*Destaque Mercado

Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

carros-mais-velhos-brasil Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

Você já se imaginou desembolsando cerca de R$ 80 mil por um carro 0 km, mas com projeto de 18 anos atrás? Atualmente no mercado brasileiro, há uma série de carros de concepção antiga que continuam fazendo parte da linha de veículos novos das montadoras.



O exemplo citado acima é da Fiat Strada, que foi lançada em 1998 e inclusive se posiciona como o comercial leve mais emplacado do País. Aí a pessoa pode dizer: “Mas a Strada vendida em 2017 é muito mais moderna que aquela de 1998!” Pode ser em alguns sentidos, como melhora de motores e equipamentos, mas a carroceria, apesar de ter sido atualizada várias vezes, ainda é a mesma. Tanto que a porta da Strada 1998 é exatamente a mesma da Strada atual.

Porém, vale ressaltar que o mercado de “carros novos velhos” melhorou bastante nos últimos anos. A Volkswagen, por exemplo, oferecia por aqui a perua Kombi, que somava nada mais, nada menos que mais de 60 anos de mercado. Além disso, a Fiat contava em sua linha com o antiquado Uno Mille, lançado em 1984, mas que foi descontinuado há quase três anos devido à obrigatoriedade de airbags frontais e freios ABS como itens de série nos carros 0 km.

Confira abaixo alguns dos carros mais velhos à venda no Brasil:

Fiat Weekend (1997)

fiat-weekend-adventure-2017-1 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

Outro caso de modelo antigo pertencente à família Palio. A Fiat Weekend nada mais é que a versão perua do hatch, que chegou ao mercado 1997 e desde então estacionou no mesmo projeto e dele não saiu mais. O modelo familiar da Fiat também recebeu uma série de aprimoramentos para se manter na linha da Fiat, como diversas reestilizações, mudanças no desenho das peças internas e no acabamento, motores mais modernos, opção de transmissão automatizada, introdução de novos equipamentos, entre outros.

A Fiat oferece a perua Fiat Weekend em duas versões de acabamento (Attractive e Adventure), duas opções de motorização (1.4 litro Fire flex e 1.8 litro E.torQ flex) e duas opções de transmissão (manual e automatizada Dualogic Plus, ambas de cinco velocidades. Os preços variam de R$ 56,6 mil a R$ 75.150, mas pode beirar os R$ 80 mil no caso da versão topo de linha Adventure com câmbio Dualogic Plus e o sistema Locker opcional.

Jeep Wrangler (1997)

jeep-wrangler-75-anos-1 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

O Jeep Wrangler já soma mais de 30 anos de mercado. No entanto, a atual geração do utilitário-esportivo foi introduzida no mercado em 1997 com uma série de novidades mecânicas em relação ao modelo anterior, como a suspensão “Quadra-Coil” helicoidal de quatro braços, em substituição ao sistema com feixes de molas usado pelo modelo antigo. E de lá para cá, o carro recebeu apenas mudanças pontuais para se manter atual.

Atualmente, o Wrangler é oferecido por R$ 169,9 mil na versão de entrada Sport, podendo chegar a R$ 229,9 mil, no caso da configuração especial 75 Anos. O modelo é equipado com um motor 3.6 litros V6, que rende até 284 cavalos de potência, associado a uma transmissão automática de cinco velocidades e sistema de tração 4×4 Command-Trac, que divide o torque na proporção 50/50 entre os dois eixos.

Fiat Strada (1998)

Fiat-Strada-Adventure-CD-2015 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

A Fiat Strada sofre do mesmo mal do irmão Palio Fire, já que deriva do mesmo projeto do hatch. No caso da picape, o lançamento no nosso mercado ocorreu em 1998. Portanto, a picape segue sendo vendida há 18 anos tendo como base o mesmo projeto. Todavia, neste caso, houve uma série de mudanças no visual, acabamento interno e motorização.

São poucos os itens visuais da atual versão da Strada que se assemelham com o modelo lançado na década de 1990. As últimas mudanças profundas foram aplicadas na picape compacta no final de 2013, quando o modelo recebeu a opção de carroceria cabine dupla de três portas. Além disso, o carro recebeu novos detalhes visuais, como a caçamba mais elevada e a traseira com novas lanternas horizontais.

O interior também se diferencia em uma série de detalhes de acabamento e visuais. No entanto, a parte estrutural segue a mesma, como dá para notar pelas saídas de ar no console central, posicionadas em um local muito baixo, “congelando” a mão do motorista nas trocas de marcha pela alavanca do câmbio.

Atualmente, a Strada é oferecida com preço inicial de R$ 46.790. No entanto, caso você queira o modelo Adventure Cabine Dupla Dualogic Plus com todos os opcionais, o preço salta para a bagatela de R$ 85.060.

Suzuki Jimny (1998)

suzuki-jimny-2013-fabricado-no-brasil-fotos-2 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

Outro caso de modelo antigo que continua sendo oferecido no Brasil é o Suzuki Jimny. O utilitário compacto da montadora japonesa chegou por aqui em 1998, mas foi descontinuado quase cinco anos depois. O modelo é produzido na unidade fabril da Mitsubishi em Catalão (GO) desde fevereiro de 2013, sendo o primeiro carro da marca a ser fabricado em solo nacional, porém sem grandes mudanças em relação ao modelo lançado há cerca de 18 anos.

O carrinho tem preço inicial de R$ 65.990 e sua proposta é voltada para o off-road, tanto é que traz itens como tração 4×4, scoop no capô, carroceria construída sobre chassi heavy duty, entre outros. O motor que equipa o Jimny é um 1.3 litro de quatro cilindros a gasolina, que consegue entregar até 85 cavalos de potência e 11,2 kgfm de torque, associado a uma transmissão manual de cinco velocidades.

Fiat Doblò (2001)

doblo-extreme Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

Eis o quinto e último modelo da Fiat a ocupar esta lista. O Doblò foi introduzido em nosso mercado em 2001 e se mantém à venda na rede de concessionárias da empresa no País com poucas alterações. As últimas mudanças profundas foram aplicadas há cerca de seis anos, quando o carro recebeu uma reestilização, novos detalhes no acabamento interno e novas opções de motorização.

O Fiat Doblò é vendido nas versões Essence e Adventure, ambas com motor 1.8 litro de até 132 cv e câmbio manual de cinco marchas, com preços que variam de R$ 78.040 a R$ 86.510, ou R$ 90.176 no caso do modelo mais caro com todos os opcionais disponíveis.

Volkswagen Fox (2003)

Fox-Highline-2 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

O Volkswagen Fox já recebeu duas mudanças significativas no visual, sendo a primeira delas responsável por garantir sobrevida ao modelo. No entanto, o hatch compacto mantém a primeira e única geração da linha, lançada pela montadora alemã em 2003, há nada menos que 15 anos atrás. Portanto, embora esteja alinhado com os demais carros da categoria, o automóvel já soma longos 13 anos de mercado.

A atual versão do Fox, em comparação com o primeiro modelo lançado há mais de uma década, se diferencia pelo visual mais agressivo, com direito a novos faróis, grade, para-choques com formato mais encorpado e lanternas horizontais que invadem a tampa do capô, seguindo a linha de design da Volkswagen. Além disso, o interior foi todo redesenhado, também com materiais de acabamento melhores.

A lista de equipamentos também traz uma série de diferenciais, como sistema multimídia com tela sensível ao toque, volante multifuncional com aletas para trocas manuais de marcha na versão com câmbio automatizado, teto solar com acionamento elétrico, bancos revestidos em couro sintético, controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampas, entre outros.

Há ainda dois novos motores: 1.0 litro de três cilindros e 1.6 litro 16V.

 

Hyundai Tucson (2004)

hyundai-tucson Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

O Tucson se posiciona como o utilitário-esportivo mais em conta da linha da Hyundai. Todavia, caso tivesse seguido a mesma linha da maioria dos demais mercados, o modelo teria sido descontinuado há anos para dar lugar ao atual ix35. O crossover foi lançado por aqui em 2004 e segue sendo vendido com pouquíssimas mudanças, com preço de R$ 70 mil na versão de entrada.

O motor que equipa o Hyundai Tucson é um 2.0 litros de até 146 cv, com transmissão automática de quatro velocidades. Entre os itens de série, há ar-condicionado digital, rodas de liga-leve de 16 polegadas, direção hidráulica, trio elétrico, airbags frontais, freios ABS com EBD, entre outros.

No entanto, é provável que o Hyundai Tucson seja descontinuado até meados do ano que vem, já que a montadora sul-coreana prepara a chegada do Creta, modelo mais moderno que irá disputar mercado no segmento de crossovers compactos (onde o Tucson atua).

Fiat Punto (2007)

punto-blackmotion-2017-1024x682 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

O Fiat Punto, apesar da chegada do Argo, continua figurando no site oficial da marca italiana. Ele chegou ao Brasil em 2007, e 10 anos depois ainda está no mercado, altamente desatualizado em relação a seus concorrentes diretos, que foram lançados vários anos depois.

A geração do Fiat Punto ainda é a mesma, apesar de ele ter tido uma atualização visual no ano/modelo de 2011.

Volkswagen Gol (2008)

gol-2p-2017-1-1024x594 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

Antes o Fiat Palio Fire estava aqui, mas ele saiu de linha em 2017.

O Volkswagen Gol já está na Geração 6 ou até mesmo 7, segundo o que o mercado acredita. Mas se analisarmos de maneira técnica, ele ainda está na terceira geração. A primeira foi aquela do Gol quadrado, a segunda foi lançada em 1994, o Gol “Bolinha”, e a terceira foi revelada em 2008, quando foi lançado o modelo conhecido como Gol G5.

Ele recebeu várias atualizações desde então, tendo recebido faróis mais quadrados em 2012 e depois em 2016 recebendo novidades principalmente em seu interior. Mas podemos com tranquilidade dizer que a plataforma do Gol é a mesma desde 2008. Já são 10 anos de mercado na mesma plataforma.

A Volkswagen tentou deixar o Gol em um patamar superior e colocar o Volkswagen Up como modelo mais barato da linha, quando o Up foi lançado em 2014, mas a idéia não deu muito certo. As pessoas não compraram o Up, por ele ser pequeno demais para famílias, e não compraram o Gol com preços mais salgados.

Por isso, em 2017, o Gol voltou ao seu lugar de origem, e o Up foi recheado de equipamentos para ser vendido acima do Gol, para as poucas pessoas que não precisam carregar quatro ou cinco pessoas no carro com frequencia.

Ford New Fiesta (2010)

ford-new-fiesta-ecoboost-impressões-NA-63-1024x622 Top 10: os carros mais velhos à venda no Brasil

O New Fiesta pode parecer uma entrada errada nessa lista, afinal o hatch compacto tem um visual tão moderno… Sim, realmente ele é moderno, mas se trata de um modelo que foi lançado lá no exterior em 2008 e aqui no Brasil em 2010, ou seja, já está com cerca de oito anos de vida em nosso país.

O Ford New Fiesta recebeu atualizações visuais por duas vezes, e uma terceira atualização vem por aí, mostrando que ele não está nem perto de ser retirado de linha pela Ford.

3.0

COMPARTILHAR:
  • Jaderson

    faltou o Classic.

    • Guedes

      Já saiu de linha…

    • Fanjos

      Esse ripou já faz um tempo

    • Junoba

      O Classic já deixou de ser produzido, mas talvez ainda tenha exemplares a venda.

    • pedro rt

      saiu de linha em julho

    • T1000

      Pode ter saído mas ainda há a montana sobre a mesma plataforma do corsa… 1993?

  • Ricardo

    A Tucson me dá arrepios de tão feia!

    • ObservadorCWB

      Verdade. Mas é dos mais honestos do time. Todos sabem que o ix35, e new new new ix35 rsrsrs na verdade são a Tucson do resto do mundo.

    • pedro rt

      oq mais me incomoda e um carro de 11 anos custar 70mil…

  • BillyTheKid

    Resumo da matéria:

    Fiat
    Outra marca
    Fiat
    Outra marca
    Fiat
    Outra marca
    Fiat
    Outra marca
    Fiat
    Outra marca

    • Arthur

      Realmente, a Fiat gosta dos velhinhos.

      • A bem da verdade, brasileiro gosta dos velhinhos. É por conta deles que a montadora italiana ostenta o título de marca que mais vende em solo nacional a anos e anos em sequência.

    • daneloi

      A linha da fiat é triste mesmo :-(
      É inconcebível. Daqui a pouco a Strada faz 20 anos de mercado na mesma geração.

      • George

        E o povo vai continuar comprando…

        • Austin&Katya

          Vai continuar comprando porque ela é a picape que mais aguenta o serviço

          • Mion

            Pagando uma média de 60k!!!

      • André

        Mesmo o novíssimo Mobi, é melhor em que do que o dino Palio Fire?

        • Felippe2010

          A minha opinião é, não!

    • ObservadorCWB

      Mais um observador…rsrsrsr Mas eles trocam os plásticos a cada ano. Não há um ano que repita o design do ano anterior….rsrsrs

      • Bruno@BRN.CS

        Quando eu tinha um Palio trocava as calotas aro 13 tinha sempre um modelo novo kkkk.

    • Fernando S.

      Iria postar exatamente isso kkkkkk

    • GPE

      Parabéns, Fiat

    • Bruno@BRN.CS

      A Fiat está dando uma de GM em 2012, tomara que tenha a mesma reação.

      • pedro rt

        vc quis dizer GM em 2010 q tirou de linha de uma vez so o corsa sedan, astra sedan, vectra, vectra GT e astra, e em 2012 tirou de linha zafira, meriva e corsa hatch nao e?

        • Bruno@BRN.CS

          Isso mesmo, valeu o lembrete.

    • André Castan

      Uma pequena correção.

      Fiat
      Outra marca
      Fiat
      Outra marca
      Fiat
      Outra marca
      Fiat
      Outra marca
      Fiat
      Fiat

    • Lucas Oliveira

      Segura meu like! Tive que logar só pra isso kkk

  • zekinha71

    E o premio de montadora museu foi pra Fiat, com 5 opções de múmias.
    Agora o que dá mais raiva são para as velharias que vendem aqui, sendo que já existem outras gerações como o Clio e a Tucson. Mania de querer ser VW com a Kombi.
    O Jimny e o Wrangler passam, pois são jipes, onde o que prevalece é ser bom no que se propõe, e uma nova geração que seria bem inferior só serviria pra acabar como o legado.

    • arzanette

      Jimmy e Suzuki , Wrangler e Jeep ….

      • Rogério Rodrigues

        Jipes = tipo de carro. Jeep = Fabricante. O zekinha71 falou ceritnho.

        • arzanette

          OK li errado a matéria valeu .

  • Junior PG2 Oceânico

    E o Gol?

    • daneloi

      É do final de 2008. Não é tão antigo assim.

      • Hater x Haters

        Com plataforma de 2002 e parte de trás de 1980.

        • Verdades sobre o mercado

          O interessante eh que soh em 2012 surgiu um concorrente(HB20) para poder ter a mesma dirigibilidade do Gol. O Fox também ta velhinho mas eh difícil bater a dirigibilidade dele. Se a VW não fosse um elefante de tao lenta ja teria colocado o 1.0 TSI nos dois modelos e eles estariam vendendo de 30 a 50% mais, pois apesar de estarem cansados, são bons produtos.

        • pedro rt

          nao seja por isso o mobi usa 60% da sua plataforma do uno q nao passa de um palio 1996

        • th!nk.t4nk

          A dirigibilidade do Gol é terrível. Só é bom de curva porque a suspensão é inexistente. Pensa em um carro ruim pra absorver buracos, com direçao dura e posiçao de dirigir no buraco, toda atravessada. A visão do pára-brisas remete até ao velho Fusca, é tenso. Pra sermos honestos, o Palio em 1996 já chegou dando uma surra no Gol em quase todos os aspectos (embora a suspensão molenga fosse de lascar). Se dureza fosse sinônimo de carro bom, bastava arrancar as molas do carro que fosse e pronto :)

        • Robinho

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Junior PG2 Oceânico

        O Gol está no mercado desde 1980!

        • pedro rt

          e usava plataforma de passat 1974 do G1 ate o G4, agora no G5, G6 e G7 usa essa velha plataforma somente no portamalas

          • Gustavo73

            Não tem bada de velha plataforma no porta-malas.

      • thi

        nao nhe nao.. tinha que sair de linha ja deu

      • pedro rt

        verdade, e mais moderno q aquela carroça de 70mil de 2005 chamada TUCSON

    • HugoCT

      Vdd, desde 2008

  • carloscomp

    Se os air bags e ABS não tivessem se tornado obrigatórios, teríamos Kombi e Mille modelo 2017.

    • Alessandro

      Como um City Car eu acho o mille muito mais decente que mobi, up, etc….

      Uma pena a fiat não ter colocado ABS e Air bag nele… era pau pra toda obra (continua sendo até hoje)

      • carloscomp

        Amigo, mas na cidade também podemos sofrer graves acidentes e os itens de segurança são indispensáveis da mesma forma.

        • Fernando S.

          Eu havia lido que não era possível instalar ABS/AB2 no Mille devido a não haver espaço. Não sei se realmente procede.

          • Rodrigo

            Não procede.
            O Uno Turbo já dispunha de ABS (isso lá em 1994) e havia possibilidade de instalação de airbags frontais.
            O problema é que a lei não exigia APENAS AB2 e ABS. A lei exige também adequações estruturais na carroceria as quais não seriam viáveis em projetos tão antigos e voltados a baixo custo.

            • Gustavo73

              O Uno podia ter ab para o motorista mas para o passageiro no projeto original abs era possível.

              • Rodrigo

                Tentei achar uma foto de um painel de um Uno italiano que tinha duplo airbag mas não consegui.
                A legislação que entrou em vigor a partir de Jan/14 aborda outros temas além do airbag duplo e ABS. Ela exige, entre outras coisas, um nível de rigidez estrutural mínimo e alinhado com normas europeias vigentes até o início dos anos 2000. Por isso que projetos antigos (como Gol G4 e Uno) ainda que pudessem ser “adequados” com AB2 e ABS não puderam permanecer pois envolveriam mudanças que não seriam viáveis economicamente, além do que já tinham sucessores preparados para isso.

                • Gustavo73

                  Essa da rigidez estrutural eu não sabia. Mas o que foi dito na época é que VW e Fiat tentaram fazer as adequações necessárias no Uno e Kombi. Mas eles não teriam conseguido ao menos fe maneira economicamente viável. E que a VW já teria optado por um novo produto no lugar do Gol G4.
                  Valeu.

                  • Rodrigo

                    Destaquei alguns trechos da Resolução 311/09 do CONTRAN que versam sobre o tema:
                    “Art. 3º O disposto na presente Resolução se aplica aos veículos das categorias M1
                    e N1, conforme o cronograma de implantação definido abaixo:
                    I – Novos projetos de automóveis e veículos deles derivados, nacionais ou importados.
                    DATA DE IMPLANTAÇÃO PERCENTUAL DA PRODUÇÃO
                    01 de janeiro de 2011 10%
                    01 de janeiro de 2012 30%
                    01 de janeiro de 2013 100%
                    II – Automóveis e veículos deles derivados em produção, nacionais ou importados.
                    DATA DE IMPLANTAÇÃO PERCENTUAL DA PRODUÇÃO
                    01 de janeiro de 2010 8%
                    01 de janeiro de 2011 15%
                    01 de janeiro de 2012 30%
                    01 de janeiro de 2013 60%
                    01 de janeiro de 2014 100%

                    § 1º Independente dos percentuais definidos no inciso I, a partir de 2012, todos os veículos
                    originários de novos projetos, nacionais ou importados, ficam condicionados ao atendimento da Resolução CONTRAN 221/2007, que estabelece requisitos de proteção aos ocupantes e
                    integridade do sistema de combustível decorrente de impacto nos veículos. ”

                    Essa resolução CONTRAN 221/2007 é a que define os requisitos mínimos de proteção e integridade em caso de impacto.

                    • Gustavo73

                      Valeu Rodrigo.

            • Rodrigo

              Kkkkk podes crer!

          • Gustavo73

            Abs e airbags para o motorista ppdia para o passageiro não fazia parte do projeto.

          • Edson Fernandes

            Era possível. Só que obriga a deslocar o estepe para outro local além de ter que adaptar o ABS. Só que ela já tinha justamente o Palio pronto para tudo isso e em questão de produção se decidiu pelo Palio por ser bem aceito e claro… na epoca em que ele entrou no lugar era a “linha de cima” do Uno.

        • arzanette

          e tu acha que os air bags eo abs te salvaria em algum acidente dentro de um mille……?

        • Gustavo73

          E que no projeto original abs e airbag para o motorista dava para o passageiro é que nãofazia parte do projeto original.

      • Tosoobservando

        Nossa airbag e ABS ia fazer o que se a estrutura daquele carro era medonha, se botar no crash-teste deve virar sardinha.

        • Marcelo Alves

          Ontem de madrugada entortaram a porta de um uno aqui na na rua onde eu moro para roubar o som… A porta entortou igual papel.

          • Tosoobservando

            Eu ja vi acidente que o kra bateu em arvore a 50km de Uno e morreu na hora.

      • Gustavo73

        Mais decente porque?

    • Vitão

      Esqueceu o Gol G4 huehuehue… Que na vdd era um G3 piorado com painel tosco do antigo Fox…

      • Gustavo73

        Gol G2 e G3 já tinham opção de 2ab e abs. A VW não colocou no G4 porque não quis.

  • Bruno Wendel Marcolino

    Doblo acho que é o pior caso da Fiat, porém todos são tristes.

    Agora o Jeep Wrangler é um prazer ter em nosso mercado ainda.

    • Cleidson

      É um prazer ter em nosso mercado porque é um jeep, né? Se fosse um chinês ou um Fiat, todos iam criticar.

      • Poderíamos também incluir um mercedes benz nessa lista, o classe G segue a vários anos sem alterações significativas no projeto. PS. Não estou dizendo que não seje um bom caro.

      • rodrigosr

        Pior que agora ele é sim mais um Fiat nessa lista.

      • EuMeSmObYmYsElF

        porque o Wrangler, mesmo sendo de 1997, ainda é mais carro que os SUV de shopping atuais.. assim como era o Defender e como é o G-Klass.. tudo questão de referencial.. Jeep que, aliás, nem é de 97, é 2007, geração JK..

        no caso dos Fiat, já existem coisas melhores no mercado e eles continuam lá

      • Bruno Wendel Marcolino

        Fale por ti, se o nível dos Fiats antigos fosse o mesmo do Wrangler eu diria o mesmo que falei do Wrangler.

        Mas como os Fiats são de baixo custo, com motores defasados, acabamento fraco, entre outros adjetivos ruins, então eu reclamo sim.

        Quanto aos chineses eu quero mais é que venham mesmo para termos ainda mais opção no mercado.

  • HugoCT

    A strada ainda tem muita lenha para queimar kkkk. A nova geração deve aparecer só em 2018 :(

    • Fanjos

      “A nova geração deve aparecer só em 2068”

      Corrigido, porque antes dessa data é desperdício de projeto magico e revolucionário!

      ops….vou ser processado >__<

  • Pedro Henrique

    tucson mais honestinho da lista…

    • pedro rt

      honesto num carro 2005 por 70mil?? acho q nao

      • fschulz84

        Também não acho honesto, mas se analisar que os crossovers inferiores de tamanho (vide HR-V, Renegade, Kicks e etc) custam em média 25% a mais que a Tucson, até entendo quem compre.

    • th!nk.t4nk

      Tucson só é honesto nessa época do ano (Halloween). Combina demais.

  • Rogério

    Idea parou de ser fabricado também..

  • Rodrigo

    A atual geração do Wrangler é de 2007, e não de 97.
    em 2011 ganhou interior novo, e em 2012 ganhou motor novo, entre as mudanças mais importantes ao longo dos anos. mas 2017 já deve ser lançado a nova geração nos Eua, ou começo de 18.

  • Na Moral!

    Fiat dinossauro!!!

  • Gran RS 78

    A Fiat e os consumidores teriam que ter vergonha na cara e não comprar esses carros jurássicos e caros que essa montadora oferece no Brasil. É inacreditável que a marca continue na segunda posição nas vendas atualmente, sem contar que foi líder por 12 anos seguidos.

    • Alessandro

      desculpe mas a GM e Volks são piores que a Fiat… Basta analisar o Onix, modelo 2017 com motor igualzinho ao corsatec 1996… 1.8 da GM do monza 87! Volks então nem se fala…

      • oloko

        Cara vc leu a matéria? E outra os motores da gm parecem ser sim pré históricos, mas a vw tem motores muito melhores que o da fiat, os unicos turbos da fiat são um 1.4 datado já e o 2.0 diesel da toro, pelo menos a vw tem 1.0 1.4 e 3 2.0 turbo na sua linha, fora o 1.0 três cilindros e o 1.6 16v

        • Bruno@BRN.CS

          Realmente de motor a VW está fazendo a lição de casa.

        • Renato

          Não sei por que tem gente que acha que qualquer motor 1.0 da GM só pode ser o do Corsa 1994 e qualquer motor 1.8 ou 2.0 só pode ser o do Monza. É evidente que não são os mesmos motores utilizados atualmente. Basta verificar os números de potência e consumo para ver que são diferentes. E mesmo que o diâmetro e curso dos cilindros seja o mesmo, não significa que é o mesmo motor. E mesmo que o bloco seja o mesmo, motor não é só bloco. Tem muito investimento para a atualização dos projetos destes motores.

          E isso não é só a GM que faz, outras montadoras também. Se a montadora tem um motor com um bom projeto e capaz de receber atualizações ela irá mantê-lo no mercado até que o fator motorização se torne determinante na decisão de compra pelo consumidor, ou seja, até que a concorrência tenha algo tão melhor que ela tenha reflexo negativo em suas vendas.

          Felizmente as montadoras são imunes a críticas de fan boys desta ou daquela marca.

      • SDS SP

        Me desculpe, mas pelo teor dos seus comentários da pra ver que é fan da Fiat, o que não é um problema, mas ao menos tenha sensatez…

      • Daniel

        Amigo, vc sabe a idade do motor FIRE?

        Sim, GM e VW tem motores antigos, mas, pelo menos no caso da GM, dá pra dizer que ela faz milagre com os mesmos… Claro que tem que mudar, mas, pior que a Fiat, não tá não (até pq, os “mais modernos” e.Torq bebem um bocado, sem andar tão na frente dos GM).
        Não vou falar dos firefly pq até agora não dirigi e eles estão ainda bem restritos na linha

        • thi

          mas a vw tb tem motores modernos 1.0 mpi que o diga

          • Daniel

            Sim, meu comentário foi só referente aos motores antigos mesmo… E na VW só sobrou o 1.6 8v mesmo. Que não é um motor ruim, mas, não brilha em desempenho, nem em consumo.

        • Verdades sobre o mercado

          O unico motor antigo da VW eh o 1.6 8v, que apesar de antigo eh um dos melhores na cilindrada para uso na cidade. Fica devendo apenas na estrada.

          • Daniel

            Sim, atualmente, só o 1.6 8v é antigo na linha VW… Mas, dai a falar que é um dos melhores é forçar um pouco a barra. Em termos de “cilindrada” só é melhor que o e.Torq e o 1.6 8v da Renault.
            o falecido 1.6 16V da GM era melhor, o 1.6 16V Sigma da Ford é melhor, o 1.6 16V da Hyundai é melhor, o 1.6 16V da PSA é melhor… etc…

            • Verdades sobre o mercado

              o 1.6 8v é “um dos melhores para uso na cidade” pois tem uma resposta excelente em baixa rotação. Os motores que você citou são superiores no conjunto cidade e estrada, mas na cidade eles não superam o 1.6 8v VW, são na maioria equivalentes (isso quer dizer que não tem grande diferença para melhor ou pior que o 1.6 8v VW). Basta você ver os testes de retomada em 3a marcha(40-80 km/h) de Gol e Fox frente aos veículos que utilizam estes motores e você verá que o 1.6 8v VW não deve em desempenho. Agora quando precisa de motor na estrada acredito que ele só não perca para o 1.6 8v Renault.

            • Gustavo73

              Para esses 16v a VW tem o 1.6 16v também.

      • Verdades sobre o mercado

        Voce ja parou para ver a diferença nos resultados (desempenho e economia) do Onix 2017 em relação aos de anos anteriores ? Apesar de ser um motor velho a GM conseguiu fazer um ótimo trabalho. Alem disso automovel não se resume apenas a motor, senão os da Fiat também não venderiam nada, pois os Fire são tao velhos quanto os GM (porem com desempenho inferior), os eTorq são uma mentira pois não tem bom torque em baixa (a Fiat jura que tem!). Agora eh que a Fiat fez um motor decente: os FireFly. Quanto a VW da um banho na Fiat tanto em motores, quanto em dirigibilidade, mas volto a repetir, automóvel não eh soh motor, no Brasil o design pesa muito e a Fiat e a VW estao pagando o preco por isso. Fiat soh vende bem utilitários (Toro, Strada, Fiorino e Ducato), automoveis eh a 6a no ranking de vendas a varejo (fonte Fenabrave). Anote ai, quem vai liderar este mercado eh a Toyota, e não passa de 2020.

        • Renato

          Concordo.

      • pedro rt

        a materia nao fala de motores e sim de carros e plataformas, qto aos motores o 1.8 usado no cobalt/spin e o FAMILIA 1 nao o velho familia 2 usado no monza. va ler mais reportagens

      • Paulo Lustosa

        E o motor Fire que é de 1982? Te falar uma coisa… Família II 1.8 (do Monza) saiu de linha assim que o Astra saiu de linha, portanto o 1.8 do Cobalt e Cruze são Família I G3 (Corsa 2002).

        • Daniel

          Na verdade, o Familia II saiu de linha agora com a atualização da S10 para mod.2017. Até o modelo 2016 tinhamos a versão 2.4 familia II. Mas era só na versão de entrada e pra frotista. Já que para o publico “normal” a opção é a 2.5 de 206pocotós ou a 2.8TD

      • Gran RS 78

        Não acho que a GM ou a VW sejam piores que a Fiat. O Onix mesmo com um motor ultrapassado, é muito superior ao 1.4 do Palio e do Punto, em todos os aspectos, sem contar que o próprio Onix é melhor que o Palio em tudo. A VW tem um motor moderno, o 1.6 16v, mas infelizmente só está disponível em alguns modelos, mas mesmo aquele motor 1.6 8v antigo da marca, consegue andar e beber quase igual ao 1.6 16v etorq da Fiat.

    • thi

      nunca comprei fiat e nunca vou comprar

      • cepereira2006

        Eu ia dizer que já comprei e nunca mais iria comprar. Daí lembrei da Toro, que se arrumar o problema da inundação da caçamba é candidata.

        • Gustavo73

          Mas acho que nenhuma picape com caoa de lona na caçamba escapa de entrar água.

          • cepereira2006

            É que entrar algumas gotas ou um pouquinho, tudo bem. Mas os relatos são de uma verdadeira inundação. Tive uma Montana e a pouca água que entrava ou escorria pela lateral ou pelas ranhuras do fundo e acabavam saindo pelo fundo da tampa traseira. Não atrapalhava, não era o suficiente para dar PT em nada. Devia entrar no máximo uns 200 ml após dirigir quase 500 km entre POA e FLN sob chuva. Bem diferente do que a gente vê nos vídeos do youtube sobre a Toro. Acho que ela merece um retrabalho de engenheiro quanto à vedação dela. Às vezes a solução é simples. Nem toda peça exige um milhão de dólares para mudar. E não se espera 100% de vedação, mas alguma coisa tem que mudar pois como é hoje não dá.

            • Gustavo73

              Entendi, eu vi um vídeo desse realmente não serve para levar bagagem ali dessa maneira. E como você disse não deve ser algo tão complicado de resolver.

  • Artur

    Esqueceram do trio Gol, Saveiro e Voyage (plataforma do Polo de 1999 com remendos da plataforma original do Gol, primeira geração, de 1980), do Crossfox e da Spacefox, só para citar mais alguns veículos da VóW.
    A Ideia e o Palio Fire já não são produzidos.

    • Alligator

      Só para refrescar a sua memória quase todos os carros da fiat tem um ancestral com o 147

    • Alvaro

      Acho que para tornar a matéria objetiva, não se entrou nessa seara, já que se for assim várias polêmicas irão surgir como o Novo uno ter como base a plataforma do velho Palio, o próprio Fox ser baseado na plataforma do velho Polo…. Enfim ficando só nos carros que foram ganhando a famosa “tapinha” no visual.
      Mas concordo que faltou o Spacefox.

    • Gustavo73

      Não existe isso. Eles usam a PQ24. Mas não tem as soldas a laser do Polo e Fox.

      • Artur

        Pior que é verdade. O porta malas é adaptado da plataforma original, de 1980. Tinha um site com as fotos do primeiro Gol e do G5 mostrando que até as caixas de rodas são iguais.
        A plataforma da família Gol é apenas baseada na PQ24.

        • Gustavo73

          Tem uma excelente matéria publicada na AutoSegredos que desmitifica essa questão.

          “No mais, na época do lançamento do chamado Gol G5, em 2008, a Volkswagen informou à imprensa que o modelo compartilhava o eixo traseiro com o antecessor, G4. Vale ressaltar que ambos utilizam o mesmo tipo de suspensão, do tipo semi-independente, por barra de torção. Em compensação, a suspensão dianteira seria mais nova, compartilhada com o atual Polo Europeu ( quando o modelo chegou ao mercado, o conjunto havia acabado de estrear no Seat Ibiza). Novamente, é válido salientar que os dois conjuntos são do mesmo tipo, Mc Pherson, independente. Os assoalhos centrais são os mesmos dos irmãos mais caros. Quanto à carroceria propriamente dita, montada sobre a estrutura, o Polo nacional utiliza soldas a laser na montagem, o que não ocorre no Gol.

          No fim das contas, observa-se que alguns dos componentes estruturais a dupla Gol/Voyage Gol sofreram alterações em relação aos irmãos Fox e Polo. Contudo, como o que vale é o conjunto como um todo, comum às três famílias de veículos, não é errado dizer que todos foram desenvolvidos sobre a mesma plataforma, denominada internamente pela Volkswagen de PQ24.”
          https://uploads.disquscdn.com/images/0d747fff4994f6933516184f28cd0af571975576eb4660ca1d6d2bad4654a66f.png

          • Artur

            Desmistifica mesmo e só vem a confirmar o que eu disse: as partes adaptadas na PQ24 são da plataforma original.

            • Gustavo73

              Não foi isso que está escrito. Não à partes da plataforma adaptadas. A suspensão traseira é do mesmo tipo da usada no Gol quadrado nada de se estranhar pois é o mesmo tipo utilizada no Polo europeu. Assim como a suspensão dianteira usar elementos da PQ25 não a tirna mais avançada. Elementos da suspensão não tem relação com a plataforma em si. A grande diferença entre a P24 do Polo e Fox da usada no Gol G5 está na forma de construção da mesma. Oolo e Fic usam técnicas mais modernas enquanto a do Gol não falando no caso das soldas contínuas a laser com variação de espessura. Daí Inclusive vem a diferença nia testes da Ncap. Polo e Fox obtiveram 4 estrelas a mesma do Polo europeu da mesma geração e do Fox feito aqui e mandado para lá. Enquanto o Gol obteve 3 estrelas.

              • Artur

                Todo o assoalho do porta malas é o mesmo do Gol 1980 no Gol G5. Se você tirar uma foto de ambos vai perceber isso.
                Inclusive o Voyage usa apenas duas longarinas e uma chapa de aço a mais para ficar mais comprido que o Gol. O estepe está localizado no mesmo lugar (no fundo do porta malas, no caso do sedan). Pura gambiarra. Depois posto aqui o site que mencionei. Não estou conseguindo encontrá-lo.

              • Artur

                Para corroborar o que escrevi, segue os prints abaixo, inclusive com fotos do porta malas da versão antiga e do Gol G5 para comparação: https://uploads.disquscdn.com/images/88b7057222be623c6f749c760be50c41f81a8275b707f190d47d69da375372cf.jpg https://uploads.disquscdn.com/images/d286d136a1c179fc3b9fed30d98731a571133cca68e483523333a11b7afffc51.jpg

                • Gustavo73
                  • Artur

                    Dê uma olhada direito nos prints que postei e você vai ver que o assoalho do porta malas do Gol da primeira geração é IDÊNTICO ao da geração 5. Não tem como contrapor argumentos em relação àquela comparação.
                    Os caras do site que mencionei dão uma bela exagerada e falam que a VW utiliza toda a parte traseira da primeira plataforma. Isso realmente não corresponde à verdade. Mas que o assoalho e algumas outras partes são compartilhadas, isso está claro pelas fotos.

                    • Gustavo73

                      Eu vi os prints que não são muito diferentes dos colocados na matéria do Marlos feita com a ajuda de um engenheiro que trabalhou na Fiat por anos. Mas existe uma diferença básica, o Gol G5 é mais largo q

                    • Artur

                      Sim. E você acha que eles tiraram aquele assoalho idêntico ao da primeira geração do Gol, mesmo que pouquíssima coisa mais largo, de onde?
                      Mesmo que tenha sido criado do zero, não seria uma alteração significativa da PQ24 a ponto de poder afirmar que o Gol foi baseado na referida plataforma, e não feito inteiramente sobre ela?

                    • Gustavo73

                      Como disse a matéria do Marlos não. Já que essas mudanças no desenho(principalmente na posição da torre do amortecedor) não descaracterizaram a plataforma, como está escrito lá mudanças desse tipo seriam comuns. Segundo a mesma linha a diferença estaria ligada a redução de custos, pessoalmente penso na suspensão traseira e na posição das torres dos amortecedores. Bem provável que a solução adotada no Gol seja mais simples e barata, e tem ainda a questão do Voyage não tet um assoalho exclusivo e sim ser o fol Gol alongado isso novamente fala em custos menores. Fora claro a não adoção de sistemas modernos de construção como as soldas a laser. Fica claro que apesar de usar a PQ24 o Gol tem sim uma construção mais simples que foi confirmada pela Ncap. Seria a grosso modo o que a GM fez com o Ônix que apesar de usar a mesma plataforma do Sonic é simplificada. Inclusive a adoção da PQ24 no Gol não é nenhuma benesse da VW, provavelmente o custo de produção do Gol G4(menos automatizada) deveria estar subindo. E já tinha 6 anos de produção da PQ24 no Polo/Fox e parte dos custos já teria sido abatida.

                    • Artur

                      Eu entendo que não descaracteriza a plataforma, mas não é 100% a mesma plataforma de Fox e Polo. Nem mesmo o processo de produção.
                      E de onde você acha que eles tiraram o assoalho do Gol G4 que está lá firme e forte no lugar do assoalho do PQ24? :D

  • Felippe2010

    Se a Tucson fosse vendida na versão V6 com os mesmos equipamentos do lançamento, ela ainda seria uma opção bem interessante, o problema é que caparam demais o carro

    • Alligator

      Primeira Tucson foi a diesel em 2005 depois chegaram as V6 mais bem caras na época R$130.000

    • Não sei não, consumo altíssimo dentro da cidade.

      • Felippe2010

        Eu acho que um cambio de 6 marchas ia melhorar bastante o consumo dela, mas que ela bebe bem na cidade é verdade hehe

        • Alexandre

          Em SP ela não chegaria a engatar a 6…

  • Alessandro

    Cadê o Onix?

    Nitidamente um facelift do Corsinha!

    • Eu não li isso….

      • Alexandre

        Nem eu…

      • SDS SP

        Ultimamente estou fazendo uso intensivo da função block do Disqus para não ler coisas desse tipo rs

        • XandeeM

          Eu até gosto,dá vontade de rir.

      • thi

        e esta errado???, para N. A.

        • Renato

          E está certo? Então compre um Corsinha, escreva Onix na tampa traseira e veja se cola.

        • Sim, um carro com 3,93 de comprimento e 1,70 de largura é facelift de um carro com 3,72 de comprimento e 1,60 de largura e com plataforma totalmente diferente. Joinha pra vc.

      • leomix leo

        Tem doido nessa terra. Kkkkkkk
        Só faltou ele dizer que o Fusion é um facelift do Landau.

    • Renato

      Você precisa de um médico. Deve estar com algum problema.

  • Diogo Augusto

    89 Mil em uma SpaceFox 2004
    85 Mil em um Palio 1998
    92 Mil em uma Doblo 2001
    90 Mil em um Idea 2005

    Eu sinceramente estou Surpreso de saber que o Tata nano não é vendido aqui por 25 mil reais…
    Mas veja pelo lado bom, pelo menos não temos Lada Laika…
    Gosto da Fiat, mas poha!! A Filial Brasileira é sem dúvidas uma das piores Fiat’s do mundo!! (A Fiat já não é aquela marca ”boa” como era antigamente no resto do mundo, na itália o único carro velho dela é o Punto)
    A decadência da Fiat Brasileira foi enorme!! Antigamente ela fazia Marea, Tempra, Tipo e Uno, hoje só faz os lixos, Palio Fire, Doblo, Idea, Weekend e Strada… isso é o que eu chamo de decadência.

    • Diogo Augusto

      Se uma hora a Weekend, o Linea, a Idea, a Doblo, o Palio Fire, o Siena EL e a Strada literalmente DESAPARECEREM da linha da Fiat DE UMA VEZ, juro que eu saio gritando de felicidade na rua… mas como estamos no Brasil é capaz de esses carros continuarem em linha por mais uns 2 anos ou mais…
      Eu diria que quando se trata de qualidade dos Produtos a Fiat Brasil é uma Merd#, mas quando se trata de vender muito a Fiat é esperta pra caramba, pois ela sabe que o Brasileiro é Trouxa é que ele vai pagar preços absurdos só porque o carro é ”bonitinho” sem nem se importar com a segurança, equipamentos e principalmente motor…

      • Bruno Costa

        Mas os carros da Fiat não são bonitinhos. São horríveis. Das 4 grandes a Fiat é a que tem a pior identidade visual, Fiat só vende porque é barato.

        • Diogo Augusto

          Se tem tiozão que acha o Etios bonito, obviamente tem gente que acha uma Weekend ou um Siena bonito também… talvez até a Idea… Mas a Doblo não, a Doblo não acho UM motivo pra comprar ela: Feia, lenta pra carai, ultrapassada, sem equipamentos, velha e caríssima… as pessoas só compram a Doblo por necessidade…

          • pedro rt

            ate o velho kangoo e melhor q o doblo

          • Daniel

            Eu conheci um maluco que acha a Doblò Adventure linda (ainda mais na cor verde diarréia) e do modelo antes do face-lift… gosta tanto que comprou uma pra ele, e anda desfilando como se estivesse numa Ferrari conversível na beira da praia… hahaha

            (bom, deixa o cara ser feliz, né?)

            • Diogo Augusto

              Poha mano, nem avisou pro cara que ele precisava ir no Oftamologista??

        • leomix leo

          Barato?!

    • pedro rt

      apesar de ser um carro antigo o PUNTO ainda usa a melhor plataforma de carros pequenos da marca, ea msm do corsa 2006 europeu

      • Paulo Lustosa

        Plataforma do Corsa europeu com os eixos do Stilo… tanto é que por isso o diâmetro de giro e a estabilidade é melhor que a do Punto e Linea italianos.

  • Valdiclei Moura

    FCA dominando a lista.

  • Tosoobservando

    Segundo Fiateiros, essa matéria foi feita apenas para detonar com a Fiat…

  • Hater x Haters

    Cadê o Gol? Gol tem plataforma de Polo 2002 (Brasil) e parte de trás do Gol BX (1980). Ou seja, o Gol é um Polo bastante piorado.

    • th!nk.t4nk

      Plataforma de Polo nada. Herdou só alguns elementos. Quisera tivesse mais dele mesmo.

      • Gustavo73

        É a mesma plataforma mas não tem as mesmas características de construção.

    • Gustavo73

      Não tem nada de parte de trás ser de outra plataforma. É a PQ24 com elementos da suspensão dianteira da PQ25. Mas não tem as soldas a laser do Polo e Fix.

  • Elfo Safadão.

    Se vende por que é bom (não disse pra quem), mesmo sendo velho…

    • thi

      rapaz não he bom não..pode ter certeza

      • Elfo Safadão.

        Pode ter certeza que é bom, pra alguém é, pelo menos para os bancos que lucram com financiamento dessas carroças é pra montadora também…

  • thi

    oxen e o gol,voyage e saveiro..??

  • Austin&Katya

    A Strada até defendo porque é a picape que mais aguenta o serviço, mas não defendo o preço rs

  • 1945_DE

    O único que eu compraria é um Wrangler. Tentei, mas ainda é muito caro no Brasil.

  • Leonardo

    Correção: O Jeep Wrangler da atual geração, chamada de JK, foi lançado em 2007.

  • Sergio

    No entanto, No entanto, No entanto, No entanto, No entanto, No entanto, No entanto,

    • Troll, 7 instâncias de uma palavra em uma reportagem de 1.727 palavras até que está tranquilo, né?

  • Evandro

    A Fiat que eu considero mais inovadora que a VW por exemplo é justamente a que tem mais modelos jurássicos….rsssss

    • th!nk.t4nk

      A Fiat inovadora dos anos 90 morreu, infelizmente. Idem pra Chevrolet.

  • Felipe Faria

    Metade da lista preenchida por Fiats… e o legal é que os preços praticados por ela são semelhantes a de projetos novos de outras montadoras.

  • Zé Mundico

    De museu a Fiat entende. Mais um pouco e seus carrinhos serão patrimônio histórico da humanidade.

  • Diego Berri

    Sempre comento com meus amigos principalmente da Tucson, pagar 80 conto em um carro com um projeto dessa idade?
    Os caras sempre falam mas ainda é um carrão… Bate com um carro com um projeto de 12 anos atrás e com um de 1 ano atrás, pra ver a diferença.
    Um exemplo claro disso é o Renegade (apesar de não ser um carro do meu agrado), é quase a mesma faixa de preço e ganhou 5 estrelas no crash test.

  • RKK

    O Tucson merecia ao menos o câmbio AT6 do ix-35 para se atualizar um pouco e melhorar significativamente seu desempenho e consumo, sem alterações de preço para se manter a boa relação custo/benefício (exceto manutenção).
    Já a perua Weekend, merecia uma versão Attractive com motor 1.6 etorq e opcional de câmbio dualogic plus. E não adianta pedir mais, as peruas estão morrendo no Brasil, e em menor intensidade no resto do mundo (seu algoz: os SUVs).
    O Fiat Doblò quase não vende e temos sorte de ainda a Fiat não o ter tirado do mercado; este tem um mercado específico. O Fiat Palio Fire tem a função de ser um dos veículos mais baratos do Brasil haja visto o bom projeto, apesar de antigo, já totalmente quitado.
    O VW Fox, com motor 3 cilindros 12v, não está tão defasado assim, mas merecia o motor 1.6 16v em todas as versões tops (Highline, Pepper, Trendline e Run).
    Por fim, os veículos Suzuki Jimny e Jeep Wrangler são projetos específicos para fora de estrada e estão adequados à este propósito. Não são veículos destinados a desfilar nas cidades/shoppings.
    Os demais, RIP.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email