China Elétricos Tesla

Tesla: nova bateria de 1,6 milhão de km promete baratear elétricos

Tesla: nova bateria de 1,6 milhão de km promete baratear elétricos

A bateria é o principal custo de um carro elétrico, devido ao elevado preço do pacote de células de energia. A vida útil não é tão longa no momento, a ponto de um automóvel eletrificado ser utilizável plenamente 10 ou 15 anos depois.


Contudo, o avanço no desenvolvimento de baterias para carros elétricos está indo muito rápido e a Tesla é uma das empresas que está focando muito na ampliação da vida útil desse componente.

Recentemente foi revelado que a Tesla trabalha com uma nova abordagem. Trata-se de uma bateria que teria vida útil de 1,6 milhão de km, que seria suficiente não só para atender um carro elétrico em sua vida útil.

O objetivo é utiliza-la posteriormente em centrais de armazenamento de energia em rede, que teriam suas operações por muito mais tempo e com células em plena capacidade.

VEJA TAMBÉM:

Contudo, o benefício imediato dessa nova bateria é o custo. Comenta-se que a Tesla introduzirá essa nova célula de energia em parceria com a chinesa CATL, a bordo de seus carros na China.

Trata-se de um desenvolvimento entre as duas empresas e uma universidade canadense, a Dalhousie. Ela não utiliza ou usa muito pouco de cobalto – que é o elemento mais caro de uma bateria – sendo ela de níquel-manganês-cobalto (NMC).

Tesla: nova bateria de 1,6 milhão de km promete baratear elétricos

Esta bateria NMC da CATL teria custo abaixo de US$ 100 kWh, porém, suas baterias de fosfato de ferro-lítio, chegam a US$ 80/kWh e um novo desenvolvimento pode leva-las a US$ 60/kWh. Fala-se ainda que a NMC pode chegar a US$ 80/kWh.

Como se sabe, US$ 100/kWh é o custo que as montadoras dizem de um carro elétrico se equiparar ao custo de um automóvel a combustão. Se cair abaixo disso, um Model 3 pode ser mais em conta que um equivalente a gasolina.

Elon Musk disse que a saída é ampliar a produção em níveis inimagináveis para reduzir os custos. Fontes falam em fábricas de baterias 30 vezes maiores que a atual Gigafactory 2 de Nevada.

E mais, o bilionário sul-africano teria dito que a automação da linha de produção reduzirá o custo com mão de orba e aumentará velocidade de montagem.

Nesse último, as células das novas baterias terão um esquema novo de montagem, mais rápido e gerando menor peso do pacote, o que tornará os carros mais eficientes em consumo de energia. Por ora, nenhuma das partes comenta sobre a “super bateria”, mas ela deve se tornar realidade em alguns meses.

[Fonte: Autoblog]

 

Avatar

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

          Quem somos

          O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

          Notícias por email