Tesla: pós-venda com funcionários não treinados

teslas model 3

Vender pela internet parece ótimo, ainda mais quando se elimina o revendedor com seus custos adicionais e descontos que os fabricantes odeiam, porém, como fica o pós-venda?


Na Tesla, o formato de serviços de pós-venda ocorre em centros técnicos do próprio fabricante, mas o ritmo de crescimento da marca americana é mais rápido que o da manutenção.

Recentemente, descobriu-se um enorme imbróglio envolvendo os serviços de manutenção da Tesla ao se descobrir a transferência de funcionários da fábrica para estes centros.

Remanejar pessoal, do ponto de vista logístico e econômico parece uma boa ideia, mas não é.

Musk estaria desviando a função de algumas pessoas na Tesla para consertar carros nos centros de serviços da marca e estes funcionários não possuem treinamento para isso.

tesla model y 2 3

Fontes internas revelaram que Elon Musk está insatisfeito com o serviço de pós-venda e quer torná-lo uma prioridade na empresa.

No começo de junho, o chefe da Tesla anunciou que a marca estaria dando mais ênfase à manutenção e inclusive com reparos realizados no mesmo dia da entrada do veículo.

A atenção de Musk para o pós-venda é tão grande que o bilionário cancelou as metas de produção e vendas para o terceiro trimestre e desvios funcionários de vendas, trabalhadores iniciantes e gerentes para a manutenção.

Segundo as fontes, esse pessoal está fazendo tarefas simples nos carros, pois, não possuem conhecimento técnico para realizar os reparos mais complexos.

Assim, eles estão literalmente trocando pneus, limpadores de para-brisa e tudo o que uma pessoa sem conhecimento algum em mecânica de veículos, pode fazer sem comprometer o serviço e a segurança.

fabrica tesla

Nesse caso, existe uma meta da Tesla em reduzir o tempo entre solicitação e execução do serviço, dado que em alguns lugares nos EUA, o tempo de espera chega a um mês, mas Musk quer uma semana.

Ele teria ordenado que dois terços dos serviços sejam realizados no mesmo dia. Para Musk, a maior preocupação é que os clientes estão insatisfeitos com o pós-venda e muitos querem sair da marca por isso.

Com um dos maiores índices de fidelidade, a Tesla agora vê que o único motivo para alguém deixar a marca é o pós-venda.

Além do mais, o tempo de espera é acessível aos clientes e naturalmente os fabricantes rivais possuem acesso por meio de carros adquiridos particularmente.

[Fonte: Electrek]

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.