Matérias NA Montadoras/Fábricas

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

Queda de vendas, popularidade ou simplesmente por espaço para fabricação de outros automóveis, são diversos os motivos para uma montadora deixar de produzir um modelo.


Muitos deles deixaram de ser fabricados nos últimos meses, na lista: Chevrolet Classic, Renault Clio, Nissan Altima, BMW Z4, Fiat Siena EL, Fiat Punto T-Jet, Volkswagen Gol (que teve produção reduzida) e o Nissan Altima que não fez tanto sucesso por aqui.

Vale a pena comprar um carro que já saiu de linha?

Um automóvel que não é mais fabricado possui uma grande desvalorização, entretanto pode ser uma alternativa positiva quando falamos em economia. Você pode encontrar um carro mais barato e completo do que outros que ainda são produzidos. É claro que é necessário levar em conta também que depois ele vai desvalorizar mais como usado.


Com a crise, que estava mais forte até 2017, muita mudança ocorreu no setor automotivo. Foram reestruturações e modelos que saíram de linha. A Fiat foi radical em tirar de circulação diversos carros e começou a apresentar um novo portfólio ao mercado brasileiro.

A montadora italiana deixou de produzir seis modelos: Bravo, Punto, Idea, Linea, Freemont e o Palio Fire. Por outro lado, a JAC veio passando sufoco para se manter e começou a mudar seu planejamento.

A Renault pôs fim ao Clio e Fluence. A Chevrolet com o Captiva e a Volkswagen com o Fusca, dentre outros.

Dez modelos que saíram de linha nos últimos 12 meses no Brasil

1 – Fiat Palio

Top 10: Carros que saíram de linha este ano
Depois de 22 anos, o Fiat Palio é um dos modelos mais recentes que saiu de linha, sendo substituído pelo Mobi que passou a ser o veículo de entrada da marca. Ainda assim, a montadora italiana fez todo um processo para destacar os seus lançamentos. Inclusive, mostramos anteriormente aqui Notícias Automotivas que até mesmo o Fiat Uno perdeu versões para favorecer o Argo.

O Palio foi lançado em 1996 e nesses 22 anos conseguiu ter mais de 3 milhões de vendas. No início, em 96, a motorização era 1.5 8V e 1.6 16V e algum tempo após, a Fiat disponibilizou a opção 1.8 8V. Foram 5 “gerações” de 96 até 2012, a última que chegou no final de 2011 foi apresentada com um visual completamente diferente das anteriores e com opções de motores 1.0, 1.4 e 1.6.

Outros modelos que a Fiat aposentou nos últimos meses: Idea, Bravo, Linea, Doblò Cargo e Freemont.

2 – Chevrolet Captiva

Vendido em única versão, importado do México e lançado no Brasil em 2008 a Chevrolet decidiu parar com a produção do carro no ano passado, depois de muito tempo.

Com motor Ecotec de 184 cv de potência e 6700 rpm, o Captiva era bem equipado, de série: direção assistida, ar-condicionado automático, monitoramento de pressão dos pneus, teto solar elétrico, computador de bordo, GPS, acionamento remoto do motor e muito mais.

Sua saída foi para dar lugar ao novo SUV da GM, o Equinox, que veio para conquistar o seu destaque entre os concorrentes: Kia Sportage, Hyundai ix35, New Tucson, Honda CR-V e Toyota RAV4. Com um belo design, o Equinox conquista pela lista de equipamentos e interior atraente.

De série o Chevrolet oferece: alarme antifurto perimétrico, faróis de LED, assistente de estacionamento, cancelamento eletrônico de ruídos, carregador de celular sem fio, sistema start-stop, computador de bordo, etc.

Já o motor é turbo de 262 cv de potência com 37 kgfm de torque entregando uma ótima performance.

3 – Volkswagen Tiguan 2.0

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

O Volkswagen Tiguan 2.0 também deixou o país no ano passado. Ele começou a ser comercializado por aqui em 2008 quando foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo no mesmo ano. O Tiguan chegou “fazendo barulho” por oferecer um design atraente e tecnologia, uma delas, a função de estacionar sozinho.

Seus concorrente diretos: Kia Sportage, Peugeot 4008, Renault Koleos e Nissan Qashqai. Hoje, é comercializado apenas na versão 1.4 TSI que oferece freios ABS com EBD, seis airbags e controle eletrônico de velocidade.

4 – Jac J2, J3 e J3 Turin

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

Com boatos de que iria abandonar o mercado brasileiro, a JAC Motors teve que fazer uma mudança em seu portfólio. Focando nos SUVs, a montadora resolveu utilizar o “T” deixando de lado o “J” da família J2, J3 e J3 Turin.

O menor da linha, o J2, chegou por aqui também através do Salão do Automóvel de São Paulo em 2012, neste ano, diversas outras montadoras fizeram suas estreias por aqui.

Após analisar o interesse do consumidor brasileiro que estava de olho nos utilitários-esportivos, a fabricante chinesa retirou os modelos que deram início de sua operação por aqui e lançou o T5 e o T40, SUVs compactos.

5 – Volkswagen Fusca

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

Outro Volkswagen que deixou o Brasil foi o ícone Fusca, também conhecido por muitos como New Beetle (seu antigo nome em outras gerações). Essa última foi lançada no país em 2012, importado de Puebla, no México. O fim das vendas também se deu por motivos estratégicos da montadora alemã para o mercado brasileiro.

De série, o Fusca oferecia: bancos revestidos em couro, faróis bixenônio (emoldurado por 15 LEDs), teto solar, ar-condicionado digital de duas zonas, sistema de som Fender com 10 canais, sistema multimídia com navegador GPS, entre outros.

Vendido em única versão, oferecia motor 2.0 desenvolvendo 211 cv de potência e 28,5 kgfm de torque. Acelerava de 0 a 100 km/h em 6,9 segundos.

6 – Chrysler 300C

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

O fim do 300C se deu mais pela saída da Chrysler no Brasil (essa é segunda vez que ela abandona o nosso mercado). De forma discreta, sem muitos anúncios, o 300C foi o último carro da montadora norte-americana a ser comercializado por aqui.

Vale lembrar que ela faz parte do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles, portanto, o grupo permanece forte no país com outras montadoras como a própria Fiat e também, agora, a Jeep.

7 – Renault Fluence

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

Importado da Argentina, onde é fabricado desde 2010, o Renault Fluence também saiu de linha nesse final de ano. O Fluence concorria diretamente com outras estrelas do consumidor brasileiro: o Toyota Corolla e Honda Civic.

A paralisação, também, se deu devido ao número de vendas, o carro era mais comercializado para empresas e frotistas. Em 2017, foram vendidas apenas 890 unidades.

A Renault confirmou o fim da produção, entretanto ele ainda é encontrado no site da Renault apenas nas versões Dynamique CVT Plus por R$ 99.350 e Privilège por R$ 108.300. Provavelmente, em últimas unidades em estoque.

8 – Suzuki Swift

O Suzuki Swift foi comercializado por aqui em duas versões, a Sport por R$ 79.990 e Sport R por R$ 82.990, ambas com motorização 1.6 de 142 cv de potência e câmbio manual de 6 marchas.

O fim do Swift se deu a aposta da montadora japonesa em uma nova geração e também em novos modelos. Hoje, a Suzuki disponibiliza três modelos à venda: Vitara, S-Cross e Jimny.

9 – Chery Tiggo

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

O Chery Tiggo foi o primeiro chinês a disponibilizar versão com câmbio automático no Brasil. Saindo de linha para dar lugar a uma outra geração, também chamado de Tiggo 2, deixou de ser fabricado e importado do Uruguai para começar a ser produzido na fábrica de Jacareí, no interior de São Paulo.

Com uma nova estratégia, agora a Chery é chamada de CAOA Chery, lançou no Brasil a nova geração (Tiggo 2) por R$ 59.990.

10 – Renault Clio

Top 10: Carros que saíram de linha este ano

Depois de 20 anos, o Renault Clio também saiu de linha. Ele deu lugar para o novo Kwid. Em dezembro de 2016, apenas 43 unidades foram emplacadas, já nos primeiros meses de 2017, a Renault confirmou a paralisação da produção e vendas.

O hatch chegou aqui em 1996 como importado e a partir de 1999 começou a ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR).

Top 10: Carros que saíram de linha este ano
Nota média 5 de 1 votos

63 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

  • Sobre a Captiva, tem uma correção: o carro foi vendido em uma geração, mas teve mais de uma versão, teve uma 4×4 V6 3.0 depois trouxeram uma mais simples 2.4 4×2…

  • A Fiat tá perdidinha no Brasil.
    Não há um carro sequer, em seu portfólio, que tenha alguma tecnologia moderna, pelo contrário, seus lançamentos insistem em utilizar motores antigos, plataformas obsoletas e montagem porca.
    Fica difícil ganhar mercado, principalmente com a VW lançando carros com padrão europeu, por aqui.

      • Me refiro aos últimos lançamentos de uma e outra montadora.
        É inegável a qualidade de montagem e acabamento do Pólo, Virtus, Golf , up e o novo Jetta.
        Já a Fiat, com Cronos, Argo e. Mobi, tem acabamento e montagem bem ruins.
        E, mesmo em modelos mais antigos, o Fox, por exemplo, tem um acabamento e materiais de primeira.

    • Em relação ao motor e plataforma podemos concordar que realmente, no atual momento, vw está um passo a frente. Mas em montagem, porquice é o que a vw faz e sempre fez! Lembro bem quando fui comprar meu carro em 2012, estava olhando punto, fox e o polo pré-histórico. O punto era um carro muito melhor montado e parecia muito superior aos dois vw.

      • Me refiro aos novos lançamentos.
        O Pólo e o Virtus, além de up e Golf, lançamentos recentes, tem um acabamento primoroso.
        Alguns podem ser simples, mas montados com qualidade.
        Já os últimos lançamentos da Fiat (Mobi, Cronos, Argo), tem acabamento e montagem bem ruim

    • O atual CEO não quer vender fiat, pegou gosto pela margem alta da Jeep, Ram, Alfa e Maserati. O grupo deve perder marketshare saindo de segmentos populares. Espero que o próximo CEO pense diferente.

    • eu só acho que fusca teve o proposito para ser o carro do povo, acredito que se voltasse para o brasil anos atras com o mesmo designe mas sendo mais basico sem os materiais tops que e ficasse entre o gol e o up/fox venderia bem, mas ele veio com o apelo esportivo com o motor turbo em comparação de preço proximos ao golf entao poucos teriam dinheiro no brasil para comprar esse novo fusca tsi, poderia ter vindo com o motor 1.0 turbo para ter mais vendas, e depois um motor 1.4tsi ou 2.0 tsi que melhoraria mais as vendas

      • Não faz sentido o Fusca como carro barato. Ele não teria o mesmo apelo de espaço que é mandatório na categoria e ainda enfrentaria toda a concorrência dos muitos hatchs que a VW tem em linha, até demais: Gol, up!, Fox, Polo. Não tem lugar para mais ninguém.

        • se ele quando tivesse retornado para o brasil com o nome fusca, tivesse o planejamento de menor custo e menor preço de venda venderia bem sim, poderiam muito bem fazer 2 versoes ,deixar o fusca como carro do povo e New beetle como sportivo

  • São 3 Correções…..

    – O Palio Geração 2 (2011-2017) nunca utilizou o motor 1.8 8v de origem GM. Este foi obtido somente na primeira geração dos Palio facelift de 2003 e 2007, O Palio G2 usou somente o 1.6 16v E-torq de origem BMW, além dos tradicionais 1.4 e 1.0 da família Fire.

    – O GM Captiva (2008-2017) não só disponha do motor 2.4 Ecotec lançado por aqui em 2009, mas teve também o 3.6 V6 no inicio do lançamento, e mais adiante em 2011, substituído pelo 3.0 V6, que durou até o ano de 2013, ficando apenas como o motor 2.4.

    – Os modelos da JAC Motors J2, J3 Hatch, J3 Turim, J5 e J6 não são mais importados desde de 2016, sendo que o primeiro modelo, o J3 saiu do mercado brasileiro em 2015. Os restantes saíram logo em 2016, ficando apenas os modelos T5, T6, T8, e o novo T40.

  • Dos 10 modelos que deixaram o mercado, a perda mais significante foi o Fiat Palio….. Quem iria imaginar um modelo de tamanha importância deixar um legado em vão por conta de uma série de mudanças da montadora. Nenhuma montadora teve o atrevimento de grande proporção quanto o da Fiat….. Por essa, o velho guerreiro Fusca foi perdoado.

      • O Palio Celebration que menciona continha o pacote mais completo….. Ar-Condicionado, Direção Hidráulica, Kit Conforto (apoios de cabeça no banco traseiro, travas elétricas, vidros dianteiros elétricos), Kit Visibilidade (limpador, lavador, desembaçador do vidro traseiro, retrovisores externos com comando interno e brake-light), Preparação para som (4 alto-falantes, bolsa porta-objetos nas portas dianteiras e antena no teto). O Palio Fire ainda trazia a opção dos Airbags Frontais para motorista e passageiro, além dos Freios ABS e pintura metálica.

        • Errou por um item! O brake-light só foi incorporado no 2008, como modelo 2009. Como eu achava bonito instalei um da Palio Weekend Adventure que era um pouco maior que a veio depois de fábrica. Me mostraram os 2 na ccs, optei pelo maior e ficou bonito!! Paguei 120 reais. Uma curiosidade: Comprei com CNPJ, o que NÃO me permitiu os opcionais air bag e ABS. Só aceitavam pra pessoa física, por que não sei. Aumentava o valor em 6 mil reais na época…

          • Na minha opinião, o melhor Fiat Palio foi a versão Stile que integrou a safra 2001, época que inaugurou o primeiro facelift no ano 2000. O Stile foi a versão mais top do Palio que trazia de fábrica: Airbag para o motorista, Direção Hidráulica, Travas elétricas, Vidros dianteiros elétricos, Radio toca discos no painel, Limpador, lavador, desembaçador do vidro traseiro, Brake-Light, Apoios de cabeça no banco traseiro, Abertura interna da tampa do porta-malas e do tanque de combustível, Maçanetas e retrovisores na cor do veículo, Rodas de liga leve aro 14, Faróis de neblina, e entre outros….. Opcionalmente, o Palio Stile ainda trazia: Airbag para o passageiro, Ar-condicionado, Retrovisores externos com controle elétrico, Vidros traseiros elétricos, Disqueteira para 5 CDs, Banco do motorista com regulagem de altura e lombar, Volante com regulagem de altura e Pintura metálica.

            A melhor parte disso, é que o Palio Stile foi vendido até o ano/modelo 2001/2002, e que hoje é dificílimo encontrar um no mercado, sendo que boa dos Palio são vistos em versão ELX 1.0 16v, 1.3 16v e 1.6 16v…..

      • A do Corsa podemos dizer que foi uma decisão menos frustada, pois os modelos Hatch e Sedan (não o Classic), já não vendiam com tanto entusiasmo, apesar de ostentar uma imagem não tão envelhecida como o Classic. Mais a GM no momento sacou a linguagem da VW com o Gol G5, e daí fez do Onix um combate de fogo logo na estreia. O Onix foi suprindo gradativamente do lançamento até o momento que vista hoje, sendo o atual modelo mais vendido.

    • palio saiu de linha sim, nao me venha falar que o argo é um palio, apartir do momento que mudou a carroceria toda/plataforma já é um novo carro. A fiat poderia sim trazer o argo com o nome de palio que acredito que venderia mais do que com esse nome de argo

  • falando em ninguem se atreveu a tirar de linha um carro de ponta em vendas me lembrei da honda que tirou a cg 125 de linha e logo depois de perceber a porcaria que fez voltou ela em linha de novo.

  • “Com um belo design, o Equinox conquista pela lista de equipamentos e interior atraente.” – Q??????? Não duvido da lista de equipamentos, mas Design Belo??? Design belo num carro que parece feito para 2005???? Ahhhhh Tá!

    Bem, confesso que Palio e Fusca deixarão saudades. Nunca gostei muito do Palio, principalmente as gerações antigas, e isso se devia ao fato de ‘todo mundo gostar’. Eu nunca gostei do que todo mundo gosta. Tomei certo abuso do Palio desde aquela época, mas enfim… Também nunca dei atenção a essa nova geração, mas agora que ele se foi, até que estou olhando para a foto com outros olhos e pensando: É, até que é um bom carro!

    Sobre o Fusca, meu pai tem um… Não esse novo, mas o de 73. É um belo carro e até hoje ele vive! Esse novo tem a mesma coisa que o Fiat 500 tem, aquela vontade louca que geralmente dá em gente rica de comprar um, não sei porquê! Ele não seria uma opção para mim, mas é uma pena que tenha saído!

  • Esse texto está mais para desinformar do que para informar. Logo no começo já estavam evidentes os erros que vários leitores apontaram aqui nos comentários.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email