Combustíveis Matérias NA

Tipos de gasolina

Tipos de gasolina

Ao chegar no posto são oferecidos três tipos de gasolina: comum, aditivada e premium. Além do preço que varia, você conhece as diferenças entre elas? É extremamente importante conhecer para saber qual é a ideal para o seu carro.


No manual do proprietário é possível encontrar o tipo de gasolina recomendada para o veículo. Ainda no manual é possível verificar o valor da octanagem, que é definida como a capacidade que o combustível possui de resistir à altas pressões e temperaturas sem detonar.

Este processo de detonação é causado por uma série de explosões na câmara de combustão do veículo gerando um ruído característico semelhante ao de batidas metálicas, por isso ouvimos falar de “batida de pino”. Por outro lado, essas explosões podem causar quebras de válvulas, pistões e, consequentemente, a perda do motor.

Então, quanto maior a octanagem, maior será a resistência à detonação do combustível. Dessa forma, podemos ter motores com taxas de compressão mais elevadas e ponto de ignição avançado, o que leva a maior potência, melhor desempenho e menor consumo de combustível.


Tipos de gasolina
Nos veículos importados, o valor de octanagem também é informado e deve ser abastecido com o tipo de gasolina cujo número é estabelecido pelo fabricante. Vale lembrar que, independente do produtor, a qualidade e desempenho dos combustíveis devem seguir as especificações da Agência Nacional do Petróleo, a ANP.

E qual a diferença da gasolina para avião? Posso utilizar no carro? Para aviação, existem dois tipos de combustível: querosene de aviação (JET A-1) e a gasolina de aviação (AVGAS). Uma para motores a jato e outra para motores à pistão. O uso de uma ou outra se dá pelo motor, no final desta matéria explicamos com mais detalhes sobre essa gasolina e se pode ou não usar em um veículo comum.

Uma pesquisa realizada pela Air-Inc, mostrou que a gasolina que é vendida no Brasil é a segunda mais cara do mundo, só fica atrás da Noruega. Somos um dos 15º maiores produtores de petróleo do mundo e o que faz o Brasil ter um dos combustíveis mais caro? A resposta é simples, a carga tributária é um dos principais motivos e também o monopólio da Petrobras.

Tipos de gasolina

Em uma outra matéria publicada aqui no Notícias Automotivas, explicamos as diferenças entre a gasolina comum e aditivada. Agora, com informações obtidas pela assessoria da Petrobras, ANP e a Lei de Acesso à Informação, iremos apresentar as características de outras gasolinas como: a Premium, Formulada e a de aviação.

Tipos de gasolina

Gasolina Comum

A gasolina comum é a mais “simples” e mais vendida no mercado. Ela possui uma octanagem IAD (Índice Antidetonante) mínima de 87. Diferente da aditivada, a comum não recebe nenhum tipo de aditivos de limpeza, apenas adição de etanol anidro, conforme exigido pela legislação vigente que atualmente é de 27%.

A gasolina comum acaba acumulando resíduos de combustão que são depositados sobre as válvulas de admissão do motor, isso significa que ao longo do tempo esse resíduo irá comprometer as misturas de ar e combustível, gerando danos ao veículo como o aumento de consumo, por exemplo.

Gasolina Aditivada

A gasolina aditivada possui a mesma octanagem da gasolina comum: índice antidetonante mínimo de 87. A principal diferença da aditivada para a comum está no seu trabalho no motor. Como o próprio nome indica, essa gasolina recebe um pacote de aditivos detergentes/dispersantes que mantêm limpo o sistema de alimentação de combustível do veículo como: velas, bicos injetores, válvulas de admissão e até a câmara de combustão. Os dispersantes remove as sujeiras, na prática, ela ajuda a desprender todo o resíduo acumulado.

Além do aditivo modificador de fricção (também conhecido como redutor de atrito) que cria uma camada nas paredes dos cilindros e nos anéis de segmento, reduzindo o atrito entre essas superfícies, auxiliando na redução de consumo de combustível e na melhoria do desempenho do motor.

Para diferenciar da comum, praticamente todas as gasolinas aditivadas do mercado recebem um corante que a deixa com a cor esverdeada. Ela pode abastecer qualquer veículo movido a gasolina, especialmente os equipados com injeção eletrônica.

Tipos de gasolina

Perguntas frequentes sobre a gasolina aditivada:

Um carro acostumado com gasolina comum pode experimentar a aditivada?
Sim, poderá abastecer sem problemas e será até benéfico pois com o uso de gasolina aditivada o combustível passa a limpar o motor.

Posso misturar gasolina comum a aditivada?
Também não há problemas, entretanto os benefícios obtidos com os aditivos não poderão ser observados na íntegra.

Gasolina Premium

Uma das principais diferenças da gasolina premium, está no valor da octanagem, que é superior à das gasolinas comum e aditivada: min. de 91 índice antidetonante, ou seja, é muito mais alto em relação às outras.

De um modo geral, ela tem coloração levemente amarelada e pode ser usada em qualquer veículo movido a gasolina. Praticamente todas as gasolinas Premium do mercado são aditivadas.

A Petrobras ainda trabalha com a Podium. A frente de produtos americanos e europeus, sua octanagem é a maior do mercado para uma gasolina comercial (IAD 97 típica/ 95 mín.). Esse tipo de combustível é recomendado para veículos de alta performance, equipados com sistemas de gerenciamento eletrônico e de injeção mais avançados ou com altas taxas de compressão de modo que se possa obter o máximo de rendimento desse combustível.

Gasolina Formulada

Ela surgiu em meados de 2011 – 2012, segundo a ANP, toda a gasolina produzida aqui no Brasil é formulada, inclusive em outros países. Geralmente, mais barata e é preparada com uma mistura de correntes de hidrocarbonetos. A gasolina formulada pode ser produzida por agentes econômicos (formuladores e centrais petroquímicas) que devem ser autorizados pela ANP ou refinarias.

Visualmente ainda não é possível saber se a gasolina é formulada ou não, no entanto, fique esperto, porque os postos são obrigados a informar na bomba para o consumidor. Segundo a ANP, desde que a gasolina atenda às especificações exigidas, a formulada não causará danos ao veículo. Mas é importante ficar de olho, ela pode causar problemas quando mal produzida pelos formuladores.

Gasolina de aviação

Tipos de gasolina

Na América Latina, o Brasil é o maior consumidor de combustíveis de aviação. Como explicamos no início desta matéria, a aviação utiliza dois tipos de combustíveis: querosene e gasolina.

A Jet-A1 ou QAV (querosene), é feita por processo de refino derivado de petróleo. Nela, contém cadeias de 11 a 12 carbonos, sendo utilizada principalmente em aviões com motores movidos a turbina. Há diversos tipos de querosene para avião, eles mudam de acordo com a região, ponto de congelamento e fulgor. Ela também pode mudar de acordo com questões de segurança e necessidades caracterizantes.

Já a o AVGAS (gasolina) também é derivado, obviamente, do petróleo e conta com uma cadeia de 5 a 8 carbonos. Esse tipo de combustível geralmente é utilizado para aviões de pequeno porte, que têm motores com ignição por centelha.

Ela é clara e totalmente isenta de água, mas, atenção: por conter chumbo tetraetila na sua composição, em hipótese alguma você poderá utilizar o combustível de aviação em um veículo automotivo.

Tipos de gasolina
Nota média 3 de 2 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email