Governamental/Legal

Teste do bafômetro – Como funciona o bafômetro?

Teste do bafômetro – Como funciona o bafômetro

Lei-Seca-Bafometro2 Teste do bafômetro - Como funciona o bafômetro?

Detalhes a respeito deste importante aparelho para detectar embriaguez



O que é um bafômetro?

O bafômetro nada mais é do que um aparelho que permite as autoridades policiais possam determinar a quantidade de bebida alcoólica ingerida por um motorista através do ar exalado dos pulmões. Ele também é conhecido como etilômetro. Os dois tipos de bafômetro se baseiam em reações químicas através de agentes químicos comuns, tais como o dicromato de potássio e a célula de combustível. Vamos ver agora como funciona o teste do bafômetro e também que tipo de aparelho os policiais brasileiros mais utilizam no dia a dia.

Teste do bafômetro – Como o aparelho funciona? Bafômetro

A diferença entre os tipos de bafômetro é que o a base de dicromato de potássio muda de cor na presença de álcool durante o teste. O de célula de combustível gera uma corrente elétrica que mostra também se o motorista ingeriu bebida alcoólica. No Brasil o mais comum no dia a dia é o a base de célula de combustível.

Vamos ver agora como é o funcionamento do bafômetro. Em primeiro lugar, um catalisador ajuda na reação da bebida alcoólica consumida aspirada com o oxigênio presente no bafômetro.

O que ocorre em seguida é a liberação dos elétrons e do ácido acético e também dos íons de hidrogênio. Estes elétrons circulam por um fio condutor o qual gera uma corrente elétrica. Há um chip dentro do aparelho que mostra a quantidade de álcool no sangue.

Outro detalhe importante de como funciona o bafômetro é que o canudo é descartável e possui uma válvula que evita que o ar volte para a sua boca, portanto, não é fácil enganar este aparelho!

Qualquer pessoa pode fazer o esforço de soprar o bafômetro, bastando para isso cinco segundos de teste. Estes segundos equivalem a um litro e meio de ar.

Como podemos ver o teste é muito simples e rápido.

Teste do bafômetro – os resultados

Vamos ver agora alguns dados importantes do teste

  • Até 0,5 g/L a pessoa está sóbria, ou seja, não representa risco e pode dirigir sem problemas (não pela lei, que proibe mesmo 0,1 g/L).
  • Entre 0,5 e 1,2 g/L pode-se dizer que o motorista está eufórico e sua atenção e controle estão reduzidos a ponto de representar riscos de acidentes.
  • De 1,2 a 2,5 g/L o motorista é classificado como descontrolado física e emocionalmente o que representa também sérios riscos no trânsito.
  • De 2,5 a 3,0 g/L o motorista fica confuso e apresenta tonteira e falas desconexas. É um estado de embriaguez mais sério.
  • De 3,0 4,0 g/ L pode-se dizer que o condutor está apático podendo até apresentar quadros de vômito.
  • De 4,0 a 5,0 g/L o condutor é denominado de coma por estar inconsciente e inativo. Realmente é um quadro muito mais grave.
  • De 5,0 ou mais g/L o condutor pode vir a falecer devido a parada respiratória causada pelo excesso de álcool no organismo.

Podemos ver que o bafômetro realmente é um aparelho extremamente seguro e não motivos para que o condutor se recuse a fazer o teste. Cabe a todos ter mais consciência sobre os riscos de beber e dirigir, e fazer as coisas dentro da lei.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend