Listas Top 10 Mercado

TOP 10: Carros mais baratos com câmbio automático ou automatizado

TOP 10: Carros mais baratos com câmbio automático ou automatizado

Quais são os carros mais baratos com câmbio automático vendidos no Brasil? Cada vez as montadoras estão lançando carros com a opção de câmbio automático. A praticidade de ter esse tipo de câmbio é inegavel nas cidades congestionadas. Nas estradas tambem traz conforto, e melhor ainda se vier com piloto automático, assim ele manterá a velocidade programada. Já em cidades pequenas ou sem muito congestionamento o câmbio manual pode ser mais divertido como alguns falam.


Olhando a lista abaixo, fica visivel que os câmbios automáticos sempre vem acompanhado com um motor mais forte, além do conforto, isso se deve ao fato dos câmbios automático roubar um pouco da potência, prejudicando o desempenho do veículo.

Nesses casos devemos lembrar que existem no mercado os câmbios com 4 marchas, 6 marchas, etc. Isso sem falar no excelente câmbio CVT, câmbios de dupla embreagem, etc.

Carros mais baratos com câmbio automático


1) Fiat Mobi Drive 1.0 GSR: R$ 46.790

O Fiat Mobi é hoje o carro com câmbio automatizado mais barato do Brasil. O pequeno da marca italiana tem motor Firefly 1.0 nessa versão Drive GSR, entregando 72 cavalos com gasolina e 77 cavalos com etanol. O propulsor de três cilindros com seis válvulas utiliza um câmbio manual com gerenciamento eletrônico para mudanças de marcha e acionamento da embreagem, que também é tradicional.

No Drive GSR, o câmbio tem opções manual e automática, sendo que nessa ainda existe a opção Sport. Essa função é interessante, pois ela não apenas altera o tempo de troca de marchas, mas muda a programação de funcionamento do motor, fazendo com que ele entrega mais potência e torque de forma mais rápida, garantindo assim uma desempenho melhor que o esperado.

2) Toyota Etios Hatch X 1.3: R$ 52.390

Básico ao extremo, o Toyota Etios X é o automático mais barato do Brasil. Seu câmbio é antiquado e tem apenas quatro marchas, bem longas, por sinal. Ele não possibilita trocas manuais nessa caixa, que é puramente automática. Também não há opção de modo Sport. O hatch da marca japonesa é bem simples, não tendo nem rádio, por exemplo.

Mas, para quem prefere um carro básico e automático ou ainda de um veículo para transporte por aplicativo, o Etios X serve bem. Ele tem um bom motor 1.3 de quatro cilindros Dual VVT-i com 88 cavalos na gasolina e 98 cavalos com etanol. O motor entrega 12,5 kgfm no derivado de petróleo e 13,1 kgfm no combustível vegetal, ambos a 4.000 rpm.

3) Volkswagen move up! 1.0 I-Motion: R$ 52.710

O Volkswagen move up! é outro popular com câmbio automatizado e preço competitivo. O hatch tem motor EA211 1.0 MPI de três cilindros feito inteiramente em alumínio. Com 75 cavalos na gasolina e 82 cavalos no etanol, ele entrega até 10,4 kgfm de torque com etanol, garantindo uma boa resposta do rodar.

O sistema automatizado é da Magneti Marelli e é feito por alavanca, diferente da Fiat por botões, tendo ainda opção de troca manual, mas sem opção de modo Sport. O sistema é vantajoso pelo conforto em não mudar marchas, mas incomoda nas trocas de marcha, por conta do acionamento da embreagem, que corta sensivelmente a força do motor.

4) Volkswagen Fox Connect 1.6 I-Motion: R$ 53.390

No Volkswagen Fox Connect 1.6 I-Motion, o motor é o velho EA111 1.6 MSI com cabeçote de oito válvulas, entregando 101 cavalos com gasolina e 104 cavalos com etanol, além de 15,4 kgfm no primeiro e 15,6 kgfm no segundo, ambos em 2.500 rpm, o que é muito bom em termos de saída e economia.

Já o câmbio automatizado I-Motion tem cinco marchas e vem com o modo Sport, inexistente no move up! I-Motion. Ele também oferece trocas manuais através de paddle shifts no volante, que são bem úteis, visto que é com eles que se obtém melhor performance nesse sistema, sem muita perda de força.

5) Chevrolet Onix Advantage 1.4: R$ 53.990

O hatch é o carro mais vendido do Brasil e tem emplacamentos expressivos. Agora, na versão Advantage, oferece câmbio automático de seis marchas (GF3-6) por um preço menor que a versão LT. Essa caixa de transmissão não tem modo Sport, mas possui mudanças manuais através de um botão na própria alavanca.

O Onix Advantage tem ainda motor SPE/4 1.4, que é o antigo Família I da GM dos anos 80. Esse pequeno motor de quatro cilindros com cabeçote de oito válvulas entrega 98 cavalos com gasolina e 106 cavalos com etanol, além de 13,0 kgfm na gasolina e 13,9 kgfm no etanol. É desatualizado, mas a última reengenharia o fez cumprir as metas de consumo e emissão.

6) Citroën C3 Tendance 1.6 EAT6: R$ 55.990

O Citroën C3 perdeu expressividade nos últimos anos, sendo revitalizado pelo motor Puretech 1.2 de três cilindros. Para atrair mais atenção, o hatch passou a oferecer apenas transmissão automática quando com o motor 1.6 16V StartFlex. Isso permite que o consumidor que procura um carro automático possa encontrar um modelo com potência e desempenho adequados.

Com 115 cavalos na gasolina e 118 cavalos no etanol, o motor entrega também 16,1 kgfm nos dois combustíveis. Atualizado, ele ficou mais econômico. Já o câmbio automático tem seis marchas e três modos de condução: Eco, Normal e Sport. Além disso, permite mudanças manuais na alavanca. O modelo tem ainda o para-brisa panorâmico Zenith e interior com multimídia dotada de Apple Car Play e MirrorScreen

7) Fiat Uno Way 1.3 GSR: R$ 55.990

O Fiat Uno anda sendo pressionado na gama da marca italiana. De um lado, o Mobi vendendo muito bem. De outro, o Argo emplacamento igualmente bem. No meio dos dois, o hatch perdeu atração e deve perder versões para favorecer especialmente o segundo. Equipado com o bom motor Firefly 1.3 de oito válvulas, o modelo entrega 72 cavalos com gasolina e 77 cavalos com etanol.

No caso do GSR-Comfort, o câmbio automatizado dispõe de paddle shifts no volante e modo Sport, sendo acionado por botões num console, no melhor estilo Ferrari. O sistema possui gerenciamento eletrônico que permite memorizar a condução do motorista e ter respostas mais rápidas, além de possibilitar que o veículo fique levemente acelerado no anda-e-para do trânsito e em aclives suaves.

8) Nissan March SV 1.6 CVT: R$ 56.990

O hatch da marca japonesa é feito em Resende-RJ. O March é um carro bem leve e ágil, especialmente com motor 1.0 de três cilindros, mas sua versão 1.6 de 111 cavalos e 15,1 kgfm funciona muito bem com a proposta do carro. O modelo tem um design interessante, embora já tenha sido substituído na Europa por uma nova geração.

Seu câmbio CVT não possui simulação de marchas, mas tem modo Sport. O March CVT tem uma boa performance e economia de combustível, sendo um compacto bem confortável e com boa dirigibilidade. O conjunto foi desenvolvido para se adaptar ao panorama nacional, tendo suspensão bem calibrada e curso aceitável. O hatch da Nissan tem um preço bem competitivo com câmbio automático.

9) Toyota Etios Sedan X 1.5: R$ 57.220

O sedã compacto da Toyota tem um porta-malas enorme, com 562 litros. Apesar do enorme volume, o modelo tem somente 2,55 m de entre-eixos. O bom aproveitamento de espaço também é verificado no interior. Com bom volume interno, o Etios Sedan agrada, mas o acabamento é fraco. Há muitos materiais baratos e mesmo após a renovação visual, o produto não esconde seu custo baixo de produção.

Equipado com motor 1.5 Dual VVT-i, atualizado recentemente, o Etios Sedan automático entrega 102 cavalos com gasolina e 107 cavalos com etanol, além de 14,3 kgm e 14,7 kgfm, respectivamente com os dois combustíveis, bem como obtidos em 3.100 rpm. O propulsor ainda trabalha com uma desatualizada caixa automática de quatro marchas sem mudanças manuais ou modo esportivo. O desempenho geral é bom, mas ainda fica devendo por conta da limitação do câmbio.

10) Hyundai HB20 Comfort Plus 1.6: R$ 58.200

O hatch da marca sul-coreana é exclusivamente brasileiro, sendo feito em Piracicaba-SP, de onde saem também o sedã HB20S e o crossover Creta. O HB20 automático na versão Comfort Plus é a opção mais em conta na marca. Ele vem equipado com o motor Gamma 1.6 16V aspirado e com tecnologia flex, ainda por tanquinho de combustível.

Esse propulsor entrega 122 cavalos com gasolina e 128 cavalos no etanol, tendo ainda torques de 16,0 kgfm no primeiro caso e 16,5 kgfm no segundo combustível, atingidos em 5.000 rpm. Mas o câmbio automático é de seis marchas e tem modo Sport, além de opção de trocas manuais, que o tornam bem versátil. Com uma proposta bem atraente, o hatch só peca por ainda ser muito mais caro que os concorrentes. Pena que o 1.0 Turbo não tem câmbio automático disponível, pois seria a melhor escolha.

Obs: Os preços acima foi consultado nos sites das respectivas montadoras, e os valores podem não ser os mesmo praticados nas concessionárias.

Texto do leitor Lucro Brasil

TOP 10: Carros mais baratos com câmbio automático ou automatizado
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email