*Destaque Crossovers Listas Top 10 Mercado

Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

crossovers-top-10-brasil Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Os crossovers estão em destaque não apenas no mercado brasileiro, mas também restante do mundo. Nos últimos anos, o segmento ganhou uma série de novos representantes, que até pouco tempo atrás oferecia apenas modelos tradicionais como o Ford EcoSport, que inclusive inaugurou a categoria por aqui.



Entre os compactos, os crossovers na maioria das vezes têm como base um hatch compacto, sendo que oferecem como diferenciais as dimensões maiores, maior capacidade off-road, interior mais espaçoso, visual e interior mais robustos, lista de equipamentos diferenciados e, em alguns casos, opção de tração nas quatro rodas.

Caso você esteja buscando um crossover, mas as condições financeiras não estão lá das melhores, listamos abaixo os 10 utilitários-esportivos mais em conta à venda no Brasil. Consideramos apenas uma versão de cada modelo disponível por aqui. Confira:

1) Chery Tiggo 2.0 MT – R$ 53.990

chery-tiggo-automatico Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Pelo preço de um hatch compacto, o consumidor pode levar para casa um Chery Tiggo. Trata-se do crossover compacto mais em conta disponível em nosso mercado, que oferece ainda uma boa motorização, lista de equipamentos recheada e visual e interior agradáveis. No entanto, o carro ainda sofre o preconceito do público por se tratar de um modelo chinês.

O Tiggo usa um motor 2.0 litros de quatro cilindros a gasolina, que rende até 138 cv e 18,2 kgfm, associado a uma transmissão manual de cinco velocidades e tração dianteira. Há ainda a opção de câmbio automático de quatro marchas, que aumenta o preço em R$ 4 mil.

Nos itens de série, há rodas de liga-leve de 16 polegadas, luzes diurnas de LED, lanternas traseiras de LED, faróis e lanternas de neblina, sensor de estacionamento traseiro, faróis com ajuste elétrico de altura, banco do motorista com ajuste de altura, ar-condicionado, bancos traseiros bipartidos e rebatíveis, volante multifuncional, sistema de som com entrada USB, controle de cruzeiro, direção hidráulica, retrovisor interno com bússola, altitude e pressão atmosférica, vidros, travas e retrovisores elétricos, airbags frontais, freios ABS com EBD, alarme, entre outros.

2) Lifan X60 Talent S 1.8 MT – R$ 61.990

lifan-x60-2016-18 Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

O segundo crossover mais barato disponível no Brasil também é um chinês. Por quase R$ 62 mil, o consumidor pode levar para casa um Lifan X60 na versão de acabamento Talent S, a mais básica, que usa um motor 1.8 litro de quatro cilindros a gasolina, que rende até 128 cv e 16,8 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas.

Entre os equipamentos, há ar-condicionado, direção hidráulica, volante multifuncional com ajuste de altura, trio elétrico, banco do motorista com ajuste de altura, revestimento interno em couro, banco traseiro bipartido, reclinável e com descansa braço central, faróis com ajuste elétrico, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Bluetooth e navegador GPS, rodas de 17 polegadas, faróis e lanternas em LED, airbags frontais, freios ABS com EBD, Isofix, câmera de ré, sensor de estacionamento, freio a disco nas quatro rodas e faróis com acendimento automático.

3) JAC T5 Pack 1 1.5 MT – R$ 66.990

jac-t5-impressões-NA-113 Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Eis outro carro chinês a ocupar o ranking. O JAC T5 é um dos últimos lançamentos da fabricante no País e também oferece uma boa lista de equipamentos. No entanto, o conjunto mecânico é um pouco inferior, já que dispõe de um 1.5 litro flex de quatro cilindros, com até 127 cv e 15,7 kgfm, com uma transmissão manual de seis velocidades.

Entre os itens de série, há airbags frontais, freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, rodas de alumínio aro 16, alarme, controle de tração, monitoramento de pressão dos pneus, luzes diurnas de LED, retrovisor interno antiofuscante, trio elétrico, faróis com ajuste de altura, banco traseiro bipartido, banco do motorista com ajuste de altura, Isofix, ar-condicionado digital e automático, trio elétrico, computador de bordo, sistema de som com Bluetooth, entre outros.

4) Renault Duster Expression 1.6 MT – R$ 67.170

renault-duster-2016 Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Quando chegou ao Brasil, no final de 2011, o Renault Duster foi um dos responsáveis por incomodar a liderança do Ford EcoSport. Porém, com a chegada de modelos mais modernos, o crossover compacto já não faz tanto sucesso assim. Por outro lado, se você busca um veículo da categoria com preço mais em conta, ele pode ser uma boa opção.

A versão mais básica do carro usa um motor 1.6 litro flex de quatro cilindros, com até 115 cv e 15,9 kgfm, com câmbio manual de cinco marchas.

Nos itens de série, há airbags frontais, freios ABS com EBD, alarme, retrovisores e maçanetas na cor preta, luzes diurnas, rodas de aço aro 16, vidros dianteiros e traseiros elétricos, travas elétricas, ar-condicionado, volante e banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro rebatível, direção elétrica, sistema de som com entradas USB e auxiliar, comando de áudio e celular na coluna de direção, entre outros.

5) JAC T6 Pack 1 2.0 MT – R$ 68.990

jac-t6-2015-1 Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

O quinto crossover compacto mais em conta é também o último chinês disponível nesse top 10. Por menos de R$ 70 mil, há o JAC T6 na versão mais básica, dotada de um motor 2.0 litros a gasolina de quatro cilindros, de até 160 cv e 20,6 kgfm, com transmissão manual de cinco relações.

Entre os itens de série, há airbags frontais, freios ABS com EBD, rodas de aço aro 17 com calotas, retrovisores e maçanetas na cor preta, faróis com ajuste elétrico de altura, luzes de direção nos retrovisores, trio elétrico, bancos em veludo, Isofix, computador de bordo, volante com ajuste de altura, ar-condicionado eletrônico, direção elétrica, entre outros.

6) Hyundai Tucson GLS 2.0 AT – R$ 69.990

hyundai-tucson Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Ao que tudo indica, o Hyundai Tucson será substituído em breve pelo Creta, uma das atrações da maca sul-coreana no Salão do Automóvel de São Paulo. Todavia, o carro continua sendo uma das opções mais em conta do segmento no País. O carro é equipado com um motor 2.0 flex de quatro cilindros, com até 146 cv e 19,7 kgfm, acoplado a uma caixa automática de quatro marchas.

O Tucson é equipado com airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado digital, faróis de neblina, sistema de som com entrada USB, trio elétrico, retrovisores externos com rebatimento elétrico, bancos em tecido, banco traseiro bipartido e rebatível, faróis com acendimento automático, entre outros.

7) Ford EcoSport SE 1.6 MT – R$ 71.650

ford_ecosport Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Veterano da categoria, o Ford EcoSport é oferecido em uma série de versões, sendo que a mais básica delas é a SE com motor 1.6 litro flex de quatro cilindros, que desenvolve até 131 cv e 16,1 kgfm, com transmissão manual de cinco velocidades. Como opcional, há o câmbio automatizado de seis marchas e dupla embreagem, por R$ 77.650.

Como item de série, o EcoSport oferece airbags frontais, freios ABS com EBD, ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, vidros elétricos, faróis e lanternas de neblina, sistema multimídia Sync com AppLink e Assistência de Emergência, volante com comandos do sistema de som, retrovisores externos com pisca integrado, entre outros.

8) Peugeot 2008 Allure 1.6 MT – R$ 71.890

novo-peugeot-2008-NA-15 Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

O Peugeot 2008 é um dos “injustiçados” da categoria. Devido a algumas falhas, como a ausência de um câmbio automático mais moderno e a opção de caixa sem o pedal de embreagem na versão topo de linha, o carro acaba vendendo pouco, mas pode ser considerado uma boa opção. Por quase R$ 72 mil, há a versão mais básica do crossover francês, que inclusive se posiciona como um dos mais bem equipados desse ranking.

Sob o capô, o 2008 esconde um motor 1.6 litro flex de quatro cilindros, com até 122 cv e 16,4 kgfm, acoplado a um câmbio manual de cinco marchas.

A lista de itens de série oferece rodas de liga-leve aro 16, lanternas traseiras em LED, airbags frontais e laterais, freios ABS com EBD, luzes diurnas de LED, faróis e lanternas de neblina, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo, alarme, ar-condicionado automático digital de duas zonas, volante multifuncional em couro com ajuste de altura e profundidade, direção elétrica progressiva, trio elétrico, banco do motorista ajustável em altura, banco traseiro rebatível, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, Apple CarPlay e Android Auto, entre outros.

9) Jeep Renegade 1.8 MT – R$ 71.990

jeep-renegade-1.8-flex Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Segundo modelo mais vendido da categoria (perdendo apenas para o Honda HR-V, que ficou de fora do ranking por ter sua versão mais básica disponível por R$ 79.900), o Jeep Renegade é o crossover compacto mais em conta do Brasil em sua versão de entrada 1.8 MT.

Nos itens de série, o Renegade 1.8 dispõe de airbags frontais, freios ABS com EBD, rodas de aço, vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico, direção elétrica, ar-condicionado, sistema de som com Bluetooth e entradas USB e auxiliar, freio de estacionamento eletrônico, controle eletrônico de estabilidade, auxílio de partida em rampas, freio a disco nas quatro rodas, entre outros.

O carro, porém, fica devendo na motorização. Essa versão usa um propulsor 1.8 litro flex de quatro cilindros, com até 132 cv e 19,1 kgfm, insuficiente para os 1.393 kg do carro. Junto a ele está uma transmissão manual de cinco velocidades – ou automática de seis marchas por R$ 84.790.

10) Chevrolet Tracker LT 1.8 AT – R$ 79.740

tracker-lt-2016-1 Top 10: os crossovers mais baratos à venda no Brasil

Embora esteja prestes a ser reestilizado, com direito até a um motor 1.4 litro turbo, o Chevrolet Tracker atual continua disponível e é o décimo crossover mais barato do País. Por quase R$ 80 mil, o consumidor pode levar para casa a versão LT do crossover, que usa um motor 1.8 litro flex de quatro cilindros, de até 144 cv e 18,9 kgfm, com câmbio automático de seis velocidades.

Nos itens de série, há airbags frontais, freios ABS com EBD, Isofix, alarme, faróis e lanternas de neblina, rodas de alumínio aro 16, trio elétrico, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro bipartido e rebatível, ar-condicionado, volante com ajuste de altura, sistema de som com entrada auxiliar, entre outros.

[Matéria publicada em 14 de julho de 2014 e atualizada em 30 de outubro de 2016]

5.0

  • Walter Silva

    Por quê o VW CrossFox está de fora? Se não estou enganado, é um crossover (derivado do Fox). E custa entre 51 e 60 mil. Algum preconceito?

    • Gustavo73

      Não é um Croosover. É o Fox com adornos plásticos e estepe na tampa do porta-malas.

      • Lucas Souza

        kkkk boa

      • Felipe Gomes

        Isso ai!

      • Robinho

        exato !

      • filipe santos

        PIMBA!

    • Zergling

      Nenhum preconceito. É erro do seu conceito ;)

      • Yago G.

        ele estava sendo irônico.

        • Leandro1978

          Acho que não.

          • Yago G.

            vish..haha

        • Debraido

          Acho que é um dono de CrossFox que foi “enganado” pelo vendedor!

          • th!nk.t4nk

            Tem que ser MUITO ingênuo pra confundir um Fox esticado com um crossover hehe

            • Gustavo73

              Nem esticado é. Não há nenhuma diferença na carroceria do modelo. É só mais uma versão.

              • th!nk.t4nk

                Verdade Gustavo, me veio à cabeça o Spacecross. Curiosidade: na Europa o Cross Polo tem sido muito criticado. Segunda a imprensa, a VW conseguiu a proeza de estragar o carro com essa versão.

                • Gustavo73

                  O CrossPolo teria alguma serventia se tivesse tração integral. Não sei a versão atual. Mas a anterior era até interessante estéticamente. Mas só isso.

                  • RSRX

                    relatos de falhas técnicas e de acabamento no CrossPolo

      • Robinho

        boa de novo!

      • 4lex5andro

        o crossfox é quase uma perua do fox, mas nao é exatamente uma
        station-wagon , mas tambem nao é hatch , e nem tampouco crossover ..

        nao passa de uma nova forma de a montadora ampliar seus lucros, inventando segmentos como “premium” e “semi-crossover” ..

        • Gustavo73

          O Croosfox é exatamente o Fox sem nada diferente além dos adereços.

    • Walter Silva

      Para (apenas) aqueles que me criticaram de forma deselegante, convido-os para pesquisarem na literatura mundial o “extenso” conceito de “crossover”, a começar por este trecho do wiki em português: “…Veículos urbanos com adereços não funcionais de off-road também são considerados crossovers. Por seu baixo custo em relação a opções maiores, são bem populares em países emergentes. Nessa categoria de “semi-crossovers” se encaixam Citroën C3 Aircross, Fiat Idea Adventure, Fiat Doblò Adventure, Fiat Palio Adventure Locker, Peugeot 2008, Peugeot 206 Escapade, Renault Sandero Stepway, Nissan Livina X-Gear e Volkswagen CrossFox.”. Obrigado sabichões de plantão!!!

      • MMM

        SEMI crossover. Isso quer dizer um popular com adereços plásticos.

        • Walter Silva

          Mesmo sendo irônico, você acaba de confirmar a informação acima. Ele é um “semi” na categoria de “Crossover”. Este é o debate aqui. Parabéns!!!

          • MMM

            Entendo. Então por essa lógica, carros “semi novos” devem entrar na lista de carros 0km mais vendidos, ou vc acha que, tal qual os tais “semi crossovers” designam somente uma jogada de marketing para pegar os incautos?

            • Excelente resposta!
              Meio não é inteiro, é um raciocínio simples.

              • Leandro1978

                Fora que, no caso, “semi” não se aplica, ou é, ou não é.

      • Gustavo73

        Continua não sendo um Croosover.

      • Gustavo73

        Você só esqueceu de ler o início da página.

        • Leandro1978

          Só ali no “semi-crossover”, já dava para ver que a fonte não é tão confiável assim…rs…

          • Gustavo73

            Semi-crossover, forçou de mais a barra.

        • leomix leo

          Avisa a ele que qualquer cidadão edita e coloca o que quer no Wiki.

      • Zoran Borut

        Então, na sua opinião, Uno Way, Palio Way, Gol Rallye, Parati Track & Field etc são crossovers também?

        • Alessandro Lagoeiro

          Heheh… Lembrei que a VW classificava a Parati como Crossover. E não era a Track & Field.

          • Edson Fernandes

            Na verdade, ela lançou uma versão da geração 2 com o primeiro facelift chamado Parati Crossover. E de fato era realmente apenas um Track & Field com um “plus”: Nunca vi nenhum desses modelos em que as peças plasticas de fora tornavam o interior tão barulhento quanto esses. E olha que eram poucos.

            • Pacheco

              Palhaçada isso né… kkkkk

              SUV mesmo é Jeep 4×4, com reduzida e motor V8… viva os verdadeiros SUV.

              Hahahahahahahahaha

            • Gu.

              Crossover não era um kit opcional da VW?

              • Edson Fernandes

                Desconheço ser um kit. Ao menos qdo eu fui em concessionarias, era uma versão da Parati (geralmente topo de linha com todos os opcionais inclusive).

          • Gustavo73

            Era uma versão com esse nome.

        • Bruno Wendel Marcolino

          o dia que cross fox for cross over estamos mal!!! Principalmente se Uno Way também for oO

        • Pacheco

          São Mini-Crossovers… kkkkkk

      • Thiago

        vc respondeu : Nessa categoria de “semi-crossovers”
        se fosse considerar qlq adereço fora de estrada como sendo um crossover o palio way seria o crossover mais barato do mercado, até pq tem adaptações mecanicas para fora de estrada que muitos ai dessa lista não tem

      • Leandro1978

        Walter, como todo o respeito, crossover em português significa cruzamento ou cruzado, como algo pode ser “semi-cruzado” ou haver um “semi-cruzamento”? Ou é, ou não é!

        • filipe santos

          E isso ai!

          E a defesa da NET… Onde as pessoas procuram coisas para embasamentos de situações sem um reforço, e para ” assumir a coragem e o reforço “… Na internet nos vemos de tudo, de tudo em que queremos uma hipotese ou algo para nos forçar algo que temos ideia, temos aqui. E simples basta buscar no Google …

      • Peraldiano

        Esses modelos que o amigo citou (Aircross,Adventure,Locker,Stepway,etc.etc), na verdade são VERSÕES de hatches compactos ou médios. Colocam uns frisos de plástico na porta,uns adesivos maneros, uns estribos na lateral, aquele pneu ridículo pendurado na porta e vendem como “crossover” ou ,como acabaram de inventar, “semi-crossover”. Abraços e felicidades no CrossFox.

      • Pacheco

        Semi Crossovers: Não da ideia que as Montadoras vão colocar isso nos anuncios… é igual Compacto Premiun. Coisas criadas para o Brasil… kkkkk

    • Edson Fernandes

      Walter,
      Ele é hatch compacto com suspensão elevada. Se fosse assim, no passado teria que colocar C3 XTR, Celta offroad, Fiesta Trail, etc…

      Mas a realidade é que todos esses são hatches compactos.

      • Leandro1978

        E olha que os dois últimos eram equipados nas próprias concessionárias, isto é, na concepção do colega acima, o comprador poderia transformar o seu hatch em um “crossover” (ou “semi-crossover”, seja lá o que isso signifique, deve entrar no conceito que alguns possuem de “semi-grávida”, “semi-virgem”, “semi-novo”) simplesmente colocando algumas peças. Disso nota-se o erro de conceito não apenas do colega, mas da página citada.

    • Pacheco

      Foi Ironico amigo?

      • Gran RS 78

        O pior é que não!! rsrs…

        • Pacheco

          Eitaaaaa… kkkkkk

    • Renato Duarte

      CrossFox e só um Fox com estepe de fora e com molas mais altas para dar a impressão de carro mais alto. portanto não é Utilitario esportivo.

    • Gran RS 78

      Vc está de brincadeira né? O CrossFox é um Fox com suspensão alta, estepe pendurado no porta malas e apliques de plástico e continua sendo um Fox. Pelo seu pensamento, Idea Adventure, Palio Weekend, Air Cross e etc são Suvs? Claro que não, são somente uma versão com cara de fora de estrada, somente isso.

    • Hater x Haters

      Não é preconceito…é pós-conceito mesmo: Fox cheio de plásticos, caríssimo e que não dá conta nem de quebra-mola de shopping. Além de feder.

    • Gabriel Camilo

      kkkkkkkkkkkkk

  • Junior Lobato

    kia soul e um crossovers? xiii
    e como tem gente q compra essa tracker e 80k totalmente capado versão Brasil. Para mim os melhores desta lista são Duster, X60 e Ecosport. E sem preconceitos.

    • Leandro1978

      O Soul é um “crossover urbano”, sendo hatch com certo “ar” de utilitário esporte. “Crossover”, cruzamento em inglês, define os veículos que combinam elementos de duas ou mais categorias, como automóvel e utilitário esporte, ou minivan e utilitário esporte.

      • Mazembe 2X0

        Ex: Citröen DS5 , BMW X6. O VW CC pode entrar na lista?

        • Gustavo73

          O DS5 não sei classificar. O X6 é um Croosover. E o CC é um sedan 4 portas.

          • Thiago Maia

            DS5 é um shooting brake de um hatch

      • Zoran Borut

        Todavia, no Brasil a mídia costuma usar o termo crossover como sinônimo de “jipinho”, de SUVs não derivados de picapes, mesmo.

    • Robinho

      concordo

    • Pacheco

      Eu acho que o Tracker foi a maior cagada que a GM fez… se tivesse colocado mais equipamentos (ESP, ASR, 6 Air Bag e o Teto Solar) na LTZ e até na LT, ele estaria batendo a Eco de frente hj.

  • CabraSJC

    Vendo tiggo por 52k, acredito que o Tracker LTZ AT deveria custar no máximo uns 70k.

    80k é preço de Captiva 2.4.

    • Junior Lobato

      tracker além de tudo e capado na versões made in tupiniquins!!

    • LeandroBalmant

      Mas a Tiggo é referência?

      • Gran RS 78

        Em preço e tbm em equipamento sim. Ele tem freios a disco traseiro e suspensão independente traseira, coisa que a grande maioria dos concorrentes não oferece, e ainda por cima eles custam até 30 mil reais a mais que o Tiggo.

    • DougSampaNA

      Preço para Brasil amigo..aqui a Margem tem que ser maior, porque o brazuca faz fila pra comprar…deveriam cobrar preço de Camaro, o preço do Camaro daqui..kkkkkkkk

    • Gran RS 78

      Isso porque vc consegue preços melhores pelo Tiggo nas concessionárias. Um Tiggo automático está sendo oferecido por 54 mil reais, preço sem igual na categoria.

  • Filipe César

    Estou curioso pra entender o que tem no cérebro de um ser humano que compra Tucson, carro jurássico, por R$70 mil!

    • Rafael_Rec

      Em comparação com os carros classificados na frente dele o Tucson é muito mais negócio, afinal ele traz o mesmo conteúdo com mais espaço. Pior é pagar o que pedem em Tiggo e X60.

      • Tosca16

        e deixar de comprar os chineses menos vagabundos no pacotão para ir num Duster como fazem é ótimo negócio, ruim por ruim o Tiggo é melhorzinho que alguns em suas versões pau à pique sem nada praticamente incluso; mecânicamente é razoável e melhor que o conterrâneo X60; este se tivesse um motor nem digo maior mas sim mais potente seria um bom carro, se tivesse ao menos 130cv poderia eu pensar pelo espaço interno e “requinte” com aquele ar de carro de maior categoria .

        • IRA

          Mas o motor dele é o mesmo do Corola até 2005 (ouvi dizer). Apesar de fraco, já é um ponto de confiança.

          • Rubem

            o problema não é ser motor do corolla ( projeto) e sim como ele foi confeccionado, levando em conta material empregado, montagem e etc.

          • Tosca16

            não creio ser o mesmo mas provavelmente baseado nos japoneses , igualmente as motos chinesas de 250cc ou mais baseados em motores como das Hondas CB 400 e por aí vai … mas se uma marca chinesa ou não usar motores Toyota mesmo que antigos é um baita diferencial .

      • LeandroBalmant

        Não tem tanto espaço assim não.

    • leonardo

      O pior Filipe é um conhecido meu que pagou 77.000,00 em um Ecosport Titanium e ainda acha que fez o melhor negócio do mundo, só não disse nada porque não é da minha conta mas que fez uma c@#$$%da fez.

      • ObservadorCWB

        Nossa, com tanta Santa Fé dando sopa por aí.

        • Eu acho Santa Fe muito bacana! Achava mais bonita antes, mas ainda impressiona pelo conforto, espaço… mas a manutenção Hyundai é dose…
          Ainda hei de ter uma, mas só quando meu mecânico confirmar que a disponibilidade de peças cruciais no mercado já é suficiente!

      • Thiago

        minha esposa queria uma ecosport dessas, sai com ela em algumas loja de usados e mostrei a c3 picasso e algumas aircross, ano 2012 encontrei nos valores entra 33k a 39k

        fica difícil optar pela ford assim
        como no conceito dela, achava que a aircross era bem mais cara que a eco ela parou de falar na ford, me perturbava desde o inicio do ano pela nova eco
        entre uma minivan e um crossover no nosso caso não tem diferença pois atende da mesma forma a nossa necessidade, acho até que o bagageiro da c3 picasso maior e melhor tem mais opções de configurações qdo baixa os bancos traseiros

        • Edson Fernandes

          E ele tem outra coisa superior ao Ecosport: É mais silencioso.

          • MMM

            O problema é se quiser automatico, com mais air bags, esp, isofix. Fui dar uma olhada no C3 Picasso, mas o carro carece de muitos equipamentos, Edson.

            • Edson Fernandes

              Carece mesmo.

              Não justifico a compra dele ao Ecosport se a proposta é essa. Mas a grande questão que foi citada é que os Ecosport estão caros mesmo no mercado de usados e pelo que entendi, a proposta foi sobre os modelos em que o Ecosport tem a oferta de itens parelho ao C3 Picasso.

              Nesse caso, é de se pensar no C3 Picasso.

      • Bom… se ELE pagou o carro e está feliz, você tinha é que apoiá-lo!
        O carro deve atender o que ele espara, então fez um bom negócio!
        Isso vale pra Duster, pra Tiggo, pra qualquer carro!

    • Gran RS 78

      O Tucson Okm vc compra por 65 mil reais automatico completo, e ele é o único SUv médio. Isso sem falar que mesmo ele sendo um projeto antigo, ele ainda é melhor construido que um Duster ou mesmo um Ecosport.

  • laguiar

    Kia Soul???

  • Tosca16

    Chery Tiggo por esse preço ainda é mais carro que o Duster nessa faixa ali colocada …

    • Junior Lobato

      mas o x60 TEM 128 cv, não está bom? o ruim e q tem muita gente reclamando q em rotações mais altas o ruído do motor vai para dentro da cabine. o Tiggo sofre disso sabe me contar?
      mas o q acho ruim mesmo e q ambos não são flex, se o governo fizer a M..dar de colocar 27,5 % de álcool vai estourar bomba de combustível pra frente.

      • Tosca16

        entendo

      • Edson Fernandes

        Estourar eu não digo, mas que certamente qualquer carro monocombustivel vai ter de fazer revisão mais cedo, isso vai!

  • fschulz84

    “O termo se refere à um veículo derivado de automóvel de passeio (monobloco), que por sua vez apresenta mais ou menos características de um SUV, que em realidade é derivado de picapes, utilizando chassi de longarinas.”

    Sabia que a sensatez iria partir do NA…. Essa mídia especializada (patrocinada) insiste em dizer que crossover é SUV e sabemos que isso não é verdade…

    Já teve vendedor que chegou a falar para minha mãe que Uno Way era um Uno SUV hahahaha

    SUV utiliza chassis de longarina e não um compacto “altinho”…

    Obrigado Éber e NA por utilizarem o termo correto ao mencionarem estes veículos!!! :)

    • Antonio_Brust

      Ssangyong actin sports usa chass monobloco e não deixa de ser uma pickup. Por sua vez, a action não deixa de ser SUV, apesar de usar também monobloco. Creio que não é a base do carro que determina a categoria dele.

      • th!nk.t4nk

        A imprensa brasileira está desatualizada. Não existe mais essa de SUV x crossover. Hoje em dia fala-se mais na proposta do veículo, do que em ficar tentando encaixá-lo em alguma categoria forçadamente. A briga monobloco x body-on-chassis morreu faz tempo, só falta avisarem os jornalistas “especializados” no Brasil.

        • Zoran Borut

          Aliás, os mesmos que chamaram Polo, Punto etc de “compactos premium”.

          • Alessandro Lagoeiro

            Zoran, a questão é: Fiesta, C3, 208, Punto e Polo, não são como Gol, Palio, Celta, Fox, Hb20, Ônix, Sandero, up!… Mesmo concorrendo em algumas faixas de preço. Tem muita gente que implica (Entenda, não estou falando ser seu caso) com esse termo mais gosta de usar o termo “semi novo” para carro usado. Acho melhor usar uma palavra como premium, do que “compacto um pouco melhor que os compactos comuns”. Não acho sinceramente que usar a palavra “premium” seja enganar alguém. Você acha que se a VW começasse a adotar a alcunha premium para Fox ou up!, eles venderiam uma unidade a mais? Pergunte para quem comprou um Fiesta, um 208, se o que fez pegar o carro foi ele ser premium ou ter câmbio de 6 marchas, motor acima de 1.0, teto solar, GPS no painel, ter um design interior melhorzinho..

            • Gustavo Cruz

              Concordo plenamente. Eu vou da opinião de que a sigla “compacto premium” é mais uma jogada de marketing do que uma classificação em si.
              Afinal, um A3 ou Classe A também são “compactos premium” e são infinitamente superiores aos carros citados…

    • FabioTex

      Vamos estender a polêmica, Fschulz e Antonio…
      Range Rover… É crossover?
      LR Discovery… É crossover?
      Que eu saiba, ambos usam monoblocos atualmente.
      Toda a vez que surge esta discussão, penso no REAL significado da sigla SUV:
      Sport – desempenho diferenciado (conjunto motriz) e/ou elementos de esportividade (rodas, acabamentos, preparo suspensão) e conjunto que permite ao proprietário usá-lo de forma esportiva (performance na estrada, com segurança)
      Utility – uso versátil, capaz de transportar volumes e carga adicional, objetos para prática de esporte ou lazer, tanto interna como externamente, assim como também possibilitar uso fora de estrada sem ser ao extremo.
      Vehicle – veículo (é… Aqui pode gerar controvérsia, porque alguns destes perigam de “não se moverem” no médio/longo prazo).
      Conclusão – existem dezenas de “crossovers” que se encaixam legitimamente na definição da Sigla.
      Estou errado? Não creio.
      Abcs.

      • Rodrigo
        • Esta é a visão antiga e deturpada do conceito de Veículo Utilitário Esportivo (pra quem não sabe, é a tradução de SUV), que por si só é deveras genérico. Nos EUA, Europa e Brasil, Crossovers passaram a ser uma subcategoria de SUV, ou seja todo crossover é um SUV, o que é fato.

        • FabioTex

          Opa, Rodrigo – obrigado por compartilhar o artigo, muito bom e eu o desconhecia aqui nos arquivos NA.
          De qualquer forma, ainda que fique bem claro a definição original do segmento SUV, alguns dos crossovers do mercado não deixam de ser SUVs compactos.
          Abraço.

      • th!nk.t4nk

        Você está corretíssimo. O duro é colocar isso na cabeça dos jornalistas brasileiros. Aqui a coisa ainda funciona na base das velhas categorias de veículos, quando todos eram claramente distintos em suas propostas. Isso acabou, é passado.

    • Crossovers são SUV. SUV significa Veículo Utilitário Esportivo.

      Nos EUA se teve muita discussão acerca do que diferenciaria um Crossover de um SUV e no final chegaram a conclusão que ambos são um só tipo, variando de acordo com a plataforma, sendo os Crossovers considerados SUV (leia aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Sport_utility_vehicle). Não há um consenso no mercado mundial, porém a Europa e o Brasil adotaram a nomenclatura americana, logo, todo Crossover é um tipo de SUV.

  • Matheus Ulisses P.

    Como pode um Tracker ser mais caro que um Grand Vitara? Na boa, o Suzuki é muito mais mais crossover!

    • ViniciusVSG

      Tracker é um dos carros com preço mais absurdo do nosso mercado. É pelado de tudo e custa mais que seus concorrentes.
      Em itens de série, o verdadeiro concorrente do Tracker é o Ecosport Freestyle, e não o titanium. Ou seja, ele custa muito mais que os concorrentes e oferece muito menos.

  • Rodrigo

    Obrigado ao autor do artigo chamar de crossover os crossovers. Obrigado por não chamar de SUV.

    Artigo interessante sobre:
    https://www.noticiasautomotivas.com.br/suv-ou-crossover/

    • Ultrapassada e obsoleta essa separação. Já chegou-se ao consenso em boa parte dos países que todo crossover é uma subcategoria de veículo utilitário esportivo (SUV).

  • Thiago_NCO

    Os 4 primeiros são projetos para países emergentes e/ou têm sérias falhas de projeto.

  • Joildo Dias

    Sinceramente esse tucson é um verdadeiro dinossauro, como pode está à venda ainda e por incríveis 70k kkkkkkkkk , esse carro da cheve nem se fala é piada muito sem graça…………………..

  • afonso200

    80 mil numa traker daonde ?????

    • Boris

      do Mexico

  • Junoba

    O kia Soul anda muito mal nas vendas, foram somente 25 unidades vendidas.

  • William Lazarini

    Kia Soul é um crossover ??

  • pedro rt

    o sx4 apesar de parecer um suv/crossover e um hatch medio pois tem ate versao sedan em outros paises

    • Gustavo73

      Também não vejo o SX4 como Croosover. Assim como na minha opinião V40 Croos County ou o Impreza XV também não.

    • De fato ele não é um crossover, mas a Suzuki o classificou assim para nivelar seu preço por alto. Todavia, como o conceito de veículo utilitário esportivo é muito amplo e genérico, não é difícil de se embarcar modelos tão diferentes da proposta inicial como tal.

  • Luis maiolini Bícego pereira

    Grand Vitara e Pajero? Os dois são consagrados como jipes, e agora rebaixados a meros crossovers?

  • Antonio De Julio

    Nossa, caro o Tucson, não?

  • Yuri Chaves Souza

    Turma, uma dúvida:

    “Na ponta do lápis”, o Duster é uma versão “perua” do Sandero. Muda-se apenas a frente, com novos paralamas, capo, parachoque e painéis. A porta traseira tem leve diferença também.
    Analisando dessa forma, e desconsiderando as demais atualizações, a Palio Adventure atual apresenta, em tese, a mesma quantidade de alterações feitas em relação ao Palio Fire. (Incluindo ai maior bitola).

    A Wekeend poderia se encaixar ai? (Sei que é uma perua elevada, mas levei em consideração as alterações mecanicas/estéticas/técnicas em relação ao modelo original).

    • MMM

      No meu ponto de vista, não. O Duster teve como base o Sandero para virar um Crossover e a Weekend teve como base o Palio para virar uma perua.

      Não é a quantidade de alteracōes que vai determinar o segmento q um carro se encaixa. Pegue um Sedan, por exemplo, mude o vidro e tampa do porta malas e mais alguns detalhes e vc tem um hatch. Faça a mesma quantidade de alteracoes de maneira diferente e vc tem uma perua.

  • Christian Balzano

    Eu não teria nenhum deles, muitos são obsoletos (tr4, tucson, grand vitara) e outros caros demais pelo o que realmente são (soul, ecosport, tracker). É a sede da classe média emergente por carros grandões, sem devido propósito, só atrapalham o trânsito com a falta de perícia dos condutores, poucos fazem o uso cross desses carros e poucos carros são realmente capazes de serem cross (tr4, sx4 e grand vitara). Acho que o sujeito para pensar em ter um Crossover/SUV ele primeiro tem que ter bala na agulha e comprar um carro de verdade, caso contrário, permaneça no segmento de carros que condiz com seu perfil e situação financeira.

    • Não entendo a relação destes veículos com atrapalhar o trânsito…
      É um carro como outro qualquer!
      Se você não gosta, não precisa ter raiva!

  • Peraldiano

    E cadê o Honda CRV? Mais crossover do que ele não conheço. É um sedã redesenhado para station-wagon com suspensão elevada. Resumindo, conforto de sedã, praticidade de perua e visual de suv.

    • A lista considera os 10 mais baratos…

  • Jonas Augusto

    Eu compraria a Capitiva de olhos fechados, que é muito superior do que a Tracker.

    E a pela opção mais racional levaria a EcoSport SE R$ 62.990 ou a Freestyle R$ 67.100 que vem a mais VE nas 4 portas, rodas liga leve 16″, assistente de partida em rampa, controle de estabilidade e tração, e sensor de estacionamento.

  • filipe santos

    O Tiggo so compensa AT e sinto a falta do modelo AT no X60… pq akela embreagem quase encostando no freio… nao rola!

  • EDU

    Pera . Renegade crossover? Nao seria suv mesmo?

    • Junoba

      SUV ´´mesmo´´ é a SW4, por exemplo. O pequeno Renegade é apenas Crossover.

  • Ricardo

    Prefiro um Gol completo do que qualquer um desses SUVs!

    • Sergio

      Kkkkkkjkjkkkkkjkjkkjjjjjjkkkkkkkkkk

      • Ricardo

        Pelo simples fato de não gostar de SUVs! E darei pau em qualquer um desses aí! Hehe

  • Junoba

    Eu também achei estranho, fica confuso.

  • Tosoobservando

    Mas a lista é a msm, por isso aproveitam. Mercado fechado se lembra? Poucas novidades… so retoques no preço, sempre pra cima kkk

  • Ricardo

    Por 80 mil compro um Golf, muiiiito mais carro que essas coisas aí!!

  • carnero

    A HRV manual nem aparece na lista. Pra ver como são as coisas…..

    E nem o Kicks 1.6L…. ai ai….

  • Felipe

    Alguém não consultou o site da Jeep antes de publicar o preço da versão de acesso do Renegade, heim?
    Antes da versão Sport, há a 1.8. Menos equipada, oferecida apenas com câmbio mecânico e mais barata que a Sport.
    https://uploads.disquscdn.com/images/bab309051bf15231e7bab41ec0ed31e25d61f3b05888912ec7ed6064efda7f4f.jpg

    https://uploads.disquscdn.com/images/0e51df089fbfb7f423574ed1375320c6a4f06572af423a5c80667436e87662a4.jpg

  • Fábio Henrique

    Por esses preços é difícil mesmo alguém querer levar um Jac pra casa. E comparado com os concorrentes achei o fóssil do Tucson bem competitivo. Só fiquei curioso em como o Creta vai substituí-lo sendo que um é feito pela Hyundai e outro pela Caoa. Deve ter dado uma briga aí

  • Higor Araújo

    Acho que deveriam corrigir a 1ª posição, ele só está sendo oferecido exclusivamente com o câmbio automático. Vejam no site da marca.

  • João R

    Gente… como essas montadoras gostam de ser folgadas para não se “apertar entre elas”: Se o Lifan X60 tivesse 160CV e 20-22kgmf de torque e uma posvenda de peças com manutençoes competitivas nos principais lugares-capitais do pais… pelo valor de 60-62mil vendería super BEM matando o pau de toda essa “safra de cosinhas listadas aí que encalham na primeira areia de praia que aparecer”. A montadora teria esse carro como “produto chefe” ganhando credibilidade e aí se reforçando pelas beiras com outros produtos em segunda linha de negócio, simples assím!
    Mas é claro que em solo Brasileiro não tem almoço BOM: ou vendem produto com “charme requ-e-ntado” ou “tralha ultrapassada manca prestes para apodrecer”, pelamor, não da para levar nada a serio nesse país???

    Detalhe… não aguento mais essa de pegar carrinho low-cost (etios, fox, sandero, etc…), enchelo de plásticos e querer justificar por isso valores na beira dos 60mil. Se esses compradores soubessem a grande M-aquiada que estão comprando para “aparecer”…Palhaçada total!!!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend