinês para evacuar cidadãos americanos antes da vitória comunista.
                      1950 – PORTO RICO – Comandos militares dos Estados Unidos ajudam a esmagar a revolução pela independência de Porto Rico, em Ponce.
                      1951 – 1953 – CORÉIA – Início do conflito entre a República Democrática da Coréia (Norte) e República da Coréia (Sul), na qual cerca de 3 milhões de pessoas morreram. Os Estados Unidos são um dos principais
                      protagonistas da invasão usando como pano de fundo a recém criada Nações Unidas, ao lado dos sul-coreanos. A guerra termina em julho de 1953 sem vencedores e com dois estados polarizados: comunistas ao norte e um governo pró-americano no sul. Os EUA perderam 33 mil homens e mantém até hoje base militar e aero-naval na Coréia do Sul.
                      1954 – GUATEMALA – Comandos americanos, sob controle da CIA, derrubam o presidente Arbenz, democraticamente eleito, e impõem uma ditadura militar no país. Jacobo Arbenz havia nacionalizado a empresa United Fruit e impulsionado a Reforma Agrária.
                      1956 – EGITO – O presidente Nasser nacionaliza o canal de Suez. Tropas americanas se envolvem durante os combates no Canal de Suez sustentados pela Sexta Frota dos EUA. As forças egípcias obrigam a coalizão franco-israelense-britânica, a retirar-se do canal.
                      1958 – LÍBANO – Forças da Marinha americana invadem apóiam o exército de ocupação do Líbano durante sua guerra civil.
                      1958 – PANAMÁ – Tropas dos Estados Unidos invadem e combatem manifestantes nacionalistas panamenhos.
                      1961 – 1975 – VIETNÃ. Aliados ao sul-vietnamitas, o governo americano invade o Vietnã e tenta impedir, sem sucesso, a formação de um estado comunista, unindo o sul e o norte do país. Inicialmente a participação americana se restringe a ajuda econômica e militar (conselheiros e material bélico). Em agosto de 1964, o congresso americano autoriza o presidente a lançar os EUA em guerra. Os Estados Unidos deixam de ser simples consultores do exército do Vietnã do Sul e entram num conflito traumático,
                      que afetaria toda a política militar dali para frente. A morte de quase 60 mil jovens americanos e a humilhação imposta pela derrota do Sul em 1975, dois anos depois da retirada dos Estados Unidos, moldou a estratégia futura de evitar guerras que impusessem um custo muito alto de vidas americanas e nas quais houvesse inimigos difíceis de derrotar de forma convencional, como os vietcongues e suas táticas de guerrilhas.
                      1962 – LAOS – Militares americanos invadem e ocupam o Laos durante guerra civil contra guerrilhas do Pathet Lao.
                      1964 – PANAMÁ – Militares americanos invadiram mais uma vez o Panamá e mataram 20 estudantes, ao reprimirem a manifestação em que os jovens queriam trocar, na zona do canal, a bandeira americana pela bandeira e seu país.
                      1965 – 1966 – REPÚBLICA DOMINICANA – Trinta mil fuzileiros e pára-quedistas norte americanos desembarcaram na capital do país São Domingo para impedir a nacionalistas panamenhos de chegarem ao poder. A CIA conduz Joaquín Balaguer à presidência, consumando um golpe de estado que depôs o presidente eleito Juan Bosch. O país já fora ocupado pelos americanos de 1916 a 1924.
                      1966 – 1967 – GUATEMALA – Boinas Verdes e marines americanos invadem o país para combater movimento revolucionário contrario aos interesses econômicos do capital americano.
                      1969 – 1975 – CAMBOJA – Militares americanos enviados depois que a Guerra do Vietnã invadem e ocupam o Camboja.
                      1971 – 1975 – LAOS – EUA dirigem a invasão sul-vietnamita bombardeando o território do vizinho Laos, justificando que o país apoiava o povo vietnamita em sua luta contra a invasão americana.
                      1975 – CAMBOJA – 28 marines americanos são mortos na tentativa de resgatar a tripulação do petroleiro estadunidense Mayaquez.
                      1980 – IRÃ – Na inauguração do estado islâmico formado pelo Aiatolá Khomeini, estudantes que haviam participado da Revolução Islâmica do Irã ocuparam a embaixada americana em Teerã e fizeram 60 reféns. O governo americano preparou uma operação militar surpresa para executar o resgate, frustrada por tempestades de areia e falhas em equipamentos. Em meio à frustrada operação, oito militares americanos morreram no choque entre um helicóptero e um avião. Os reféns só seriam libertados um ano depois do seqüestro, o que enfraqueceu o então presidente Jimmy Carter e elegeu Ronald Reagan, que conseguiu aprovar o maior orçamento militar em época de paz até então.*
                      1982 – 1984 – LÍBANO – Os Estados Unidos invadiram o Líbano e se envolveram nos conflitos do Líbano logo após a invasão do país por Israel – e acabaram envolvidos na guerra civil que dividiu o país. Em 1980, os americanos supervisionaram a retirada da Organização pela Libertação da Palestina de Beirute. Na segunda intervenção, 1.800 soldados integraram uma força conjunta de vários países, que deveriam restaurar a ordem após o massacre de refugiados palestinos por libaneses aliados a Israel. O custo para os americanos foi a morte 241 fuzileiros navais, quando os libaneses explodiram um carro bomba perto de um quartel das forças americanas.
                      1983 – 1984 – ILHA DE GRANADA – Após um bloqueio econômico de quatro anos a CIA coordena esforços que resultam no assassinato do 1º Ministro Maurice Bishop. Seguindo a política de intervenção externa de Ronald Reagan, os Estados Unidos invadiram a ilha caribenha de Granada alegando prestar proteção a 600 estudantes americanos que estavam no país, as tropas eliminaram a influência de Cuba e da União Soviética sobre a política da ilha.
                      1983 – 1989 – HONDURAS – Tropas americanas enviadas para construir bases em regiões próximas à fronteira, invadem o Honduras
                      1986 – BOLÍVIA – Exército americano invade o território boliviano na justificativa de auxiliar tropas bolivianas em incursões nas áreas de cocaína.
                      1989 – ILHAS VIRGENS – Tropas americanas desembarcam e invadem as ilhas durante revolta do povo do país contra o governo pró-americano.
                      1989 – PANAMÁ – Batizada de Operação Causa Justa, a intervenção americana no Panamá foi provavelmente a maior batida policial de todos os tempos: 27 mil soldados ocuparam a ilha para prender o presidente panamenho, Manuel Noriega, antigo ditador aliado do governo americano. Os Estados Unidos justificaram a operação como sendo fundamental para proteger o Canal do Panamá, defender 35 mil americanos que viviam no país, promover a democracia e interromper o tráfico de drogas, que teria em Noriega seu líder na América Central. O ex-presidente cumpre prisão perpétua nos Estados Unidos.
                      1990 – LIBÉRIA – Tropas americanas invadem a Libéria justificando a evacuação de estrangeiros durante guerra civil.
                      1990 – 1991 – IRAQUE – Após a invasão do Iraque ao Kuwait, em 2 de agosto de 1990, os Estados Unidos com o apoio de seus aliados da Otan, decidem impor um embargo econômico ao país, seguido de uma coalizão anti-Iraque (reunindo além dos países europeus membros da Otan, o Egito e outros países árabes) que ganhou o título de “Operação Tempestade no Deserto”. As hostilidades começaram em 16 de janeiro de 1991, um dia depois do fim do prazo dado ao Iraque para retirar tropas do Kuwait. Para expulsar as forças iraquianas do Kuwait, o então presidente George Bush destacou mais de 500 mil soldados americanos para a Guerra do Golfo.
                      1990 – 1991 – ARÁBIA** SAUDITA – Tropas americanas destacadas para ocupar a Arábia Saudita que era base militar na guerra contra Iraque.
                      1992 – 1994 – SOMÁLIA – Tropas americanas, num total de 25 mil soldados, invadem a Somália como parte de uma missão da ONU para distribuir mantimentos para a população esfomeada. Em dezembro, forças militares norte-americanas (comando Delta e Rangers) chegam a Somália para intervir numa guerra entre as facções do então presidente Ali Mahdi Muhammad e tropas do general rebelde Farah Aidib. Sofrem uma fragorosa derrota militar nas ruas da capital do país.
                      1993 – IRAQUE -No início do governo Clinton, é lançado um ataque contra instalações militares iraquianas, em retaliação a um suposto atentado, não concretizado, contra o ex-presidente Bush, em visita ao Kuwait.
                      1994 – 1999 – HAITI – Enviadas pelo presidente Bill Clinton, tropas americanas ocuparam o Haiti na justificativa de devolver o poder ao presidente eleito Jean-Betrand Aristide, derrubado por um golpe, mas o
                      que a operação visava era evitar que o conflito interno provocasse uma onda de refugiados haitianos nos Estados Unidos.
                      1996 – 1997 – ZAIRE (EX REPÚBLICA DO CONGO) – Fuzileiros Navais americanos são enviados para invadir a área dos campos de refugiados Hutus onde a revolução congolesa ?Marines evacuam civis? iniciou.
                      1997 – LIBÉRIA – Tropas dos Estados Unidos invadem a Libéria justificando a necessidade de evacuar estrangeiros durante guerra civil sob fogo dos rebeldes.
                      1997 – ALBÂNIA – Tropas americanas invadem a Albânia para evacuarem estrangeiros.
                      2000 – COLÔMBIA – Marines e “assessores especiais” dos EUA iniciam o Plano Colômbia, que inclui o bombardeamento da floresta com um fungo transgênico fusarium axyporum (o “gás verde”).
                      2001 – AFEGANISTÃO – Os EUA bombardeiam várias cidades afegãs, em resposta ao ataque terrorista ao World Trade Center em 11 de setembro de 2001. Invadem depois o Afeganistão onde estão até hoje.
                      2003 – IRAQUE – Sob a alegação de Saddam Hussein esconder armas de destruição e financiar terroristas, os EUA iniciam intensos ataques ao Iraque. É batizada pelos EUA de “Operação Liberdade do Iraque” e por Saddam de “A Última Batalha”, a guerra começa com o apoio apenas da Grã-Bretanha, sem o endosso da ONU e sob protestos de manifestantes e de governos no mundo inteiro. As forças invasoras americanas até hoje estão no território iraquiano, onde a violência aumentou mais do que nunca.

                    • Unknown

                      A Alemanha foi derrotada e ponto final! Enaltecer o que a Alemanha nazista tentou fazer com o resto da Europa é, no mínimo, abominável! Ainda bem que a maior nação do planeta, que serve ao verdadeiro Senhor, estava lá para mostrar quem merecia ser vencedor!

                    • Nicolas_RS

                      Você é aqueles cara da direita que acreditam Israel é a terra do Senhor… Me diz qual povo que traiu Jesus? Que preferiu um Ladrão? O que o Nazismo fez com a Europa? Nada que o aliadas fizeram 10 vezes pior.

                      Quando Deus fala que Judeus é o povo de Deus, é uma forca de expressão… Vai aprender a interpretar a Bíblia!

                    • Saulo Gomes

                      Esta é fácil, os Judeus, mas você só esquece que JC era Judeu tb.

                    • Nicolas_RS

                      Nossa essa eu não sabia, agora estou me sentido burro.

                    • Saulo Gomes

                      Estamos progredindo, já achou seu lugar no mundo.

                    • Nicolas_RS

                      Tu tem que ganhar um premio, não sabe nem o que é sacarmo.

                    • Saulo Gomes

                      Sacarmo desconheço, é palavra nova?

                    • Nicolas_RS

                      Não tem inteligencia nem para discernir um erro…

                    • Saulo Gomes

                      E você nem para perceber o sarcasmo na resposta.

                    • Unknown

                      Você que tem que aprender a interpretar, pois ainda acha que existe esta história de “povo escolhido”! Os aliados fizeram tanto mal à Europa, que atualmente é um continente péssimo e com as piores condições de vida do planeta, né?

                    • Nicolas_RS

                      Não chega nem perto das condições da Alemanha Nazista! Procura ai o que a Franca fazia depois de 1918 com o carvão da Alemanha.
                      Com as custas de povos Africanos, Indianos e Americanos é fácil. Procura ai a guerra do Opio…Da exploração de escravos.

                    • Saulo Gomes

                      Cuidado que Alemanha tb teve colônias na áfrica.

                    • Unknown

                      Ele acha que os alemães são os únicos certinhos da história!

                    • Nicolas_RS

                      Estamos falando da Alemanha de 1933 a 1945.

                    • Unknown

                      Então a sua rixa é diretamente com os franceses… eles também conheceram o gosto da derrota, sob o julgo de Napoleão. A verdade é que nenhuma nação do mundo tem o direito de querer impor seus ideais às outras, à força! Todas que tentaram fazer isto, ao longo da história, conheceram a derrota!

                    • Nicolas_RS

                      O meu lado é a verdade, a diferença entre os EUA e URSS é minima, um tem “liberdade” e prospera, mas faz mal ao munto todo, o outro é mal para o mundo e para sí mesmo. Nenhum país é santo! Todos cometeram crueldade, mas colocar o Nazismo como o ápice da crueldade humana é de uma tolice tremenda.

                    • Unknown

                      Ah não, talvez tenha sido menos pior do que o Império Romano e outras civilizações colonizadoras antigas! Kkkkkk

                    • Nicolas_RS

                      Tu tem que ser muito idiota para dizer tal coisa, procura ai o que os Americanos fizeram com os Índios, a guerra do Opio.
                      Procura ai quantos países os EUA invadiram.
                      A piada aqui é você!

                    • Unknown

                      O que fizeram com os índios foram os colonizadores dos EUA… ao menos não perderam nenhuma guerra que tivesse prejuízo territorial ou grande perda econômica ou de vidas, pois nunca se meteram a besta de se acharem superiores aos outros a ponto de serem arrogantes.

                    • Nicolas_RS

                      Deve ser mesmo, kkkkk

                    • Saulo Gomes

                      Ok, só lembrando que a Igreja apoiou Hitler.

                    • Unknown

                      Qual igreja? A católica? Kkkk

                    • Saulo Gomes

                      Sim, pelo que se tem de informações papa e cúpula da Igreja, desconheço que outras tenham apoiado.

                    • Fabio

                      O Holocausto não aconteceu? Ja’ tinha visto quase tudo em comentários de sites sobre carros, mas gente defendendo abertamente o nazismo e’ a primeira vez. Cuidado, esse tipo de coisa e’ crimes em muitos lugares. Começando pela Alemanha…

                    • Nicolas_RS

                      Sim, isso só mostra que vivem em uma suposta democracia e liberdade, quem não deve, não teme!

                  • ObservadorCWB

                    Um país do tamanho de Santa Catarina expandir seu território a níveis “quase” do império romano….e eram “burros e sem determinação” ?? Esse conhece…… a migração de documentos para extinta URSS e de cérebros para os Estados Unidos você conhece ??…imagino eu…..

                    • Saulo Gomes

                      Fato, perderam a guerra, ponto.

                    • Unknown

                      Exato! Esta petulância que fez com que eles perdessem a guerra!

    • Bigode

      A Tesla está sem concorrente, ainda. Quem analisou o Model 3 a sério já disse que o carro tem a mesma qualidade de construção de um Kia dos anos 90. A partir do momento em que os alemães atacarem com gosto, a Tesla vai perder em seu próprio jogo. No máximo os americanos só tem mais três anos de paz.

  • Mr Tony

    Então esse papo de “so queremos SUV” é balela? Basta ter um Sedã dukct que o jogo vira?

    • Vitor C

      Você leu o texto ? Eles falam que essas mesmas empresas vão investir muito mais em varios tipos de SUVs elétricos.

      • Mr Tony

        Sim, meu querido, principalmente essa parte. “Com 12 mil vendidos, o Tesla Model X também está pressionando o mercado de SUV de luxo”.

  • Wolfpack

    Para Europeu ecobobo, deslumbrado e um estado que subsidia esta aventura de uma empresa americana, faz sentido. Quando se igualam as armas queremos ver a real competitivodade da Tesla. Por sinal, uma guerra comercial se avizinha e Trump ameaça a importação de automóveis europeus, logo a reação será??? A Noruega por exemplo é o retrato de um país nórdico, desenvolvido, e hipócrita. Dona da Shell, Statoil e das reservas de óleo do mar do norte. Esta mesma Noruega fez sua riqueza através do óleo e dá os maiores subsidios a Tesla e seus elétricos a tal ponto de Suécos irem a Noruega para comprar seus elétricos. Esta mesma Noruega cortou doações ao Brasil pela queda na redução do desmatamento na Amazônia. Esta mesma Noruega é sócia da Hydro que poluiu os rios do Pará com chumbo, alumina e uma série de metais pesados. Protegem a Amazônia, mas matam os brasileiros. Uma vergonha hipócrita de um povo que vive no meio dos gnomos, de uma fantasia financiada pelo estado.

    • Saulo Gomes

      Europeu é tudo tranqueira, se acham os certinhos, mas adoram uma maracutaia.

      • th!nk.t4nk

        E apesar disso continua sendo o continente maior nível de honestidade, na média. O presidente da Samsung (Coreia do Sul) está preso por corrupção, e no Japão a máfia está fortemente envolvida com o governo desde sempre. A humanidade é assim, por toda parte há corrupção. A diferença é a escala. Na América Latina e continente africano ela é altíssima. Depois vem Rússia, Índia, China e sudeste asiático. Beeem mais pra trás vem EUA, depois o resto (Canadá, Europa).

        • Saulo Gomes

          È não, tudo pose, trabalhar com empresa europeia é um inferno, sempre tem letra miúda nos contratos. Os melhores, em honestidade, são os americanos, mas os asiáticos tb são bons de negócio. Já trabalhei com importação e sei bem como são.

  • Luis Burro

    Não sei não,não me parece uma tendência,mas efeito novidade.Melhor esperar os próximos meses e anos e ver se vai manter.

  • Paulino Lino

    Ainda vai todo mundo comer nas mãos da Tesla!

    • Louis

      Não acredito nisso, há espaço para todas, desde que invistam claro.

      • Luciano RC

        Na vdd, ela pode até ser prejudicada. Como foi a primeira, pode perder em desenvolvimento e tecnologia para outras marcas. Tudo vai depender de como vai ser seu plano de crescimento e expansão. Hoje, ela enfrenta problema com alguns modelos.

        • Saulo Gomes

          Acho que não, Tesla está virando uma Grife, objeto de desejo.

          • Luciano RC

            Muitas já foram e já fecharam ou foram vendidas.

            • Saulo Gomes

              Pode acontecer realmente, mas acho que ela está mais para ser a nova Apple, mais uns 2 ou 3 anos, tiramos a prova.

              • Luciano RC

                Sim… vamos tirar. Quem sabe ela até se associe a Apple, buscando novas tecnologias e melhorar seus modelos.

            • Unknown

              Nenhuma chegou nem perto do nível da Tesla!

              • Luciano RC

                Assim espero.

  • ObservadorCWB

    Depois dos vídeos onde um Tesla “espanca” a maioria dos Superesportivos mundiais…a uma fração do preço… adicionado as questões ambientais…….e a aceitação europeia….só resta concluir: Há futuro promissor para os elétricos.

  • Samluzbh

    Não foi mencionado na reportagem, mas se não me engano na Europa tem uma questão de imposto mais caro de acordo com o motor, tipo determinado carro V8 paga mais imposto que um V6, os elétricos gozam de benefícios diversos como imposto mais barato, subsídios para compra, liberdade de circulação onde outros são barrados, ou seja os Europeus (povo) estão mais uma vez sendo Europeus.

  • Luciano RC

    Tem um desse rodando em SP… vermelho igual. Da pra encontrar sempre ali na Faria Lima, shopping Vila Lobos e região de Pinheiros.

  • FocusMan

    Ah essas consultorias…

    O Model S compete com modelos como Classe E e Série 5.

    Quem conhece um Model S sabe como ele é um lixo descartável que não se compara a nenhum desses carros alemães.

    A maioria dos consumidores não irá comprar o segundo modelo na Europa, pois eles dão muito defeitos.

    • Bigode

      Basta ver uma avaliação recente que foi feita no Model 3: falhas de projeto, problemas de montagem… qualidade de um Kia dos anos 90!
      https://www.youtube.com/watch?v=QCIo8e12sBM

    • Unknown

      Se fossem tão ruins assim não venderiam tanto. Ou será que todos os compradores de Tesla são burros?

      • FocusMan

        Compram por modismo. O carro é muito ruim.

        Não acredita em mim? Google it! Veja que a Tesla lidera o ranking das piores marcas nos EUA.

        • Unknown

          É claro que uma montadora sem grande histórico não iria adquirir o know how da noite para o dia, mas ainda assim acredito que seja vantajoso ter um carro elétrico, mesmo que inferior aos premiuns de marcas tradicionais…

          • FocusMan

            N compraria algo sem qualidade. A Industria automotiva n tolera Early Adopters como a De tecnologia. Um carro parado na rua n é como um hardware travando ou sem conseguir conexão.

            • Unknown

              Mas daí a dizer que os Teslas são tão problemáticos assim aponto de ficarem quebrando “na rua” já acho um exagero. pode não ter qualidade e acabamento das marcas premiums, mas não são tão descartáveis assim…

              • FocusMan

                Eu usei uma metáfora

  • FrankTesl

    o topico é sobre as vendas da Tesla na Europa, mas como os haters luditas anti carro eletrico não tem mais o que falar além de chavões batidos e refutados faz tempo, mudam totalmente de assunto.

    sugiro aos moderadores que apaguem as mensagens alheias ao foco .

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email