Hatches Listas Top 10 Mercado

TOP 10: Os hatches mais vendidos do brasil

Chevrolet-Onix-Activ-2016-25-1024x755 TOP 10: Os hatches mais vendidos do brasil

Quais são os hatches mais vendidos do Brasil? Sabemos muito bem que os hatches dominam o mercado brasileiro. Este tipo de modelo de automóvel é o que a maioria da população compra, já que o preço é menor – no caso dos populares – em relação aos sedãs de entrada.



Os chamados hatches compactos “premium” (que recebem esta designação por serem superiores aos populares, mas que abaixo de R$ 90.000 de premium não tem nada) ainda prevalecem sobre os sedãs de mesmo porte, mas no segmento médio, quem domina são os sedãs, notadamente uma dupla japonesa. Então, para termos uma ideia de quem são estes “dois volumes e meio” do mercado nacional, fizemos esta nova lista TOP 10.

Decidimos separa-los por nicho, deixando as categorias de compactos, compactos “premium” e médios. Para dar uma visão atual do mercado, inserimos as vendas de setembro de 2017. Segue abaixo os 10 hatches mais vendidos de cada segmento:

Hatches Compactos mais vendidos

1) Chevrolet Onix – 17.236
2) Renault Kwid – 10.358
3) Ford Ka – 8.727
4) Hyundai HB20 – 8.530
5) Volkswagen Gol – 6.026
6) Volkswagen Fox – 4.860
7) Fiat Argo – 4.124
8) Renault Sandero – 3.967
9) Fiat Mobi – 3.602
10) Fiat Uno – 3.194

Hatches compactos premium mais vendidos

1) Ford New Fiesta – 1.526
2) Honda Fit – 1.158
3) Peugeot 208 – 1.057
4) Citroen C3 – 798
5) Fiat 500 – 369

Hatches médios mais vendidos

1) Chevrolet Cruze Sport6 – 634
2) Ford Focus – 405
3) Mercedes-Benz Classe A – 327
4) Toyota Prius – 319
5) Volkswagen Golf – 192
6) Mini Cooper – 120
7) Audi A3 – 59
8) Peugeot 308 – 47

Os hatches mais vendidos do Brasil por segmento:

Hatches compactos

Hatches compactos premium

Hatches médios

5.0

  • Gui

    As vendas do A1 estão terríveis hein ?

    • Antonio N.

      Sim, mas é um verdadeiro premium.. pelo menos na Europa seria considerado assim, como o Mini. Agora considerar Punto Fiat Punto, Peugeot 208, Citroën C3, Chevrolet Sonic e VW Polo como premium so se for aqui no Brasil. Na Europa nem de longe esses carros são preimum!!

      • experientdriver

        Não entendi como o Ford Fiesta foi #1 do ranking de hatch premium sendo que não foi divulgado seu volume de vendas ???

        • tchones

          Compactos

          1) VW Gol – 21.671 unidades
          2) Fiat Uno – 13.629
          3) Ford Fiesta – 13.179 (New Fiesta entra também neste número)

          Como a FENABRAVE juntos os dois, o número de vendas só foi colocado na primeira lista.

          • experientdriver

            Pois então, e cade a coerência ? Não se pode afirmar que o Fiesta foi terceiro lugar nos compactos e muito menor primeiro lugar nos premium.

            Seria o mesmo que juntar por exemplo Onix, Prisma, Celta e Classic e dizer que o volume de vendas total deste grupo de carros é líder em todos os segmentos.

  • deleted3642518

    Punto, 208 e até C3 vendem o DOBRO do New Fiesta hatch brasileiro? É isso mesmo?

    • Marciocaio2

      Sempre tive lá minhas duvidas em relaçao as vendas do " New " Fiesta, vender 6k, praticamente o dobro do segundo colocado, era muito estranho, não sei se esse ranking esta certo, acho que esse fiesta que vendeu 1,5k foi o Sedã, o Hatch deve vender bem sim, em torno de 3k, mas esses 6k divulgados pela ford são estranhos demais, nada me tira que 80% das vendas é do Rocam, que esta sempre em promocoes e o preço nao é alto.

      • Rafael_rec

        Também sempre achei que quem turbinava as vendas do Fiesta, com mais da metade dos números totais, era o velho Rocam.

        • Marciocaio2

          É o que sempre falei, o Rocam que turbina as vendas, e a ford vai no embalo e fala que o " New " Fiesta que esta vendendo tanto, queria ver as vendas separadas.

          • H.Romeu

            E nas ruas a gente ve bem mais 208 e C3 do que New Fiesta…

            • Marciocaio2

              Não disse que o " New " Fiesta seja ruim de vendas, só disse que eu não acredito que venda 6k mensalmente, deve vender na casa dos 3k, igual punt, c3 e 208

              • AndreLR

                É mais fácil o New Fiesta estar vendendo 9k do que 3k. Os foruns do New Fiesta estão inundados de donos, toda hora se vê um passando na rua, além de estar na boca do povo.

                • thinkt4nk

                  Não é bem assim, eu vejo muito mais o novo C3 nas ruas. Esse sim tá igual Gol por aqui. Essas coisas são regionais, onde moro por exemplo quem manda são as francesas.

                  • AndreLR

                    Realmente é bem regional. Nas cidades grandes o consumidor têm acesso a qualquer concessionária, fica bem mais fácil comprar outros modelos. Como as concessionárias aqui onde moro são somente o quarteto fantástico, vi 2 C3 e 1 208 branco só até hoje, New Fiesta deve ter mais do que gol.

            • Igor Queiroz

              pois em São Paulo é totalmente contrário..

            • AndreLR

              Não mesmo, nas ruas têm muito muito muito mais New Fiesta.

              • Não sei onde tu mora, mas em SP não ta cheio de New Fiesta não

              • Elton

                Em Goiânia tem muito New Fiesta, mas o Rocam virou praga toda esquina tem um.

          • Wagner_u

            não, na verdade o rocam vai pegar o lugar do ka como carro mais barato da ford.

      • Rogerio_R

        A Fenabrave é um mistério, o New Fiesta Sedan chegou primeiro vindo do México, daí o colocaram na lista dos mais vendidos como New Fiesta, agora chegou o hatch e não se sabe se ele está incluso com o Rocam ou não. A Ford sabe quem foi vendido pois tem os dados de cada um, mas vcs acham que ela divulga?

        • Marciocaio2

          Claro que não, é muito mais fácil ela falar que vende 6k de " New " Fiesta Hatch por mês, já que as vendas dele esta embutida nas do Rocam, ai fica fácil criar propagandas, como por ex: " O COMPACTO PREMIUM MAIS VENDIDO DO BRASIL "

    • Eu achava que as 13 mil vendas do Fiesta fossem do New Fiesta… Não faz sentido aquele velho Fiesta disparar nas vendas do nada…

      • Marciocaio2

        Claro que faz, preço baixo e várias promoçoes, aqui em Contagem-MG eu vejo 2 3 4 5 fiestas rocam a cada esquina, pra mim a ford maquia os numeros do NF

        • LEOFX182

          Exatamente, isso faz o carro vender bem.

  • Landrutt

    2)Peugeot 208 – 3.033

    Não tinha gente alardeando que o 208 era um mico absoluto? Ficar apenas atrás do Punto, que tem rede de concessionárias muito maior que a do Peugeot, ao meu ver, é um grande mérito. O Polo, coitado, morreu e esqueceram de enterrar. Parece que o motor 1.8 do i30 não adiantou de nada, ele segue micado, vendeu menos que o C4 que já deixou de ser fabricado, não adianta, e ainda por cima sofre a concorrência com o Elantra, que custa o mesmo e é mais potente.

    • Marciocaio2

      208 e C3 venderam bem demais, achei estranho ver o ranking e essa noticia: http://www.avozdacidade.com/site/page/noticias_in

    • H.Romeu

      Este polo reestilizado foi lançado antes do lançamento do novo C3, 208 e New New Fiesta, é até covardia o que a VW deixou fazerem com esse modelo.

    • E poderia vender muito mais se a Peugeot quisesse.

      • Marciocaio2

        Pois é dudu, se a PSA realmente quisesse investir aqui, poderia abocanhar grande parte das vendas, trazer o novo 308, 2008 e 301, investir PESADO em propaganda e treinamento nas concessionarias, produtos bons ela tem, basta querer vender, será que esses diretores da PSA Brasil são tão burros assim?

        • Hofmann

          Eu acho que são burros sim, prova disso é que a PSA tem 20 anos de Brasil, 15 com fábrica e até hoje não aprendeu nada sobre o nosso mercado, por isso disputa lá embaixo em vendas. Mesmo somando Peugeot e Citroen, a PSA fica em um modestíssimo 9º lugar no mercado (considerando as vendas de 2013). A Peugeot é a marca "grande" que cometeu mais erros de estratégia dos últimos 10 anos. O pior deles acredito que é a Hoggar, que veio errada até no nome e foi um fiasco do qual a Peugeot não se recuperou até hoje. Tem problemas que persistem nos carros da PSA desde que ela chegou ao país… Aí é difícil crescer mesmo.

          • JulienAvril

            O problema não é a PSA meu amigo, e sim o brasileiro!
            Em um mercado que os lideres de venda são 2 carroças (Gol e uno).
            Aonde a PSA tem espaço ? Na europa o 208 esta entre os compactos mais vendidos!

            Brasileiro é burro e preconceituoso!

            • Hofmann

              Não, o problema não é o brasileiro. É muito fácil se apoiar nessa frase pronta. A prova de que é mentira, é o fato do HB20, um Hyundai (que para muitos é importado, mesmo sendo fabricado aqui), com menos de 130 concessionárias pelo país, estar vendendo o mesmo ou até mais que o Onix, um Chevrolet (supostamente queridinha do mercado), com quase 700 revendas e preço praticamente igual. Um carro "coreano" de uma marca que abandonou o mercado 2 vezes, disputando 8º lugar geral no mercado; isso não é coisa de consumidor "burro e preconceituoso".

              O brasileiro em geral só quer quatro coisas num carro: confiabilidade, beleza, pós-venda de qualidade e bom valor de revenda. Confiabilidade e bom pós-venda a PSA nunca ofereceu no Brasil, vide os vidros elétricos que desabam no 207, a suspensão ultra-frágil do 206, o câmbio AL4/AT8 de 4 marchas que continua dando pau do mesmo jeito, depois 15 anos de mercado, as panes elétricas comuns e as concessionárias, que nunca conseguiram sanar nenhum desses problemas. Isso joga o valor de revenda lá embaixo, somando assim o terceiro motivo para o brasileiro não querer mais comprar PSA.

              Na Europa, o 208 vem com cd mp3, bluetooth, 6 airbags e ESP desde a versão de entrada, além do serviço prestado pelas concessionárias ser infinitamente melhor que aqui. Não tem nem como comparar. O 208 europeu é outro carro e a PSA na europa é outra marca. No Brasil vende mal e está em queda porque fez por merecer. Simples.

              • JulienAvril

                Vamos lá,

                Inicialmente a Hyundai ganhou muito bem o mercado com o HB20, mas não vejo grande diferença entre um HB20 e um GOL. Apenas pelo fato do HB20 ser mais caro!
                Eu particularmente jamais compraria um HB20, pelo preço que custa e o que oferece!

                Voltando a PSA, acabei de comprar meu primeiro carro com a marca.
                Após sondar alguns concorrentes e cotar seus preços e o que ofereciam, assim fazendo o famoso custo-beneficio.
                Acabei fechando um 208 Griffé por R$ 47mil. Manual, pois tenho a mesma opinião que a sua quanto ao cambio AL4.
                Acho o 208 o carro mais bonito entre os compactos, e por 47mil seus concorrentes oferecem muito menos que ele. ( apenas o new fiesta que tinha ESP).
                Até o exato momento não tenho o que reclamar do pós venda.
                todas as revisões realizadas no prazo estipulado, preços fixos, trocaram todas as peças na qual eu reclamei que estavam com defeito.
                A concessionaria que comprei o veiculo e faço as revisões é a super france em moema-SP.

                Concordo que o 208 vem pelado com comparação ao europeu.
                Mas comparando ao mercado interno senti falta apenas do ESP nesta faixa de preço.
                Ressalto que os itens que não encontrei em nenhum dos concorrentes o acabamento interno igual ao 208, farois com luz diurnas em LED e projetores no farol baixo, central multimídia, ar bi-zone, teto solar panorâmico, espaço interno…
                Acredito que isto justifica o bom numero de vendas do 208!

                Agora se o 208 tivesse um 208 1.0 pelado, quem sabe conquistaria o mesmo espaço que o HB, que possui este tipo de versão..

                abs,

                • Hofmann

                  Concordo com quase tudo. Mas o fato é que o brasileiro não é preconceituoso como se entoa, a prova disso é que o HB20 é o 8º mais vendido do mercado hoje, mesmo sendo caro, tendo poucas concessionárias e peças caras. Pra conquistar mercado, tem que ser pelo menos bom em cada um dos aspectos que citei: confiabilidade, beleza, pós-venda e valor de revenda.

                  O 208 até é um bom carro, bem construído, bem acabado, bonito e tal, mas faltam equipamentos (o Active por exemplo é o único na faixa de preço que vem sem retrovisor elétrico), o carro está mal posicionado (208 1.5 de 93 cv com preço de Fiesta 1.6 e Punto 1.8 com 130cv), as versões estão mal divididas DEMAIS e o pós-venda da Peugeot é reconhecidamente um dos piores do mercado, atestado pelos próprios donos. Você não ter tido problema com pós-venda é uma completa exceção, acredite. Pra fechar com chave de ouro, o marketing da Peugeot quase não existe.

                  Daí, acontece um efeito cíclico em cadeia: menos gente sabe da existência do carro → menos gente tem interesse nele → os que tem interesse nele descobrem a quantidade de defeitos que o carro apresenta e a deficiência das concessionárias em resolver esses problemas → menos carros 0km são vendidos → menos gente se interessa por um carro desse usado → proprietários e revendas precisam baixar o preço bastante, para conseguir vender → valor de revenda ridículo → menos carros 0km são vendidos, pois se perde muito dinheiro na troca (e voltamos ao início do ciclo).

                  É isso que acontece com a Peugeot desde que ela pisou no Brasil, sem tirar nem por. Nada no mercado acontece por acaso, amigo, a ideia que eu quis passar é essa. Abs.

                  • JulienAvril

                    Você levantou um ponto muito interessante que concordo, o marketing da Peugeot é zero. Até fiquei surpreso quando vi a propaganda da corrida maluca do 208 na televisão.
                    A citroen ao contrario investe um pouco mais em marketing, o que eu não entendo por se tratar de 2 montadoras da PSA.

                    Já quanto a posição de mercado do 208 não tenho a mesma quantidade de informações que você, por isso me limitei a falar sobre a versão griffe.
                    que para mim esta muito bem posicionada no mercado, dando um baile equipamentos nos seus concorrentes na mesma faixa de preço.
                    Ressalto mais uma vez que a falta do ESP para mim é um absurdo.

                    Agora falando em potencia, o 208 (122cv) é mais fraco que o Fiesta 1.6 (130cv), e que o punto 1.8 (132cv).
                    Mesmo assim seu desempenho não é inferior ao seus concorrentes.
                    Um colega tem um fiesta 1.6 manual, e ele não consegue andar junto do 208!
                    Já o punto 1.8 eu nunca dirigi e não conheço ninguém que possui o mesmo, mas se levarmos em conta que o 208 andou praticamente junto com o T-jet na fullpower lap acho que seu desempenho é convincente, não?

                    abs,

    • netovski

      O Polo tem bons atributos, eu mesmo tenho muito interesse em um Bluemotion acho um carro muito na medida certa mas qualquer um muda de idéia rapidamente ao deparar com os absurdos 54 mil que a Volkswagen cobra nele (e te atocham pintura metálica goela abaixo, não tem opção de sólida).

      Era pra ser 39 mil aqui e o modelo Europeu pra começar a fazer sentido.

      • Nick_Gomes

        p O l o = m o r t O.
        Está há muito tempo sem uma nova geração no Brasil. Já cansou os possíveis compradores. E também, tem uma suspensão um tanto rígida demais pras condições de pavimentação do nosso país.

      • alrwerneck

        Falou tudo. O Polo europeu, como mostrado numa notícia aqui mesmo, com certeza iria fazer sucesso. Acredito que roubaria vendas de muitos outros modelos.

      • Landrutt

        A tabela de preços da VW para o Polo é uma PIADA, não que para os outros carros não seja, mas no Polo eles resolveram roubar na cara dura. Mais de 49 mil por um Polo hatch 1.6 de entrada com pintura sólida praticamente idêntico ao modelo lançado em 2002 é um absurdo. Imagino que deve haver descontos, se não for assim tem que ser muito fã do carro para se sujeitar aqueles valores absurdos. Eu sei que é um bom carro e tudo mais, mas o preço dele deveria estar bem mais baixo.

        • Hofmann

          Tem descontos sim. No site de ofertas da VW, para BH o Polo 1.6 com diversos opcionais (I-System, Controles de som no volante, farol e lanterna de neblina, rodas de liga-leve 15", sensor de estacionamento e mais alguma coisa, não lembro) estava por R$ 45990. Mesmo assim, ainda acho muito caro e realmente é, prova disso é que o carro não vende rigorosamente nada.

      • FabioH

        VW está fazendo com o Polo o mesmo que fez com o Golf 4,5.

    • romulo

      Verdade!! Esta vendendo muito bem.. A tendencia é continuar nesse ritmo.

  • junior silva

    O que o gol tem para ficar na liderança por tanto tempo, preço bom não é, acho que o nome gol já se vende sozinho é como os imbecis dizem gol é gol, diante de tantas opçoes no mercado, preferem o gol, sinceramente espero que apareça um carro de outra marca e mande o gol se dana.

    • Jose Marcio

      Não é só nome não, pode não ser o melhor da categoria, mais tem um conjunto bem acertado, ande em um, sei que a volkswagen se queimou com seus motores, mais estão lançando motores modernos ainda esse ano, gosto sim da volks, mais foi covardia dela o que fez nos seus motores só para diminuir custos, vamos vê se ela aprende dessa vez

    • LEOFX182

      Eu acho que o Up! que vai fazer isso , até por que o preço do Gol deve ir la nas alturas, e pra quem quer um carro moderno , seguro a um preço "justo" vai de Up! não faz sentido comprar o Gol que é mais caro, mais ultrapassado, só ganha no tamanho, e nada mais.

  • Franco

    desde quando o 208 é premium, ele deveria estar na mesma categoria do HB20, pois o HB20 é superior.

    • gabriel machado

      já entrou em um? pelo visto nunca né..

    • elder

      superior em que??

      no preço talvez…

    • schweinerei

      Conhece, hein?

    • A_barcos

      Diga-me onde que o HB20 é superior? É, ta sabendo legal…

      • Bruno Alves

        HB20 é superior em motor. Lógico que eu to falando do 1.6.

    • netovski

      Claro, é um Hyundai.

      Até voltaram com a icônica propaganda do Tucson.

      "Eleito o melhor carro… DO MUNDO" vi anteontem na TV.

      Se a TV diz que é melhor, é porque é.

      Ironia à parte, o HB20 hatch na motorização 1.0 é uma ótima opção e um carro que se mostrou bem honesto pro nosso mercado já o 208 a peugeot provavelmente nem encomenda teste do latin ncap porque já deve imaginar que o nosso não será 5* como o europeu.

      HB20S ou HB20X porém são como queimar notas de 100 nas chamas do ageoduto coreano.

      • Jonas

        O 208 deve ter um nível de segurança aceitável por seu projeto ser recente e europeu. Provável que seja mais seguro que o HB20.

      • LEOFX182

        Eu ri muito nessa propaganda, e galera compra a ideia ainda haihah!!

    • Vicalvi

      Como é? HB20 superior ao 208? De fato as propagandas enganosas da Hyundai está surtindo efeito e subindo a cabeça de uns.

  • O problema do mercado são os compactos antigos, aqueles que não saíram de linha e não cederam seu lugar aos compactos ditos premium. Isso gera um efeito cascata que faz com que os preços de categorias acima fiquem bem mais caros; é apenas um meio de ferrar o consumidor e aumentar o lucro da montadora. Imagine só que beleza 208 1.5 por 30k (que é o preço que o "207" está sendo vendido nas css); imagine ele com um motor mais fraco, tipo um 1.2, poderia ser vendido tranquilamente na faixas dos 20 e poucos mil. Nessa mesma faixa, poderíamos ter o Polo com uma motorização semelhante e não up! 1.0 minúsculo por 29k (se for verdade). Enfim, acho que a confusão que é o nosso mercado começa por aqui.

    • netovski

      E o brasileiro deslumbrado pagando até 50 mil naquele logan hatch da Dacia, o Sandero, NUNCA que a Renault vai trazer Clio IV pra cá.

      Na argentina ele chegará até com opções 0.9 cilindros turbo de 90 cv.

      • Falando em argentina, estou em SC e aqui tá infestado de argentinos. kkk Já vi Fiesta (com teto solar), Mondeo, C4 hatch novo, Megane Hatch, Jetta 2.5L atual… eles tem carros bem melhores, mais opções.

        • FelipeLange

          Vou dar a minha opinião a respeito disso.

          O termo compacto premium foi uma das piores coisas inventadas na história do automóvel, isso porque nos faz pensar que carros como Fiesta Sigma, 208, Punto e C3, valham tal preço.

          Enquanto isso as porcarias, na maioria com motores e projetos defasados, os compactos espartanos que só são aceitos em poucos mercados, custam entre 30 e 45 mil, mas que na verdade não valem nem 30 mil.

          Fiesta Sigma, 208, C3, Punto, são compactos comuns e baratos em outros países, porque são destinados aos casais, solteiros e as pessoas que querem um carro urbano.

          Mas vejam no Brasil, o Up! teve que ser adaptado para 5 pessoas, e não para 4 como é em outros mercados, porque não são todos que podem ter mais de um carro pra cada necessidade de uso. Então o carro tem que ser multiuso: bom espaço interno, caber 5 pessoas mesmo que for apertado e bom porta-malas. Infelizmente carros que deveriam ser usados na cidade como os carros1000, são usados na estrada e trazem pouca segurança e conforto aos seus passageiros.

          Por causa disso temos carros adaptados como Onix, Cobalt (nome lamentável para um carro tão feio e defasado), Logan e Sandero, que contrastam com os tecnológicos e pequenos Fiesta Sigma e Sonic.

          Compactos premium? Não. Considero compactos decentes, porque só a partir deles que temos carros que realmente trazem segurança, tecnologia e qualidade.

          Infelizmente por causa desse governo do demônio e a ignorância do consumidor, que nos são empurrados carros desse nível, que além de serem de baixa qualidade e tecnologia, são absurdos de caro.

          #partiu #foradoBrasil

          • Boa análise.

          • Rodrigo

            Concordo com seus argumentos, mas temos que fazer em paralelo a análise dos compradores dos "compactos pobres" (aqueles que encontram-se no topo do ranking):

            Por que Gol, Uno e Palio vendem tanto? Porque são simples ao extremo. Aguentam bem boa parte das ruas e estradas brasileiras (aquelas fora dos centros urbanos e estradas pedageadas) sem abrir o bico. E quando abrem o valor para o reparo não é tão alto assim.

            Cito como exemplo, meu Sonic. Ele atende muito bem ao uso que espero do carro, mas jamais teria coragem de colocá-lo para rodar numa estrada de terra ou rua mal-pavimentada. Fiz ontem a revisão dos 30 mil km, foi trocado o básico (óleo, filtros e fluido de freio, além do alinhamento e balanceamento) e não teve empurroterapia na CSS. Valor gasto: R$700 (sendo R$240 só de mão-de-obra na CSS – R$120 / hora). Pergunto: será que quem compra um Celta ou Onix (pra ficar na mesma marca) ou Palio, Gol, Uno, etc. Teria condições de pagar tudo isso numa revisão de 30 mil km? Será que um compacto dito "premium" sobreviveria pelas brenhas e rincões desse país tal e qual os compactos pobres?

            Então eu penso assim: concordo que lá fora os nossos premium são os pobres deles… Porém a realidade brasileira (principalmente vias de tráfego) nos obriga a engolir calados essa condição, afinal é isso ou os carros de boi.

            Outro ponto interessante: impostos. Sim, eles existem até nas peças. Cito como exemplo o filtro de combustível que é importado da Coréia do Sul. Valor: R$139,40. Impostos: R$63,50. O valor do filtro aqui, sem impostos, seria R$75,90.

            Portanto, se as pessoas esperam que o cenário automobilístico nacional mude, precisam entender que a mudança tem de partir delas mesmas. A começar pelas eleições deste ano. Principalmente a galerinha jovem, com mais de 16 anos que estou certo que representa boa parte dos comentários neste fórum.

            • lfelipe

              Gostaria que apresentasse as características que tornam o Gol ou Palio "simples ao extremo" e que diferenciem de outros carros que são "Premium" (como Sonic por exemplo) ?

              Nenhum automóvel aguenta estradas ruins ou mal conservadas. Você está confundindo a capacidade de não estragar por rodar em estradas ruins com a facilidade em encontrar peças paralelas ou originais (as mesmas marcas e modelos usadas pelo fabricante) fora da css.

              Por que pagar caro numa peça ou revisão é uma característica de um carro "Premium" ? Talvez esteja achando que este tipo de valor somente ocorre com carros "Premium". Para efeito de comparação e respondendo sua pergunta sobre quem compra um Celta ou Onix: tenho um Celta. Não sei os demais proprietários, mas tenho condições de pagar por tudo isso em uma revisão. Afinal fui a css em Belo Horizonte/MG fazer a revisão dos 20 mil Km e o valor foi de R$720 (troca dos 4 filtros: ar, óleo, combustível e ar-condicionado, além dos litros de óleo, alinhamento + balanceamento e mão de obra).

              O proprietário que aceita pagar mais caro sem necessidade, sob o pretexto de que é um carro "premium", também é suscetível a "engolir calado" outras condições.

              Ps: Obviamente ter condição de pagar não significa que paguei por isso. Optei por fazer fora da css e gastei 1/4 do preço (para constar, com as peças da mesma marca usada pelo fabricante).

              • Rodrigo

                – Manutenção simples – qualquer mecânico mexe – sem tecnologias como variador do tempo de abertura de válvulas, 16V, duplo comando, sistemas eletrônicos avançados, etc.

                Sem contar que encontra-se peças para estes veículos em qualquer bodega, o que facilita e diminui os custos de reparo.

                A questão de fazer a revisão em concessionária é para manter a garantia. Mesmo você trocando pelas peças originais de fábrica, porém fora da rede autorizada, já caracteriza perda de garantia do veículo (no caso do meu, 3 anos).

                Portanto, não tendo você como base, mas sim o povão que compra carro financiado em 60 meses ou mais, estes custos (além de outros) inviabilizariam o uso do carro a longo prazo.

                • lfelipe

                  A mecânica é tão simples quanto a maioria dos "Premium" listados acima. Nenhuma dessas características são novidades no mercado dos compactos: 16V e duplo comando de válvula existem em versões do Gol desde os anos 2000. Sistemas eletrônicos "avançados" estão no Palio desde 97.

                  Quantas a peças, citei para justificar a diferença de preços praticados pela css e o restante do mercado. Garantia por garantia, a JAC oferece 5 anos, Fiat e VW já oferecem 3, a pergunta é: vale a pena ? Pergunto isso pois mesmo seu carro na garantia você teve que gastar com revisão o mesmo gasto por um carro fora da garantia. Não quero estender esse mérito.

                  "povão que compra carro financiado em 60 meses ou mais" . Segundo o link abaixo, você pode perceber que proporcionalmente o Punto, C3, S10 e Ecosport são mais financiados que o UNO. Por que uma pessoa que financia uma S10 não teria condições de arcar com a manutenção a longo prazo ? Isso foi um pouco preconceituoso da sua parte (Assim como a maioria dos seus argumentos usados até agora).

                  http://www.autoinforme.com.br/m5.asp?bloco=2&…

                  • Rodrigo

                    Ok, vamos a alguns exemplos:

                    Pára-choques do Sonic -> R$1000. Do Celta: R$300
                    Faróis dianteiros do Sonic (cada) -> R$350. Do Celta: R$115
                    Preços pesquisados agora no mercado de reposição (fora da CSS).

                    Isso só pra citar exemplos de peças usadas na lanternagem.

                    Segundo: Não é questão de preconceito, mas sim de estratificação de classe. A pessoa que compra um popular (Do dicionário Priberam da Língua Portuguesa: adj., relativo ou pertencente o povo, que é usado ou comum entre o povo, que é do agrado do povo, vulgar, notório, democrático), logo minha expressão 'povão' refere-se a isso.

                    Terceiro: temos alguns cases de carros compactos que tiveram imagem de carro problemático justamente por conta do relapso ou má manutenção fora da rede autorizada. Gol 1.0 Turbo, Corsa 1.6 16V, Palio 10 e 1.3 Fire 16V, Marea 5 cilindros e Turbo, Fiesta 1.0 com compressor, etc. A turma do "vamos fazer no mecânico da esquina pra economizar" usava de uma série de artifícios na manutenção (como espaçar o tempo de troca do óleo, colocar peças não originais, etc.) e no fim hoje são modelos mal-vistos, de manutenção difícil ou onerosa.

                    • lfelipe

                      Mais uma vez: qual a relação do preço de peças/revisão com o "estrato" ocupado pelo carro no mercado ?
                      Baseado nessa sua lógica o Celta era para ocupar o mesmo estrato do Honda Civic e (Farol dianteiro R$189,00) e do Toyota Corolla (R$149,0) (as pesquisas foram feitas fora da css).

                      Existem carros que apresentaram defeitos (OK). Mas isso também é uma característica de carros "simples ao extremo" e que não é encontrado em carros compacto "Premium". Marea, no mercado brasileiro, não é compacto.

                      O link que postei é para comprovar que não comente carros baratos são financiados. Agora é preciso que você comprove que pessoas que financiam não tem condições de fazer manutenção/revisão em css autorizadas.

                    • Rodrigo

                      Filhote, não tenho que comprovar ou deixar de comprovar nada pra vc, ok?! Começamos assim.

                      Estamos comparando carros compactos. CIvic (assim como Marea, my bad) não é carro compacto (pelo menos não no Brasil).

                      Há quem financie o valor integral do bem, assim como há quem financie 50% até 10 % (acho que é o "mínimo" que pode ser financiado).

                      Revisão em concessionária, como vc disse, faz quem quer. Mas como EU prefiro prezar pela manutenção da garantia do MEU veículo e poder confiar no serviço feito pela autorizada COM RESPALDO LEGAL DA MONTADORA caso aconteça algum problema.

                      Mas até agora você não contra-argumentou em quais aspectos um carro popular se assemelha em termos construtivos (com exemplos reais, por gentileza) e mecânicos com os compactos ditos "premium" que justifique a substituição dos primeiros pelos segundos.

                      Caso você não saiba, mesmo na Europa, há representantes em uma categoria abaixo da do compacto:

                      VW: UP –> Polo
                      GM: Spark –> Sonic
                      Fiat: Panda –> Punto
                      Ford: Ka –> Fiesta
                      Peugeot: 107/206 Compact –> 208
                      Citroen: C2 –> C3
                      Toyota: Aygo –> Yaris

                      E por aí vai…

                    • lfelipe

                      Foi argumentado sim: apontei a existência de características em carros ditos "populares" como o duplo comando de válvula e 16V, itens que você havia dito não pertencer a carros "simples ao extremo".

                      Mas vou apontar outros itens que se assemelham, e para isso peguemos o Sonic.
                      – O motor 1.6 16v é facilmente encontrado em outros modelos compactos (Ex: Palio).
                      – A falta do freio traseiro a disco no Sonic, também é fácil constatar em todos os compactos (o Sonic é a tambor, sic) .
                      – Falta de uma suspensão traseira multilink. A do Sonic é eixo de torção também, a mesma encontrada nos populares (sic).
                      – A Falta do air-bag lateral, que não está disponível no Sonic vendido no Brasil. Item não encontrado em muitos compactos. Porém Palio tem.
                      – A falta da direção elétrica (eu não sei qual popular tem, mas sei que o Sonic não tem).

                    • Rodrigo

                      Ah filhote, menos vai… Você está confundindo característica técnica com especificação técnica.

                      – Além do Motor 1.6 16V o Palio tem também o 1.8 16V, mas pelo que consta não tem comando de válvulas variável com gerenciamento eletrônico (um diferencial de muitos "compacto premium" não só no Sonic como no New Fiesta e nos PUG 208 e C3). Sem contar que o motor 1.6 16V etorq tem comando único de válvulas até onde sei.
                      Será que pra trocar a correia dentada de um carro com 16V e outro com 16V E CVVT-i o procedimento é o mesmo? Eu acho que não.
                      – O Sonic é a tambor, assim como no Punto, New Fiesta, 208 e cia limitada (dos de mesma categoria, somente o Honda Fit com ABS e o Punto T-Jet – mais potente – possuem freios traseiros a disco).
                      – Suspensão traseira multilink não é exclusividade de carros caros – alguns chineses como Jac J3 a utilizam e alguns médios não a utilizam – Caso do Cruze, Bravo, 308 e outros.
                      – Carros bem mais caros que o Sonic também não possuem airbags laterais nem como opcional (ex. Civic e Toyota de entrada, Honda Fit, entre outros);
                      – O emprego do tipo de assistência de direção é uma característica do projeto, não necessariamente um fator de modernidade ou obsolescência. Vale lembrar que muitos carros mais caros utilizam sistemas hidráulicos de assistência (VW Touareg e BMW 750i), assim como populares (Nissan March e VW up!) fazem uso da elétrica.

                      Ou seja, seu conhecimento sobre carros se restringe à comparação de fichas técnicas; não se atenta que há inúmeros fatores que são explorados no desenvolvimento de um novo projeto que extrapolam quesitos como tipo de freio ou direção. Confunde (ou não sabe) o emprego de significados como modernidade e vanguarda.
                      Só faltou mencionar nas suas comparações que todos têm rodas, bancos, volante e escapamento… Risível.

                    • lfelipe

                      Eu não seu filho, nem qualquer variante disso.

                      – Até então o j3 tem comando variável de válvula , nem é preciso ser 1.6 pra isso. Essta "tecnologia" premium toda não traduz em economia ou potência (torque mais baixo, diferenca de 1cv com gasolina e consumo muito maior que o 1.6 16v da fiat).
                      – Freio a tambor: mais uma indicação que não há nada de "Premium" nesse carro
                      – Reconhece que até mesmo os chineses tem e o dito compacto "Premium" não.
                      – Mais uma vez você apresenta o preço como fator preponderante para qualidade/ estrato de um carro no mercado (o que é ridículo). Os carros citados (VW e BMW) são eletro-hidráulicos e não são compactos (pelo menos no Brasil). Não é o caso do Sonic, que é somente hidráulico. Por causa do "eletro" o sistema de Parking assit funciona no VW, por exemplo. Esse recurso então não é fator de modernidade ou obsolescência ?

                      Vou copiar uma parte do pediu no comentário anterior: "… em quais aspectos um carro popular se assemelha em termos … mecânicos com os compactos ditos "premium" …)". e em seguida você responde: "Você está confundindo característica técnica com especificação técnica". Uma coisa não é decorrente de outra ?

                    • Rodrigo

                      Tá certo sabichão, então você deve saber também que a única diferença entre uma direção eletro-hidráulica para uma hidráulica é a adição de um motor elétrico para seu acionamento, no lugar da correia acoplada ao eixo do virabrequim no caso da segunda, certo? O princípio de funcionamento é o mesmo. Inclusive nas direções hidráulicas há a mesma servo-assistência progressiva dos modelos elétricos ou eletro-hidráulicos. Tirando a função menor consumo de combustível, qual outro benefício você pontua?

                      Quanto ao freio a tambor, o referido "compacto premium" mesmo o tendo não faz feio em termos de frenagem, superando em alguns metros modelos equipados com freio a disco nas 4 rodas, ESP TCS e o que mais você julga como "moderno".

                      O sistema variável de válvulas do motor JAC é mecânico através de diferentes ressaltos na árvore de válvulas e não comandado eletronicamente.

                      Outra vez você misturando os assuntos. Não citei preço, citei o paradigma modernidade versus vanguarda. Releia.

                      E por fim, já percebi que você é da galerinha da comparação de ficha técnica.
                      Se tudo fosse assim tão cartesiano no mundo automotivo, não teríamos GM Agile vendendo mais que Punto ou Cruze vendendo mais que Golf.

                      Boa noite.

                    • lfelipe

                      ".. Outra vez você misturando os assuntos. Não citei preço, citei o paradigma modernidade versus vanguarda. Releia. … "
                      "… Vale lembrar que muitos carros (——->)mais caros (<——) utilizam sistemas hidráulicos de assistência… "

                      Pra quem começou comparando o preço de revisão e valor de itens de lanternagem para argumentar que o Sonic pertence a uma classe superior e não pertence a classe dos compactos "simples ao extremo", e no fim eu quem acho o mundo automotivo cartesiano.

                      Obs: O Punto vendeu mais que o Agile em 2013 (http://goo.gl/fwXyV7)
                      Abraço

                    • Rodrigo

                      Quer você goste ou não, o Sonic (assim como New Fiesta, 208, C3, Punto e outros compactos "premium") não pertence a mesma categoria de Celta, Uno, Palio, Gol e outros populares.

                      Aceita que dói menos. ;)

                    • Rodrigo

                      A diferença (além de técnica) do motora 1.6 16V E-torq da Fiat para o Ecotec 1.6 da GM não está em números de potência (não se frustre com o que vou te dizer, mas potência e torque não são tudo em um motor), basta ver valores mais plausíveis, como retomadas (o maior ganho do CVVT-i), menor consumo (o meu faz 8,5 km/l com etanol na cidade e 15,5 km/l com gasolina na estrada) e menor emissão de poluentes.

                    • Rodrigo

                      Olha, outro ponto interessante: DS3, Audi A1 e Punto T-Jet possuem suspensao traseira por eixo de torção! Sendo que o Punto possui direção hidráulica (oh, que pecado!)

                      Realmente, eles são iguaizinhos aos compactos ditos premium e aos compactos populares

                      (modo ironico= off)

                    • Rodrigo

                      Falando em segurança, sabia que o Sonic vendido no BR, mesmo com freios a tambor e só airbag duplo tem a menor distância de frenagem dos carros compactos e melhor até que de muito carro médio e grande? São 24,2m pra parar de 80 a 0 km/h.

                      Taí uma prova que indica sim que compactos premium diferem (e muito) dos compactos populares.

                      Testes de Frenagem 80 a 0 km/h (fonte: carro online):
                      Sonic: 24,2 m
                      Palio Essence: 27,2m
                      New Fiesta Titanium: 27,1 m
                      Gol Rallie: 27,1 m
                      Celta LT: 26,4 m
                      Fiat 500 Cult Manual: 28,1m
                      Fiat Uno 1.0 Vivace: 28,8 m

                      E aí, o que me diz disso?

                    • lfelipe

                      Realmente eu não sabia o que o Air-Bag fazia o carro freiar mais ou menos. ( "… mesmo com freios a tambor e só airbag duplo tem a menor distância de frenagem …" ). A lista que você colocou só tem 3 "compactos populares"

                      O Celta LT popular, freio a tambor, apresenta uma distância menor que o "compacto Premium" Fiesta Titanium ?

                      Segundo esse mesmo site o Sandero Stepway 1.6 faz em 21,5 metros (80-0km) e aqui ele é classificado como "Compacto Não Premium"

                    • Rodrigo

                      Ha-ha-ha, além de sabichão você tem um humor ótimo. (sqn)

                      Ok Rei da Retórica, ficar discutindo (o óbvio) contigo só me faz perder tempo e paciência, então vamos ficar por aqui, vc está certo, eu estou errado e a banda segue…

                      (melhor não contrariar né, vai que é doença)

                    • lfelipe

                      "(melhor não contrariar né, vai que é doença)"

                    • Rodrigo

                      Verdade, oh Arauto dos Compactos Populares injustiçados!

                      PS.: da próxima vez pode comentar com seu usuário "oficial", não precisa usar um paralelo. Isso é medo de perder a fama de "popular" nos comentários do NA e do Gizmodo?

                    • lfelipe

                      Então quer dizer que olhando meus últimos comentários em outros sites vai fazer com que o Sonic deixe de ser um Compacto "simples" e passará a ser "Compacto Premium".

                      Faltam argumentos e parte-se, então, para o ataque pessoal. Mais medíocre impossível.

                    • Rodrigo

                      Não não. Vc pode achar o que quiser do Sonic que ele continuará sendo classificado como compacto PREMIUM e não há nada que você possa fazer a respeito a não ser lamentar.

                      Aliás, ele vendeu mais que o Peugeot 308 no mês de Janeiro, né?!
                      ;)

                    • lfelipe

                      "não há nada que você possa fazer a respeito a não ser lamentar. " – Talvez olhar os últimos comentários que fiz em outros sites mude.

                      "Aliás, ele vendeu mais que o Peugeot 308 no mês de Janeiro, né?! " – ????????? Há outra constatação mais óbvia (ou menos oligofrênica) que você fez da lista acima ?

                  • Rodrigo

                    Quanto a financiamentos, o link que você postou não quer dizer muita coisa, já que em números absolutos o número de carros populares financiados é bem maior do que os outros justamente porque vendem mais.
                    Quero ver um estudo que apresente o percentual do valor financiado em relação ao valor do veículo, daí conversamos.
                    Sem contar que há também a modalidade de consórcio que é bem significativa não apenas para populares (carro do povo) como também para modelos mais caros.

            • FabioH

              Ter "coragem" para colocá-lo na terra ou em estradas emburacadas não significa que ele vai aguentar "menos" que os ditos "compactos pobres", isso não é desculpa.

              • Rodrigo

                Se você acha que qualquer carro, de qualquer marca suporta facilmente uma visita ao sítio sem sofrer qualquer dano, beleza. Coloca um BMW série 1 pra trafegar todos os dias em estradas rurais e depois de um mês me diga se passou incólume ao desafio, como um Gol ou Uno passariam.

          • H.Romeu

            É o que eu sempre digo, popular é uma desgraça, carro mesmo é da classe "compacto premium" pra cima.

        • schweinerei

          O litoral catarinense é mesmo um paraíso para aqueles que amam carros. Em Balneário Camboriú e Florianópolis (Jurerê principalmente) é bastante comum, além de carros dos argentinos, uruguaios e paraguaios que não são vendidos aqui, vê-se no verão com facilidade muitos supercarros como Porsche, Ferrari e versões tops de Audi, BMW e MB. Terça-feira passada vi uma Lambo Gallardo laranja passeando na Av. Atlântica de Balneário Camboriú, dirigida por um cara de uns 20 a 25 anos, no máximo.

          • H.Romeu

            Jurere Internacional é até sacanagem… Tu acha que os caras vem dirigindo os seus carrões até aquelas mega mansões?? Que nada meu, eles mandam trazer os carros de mini cegonha (espaço para um ou dois carros) e vem de avião pra cá. A mais top das vezes que eu vi isso, foi uma mini cegonha com uma ferrari e uma lamborghini.. OW Pobreza!

        • eric

          Eu vi Seat Ibiza, Peugeot 207 CC, Peugeot 207 e 207 SW (europeus), Peugeot 5008, Renault Megane hatch (anterior e atual), Renault Koleos, Citroen C3 (europeu), Hyundai Accent entre outros de argentinos, uruguaios e paraguaios.

          • FelipeLange

            Agora sei porque o povo acha bonito dizer que compactos comuns são premium.

            Não dão valor a tecnologia e acham que só carroças aguentam as ruas cheias de irregularidades.

            Aliás, nenhum carro tem uma durabilidade tão boa graças as nossas vias esburacadas.

            Rua mal-pavimentada tem em praticamente todo lugar no Brasil. Como você vai escapar?

            Por causa desse pensamento, que o Brasil não se desenvolve. Aceitam qualquer coisa que lhe fazem engolir.

            • Anubis

              Não é porque o povo gosta, mas sim porque grande parte desse "povo" não quer ou não pode pagar os mais de R$40 mil que os compactos melhorzinhos custam. É bem nítida a diferença entre eles e seus modelos de entrada.

              Fora isso, como o Rodrigo disse logo acima, os custos de manutenção costumam ser mais elevados mesmo, não só por serem "premium" como também pela tecnologia envolvida em sua fabricação.

              Quer vc goste ou não é assim… Não tem jeito.

              • netovski

                Essa definição "premium" irrita o pessoal do guardanapo mas primeiramente alguns desses compactos "premium" custam aqui o que custam em seus países de origem.

                C3 na França vem sim com acabamento melhor, AB6 e ESP. Mas é 43.300 R$ 1.0 68 cv com calotas e nem Ar-condicionado vem. Concordo que os itens de segurança são mais importantes mas infelizmente brasileiro não liga tanto pra isso.

                Segundo, dizer que "New" Fiesta e Fiesta RoCam estão no mesmo patamar é ser muito adepto do carro por metro.

                É por essa visão de carro por metro que o brasileiro aceita pagar 60 mil reais numa dacia Duster de 38 mil.

                • Rodrigo

                  Pois é, sem contar que mesmo na Europa existe uma categoria abaixo dos compactos (Premium aqui) e nessas horas ninguém lembra:

                  VW: UP –> Polo
                  GM: Spark –> Sonic
                  Fiat: Panda –> Punto
                  Ford: Ka –> Fiesta
                  Peugeot: 107/206 Compact –> 208
                  Citroen: C2 –> C3
                  Toyota: Aygo –> Yaris

                  A VW já está começando a mudar esse cenário trazendo (basicamente) o mesmo modelo que tem lá fora. Resta agora as outras começarem a se mexer e oferecerem "populares" no mesmo nível ou melhores. O up! virou o divisor de águas agora.

  • H.Romeu

    Esse negócio de compacto premium é uma designação completamente tosca que a impressa utiliza.. Porque não utilizam a designação feita pela fenabrave? Bem mais simples! É compacto pequeno e ponto. Eu sou dono de um compacto pequeno, é um excelente carro, muito acima de qualquer um dos populares de entrada, mas não o considero premium, pois se fosse uma BMW ou Mercedes, ai sim seria premium….

    • Rodrigo

      A FENABRAVE considera, por exemplo, Fiat Punto como modelo médio. Se ele não é compacto premium, médio muito menos o é.
      Portanto a classificação da FENABRAVE é muito mais confusa e não deveria servir de parâmetro.

  • Heisenberg

    O Gol atual está longe de ser referência em custo benefício. Vende bastante por contando nome que consagra suas vendas e o ponto negativo de a VW se manter na liderança por conta de ser refém de um modelo, nesse caso, do Gol.

    • Cassianoccm

      Sem dúvida que está longe de ser referência em CxB, mas ainda sim não o trocaria por outro popular. Tenho um 1.0. Apesar do desempenho fraco (principalmente com o ar ligado), é um carro que me encanta pelo conjunto da obra. Sua posição de dirigir é muito boa (mesmo com bancos finos e sem ajustes no volante), o câmbio é sensacional e traz um prazer ao dirigir enorme e ele faz curvas muito bem com os pneus 195/50 15. Os "mimos" que a VW oferece também fazem a diferença, como o "Tilt Down" que ajuda demais na hora da baliza. Só o seguro que é caro demais, ficou 2.3k.

      • Deivid

        Prazer de dirigir num Gol? Cem or.

  • Fanjos

    As promoções do 208 começaram a surtir algum efeito, voltou a vender a media pretendida,se recebesse ESP, ASR, 6AB e cambio de 6 marchas com certeza iria disparar nas vendas

    • Marciocaio2

      Você acha que aqui no brasil alguem olha ESP, ASR e 6AB? O 208 não é lider por conta do preconceito com a Peugeot, porque ele tem o que os brasileiro mais adoram: Uma bela aparencia para mostrar aos vizinhos.

      • Fanjos

        Pensando bem vc esta certo, são poucos aqueles que entendem alguma coisa….infelizmente a maioria dos brasileiros só sabem de futebol e novela.

        • Marciocaio2

          E o BBB.

          E pensar que nossos vizinhos ( Argentina, Chile e ate a Colombia ) possuem carros melhores e trocentas opçoes diferentes, na colombia vende o 208 GTi, aqui teremos o 208 Remendão.

          • netovski

            Eles poderiam trazer o 208 GTi pra cá, mas por 85 mil R$ seria um fiasco. Vende na Argentina porque eles gostam de carro franco – vão vender até o XY por lá. E não teria como baixar disso, o carro custa 25 mil euros no velho continente.

            Mas aqui:
            – Os 35 cv e torque extra não importam, negócio é ser TURBO e ter adesivagem, vide Punto T-Jet.
            – Tanto ele como o luxuoso XY vem sem as 2 portas traseiras de táxi que o brasileiro tanto ama.

            Por fim, adesivar o 208 4P de porto real e colocar um THP convencional no cofre calçando rodas 17'' é a única maneira de oferecer um compacto esportivo abaixo de 67 mil e é deveras mais honesto do que qualquer Sporting da fiat ou Sportline da Volks.

            Até porque por mais que 67 mil qualquer um começa a olhar pro 308 THP.

      • schweinerei

        O 208 não lidera porque a rede Peugeot não chega à metada da rede Fiat, que tem muito mais CCS pelo interior e cidades pequenas.

        • FelipeLange

          Se o povo não valoriza segurança, então o Fiesta vende mais porque é da Ford?

          • H.Romeu

            Sim!

          • Marciocaio2

            Os 13 mil vendidos em janeiro são somas do Rocam com o " New " Fiesta, eu quero muito ver somente as vendas do NF, porque cá pra nós, você realmente acredita que venda 6k mensalmente?

            O Rocam " completinho " custa R$ 31,290 http://www.ford.com.br/compre-o-seu/monte-o-seu?s

            E consegue bons descontos, se acha facilmente por 30k, nada me tira que é o rocam que venda grande parte dessa categoria, só saberemos depois que ele sair de linha.

            E sim amigo, o povo não valoriza segurança, ta mais do que nada cara que brasileiro vive de aparencia, logo nao importa com ESP, AB6 E ASR.

      • Jonas

        Percebo um crescimento da preocupação do brasileiro com a segurança nos automóveis, vide up!
        Para mim a segurança é um fator decisivo na escolha de um carro. A Peugeot está perdendo uma grande oportunidade de diferenciar seu 208, oferecendo um produto tão capado.

  • AlexandreCE

    Onde conseguimos os dados das vendas só do New Fiesta HATCH? Como já disseram, a FENABRAVE mostra só o sedã em separado. Tenho essa curiosidade para ter uma noção das vendas do hatch.

  • Joildo Dias

    O que mais impressiona é se juntarmos os 3 compactos da gm não vendem o que o golzinho vende, agora me respondam o que esse golzinho tem…………………………….

  • Rogerio_R

    Interessante é ver o Sandero líder de vendas no início das vendas de Fevereiro/2014. Claro que será por pouquíssimo tempo. rs

    1- Sandero 48
    2- Siena 44
    3- Fiesta 40
    4- Uno 37
    5- Palio 31 e Onix 31
    6- HB20 24 e Gol 24
    8- Fox/CrossFox 23
    9- Voyage 13

    Fonte: Fenabrave.

    • Maycon102

      kkkkk eu publiquei isso na matéria anterior, também fiquei assustado com tantas trocas de posições rsrsrs
      foi só das vendas de sábado né, vamos esperar para ver como vai ser na primeira semana.

      • MrogerioO

        Talvez porque existem poucas css Renault, aí quem precisa viajar pra comprar vai no sábado por conta do trabalho, ou alguma promoção…

    • A_barcos

      Rogério_R, como você ve as informações de vendas diárias? valeu!

  • ctnmartins

    Acabei de consultar o site da FENABRAVE e lá consta que foram vendidos 1518 New Fiesta Sedan. Logo, essa matéria deve ser corrigida pois o ranking em questão deveria referir-se unicamente a modelos hatch.
    Nesse caso, foi registrada a venda de 13.179 Fiestas hatchs, número que soma as vendas do New e as últimas unidades do Rocam que, conforme amplamente divulgado pela imprensa automotiva, está com sua produção finalizada desde dezembro último.

  • Rafael

    Essa matéria está muito estranha, Agile apesar dos problemas está na mesma faixa de preço do Punto, New Fiesta vende sim, esse ranking da Fenabrave tem umas coisas muito loucas. Agora o mais estranho é parecer que o raniking foi feito para o Punto liderar, visto que parecem fazer de tudo para New Fiesta e Agile não aparecer com vendas maiores que ele (desclassificar um por conta do acabamento, outro por que a fenabrave não é clara)

  • Rogerio_R

    A Fenabrave considera o New Fiesta como sedã, quer dizer o New Fiesta Sedan que vem do México. Acabei de ver no site da Fenabrave.

    Os comentários estão corretos, o New Fiesta hatch e Rocam estão sendo computados juntos.
    http://www3.fenabrave.org.br:8082/plus/modulos/li

    • Rogerio_R

      OBS: Vejam o documento e consultem por categoria. Procurem Sedans Compactos, vcs vão encontrar lá o New Fiesta. Ou seja, o hatch não está incluso, está mesmo junto com o Rocam.

      Agora o Punto ser considerado Hatch Médio pela Fenabrave, creio que ela deve estar viajando na maionese.

      • H.Romeu

        Faz tempo que a Fenabrave considera o Puntaqp como Hatch Médio… Na realidade eu acho que essa designação é a fabricante que indica.

        • RTEC29

          Fala de onde H-Romeu?

  • nao considero o 500, ds3, mini cooper e o a1 como compactos premium da mesma categoria dos outros, estes sao superiores por isso digo q sao de IMAGEM

    • Helton

      concordo.

  • acho q esse ano FINALMENTE o GOL perde a liderança, msm q seja pro up!

    enquanto ao fiesta acho q ele vai cair muito de posicao qdo o ROCAM deixar de ser produzido… o top 10 vai mudar muito com a chegada dos novos UP!, SANDERO e KA

  • hugogyn94

    Uae Veloster é hatch ? ta mais um coupé,o brasileiro precisa conhecer um pouco sobre carro mesmo.

    • Maycon102

      Eu acho o Lentoster um belo hatch normal, carro com 3 portas coupé? kkk dificil emm

    • MM_

      A ISO 3833/1977 discorda de você. O Veloster é um hatch e não um cupê.

  • Hofmann

    Claro, óbvio e evidente que está errado… Todo mundo que lê o mínimo sobre esses rankings de vendas já está cansado de saber que, na Fenabrave, "New Fiesta" se refere ao New Fiesta SEDAN, enquanto o New Fiesta hatch está misturado com o RoCam, onde está escrito apenas "Fiesta" (em 3º no ranking).

    E ainda tem uma observação no rodapé confirmando a informação toda errada, falando que "New Fiesta" é o hatch… Infelizmente a qualidade das matérias aqui tem caído demais, tanto em ortografia e gramática, quanto em informações, o que é estranho, visto que contrataram jornalistas renomados, que trabalharam em grandes revistas (como o Hairton Ponciano) justamente para melhorar a qualidade e credibilidade.

    Nem adianta falar nada, pois admitir e corrigir erros (alguns bem grosseiros) não tem feito parte da política do NA ultimamente. A matéria sai errada e permanece assim para sempre. Num passado até recente, não era assim. Acesso o site há vários anos e antigamente eram mais "humildes" quando erravam, digamos assim. Além disso, houve uma pesquisa de opinião algum tempo atrás, para o leitor apontar os erros e acertos do site, o que surtiu efeito e fizeram algumas boas mudanças, mas agora a qualidade está caindo rápido de novo. Fica aqui para o NA esse recado de um leitor assíduo.

    • Anderson_sp

      Pois é, deletaram meu post somente por desconfiar dos números na tabela, nem xinguei ou direcionei nada a ninguém.

      • Hofmann

        Sim, pelo menos a informação já foi corrigida e como eu disse, isso é raro. Menos mal, estão mais atentos a esses erros do que eu pensava.

        • Rafael

          Ainda assim deixam o Punto líder…suspeito isso…

        • FelipeLange

          Tá parecendo censura. Deletaram o meu comentário na outra notícia. Poxa, só falei da privatização…

    • AlexandreCE

      Concordo plenamente. Como deletaram dois comentários meus, vou só deixar a observação simplória que fazia parte de um deles.

      O NA contratou profissionais experientes e todos esperamos um adendo na qualidade das matérias e das informações. Infelizmente parece que isso não está ocorrendo como deveria. Como você bem disse, erros gramaticais e de informação. Sabemos que o NA está publicando bem mais do que antes. Todavia, acho que um maior cuidado na produção dos textos se faz necessário.

      • FelipeLange

        Para o NA, somos hereges. Só pode.

  • Valdek Waslan

    Eu só acho estranho CRUZE, GOLF E FOCUS não serem classificados como Premium.
    Sei lá….
    Não é estranho isso?

    • dougkmt

      Há grande controvérsia em relação ao emprego do termo "Premium". Como vc pode observar no texto da matéria e em diversos comentários de outros leitores, o segmento "Compacto Premium" só existe para diferenciar do segmento "Compactos Populares", ou seja, são carros que apresentam medidas parecidas (área projetada no solo), mas com algum refinamento na estrutura, projeto, motor, câmbio, conforto e/ou itens com tecnologia superior.

      Já em relação a sua dúvida, Cruze, Golf e Focus estão corretamente situados na categoria de "Hatch Médio", sendo que alguns exemplos de "Hatch Médio Premium" são MB A200, Citroen DS4, BMW 116i, 118i, etc, Audi A3, dentre outros.

      • Valdek Waslan

        Ainda assim, continua estranho…
        Acho que essas classificações foram inventadas pelas montadoras somente para justificar o preço.
        Não tem sentido você pegar um desses 3 carros e não classificá-los como Premium. Veja por exemplo o Focus Titanium e o GOLF completo… como é que pode se dizer que esses dois carros não são premium? é estranho, sei lá… mas valeu pela resposta.

  • Journeyer

    Punto roxx

  • Alex

    Poxa eu acho uma tremenda sacanagem ficar colocando estes carros da ford o FIESTA E NEW FIESTA, em terceiro lugar nas vendas quando na realidade são carros de preços e categorias bem diferentes e nenhum dos dois se separa ocupa esta posição não esta correto isso.

  • A_barcos

    Não consigo entender como vende tanto GOL, é um carro que não se destaca muito em nenhum aspecto e é caro. A versão Highline (sem ar-condicionado), por exemplo, custa por volta de 45k.

    • Mesma estratégia da Toyota e Honda, cobram caro para depois dar desconto.

    • Hofmann

      Highline tem ar condicionado de série… Mas concordo, é caro mesmo.

      • A_barcos

        Realmente, eu errei nisso, ele tem ar mesmo! Mas não oferece nenhum diferencial, acho que vale no máximo uns 36k

    • netovski

      Graças ao mito de que Gol não desvaloriza.

  • Alex

    Cade o golf que todos falaram aqui que ia vender muito mais que o Chevrolet Cruze Sport6 pelo que eu to vendo comeu poeira no primeiro mês do ano e isso deve se confirmar por todo o ano afinal não vale pelo que cobre a versão de entrada custa 70 mil e não existe nas lojas kkk

    • Espere pelas versões mais baratas e verás. O Golf tá vendendo tudo que tem direito, não se vê sequer anúncio nos jornais, já o Cruze…

  • Magno

    Agora falta o total geral de vendas e os números por montadoras.

  • Magnao Cordeiro

    Pra mim tá quase tudo dentro do esperado , o Gol é mesmo o queridinho do país . . . . ele não é um carro inovador , não é 5 estrelas em segurança mas é econômico , robusto , o valor de revenda e a liquidez do veículo é ótima e tem a maior rede de concessionários do Brasil , inclusive em lugares onde só tem ela . . . . . o i30 me surpreendeu a quantidade de pessoas que ainda se submetem a pagar tanto por tão pouco . . . . . . . e fico feliz de saber que o Etios nunca aparece nos rankings!!!!!!hehehehehe

    • netovski

      Magno embora seja algo difícil para muitos de nós aqui que analisam o mercado e se dão ao trabalho de olhar a ficha técnica de um carro mas muitas vezes o sujeito olha pro i30 e simplesmente se encanta, vê um carro superior. Só pergunta a cilindrada e o preço. Não é algo tão racional quanto seria para muitos de nós.

      E temos que admitir que embora o Golf seja por exemplo um carro muito superior aos demais no segmento, cruze hatch, i30 e 308 tem muito mais apelo aos olhos de um leigo.

      • A menos que seja um Golf azul… kkk

        • netovski

          Ou com bancos na cor caramelo.

      • Magnao Cordeiro

        Concordo com você mas as vezes eu me pego pensando . . . não sei se o brasileiro compra mesmo um carro movido pela paixão . . . . . . conheço um monte de gente que vive falando que acha lindo carro vermelho e amarelo , mas que não compra porque depois é um parto na hora de vender e se perde mais do que de costume . . . . . . claro , em um país tão grande como o nosso 448 veículos até parece uma ninharia . . . . aqui onde eu moro mesmo é uma cidade de alto poder aquisitivo , tem 400 mil habitantes e eu só ví um i30 rodando emplacado na cidade . Camaro e Mustang tem de monte!!!

        HB20 tem a rodo , postei faz um tempo em uma outra matéria . . . . O prédio que eu moro tem 48 apartamentos , 2 vagas por apartamento , naquela ocasião eu tinha contado 16 HB20 na garagem!!!!!new fiesta tb enho visto bastante e por incrível que pareça a maioria é vermelho!!!hehehehe . . . . .

        Já trabalhei no mercado de autos , meu pai tinha loja multimarcas até uns 6 anos atrás . O ramo é muito regional , o povo de Sampa tem um gosto , do Rio tem outro , do Rio Grande do Sul eh outro . . . . . O Cruze nem tanto mas concordo que o 308 e o i30 tem muito mais apelo visual mesmo , fato . o problema é que carro francês continua com a imagem ruim , o consumidor leigo ainda acha que um C4 é tão problemático quanto um Xantia . . . no interior então nem se fala!!Hyundai tá vendendo por embalo , nego compra porque o vizinho comprou e ele pagou um pau!!!!

        Abraços

        • MM_

          Acho que temos que separar os Franceses. Veja que a Renault vende bem, logo essa questão de preconceito é balela. O povo não gosta da PSA pq sabe que o pós vendas da Peugeot é ruim e da Citroen é caro. E é mesmo! Só pra vc ter uma idéia, em 2011 quiseram me cobrar quase r$ 500 em uma bateria do C4. Fora as lambancas q eles fazem com os produtos. Sempre gostei dos carros da PSA e já tive mais de um, mas hoje eu tbm nao compraria.

  • eric

    Porque não separam as vendas do Fiesta antigo e do novo?

    • Robinho

      também acho

  • Royal Benk

    Gol em primeiro. Brasileiro nasceu pra ser pisado mesmo, não tem jeito.

    • DaysanF

      Carrinho duro e desconfortável… Falam em rigidez, durabilidade… o que houve de motor batido com menos de 10k, para-choque se abrindo do nada… Carrinho sem diferencial nenhum… Caixa de marcha muito bom (realmente).

      Vende pelo nome, pois, realmente na década de 80 e 90 era o melhor carro entre os populares, melhor motor etc…

      Novo gol, minha irmã tem um… Motor fraco demais, carro continua duro… e sem diferencial…

      Continua líder, pq brasileiro é brasileiro… Compra carro como investimento, pensando no valor de revenda e não em seu conforto e segurança… e tb para mostrar ao vizinho… Minha irmã nem teste drive fez (tapadinha), comprou pq era gol e todos diziam que era ótimo para revender, manutenção (fez primeira revisão com 5k e gastou 240 reais, manutenção cara e a VW mete a faca)…

      E não é barato… é um carrinho muito caro para o que entrega… Pena que seus concorrentes não são tão distintos…

      • HugoCT

        O gol e um dos melhores populares a venda no brasil, e reunie design e rebustes. Construiu um nome de confiança e durabilidade e isso ficou marcado. Concordo que ha melhores que ele e mais baratos mas como vc disse estamos no brasil.

      • João Cagnoni

        Esqueceu dos problemas elétricos, principalmente no painel.

        • Helton

          fato.

  • Dimithri Vargas

    Incrível é o Renault Sandero, embora seja um bom carro, hatch médio, a preço de hatch compacto (acabamento na média da categoria), está em fim de carreira e ainda sim, "brigando" de igual pra igual nos números com GM Ônix e com o Hyundai HB20 (que transita entre o segmento hatch compacto comum e segmento de compactos premium, vide suas versões).

    Creio que estes resultados são surpreendentes até para a Renault, que previa vendas de cerca de 5.000 por mês, até a chegada do novo Sandero. Não duvidarei de uma possível sobrevida do modelo atual, com adiamento do lançamento do novo modelo do Sandero, haja vista estar com tanto sucesso. É um ótimo carro, sem dúvidas, e hoje com três estrelas garantidas no crashtest (vide atualização do idoso moderninho Clio).

    E a PUG ultrapassando 3.000 unidades do 208? Wow! As concessionárias resolveram vender? Pois praticamente você tem que implorar de joelhos para que um vendedor da rede Peugeot lhe venda um carro, pois bom atendimento é uma coisa que passa longe das concessionárias da marca. Já é hora das concessionárias PUG unificarem-se com as da Citröen, assim como as da Renault com as da Nissan (embora já existam concessionárias unificadas destas no Rio de Janeiro e São Paulo).

  • João Cagnoni

    Agradeço por remover os "subcompactos" e "compactos de entrada", agora só falta acabar com essa palhaçada de compacto premium, que como o próprio site diz, de premium não tem nada.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend