*Destaque Listas Top 10 Mercado Sedãs

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Se uma pessoa tem em mente adquirir um carro sedã, seja ele de porte compacto, médio ou grande, provavelmente ele precisa de um automóvel que entregue um bom espaço interno e porta-malas amplo para transportar até cinco ocupantes e suas respectivas bagagens com conforto e sem apertos. Todavia, embora essa seja a proposta da maioria dos modelos do segmento, muitos acabam pecando nesses dois quesitos.


Atualmente, o mercado brasileiro dispõe de uma série de automóveis com bons espaço interno e porta-malas, com preços que partem da casa dos R$ 50 mil e podendo ultrapassar a quantia de R$ 1 milhão (como é o caso do luxuoso Mercedes-Maybach S 500). Um dos destaques é o Chevrolet Cobalt, que dispõe de um porta-malas de 563 litros, o maior entre os sedãs produzidos no território nacional.

E se você estiver de olho em alguns deles e o porta-malas for uma das prioridades, confira abaixo um ranking dos sedãs com o maior compartimento para bagagens disponíveis no Brasil (no caso de modelos com a mesma capacidade de porta-malas, a colocação foi feita aleatoriamente):

1) Tesla Model S – 745 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil


O Model S é o único modelo desta lista sem importação oficial (diretamente pela fabricante), o que tem o maior porta-malas e também o mais caro do ranking. A Elektra Motors, responsável por importar o sedã, vende o sedã elétrico com preços entre R$ 650 mil e R$ 785 mil. O carro usa dois motores elétricos, sendo um no eixo dianteiro e outro no traseiro, que rendem, juntos, 510 cv. Segundo a marca, o carro vai de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e tem velocidade máxima de 240 km/h.

Mas vamos falar do mais importante (pelo menos nesta matéria): o porta-malas. O Tesla Model S tem um porta-malas de nada mais, nada menos que 745 litros. Ele é tão grande que consegue levar duas crianças em dois assentos extras instalados do lado oposto (ou seja, as pessoas acabam viajando olhando para o vidro traseiro). Todavia, o Denatran não permite que esses bancos sejam utilizados.

Além disso, como não há motor a combustão, sob o capô o modelo oferece outro compartimento de 150 litros.

Nas demais dimensões, são 4.976 mm de comprimento, 1.963 mm de largura e 1.435 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.959 mm.

2) Chevrolet Cobalt – 563 litros

Quem detém o título de segundo maior porta-malas é um carro produzido em solo nacional. O Chevrolet Cobalt foi desenvolvido para ser um automóvel para ser espaçoso e surpreende com seu porta-malas de bons 563 litros. O automóvel mede 4.481 mm de comprimento, 1.735 mm de largura e 1.509 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.620 mm.

O motor que equipa o Cobalt é um 1.8 litro flex de quatro cilindros, que desenvolve 106 cv com gasolina e 111 cv com etanol, a 5.200 rpm, e torque de 16,8 kgfm a 2.800 rpm e 17,7 kgfm a 2.600 rpm, respectivamente. Este propulsor está ligado a um câmbio manual de seis velocidades ou automático, também de seis relações.

O modelo está disponível nas versões de acabamento LTZ e Elite e tem preço inicial sugerido de R$ 62.190.

3) Toyota Etios Sedan – 562 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Por apenas um litro de diferença em relação ao modelo da posição superior, o Toyota Etios Sedan ficou com a terceira colocação. O três-volumes compacto da fabricante japonesa se sobressai ainda pelas outras dimensões, com 4.265 mm no comprimento, 1.695 mm na largura e 1.510 mm na altura, além de 2.550 mm na distância entre-eixos.

Na motorização, há um 1.5 litro flex de quatro cilindros, que é capaz de desenvolver 102 cv com gasolina e 107 cv quando abastecido com etanol, a 5.600 rpm, e torque de 14,3 e 14,7 kgfm, a 4.000 rpm, associado a uma transmissão manual de seis velocidades ou automática de quatro marchas.

Os preços do Toyota Etios Sedan partem de R$ 49.960. A linha do carro oferece ainda o modelo Hatch, que dispõe de um porta-malas com capacidade para apenas 270 litros, ou seja, 292 litros menor que o do três-volumes, além de quase 50 cm a menos no comprimento e 9 cm a menos na distância entre-eixos.

4) Mercedes-Benz Classe E – 540 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Em quarto lugar está um modelo da Mercedes-Benz que foi introduzido recentemente em nosso mercado. A nova geração do Classe E oferece um porta-malas de 540 litros, além de 4.923 mm de comprimento, 1.852 mm de largura e 1.474 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.939 mm.

O novo sedã está disponível apenas na versão E 250 (nas configurações Avantgarde, Exclusive e Exclusive Launch Edition), equipada com um motor 2.0 litros turbo de quatro cilindros, que rende 211 cv, a 5.500 rpm, e 36,7 kgfm, entre 1.200 e 4.000 rpm, com câmbio automático de nove velocidades. A nova linha tem preço inicial de R$ 309,9 mil.

5) Honda City – 536 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Outro carro compacto a ocupar esse top 10 é o Honda City, que oferece um porta-malas com capacidade para 536 litros. O modelo mede ainda 4.455 mm de comprimento, 1.695 mm de largura e 1.485 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.600 mm.

Na motorização, há um 1.5 litro flex de quatro cilindros, que desenvolve 115 cv com gasolina e 116 cv com etanol, a 6.000 rpm, e torque de 15,3 kgfm em ambos os casos, a 4.800 rpm. Ele trabalha em conjunto com uma transmissão manual de cinco velocidades ou automática do tipo CVT.

Em nosso mercado, o City está disponível com preço inicial de R$ 60,9 mil.

6) Audi A6 – 530 litros

O Audi A6 aparece nesta lista como mais um sedã de marca premium. O sedã da empresa das quatro argolas se sobressai também por oferecer um porta-malas capaz de levar até 530 litros. Nas demais medidas, são 4.933 mm de comprimento, 1.874 mm de largura e 1.455 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.912 mm.

Por aqui, o modelo da Audi está disponível em duas versões diferentes. A primeira, chamada de Ambiente, usa um motor 2.0 TFSI a gasolina, que desenvolve 252 cavalos de potência e 35,7 kgfm de torque, com câmbio S tronic de sete marchas e dupla embreagem e tração dianteira. Já a segunda, que se chama Ambition, é dotada de um 3.0 TFSI, com 333 cv e 44,9 kgfm, também com a transmissão automatizada S tronic de sete velocidades e dupla embreagem, mas com tração integral quattro.

A linha do A6 sedã tem preço inicial de R$ 282.990, podendo alcançar os R$ 361.990.

7) Renault Fluence – 530 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Embora esteja esquecido pelos consumidores de sedãs médios, o Renault Fluence se destaca quando o assunto é porta-malas. O modelo da montadora francesa dispõe de um compartimento capaz de levar até 530 litros de bagagens. Nas demais dimensões, são 4.620 mm de comprimento, 1.810 mm de largura e 1.470 mm de altura, com distância entre-eixos de 2.700 rpm.

O motor do Fluence é um 2.0 litros flex de quatro cilindros, que entrega 140 cv com gasolina e 143 cv com etanol, a 6.500 rpm, e torque de 19,9 e 20,3 kgfm, respectivamente, a 3.750 rpm. Ele trabalha juntamente com uma transmissão automática X-Tronic CVT com opção de trocas sequenciais de seis marchas.

O preço inicial do Fluence no Brasil é de R$ 95 mil.

8) Mercedes-Benz Classe S – 530 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

O Classe S é o sedã topo de linha da Mercedes-Benz, que está disponível em nosso mercado por a partir de R$ 661.900, e se posiciona como o oitavo modelo com maior porta-malas do segmento no mercado brasileiro. O carro mede 5.246 mm de comprimento, 1.899 mm de largura e 1.494 mm de altura, com distância entre-eixos de 3.165 mm.

O motor que equipa o Mercedes é um 4.7 litros V8, que desenvolve 455 cavalos de potência, entre 5.250 e 5.500 rpm, e 71,4 kgfm de torque, de 1.800 a 3.500 rpm, atrelado a uma transmissão automática de sete velocidades e tração traseira.

9) Maserati Quattroporte – 530 litros

Em nono lugar há outro carro de luxo. O Maserati Quattroporte aparece com seu porta-malas de 530 litros. Nas outras medidas, o automóvel ostenta 5.262 milímetros no comprimento, 1.948 mm na largura e 1.481 mm na altura. Já a distância entre-eixos é de 3.171 mm.

O motor que equipa o sedã da Maserati é um 3.8 litros V8 (oito cilindros em “V”) biturbo, que desenvolve 530 cavalos de potência, entre 6.500 e 6.800 rpm, e 72,4 kgfm de torque, de 2.000 a 4.000 rpm, associado a uma transmissão automática de oito velocidades e tração nas quatro rodas. De acordo com a marca, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos e atinge velocidade máxima de 307 quilômetros por hora.

O preço inicial do Quattroporte em nosso mercado é de R$ 1.350.000.

10) Ford Focus Fastback – 526 litros

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil

Além do Renault Fluence, o Ford Focus Fastback (nome “ousado” dado pela fabricante para o modelo sedã da linha) surge no ranking como um sedã médio com porta-malas espaçoso. O compartimento de bagagens do carro tem capacidade para até 526 litros. Há também 4.535 mm de comprimento, 1.823 mm de largura e 1.469 mm de altura, com entre-eixos de 2.648 mm.

Na motorização, o Focus oferece um 2.0 litros flex de quatro cilindros, que desenvolve 175 cv quando abastecido com gasolina e 178 cv com etanol, a rpm, e torque de 21,5 e 22,5 kgfm, respectivamente, a rpm, associado a um câmbio automatizado de seis velocidades e dupla embreagem.

Por aqui, o Ford Focus Fastback é oferecido com preço inicial de R$ 82.690.

Outro carro que também oferece um porta-malas de 526 litros (e acabou ficando de fora devido à lista ser limitada a apenas 10 modelos) é o Peugeot 408. Este sedã é equipado com um motor 2.0 flex aspirado de quatro cilindros, de até 151 cv e 22 kgfm ou um 1.6 THP de 165 cv e 24 kgfm, ambos com câmbio automático de seis velocidades, e tem preços que partem de R$ 83.090.

[Matéria publicada em 12 de julho de 2013 e atualizada em 30 de novembro de 2016]

Top 10: os sedãs com maiores porta-malas do Brasil
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email