Hatches Listas Top 10 Mercado

TOP 10: Compactos que reúnem bom espaço em tamanho pequeno

Effa-m100 TOP 10: Compactos que reúnem bom espaço em tamanho pequeno

Alguns consumidores precisam de espaço dentro de um carro, mas por causa do tamanho da garagem ou por motivos psicológicos ou de estilo, desejam ter um veículo de dimensões reduzidas.



A fórmula é bem conhecida pelas montadoras, que em regiões do mundo, tais como o Japão, por exemplo, criaram veículos que apresentam tamanho diminuto, mas muito volume no habitáculo.

No Brasil não temos mais kei cars a disposição do consumidor, mas existem modelos que em parte usam a filosofia nipônica de espaço, enquanto outras apostam em soluções mais tradicionais e até mesmo fundindo dois segmentos em um só, tal como os “hatchvans”. Nesse caso, Effa M10, Chery Face e VW Fox se encaixam bem.

No TOP 10 que reúne alguns carros com bom espaço e pouco tamanho, a fórmula que utilizamos não leva em conta apenas preço, mas sim largura e altura grandes com comprimento pequeno, convertendo-se assim em um carro com espaço razoável por dentro, mas que não ocupa muito espaço no transito.

Confira abaixo, os 10 compactos que reúnem bom espaço em tamanho pequeno:

1) Effa M100 – 3.560×1.600×1.670 – R$ 24.980
2) Chery Face – 3.700×1.578×1.564 – R$ 27.490
3) Volkswagen up! – 3.605×1.645×1.500 – R$ 27.730
4) Nissan March Active – 3.780×1.665×1.528 – R$ 30.990
5) Nissan New March – 3.827×1.675×1.528 – R$ 32.990
6) Volkswagen Fox – 3.868×1.660×1.543 – R$ 35.070
7) Ford Ka – 3.886×1.695×1.525 – R$ 35.390
8) Hyundai HB20 – 3.900×1.680×1.470 – R$ 35.760
9) Toyota Etios – 3.777×1.695×1.510 – R$ 38.380
10) Citroën C3 – 3.944×1.708×1.521 – R$ 40.990

Galeria de fotos dos 10 compactos que reúnem bom espaço em tamanho pequeno:

  • Junoba

    O Effa M100 não é mais importado para o Brasil faz um bom tempo. Se você olhar em sites de vendas, só encontramos modelos até 2012, seja para qualquer veículo do grupo Uruguaio. Eles pararam de crescer no mercado, depois que foi desfeito a parceria com a Lifan. O lucro deles já era baixo, mas o governo reajustou o imposto para importados, então ficou inviável comercializar veículos aqui no Brasil.

    • Raul Cotrim de Mattos

      Uma pena! Seria meu próximo carro… Bati o olho e me apaixonei! Carro lindo!

      • Eu já havia me interessado no M100, até o teste das Quatro Rodas com a primeira versão, e depois conhecendo pessoalmente já na nova versão. Que carro horrível. Felizmente parou de ser comercializado aqui no Brasil, ao menos temporariamente.

        A Effa encheu o mercado com veículos de marcas de terceira, como Changhe, Hafei, JBC e outras, e agora vive da comercialização de peças para os mesmos, haja vista que a garantia já não cobria muita coisa, era relativamente curta (entre 1 ano a 3 anos, e entre 40.000 km e 60.000 km).

        Ao menos não faltam peças. Os pequenos caminhões e os ULC eles seguem montando em CKD na unidade de Manaus, conforme os pedidos das revendas.

        • Raul Cotrim de Mattos

          Horrível? Nem a Pininfarina faria melhor…

          • Se me falas de design, não o acho feio. Quando me referi a horrível, foi referente a qualidade dos materiais empregados no veículo, acabamento sofrível, mecânica fraca, desalinhamentos e etc.

    • Minerius Valioso

      O governo tem culpa na ridícula restrição para importados. Mas não dá para esquecer que o Effa foi muito incompetente. O carro chega a ter desempenho pior que a de um Corsa B sedã 1 litro 8V.

  • Tosca16

    Esse estilo do Effa M100 e dos Chery Face deveriam fazer mais sucesso; gostaria que a Chery em especial pensasse num modelo para substituir o Face com melhor qualidade construtiva seguindo a mesma proposta do antecessor; eu acho o Face um carro pra lá de legal pena que tem alguns probleminhas …

    • Leandro1978

      Effa M100 deveria fazer sucesso? O mesmo carro cujo teste de longa duração foi interrompido por falta de segurança? Depois reclamam de carro brasileiro… E o Face não fica atrás, com um vasto histórico de problemas comuns, que acometem grande parte dos proprietários. Inclusive “probleminha” nos freios, que têm causado batidas, inclusive com pt no carro. Este Top 10 deveria se chamar Top 8, porque não dá para considerar os dois primeiros.

      • automotivo

        Ele torce pra montadoras chinesas, deve ter suas razões, sei lá vende-as, etc. Já eu tenho motivos (e muitos) pra não apreciá-los trabalho com as peças chinesas, mas não usaria, só se não tiver outra substituta.

        • Tosca16

          eu não trabalho com nada chinês, só gosto das montadoras e torço por elas… já trabalhei com área de PET num destes truck’s chineses… nunca vendi, não tenho concessionária e nem ligação as marcas de lá …

      • Tosca16

        Eu disse o estilo, não o modelo em si… leia lá acima, e reafirmei que o Face por exemplo deveria ser substituído por um de melhor qualidade . Não façam críticas sem ler, antes leiam bem o que eu escrevi .

        • Leandro1978

          Eu li, sim, o seu comentário. E reafirmo, esses dois modelos não servem nem como “estilo”, carros péssimos, de baixa qualidade, que fazem os nossos piores carros parecerem bons, não servem de referência nem para “estilo”. Prefiro um Uno Mille a estes chineses. Quem sabe um dia, quando melhorarem e tiverem um mínimo de qualidade, sirvam de referência para algo. Hoje não.

          • Tosca16

            você abusa de preconceitos, o carro ser ruim não muda a concepção acerca do seu estilo; como bem dito na matéria acima são compactos com bom espaço interno; e em relação ao Face o mesmo não é de todo ruim não, pelo contrário…

            • Leandro1978

              Que preconceito o quê! Preconceito é o que muitos têm aqui, ao criticarem certos modelos, reconhecidamente bons, apenas pelas marcas. Falo com conhecimento de causa! Além disso, basta procurar um pouco os comentários de quem tem. E conheço pessoas que tiveram o M100 e o Face para nunca mais terem chinês. Já disse várias vezes aqui, a maioria dos chineses atualmente são descartáveis. Claro que irão melhorar e eu acredito nisso, inclusive, acho que poderão a ser referência, como, p.e., os coreanos hoje o são, mas não agora, isso deve ocorrer nas próximas gerações. Não agora.

              O Face não é ruim? Fala isso para os donos que bateram os seus carros por falhas nos freios…

              Além disso, acho engraçado alguns comentários. Levam em consideração o “estilo” de determinados modelos para julgar se o determinado modelo é bom ou não, não se importando com qualidade, mais nada. Basta o “estilo”. Agora, com um modelo reconhecidamente ruim, e não sou eu falo, mas o mercado, falam que serve de referência… Deve ser brincadeira, né?

              • Tosca16

                Eu conheço pessoas e não são poucas que estão justamente indo na contra-mão destes … Especialmente o público feminino aqui tem aprovado o Face, vejo não poucos nas ruas e dos amigos e amigas que tem todos me falam relativamente bem do carro; uma professora minha saiu de um Corsa Wind para o Face e só tem elogios; claro que qualquer carro mais novo é melhor que aquele GM que ela possuía, mas de ter um veículo novo, com ar, direção, travas elétricas e demais opcionais de fábrica por um preço convidativo é um prato cheio. E sobre o estilo em si, proposta e seguimento tem que ser levado em consideração sim; claro que somado à isso tem que ter uma qualidade aceitável. O Face deveria ser substituído, por um modelo totalmente novo que siga a mesma proposta daquele antecessor .

                • Leandro1978

                  Agora concordamos em algo, ele deveria ser substituído por outro novo, com maior qualidade.

                  • Tosoobservando

                    Chery Celer, seu substituto no Brasil.

                    • Tosca16

                      como infelizmente as faixas de preços se assemelharam e é nítida a melhor qualidade do Celer como também o marketing neste modelo a marca fez um canibalismo interno; e muitos não pegaram o Face por que há tempos sabemos de sua descontinuidade em nosso mercado, imagina comprar um chinês que não será mantido na gama ? E a reposição de peças ? Esses foram os fatores que derrubaram o Face, mas em proposta o Celer não deveria concorrer com este modelo em nada .

                    • Tosoobservando

                      Sim começaram com o S-18 que foi um fracasso mas tirou vendas do Face, por ser preço e proposta similar. E outra o que vende mesmo da Chery é o QQ, mas agora com o Celer nacionalizado e futuramente o QQ novo, eles vao ser players fortes, pq o produto é bom e é so meterem promoções como fazem ja, que vende igual pao quente.

                    • Tosca16

                      e o S-18 mesmo com uns problemas nos pedais em algumas unidades se mostrou infinitamente melhor que o Face, QQ e há quem diga Celer atual . Direção precisa, câmbio bem escalonado, acabamento ligeiramente melhor … contras é o design, engraçadinho para alguns ; feioso para a maioria e especialmente o painel centralizado típico de projetos de baixo custo .

                    • Tosoobservando

                      Sim é algo que resolveram completamente no novo Celer, que ja vira reestilizado e para o mercado local (tomara que nao tirem equipamentos), o QQ 2015 e o novo Tiggo.

                    • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

                      O S-18 é um carro “primoroso” se comparado ao LIXO do Face. A qualidade construtiva é maior, o interior tem acabamento melhor, tudo nele é superior. Resolveram deixar de trazer ele porque certamente o Face dá mais lucro, afinal é produzido com materiais de qualidade mais baixa e vendido pelo mesmo preço do S-18, que é/era de uma submarca mais “premium” da Chery, a Riich, e consequentemente um pouco mais caro de se produzir.

                    • Gu.

                      Essas afirmações, sem referência, parecem mais um tipo de especulação, pra não dizer que da a impressão que você é um proprietário do S-18 que ficou triste com o fim da importação do mesmo.

                    • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

                      E você é proprietário do Face lixoso pra ter se ofendido?
                      Não tenho um s-18 e muito menos um xing-ling mas qualquer pessoa sem deficiência visual ao entrar nos dois carros comprova o que eu disse. A referência sou eu mesmo, que pude comprovar a absoluta falta de qualidade do Face de perto com um vizinho que comprou em uma tacada só um Face e um Cielo, outra porcaria.

                    • Gu.

                      Parei de ler quando disse que a referência era você mesmo… Não me sinto ofendido de forma alguma, até porque não tenho motivo algum. Enfim, fique à vontade para fazer suas considerações, deixo meu primeiro comentário como resposta.
                      Abraço.

                    • Edson Fernandes

                      Bem…. vamos ser justos: A Chery se canibalizou por si só.

                      O S18 mesmo tendo qualidade superior ao Face, nunca deveria ter custado igual. Na verdade ele era mais caro, mas até o QQ era superior ao Face nesses aspectos de montagem.

                      Para mim, eu nunca entendi a estrategia da Chery qdo trouxe o S18. Pois, faria sentido se tivesse os preços assim:
                      QQ – 22900 (ou menos)
                      Face 25900 (ou menos)
                      S18 28900 (ou menos)

                      Traria um degrau de preços que faria o consumidor entender cada produto. De fato para quem conheceu os dois produtos, sabe que o S18 era uma baita evolução se comparado ao Face. Era mais ergonomico, mais silencioso, melhor montado, já existia uma filosofia de estilo da marca e ainda mais acertado dinamicamente.

                      O Celer saiu um compacto espaçoso em que a Chery novamente não sou aproveitar o potencial do carro. A propaganda dizendo de compacto completo e com motor maior foi legal, mas faltou trabalhar a propaganda disso. O modelo que está para sair atualizado, só muda esteticamente, portanto, não espere mlehorias da agua para o vinho, ainda que o visual tenha sofrido uma repaginada muito boa. Acredito que o interior pode ser o melhor destaque do Celer atualizado.

                      Só acho que a Chery deveria repensar esse modo de atuar no mercado, pois ainda está bem fraco e seus produtos não possuem nenhuma eivdencia que estão interessados em vender para mostrar qualidade.

                  • Tosca16

                    foi o quê eu disse desde lá no 1° comentário; do Face só queremos a proposta de hatchvan …

              • Tosoobservando

                Kra esse ano mesmo vao começar a produzir na Chery o Celer nacional e o QQ ano que vem, vc ja leu sobre isso? kkkkkk nunca li tanta bobagem num comentario, ta pior que as avaliações do Vrum sobre carros chineses, criticam tudo, mas tudo mesmo, como se os nacionais fossem um primor.

                • Leandro1978

                  E nacionalizá-los vai aumentar a sua qualidade? Cara, agora eu que nunca li tanta bobagem! Não, realmente chega a ser ridículo certos comentários. Se o Golf é nacionalizado, alguns vêm falar que “certamente” sua qualidade “cairá”. Agora, quando um chinês é nacionalizado, a sua qualidade “aumentará”! Só rindo mesmo! É nessas horas que vejo os típicos torcedores agindo, criticando sem base alguma!

                  • Tosca16

                    Uma coisa é certa, em si tratando dos chineses a perspectiva é de pela primeira vez um nacionalizado melhore em qualidade construtiva, a Chery por exemplo com ex-funcionários da GM pode melhorar suas linhas de montagens . E é certo, não sejamos radicais que se há uma indústria que aprende com seus próprios erros e quer a todo custo desmistificar sua má qualidade são os chineses; investimentos não faltam.

                    • Leandro1978

                      Sem, dúvidas, mas isso leva tempo.

                    • Tosca16

                      só que os analistas já cravam que os chineses levarão bem menos tempo que os demais , que outrora tiveram as mesmas dificuldades . o mercado chinês é absurdamente convidativo, parcerias e mais parcerias e muito $$$$ agilizam e muito o aprendizado numa indústria tão antiga como a automobilística . Eu sinceramente analisando os últimos salões de Xangai , as parcerias e demais investimentos não dou 10 anos para estarem no mesmo nível que Coreanos por exemplo…

                  • Tosoobservando

                    Voce ja andou num Celer pra falar dele? E outra o Celer nacional ja vira atualizado.

                    • Leandro1978

                      Cara, diferente de muitos por aqui, não saio criticando sem embasamento.

                    • Tosoobservando

                      Entao vc afirma que ja andou no Celer nacional do qual a primeira unidade mal saiu da fabrica, por isso esta criticando?

                    • Leandro1978

                      Onde eu afirmo isso, meu caro? Eu estou falando do importado, que já fiz test drive e dirigi o de um colega.

                    • Tosoobservando

                      E eu desde o inicio falei do novo projeto, o modelo que sera fabricado aqui a partir de dezembro, pq os que estao mostrando ainda sao prototipos feitos a mao praticamente.
                      E ninguem nunca disse que a qualidade do Golf cai qd nacionalizado, apenas cortam equipamentos e colocam motores desatualizados, para o “gosto” local. Assim como ja perdeu alguns por vir agora do Mexico.

                    • Leandro1978

                      “Ninguém nunca disse que a qualidade do Golf cai qd nacionalizado”? Acho que vc precisa “observar” melhor os comentários…

      • Junoba

        Eu acho que a Quatro Roas exagerou, dizendo que parou o teste por falta de segurança. Pelo oque eu entendi nos vídeos, é que a CSS não prestava um bom serviço, e não resolvia os problemas. E sempre que eu comentava algo do tipo nos vídeos do canal deles no Youtube, eles retiravam meu comentário…

        • Anderson Lemos

          “…projeto defasado, uso de materiais de baixa qualidade e assistência prestada por uma rede pequena e despreparada. Reprovado em todos os itens analisados, o M100 teve um dos piores desempenhos da história do Longa Duração” QUATRO RODAS NOVEMBRO 2009
          POR PÉRICLES MALHEIROS.

          Fazendo papel de advogado do diabo né…

          • Junoba

            Claro que não colega. Não estou defendendo o carro. Não conheci as primeira unidades, e não sei como é a qualidade dele. Mas acho que depois que a Suzuki começou a supervisionar a produção do modelo e quando chegou reestilizado, melhorou em alguns aspectos.

            E ele não foi reprovado em todos os itens analisados. Um cara da Quatro Rodas disse que o motor dele estava bom.

            Enfim, não tenho esse carro e nem pretende ter. Muita gente já me zombou aqui no NA, dizendo que eu não sabia de nada, porque eu uso o M100 no meu avatar, coisa que não tem nada a ver. Isso mostra como o preconceito é grande com os carros chineses.

          • Leandro1978

            Não. Não tem como defender algo assim. O engraçado é que criticam tanto certos modelos, em conformidade com o que há de melhor na Europa, e falam em “exagero” nas críticas a um carro como o Effa M100. Não dá para levar a sério isso.

          • Minerius Valioso

            Adorei a crítica. Nem parece ser a Quatro Rodas.

            Quem sabe com essas críticas, as marcas não tomem vergonha na cara, e que sirva de exemplo para outros incompetentes.

        • Leandro1978

          Exagerou nada! O colega até cita os problemas do carro. Desculpe, mas não dá para defender algo assim.

        • Com a crise financeira do grupo abril, sempre vejo as análises com ressalvas.

          • Leandro1978

            Sei, é o típico comentário de quem elogia algo enquanto a marca adorada não é criticada, quando o é, passa a criticar o instituto e não rever os conceitos. É nesse caso, é o caso do Latin NCap com o up e por aí a fora, preferem acreditar em qualquer besteira que aparece a procurar os fatos.

            • Não disse que não acredito Leandro. Disse que tenho ressalvas, o que é diferente…

              Não tenho apego a marca ou segmento de carro algum, veja tenho um Polo, mas nem por isso deixo de reconhecer que o motor é antiquado ao carro e muito menos defender os substitutos fox e voyage…

              Já tive Ford e VW e provavelmente vou para a Peugeot (308 THP).

              Agora se acredita piamente em tudo o que a quatro rodas diz, boa sorte…

              • Leandro1978

                O engraçado, é que, para muitos, estas “ressalvas” vêm depois de determinados resultados… geralmente quando a marca preferida vai mal e/ou a odiada vai bem….

                Eu tenho discernimento de questionar muitas coisas deles, principalmente quando dão a vitória a determinado modelo por ser mais novo, sem que tenha se destacado em desempenho, equipamentos, espaço interno, etc. Algo relativamente comum. Além disso, algumas vezes, eles dão a vitória a determinado modelos devido a quesito que pode não ser tão importante para mim, mas isso não me faz sair questionando o resultado do teste e falando em matéria “comprada” ou algo do gênero, algo muito comum que ocorre por aqui. Agora, ó engraçado é que põem em cheque publicações com décadas de mercado e colocam como verdade absoluta besteiras que qualquer “zé-mané” publica na rede.

                • Nisso concordo contigo. Apenas disse que não acredito piamente quando é um esculacho muito grande ou quando o elogio é demais…

                  Eu mesmo já disse aqui no fórum, do meu descontentamento com o J3 em uma apresentação no shopping…

        • Tosca16

          Eu não curto essas revistas por N motivos, mas não foi essa tal de 4 Rodas que reprovou o EcoSport e aprovou o tão aclamado, só que não JAC J3 ?

          • Leandro1978

            O que uma coisa tem a ver com outra?

            • Tosca16

              vejamos bem que o J3 é mais um chinês, que há o mesmo preconceito que os demais e muitas reclamações até nos fóruns… tirou notas horríveis no Crash-Test e passou com imenso louvor no teste da revista; e o EcoSport fora reprovado demasiadamente, um carro de uma marca consagrada e que tem vendido bem; já que o lider no seguimento . A questão é duvidaram do J3 ter sido aprovado, e questionam e muito se o EcoSport é tão ruim como se mostrou na revista… no mínimo são questionáveis os dados; há quem diga que a JAC comprou o teste … e viva as polêmicas kkkkkkkkkkkk

              • Leandro1978

                O fato de um ser chinês e outro nacional não tem nada a ver, pois os modelos são avaliados de acordo com o que ocorre durante o teste. Ou seja, se um modelo apresenta muitos problemas, tem problemas na rede, etc, é isso que vai influenciar no resultado, não o fato de um ser de um país ou outro. Além disso, basta ler o resultado das avaliações feitas para ver que o resultado de ambas são suportados. Aliás, se vc se deu ao trabalho de ler o teste do Ecosport, viu que teve problemas de carbonização excessiva no motor, vedação deficiente, suspensão ruidosa, acabamento sofrível, porém eles comentam que os problemas não condenam o projeto e que a Ford já assume a correção de parte deles por meio de boletins técnicos de serviço distribuídos à rede. Mas foi o suficiente para reprovar o modelo. No caso do J3, o motor e cambio chegaram aos 60 mil km em perfeito estado, além de não apresentar outros problemas que não comprometessem. Em relação às autorizadas, eles até comentam que pode ter acontecido deles descobrirem que o modelo era da revista, mas ao consultarem outros proprietários, confirmaram o bom atendimento como padrão. Feito isso, por que reprovar o carro? Só por ser chinês? Questionável é quem fica dizendo que o teste foi “comprado” sem prova alguma… Aliás, muito comum por aqui…

                • Tosca16

                  Eu não confio perfeitamente nestas publicações mas não creio eu que as mesmas sejam descaradamente compradas… o caso do J3 foi emblemático por ser um modelo que muitos aqui tem um pé atrás e o EcoSport foi uma triste surpresa o seu pífio resultado; ser chinês ou não não deveria interferir, concordo contigo na imparcialidade que deve ser as avaliações mas é aquela será que podemos confiar plenamente no que fora dito ? Eu não acredito em tudo mas também não digo que é mentiroso os dados … por isso que eu fico mais com minhas avaliações pessoais, de amigos meus e de pessoas de minha confiança .

                  • Edson Fernandes

                    Bem…. eu só acho que devemos ter um senso critico. Foi como o Leandro disse… algumas avaliações, a pessoa fala mais ou menos assim (li uma de uma revista que assinei qu enão é muito conhecida e recebo de tempos em tempos uma avaliação por email dessa revista):
                    – i30 1.8 (de entrada) x 308 THP

                    “O i30 é mais confortavel, mais espaçoso e quem espera bom desempenho, deve dar preferencia a ele. Quem prefere um pacote mais completo de itens de série, uma pegada mais esportiva e um carro mais duro, deverá escolher o 308”. A escolha da revista foi do i30, mais caro, menos completo, com menos itens de segurança e porque no trajeto da cidade se mostrou mais economico (0,5l e motor que a avaliadora diz andar menos, muito menos) sem avaliar na estrada.

                    Sério… eu reclamei na hora para a revista porque não é possível que o senso critico seja só avaliado por meios emocionais. Temos que ter um pouco de racionalidade. Temos que balizar tudo que um carro possa nos oferecer. Eu teria de pagar R$93000 num i30 para ter o mesmo que um 308 THP oferece. Não me parece um exagero? Pois é… mas mesmo assim a avaliadora escolheu o i30.

                    Por isso eu falo, independente do que é escrito, devo avaliar aquilo que é melhor e segue meu gosto. Eu de fato prefiro conforto, mas iria repensar muito na questão do que o carro poderia me oferecer e nem pensaria duas vezes no Peugeot.

                    Acredito que para a 4 Rodas que usa várias pessoas para avaliar deveria ser igual para quem lê. O mesmo deve valer para a Auto Esporte e Best Cars (ainda que essa ultima seja referencia na minha opinião, porque eles não se limitam a falar das reações dos condutores, mas passar o comportamento do carro e a parte técnica do mesmo).

                    • Tosca16

                      concordo contigo…

      • Jorge Osório Cortese Magalhães

        Entendi que Tosca16 se referiu ao conceito destes carros, bem pequenos mas com razoável espaço interno.

        • Leandro1978

          Eu entendi, sim, o que ele disse. E não concordo. Não servem como referência para nada. Carros péssimos, com baixa qualidade construtiva. O dia em que melhorarem podem servir de referência para algo, até lá, não devem servir de referência nem como conceito.

          • Junoba

            Existem muitos carros chineses que são uma porcaria. Mas nem todos são assim.

            • Leandro1978

              Sim, realmente, mas não é o caso destes dois.

              • Junoba

                A Effa já teve seu tempo no mercado, e não volta mais. Até que existem algumas unidades 2012 encalhadas sendo vendidas, mas não valem muito a pena. Eles até criaram um site de vendas de peças um tempo atrás, mas foi tarde demais. Eles praticamente deixaram o mercado. E não dão sequer notícias se tem planos para o Brasil. Lembrando que eles tem uma fábrica abandonado em Manaus.

                • automotivo

                  Por isso o pré-conceito, ninguém sabe quanto tempo eles ficaram no Brasil… só um louco, ou um preço muito baixo pra alguém comprar um carros desses, e alguns outros.

                • Edson Fernandes

                  Bem… eu fico imaginando…. vc compra o Effa M100 por quanto? Eu só me arriscaria se custasse R$5000 ou menos. Explico:É um carro que não tem comprador no futuro e quem comprar de vc, vai comprar por pena e eu te digo isso porque um colega teve um e quase fez golpe no seguro para ter dinheiro. No final vendeu por R$8000 um carro que pagou R$21000. (3 anos depois).

                  Não houve qualquer problema com o carro, só que precisaria utilizar para a estrada e o carro era extremamente instavel. Tanto que ele vendeu o Effa para comprar um Mille acredite ou não.

                  • Junoba

                    Em termos de design, eu acho o M100 bem melhor. Não sei se o acabamento do chinês é pior, mas ele tem aparência mais moderna do que o da Fiat.

                    No final do ano passado eu vi um M100 2011 sendo vendido por R$9.500. Pra quem quiser ficar como carro por muito tempo, e usar pra andar dentro da cidade, acho uma boa opção.

                    • Edson Fernandes

                      E como vc faria manutenção? E como seria para por um seguro? E como seria para revender depois? E veja… eu não sou contra a compra…. até porque não tenho carros bons de revenda… mas é que esse é casamento para a vida certo….

          • Gu.

            Também entendi que a matéria se refere a carros pequenos com razoável espaço interno, não entendo porque tanto mimimi…Se os dois primeiros não servem como referência, considere outros, ora. A lista tem 10.

        • Tosca16

          é uma proposta bem interessante e nessa faixa de preço atraente para pequenas famílias que também não necessitam mais que isso… Um veículo novo, com melhor qualidade e mantendo o preço menor que 30 mil reais venderia bem; e o Chery Face atual tem um motor 1.3 que é sem sombra de dúvidas “esperto” comparando-o com 1.0 e isso é um diferencial já que não vejo por menor que isso motores acima de 1.000 cilindrada .

  • Fabrizzio Cedraz

    Compactos e subcompactos? Temos que começar a diferenciar as categorias, existem muitas diferenças… E o Sandero? Deveria estar na lista se levarmos em conta a chamada da matéria.

    • Como o Sandero tem mais de 4 metros, ele ficou de fora, bem longe de entrar na lista.

  • Minerius Valioso

    “3) Volkswagen up! – 3.605×1.645×1.500 – R$ 27.730”

    Se o carro tem bom espaço interno, então para que comprar essa aquela porcaria da Chevrolata, e se ferrar em consumo, desempenho e segurança?

  • pedro rt

    esse m100 e uma bosta, foi reprovado aos 40mil km na 4rodas… carro chines bom de verdade so os da brillance/emgrand q acabaram de chegar ao mercado

  • !Marcelo Surf!

    esse effa ainda existe?

  • Vattt

    Apesar do espaço externo maior um pouco, preferia um Sandero! E entre esses da lista ficaria com a melhor oferta R$ do C3 ou Fox, o resto descarto!

  • LeandroBalmant

    Esperava carros como Sandero e Agile nessa lista.

  • Hernan Carlos Granda

    Up bom espaço?, nas plazas traseras e imposibel que uma persona este com comodidade alí.

  • Idmar Boaventura

    Na matéria sobre as vendas de setembro, quando comentava sobre as vendas do Up!, (https://www.noticiasautomotivas.com.br/os-carros-mais-vendidos-de-setembro-de-2014/) o moderador do NA afirmou que o Up não pode ser chamado de compacto, mas de subcompacto (que, para mim, como categoria, não existe). Agora, nessa matéria, o NA coloca o mesmo Up! como compacto, ao lado de outros como Ka, March e até C3!

    • Nesta matéria o título “compactos” inclui qualquer carro de tamanho compacto, que não é médio nem grande. Daqui a pouco vamos ter que fazer títulos do tipo “Compactos e sub-compactos que reúnem bom espaço” só para agradar os chatos de plantão.

      • Idmar Boaventura

        Chato de plantão? Então é assim que o NA considera os leitores que discordam de alguma ideia? E numa discussão sobre um assunto cujas colocações foram meramente subjetivas? Não vi nenhum critério técnico, nem aqui nem no post anterior, que defina o que seria um “subcompacto”. Chato é um site com a qualidade do NA lidar desse jeito com o dissenso.

    • Hernan Carlos Granda

      no mundo e mais facil. segmento A (up), B (gol), C (focus), D (508), E (chrysler 300), isso para carros

  • Edson Fernandes

    Não por nada… mas chamar o C3 de compacto espaçoso parece um exagero. Porque em medidas ele pode ter, mas é fato que é um dos carros mais apertados do mercado para os passageiros do banco traseiro.

    Pelo menos é o que acontece com meu C3 e o do meu cunhado que já é do modelo vendido atualmente.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend