Comprando e Vendendo Matérias NA Mercado

Top 10: Carros com maior desvalorização

 

Top 10: Carros com maior desvalorização


Atualmente um automóvel deixou de ser um bem de luxo como antigamente e passou a ser necessário em muitas famílias brasileiras. As montadoras estão sempre atualizando seus portfólios, oferecendo novos modelos com novos itens. Elas sabem fazer ótimas propagandas, mas você precisa analisar e pesquisar cada informação e oferta apresentada.

Você se preocupa em saber sobre a desvalorização de um carro? Quando pensa em adquirir um novo automóvel também leva em conta a depreciação? Saiba que isso é muito importante, assim você terá uma ideia se poderá ter prejuízos em uma revenda no futuro.

Top 10: Carros com maior desvalorização


Uma pesquisa realizada pela GfK, agência de pesquisa de mercado, mostrou que o consumidor brasileiro é o que mais valoriza as últimas tecnologias para os motoristas.

A pesquisa entrevistou 22 mil pessoas que responderam sobre a importância em ter acesso a streaming de áudio e vídeo e conectividade às redes sociais (isso incluindo também para os passageiros).

Top 10: Carros com maior desvalorização

Ainda nas informações da GfK, 36% dos brasileiros consideram importante essas novas tecnologias automotivas e a cada ano isso vem ganhando ainda mais importância para o consumidor.

Essa pesquisa reflete diretamente na desvalorização do carro. Um público exigente também quer um carro bem equipado e tudo isso deve ser levado em consideração.

Top 10: Carros com maior desvalorização

Ao sair da concessionária, um automóvel 0km já é afetado pela depreciação, recebendo um prejuízo que varia de 10 a 15% e nos usados pode chegar a 22%.

O Notícias Automotivas apurou para identificar os veículos 2018 – 2019 em todas as categorias com o maior índice de desvalorização após um ano de uso.

Alguns modelos entram novamente no top 10, mas em outras versões como no caso do Renault Master, Citroen C4 e Ford Ecosport, consideramos apenas uma versão de cada montadora.

Confira a lista completa abaixo:

1) Renault Master – 31,31%

Top 10: Carros com maior desvalorização
Atualmente o Renault Master é o veículo com a maior desvalorização após um ano. Uma curiosidade se dá ao fato de todas as versões estarem em primeiro lugar, são elas: Master Furgão Grand 2.3, Master Chassi Cabine 2.3, Master Minibus Executive 2.3, Master Furgão 2.3 e Master Furgão Extra 2.3.

Para ser ter uma ideia: em 2017 o preço de revenda era de R$ 128.800 e para 2018 esse número despencou para R$ 88.470, ou seja, um depreciação de 31,31% que de modo geral, em todos os segmentos, faz do Renault Master o campeão desta lista.

O Master é comercializado por R$ 129.600, conta com motor de 130 cv de potência, airbag duplo, freios ABS, 02 Tomadas 12V no painel, grade de proteção atrás do motorista, dentre outros itens.

2) Volkswagen CrossFox 1.6 16V – 16,48%

Top 10: Carros com maior desvalorização
Após a chegada do novo Polo, a Volkswagen resolveu em setembro de 2017 aposentar algumas versões do Fox e tirar de linha o CrossFox, oferecendo agora apenas as versões Connect e Xtreme.

O CrossFox 1.6 16V era vendido por R$ 71.290 e ainda assim ganhou o título de segundo carro no Brasil com maior desvalorização por ano. Em sites de vendas, é possível encontrar o modelo usado entre R$ 59.541 – R$ 60.950.

Com depreciação de 16,48%, hoje, seu preço de revenda sai em torno de R$ 59.541.

3) Ford Ecosport SE 1.5 AT – 15,42%

Top 10: Carros com maior desvalorização
O Honda HR-V já vem conquistando o seu reinado entre os SUVs compactos já faz um tempo. Quem vem caindo em vendas por conta disso é o Ford Ecosport. Com os dois liderando na categoria (SUV compacto), o HR-V é o 11º mais vendido no Brasil e o EcoSport fica em 26º lugar.

Até o ano passado, Ecosport SE 1.5 AT valia cerca de R$ 82.990, com uma depreciação acima de 15% seu valor de revenda passou para R$ 70.193. Esse modelo é comercializado com motor 1.5 de 137 cv de potência.

4) Hyundai Tucson New GLS 1.6 Turbo – 14,89%

Top 10: Carros com maior desvalorização
Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo em 2016, o novo Hyundai Tucson ou IX35 chegou renovado e com design agressivo. No Brasil, concorrente do Ford EcoSport, Jac J6 e Renault Duster. O Tucson New GLS conquista pelo espaço interno, a garantia de 5 anos e revisão com preço fixo.

A sua desvalorização chega a quase 15%, isso significa: enquanto ele valia cerca de R$ 147 mil em 2017, atualmente, em 2018, seu valor passou a ser de R$ 125 mil.

5) Kia Cerato 1.6 AT – 14,74%

Top 10: Carros com maior desvalorização
O Kia Cerato 0km é vendido por R$ 79.990, exceto para o Amazonas que, por questões tributárias, sai por R$ 81.935. Por outro lado, com desvalorização de 14,74%, seu valor de revenda está em torno de R$ 68 mil reais.

O Cerato vem equipado com motor 1.6L Flex, 16V, oferecendo: 128 cv (etanol) e 122 cv (gasolina), air bag frontal duplo, ar-condicionado automático digital Dual Zone, espelhos retrovisores externos com regulagem elétrica e muito mais.

Seus pontos negativos: revisões caras, a própria pós-venda e a quantidade da rede de concessionária que é pequena.

6) Fiat Toro Freedom 2.0 Turbo 4×4 – 14,40%

Top 10: Carros com maior desvalorização
Lançado em 2016, veio para brigar diretamente com Renault Oroch e Chevrolet S10, a Toro peca em relação ao consumo, desempenho e na pós-venda o que faz com que ela apareça nesta lista.

A versão Freedom 2.0 Turbo 4×4 é vendido por R$ 95.869, uma desvalorização de 14,40%.

7) Lifan X60 Talent 1.8 – 14,37%

Top 10: Carros com maior desvalorização
O chineses em modo geral sofrem com a desvalorização e pós-venda, com o Lifan X60 não é diferente. Ele oferece bons equipamentos, mas perde em não oferecer computador de bordo, a revisão não tem preço fixo e assim como na Kia, encontrar um concessionaria Lifan não é tão fácil.

O SUV acomoda até 5 passageiros, o porta-malas tem 425 litros, possui teto solar, câmera de ré, etc. Outros concorrentes do X60: Renault Duster, Hyundai Creta, JAC T5 e Jeep Renegade.

8) Toyota Etios Sedan XS 1.5 AT – 13,39%

Top 10: Carros com maior desvalorização
Engana-se quem pensou que o Toyota Etios estaria entre os primeiros, mesmo com um visual polêmico, ainda mais quando foi lançado, o Sedan oferece um bom espaço interno, ótimo consumo e desempenho, robustez e revisão a preço fixo.

Já os pontos negativos: cinto de segurança sem a regulagem de altura, acabamento e os vidros laterais traseiros não descem completamente.

Com os seus prós e contras, agradando e não agradando pelo design, o Etios Sedan sofre com uma desvalorização de 13,39% e com isso seu valor hoje sai por R$ 51 mil.

9) Kia Bongo K2500 2.5 Turbo – 12,57%

O Kia Bongo K2500 tem uma desvalorização anual de 12,57%, sendo a mais baixa dentro do top 10 em todas as categorias. Com a variação de preço anual, em 2018 seu valor de revenda chega a R$ 64.691.

De série, a Kia oferece air bag frontal duplo, cintos de segurança de 3 pontos para o motorista e passageiros, sistema de proteção contra descarga da bateria, luz interna com efeito fade-out, vidros com comando elétrico nas portas e muito mais.

10) JAC T40 1.5 – 11,70%

Top 10: Carros com maior desvalorização

Por último, para finalizar a lista top 10, está o JAC T40 com uma desvalorização anual de 11,70%. O SUV 0km é comercializado por R$ 59.990 e seu valor revenda está em torno de R$ 50.325 (2018).

Um de seus pontos positivos: equipamentos e revisão a preço fixo. Por outro lado, a pós-venda também não agrada muito o proprietário. O JAC T40 vem de série com kit multimídia, comandos no volante, JAC connect Front Camera e muito mais.

Top 10: Carros com maior desvalorização
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email