Listas Top 10 Mercado Preços

Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

carros-1.0-turbo-mais-caros Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

Hoje em dia, com os aumentos expressivos aplicados pelas montadoras em seus modelos, é raro encontrar carros oferecidos a preços em conta. Até mesmo os automóveis com motor 1.0 litro, que anteriormente tinham preços convidativos em relação aos exemplares mais potentes, já não estão tão atraentes assim.



No entanto, os modelos passaram a oferecer lista de equipamentos mais recheada e alguns deles contam até com motorização turbo, que muitas vezes superam em potência e torque alguns propulsores aspirados de maior cilindrada.

Para mostrar os preços estratosféricos dos carros “mil”, separamos os 10 mais caros à venda no mercado brasileiro, considerando tanto os modelos turbo como os aspirados. Confira:

1) Volkswagen Golf Comfortline 1.0 TSI – R$ 74.990

volkswagen-golf-comfortline-10-tsi-impressões-NA-96 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

O Golf na versão Comfortline 1.0 TSI é superior em praticamente todos os aspectos em relação aos demais modelos desta lista, já que se trata de um hatch médio (os demais são hatches ou sedãs compactos). E por conta disso, é o mais caro: a Volkswagen pede quase R$ 75 mil pela nova versão do carro.

O motor que equipa o Golf é um 1.0 TSI, o mesmo do up! (mas com uma série de alterações, como carcaça do turbocompressor mais robusta, novas válvulas de escape com inserto de sódio para facilitar o resfriamento, intercooler integrado ao coletor de admissão para reduzir o “turbo lag” e dois radiadores, sendo um auxiliar para o intercooler), que rende 116 cv com gasolina e 125 cv com etanol, a 5.500 rpm, e torque de 20,4 kgfm, entre 2.000 e 3.500 rpm. Ele trabalha em conjunto com um câmbio manual de seis marchas.

Nos itens de série, há sete airbags, controles de estabilidade e tração, freios ABS com EBD, direção elétrica, ar-condicionado, rodas de liga-leve aro 16, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sistema de entretenimento com tela sensível ao toque de 6,5 polegadas, volante em couro, Isofix, faróis de neblina com luz de conversão estática, volante com ajuste de altura e profundidade, bancos dianteiros com ajuste de altura e do apoio lombar, entre outros.

2) Ford Fiesta Titanium Plus 1.0 EcoBoost AT – R$ 72.890

ford-new-fiesta-ecoboost-impressões-NA-56 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

O Fiesta Titanium Plus, embora seja de categoria inferior, tem preço próximo ao Golf. Trata-se da versão topo de linha do hatch compacto, que usa um motor 1.0 litro turbo de três cilindros da linha EcoBoost, com direito ainda a injeção direta de gasolina, capaz de render até 125 cv, a 6.000 rpm, e 17,3 kgfm, entre 1.400 e 4.500 rpm, com câmbio automatizado PowerShift de seis marchas e dupla embreagem.

Entre os equipamentos de série, há sete airbags, controle de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, sensores de chuva e de luminosidade, sensor de estacionamento traseiro, direção elétrica, banco revestidos em couro, ar-condicionado digital, destravamento das portas e partida do motor sem chave, sistema multimídia SYNC com comandos por voz, App Link e Assistência de Emergência, volante multifuncional, controle de cruzeiro, retrovisor interno eletrocrômico, entre outros.

3) Hyundai HB20S Comfort Style 1.0 Turbo – R$ 56.635

novo-hb20s-2016-15 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

Lançado neste ano, o HB20S na versão de acabamento Comfort Style e equipado com o novo motor 1.0 litro flex turbo de três cilindros se posiciona como o terceiro mais caro da lista (e com uma diferença de preço enorme em relação ao segundo colocado). O motor do carro rende 98 cv com gasolina e 105 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 13,8 e 15 kgfm, respectivamente, a 1.500 rpm, com transmissão manual de seis velocidades.

O sedã compacto dispõe de airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado, trio elétrico, banco do motorista com ajuste de altura, volante de altura com regulagem de altura e profundidade, chave tipo canivete, computador de bordo, direção hidráulica, Isofix, faróis de neblina dianteiros com projetor, lanternas Clear Type, sistema de som com Bluetooth e entrada USB, volante multifuncional, rodas de liga-leve aro 15, entre outros.

4) Volkswagen speed up! TSI – R$ 55.119

volkswagen-speed-up-NA-4 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

O Volkswagen up! na versão mais cara da linha, a speed com motor 1.0 TSI, é o quarto carro 1.0 mais caro da lista. O subcompacto usa um motor 1.0 litro flex turbo de três cilindros, que consegue desenvolver 101 cv com gasolina e 105 cv com etanol, a 5.000 rpm, e torque de 16,8 kgfm, a 1.500 rpm, atrelado a um câmbio manual de cinco marchas.

A variante é equipada de série com airbags frontais, freios ABS com EBD, controle de tração, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, direção elétrica, sensor de estacionamento traseiro, volante com revestimento em couro, sistema de som com Bluetooth e entradas USB, auxiliar e para iPod, rodas de liga-leve de 15 polegadas com pneus de baixa resistência ao rolamento, bancos revestidos em couro sintético, banco do motorista com ajuste de altura, faróis de neblina, Isofix, entre outros.

5) Hyundai HB20 Comfort Style 1.0 Turbo – R$ 53.005

novo-hb20-turbo-impressões-NA-32 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

Se o HB20S Comfort Style 1.0 Turbo é o terceiro mais caro do ranking, o hatch HB20 Comfort Style 1.0 Turbo se posiciona em quinto lugar. O dois-volumes usa o mesmo motor turbo flex de três cilindros, de até 98 cv com gasolina e 105 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 13,8 e 15 kgfm, respectivamente, a 1.500 rpm, associado a um câmbio manual de seis marchas.

De série, há os mesmos itens: airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado, trio elétrico, banco do motorista com ajuste de altura, volante de altura com regulagem de altura e profundidade, chave tipo canivete, computador de bordo, direção hidráulica, Isofix, faróis de neblina dianteiros com projetor, lanternas Clear Type, sistema de som com Bluetooth e entrada USB, volante multifuncional, rodas de liga-leve de 15 polegadas, entre outros.

6) Ford Ka+ SEL 1.0 – R$ 52.790

novo-ford-ka+-avaliacao-NA-1 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

O segundo carro da Ford a ocupar este ranking é o sedã compacto Ka+ na versão topo de linha SEL 1.0 (há ainda esta configuração com motor 1.5 litro). O modelo conta com um motor 1.0 litro flex aspirado de três cilindros, que desenvolve 80 cv na gasolina e 85 cv no etanol, a 6.500 rpm, e torque de, respectivamente, 10,2 e 10,7 kgfm, a 3.500 rpm, com uma transmissão manual de cinco marchas.

A lista de itens de série inclui airbags frontais, freios ABS com EBD, controle de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, Isofix, trio elétrico, ar-condicionado, direção elétrica, faróis de neblina, alarme volumétrico, computador de bordo, banco do motorista com ajuste de altura, sistema multimídia SYNC com AppLink e Assistência de Emergência, rodas de liga-leve de 15 polegadas, entre outros.

7) Kia Picanto 1.0 AT – R$ 51.990

kia-picanto-2015-21 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

Modelo de entrada da Kia Motors no mercado brasileiro, o Picanto em sua versão mais cara com câmbio automático de quatro velocidades é o sétimo automóvel com motor 1.0 mais caro disponível no mercado brasileiro. O motor do carro é um flex aspirado de três cilindros, que consegue gerar 77 cv na gasolina e 80 cv no etanol, a 6.200 rpm, e torque de 9,6 e 10 kgfm, respectivamente, a 4.500 rpm.

O Kia Picanto é equipado de série com airbags frontais, freios ABS com EBD, cinto de três pontos para todos os ocupantes, ar-condicionado, trio elétrico, retrovisores externos com aquecimento, rebatimento elétrico e setas em LED, sistema de som com conexão Bluetooth e entradas USB e auxiliar, direção elétrica, Isofix, chave tipo canivete, rodas de liga-leve aro 14, luzes de condução diurna, entre outros.

8) Volkswagen Voyage Comfortline 1.0 – R$ 50.076

volkswagen-voyage-comfortline-1 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

Outro modelo da Volkswagen a aparecer na lista é o Voyage na versão Comfortline. O sedã compacto usa o motor 1.0 litro flex aspirado de três cilindros, que entrega 75 cv com gasolina e 82 cv com etanol, a 6.250 rpm, e torque de 9,7 e 10,4 kgfm, respectivamente, a 3.000 rpm, associado a uma transmissão manual de cinco marchas.

A lista de itens de série oferece airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e travas elétricas, retrovisores externos com luzes indicadoras de direção, faróis de neblina, chave tipo canivete, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro rebatível, volante com ajuste de altura e profundidade, sistema de som com Bluetooth e entradas USB, SD Card e auxiliar, entre outros.

9) Ford Ka SEL 1.0 – R$ 49.790

novo-ford-ka-avaliacao-NA-45 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

O Ford Ka SEL 1.0 nada mais é que a versão hatch do Ka+ e, portanto, usa o mesmo motor 1.0 litro flex aspirado de três cilindros, que consegue entregar até 80 cv com gasolina e 85 cv com etanol, a 6.500 rpm, e 10,2 e 10,7 kgfm de torque, respectivamente, a 3.500 rpm, associado a uma transmissão manual de cinco marchas.

Nos equipamentos, há airbags frontais, freios ABS com EBD, controle de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, Isofix, trio elétrico, ar-condicionado, direção elétrica, faróis de neblina, alarme volumétrico, computador de bordo, banco do motorista com ajuste de altura, sistema multimídia SYNC com AppLink e Assistência de Emergência, rodas de liga-leve de 15 polegadas, entre outros.

10) Volkswagen Fox Comfortline 1.0 – R$ 49.594

Fox-Comfortline-1 Top 10: os carros 1.0 mais caros do Brasil

O décimo carro com motor 1.0 mais caro à venda no mercado brasileiro é o Fox na versão Comfortline. O motor do hatch compacto é o mesmo do do Voyage, ou seja, um 1.0 litro flex aspirado de três cilindros, de 75 cv com gasolina e 82 cv com etanol, a 6.250 rpm, e torque de 9,7 e 10,4 kgfm, respectivamente, a 3.000 rpm, associado a um câmbio manual de cinco marchas.

O Fox Comfortline 1.0 é equipado de série com airbags frontais, freios ABS com EBD, faróis de neblina, direção elétrica, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, volante com ajuste de altura e profundidade, banco do motorista regulável em altura, sistema de som com Bluetooth e entradas USB, SD Card e auxiliar, volante multifuncional com comandos do som e do computador de bordo, entre outros.

[Matéria publicada em 19 de novembro de 2014 e atualizada em 24 de novembro de 2016]

  • Junoba

    Como sempre, a VW metendo a faca. E tem desinformado sem noção que compra, que são os principais responsáveis pelos preços nas alturas.

    • edbil

      Tem alguma que não mete a faca?

      • Diego Nameko

        O Sandero não está na lista. Por coerência é um ponto positivo.

      • O problema é que a VW, fiat e gm, enfiam a espada e não a faca…

        • Pomarola

          E giram…

    • CorsarioViajante

      A VW anda cara, mas vale lembrar que cotaram sempre as versões de topo. O Up, que completo chega a quase 50.000, pode ser adquirido a partir de menos de 30.000. Ou seja, o maior mal da VW ainda é cobrar muito caro por opcionais, especialmente opcionais que todo mundo quer como A/C.

      • João Martini

        E agora no desespero tá cobrando 2 mil no pacote DH+AC no Gol Special. Aí que a gente vê o tamanho da margem.

        • CorsarioViajante

          Pois é, os opcionais da VW são bizarros, pega o Up, praticamente dobra o preço do carro. No caso do golf, é fácil gastar quase 20.000 em opcionais. Alguma coisa está errada aí!

          • Hen_Par

            Me lembro de que os bancos de couro da VW custavam mais de 10 mil reais nos modelos importados…

            • João Martini

              Rodas de 18 + bancos em couro – 10 mil reais.
              Era na Tiguan. Agora juntaram com o xenon, bancos eletricos e as bugigangas todas no pacote premium por ~25 mil.. Hahahaha

          • Debraido

            Acho que ai está o segredo do lucro.

          • Cristiano_RJ

            Nem fale do Golf. O Pacote Exclusive, por exemplo, acrescenta em relação ao Pacote Elegance apenas xenon e bancos em couro e com aquecimento (este último completamente irrelevante no Brasil), mas custa R$ 10.000 a mais!!! Ora, R$ 10.000 por couro e xenon???!!!
            Nem mesmo a Fiat que também costuma ser careira com seus opcionais tem tanta “ousadia” (para não dizer cara de pau mesmo). No Bravo T-Jet, por exemplo, o xenon + os bancos em couro acrescentam R$ 6.070 no preço final.
            Já a Ford cobra R$ 8.000 pelo pacote plus da versão Titanium do Focus. Ele inclui xenon, leds, sensor dianteiro, banco do motorista com regulagens elétricas, retrovisores com rebatimento elétrico, teto solar e park assist. Tudo isso e ainda é 20% mais barato que o pacote Exclusive do Golf!

            • CorsarioViajante

              COncordo com o absurdo dos preços, mas discordo de um detalhe: banco aquecido é bem legal. Meu pai tem no jetta dele, e usa bastante.

              • Cristiano_RJ

                Minha esposa também usa no meu carro (um Jetta) nos raros dias de frio no Rio de Janeiro. Mas vamos combinar, quanto você toparia pagar por esse recurso? Faz os R$ 10 mil do pacote Exclusive (couro + xenon) ficarem menos salgados?
                PS. Acho que as respostas serão: no máximo R$ 500 “conto” e não o pacote Exclusive continua tendo preço revoltante.

                • CorsarioViajante

                  Sim, não quis entrar no mérito do preço, só da questão de ser “inútil”, até porque o Brasil tem regiões frias, embora esqueçam disso. O preço não discuto.

            • FabioTex

              Sem entrar no mérito do preço, o qual concordo ser alto, não dá para comparara muito o Xenon do Golf com os outros dois. O dos outros dois só adiciona lâmpada e reator, enquanto o do Golf adiciona todo o sistema dinâmico (controle automático de altura, direcionamento dos faróis e luz de curva dinâmica independente) no conjunto ótico, além das DRL em led. Este último também adicioando no Focus. E o banco dianteiro com os ajustess elétricos também (espero que Focus e Bravo incluam)

            • iCardex

              Os pacotes do Golf são absurdamente caros mesmo, porém, no Highline, desde a versão básica, muita coisa que é de série faz parte apenas do pacote de opcionais da Ford. E sem brincadeiras, para tomar a decisão de compra entre os 2 veículos, fui obrigado a comparar o Highline Básico com a versão Titanium do Focus. A denotação de pobreza da segurança, passando pela tecnologia e indo de encontro ao acabamento do Focus de entrada, à época, era simplesmente vergonhosa. E sejamos sinceros, os pacotes opcionais do Golf são pura perfumaria mesmo!

              Opcionais irrelevantes para mim:

              ParkAssist (ótimo para exibir aos amigos, mas sem praticidade diária).

              Teto Solar (agrega valor estético, mas não possui funcionalidade agregada as minhas necessidades).

              Faróis Xeon (este eu ainda não testei, mas se é superior ao farol convencional poderia ter importância relevante para mim pois eu costumo trafegar durante a noite.

              Regulagem elétrica dos bancos (dirijo o veículo 99,9% do tempo, faço, e raramente, 1 único ajuste em 10 segundos, e nunca mais me preocupo com isso. Ou seja absolutamente irrelevante.)

              Bancos de couro (Não gosto de couro. Compraria um carro com banco de couro somente se não existisse o opcional em tecido).

              O que não dá mais para abrir mão:

              * Piloto automático (nunca havia utilizado, hoje não descarto como ítem obrigatório).
              * Pelo menos 4 airbags.
              * Retrovisores elétricos
              * Todos os vidros com 1 touch
              * Faróis de neblina (dirijo a noite).
              * sensor de estacionamento frontal e traseiro
              * Disco nas 4 rodas com abs e ebd (nada de tambor traseiro!).
              * MALDITO auto-hold (maldito porque quando você pega um veículo sem ele, o curtume da conveniência pode dá merda certa!).
              *Bluetooth na central.
              *Computador de bordo.
              *Eficiência energética através de consumo otimizado e racional do combustível.
              * 5 estrelas no ridículo teste de segurança latino Ncap. As exigências são mínimas portanto não faz sentido obter menos de 5 estrelas.

              O controle de tração e estabilidade é muito bem vindo, é claro, mas para um mercado consumidor imaturo e irresponsável como o nosso, parece soar como piada para as grandes montadoras de veículos desse país.

      • BlueGopher

        A VW sempre foi careira, em seus segmentos de mercado, desde os velhos tempos do Fusca, mas nunca perdeu vendas por isso, graças à sua fama (merecida) de robustez e durabilidade.
        Os concorrentes, nossos pais e avós que o digam.
        Algo parecido acontece hoje com a imagem das japonesas no segmento de sedans médios.

        O problema é que o mundo girou, os concorrentes aumentaram, trouxeram boas e apetitosas novidades, e a VW meio que dormiu no ponto.
        Mantendo a fórmula antiga, a VW oferece o Up! com alta qualidade, precisão de montagem, etc, porém caro e peladão.

        E o nosso consumidor típico quer espaço, ar condicionado, direção hidráulica, um belo estilo, etc. Até abre mão da tal precisão de montagem. Ele não tem o detalhismo de um europeu.

        • CorsarioViajante

          Ótima análise!

          • BlueGopher

            Thanks!
            Abs.

        • Derek

          Up! é tão a frente assim em qualidade na montagem diante de seus concorrentes? Acho que nem neste quesito ele é destaque mais.

          • Filipe Machado

            Eu não curto VW, mas fui numa css ver o Up! e fazer um test drive e digo que o carro para a proposta urbana é bem feito

            Fui achando que odiaria o carrinho e me surpreendi

            Não sou fanboy de nenhuma marca, sou fanboy do meu dinheiro rsrsrsrs

            • Derek

              Mas não acha que a concorrência tem carros melhores? Chegou a ver os outros?

              • Filipe Machado

                Sim, fui no Ka e irei na Hyundai

                Fato que o up! é um carro que apesar do tamanho passa uma sensação de solidez grande, dizem que faz na cidade 15km/l sem muito esforço.

                Mas peca na aparência e em alguns itens de conforto. Por incrivel que pareça tem seguro barato também (acho que é o único VW que não passa de 2k no meu perfil rsrsrsrs)

                VW errou no lançamento do carro e no preço, com isso fez as pessoas a terem preconceito de irem ver o carro (Com razão)

          • Cristiano_RJ

            Voilá. Este é o ponto! Ninguém consegue objetivamente distinguir o quão “mais confiável” ou “melhor montado” um modelo de determinada marca é em relação a outros. Ficando na subjetividade, passa a ser uma questão de crença. Quem gosta de determinada marca, crê que a superioridade é tal que justifica o sobrepreço e aí aceita pagá-lo.
            Já eu sou como São Tomé: só vendo para crer.

          • CorsarioViajante

            Depende de quem você considera concorrentes. Nas versões de topo, onde briga com Ka, HB20 e cia, não se destaca muito. Mas nas versões mais baratas, onde briga com Celta, Palio, etc, o papo é outro.

            • João Martini

              Confesso que na percepção de qualidade eu achei o Ka um pouco atrás do up!. O que eu fui ver estufava a porta quando acionava o vidro elétrico. E me agradou mais o fechar de portas e porta-malas, isolamento acústico no up. Me lembra o Polo e o Jetta.. Agora em comparação com o HB20, realmente não tem muito destaque.

              • CorsarioViajante

                Sim, mas vc pode levar esta estrutura do Up pagando menos. São escolhas diferentes. Eu mesmo quando quase troquei de carro fiquei pesando vários destes fatores. Se fosse para pagar o mínimo possível iria de Up. Se fosse para ter um carro mais agradável, pagaria mais e iria de HB20. O Ka ainda naõ tinha sido lançado. Ao fim e ao cabo fiquei com meu carro mesmo.

        • Cristiano_RJ

          O problema é que “a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte”.

      • ObservadorCWB

        Mas era o objetivo da pesquisa…os 1.0 MAIS CAROS….. uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa…kkk

        • Zoran Borut

          E olha que nem citaram o smart fortwo 1.0, embora esse seja carro de nicho, não popular.

          • CorsarioViajante

            É mesmo, bem lembrado, ficou faltando o smart.

    • Corvo

      Nenhum carro de nenhuma marca justifica esses preços, chame se Hyundai, Vw, Ford ou GM

    • ObservadorCWB

      Patéticos os preços. Depois ficam abismados que os lançamentos não vendem muito….mesmo sendo o brasileira um povo ávido por novidades.

    • Sei não, hein… pela lista e pelos opcionais que vemos em cada modelo que a compõe o páreo tá duro pra ver quem mete mais a faca.

    • Rodrigo

      Não está não o preço real de venda na VW é outra coisa.
      Na VW DISTAC do RJ o GOL G6 1.0 com ABS, Airbag, DH, Vd e Tv elétricos, Ar-condicionado.
      R$ 32,750 é um bom preço.

      Agora o UP! pelo AMOR DE DEUS mais caro que o FOX modelo antigo e pouco mais barato que o recém lançado.

      (UP! e Novo FOX estão absurdamente caros.)

      • Cristiano_RJ

        A css está dando R$ 10 mil de desconto no preço de um popular? Sei…

        • Rodrigo

          10Mil HAHAHAHAHAHAHAHA

          Amigo você não tem a menor noção de preço de carro, a css esta dando uns 2.000 a 2.500 o que ja é muito.

          Trata-se de um GOL G6 Special 4p + AR +DH +VD e TR elétricos.

          (DETALHE: Propaganda veiculada na TV)

          • Cristiano_RJ

            É, realmente. Esse não é o mercado de carro que eu costumo comprar. Sou comprador de carros médios (hatches ou sedans) e não de populares.

            Mas me baseei simplesmente no valor declarado acima na própria matéria. Dê uma olhada você também no valor que está sendo divulgado…

    • Careca

      Com 48k dá pra sair de Polo, veja o configurador no site.

      • CorsarioViajante

        E dependendo da praça, dá para sair de Polo por menos. O problema é que, desculpe o trocadilho, mas está mais fácil o polo sair de vc do que vc sair de polo, pois acho que estão só liquindando as últimas unidades.

        • João Martini

          Bom que o preço caia, pq to querendo comprar um Sportline com 1 ano de uso como primeiro carro ano que vem rs. Sou fã!

          • CorsarioViajante

            Não vai se arrepender… Tenho um Polo há mais de cinco anos e adoro o carro. Acho que hoje em dia, se tiver disposição para um usado, o Polo é uma ótima opção.

            • João Martini

              Fiquei bastante tempo em duvida entre Up 0km ou Polo usado. Mas comparando os dois, o Polo é MUITO mais carro. Tipo, MUITO rs.

              • CorsarioViajante

                Ah não dá para comparar, são propostas diferentes! O Up é simples, econômico, dá bem para um jovem solteiro ou como segundo carro.
                O polo já é maior, mais equipado, dá bem para ser o único carro da casa para um casal, até mesmo com um filho, é um ótimo estradeiro (especialmente o 2.0) e se sai bem na cidade também pois não é grande como um golf.
                Em termos de custo de manutenção eu chuto que não deve mudar muita coisa, o único senão é que o polo já estaria usado, portanto talvez já na hora de fazer mais coisa que um 0km demoraria mais.
                Não adianta, carros modernos TODOS vão ter custo de manunteção mais alto do que a turma está acostumado, a começar pelo óleo.

                • João Martini

                  To indo pro segundo ano da faculdade, pretendo ficar com o carro até me formar ou quem sabe até mais. Sei que o up! tem vantagem em economia, mas meu trajeto até a faculdade é basicamente 10km de Anchieta no contra-fluxo; o consumo acaba nem sendo uma preocupação no caso do Polo.
                  Penso em gastar algo em torno de 35 mil. Entre um move up! minimamente equipado e um Polo Sportline com 2 anos de uso, fica difícil escolher o up.

                  • CorsarioViajante

                    É, eu sempre preferi um zero mais simples do que um usado melhor por vários motivos, o principal ser um nó cego e ser facilmente enganável. Se precisar de mais alguma informação sobre o Polo, pode me perguntar!

                    • João Martini

                      Cara, minha maior dúvida é sobre o consumo do 2.0. Uma vez vi um 2011 que tava lindo, mas ainda não era a hora.. Do 1.6 eu imagino como seja já que em casa temos um Fox 1.6.

                    • CorsarioViajante

                      Falar sobre consumo é sempre difícil… Mas vou tentar.
                      O carro tem 116.000km. Vivo em Campinas. No trânsito urbano de Campinas, faz em torno de 9km/l. Em rodovia, seguindo dentro dos limites (entre 110 a 120) faz entre 14 a 15.
                      Num cenário horrível, como congestionamento da “capitar” com ar condicionado ligado fica em torno dos 6km/l.
                      Num cenário ideal, como uma estrada vazia seguindo em velocidade constante (bandeirantes de madrugada por exemplo) faz 17km/l.
                      Não acho um consumo crítico para a minha realidade, mas se morasse em SP e pegasse trânsito pesado todo dia, hoje para mim pesaria muito o gasto. Como rodo muito em estrada acaba valendo a pena pois acho o 1.6 “justo” para o carro, já o 2.0 na estrada dá uma folga que faz muita diferença, especialmente quando usa o controle de cruzeiro.

                    • iCardex

                      E pensar que em 2009, abri mão do Polo por causa de R$ 7.000,00. Para mim o Gol era um projeto novo, e o Polo um projeto muito obsoleto. Que bela cagada eu fiz escolhendo o Gol G5 naquela época! Fiquei namorando o Polo durante os 4 anos seguintes. Resolvi essa frustração adquirindo o MK7 Highline.

                      Ainda tenho interesse no Polo, mas só compro quando o modelo europeu assumir o mercado daqui.

  • Marcelo Amorim

    Brasileiro é um povo muito rico mesmo.

    • Junoba

      É verdade. Nossa educação está em primeiro lugar, e ainda é o país mais desenvolvido do mundo. Deve ser o melhor lugar para se viver.

  • Pablo Silveira

    “Vidros traseiros manivela” <- vou vomitar!

    • Chega_de_Ignorância

      Cara eu nem dou muita bola pra isso em carro compacto
      Também não me importo com farois de neblina (muito menos traseiros)
      Tampouco com calotas
      Prezo mais por um carro moderno, seguro, eficiente… Como up!, Ka…
      Sendo assim, não vejo problema na falta de vidro elétrico na traseira (até pq esses carros não levam ninguém atrás geralmente

      • Pablo Silveira

        Mas é o carro mais caro da lista! o cara paga 50 mil e tem que rodar manivela pra subir um vidro?

        • Chega_de_Ignorância

          Ah eu acho um absurdo esses carros por 50mil
          Acho que valem a pena até uns 38 mil no máximo
          Por 50mil é melhor comprar um New Fiesta SE
          Pensei na minha cabeça um 1.0 de preço mais condizente, uns 36, 37mil, estourando 38

          • Pablo Silveira

            Por esse preço que você falou até entendo, mas pelo preço que cobram – ainda mais sendo um top de linha – não dá pra aceitar. Tem que ter todos os confortos e mimos básicos e mais.

        • ALVIN_1982

          É o passageiro que tem que abrir ou fechar mesmo, então que se dane rsrs… quando eu tinha o Golf 95 ALE com todos vidros elétricos acionado no controle, quando o pessoal que eu dava carona ia sair do carro, eles procuravam a manivela pra fechar. Então eu acho sim, dispensável, até pq numa pane emergencial a manivela funciona sem bateria… mas seria bom ter como opcional pelo menos…

      • ObservadorCWB

        Ué…para quê banco atrás então ? Com cintos de segurança…com apoios de cabeça….??? Repare que é O MAIS CARO QUE NÃO POSSUI ESTES DETALHES. Injustificável.

        • Chega_de_Ignorância

          Pra um transporte urbano eventual e rápido
          No Ka sedan eu concordo que é necessário
          nos hatch não
          e não cai o braco de ninguém girar a manivela

      • Rômulo M.

        Tbm não ligaria…SE não custasse 48mil reais. Seria péssimo, mas aceitável na versão de entrada de 30mil reais, porém é ridículo na versão topo de linha de quase 50mil.
        Pelo mesmo preço se compra um carro maior, mais potente, igualmente seguro e com vidro elétrico traseiro.

      • DINEIROO

        Mas faróis de neblina (frente e traseiro) são itens de segurança, apesar de haver uns condutores que usam como se fossem puramente estético.

        • Franklin Diego

          Queria saber em que ocasião um farol de neblina dianteiro é referência como item de segurança.

          • DINEIROO

            ???
            Vamos lá… Para que serve um farol de neblina mesmo? Não é para ser usado em caso de neblina ou em outras situação que a visibilidade esteja limitada/prejudicada?! Se vc consegue ter uma maior visibilidade com este item não terá mais segurança (?), haja vista que isso pode em muitos casos evitar um acidente? Qual a dificuldade de entender isso?

            • Franklin Diego

              Sejamos francos. Você REALMENTE sente alguma melhoria de visibilidade na sua visão de frente quando usa o farol de neblina junto com o luz baixa?
              Você REALMENTE tem alguma visão melhor em qualquer tipo de ambiente quando usa ele?

              Me responda com base na palavra destacada e sem hipocrisia, ok?! ;-)

              • DINEIROO

                Respondo com a mais absoluta convicção que SIM! Deve ter algo de errado com o seu farol de neblina! Veja uns videos na NET só para sanar essa curiosidade! Agora sejamos francos, para que iriam fabricar/comprar isso se não valesse de nada?

                • Franklin Diego

                  Pra mim ajuda pouca coisa na iluminação lateral das pistas, nada mais.
                  E isso em velocidade baixa.
                  Se tivesse ou não, pra mim não iria ser um item de segurança.
                  Apenas estou te respondendo com opinião própria e não por influencias que vejo ou ouço.

                  Farol de neblina traseiro sim. Aquilo sim ajuda dependendo do grau de nebulosidade.

                  Esse item pra mim serve mais para estética do que para segurança. Hoje em dia isso tem se tornado tão óbvio que vários carros tem adotado luzes leds, por exemplo, na frente como item de “estética” do que por segurança.

                  • DINEIROO

                    Ainda bem que vc citou que é apenas sua opinião!
                    Quem viaja muito sente diferença, ele ajuda demais na visibilidade das faixas da pista.
                    Claro que quando estiver com neblina o motorista DEVE tirar o pé, ou seja, estará em baixa velocidade, a não ser que queira causar um acidente!

                    • Franklin Diego

                      Eu já viajei bastante e já peguei muita neblina. E falo mais uma vez que ajuda bem pouco em velocidades baixas, leia-se 40-60 km/h.
                      Não sei por que insistem em dizer que é item de segurança, por que quando se está dirigindo sob neblina a atenção está muito mais pra frente do que pro lado da pista a pouquíssimos metros de distância frontal.

                      É sempre bom frisar essa parte de opinião, apesar de que todo o comentário é de opinião de quem os escreveu.

                    • DINEIROO

                      Como já falei, sob neblina a velocidade é essa mesmo (40-60), ou até menos. Por isso, a utilidade do farol de neblina!
                      Os itens de segurança não ficam restritos à barra de proteção, bolsas, ESP e afins, ABS e tantos outros.
                      É isso.
                      Abraço!

  • Ka >>>>>

    • DougSampaNA

      …GADA; principalmente se for 1.0 sem Turbo. !.5 ainda vai, mas 1.0 Aspirado..de graça vendia e comprava outro de 1.4 pra cima.

      • th!nk.t4nk

        Concordo ser loucura pagar mais de 40 mil num 1.0, mas esse motor do Ka especificamente ainda é dos melhorzinhos (junto com o do Up). Pra uns 35 mil seria um valor justo.

  • Marcio

    HB20S manual por quase 48 mil é um atestado de burrice com PhD!

    • João Martini

      Preço do Ka+ 1.5 SEL.

    • Rodrigo

      E um atentado ao pudor em feriado prolongado, quando o PhD sobe a serra com a família e as bagagens…

  • SR Guaxinim Velho

    Quem Será O Primeiro A Ultrapassar 50k?

    • Neanderthal_Man

      Cara, que lástima! Eu havia projetado um 1.0 acima de 50k no meio do ano que vem, mas pelo jeito virá bem antes. Se bobear, ainda em 2014.
      Outra aberração será um hatch médio aspirado acima de 100k, não demora muito.

    • Bruno Alves

      Smart Fortwo já ultrapassou faz tempo…

      • ALVIN_1982

        Esqueceram dele no texto…

    • ALVIN_1982

      Audi A1 1.0Tsi. Vai vir por uns D$ 89 mil brincando…

      • João Martini

        Sei não se vem hein.. A Audi fala que não comercializa nenhum modelo com 0-100 abaixo dos 10s no Brasil..

        • ALVIN_1982

          Audi 1.6 2000 Faz quanto de 0-100?

          • João Martini

            Um executivo da Audi disse isso no lançamento do A1, se não me engano. Um bom tempo depois, não?

  • Dedwe

    O que está escrito:Confira abaixo os 15 carros com motor 1.0 mais caros do Brasil.
    O que eu li: Confira abaixo os 15 carros com motor 1.0 que você não deve comprar.

  • DougSampaNA

    pode explodir 1.0, eu não compro mais essa bomba de motor; se bem que comprei a uns anos um New fit 1.4 AT que anda como 1.0; acabei ficando no mesmo..MIFU..

    • Cristiano_RJ

      Bicho, nem me fale. Fiz um TD em um Fit 1.4 AT há uns 2 – 3 anos atrás e diante da minha indignação com o desempenho medíocre o vendedor começou a tentar me convencer que o bicho andava bem. Nem memsmo minha esposa caiu na conversa dele. Acho que de tantos TD mal sucedidos, a Honda tirou essa opção de motor na nova geração…

  • Charlis

    Não sei se vou vomitar, ou me atirar pela janela mesmo.

    Há 3, 4 anos atrás, tinhamos entre 40 a 50 mil reais, tantas opções interessantes.
    307 1.6 Presence Pack (até com teto solar por menos de 50), C4 Pallas 2.0 (menos de 50), o próprio Focus 1.6 se procura-se encontrava perto dos 50, o Astra 2.0 por 44…
    Hoje simplesmente, sem opções alguma.

    • tech76

      A inflação, nos últimos 4 anos, foi de 25,88%, portanto, R$ 50.000,00 em 2010 é a mesma coisa que R$ 63.000,00 hoje.

      • Charlis

        Será que é só inflação?
        Alguns exemplos eu entendo…
        Agora explique me a “inflação” do aumento do meu carro atual, do Fusion.
        Que há 12 meses atras ele custava 99 mil reais, e hoje custa 115 mil reais.
        Explique-me também os 7 aumentos que tivemos este ano em todas as montadoras, aumentos de 1000 reais, as vezes até mais, DENTRO deste ano.
        Quantos reajustes de 6,5% da inflação temos no ano?

        • Zoran Borut

          O mais absurdo foi o aumento do Prisma e do Onix. Comentei aqui há uns dias que mesmo usando o mais alto índice de inflação (acho que da FGV), teríamos do lançamento até mês passado um aumento 14% acima da inflação acumulada nesses dois carros. Nada justifica isso!

          • Charlis

            Mas enquanto as pessoas acharem normal esses aumentos, continuaremos no mesmo lixo. Isso vale pra tudo.

        • Vellored02

          Eu percebi a mesma coisa no Golf, um da mesma configuração do meu carro tá 4 mil mais caro, e ainda vem do México, que na prática diminuiria os custos, o meu modelo é o alemão, que seria mais caro, a lógica que eu ainda não achei.

        • Cristiano_RJ

          Você está certo. Os aumentos generalizados e absurdos nos últimos 12 meses superam e muito a inflação… mas ele também está certo; pois a comparação lá em cima não foi do Fusion, e sim de hatches médios de entrada há uns 3 ou 4 anos atrás. A inflação justifica parte do aumento sim.

        • tech76

          Sim, alguns carros realmente aumentam acima da inflação, outros não, como os que foram citados no seu comentário. Infelizmente alguns possuem aumentos injustificados, como o seu exemplo do Fusion, R$ 99.000,00 um ano atrás, é a mesma coisa que R$ 102.800,00, portanto teve um aumento real de R$ 12.000,00. O exemplo que menos tem explicação, na minha opinião, é o Golf, a versão Highline foi de R$ 68.000,00 pra R$ 76.000,00 e passou a ser importada do México (pagando menos imposto).

      • Cristiano_RJ

        Bem lembrado. Não que eu esteja defendendo esses preços obcenos, mas geral se esquece que o valor do dinheiro é variável no tempo e aí comparar o preço diretamente, sem usar nenhum indexador antes. Erro grosseiro.

  • Fábio

    È, vou para o mercado de usados.

    • Linkera

      Opa! Te encontro la!

      • bow

        Pelo que da para perceber aki no NA vamos encontrar com muitos leitores por lá!!!

        • Linkera

          Eu sou 100% a favor da compra de carros novos no Brasil!!!

          E também a favor de que todas as revisões sejam feitas na concessionária, dentro ou fora da garantia, e que quando necessária a troca de uma peça que seja somente peça original… nada de paralela!!!

          Afinal, assim vai ter mais usados pra nóis e de procedencia malandro!! hahahahha

          • bow

            Agora eu gelei aki kkkkkk! Pensei que ia ter que discuti um pouco kkkk to 100% contigo. Os outros que derem lucro por mim para os fabricantes e concessionários e se atolem até o pescoço com financiamento e tudo mais, nós estamos aqui andando de carro praticamente novo, inteirão, completo com tudo o que queremos, e da categoria que queremos pagando bem menos ahahahaha. Ainda hoje estava falando com um amigo meu sobre carros e tal e eu falei que eu vou comprar um carro semi-novo com uns 2 anos de uso e uns 20 mil km pois um carro de 40 e poucos mil já perdeu pelo menos R$ 10,000 e nunca que eu vo gasta R$ 10,000 em manutenção de arrancada e vou sai no lucro sem dever para banco.

          • Fábio

            Gostei dessa sua forma de raciocínio. Vou incentivar os veteranos (que tem grana) aqui na minha empresa a agirem assim e eu pegar seus usados baratinhos e confiáveis.Incentivar os consumistas a valorizar os que eles não tem e desvalorizar os que eles tem assim eu compro barato. E ainda faço caridade yeah!

      • Mmaykinho

        Me espera, to indo tb…

    • aMARAL

      JA comprei um civic 2002, 1.7 ar DH vidro eletrico, retrovisor eletrico, air bag, abs, Um PUTA CARRO, por 18K…

  • Guest

    Top 15 do absurdo

  • Bruno Wendel Marcolino

    Vw e Hyundai dominando no pódio!!! GM tentou mas precisa “melhorar” ainda!!!

  • Bruno Alves

    Se esqueceu do Smart Fortwo.

    • Gustavo73

      Hb20X

      • Zoran Borut

        HB20X não é 1.0.

        • Gustavo73

          Achwibque tivesse versão 1.0.

  • Andres Francisco

    Pelo o que oferecem, Ka e Ka+ estão perdoados.

    • Gustavo73

      Perdoados? Sem retovisor elétrico, sem encosto de cabeça central, sem regulagem do volante…

      • Andres Francisco

        Compensa com o controle de estabilidade, ESP e o Hill.

        • Gustavo73

          O Up compensa a ausência do vidro elétrico traseiro, e regilagem de altura dos cintos com isofix e plataforma segura? A VW pode cobrar mais por isso? Eu acho que não.

  • Neanderthal_Man

    Esta lista é para arrancar o reboco da parede com cabeçadas.

  • zekinha71

    E a maioria é VW que gosta de cobrar tudo como opcional.

  • Luís Gustavo de Barros

    Kia Picanto sai lá da Coréia, atravessa o mundo, paga transporte, paga imposto e chega custando menos que um Fox.

    • Linkera

      Paga SUPER Imposto vc quer dizer ne´?

      O Picanto está na faixa dos 35% de II.

      • Cristiano_RJ

        isso sem falar do IPI aumentado.

    • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

      E ainda é tido como caro e compra irracional…pelos mesmos que defendem com unhas e dentes o up!.

    • fschulz84

      Eu particularmente começo a achar o Picanto barato se comparado aos concorrentes…

      • Filipe Machado

        Duro é peça e depender da Kia pra assistência, fora desvalorização na hora de vender

        Nissan meio que sofre deste mesmo mal

    • Louis

      E ainda é automático, com conversor de torque! Nessa faixa de preço, seria minha escolha desta lista aí.

  • Carol Vieira

    Mas é como eu digo, estes carros mesmo estando caros, tem pessoas que compram. A única opção boa para mim nesta lista é o Ka Hatch.

  • Linkera

    O Sandero 1.0 mais uma vez prova seu CxB estando fora dessa blacklist.

    Se com Pintura metalica, Cambio Manual, Bancos de Tecido e Central multimidia o Sandero não chegou nos 40k, alinhado ao maior espaço interno e porta-malas da categoria (hatch compacto)… sei não hein… apesar do motor manco pro peso do carro, ainda me parece o melhor negócio se tratando de 1.0 0km.

    Sem falar que o carro acabou de sofrer um facelift então sua desvalorização vai ser relativamente baixa.

    • Corvo

      Esse motor 1.0 no Sandero não da mesmo. Se o 1.6 é apenas correto…

      • Linkera

        Minha namorada tem o 1.0 e eu digo… é triste

        • th!nk.t4nk

          Ele não é dos piores heim. Abaixo do Up e Ka, é o 1.0 mais fortinho do mercado (não que isso diga alguma coisa né). Mas como é um carro maior, a tendência é encher de gente, viajar, etc, aí o 1.0 fica totalmente incoerente. Esse é o problema.

          • Basket13

            Ka 1.0 pra mim já é uma porcaria, todo carro 1.0 é lixo, principalmente sedan, eu comprei o ka 1.5, fiz o test drive no 1.0, com o ar desligado vai bem, mas ligou o ar no 3, eu percebi que depois de um quebra-mola ou esquina em segunda marcha o motor não tem resposta, agora eu quero ver o sedan 1.0, com 5 ocupantes, porta-malas cheio e ar no 4, deve ser horrivel, carro 1.0 só se for para carro com 900 kilos para menos e sem ar condicionado.

          • Linkera

            Pois é.. mas mesmo com o carro vazio é brabo… creio que o March deva ser mais espertinho com esse motor por ser mais leve.

    • Paulo Reis

      O ká sai melhor em segurança, motor, digiribilidade e consumo… central eu compro da china e, não tenho 2 metros para ter um sandero

      • Linkera

        Ford Ka 1.0 = R$41.075,00 -> vai fundo campeão!

        E já que espaço e preço não faz diferença pra vc… considere um smart

        • Claudecir Mees

          41 com controle de tração e estabilidade.

          • Linkera

            Isso no Ka é imbátivel (O Corolla que o diga) mas mesmo assim não me desce pagar mais de 40k num carro 1.0
            Entendo seu ponto de vista de Ka x Sandero mas eu fico no meu usadinho mesmo rsrs

    • Chega_de_Ignorância

      Não dá, a qualidade geral do carro é uma lástima
      Sou bem mais um Kazinho mesmo… Do básico

  • Diggo

    R$50mango num “popular” é dose.

  • pedro rt

    o ka+ sel 1.0 saiu de linha

  • pedro rt

    nao vale mais apena comprar carro 1.0 hj a nao ser q seja o up! ou o ka mas nas versoes mais baratas, no caso do ka a de 36mil esta de bom tamanho. e carro popular hj nao e mais so os 1.0, tem os 1.4 e 1.6 tmb q custam ate 70mil e seja compacto com excecao do smart.

  • Tosoobservando

    O Kia Picanto é o unico verdadeiramente automatico da lista? E ainda esta em 6º? Mercado brasileiro pirou mesmo kkkkkkkkk

  • Hen_Par

    É, daqui dois anos, quando o meu completar 120.000km, vou continuar nos seminovos. rs

  • GPE

    A que ponto chegamos…

  • zeuslinux

    Eu não acho que esses preços absurdos sejam só culpa dos fabricantes, mas também dos compradores.

    Sabem por que ? Porque a idéia original dos carros 1.0 terem alíquota menor de imposto era para baratear os CARROS POPULARES. Carro popular era para ser um carro com acabamento simples, sem muitos acessórios de entretenimento e conforto, basicamente carros simples para as pessoas com pouco dinheiro usarem para se deslocar, a principal função de um carro. Como 1.0 é um motor pequeno, isso causaria uma limitação do tamanho e peso máximos dos carros populares, ou seja, só deveriam ser usados em carros compactos.

    Mas aí o consumidor começou a exigir acabamento melhor, maior tamanho para ter mais conforto e carregar mais gente e malas, multimídia, GPS, ar-condicionado, etc e os fabricantes, para agradar os consumidores, começaram a criar “compactos” enormes tipo Logan, Cobalt e cia, colocar central multimídia, ar-condicionado, aumentar o luxo, etc e com isso os populares 1.0 foram desvirtuados de sua função inicial. Os fabricantes colocaram motores 1.0 só por causa do imposto menor, mas encareceram os custos de fabricação ao colocarem cada vez mais itens que antes eram presentes só em carros maiores e mais caros. Com isso, hoje a diferença entre um carro 1.0 e o mesmo modelo com motores maiores é bem pequena.

    Eu nunca tive carro 1.0 e nunca teria, ainda mais hoje em dia, a não ser que fosse um subcompacto de verdade, bem leve (< 900 Kg) e bem pelado e barato, para usar e abusar na cidade. E mesmo assim só teria como segundo carro.

    • Tosoobservando

      Vc ta comparando carro 1.0 com os Kei car japoneses. Mas a verdade é que estes carros nunca foram populares, se eram pelados e com acabamento simples nao eram por ser 1.0 e sim pq o consumidor aceitava, ate pq se vc pegar estes modelos em países serios eles ve completinhos, mesmo sendo pequenos e com motor de menos cilindrada.

      • zeuslinux

        O que eu quero dizer é que antes mesmo de haver motores 1.0 já existia o conceito de carro popular = carro simples.

        Meu primeiro carro foi um Chevette 1.6, com câmbio manual, acabamento simples, sem ar e nenhum luxo. Meu segundo foi um Gol quadrado, com motor 1.6 CHT (da Ford) e era tão pelado que não tinha nem o retrovisor do lado direito, muito menos ar, vidros e direção hidráulica. Usava quebra-vento mesmo. Eram carros populares, simples, rústicos e nem precisavam ter desempenho tão medíocre como muitos 1.0 mais antigos de hoje. Eram meios de locomoção apenas.

        Hoje as pessoas querem carro com multimídia, bluetooth, ar, direção hidráulica, vidros elétricos, etc e até mesmo câmbio automatizado e bancos de couro ! Daí botam um motor 1.0 medíocre e economizam o máximo na segurança e qualidade em geral. No final, o cara compra um carro caro por ter um monte de coisas de carros superiores mas continua andando num carro inseguro, seja pela fragilidade da lataria e falta de dispositivos de segurança, seja pelo motor insuficiente para viagens em estrada com o carro cheio.

        Eu se tivesse menos de 50 mil para comprar um carro hoje em dia, compraria um usado, mas de categoria superior, além de estar disposto a abrir mão de multimídia, bluetooth e outras frescuras.

        • Tosoobservando

          Meios de locomoção apenas, nao precisam de coisas basicas que nao aumentam quase nada no preço do carro? Um kit multimidia vc consegue por menos de 1 mil, entre outras coisas. Se no passado nao tinha, devia ser tanto pela tecnologia nao ser tao avançada, qt pelo consumidor nao ser exigente qt a isso. Mas o brasileiro sempre pagou caro em carros, e pegou menos do que merecia. E nem todos estes modelos 1.0 sao mediocres como vc diz, o Up! mesmo foi top safety no crash-test e tem qualidade sim. E alguns outros idem. Agora que o preço ta salgado ta, mas nao é culpa dos mimos e outras coisas como vc quer parecer, e sim do proprio consumidor que aceita pagar caro nisso.

          • zeuslinux

            O pessoal dá 1 mil a 3 mil nesses brinquedos eletrônicos e não quer gastar 3 a 5 mil para botar um motor decente. Questão de prioridades das novas gerações Y, Z, sel lá o quê…

            Sou professor universitário e já passei dos 40 há anos. Os meus alunos choram miséria quando recomendo que comprem livros didáticos, mas os p@#$$ estão todos de smartphones novos e top, notebooks de último tipo e roupas de grife. Fui aplicar uma prova com consulta somente ao livro-texto (não permiti consulta no computador por causa de cola) mas um monte deles apareceu chorando dizendo que não tinha o livro.

            • Tosoobservando

              ah cara mas com as novas tecnologias, ebooks etc.. pedir livros impressos é ser muito retrogrado, a nao ser que nao exista versão da materia online, é muito antiquado. Tu sabia que na Coreia do sul nas escolas a partir de 2015 so vao ter tablets e pcs, e lousas inteligentes que abrem sites da internet e passam videos direto do youtube? Isso é o futuro e se vcs professores antigos nao se adequarem, me desculpe mesmo com todo seu conhecimento, serao substituidos.

              • zeuslinux

                O problema é que os alunos nem sequer tinham o livro em PDF ou ebook se quer saber. Simplesmente não estudaram (porque não tinham o livro texto em nenhuma forma), não se preocuparam sequer em tirar xerox do livro da biblioteca (como os alunos da minha geração faziam quando não conseguiam comprar o livro por qualquer motivo) ou escanear (facilidade que existe hoje) e pagaram para ver numa prova com consulta. Não preciso dizer qual foi o resultado, né ?

                A garotada de hoje porque ninguém tem mais paciência de ler livros-texto (impressos ou ebooks) e por isso quase ninguém mais consegue escrever uma boa redação, resolver problemas de matemática complexos ou fazer um algoritmo com alto nível de abstração sem apelar para o copy&paste fácil que existe online na internet.

                E digo o mesmo em relação a minha geração em relação a gerações mais antigas, que não tinham sequer uma calculadora eletrônica e muito menos computadores.

                • Tosoobservando

                  Kra se fosse assim a tecnologia nao estaria aumentando a cada ano, as construções cada vez mais incriveis, maravilhas da engenharia jamais vistas, carros velozes, combustiveis nao-fosseis sendo incentivados ae etc.. Talvez voce esteja falando de uma parte especifica de estudantes brasileiros, talvez os seus ou os da sua universidade, nao da pra se fazer um estudo amplo, claro que nossa educação é uma das piores do mundo, nem temos mais nenhuma universidade entre as 200 melhores do mundo (a Usp caiu varias colocações). Mas isso nao é no mundo todo, em varias partes como citei a Coreia do Sul, utilizam muito bem a tecnologia, veja que algumas das maiores empresas hoje dessa area vem de la (LG e Samsung por ex.)

                  • zeuslinux

                    Sim, falo sobre a educação no Brasil especificamente. Não sou contra o uso de computadores, muito pelo contrário, mas em algumas disciplinas básicas o início direto com computadores, sem aprender a teoria básica de modo convencional, não dá ao aluno a profundidade suficiente. É como querer ensinar uma criança a tabuada dando uma calculadora para ele e não obrigando a decorar nada.

                    E olha que essa experiência que eu tive foi numa renomada instituição de ensino nacional pública, que sempre figura nos rankings das melhores universidades nacionais.

                    Eu fui aprovado em 4 vestibulares considerados entre os mais difíceis do Brasil na minha época e cheguei a participar de olimpíadas brasileiras de matemática. Estudava usando vários livros de física e matemática da antiga União Soviética, de nível altíssimo, e livros de matemática brasileiros antigos (das décadas de 50, 60), que tinham excelente nível e problemas bem complexos. O ensino brasileiro piorou muito em qualidade e profundidade com o tempo.

                    Claro que a educação de hoje é menos elitista, que há mais jovens estudando e há muitos jovens bons. O que critico é o apego à tecnologia sem critérios. Veja os vídeos das aulas de álgebra linear no MIT:

                    http://ocw.mit.edu/courses/mathematics/18-06-linear-algebra-spring-2010/video-lectures/

                    Mesmo as aulas sendo gravadas e havendo um sistema computacional para ensino à distância, as aulas são dadas ainda no velho e bom quadro negro. Por que ? Porque assim a aula segue um ritmo mais lento e os alunos conseguem acompanhar as deduções e prestar atenção na fala do professor.

                    Em algumas disciplinas eu não abro mão do quadro-negro por esse motivo mas em outras uso powerpoint, softwares de simulação durante as aulas, compiladores, etc.

                    • Como diria um velho sábio. Um ábaco nas mãos de uma pessoa inteligente tem mais valor que uma calculadora cientifica nas mãos de um semi analfabeto.

            • Vellored02

              Eu sou da geração que vc critica, também nunca tive um carro 1.0, (meu primeiro carro foi um Focus Ghia 2009, passei para um Citröen DS4 e agora tô com um Golf GTi) não é pq algo é popular que precisa ser desconfortável, num clima como o nosso ter um carro sem ar condicionado é maluquice, as montadoras tinham que investir em motores 1.0 mais eficientes isso sim, não diminuir o pouquíssimo conforto, motores com injeção direta e turbinados são a tendência dos mercados mais exigentes.
              Países europeus tem clientes que compram populares também, lá tem carros de ótimo acabamento e segurança, um Opel Corsa 1.0 de quase 16 mil euros tem abamento e itens que vc citou como desnecessários para o público popular. Brinquedo eletrônico? Nossa! Hoje em dia ter um Smartphone e um notebook são coisas necessárias, eles vivem no meu carro, o mundo tá conectado, essa é a realidade, as pessoas são ávidas por novidades e tecnologia é algo que sempre se renova, é natural, usar roupa de grife é algo que vai de cada um, cada um escolhe com o que gasta, livros no Brasil não são nada baratos, sou estudante e me mato de tirar xerox, prefiro ler nos papeis ainda, me ajuda a ficar mais focado.

              • zeuslinux

                Parabéns pelo exemplo mas pelo que vejo hoje você não está na regra geral.

                Não sou contra o número 1.0 para motores. Poderia ser qualquer outro número. O que critico é o uso de motores 1.0 aspirados, antiquados e insuficientes para os carros de entrada e a excessiva valorização dos opcionais em detrimento a uma motorização adequada e à segurança.

                Os carros antigos eram bem mais simples e bem menos confortáveis mas tinham uma grande vantagem, especialmente para o segmento de carros populares: tinham manutenção barata e simples, além de rusticidade. Por isso se vê uma legião de fãs de carros como fusca, brasília, etc até hoje.

                Acredito que um carro popular deveria ter um preço muito menor do que é cobrado hoje se restringissem um pouco o luxo e a complexidade do projeto. Talvez poderiam manter o ar-condicionado ou uma direção hidráulica, mas acho que há muita gordura que poderia ser cortada.

                Outra coisa que poderia ser feita é criar mais city cars, mas leves e baratos, não como um Fiat 500 moderno (que pesa muito para o tamanho) ou um Smart, sofisticado e caro demais para a maioria, mas não interessa muito nem para as montadoras nem para o governo, que é sócio delas e quer mais é que os carros custem bastante.

  • jonathan iury

    o pali é este mesmo da foto?

  • aMARAL

    Ta Vendo PQ as vendas cairam ?? é por essas e outras coisas mais!!!

  • Éder Belo

    Que lista tosca!!!
    De onde tiraram que é possível comparar os preços de carros completos? Enquanto uns só oferecem o básico, mesmo completo, outros ficam caros, mas com Multimídia, banco em couro, controle de tração, e ai vai….
    Fora que essas configurações são as que menos vendem… na boa, parece vontade de falar mal do Up, sei lá, não defendo a marca e seus altos preços, mas é muita “coincidência”.

  • AndersonRomeiro

    é muita deboche, carro 1.0 passando dos 30 mil e chegando nos 50 mil.
    Aí eles ficam com dois modelos, Grand Siena que é para ter preços de Siena El, e alega que é de outra categoria.

  • Franco da Silva

    Mas o up! dali tem cambio automatizado e bancos de couro, os seguintes na lista só tem central multimídia (que pode colocar outra coisa melhor e mais barata, se quiser). P&#%!! Quase 50 mil para um 1.0 com NADA de especial!!

  • Clayton Martins

    E é assim que a Toyota tem vendido cada vez mais FeiEtios…

  • Vattt

    Antes a gente se assustava quando falava que carro 1.0 tava muito caro, tudo na faixa dos 30 mil. Então, agora na casa dos 40 mil, podemos enfartar de tanto rir, rir do povão que compra lixo e financia.

  • ALVIN_1982

    Qual a justificativa de um HB20S custar 6 mil a mais que um Logan?

    • iCardex

      No site da “Ruimdaí” o valor está em R$ 41.565,00, e segundo eles, com um “verdadeiro câmbio automático”. Seja lá o que isso queira dizer.

      • Tosoobservando

        Sim abaixo dos 50 mil nao existe cambio automatico de verdade no país a nao ser esse e o do Kia Picanto. O resto é automatizado.

        • iCardex

          E por acaso veículos automatizados são anunciados pelos fabricantes como “automáticos”? Qual fabricante agiu assim? A afirmação do câmbio da “ruimdaí” foi desmerecidamente redundante. Há momentos que eu penso que neste país todos querem ludibriar a nossa inteligência.

          • Tosoobservando

            Nao sao anunciados mas tentam vender como se fosse, ja vi varios vendedores tentarem enfiar goela abaixo que automatizado é a mesma coisa. Num país onde tem gente que ainda chama carro automatico de hidramatico (sem brincadeira ainda escuto isso) um termo que era usado em Opalas dos anos 70. kkkkkkk pra vc ver o nivel do consumidor brasileiro.

          • Deivid

            Fiat anuncia todos os carros automatizados como automáticos. Caberia um processo de propaganda enganosa FÁCIL FÁCIL!

      • ALVIN_1982

        Tem automático falso? é isso? kkkkkkkkkkkkkkk Automatizados não são automáticos.

  • Bruno Brasil

    48mil para ser mais uma lesma na rua, é demais para a minha cabeça…

  • Emanuel

    Bom pra prever qual vai me dar mais vontade de comprar conscientemente que nem todo brasileiro faz

  • Peraldiano

    Estava observando essa lista. Tirando Kia Picanto, todos os outros estão entre as 10 ou 12 latinhas mais vendidas no país. Ok, pode até faltar um ou outro, mas chega perto.
    De onde concluímos que……..
    a – o que puxa o preço de carro para cima são os ditos “populares”.
    b – quanto mais alto o preço, maiores as vendas de carros “populares”.
    c – carro novo ainda é “sonho de consumo” (e de vida) da maioria da população.
    d – todas as alternativas acima estão corretas.

    • iCardex

      NDA!

  • Rude Voleur

    É o que? Quase 50k num up!?
    Eu já tava achando uma loucura pagar cerca de 35k na versão move up!
    Quem é que compra essas coisas???

  • Rodrigo

    Deveria ser proibido qualquer carroceria (que não hatch compacto) com motor 1.0 aspirado.
    Só acho…

  • Daysan Medeiros

    Se olhar direito… Já que tudo tá caro… Os da Ford são os mais equipados!

  • heliofig

    Em 1994, o Corsa foi lançado por US$8,000. O Uno Mille era vendido por este preço, também. Claro que básicos e com fila de espera. Mas o dólar estava 1=1, então imaginem a diferença para os preços de hoje…

  • gustavo

    1.0 litros, rs.rs.rs E muito fraco, so pode andar vazio e se pisas forte no acelerador bebe igual a 1.4 e 1.6 e sem ligar o ar !!!! Experiencia propria !!!!!

  • Clark Kent

    Só é assim pq o Brasileiro paga… Eu fiquei anos com carro velho e pesquisando, até que achei no mês passado um Fluence GT zero por 66k. Quase o preço de um Voyage 1.6 completo

  • Pedro Paulo ()

    Se você pode pagar… não tem por que não aumentar…
    Assim vai…

  • Rodrigo R

    Depois dessa lista da para ver, mesmo que a pessoa veja todo 1.0 como “lixo” o motivo pelo qual o Palio Fire de 20 anos no mercado é campeão de venda.

    Primeiro o bolso.

    Depois a pessoa decide entre conforto e segurança.

    Ou pode usar Rio Card (vale transporte) e ser “feliz” no Transporte Público.

    E o UP! era para vender 12 mil unidades…

    O Uno encareceu e parou de vender em larga escala.

  • SDS SP

    Mais de 40 mil reais por um carro 1.0L??? No way! Isso sem contar o absurdo custo de uma apólice de seguro entre outras despesas. Será que ainda vou estar vivo para ter um transporte público de qualidade para me livrar dessa insanidade que é comprar e manter um carro aqui no Brasil?? Acho que não.

  • Fabricio d

    Essas versões com todos opcionais vendem pouco, a grande maioria vende com o básico, ar, travas, ve, dh e som.

  • Vanderley Almeida

    Melhor opção é a FORD, sem dúvidas!

  • Ederson Lima

    N compro msm, sou mais 1.4 mesmo tendo q completar o valor

  • General Lee

    A que ponto chegamos!!! Estamos comentando sobre preços de carro com motor 1.0, que estão na faixa dos R$ 40.000!!!! Absurdo ainda vender tantos carros assim no Brasil….

  • PEDRO CUNHA

    Mais de $40k num carro 1,0?
    Só no Brasil mesmo.

  • Angelo De Souza Rodrigues

    Para os desenformados que acham o up caro: preço dele em Euro no site VW de Portugal. 20/11/14_ €1 = R$3.2321

    1.0 60cv Take up! 2 portas
    €10.949,801 = R$35.3220

    1.0 75cv cross up!
    €14.565,72 R$ 47.0850

    Se torna caro pelo padrão e salário do Brasil, mas os preços condizem com o resto do mundo.

    • Tosoobservando

      Isso teria sentido se viesse importado, como nao vem, nao tem sentido comparar. Tem de compara os salarios la e os daqui, e qt tempo demora pra um brazuca pagar o seu, e pro europeu.

    • gustavo

      Bom comentario Angelo, mas por ser um motor de 3 cilindros 1.0 litros, e muito caro!!! No USA o consumidor nem aceitaria uma motorizacao dessa !!

      • Guest

        A tendencia mundial é motor de baixa cilindrada sobrealimentado. São motores mais leves, econômicos, e menos poluidores que os 4 cilindros. Olha essa noticia: A Volkswagen irá utilizar seu novo motor 1.0 turbo de três cilindros na sétima geração do Golf vendida na Europa. A informação foi revelada por Dr. Hans-Jakob Neusser, chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da marca, à imprensa especializada presente no Salão de Frankfurt. De acordo com o executivo, o bloco deverá entregar algo em torno de 110 cavalos de potência. O Golf não será o único a recebê-lo, e outro modelo que surge como forte candidato é o Polo. Posteriormente, outros carros da marca contarão com o novo motor. Fonte: Revista 4 rodas. Portanto em breve teremos o Golf com a mesma base de motor do UP vendendo nos E.U.A.

      • Angelo De Souza Rodrigues

        A VW Brasil dormiu bastante tempo no nosso mercado mas agora esta correndo atrás lançando modelos com melhor acabamento e motores, e melhorando seus produtos atuais como exemplo o Fox, o 1º fox de lançamento era horrível comparando com o atual. VW atualmente é a maior montadora do mundo deixando a Toyota para trás, compraram recentemente a MAN e ducati.

      • Angelo De Souza Rodrigues

        A tendencia no mundo hj em dia é motor 1.0 ou 1.4 sobrealimentado, pois são motores mais leves feitos de materiais mais nobres, econômicos, e que atingem uma cavalaria satisfatória. Um exemplo, veja essa noticia: A Volkswagen irá utilizar seu novo motor 1.0 turbo de três cilindros na sétima geração do Golf vendida na Europa. A informação foi revelada por Dr. Hans-Jakob Neusser, chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da marca, à imprensa especializada presente no Salão de Frankfurt.

        De acordo com o executivo, o bloco deverá entregar algo em torno de 110 cavalos de potência. O Golf não será o único a recebê-lo, e outro modelo que surge como forte candidato é o Polo. Posteriormente, outros carros da marca contarão com o novo motor.
        Fonte: 4rodas

        Portanto em breve teremos no mercado Americano possivelmente Golfs e Jettas com motores EA211 derivados do UP.

  • kikofar

    Dos 5 primeiros dessa lista, a VW tem três… Uma boa prova do quanto seus carros são mais caros que os da concorrência.

  • filipe

    siena el 1.0 de 43 mil? aqui em casa compramos um por R$ 33.900,00 completo para os padrões nacionais vidros elétricos dianteiro, ar cond. , direção, trava, comp. de bordo, abertura interna do porta mala e tanque de combustível trava automática das portas a 20 km/h entre outros.

  • dogmarley

    creio que o Palio da foto da matéria steja errado…este preço fiajá pro Novo Palio 1.0 recheado de opicionais…

  • dogmarley

    fui ontem à uma concessionária VW ver um Move Up 2P completo…
    no site o preço assusta!
    na pratica, tem desconto!
    acabei de receber uma ligação da atendente pedindo para que eu volte à concessionária, que ela encontrou mais descontos….

  • Angelo De Souza Rodrigues

    Caro está a Chevrolet Tracker, chamado de Mokka no site da Opel, preço em Euro á partir de € 22.040, convertido para nossa moeda R$ 71,235, no site da Chevrolet Brasil custa a partir de R$ 82,890. Deu pra observar a diferença? Quis dizer que o preço do UP em outros mercados é o mais aproximado, portanto não se torna tão caro em comparação ao Tracker, ou outros veículos similares que são de mercado mundial, portanto quem pagar o UP pode ficar tranquilo pois estará andando em um projeto Alemão nato, pagando um bom valor e desfrutar de um belo projeto de carro, com certeza meu próximo carro. Obs não sou fanboy de marca nenhuma.

  • Joildo Dias

    O engraçado é vc pagar quase 50k no seu 1.0 e levar de brindes vidros traseiro com manivela……………….manivela……..que economia porca…………que preço ridículo….que país sem vergonha…………..que consumidor desinformado…..que carro caro, mas caro…….op´s tem louco que paga fazer o q…………..

  • Max

    Dessa lista, só salvam 3: UP, HB 20 é KA. O resto é lixo!

  • leomix leo

    Não me venham falar de economia, seguro barato e tudo mais. 48 mil em uma saboneteira dessas. Vou de Civic 2012 toda hora. Pode ter pneus mais caros, seguro mais caro, a revisão creio que não seja. E outra, quem tiver querendo economizar, anda de buzão ou de bike. Sem essa de querer comprar carro popular e dizer que está economizando. Carro por si só já é uma família para sustentar. Pagar 18.700 doletas em um carrinho desses tô fora. Melhor o semi novo mesmo.

  • Sandro

    O preço dos carros no Brasil, principalmente esses lixos 1.0 refletem a falta de noção do brasileiro ao comprar carro. Bradam aos ventos que são apaixonados por carros, mais não tem nem competência para escolher um. Pagar quase 50 mil por um carro 1.0 de 3 cilindros é no mínimo burrice.

  • Leonardo azevedo

    O único a oferecer mais que uma Central Multimídia e cambio automatizado é o FORD KA com Controle de Estabilidade, portanto a melhor compra dentre essas opções!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend