Listas Top 10 Mercado Preços Segurança

TOP 20: Carros mais baratos do Brasil com 6 airbags e ESP

TOP 20: Carros mais baratos do Brasil com 6 airbags e ESP

Os carros mais baratos com seis airbags: Em 24 de maio de 2013, publicamos um TOP 25 feito por Eduardo Pruvinelli sobre os carros mais baratos do Brasil com seis airbags e controle de estabilidade (ESP). De lá para cá muitos leitores pediram uma atualização da matéria, por isso decidimos fazer outra, desta vez um TOP 20 sobre o mesmo assunto.


Naquela época airbag duplo e ABS eram equipamentos opcionais nos carros vendidos no Brasil, mas hoje a ótima notícia é que eles são obrigatórios. Até mesmo no carro mais barato vendido no país, que é o Chery QQ de R$ 25.990.

Estes itens passaram a ser obrigatórios a partir do dia 1 de janeiro de 2014 em todo o país. Aliás, foi por causa disso que modelos como Mille e Kombi saíram de linha. Se não fosse isso até hoje teríamos esses modelos sendo vendidos normalmente sem a mínima preocupação com a segurança das pessoas.

Mesmo assim, os seis airbags e o controle eletrônico de estabilidade continuam sendo itens adicionais, geralmente cobradas à parte. Já existem países onde estes itens são obrigatórios, mas aqui isso ainda levará um tempo para acontecer. Hoje já é difícil algum carro ter quatro airbags, com a exceção sendo o Renault Kwid de R$ 29.990, mas seis airbags então é coisa mesmo de segmentos automotivos mais altos, com preços mais salgados.


Mas de lá para cá, o número de veículos com estes dispositivos de segurança subiu bastante, fruto da evolução (lenta) do mercado nacional no quesito segurança ativa e passiva. Então, nesta nova lista constam modelos que utilizam seis airbags em conjunto, mesmo que em apenas uma versão das disponíveis.

Os carros mais baratos do Brasil com seis airbags e controle de estabilidade (ESP)

1) Ford New Fiesta Titanium Plus (7 airbags) – R$ 73.090
2) Ford EcoSport SE (7 airbags) – R$ 73.990
3) Volkswagen Golf Comfortline (7 airbags) – R$ 78.130
4) Ford New Fiesta Sedan Titanium (7 airbags) – R$ 78.690
5) Honda Fit EXL (6 airbags) – R$ 78.900
6) Honda City EXL (6 airbags) – R$ 81.400
7) Honda WR-V EXL (6 airbags) – R$ 83.400
8) Ford Focus SE Plus (6 airbags) – R$ 84.900
9) Peugeot 2008 Griffe (6 airbags) – R$ 85.190
10) Honda Civic Sport (6 airbags) – R$ 87.900
11) Fiat Toro (7 airbags) – R$ 88.980
12) Ford Focus Fastback SE Plus (6 airbags) – R$ 89.900
13) Toyota Corolla GLi (7 airbags) – R$ 91.990
14) Nissan Kicks SL (6 airbags) – R$ 94.900
15) Volkswagen Golf Variant Comfortline (6 airbags) – R$ 97.020
16) Citroen C4 Lounge Exclusive (6 airbags) – R$ 97.490
17) Peugeot 308 Griffe (6 airbags) – R$ 98.590
18) Peugeot 408 Griffe (6 airbags) – R$ 98.590
19) Jeep Renegade Longitude Flex (7 airbags) – R$ 99.640
20) Hyundai Creta Prestige (6 airbags) – R$ 100.990
21) Chevrolet Cruze LTZ (6 airbags) – R$ 104.990
22) Honda HR-V Touring (6 airbags) – R$ 107.900
23) Jeep Compass Sport (7 airbags) – R$ 109.190

Notamos que o modelo mais barato da lista continua sendo o Ford New Fiesta. Em 2013 ele era o carro mais barato com seis airbags no Brasil, em 2015 apareceu novamente como tal, e em 2017 ele ainda é o melhor neste quesito, de cobrar menos do consumidor e entregar um pacote bem completo de segurança. Ponto positivo para a Ford.

Fotos dos carros mais baratos do Brasil com seis airbags e controle de estabilidade (ESP)

Reportagem publicada em 28 de maio de 2015 e atualizada em 5 de setembro de 2017.

TOP 20: Carros mais baratos do Brasil com 6 airbags e ESP
Nota média 5 de 1 votos

153 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

        • e nesse ponto, a vantagem do ”new” fiesta se torna ainda mais nitida , nao só é um compacto que vem melhor equipado perante alguns medios ..

          mas tambem nao tem dado margem pra nenhum concorrente direto (fox ou 208) oferecer o mesmo pacote de equipamentos por menos preço ..

      • O câmbio Powershift é outro problema, o meu mesmo está começando a trepidar nas trocas de marchas, há inúmeros por aí dando problemas, e nada de a Ford arrumar isso. O Titanium tinha a versão manual que a Ford fez o favor de matar, então…

              • Qual é a km de ambos? O meu começou a trepidar bem de leve e de forma intermitente com 17 mil km, e agora, com quase 20 mil, já trepida com mais frequência, embora leve ainda. Mas todos já me disseram que piora a ponto de incomodar bem, e só resolve trocando a embreagem. E tem várias pessoas que trocaram a embreagem e o problema voltou.

                • As quilometragens são muito baixas ainda. O 2014/15 está com quase 5.000 e o 2015/15 com pouco mais de 1.000. E o uso de ambos é mais na cidade (80%).

                  • Não sei quanto tempo você pretende ficar com os dois, mas o seu caso pode ser um bom exemplo de como vão se comportar os câmbios nos dois anos modelo (embora sejam ambos 2015, um foi fabricado em 2014, igual ao meu, embora você tenha tirado o seu por volta de outubro (como disse 8 meses). O meu é uns 70 de estrada e o resto em cidade, mas mesmo assim a trepidação surgiu, embora já tenha agora quase 20 mil km. Torço imensamente para que os seus não deem problemas. Agora, se porventura o 14/15 der problema no futuro e o 15/15 não, e se ambos tiverem km próxima, a questão que eles levantaram lá no New Fiesta Clube poderá proceder. O fato é que tudo ainda não passa de especulação, não dá para dizer que já corrigiram o problema definitivamente, ou que não, a Ford não se pronuncia a respeito. E quem tem o problema sofre para trocar a embreagem, pois, segundo eles lá do Fórum, tem gente já há 60 dias esperando. Pelo sim, pelo não, e com muita dó, pois o carro é fantástico, vou vendê-lo. No futuro, certamente com esse problema resolvido, posso voltar a ter outro sem problemas, pois a tecnologia da dupla embreagem é sim muito moderna (falta só a Ford acertar a mão de vez no PS, rs).

                    • Quantos donos de Effa vc conhece que tiveram problemas com seus carros? Bem, eu conheço um que usa um caminhãozinho baú para transporte de frutas e verduras todo dia há dois anos e não teve problema mecânico algum. Ate pra buscar o filho na escola ele usa esse Effa. Que mania essa de ficar fazendo comparações aleatórias só pra ter o prazer de discordar dos outros.

                    • Veja o exemplo do Effa M100 do teste do longa duração da 4 rodas, nem conseguiu terminar o teste, a revista encerrou prematuramente por medo, falta de segurança, de tão problemático que estava.

                    • Vou te mandar a foto de um que habita as redondezas do meu bairro. 3 anos de uso e está de desfazendo…

        • É impressão minha ou boa parte dos Fiesta’s que possuem esse problema são os Hatch?
          Já acessei o site conforme comentaram sobre o abaixo assinado e só vejo as versões Hatch. A Sedan são bem poucos. Seria o fator mexicano?

      • Tá com desconto de 10,5% nas autorizadas. Logo o preço real é pouco mais de R$ 56 mil. Só não indico por não ter mais câmbio manual, porque o PowerShift é bomba.

        • Essa história que o câmbio powershift dá problema é mais mimimi, do que problema de verdade, o que ocorre é que o câmbio apresenta um barulho (muito reduzido), só perceptível com o som do carro desligado, com os vidros abertos, em baixa velocidade e em pisos irregulares. Som esse que é característica desse tipo de câmbio (vide Golf). Existe inclusive um fórum que tem centenas de páginas relatando problemas, mas quando a revista quatro rodas apareceu para que os proprietários apontasse o problema, apenas 16 responderam o chamado da revista. Ocorreu sim um problema de trepidação em alguns câmbios, mas que a Ford já resolveu, na maioria dos casos basta uma atualização e não se repete mais o problema, em alguns poucos casos foi preciso trocar o conjunto de embreagens, mas foi só isso, nada mais. Não tenho dúvida que o câmbio de dupla embreagem é o que existe de melhor atualmente no mercado, não é atoa que grandes marcas como Ferrari, Audi, Mercedes, BMW e outras estão usando esse tipo de transmissão. Eu tenho um New Fiesta Sedan e posso falar com propriedade, o câmbio Power Shift é melhor câmbio oferecido no mercado nacional juntamente com o DSG do Golf, olha que já vi um monte de relato que afirma que o DSG na presta, fazer o quê? Só me resta rir. Normalmente quem faz esse tipo de afirmação nunca guiou um Golf com essa transmissão. O meu New Fiesta está com 16 mil km e o câmbio é um show a parte. Por fim, as maiores reclamações foram de proprietários de New Fiesta, praticamente não existe relatos de problemas com esse câmbio no Ecosport ou no Focus. Nenhum câmbio automático convencional ou CVT pode ser comparado com um automatizado de dupla embreagem. É mais eficiente e ao mesmo tempo gera maior economia de combustível. Para ter um câmbio melhor que o oferecido pela New Fiesta só se vc comprar o Renegade diesel com câmbio ZF de 09 marchas, aí com certeza vc comprou o que existe de melhor no mundo.

          • Eu tenho conhecidos com problemas no câmbio e que não são resolvidos. No mínimo é uma questão de sorte. E para uma “sorte” dessas é melhor evitar.

            • Se vc for procurar não existe carro que algum proprietário não relate problema no câmbio. Caso eu fosse comprar carro com base em relatos de internet não comprava carro nenhum. Tem um conhecido meu que comprou um Corolla automático e ele travou durante uma ultrapassagem ele quase morreu, devido a isso ele nunca mais comprou um carro da Toyota, assim com já vi relatos de problemas em câmbio do Civic, do Sentra, da Peugeot, etc. Ou seja, não é porque um ou outro câmbio dá problema que ele não presta. Essa conversa do powershift surgiu por causa de um fórum na internet que tem mais de 100 páginas. No entanto, quando a revista Quatro Rodas apareceu para fazer uma reportagem só 16 proprietário se prontificaram em apresentar o carro e relatar o problema. No youtube praticamente só existe um único vídeo sério sobre problema no powershift (o resto é sobre barulho, igual ao do DSG) do Rodrigo Foltran, que teve que procurar o Procon para que a Ford trocasse a embreagem e com a troca ele não teve mais problema. Vamos combinar que num universo de provavelmente mais de 50 mil carros vendidos, 17 câmbios com problemas não é estatisticamente relevante, apesar de Ford ter a responsabilidade de atender e arrumar os câmbios que eventualmente apresentaram problemas.

              • Então tá, fera. Essa é a sua opinião. Eu continuo a não recomendar pois tenho gente conhecida passando dissabor com essa transmissão. O Fiesta é ótimo, o câmbio PS não, ponto. Para ser bom tem que ser confiável.

            • Não, não foi não. É por isso que a Ford colocou ele no Focus também para aumentar a insatisfação e acabar de vez com a montadora. Vc acha mesmo se o câmbio tivesse algum problema crônico a Ford ia colocar ele no seu principal produto de venda no mundo que é o Focus?

              • Sim, no Focus não tem dado o problema no 2.0 mas no 1.6 igualmente como a Ecosporte tambem apresenta sendo em menor numero.
                O carro é bom mas este problema cronico está matando o modelo.
                Mas calma colega, eu não sou Fan de nenhuma motadora apenas leio muito sobre carros e conheço amigos que tem o modelo NF com PowerShift que estão arrependidos.

            • Eu sei resolver fácilmente o problema. Eu resolvia no meu sempre que acontecia. Bastava resetar a programação do cambio com o programa FORSCAN e um ELM327 que ele voltava a ficar normal durante um tempo.

              O problema acontecia mais quando eu rodava bastante em estrada, e chegava na cidade e pegava engarrafamento, que é minha utilização padrão. Quando eu usava somente na cidade o problema não ocorria.

          • Concordo que a maioria que comenta em blog deste tipo é repetidor de internet. Resolvi comprovar na prática com o dualogic e com a AL4 da Peugeot. O dualogic rodei 110.000 km e vendi o carro com gasto zero no câmbio, muita diversão ao guiar (era 1.8) e compraria novamente sem problemas. Já a AL4, meu carro atual está com 60.000km, a caixa está original e funciona perfeitamente me entregando conforto e até certo prazer. Li que o motor 2.0 consumia horrores e hoje rodo 400km em estrada boa com ar ligado e o carro faz 12/12,5 km/l. Nem perco meu tempo mais com mimimi de internet…

          • Ha muita reclamação do DSG devido a um barulho parecido com garrafas batendo no cofre do motor ao trafegar em pistas irregulares, para alguns extremamente irritante, para outros indiferente. Acho que depende de onde o cara mora, se por onde ele passa a pista é ruim o barulho deve encher o saco, se a pista for boa esse ruido não aparece. Outra reclamação é ele segurar marcha nesses pisos irregulares, fica travado na marcha, um tipo de proteção do cambio, para uns irritante outros indiferente e tambem depende de onde o cara trafega. Ou seja para alguns o carro é um mico e ja venderam, para outros uma maravilha dado a velocidade de troca. Como na Europa as pistas são excelentes não encontrei reclamação sobre o cambio e talvez seja o motivo da VW não ter resolvido esse problema de projeto e sem solução ate agora. Como pista ruim é o padrão no Brasil, pode ter muita gente incomodado com esse problema.

            • O problema é bem perceptivel com janelas abertas. Mas pouca gente anda nessa condição por aqui. Nos carros com motor 2.0 e cambio a banho de óleo o problema é menos perceptivel

          • Vc está por fora… não é mimimi não, o cambio da problemas sim de patinar e tripidação veja no youtube vários videos de carros que mal conseguem sair do lugar, a ford que não se pronuncia em arrumar essa bomba.

            • Vc está enganado, só existe um único vídeo no youtube sério (o resto é sobre barulho) que apresenta problema no powershift é do Rodrigo Foltran, que teve que procurar o Procon para que a Ford trocasse o câmbio do carro dele. Mas depois da troca ele não teve mais nenhum problema. Foram vendidos mais de 50 mil carros e não mais que duas dezenas deram problema. Isso não é motivo para dizer que o câmbio é uma bomba. Se for assim, todo câmbio é uma bomba, porque não existe câmbio que em um universo de milhares de venda, algumas poucas unidades não apresente algum problema. O powershift e o melhor câmbio (excluindo os importados) oferecido no mercado brasileiro juntamente com o DSG da VW.

              • Ah sim… o meu youtube aqui está com problemas, mostra varios videos de varios proprietarios reclamando do powershift… o meu navegador tbm está com problemas, mostra milhares de reclamações e até uma petição com mais de 5 mil usuários, para entrar com uma ação em cima da ford por causa destes problemas… acho que peguei um vírus, vou ter que formatar……

                • Fico grato pelo título a mim conferido mas não sou fã boy de nada. Vc ficou irritado porque pedi os links, sempre que comento que vi algo na internet e alguém me pede a fonte eu forneço de bom grado, para ajudar a pessoa a se informar. Que mania que vcs tem de levar tudo pro lado pessoal e sair ofendendo os outros. Já andei procurando por vídeos sobre Fiestas Powershifts uns meses atrás antes de pegar o meu e o único com algum conteúdo relevante foi o do Rodrigo Foltran, o mesmo que o Tygra citou. Pedi para vc mostrar porque pensei que haviam outros mais recentes e vc pensou que eu estava sendo irônico, certamente que vc é quem deve gostar de usar de ironia com os outros. Passe bem e por favor se possível não dirija mais a palavra a mim.

          • Cara, eu estou em processo de compra de um Fiesta, até queria um AT mas ainda fico com receio exatamente por ver que os primeiros vieram sim com uma falha de calibração e a embreagem trepidava um pouco, principalmente nas primeiras Eco e Fiesta. Eu dirigi um Focus por 1.000km nos EUA e adorei o cambio, o FIesta SE PS me cresce aos olhos mas fico com receio do PS aqui no brasil por falha de calibração, minha dúvida é. Será que já arrumaram mesmo? Qual o ano do seu?

            • O meu é 2014, tá com 17 mil km e nunca apresentou nenhum problema, na verdade de tudo que o carro oferece o que eu acho melhor é exatamente o câmbio, ele parece que é a extensão do meu cérebro, ele simplesmente sabe o que eu quero. Dificilmente vou comprar outro carro que não tenha câmbio de dupla embreagem, é outro nível.

          • Desculpa mas vc está enganado. Moro entre Brasil e Estados Unidos e muita gente que eu conheço teve problemas com o Powershift do Focus. Inclusive existe uma enxurrada de ações contra a Ford por causa disso.

          • Qual é o ano e versão do teu? Em março último peguei um SE Powershift zero 2015/2015. Me parece, pelo que andei lendo relatos e conversando com algumas pessoas que os problemas apresentados foram nos primeiros Powershifts dos Fiestas fabricados aqui. Tudo indica que um retentor estava deixando vazar óleo para outras partes causando mal funcionamento nas embreagens. Este retentor foi modificado, mas a Ford não confirma nada. Inclusive dizem que internamente na Ford estas peças que foram trocadas nos cãmbios (retentores e mais outras peças que eles não divulgaram) receberam o nome de Kit “F”.

            • Pelo que o pessoal tem comentado no tópico sobre o problema do PS no New Fiesta Clube, parece que os modelos 15/15 têm uma nova versão do câmbio, que possui uma embreagem que não serve nos PSs anteriores. Eu vi o pessoal discutindo isso lá, dá uma conferida. Ou seja, de acordo com a discussão deles, quem tem o PS de 14/15 para trás não pode usar essa nova embreagem. O Kit “F” nada mais é do que a embreagem numa revisão “F” e serve, segundo eles, na primeira versão do PS. Mas, já houve dois casos lá no Fórum em que as trepidações voltaram em quem instalou o kit F. O meu começou a trepidar com 17 mil km, bem de leve, e agora com quase 20k, já trepida mais constantemente, embora ainda seja leve.

              • Vou me inscrever no New Fiesta Clube depois. Na verdade eu tinha criado um perfil lá um pouco antes de comprar o carro, mas nem cheguei a usar e esqueci a senha e não consigo recuperar. Valeu pela resposta.

          • Exatamente! Muitos que eu vejo em fóruns falando dos problemas do PS não são donos de Carros com ele, e sequer chegaram a pelo menos andar em um!!Mas reclamam do câmbio que é uma beleza!!!

          • Meu caro, tenho 3 colegas que possuem esse mesmo carro e TODOS estão com problemas, sendo que 2 deles o carro deixou na mão….tiveram que voltar de guincho pra casa. Um dos casos, o problema começou com 5.000 km
            No reclame aqui existem mais de 1.000 casos e incalculáveis que ainda não foram contabilizados.
            Esse cambio é problemático SIM

          • Powershift pra mim só tem um defeito… A animalisse da Ford em colocar as trocas manuais naquele botão idiota! Pq não fizeram o feijão com arroz e colocaram na alavanca?

            • Rapaz, eu achava imbecil mas agora até gostei da idéia. A vantagem não é para usar em “modo manual”, mas para uma intervenção rápida: Você está em D, e chega numa parte de ladeira. Basta dar um toque na redução e o carro vai segurar a marcha até o fim da ladeira. Chegou no plano, basta conduzir o carro normalmente que ele volta pro modo automático.
              As aletas atrás do volante seriam melhores, mas dentro das outras opções, eu gostei bastante da utilizada pela Ford, apesar de ter estranhado bastante quando vi as fotos.

            • Isso é verdade. Apesar de eu nunca ter usado aquele botão. Mas pra quem gosta de fazer troca manuais com certeza é muito chato ter que fazer isso pelo aquele botão.

          • Não… O problema não é esse não. É uma trepidação chata que me fez vender meu carro anterior porque eu tinha que sempre resetar a configuração de aprendizagem do mesmo. Eu Não sei qual é o defeito, mas sei que quando acontece é chato.

          • Nossa cara, que deslumbre pelo cambio automatizado de dupla embreagem ein….
            Pouco imparcial teus comentários sobre os câmbios, Power Shift e DSG são o que melhor existe de tecnologia no mundo, CVT não presta e tudo que não for ZF tb.
            Essa conversa do barulho é velha e todo mundo sabe que é por causa dos discos de embreagem a seco.
            Vai fazer barulho cedo ou tarde. Vai atualizar o que no cambio se as caixas são secas?!
            Só pra tu ver como são as coisas, meu AT de 4 marchas não faz barulho algum. ( 4 marchas).

      • Bruno, como todo Bom brasileiro você compra carro pelo nome não pelo conteúdo.

        Este carro, mesmo depois de quase 10 anos de lançado na Europa ainda é o mais vendido em mercados sólidos como a Inglaterra.

        Para mim se um carro é bem vendido na inglaterra, ele é um carro bom, pois o inglês entende de carro como brasileiro entende de futebol, é algo natural e todos eles recebem isso de pai para filho.

        O Segundo colocado em vendas por lá é quem? Imaginem, outro Ford! O Ford Focus!

        Por isso, enquanto muita gente prefere ficar medindo gap de painel, eu prefiro me divertir dirigindo.

        Se você andar de Ka e gostar de carro, jamais vai querer comprar qualquer outro carro da categoria.

        Se vocÊ gostar de carro, jamais cogitará comprar outro carro que não seja um Focus, se seu bolso for um pouco maior.

        Se você gosta de carro, jamais comparará um Fusion se tiver 120 mil reais, pois ai a brincadeira fica séria e você pode levar muito carro bom que perde valor rapidamente de um ano para outro como Mercedes C63 AMG, 2011 Audi A4 2013, e etc. E com esse dinheiro disponível para comprar um carro, com certeza eu terei dinheiro para fazer a manutenção, já que é a mesma coisa hoje que tenho um carro de 60 mil, porque posso pagar os custos, não porque tenho 60 mil.

  • Nem da pra acreditar que um Golf 1.0 TSI ou 1.6 MSI venha a custar 69k e venha com 7AB e ESP/TCS como especulam por ai… Mas tomara que venha… Se vir ao menos 4AB com ESP/TCS e Hill Assist, já esta de bom tamanho

  • Quantos meses de salário mínimo o brasileiro precisa dar para ter segurança dentro de um auto?
    Quase 81 meses (e salário sem desconto algum), ao quase sete anos, agora se não tem tanto amor à vida, dá três anos e meio e vai de Celta mesmo.

    • De novo esse papo? Todo mundo sabe que carro no Brasil é caro. Nunca alguém que vai ganhar salário mínimo por aqui vai ter dinheiro pra comprar um carro zero km. Assim como na maioria dos países do mundo. Fato.

      • Quem ganha salário mínimo em qualquer um dos países da Europa Ocidental tem condições de comprar um carro zero. Em alguns é mais fácil, como Inglaterra, onde a pessoa ganha se não me engano em torno de 13.000 libras por ano e em outros é mais difícil, como Portugal, onde o salário mínimo é uns 6.000 euros por ano, mas que eles conseguem, conseguem.

          • Mais ou menos, os fabricantes tem sua parcela de culpa, apenas os impostos não justificam os altos preços e em carros “capados”.

            O fato de sermos pobres depende do ponto de vista, um dos maiores mercados automotivos do mundo, de telefonia celular, de eletrônicos, de internet banda larga, dentre outros não sei se é exatamente “pobre”. Somos é extorquidos por impostos sem receber a devida contrapartida e por preços abusivos, seja ou não por conta somente da carga tributária.
            Se em proporção as coisas aqui custassem o que custam lá fora, com relação à média de renda, acho que superaríamos até os EUA em “consumismo”, claro, é um achismo. Mas com base no que já se consome hoje, não acharia essa suposição tão absurda.

            • Os fabricantes, eu diria, tem “culpa” zero… Veja bem, a Toyota lançou um Etios horroroso e caro. Vendeu nada. Hyundai lançou HB20 bonitinho, pessoal fez fila na concessionária pra comprar. A empresa devia baixar o preço assim? Se você fosse o dono, ia falar “baixa o preço pra sobrar mais dinheiro pra galera”?

              Somos dos maiores mercados nisso tudo que você falou, tem razão, assim como a China e India, e nem por isso eles também são ricos… É que a gente é um monte de pobre junto! rsrsrs… Veja que a C&A, Marisa, etc, são ricas vendendo muita coisa barata.

              Nossa questão com os impostos e governo é complicada, pois a gente espera tudo dele, então acaba não reclamando muito do governo confiscar nosso dinheiro com a promessa de que vai fazer. Se aceitarmos um estado que delimita suas funções (“isso aqui eu faço, isso aí você se vira”), podemos diminuir o tamanho dele e cuidar das coisas mais eficientemente. O porém é que aparentemente a maioria gosta de um estado “paternalista”, que diz que toma conta de tudo…

              • Tens razão, o preço custa isso porque se compra, mas aí retornamos exatamente ao que eu comentei, se as coisas custassem menos, venderiam ainda mais. Mas se a margem de lucro é alta, e é alta porque vende, de certa forma o fabricante tem a culpa, embora ela possa ser, digamos, dividida com o consumidor que aceita em pagar o elevado preço/lucro, numa natural questão de mercado e oferta e demanda. Mas o que quis dizer é que os preços altos não se resumem só em impostos e se o preço é alto também por conta do lucro, obviamente que quem tem a margem de lucro alta é “culpado”. Veja bem, não estou condenando o lucro, mas apenas reiterando que não temos preços abusivos só por conta do “Estado”. E concordo totalmente com o seu último parágrafo.

                • Eu entendo seu pensamento, mas você há de ver que os preços são o que são justamente porque há uma limitação de oferta. A Honda está trabalhando em 3 turnos e não tem mais como aumentar a produção. Se ela diminuir o preço, só vai diminuir o faturamento, sem conseguir aumentar as vendas. Por um bom tempo, tivemos esse “problema” aqui, tanto devido a limitações de produção na fábrica, ou no transporte (custo esse que não diminui com a diminuição do preço final), ou no custo para armazenar essa produção (que também não diminui junto com o preço), então nem sempre diminuir preço e vender mais significa aumentar lucro.

                  Todo mundo que vai pra lugares realmente desenvolvidos (europa, eua, canada), vê a diferença grande de infraestrutura (estradas, transporte de massa, ferrovias) em relação ao Brasil. E a base do crescimento de um país, principalmente do tamanho do nosso, se dá justamente na possibilidade de locomoção mais rápida. Já aqui, ao invés de melhorarmos essas condições, as pioramos: Estradas com cada vez mais quebra-molas e radares, que não foram adequadas ao novo fluxo de veículos, não foram criadas alternativas (transporte de cargas por vias fluviais e ferroviárias), cada vez mais superlotando as estradas, e deixando todo mundo preso no mesmo barco. E o discursinho bonito no palanque “ahhh o brasil tá crescendo”… rsrsrs E o salário Ó! kkkkkkkk

                  • Claro, com relação a custos e a própria deficiência com logística estás correto. E justamente entramos no que falei no primeiro comentário, somos extorquidos sem ter contrapartida, que entre outras coisas entrariam as rodoviais, hidrovias, ferrovias, etc. Ou seja, somos sugados dos dois lados, pelo lucro abusivo das montadoras, e pelo estado que cobra mas é deficiente no retorno e muitas vezes se vê refém da indústria automobilista que utiliza o fato de empregar milhares para praticar lobby, mas nunca para reduzir um centavo na gorda margem de lucro.

                    A verdade é que estamos num mato sem cachorro. hahahha
                    Não há muito para onde correr e possivelmente ainda levará alguns bons anos para que essa situação (digo dos preços altos) apresente uma melhora substancial.
                    Abraço e valeu pela discussão saudável. hehehe

              • Sim. Para mim, o maior problema do Brasil é sua carga tributária pornográfica de alta! E piorando cada vez mais!. Os governos, principalmente o federal, não fazem esofrços para diminuir isso. Vide o ridiculo pacote lançado esses dias. Cortou um monte de investimentos, mas manteve(pasmem) 38 ministérios, milhares de cargos de confiança etc, dentre outras coisa que podia ter cortado…

        • Verdade, pode parecer bizarro, ou mentira… Mas um amigo meu saiu daqui do Brasil para morar na Austrália, aqui ele andava de bike, que custou o equivalente há um mês de salário (no Brasil) e não tinha carro. Em dois meses lá, ele comprou uma bike bem melhor que a que tinha no Brasil e acredite, sobrou pra comprar “só” uma Minivan da Toyota, Top, automática, teto solar e tudo mais que tem direito… Sem ter que abrir mão de conforto, boa alimentação, etc. Que coisa bem triste isso…

        • Isso é a exceção da exceção fio. Com certeza ele deve morar com os pais, não gasta nada do salário dele, e se bobear até IPVA é o papai que paga. Me diz uma só pessoa que ganha um salário mínimo e que precisa se sustentar, com casa, comida, roupa, lazer, contas, etc, etc, etc, que possa comprar um carro zero km, nem um QQ o cara consegue comprar.

    • Rapaz, aí nem na Altis… mas você leva um air bag de joelho, em compensação… por $99.990,00. Ou então por 100.910,00 se você preferir no branco perolizado. Ao menos o configurador do Corolla é o mais legal que eu já vi… rs. Deve ser por isso que vale 100 conto, hehe.

      • Rapaz, tudo bem que é um pecado o Corolla não vir com ESP, mas deve ser um carro bem seguro estruturalmente falando.
        Eu não mediria a segurança de um carro apenas pelos equipamentos, o ideal seria “jogar contra a parede” nos testes e tirar conclusões.
        Se for bater de frente Corolla e 500, eu preferiria estar no Corolla hehehehe

  • Pois é…vejo essa lista e seus valores e fico rindo…meu carro é 2009, está com 60.000km, tem os mesmos 06 air bags, ESP, carroceria 5 estrela no EuroNcap e seu valor não chega a 30K…me dá muito conforto e prazer me levando com segurança aonde preciso ir. Carro “zero” pra mim com estes valores talvez na próxima encarnação…

  • O Golf tem 7 Airbags, duplo, lateral do banco, cortina e o de joelhos. O de joelhos pode parecer frescura, mas detonar o joelho, femur ou quadril é problema para o resto da vida.

  • Considerando o custo/beneficio sem esquecer da segurança entendo que hoje boa opção poderia ser o Palio Essence 1.6 que pode ser comprado por R$48.502,00 com AirBags de janela (side bags fianteiros – opcionais a R$1.792,00). Só não entendo porque a Fiat não populariza o ESP.

  • Eu não olho pra esp ou seis air bag na hora de compra carro
    i’m so sorry
    Meu carro atual até tem, mas serio isso pra mim não importa muito, dois air bags pra mim basta.

  • É incrível como o preço do Golf aumentou… Hoje um Confortline manual é mais caro do um Highline DSG há um ano atrás…
    Aí vc olha o preço do cruze e vê que o Golf ta barato ainda kkkk

  • Não sei, mas ultimamente estou vendo muitos relatos de donos do Fiesta e carros equipados com o POWERSHIFT reclamando de barulhos, trepidações no cambio muito, isso está me deixando com o pé atrás em relação a esse carro.

    • Primeiros compradores são sempre beta-tester hahaha
      Tô de beta tester há 1 ano e meio, ainda não pude reclamar não. Fato que o DSG é bem melhor (mas só tem em carros bem mais caros que o Fordinho).

  • Nas vendas o Corola está entre os top 10, na segurança não ta nem no top 20. Isso sim é fantástico, as outras poderiam aprender com a toyota, como ser líder, oferecer carros sem equipamentos importantes e ainda ser o mais caro da categoria.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email