Listas Top 10 Matérias NA

Top 10: Carros ruins de revenda

Top 10: Carros ruins de revenda

Você se preocupa com a desvalorização e revenda do carro? Muitos proprietários se interessam com essa questão e por isso acabam levando em consideração na hora de adquirir um automóvel novo.


Os índices de desvalorização ainda são altos e os motivos podem ser vários. Tudo vai depender do modelo, fabricante, cor, itens de série e muito mais. Ainda assim, nenhum lado consegue fugir. Carro novo (0 km) e usados entram na tão temida depreciação.

Para alguns proprietários, vender um automóvel é muito fácil e rápido, ainda mais se tratando de um popular no mercado como o Chevrolet Onix, Ford Ka e Hyundai HB20, por exemplo. Por outro lado pode ser um pesadelo ainda mais quando falamos de carros com índices altos de desvalorização.

Top 10: Carros ruins de revenda

Nos dias de hoje, o dono deve estar ciente que pode perder muito dinheiro, com um consumidor mais exigente a procura de um veículo completo, os mais antigos e com menos itens vão ganhando uma queda de popularidade se tornando ainda mais difícil passar para outro dono.

Apresentamos a seguir os dez carros mais difíceis de vender e que os lojistas não aceitam ou pagam muito mal.

1) Daewoo Espero

Top 10: Carros ruins de revenda
O sedã médio Daewoo Espero foi produzido entre 1990 a 2000. No Brasil foi comercializado com motor 2.0 e equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros dianteiros elétricos, dentre outros itens.

Por aqui, o Espero chegou em 1994 em três versões: CD, DLX e outra sem nomeação. A duas primeiras possuem praticamente os mesmos equipamentos, a única diferença está no acabamento.

Por ser importado, sem concessionária e visual não muito atraente, o Daewoo Espero possui uma alta rejeição do mercado, fazendo com o seu dono tenha dificuldade para vender. Pela tabela FIPE, a versão a gasolina de 1994 está em cerca de R$ 4.900

2) Fiat Marea

Top 10: Carros ruins de revenda
Não é de se estranhar em encontrar o Fiat Marea nesta lista. Como mostramos na matéria Top 10 – Carros que ninguém quer comprar, ele também faz parte dos ruins de revenda. Comercializado no Brasil nas versões: sedan e perua – Weekend, foi batizado de Fiat Brava na versão hatch.

No Brasil ele foi lançado com motor 2.0 20V com 142 cv de potência e 18,1 kgfm de torque máximo. Em seguida, a Fiat apresentava a versão SX também com o mesmo motor só que sem o variador do comando e com 127 cv. Por aqui foi oferecido com opções de motorização 1.6, 1.8, 2.0 de 20v turbo e 2.4 de 20 válvulas.

O Marea atuou por muito tempo no segmento de médios da montadora italiana. Devido a queda de vendas e ausência de tecnologia, ele deixou de ser produzido em 2007 dando lugar para Linea e Punto. Pela tabela Fipe, podemos encontrar o Marea ELX com valores entre R$ 7.500 e R$ 8.100, enquanto o modelo Turbo varia entre R$ 11.200 e R$ 26.800.

3) Volkswagen Polo 1.0

Top 10: Carros ruins de revenda
Elogiado por ser um veículo que proporciona muito conforto, com motor 1.0 de 16 válvulas e 79 cv de potência, o Volkswagen Polo foi lançado em 2003 sendo considerado um popular luxuoso. Quando lançado, era comercializado por R$ 26 mil reais.

O Polo 1.0 não agradou muito o consumidor brasileiro e a Volkswagen teve que encerrar a produção dele no mesmo ano de lançamento, ainda em 2003. Não é à toa que ele aparece nesta lista, se você pretende não ter problemas na hora da revenda futuramente, fuja desta opção.

Atualmente, pela tabela FIPE, o Volkswagen Polo 1.0 custa R$ 13.600.

4) Ford EcoSport 1.0

Top 10: Carros ruins de revenda
Lançado em 2003, o EcoSport teve mais de 27 mil unidades vendidas nos 12 primeiros meses. Era oferecido em três opções de motorização: 1.0 de 8v com supercharger, 1.6 de 8v e 2.0 com 16v. Durante oito anos, o modelo passou por diversas mudanças com novos itens, outras versões e a retirada da opção 1.0 – que não agradou muito.

O EcoSport 1.0 foi reprovado pelo consumidor e até mesmo pela mídia especializada e é por isso que ele pode trazer um certo problema ao tentar revender. Em sites de vendas, é possível encontrá-lo por R$ 15,6 mil a R$ 19,6 mil.

5) Mercedes Classe A

Top 10: Carros ruins de revenda
Apresentado pela primeira vez em 1997 no Salão de Genebra. No Brasil, o monovolume foi lançado em 1999 e em 2004 teve a sua produção encerrada na Europa, um ano depois no mercado brasileiro (agosto de 2005).

No início, o Classe A obteve ótimas vendas, entretanto, com um preço alto, cerca de R$ 33 mil reais e com o dólar também em alta, o carro acabou perdendo vendas ano após ano. Em 2002 teve mais de 8 mil vendas, já em 2005 esse número caiu para 3.499.

Hoje, é possível encontrar o modelo em sites de venda com valores entre R$ 9 mil e R$ 22 mil.

6) JAC J3

Top 10: Carros ruins de revenda
Os chineses vem lutando para agradar e conquistar o público brasileiro. Ainda assim não é um processo muito fácil. A Jac Motors que entrou no Brasil em 2010 com os modelos: J3, J3 Turin, J5 e o J6. Mas, passou a adotar um novo posicionamento agora com a linha “T”.

O Jac J3 concorria diretamente com o Chery Celer, Renault Sandero e Lifan 320. O J3 era bem equipado com freios ABS, airbags, ar-condicionado, volante multifuncional, dentre outros. Por outro lado, possui uma pós-venda negativa.

Da linha J, a Jac Motors manteve o J5 e J6. É possível encontrar o J3 em sites de venda por até R$ 13 mil.

7) Fiat Linea

Top 10: Carros ruins de revenda

Lançado no Brasil em setembro de 2008 e com fim em janeiro de 2017 junto com outros modelos como Bravo, Linea, Idea, Freemont e Palio Fire. A Fiat queria iniciar um ano com novos veículos em seu portfólio.

Mesmo com a paralisação de produção do Tempra e Marea, entrando o Linea no lugar, ele não teve o seu destaque e é um veículo com difícil pós-venda. Por aqui foi comercializado nas versões Essence 1.8 16V, 1.8 16V Dualogic, Absolute 1.8 16V Dualogic, HLX 1.9 16V Dualogic, T-Jet 1.4 Turbo 16V e LX 1.9 16V.

Os valores do Linea, segundo a tabela Fipe, variam entre R$ 23 mil (ano 2009) a R$ 37 mil (ano 2016).

8) Chery QQ

Top 10: Carros ruins de revenda

Lançado em 2011 por R$ 22.900, o chinês ganhou destaque pelos itens de série oferecidos: direção hidráulica, airbag, ar-condicionado, freios ABS, rádio MP3 com entrada USB, vidros e travas elétricos e muito mais.

Totalmente reformulado, o New QQ continuou a ser vendido até 2019, quando custava R$ 28.740. Ao sair de linha, deixou para o Fiat Mobi o posto de carro mais barato do Brasil, sendo vendido por R$ 33.490.

9) Peugeot 408

Top 10: Carros ruins de revenda

Com visual usado na Stock Car Brasil em 2007, 2008 e 2009 (apenas o visual, uma bolha em cima do bólido de motor V8), o Peugeot 408 era um veículo bem equipado e confortável, mas precisava “brigar” com o Honda Civic, Citroen C4 Lounge e o Toyota Corolla.

De série: freios ABS, desembaçador do vidro traseiro, faróis de neblina, ajuste do volante em profundidade, porta-luvas climatizado, banco traseiro rebatível e muito mais. Em nova versão, o 408 era vendido a partir de R$ 69.990, com motor turbo THP Flex de 173 cv e 24,5 kgfm de torque.

Em fevereiro de 2019, o francês saiu de linha (junto com o 308). No mercado de usados, ele pode ser encontrado por R$ 60 mil quando procuramos pelos modelos mais novos.

10) Chery Celer

Top 10: Carros ruins de revenda

Outro chinês da lista que sofre com revenda é o Chery Celer. Vendido no Brasil desde 2013, o carro ganhou novo design e foi o primeiro a ser produzido na nova fábrica da Chery em Jacareí, interior de São Paulo.

O Celer é bem avaliado pelo design, equipamentos e espaço interno, porém, perde pelo acabamento e pós-venda. Ele concorria com outros chineses como Jac J3 e Lifan 320, além do Renault Sandero.

Em 2018, porém, a CAOA suspendeu suas vendas. Com isso, se você quiser um Celer pouco rodado e com o ano mais novo possível, poderá encontrar modelos que custam algo em torno de R$ 33 mil.

Darlan Helder

Darlan Helder

Natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011

  • Supernescau

    Primeira lista que vejo que concordo com todos os modelos e justificativas. Alguns estão por mérito próprio e outros apenas por crendice popular.

    • vicegag

      Falar que a rejeição do Marea foi devida a falta de tecnologia, foi exagerado, pois seus concorrentes eram tão mais modernos assim?
      Imaginar que se comprava um Mercedes por 33k reais, agora mal dá para levar para levar um chinezinho básico, triste hein Brasil.

      • Gil de Piento

        Naquela época um Vectra custava 27 mil reais.

      • Edson Fernandes

        Na verdade, o que mais fez o Marea sofrer era ter um motor moderno a sua epoca(que veio começar a equpar com a mesma tecnologia 10 anos depois mjitos produtos que vemos por aí), tinha itens de segurança elogiaveis a sua epoca, mas que em um determinado momento, outros produtos começaram a serem melhor equipados, sem contar com importados de mesmo nivel ou superior em tecnologia.

        Mas eu acho que o fracasso do Marea foi o erro da Fiat em querer manter a manutenção desse como se fosse um carro de motor simples e vou além: Subestimar nossas “qualidades” qto a combustivel.

        Além disso, junta um motor que a Fiat NUNCA fez questão de reduzir seu custo de manutenção (ou ao menos nacionalizar parte dele) e deu no que deu. É um otimo carro até hoje, só que com donos que estavam acostumados com o Familia 2 da Chevrolet.

      • No texto está escrito que ele saiu de linha em 2007 por causa da falta de tecnologia. Não diz que ele foi rejeitado em sua vida toda (98-2007) por isso. A rejeição nos primeiros anos foi por causa que o brasileiro queria colocar óleo 20w50 em um motor que não aceitava isso.

        • afonso200

          sempre fazem isso, compram oleo de 10″reau” 20w50 e botam em diversos carros, dai nao dá né….. 10% da população faz isso

          • cepereira2006

            Acho que bem mais do que 10%

      • ViniciusVS

        Você não está colocando a inflação na conta, 33k era muito dinheiro naquela época.

        Em todo caso hoje o Marea não é mais um carro moderno e continua com manutenção absurda considerado o que ele entrega…

        • lucas

          nao é moderno, mas tem tecnologia embarcada que muitos carros atuais não tem meu amigo.

      • lucas

        da lista a Marea com certeza é um dos melhores carros. pena que na crendice popular, vulgo compradores de Gol pé de cabra, o carro seja ruim.
        excelente carro pra quem gosta de motor, conforto e segurança.

    • 1 Raul

      Faltou o c4 lounge. Tá difícil vender o meu exclusive thp 13/14…

      • Supernescau

        Foi meu penúltimo carro. Entreguei na concessionária Chevrolet por 18% abaixo da FIPE. Achei um ótimo negócio.

        • 1 Raul

          O meu está 52.900 de tabela, to entregando por até 40.000, mas não anunciei tão baixo assim pra não desconfiarem , mas se derem eu entrego

          • Ubaldir

            Eu nem fiz nenhuma pesquisa em termos de venda a particular. Mas as concessionárias Citroen estão pagando FIPE cheia nele. Só que aí tem que ser na troca por um zero km.
            Ofereceram 51 mil no meu 2014. Eu tinha até um amigo aqui do serviço que acertou me pagar 50 mil no carro, mas eu me decidi por adiar a troca (o carro está em muito boa forma), e ele acabou comprando outro carro.
            Um amigo meu de academia vendeu um Tendance THP 2015 (mesma cor do meu, gris moondust) por 52 mil a particular e comprou um Cruze LTZ1. Mas é aquilo, ele também tinha um colega de serviço com conhecimento do carro e com interesse de longa data.
            Pra você ter uma ideia na questão da concessionária, me ofereceram um Shine na cor vinho do lançamento do novo modelo pelo meu carro mais 44 mil. Achei excelente comparando com o que vejo para outros modelos da concorrência. Mas é aquilo, tem que continuar com o mesmo modelo de carro.

            • 1 Raul

              O problema aqui é que estou pegando um kicks pcd , inclusive vou na nissan hoje para avaliarem meu carro, mas é aquele negocio, eles tentam dar a idéia de que pcd é prejuízo para eles, o que não é verdade… vamos ver o que dá…

              • Ubaldir

                Vendedor é vendedor… não tem muito jeito… rs. Boa sorte, amigo.

            • João Silva

              Entreguei meu Tendance THP 2015 na troca de um Cruze LT zero, por 54 (52 mais 2 mil de bonus da GM) a uns meses atrás. Como a promo era de 89990 no Cruze e juro zero (IOF, TAC, etc.), abracei…. Em SC os Citroen até que são bem aceitos em comparação ao resto do pais, aqui as CSS funcionam embora o meu tenha incomodado razoavelmente na garantia…..

              • Ubaldir

                O meu não chegou a incomodar na garantia, mas toda a revisão teve uma coisinha pra arrumar:
                – 10 mil km – rebatimento dos retrovisores apresentavam ruído elétrico um pouco além do fim do movimento;
                – 20 mil km – trocaram o par de amortecedores dianteiros e seus modelos de parafusos de fixação em garantia por eu relatar “batido” na coluna direita;
                – 30 mil km – trocaram a caixa de direção por eu relatar que havia um pequeno rangido no meio do curso em manobras com o carro parado;
                – 40 mil km – trocaram o comando da distribuição por conta de meu relato a respeito de um tipo de “batida de pino” nos primeiros segundos de funcionamento do carro logo pela manhã.
                Depois disso o carro saiu da garantia. Como eu disse, não me gerou desconforto ou incômodo, já que nenhuma das ocorrências gerou interrupção de funcionamento do veículo, e as mesmas foram resolvidas sem reincidências.
                Já fora da garantia, aos 50 mil km tive que substituir a correia Poly-V que se rompeu (descobri depois que por conta de fator que foi resolvido na revisão dos 60 mil km) e aos 60 mil km foi detectado o rompimento de um diafragma na tampa de válvulas, o qual ocasiona excesso de pressão no retentor do volante do motor e acaba por danificar a correia Poly-V, que foi o que gerou sua ruptura prematura aos 50 mil km. Interessante relatar que o diagnóstico do diafragma foi feito em oficina especializada fora da rede, uma vez que a depois da quinta revisão, com o fim da garantia, abandonei a concessionária.
                Tirando isso, por volta dos 65 mil km as lâmpadas de farol baixo se queimaram (em um prazo de uma semana entre ambas) e por volta dos 55 mil km tive que substituir a válvula de alívio do turbo que apresentou defeito avisado no painel com limitação de desempenho do carro.
                Essa aí foi a folha corrida do meu, que está com 70 mil km. É uma lista que em termos de números de ocorrências, considero extensa. Mas ao mesmo tempo foram ocorrências que nunca significaram transtornos no uso do carro. Confesso que não diminuíram minha experiência com o carro ou representaram desgaste com a marca.
                O que me impressiona no carro hoje é a rigidez estrutural exemplar, sem qualquer ruído interno ou externo de funcionamento. A suspensão, tirando a ação promovida aos 20 mil km, nunca mais deu qualquer sinal de desgaste, e assim continua até hoje.
                Estou em negociações para a troca do carro, atualmente. Confesso que fico muito relutante devido ao excelente estado dele hoje. Mas, após 4 anos com ele, estou buscando uma mudança radical no carro de meu uso para me adequar à utilização que tenho feito dele ultimamente, a despeito da boa proposta que a Citroen me fez para a troca do meu em um C4 zero km. Viajo muito pouco de carro em família (quando ocorrem, são somente viagens curtas), e me desloco cerca de 80 km em ambiente misto urbano/rodoviário todos os dias com praticamente só eu mesmo no carro. Vou buscar um carro (bem) menor pra mim e passar a minha esposa para um carro um pouco maior que sirva para as poucas viagens com o carro cheio que fazemos.
                Estou com um plano bem adiantado para passar para um Peugeot 208 GT. Por enquanto vou trocar o C4 em um modelo para a minha esposa e ficar no 208 Griffe dela por mais um ano (o Peugeot está impecável aos 60 mil km, com folha corrida zerada em 3 anos de uso). Daqui a pouco eu mato a minha vontade de ir para um hot hatch. Vou ver se uno a minha satisfação com a extrema confiabilidade apresentada pelo 208 com minha admiração pelo desempenho proporcionado pelo motor THP do C4.

          • Antonio Lima

            Qual estado que você mora?

          • Ernesto

            Mas por que tão abaixo da tabela? No particular não consegue mais?

            • 1 Raul

              Duro é que a procura está muito baixa, mesmo anunciado. Fui no feirao do anhembi domingo, não teve serquer uma proposta…

              • Ernesto

                Ia comentar exatamente o que o Alencar Souza disse: no Sul os carros franceses têm procura melhor. De repente, se tiver algum meio, tente vender para alguém de lá.

          • Alencar Souza

            Qual KM dele? Aqui em Floripa esse carro vende bem! De onde você é?

            • 1 Raul

              Acabou de bater 64.000. Sou da região do grande ABC.

              • Alencar Souza

                Me chama WhatsApp ddd quatro nove e 99967 cinco três 23.

              • Unknown

                Tenho interesse no seu carro Raul, gostaria de dar uma olhada.

                • 1 Raul

                  Onze nove nove quatro zero cinco dezoito cinquenta e um

          • Unknown

            Boa tarde Raul, você conseguiu vender? De que cidade você é?

        • Ubaldir

          18% abaixo da FIPE em concessionário de outra marca é mesmo um ótimo negócio. Aliás, o mais normal quando se troca um carro diretamente em concessionário é um deságio da ordem entre 15 e 20% com relação à FIPE.

        • Unknown

          Desculpa, mas 18% abaixo da tabela não pode ser considerado um bom negócio… a não ser que estivesse em estado ruim.

          • Supernescau

            Você já teve um Citroen ou um Peugeot, principalmente médios? na concessionária Citroen ofereceram quase 40% abaixo da Fipe na troca por um 0 km.

            • Unknown

              Afff, depois não sabem o porque da rejeição do mercado…

          • GPE

            Fipe menos 18% Pra um francês ser entregue em ccs é um excelente negócio. E sendo um médio, era p ser ainda pior

            Quem tem o mínimo conhecimento do mercado sabe disso.

            • Unknown

              Pode ser a realidade do mercado para carros franceses, mas não dá para achar normal. Por essas e outras que os franceses ainda não são vistos com bons olhos…

      • Unknown

        Tá pedindo quanto?

  • leitor

    Num mercado caro como o do Brasil, com potencial reduzido a menos de 1/4, em que se torna necessário uma boa estrutura para manutenção e consumo de combustível, fica difícil se ter a variação de modelos.

    Nos EUA, carros de luxo partem de cerca de US$28mil. O que nem serve de popular por lá, aqui é mais caro.

    • Rafael Lima

      Lá também o consumidor é incentivado a consumir, apesar de ser cobrado um imposto proporcional à renda o imposto sobre consumo lá é bem menor, mais transparente e você não paga em cascata, isso deixa o valor real do produto mais aparente para o consumidor, por conta dessas maracutaias tributárias pra manter uma máquina pública inflada e ineficiente os empresários aproveitam e sentam à mão no preço junto com os impostos surreais, isso explica Corolla de entregador de pizza sendo carro de advogados e médicos por exemplo, sendo que lá advogado e médico anda de Lexus, Mercedes, BMW…

      • Daytona

        Isso é proteção… é vitória do TRABALHADOR!

        Num país imundo como os EUA, a empresa que tem $ 5.000 USD pra pagar mensal ao funcionário paga e ele recebe esses $ 5.000 USD, sem férias, sem 13, sem VR, sem nada…

        Aqui o Governo nos protege…
        A empresa tem R$ 5.000,00 pra gastar, fica R$ 2.500,00 o salário… desses R$ 2.500,00, descontamos INSS, VR e VA, e sobram uns R$ 1.800,00 pro trabalhador!

        Bem melhor né?

        Sem falar na segurança, educação e saúde que são excelentes por aqui e lá é horrível!

        • lucas

          IDOLO. doido pra vender a empresa, coçar saco e parar de preocupar com o bando de inteligentes que vota/ama/defende esquerdistas tipo boulos e a alma mais honesta desse país.

  • Yuri Chaves Souza

    Grande parte dos carros listados tem bem mais de 5 anos de uso.

    • pedro

      NA sempre dando uma bola fora.

  • pedro

    “dentre os modelos com até 5 anos de uso.”

    Praticamente todos os carros têm mais cinco anos que saíram de linha. Como pode a frase acima?

  • Eng Turbo

    Poderiam criar a seguinte lista:
    “Carros que bons de comercio na teoria, porém na pratica não são bem assim”

    Ja vi cada caso, de carros que são popularmente bons de comercio, ate vc tentar vender um deles

    • Darlon Anacleto

      Bem isso!

    • zekinha71

      Tive um Jeep Willys onde passava cresciam os olhos, sempre perguntavam se queria vender, o dia que pus a venda sumiu todo mundo, foram meses pra conseguir passar pra frente.
      Hj comigo é assim se alguém perguntar que quero vender já dou o preço na hora, vai que o maluco aceita e leva.

      • Lareiro

        Já ouvi a seguinte história real: havia um senhor que adorava comprar carros antigos e restaurar para vender. Mas como era difícil vender algo tão exclusivo assim, ele deixava o carro impecável, ia a um posto de gasolina com restaurante ou algo do tipo, encostava o carro e ficava lá do lado, tomando algo. Aí parava alguém, curioso, perguntava, perguntava se vendia e o senhor: “não vendo não, eu restaurei para eu usar, por isso não tem preço”. Isso atiçava a curiosidade em saber o valor daquilo, e o senhor vivia elogiando o carro, contando da história e falando da qualidade de cada peça, mas no final, não tinha preço pois não estava à venda. Isso deixava os até então curiosos loucos para comprar. Até que o senhor dava o preço final e vendia. Disseram que ele conseguia vender os carros assim.

    • Cmenusi

      Na real, isso acontece com quase todos os carros (salvo raras exceções). Carro só tem liquidez se for bem abaixo do preço de mercado, senão pode se preparar pra esperar …

      -Antes de vender: “o dia que vc for vender me avisa…”
      -Quando vc quer vender: “Cri…Cri…Cri…”
      -Depois que vendeu (abaixo do que esperava): “Putz, se soubesse que tava vendendo tinha comprado…”

      • Eng Turbo

        Um belo dia minha esposa decidiu que eu deveria vender a minha moto esportiva. Não pensei 2x, e anunciei 20% ACIMA do preço médio….pois não queria vender mesmo ;)
        Um cara me ligou, perguntou porque estava tão cara e que gostaria de ver….Levou na hora e pagou a vista kkkkkk

        • KOWALSKI

          Meu chapéu, tu tem é muita sorte. Vou utilizar essa sua técnica pra vender umas jacas automotivas que tenho aqui.

          • Eng Turbo

            Eu sempre tenho vários carros e algumas motos…sempre que não quero vender, coloco o preço nas alturas e SEMPRE aparece alguém interessado….quando coloco barato pra queimar, o carro fica empacado.
            Deixa eu me aprofundar um pouco mais, e acompanhe esse caso:
            Um colega tinha uma loja de bijuterias, e conseguiu comprar um lote inteiro de piecing feminino em aço cirúrgico a um preço inacreditavelmente barato, então resolver também vender barato, ao preço dos concorrentes de baixa qualidade e…….tudo ficou empacado. Então subiu o preço de R$7,00 para R$70,00 e vendeu TUDO.
            Valor percebido! Isso é pra estudo de caso ;)

            • Isso exemplifica bem a noção de percepção. Onde VW e Audi por exemplo, fazem isso com suas linhas, sendo que o coração do carro, é praticamente, senão, o mesmo.

        • Lareiro

          Por que ele comprou mesmo 20% acima do preço??

          • Eng Turbo

            Ele fez o seguinte raciocino:
            Se está tão cara é porque deve estar muito boa, vou olhar. Quando chegou, se deu conta que a moto estava impecável e que eu coloquei caro pra não vender mesmo, pois nem aceitei negociar o preço. Resultado: Ele comprou na hora, porque percebeu que não teria nenhuma dor de cabeça….e aliás me mandou noticias a pouco tempo elogiando a moto ;)
            Sempre que vc acha um carro muito barato, não acha que tem algo estranho, errado, problema? Pois bem, ele fez exatamente isso, achou a mais cara e saiu feliz!

            • Lareiro

              Que bacana!! totalmente lógico!! é um bom raciocínio para termos quando quisermos comprar um carro, principalmente se for mais raro, exótico e de difícil manutenção.

            • Elizangela Oliveira

              Caramba, anunciei meu polo inteirissimo por mil acima da tabela. Apareceram uns três interessados. Acabei desistindo. Se tivesse lido seu comentário antes, teria feito o mesmo! Fica a dica para próxima vez.

            • Ubaldir

              Grande problema do mercado de carros como um todo: muita gente pensa que bastaria alguma empresa que quer ganhar mercado jogar seus preços lá para baixo e “ser feliz”. Mas a precificação de carros segue uma lógica bem complexa. Se você joga o preço muito para baixo, o consumidor se afugenta achando que há “angu no pirão”. Preços elevados, por muitas vezes, acabam trazendo a sensação da “grife”, que está se levando algo de qualidade superior pra casa. Honda e Toyota conseguem fazer isso como poucas empresas do ramo no Brasil.

    • Lareiro

      BMW com motor V8 é bem isso: todo mundo prefere comprar um BMW com motor V8 a um Corolla Altis ou Polo highline ou Onix top, mas NINGUÉM compra, ninguém mesmo kkkkk

      • carlos4carros

        Não só os BMWs. Os carros premiuns em geral e alguns carros caros de marcas generalistas, como: Fusion, Azera, Passat… Todo mundo fala que prefere um desses usado a um Corolla 0km.

      • Eng Turbo

        Coloque na sua lista a BMW 750i 5.4 V12….um sonho pra muita gente….mas só fica no sonho mesmo ;)

        • Lareiro

          Outro para a lista: recentemente vi um anúncio de um AUDI A6 ALLROAD 2.7 turbo V6 30V AWD 2002.
          Preço: R$30.000. Já dá para imaginar o tamanho da bomba.

  • Brasil_MG

    De todos ruins de venda, acho que o POLO 1.0 é o único que se salva…

    • beto

      Nenhum salva e ainda da pra incluir mais uns 10 nesta lista.

    • Silvio Gremistão

      Cara vc sabe q motor ele usa? 16V do famigerado Gol 16v 98, esse é duas alegrias: nos poucos dias q ele funciona os tuchos hirdáulicos sem fazer barulho de motor á diesel, e qdo vc vende ele!

  • Leonel

    Acho uma pena o 408 THP ter uma péssima revenda. Tem ótimo espaço e conjunto mecânico, mas a fama dos franceses não permite que o mesmo tenha boas vendas diante dos concorrentes…

    • Cmenusi

      Se for uma compra consciente (tipo, pra morrer com o carro) é uma ótima compra de semi novo / usado.

  • João Levi Santos

    O Marea é o maior injustiçado dessa lista, é um ótimo sedan médio para época, muito confortavel e seguro, estava a frente de seus concorrentes e mecânica muito avancada para época. Infelizmente por erros da própria Fiat e seus proprietários, pegou essa fama de “bomba”, mas não concordo, quem já teve o carro, sabe do que eu falo. Excelente carro.

    • Saulo Gomes

      Nem novo era bom, consegue ser pior que o Tempra.

      • João Levi Santos

        É apenas minha opinião, mas se a Fiat nao tivesse errado em divulgar as trocas de óleo aos 20.000km, talvez o marea seria até hoje um carro bem valorizado, pois sua mecânica 5 cilindros é bem resistente, ao contrário do que falam, oque eu tive nunca deu problemas por 6 anos, apenas manuntenção preventiva (óleo, filtros e correias), de resto andou até os 190 mil km sem problema nenhum, atnes de eu vender e o dono posterior andou bastante até porrar na traseira de outro carro….Sem falar que o marea tem a iincônica versão turbo que até hoje é o nacional mais rapido do Brasil.

        • Saulo Gomes

          O problema de FIat é isto, tem de ter sorte, o que eu comprei tive de retificar o cabeçote com 40000, fiquei sem freios pq estourou o burrinho da direção, veio com um coral de grilos dentro e por ai vai. Mas alguns dão sorte e compram sem defeito.

        • MMM

          Na época eu trabalhava na Fiat. As concessionárias FIAT pagavam menos em Tempra 16V do que em Santana usado. E muito, mas muito menos do que em Vectra. Elas próprias ajudaram a queimar o carro no mercado.

        • Ernesto

          Mais rápido que o Golf GTi?

      • Daniel

        Pois tive um Marea Turbo 0km em 99. Usei sem dó nem piedade por 60 mil km e só precisei trocar embreagem. Um dos melhores carros que tive e nunca mais experimentei um sedã turbo tão empolgante, inclua aí Jetta tsi.

        • Saulo Gomes

          Bem isto, Marea é o melhor carro do mundo, tão bom que vendem por quilo.

    • Dario Lemos

      Também tivemos um, ótimo carro, confortável, espaçoso, bom acabamento, um conjunto câmbio/motor muito bom; ficamos 03 anos e só o vendemos por causa de um acidente de trânsito (motorista de um Vectra furou a preferencial atingindo o carro na coluna A). Também concordo com sua afirmativa, muitas das críticas são de quem nunca teve um.

    • ObservadorCWB

      Se fosse para rebater eu colocaria o Classe A. Ainda possui mais itens de segurança que 99% dos carros produzidos. E nem é tão ruim de revenda assim não. Pode procurar sites de venda para conferir.

      • Eduardo Sad

        Concordo plenamente contigo. Sou de Juiz de Fora-MG onde fabricava-se o Classe A. Conheço algumas pessoas vinculadas à MB que possuíam e possuem o carro. Não sei exatamente o que acontece, mas o mercado dos modelos Classe A que estão em bom estado de conservação é bem aquecido.

      • cepereira2006

        Aqui em SC tem muitos, é um carro que ainda é valorizado por aqui.

      • Daniel

        Tive um Avantgarde 190 2004. Sinto falta dele até hoje. O que aquele carrinho andava e fazia curva, deixava muita gente surpreendida. Paguei à época 40 mil e vendi por 25 depois de dois anos. Bela sabugada, e não me arrependo nem um pouco. Valeu cada centavo perdido.

    • leitor

      Andei no Marea e no Vectra da época. Gostei bem mais do Marea. O Tipo também era um carro bonito e espaçoso. Mas a Fiat errou muito no tratamento desses carros no mercado aqui. Tinha até uma imagem interessante por conta do Tempra. Jogou tudo fora. O Stilo também era um carro que recebeu recomendações.

    • Diogo

      Carro é para colocar gasolina e andar ( manutenção básica sempre ) ficar se preocupando com ficha técnica ou profissional especializado não rola. Se for exceção a regra é bomba, por mais que coloquem culpa no brasileiro, tecnologia, fiat sei lá…… Não deixará de ser bomba.

  • jvc

    As reportagens do NA cada dia piores!

    Se tivesse como dar um “dislike”, essa matéria já teria levado o seu…

  • Louis

    Eu compraria um “mico” , desde que não tivesse problema com reposição de peças e não fosse de manutenção muito cara.
    Aliás, meus 2 carros são considerados “micos” na revenda, paguei abaixo da tabela neles, mas não tive problema nenhum no convívio e manutenção até agora (peugeot e nissan)

  • Piston head

    Não sabia que tinha Polo 1.0 e nos anos 90 simpatizava bastante com a Classe A…

    • Lareiro

      Vc quer dizer anos 2000, porque o Classe A só foi lançado em 1999.

      • Piston head

        Não me atentei a este detalhe. A lembrança é da mesma época, digamos.

        • Lareiro

          rsrs eu entendi o que vc quis dizer.

  • Guimasi

    Tem carro de museu nessa lista. Aliás, basicamente não são a mesma coisa “Dez carros que ninguém quer comprar” com “dez carros ruim de revenda?”. Se é ruim de revenda é pq não tem quem queira a tranqueira.

  • Gorlami

    olha a bomba, olha a bomba

  • Gil de Piento

    Mais uma matéria para o Top 10 Encheção de Linguiça. Falta critérios objetivos e sérios nessas listas.

  • Hugo Henrique Silva Lange

    essa lista ainda cabe mais uns 10 / 20 facilmente! eu começo a Dodge Journey / Fiat Freemont.

    • E olha que o Pentastar V6 é muito bom!

      Continuando, Chevrolet Sonic.

      • Hugo Henrique Silva Lange

        tive uma journey… omtor eh excelente… o problema eh a tecnologia embarcada, aqui no brasil nao temmao de obra pra esse tipo de carro e ai ele e a gente sofre na mao de qlq um.
        o Sonic eh um dos melhores carrinhos da marca da gravata…. mas aqui é dificil entender pq nao vira! rs
        adiciona a lista o C4 lounge turbo…. demorei 6 meses pra vender um.kkkk

  • André Ricardo

    Podem falar o que quiserem, mas na minha opinião o Marea só é carro ruim na mão de dono ruim, tive um por 12 anos e ele nunca deu problema, sempre foi trocado o óleo corretamente, sempre junto com o filtro, carro excelente. A minha única queixa do Marea era o consumo alto na cidade que fazia 6 km/l. Melhor carro nacional que já tive, e olha que tive vários modelos até mais caros e com fama de carrões.

    • ADJR

      Acho que o Marea não foi um carro ruim. Caiu em desgraça por questões como ter que remover o motor para trocar a embreagem. Enfim, manutenção. O mesmo mal que acomete muitos outros carros, sobretudo importados.

    • Hendel Marques

      Eu discordo dessa história de dono ruim. Corolla tambem tem dono ruim e vc vê raros casos de problemas. Quem tem troca pra outro, e aceita dar ate 110 mil num XEi hoje! Infelizmente a fiat nunca se equiparou a outras marcas concorrentes. Vide vectra que tinha tambem uma excelente reputação.

      • André Ricardo

        Apesar de não concordar com o seu ponto de vista, eu aceito numa boa, mas se corolla e civic fossem tão bons nunca teriam passado por recall, já tive os dois e não vi nada de extraordinário neles, muito pelo contrário.

        • Matafuego

          Recall não necessariamente é culpa da montadora, mas sim de terceiros. Vide o caso da Takata.

          • André Ricardo

            Concordo com vc tbém, existem os dois casos, estou dando minha opinião de ex-proprietário dos veículos com as experiências que eu tive.

        • Hendel Marques

          Eu vejo recall positivamente. Significa que a montadora percebeu o erro e está empenhada em resolver. Diferente da propria FIAT cujo Stilo por exemplo quebrava o cubo da roda traseiro, e o Tipo que pegava fogo e a muito custo demorou a acionar os recalls, isso porque pressionado pela comoção pública e/ou justiça.

  • R1 o comentário no1

    …Jetta primeira geração, Jetta Variant, Golf Variant, Up, Focus sedan, Sonic hatch/sedan, Spin…e por aí vai. Para quê ficar alimentando essa cultura de “carro bomba”, hein NA?

    • Verdades sobre o mercado

      Antes destes que você citou tem vários outros…. e up foi forçar a barra… Spin também…

    • Johnny Galvão

      Spin ruim de comércio? Aonde? Vai em qualquer aeroporto ou ponto de Táxi pra ver o pátio imenso de Spin que tem! No aeroporto de Guarulhos tem milhares, fazem ate Filas, parece um criame de capivara kkkkkk

  • rodrigosr

    A história do Polo tá bem mal contada hein…
    Na real, ele foi lançado perto do fim do IPI especial pra carros 1.0; assim ficava muito próximo em preço do 1.6, que era mais negócio .

    • 🅰🅽🅳🅴🆁🆂🅾🅽 – 🆂🅿® ✅

      Exato, morreu por ter preço praticamente igual ao 1.6, aí não justificava mais ter 1.0.

      • SDS SP

        Tirando os últimos colocados, vejo esses mesmos nomes há uns 10 anos em outras listas.

    • Nutz Nutz

      100% correto o seu comentário.

  • O Espero não é feio, aliás, ele se enquadra perfeitamente nos padrões estéticos de um típico carro bonito da GM da época. Mecanicamente é um Monza da Daewoo, inclusive padece dos mesmos problemas do Monza. O desafio é conservar as peças plásticas externas em bom estado, se depois de 10 anos a maioria delas já se deformavam, imagino com estão esses carros hoje em dia…

  • Ricardo

    A Ecosport 1.0 consegue subir ladeiras? Hahaha

    • ACELERANDO

      Era um motor turbo ( como diz no texto), porém sem injeção direta.
      Tinha desempenho razoável mas consumia combustível “como gente grande”.

      • Vizinho fala a mesma coisa do Fiesta Supercharger dele.

        • Alexandre

          Turbo ≠ Supercharger. São duas coisas totalmente distintas. O Supercharger é o que a linha Kompressor da MB tinha, nada a ver com turbo. É um mecanismo bem mais primitivo é acionado à correia dentada no motor.

          • Exatamente!
            O Fiesta que mencionei foi o New Edge de 2002 que tinha um compressor mecânico e não o New Fiesta que tem o 1.0 Ecoboost

  • Ricardo

    Se o Polo 1.0 fosse mais barato seria uma boa opção, mas R$ 15.000 é muito caro.

  • El Gato Negro

    O 408 está nessa lista por puro preconceito do mercado. O restante é bomba, realmente. O Marea é bomba, literalmente.

    • Itamar

      O 408 é um ótimo carro, sofre demais por conta de preconceito mesmo…

    • Djalma

      Está na lista por ter desvalorização alta, mas para quem não se preocupa com isso é um bom carro, espaçoso e confortável.

  • Davi Millan

    Me julguem, mas eu gosto do classe A! Se um dia eu encontrar um em bom estado eu pretendo comprar, mesmo sabendo que a manutenção é cara, mas não ligo.

    • Daniel

      Pois vá sem medo. Será um colecionável bacana e é um carrão no sentido literal. Bem cuidado não deixa na mão

  • FocusMan

    Curioso como essa lista foi formada hahaha. Adoro esses papos sobre bomba!

  • Henrique Valverde

    “Ele ainda concorre com outros chineses como Jac J3, Lifan 320 e Renault Sandero.”

    Vamos melhorar o português galera.

  • Pipo pipo

    Não sabia que haviam produzido Polo 1.0.

    • zekinha71

      Era a coisa mais rara de ver nas ruas, imagina hj, nasceu micão.

    • Pois é. Além do desempenho pífio, a diferença de preço pro 1.6 era muito pequena.

  • Darlon Anacleto

    Achei que fosse uma lista atual. Marea, Classe A? Carros de 15 anos atrás…

    • SDS SP

      Pois é, só pela idade o mercado já não irá absorver, por serem difíceis de financiar.

  • duhehe

    Alem de alguns modelos, tem algumas “configurações” que são um parto para passar pra frente também, Sedan medio manual e ou versão básica, carro sem kit dignidade, carro novo e muito rodado.

  • Rafael Straus

    Os cinco primeiros itens da lista praticamente não existem mais (inteiros). E quem tem, é praticamente um colecionador ou aficcionado/apaixonado pelo modelo.

    É chutar cachorro morto.

  • Pensei que iria ver New Beetle nessa lista. Curto demais ele.
    Quero trocar meu up! MPI mas o orçamento encurtou, tava pensando em me aventurar num carrinho desses de imagem tipo 500 ou New Beetle.

    • 💀GHOC💀

      Carro de são paulino.

      • Que cabecinha hein irmão!
        2018 e tu ainda ta nessa?

        • Mr. Pennybags

          Que besteira!

  • Alexandre Furtado

    Esse Chery Celer já é ruín de venda,,,para que colocar nessa lista…nem precisava

    • Xandy Paiva

      Temos um Celer aqui em casa, carro ótimo, confortável, completo e forte, pagamos bem abaixo na compra e na venda será a mesma coisa, é tipo matemática + com – no final cancela. Ou seja pelo que paguei , pelo tempo que vou usar e quando for vender, o valor vai ser justo.
      Pior e comprar carro zero por 80.000, e na hora de vender conseguir no máximo 40.000 com pouco tempo de uso.

      • Realmente o Celer nacional não emplacou por erro da então fabricante da época, e morrerá esse ano pq a CAOA quer carros de maior valor agregado, pois mais um facelift com melhorias a lá Etios, e uma boa propaganda, ressuscitaria o modelo.

  • filemonjr

    Podem me criticar, eu teria coragem de comprar um 408 pelo custo x equipamentos.

    • Diego

      Digo o mesmo. Já tive francês das 3, na faixa de valores de cada um não tinha nada equivalente nas “tradicionais”. Xsara Picasso 2011 rodei de 30.000 até 140.000 – sem problemas, Peugeot 206 2006 Feline de 110 a 140 e agora um clio sedan 2006 há 3 meses. Ano que vem será de Megane Grand Tour 1.6 2011, 2012 ou 2013 ou Megane Sedan 2011, 2012

  • SDS SP

    Esperava uma lista mais atualizada. Os 5 primeiros já fazem parte dessa lista de “micos” há anos.

  • Daniel Lacerda

    Só o Chery QQ (pelo menos aqui na cidade de SP) não está ruim de revenda não, conheço algumas pessoas que tiveram e outras que compraram.

  • Eduardo Sad

    Eu tenho um Corolla 2014 manual. Veja bem: um carro (em teoria) bom de Mercado, mas especificamente ruim nesta versão. O antigo proprietário me disse que quando anunciou, não aguentava mais perguntarem se era com câmbio automático. Mas sabe, mais vale um gosto do que um caminhão de chuchu. Se estou satisfeito, é porque a escolha foi certa!

    • Djalma

      Corolla com câmbio manual nem sabia que existia.

      • Eduardo Sad

        E o meu ainda é do modelo antigo. Do modelo novo (2015) ainda saiu uma meia dúzia da fábrica. Deve ser mais raro do que esse Polo 1.0 aí …

  • afonso200

    meu Azera 2011, os caras mandam Whats pra mim se nao to afim de vender, pelo menos 1x por semana tem contato perguntando se quero vender ou nao,,,,, e todos falavam que nao venderia nunca caso coloca-se a venda,,, o nissan Altima 2014 a mesma, coisa, pelo menos a cada 3 semanas 1 pessoa entra em contato

  • Mauro Banqueiro

    Hehehehe mesmo assim, terá louco indo comprar…

  • Ubaldir

    Aí o pessoal cria um “Cross Celer”, coloca o nome de Tiggo 2, e fica tudo resolvido… kkkkkk.

  • Wellinton Portugal

    Carro bom de vender foi meu uninho 96, anunciei na olx, no dia seguinte tinha 2 veinho brigando na frente de casa pra comprar rs, anunciei por 9k pq sabia que teria que baixar o valor, acabei vendendo pelos 9k msm, hj com o KA seminovo não terei tanta sorte rs

  • Danilo

    Essa lista poderia ser top 30, sobrou um monte de modelo que é quase um casamento.

  • Jossimar Pádua Júnior

    Até o Polo Sedan 1.6 é dificil de revenda, imagina esse 1.0. Tá difícil vender meu velhinho no particular.

    • Elizangela Oliveira

      O meu apareceu compradores em uma semana. Comfortline 1.6.

      • Jossimar Pádua Júnior

        Aparecer já apareceu, comprar que é bom ninguém compra. Fazem perguntas de curiosos. Isso pq tá abaixo da tabela. Só não deixo em CC pq pelo ano eles estão tirando 50% do valor

  • Elizangela Oliveira

    E aqueles citroens com aquelas suspensões modernosas (para a época), não deveriam estar na lista?

  • Christian Balzano

    Comigo foi com New Civic. Todo mundo falava que carro japonês era bom de revenda. Anunciei no WebMotors e só me ligavam agenciadores, oferecendo sempre 4 a 5 mil abaixo da FIPE. Fiquei quase 2 meses esperando. No final me rendi e acabei vendendo p/ esses caras pois precisava da grana.

  • Comentarista

    Acho que não é por acaso que existem carros ruins de revenda… São ruins ou pq quebram com com frequência ou pq não têm peças de reposição com preços competitivos, ou pq tem projeto inadequado. Carros franceses e chineses são bons exemplos disso.
    Nunca tive um carro chinês mas tenho um francês que justifica não ser bom de revenda.
    Mas é aquele velho negócio… compra-se barato, vende-se barato… e assim segue o mercado.

  • ‘Eduardo Oliveira

    “Espero vender esse carro.”
    Piadinha bem antiga que o povo fala quando vê um Espero. KKKKK’

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email