Top 10: Os carros mais vendidos do mundo

Top 10: Os carros mais vendidos do mundo

O mercado mundial viu a Toyota ser a marca mais vendida, enquanto a Volkswagen liderou o ranking mundial como fabricante. Nas marcas, a Toyota vendeu 8,6 milhões e cresceu 1,8%.


A VW caiu 1,8%, enquanto a Ford despencou 7,8%. A Honda aparece em quarto com queda de 0,6%, mas a Nissan – em quinto – baixou 7,7%, refletindo queda nas vendas e a crise envolvendo Carlos Ghosn.

Quem não foi bem também foi a Hyundai com queda de 2,1%, enquanto a Chevrolet apareceu em seguida com baixa de 6,8%. A Kia foi uma das poucas que subiram no Top 10 das marcas, elevando as vendas em 0,3%.

Contudo, as que mais cresceram em 2019 foram as luxuosas Mercedes-Benz e BMW, que avançaram 3,6% e 3,9%, respectivamente, fazendo a BMW entrar no Top 10.

Nos fabricantes, a Volkswagen caiu 1,0%, mas liderou com folga, tendo mais de 10,33 milhões de veículos vendidos. A Toyota cresceu 2,2%, mas a Renault-Nissan – mesmo com queda de 5,9% nas vendas – ficou próxima da japonesa.

Top 10: Os carros mais vendidos do mundo

A GM teve a maior queda com 10,7%, enquanto a Hyundai-Kia baixou 1,1% nos emplacamentos e a Ford caiu 7,7%. Já a Honda caiu 0,5%. No caso da FCA, a baixa foi de 3,8%, mas não mais do que a PSA, com menos 9,1%. A Daimler subiu para o Top 10 com alta de 3,3%.

Nos automóveis, o Toyota Corolla segue líder isolado com 1,23 milhão de unidades emplacadas, um volume 4,1% maior que o de 2018. Atrás dele, as picapes da Série F da Ford emplacaram mais de um milhão de unidades e quase tudo nos EUA. Ainda assim, ela teve queda de 1,1% no ano passado.

O RAV4 aparece isolado na terceira posição, com mais de 930 mil vendidos, subiu 11,7% no ano passado, mas manteve a posição. A tecnologia híbrida pode ter peso nesse aumento nas vendas.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

Mesmo não emplacando tanto aqui, o Honda Civic parece refletir a situação no Brasil em termos globais, já que vendeu pouco mais de 821 mil, ficando bem abaixo do rival da Toyota. O irmão CR-V aparece quase colado. Enquanto o Civic caiu 0,3% em 2019, o SUV subiu 12,0%.

O Tiguan foi o VW mais vendido com mais de 741 mil emplacados, mas caiu 7,6% e perdeu a posição para o CR-V. As picapes da RAM subiram 17,4% em 2019, sendo esse o maior crescimento no Top 10 dos mais vendidos no mundo.

Best seller de seu segmento no mundo, o Toyota Camry emplacou mais de 690 mil em 2019, subindo de posição ao crescer 7,9%. Parece que a japonesa andou ganhou terreno sobre algumas marcas americanas que tiraram seus sedãs de cena…

Em mudança de geração, o Golf caiu de sexto para nono e perdeu 12,9% em vendas no ano passado. Saiu do Brasil, mas ganhou o Mk8. Foram mais de 687 mil vendidos. Por fim, a Chevrolet Silverado caiu 1,5% e não saiu da décima posição, emplacando 644 mil.

Confira abaixo os 10 carros, 10 marcas e 10 fabricantes mais vendidos no mundo em 2019:

Automóveis

  1. Toyota Corolla – 1.236.638 unidades
  2. Ford Série F – 1.070.234
  3. Toyota RAV4 – 931.852
  4. Honda Civic – 821.374
  5. Honda CR-V – 818.981
  6. VW Tiguan – 741.297
  7. RAM Pickups – 731.895
  8. Toyota Camry – 690.729
  9. VW Golf – 687.664
  10. Chevrolet Silverado – 644.013

Marcas

  1. Toyota – 8.683.049 unidades
  2. VW – 6.436.548
  3. Ford – 4.735.575
  4. Honda – 4.630.868
  5. Nissan  – 4.366.453
  6. Hyundai – 4.279.155
  7. Chevrolet – 3.831.566
  8. Kia – 2.843.637
  9. Mercedes-Benz – 2.490.999
  10. BMW – 2.219.773

Fabricantes

  1. Volkswagen – 10.336.495 unidades
  2. Toyota – 9.698.609
  3. Renault-Nissan – 9.222.665
  4. GM – 7.774.714
  5. Hyundai-Kia – 7.203.538
  6. Ford – 4.901.247
  7. Honda – 4.826.223
  8. FCA – 4.360.186
  9. PSA – 3.176.473
  10. Daimler – 2.623.037

Os 10 carros mais vendidos no mundo em 2019 – Galeria de fotos

[Fonte: Focus2Move]

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.