Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

A Fiat Toro 2016 foi um dos principais lançamentos da marca no Brasil nos últimos anos. O modelo inaugurou um novo segmento posicionado entre as picapes menores e derivadas de carros de passeio (como a Strada) e os modelos montados sobre chassi de longarinas (como Chevrolet S10, Toyota Hilux e Ford Ranger).

A expectativa em torno da chegada da Toro 2016 começou no ano anterior, com muitos flagras do modelo sendo feitos em diversas partes do país. Um desses registros, feito de forma ilegal e que irritou bastante os executivos da marca, aconteceu dentro da fábrica de Goiana (PE), onde a Toro dividia espaço com o Jeep Renegade na linha de produção.

Vendo que não adiantava segurar a informação sobre o nome ou seu visual, a marca decidiu aproveitar a situação e criar várias estratégias de marketing em torno do futuro lançamento, diminuindo um pouco a ansiedade do público.

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Uma dessas ações envolveu revelar o nome oficial de seu produto (Toro realmente o mais cotado) junto com uma imagem bem chamativa da dianteira da picape, em setembro de 2015. Essa divulgação do nome foi feita exatamente no mesmo dia em que a rival Renault Duster Oroch era apresentada, algo que obviamente não teve nada de coincidência.

Nesse comunicado à imprensa, a FCA disse ainda que a nova Toro 2016 inaugurava um novo segmento chamado SUP (Sport Utility Pick-up), pois ela uniria a força de uma picape com o conforto e dirigibilidade de um SUV.

Mas tudo isso acabou ficando apenas dentro do marketing da Fiat, pois o mercado nunca absorveu a ideia e sempre chamou a Toro 2016 de picape, como ela é conhecida até hoje.

Depois do anúncio do nome oficial, a marca revelou a primeira imagem completa da Toro 2016 (em outubro de 2015), o que puxou ainda mais a atenção do público para si em detrimento do recém-lançado Duster Oroch.

Não dá para negar que o produto da Fiat realmente era muito superior em design, e é isso o que acaba atraindo os olhares.

Mais detalhes revelados e uma meta de vendas audaciosa 

Depois da virada do ano, e com o lançamento marcado para fevereiro se aproximando rapidamente, o mercado ficou sabendo do conteúdo das versões e também da intenção da Fiat de vender nada menos do que 50 mil unidades por ano desse modelo, o que a colocaria entre os 3 comerciais leves mais vendidos.

Muitos acharam isso uma aposta arriscada, mas o futuro mostrou que os italianos estavam certos: ao final de seu primeiro ano de vendas (de fevereiro a dezembro de 2016), a Toro havia emplacado 41.283 unidades.

O número ficou abaixo da expectativa, mas mesmo assim ela alcançou um surpreendente segundo lugar entre os comerciais leves, ficando atrás apenas da Strada.

Como dito acima, informações sobre o conteúdo das versões começaram a vazar. Com isso, o público ficou sabendo que a Toro 2016 teria a opção dos motores 1.8 flex ou 2.0 turbodiesel, câmbio manual de seis marchas ou automático com seis ou nove velocidades e tração 4×2 ou 4×4. A capacidade de carga variava de 650 kg a 1 tonelada.

Desde sua versão de entrada, a Toro 2016 chegaria com controle de estabilidade, ar-condicionado, direção elétrica e trio elétrico. Para ter mais do que os obrigatórios dois airbags, seria necessário optar por algum pacote opcional.

Sucesso nas vendas provoca uma série de aumentos nos preços

Depois do lançamento oficial, que ocorreu em meados de fevereiro de 2016 (veja mais sobre cada versão e os preços abaixo), a Fiat percebeu que poderia cobrar mais por seu produto. E foi exatamente isso que ela fez.

Os preços oficiais no lançamento variavam entre R$ 76.500 e R$ 116.500 (sim, parece muito pouco quando olhamos quanto uma Toro custa em 2021), mas logo em abril de 2016 chegou o primeiro reajuste, com valores entre R$ 77.800 e R$ 118.480.

Como as vendas continuavam nas alturas, os preços foram para o mesmo lugar com o segundo aumento, que veio em junho do mesmo ano. Agora, a Toro 2016 custava entre R$ 79.240 e R$ 120.670, e isso mesmo depois do anúncio de seu primeiro recall, que envolveu os modelos a diesel por causa do risco de soltura do estepe.

Se você acha que a marca ficou satisfeita, está enganado. Em agosto veio o terceiro anúncio de mudança da tabela de preços, elevando os valores praticados pelas concessionárias para R$ 81.700 a R$ 122.710. Pelo menos dessa vez não foram todas as versões afetadas, mas apenas a de entrada e a mais cara.

Em outubro veio o quarto e último reajuste do ano (ufa!), dessa vez afetando todas as versões. Com isso, a picape partia de R$ 82.930 e chegava a R$ 124.550.

Se olharmos para os preços em seu lançamento, veremos que a Toro 2016 subiu o valor da versão mais barata em R$ 5.890, enquanto a versão mais cara ficou absurdos R$ 8.050 mais cara.

Lançamento de uma nova versão intermediária

Além de ver a chance de aumentar os preços, o sucesso da Toro 2016 também mostrou para a Fiat que o mercado poderia aceitar uma nova versão intermediária da picape, mirando aqueles que torciam o nariz para o motor 1.8, mas que não queriam (ou não poderiam comprar) a versão diesel.

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Com isso, a Toro ganhou o motor Tigershark 2.4, exclusivo na época para a versão Freedom. Esse propulsor entregava até 186 cv e 24,9 kgfm de torque, sendo movido a etanol ou gasolina e tendo sempre câmbio automático de nove velocidades e tração dianteira (leia mais sobre ele abaixo).

Além do motor em si, essa versão ainda trouxe outras novidades, como start/stop, botão Sport no painel e borboletas para trocas de marcha.

O preço em seu lançamento foi de R$ 98.730 (o mesmo valor pedido na época pela opção a diesel com câmbio manual).

Toro 2016 – detalhes

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Não há como negar que o principal atributo da Toro 2016 era seu design, com vários detalhes que atraíram novos clientes às concessionárias da Fiat.

A inspiração para esse visual, chamativo especialmente na dianteira, veio de um conceito que a marca exibiu no Salão do Automóvel de São Paulo em 2014, conhecido como FCC 4.

A parte frontal do modelo de produção inovava ao apresentar os faróis divididos em dois blocos, com a parte superior bem mais fina que um farol convencional, num conceito chamado “Split Lighting”. Além disso, a dianteira fez um extenso uso de cromados.

A lateral da Toro 2016 surpreendeu ao apresentar rodas inéditas, diferentes dos modelos que haviam sido flagrados anteriormente. Por outro lado, ela manteve alguns pontos já vistos na antiga Strada, como a cobertura plástica das caixas de rodas e o rack de teto com estilo diferenciado.

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Finalmente chegamos à traseira, que assim como a parte frontal apresentou boas novidades. A principal foi a tampa da caçamba, dividida em duas partes e com abertura lateral, bem diferente das tampas convencionais nas picapes menores e até nas maiores que a Toro. As lanternas invadiam a lateral, já apresentando o que também seria futuramente visto na Nova Strada.

Além do visual, a Toro 2016 também apresentava mudanças interessantes onde ninguém poderia ver: em sua plataforma. Alguns dizem que é a mesma do Renegade, mas na verdade ele teve que receber várias alterações para se adequar à carroceria e uso de uma picape.

Uma das mudanças foi aumentar a capacidade de peso da suspensão traseira, já que a capacidade de carga chegaria a 1 tonelada nas versões a diesel. Além disso, a marca divulgava seu lançamento como uma picape mais confortável, parecida com um SUV.

Isso veio graças à estrutura monobloco com tração dianteira, o que permitiu um comportamento mais agradável que as picapes maiores.

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

A Toro 2016 chegou com 4,91 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,68 m de altura e 2,99 m de entre-eixos. Sua capacidade de carga era de 650 kg nas versões flex e até 1 tonelada nas configurações movidas a diesel, sendo uma opção bem interessante para quem precisava do modelo para o trabalho.

Mesmo assim, o objetivo da Fiat era convencer seus clientes que a Toro não era apenas um comercial leve valente, mas principalmente um modelo para a cidade, voltado para o lazer.

Para isso, ela destacava o espaço interno (segundo ela, suficiente para 5 adultos) e o conforto superior aos modelos já existentes no mercado.

E o que a marca oferecia para quem andava em seu novo produto? A versão de entrada já vinha equipada com itens interessantes, como controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, lanternas de LED, piloto automático e sensor de estacionamento.

Mas era na topo de linha Volcano que a Toro se destacava, vindo com ar-condicionado digital dual zone, central multimídia, câmera de ré, rodas de 17 polegadas e um acabamento diferenciado.

Toro 2016 – versões

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

De início, a Toro 2016 chegou nas versões Freedom e Volcano, além da série especial de lançamento Opening Edition. Com o decorrer dos meses, ela também ganhou uma nova versão intermediária com motor 2.4. Confira:

  • Toro Freedom 1.8 Flex AT6 4×2 2016
  • Toro Freedom Opening Edition 1.8 Flex AT6 4×2 2016
  • Toro Freedom 2.4 Flex AT9 4×2 2016
  • Toro Freedom 2.0 Diesel MT6 4×2 2016
  • Toro Freedom 2.0 Diesel MT6 4×4 2016
  • Toro Volcano 2.0 Diesel AT9 4×4 2016

Toro 2016 – equipamentos

Toro Freedom 1.8 Flex AT6 4×2 2016 – motor 1.8 de 135/139 cv e 18,8/19,3 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades.

ITENS DE SÉRIE: ASR (Controle de Tração), Abertura elétrica bocal de abastecimento, Alertas de limite de velocidade e manutenção programada, Apoios de cabeça dianteiros com regulagem de altura, Apoios de cabeça traseiros (3) rebaixados e com regulagem de altura, Ar-condicionado, Banco do motorista com regulagem de altura, Chave canivete com telecomando para abertura e fechamento das portas, Cintos de segurança dianteiros retráteis de 3 pontos com regulagem de altura, Cintos de segurança traseiros (laterais e central) retráteis de 3 pontos, Computador de Bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia), Console central com porta-objetos e porta-copos, Conta-giros, Direção elétrica, Drive by Wire (Controle eletrônico da aceleração), ESP (Controle Eletrônico de Estabilidade), Espelho no parasol lados motorista e passageiro, Estepe full size, Follow me home, Gancho universal para fixação cadeira criança (Isofix), Ganchos para amarração de carga na caçamba, HSD (High Safety Drive) – Airbag duplo (motorista e passageiro) e Freios ABS com EBD, Hill Holder (sistema ativo freio com controle eletrônico que auxilia nas arrancadas do veículo em subida), Hodômetro digital (total e parcial), Lanterna traseira a LED, Luz de leitura, Maçanetas e retrovisores externos na cor preta, My Car Fiat, Para-choque traseiro com soleira cromada, Piloto automático com controlador de velocidade, Porta-escadas, Porta-luvas iluminado, Porta-óculos, Quadro de instrumentos 3,5″ com relógio digital, calendário e indicador de temperatura externa multifuncional em TFT, personalizável, Radio Connect (RDS, entrada USB/AUX no console central, Viva-voz Bluetooth e função Audio Streaming), Retrovisores externos com comando manual, Retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas, Revestimento de caçamba, Revestimento externo na coluna central das portas, Rodas de aço estampado 6.5 x 16 + Pneus 215/65 R16, Sensor de estacionamento traseiro, Suspensão traseira multilink, Tampa traseira dupla com abertura elétrica, Tomada 12V, Travas elétricas (Travamento automático a 20 km/h, indicador de portas abertas, luz interna com temporizador e tampa do combustível), Vidros climatizados verdes, Vidros elétricos dianteiros e traseiros com one touch e antiesmagamento lado motorista, Volante EAS – Energy Absorbing System, Volante com comandos do áudio e telefone, Volante com regulagem de altura e profundidade, Válvula antirrefluxo de combustível e Lanterna traseira de neblina.

OPCIONAIS: rodas de liga leve de 16”, airbags laterais, airbags de cortina, airbag de joelho para motorista, sensor de pressão dos pneus, teto solar, câmera de ré e estofamento parcialmente em couro.

Toro Freedom Opening Edition 1.8 Flex AT6 4×2 2016 – motor 1.8 de 135/139 cv e 18,8/19,3 kgfm de torque, com câmbio automático de seis velocidades.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + 2ª entrada USB, 2ª Tomada 12V, 6 Alto-falantes, Alarme antifurto, Apoia braço traseiro, Apoia-braço central dianteiro, Ar-condicionado digital dualzone, Brake light, Câmera de ré, Capota marítima, Faróis de neblina, Iluminação de caçamba, Kit externo (Grade frontal com cromado + Maçanetas e retrovisores externos pintados), Kit High Tech (Sensor de chuva, Sensor crepuscular, Retrovisor interno eletrocrômico), Parasol Iluminado, Personalização serie especial (Adesivos exclusivos Openning Edition; soleira metálica; tecido), Porta objetos passageiro, Retrovisores externos elétricos com memoria (Tilt down /rebatimento / luz de conforto), Rodas de liga leve 6.5 x 16″ + Pneus 215/66 R16, Uconnect Touch 5″ (Central multimídia com tela de 5″ touchscreen; Comandos de voz Bluetooth; Audio streaming; Entrada aux; Porta USB; MP3; Rádio AM FM), Comandos de voz e Volante em couro com alavanca de seleção das marchas tipo borboleta.

Toro Freedom 2.4 Flex AT9 4×2 2016 – motor 2.4 de 174/186 cv e 23,5/24,9 kgfm de torque, com câmbio automático de nove velocidades.

ITENS DE SÉRIE: acrescenta itens como borboletas para trocas de marcha, capota marítima, retrovisores elétricos, volante multifuncional em couro, luz de caçamba, entre outros.

Toro Freedom 2.0 Diesel MT6 4×2 2016 – motor 2.0 diesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, com câmbio manual de seis velocidades.

ITENS DE SÉRIE: mesmos itens da versão Freedom + Alça de segurança traseira com luz de leitura incorporada, Alças de segurança coluna A lado motorista e passageiro, Apoio de pé para o motorista, Cobertura da alavanca (empunhadura) do freio de mão, Limpador e lavador do para-brisas com intermitência, Para-choque dianteiro com pintura parcial na cor do veículo, Protetor de cárter, Rodas de aço estampado 6.5 x 16″ (Super Spoke) + Pneus 225/70 R16, Skide Plate integrado ao para-choque dianteiro, entre outros.

Toro Freedom 2.0 Diesel MT6 4×4 2016 – motor 2.0 diesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, com câmbio manual de seis velocidades.

ITENS DE SÉRIE: itens acima + Hill Descent Control (controle automático em descidas íngremes no fora de estrada), retrovisores externos elétricos com memória (tilt down / rebatimento / luz de conforto) brake light, alarme e iluminação de caçamba.

Toro Volcano 2.0 Diesel AT9 4×4 2016 – motor 2.0 diesel de 170 cv e 35,7 kgfm de torque, com câmbio automático de nove velocidades.

ITENS DE SÉRIE: ar-condicionado dual zone, rodas de liga leve de 17”, câmera de ré, central multimídia Uconnect Touch NAV de 5”, quadro de instrumentos com display em TFT de 7” colorido, faróis de neblina cornering (que acompanham as curvas), faróis principais com DRL (LEDs de segurança diurnos), entre outros.

Toro 2016 – preços

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Confira abaixo os preços da Toro 2016 em seu lançamento, incluindo o modelo com motor 2.4 flex que foi lançado posteriormente:

  • Toro Freedom 1.8 Flex AT6 4×2 2016 – R$ 76.500
  • Toro Freedom Opening Edition 1.8 Flex AT6 4×2 2016 – R$ 84.400
  • Toro Freedom 2.4 Flex AT9 4×2 2016 – R$ 98.730 (preço em novembro de 2016)
  • Toro Freedom 2.0 Diesel MT6 4×2 2016 – R$ 93.900
  • Toro Freedom 2.0 Diesel MT6 4×4 2016 – R$ 101.900
  • Toro Volcano 2.0 Diesel AT9 4×4 2016  – R$ 116.500

Toro 2016 – motor

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Em seu lançamento, a Toro 2016 chegou com dois motores. O primeiro era o 1.8 E.torQ flex, já conhecido no Renegade, mas que sofreu algumas alterações para ter um desempenho melhor.

As mudanças incluíram o coletor de admissão variável e remap na injeção, aumentando em 7 cv e 0,3 kgfm em relação ao conjunto visto no SUV da Jeep, além de uma redução de 5% no consumo (que continuou alto, por sinal).

Com isso, esse conjunto entregava 135 cv com gasolina e 139 cv com etanol, sempre a 5.750 rpm. Já o torque era de 18,8 ou 19,3 kgfm, a 3.750 rpm. A tração era dianteira e o câmbio automático com seis velocidades.

A outra opção na linha da Toro 2016 era o excelente propulsor 2.0 Multijet, com turbocompressor, injeção direta e movido a diesel. Ele entregava 170 cv a 3.750 rpm e 35,7 kgfm a 1.750 rpm, oferecendo mais força numa rotação muito mais baixa. O câmbio poderia ser manual de seis marchas ou automático de nove velocidades, com tração integral ou dianteira.

Como a distância em termos de desempenho era muito grande entre esses dois motores, a Fiat lançou posteriormente em 2016 uma versão equipada com o 2.4 Tigershark.

Ele vinha com 174/186 cavalos e 23,5/24,9 kgfm de torque, sendo assim mais potente que o diesel e com um torque interessante, ainda que menor que o modelo mais caro. Com esse motor, o câmbio era sempre automático de nove velocidades e a tração dianteira.

Toro 2016 – desempenho

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

Confira abaixo o desempenho de cada conjunto mecânico da Toro 2016, com o tempo de aceleração até os 100 km/h e a velocidade máxima:

  • Toro 1.8 Flex AT6 – 12,2 segundos e 175 km/h
  • Toro 2.4 Flex AT9 – 9,9 segundos e 200 km/h
  • Toro 2.0 Diesel MT6 – 9,5 segundos e 190 km/h
  • Toro 2.0 Diesel AT9 – 10 segundos e 188 km/h

Toro 2016 – consumo

Toro 2016: versões, equipamentos, motores e detalhes (fotos)

A Toro 2016 foi vista por muitos como uma picape “gastona” em suas versões flex e com um consumo bem melhor nas opções a diesel, especialmente o modelo manual. Confira os números:

Consumo urbano:

  • Toro 1.8 Flex AT6 – 5,8 km/l com etanol e 8,3 km/l com gasolina
  • Toro 2.4 Flex AT9 – 5,9 km/l com etanol e 8,6 km/l com gasolina
  • Toro 2.0 Diesel MT6 – 10,8 km/l
  • Toro 2.0 Diesel AT9 – 9 km/l

Consumo rodoviário:

  • Toro 1.8 Flex AT6 – 7,4 km/l com etanol e 10,5 km/l com gasolina
  • Toro 2.4 Flex AT9 – 7,4 km/l com etanol e 10,8 km/l com gasolina
  • Toro 2.0 Diesel MT6 – 12,5 km/l
  • Toro 2.0 Diesel AT9 – 11,2 km/l

Toro 2016 – manutenção e revisão

Revisão

Custo

Custo

Custo

Quilometragem

Preços 1.8 E.torQ Evo

Preços 2.4 Tigershark (descontinuado)

Preços 2.0 Multijet II

10.000 km

R$ 420

R$ 484

20.000 km

R$ 728

R$ 704

R$ 720

30.000 km

R$ 680

R$ 732

40.000 km

R$ 904

R$ 888

R$ 1.212

50.000 km

R$ 760

R$ 724

60.000 km

R$ 1.448

R$ 1.976

R$ 1.328

Toro 2016 – ficha técnica

Motor

1.8 E.torQ Evo

2.4 Tigershark (descontinuado)

2.0 Multijet II

Tipo

Dianteiro, Transversal, Etanol e Gasolina

Dianteiro, Transversal, Etanol e Gasolina

Dianteiro, Transversal, Turbo e Diesel

Número de cilindros

4 em linha

4 em linha

4 em linha

Cilindrada em cm3

1747

2360

1956

Válvulas

16

16

16

Taxa de compressão

12,5:1

11,8:1

16,5:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Multiponto

Direta

Potência Máxima Líquida (ABNT NBR 5484)

Gasolina: 135 cv @ 5750 rpm / Etanol: 139 cv @ 5750 rpm

Gasolina: 174 cv @ 6250 rpm / Etanol: 186 cv @ 6250 rpm

Diesel: 170 cv @ 3750 rpm

Torque Máximo Líquido (ABNT NBR 5484) 

Gasolina: 18,8 kgfm @ 3750 rpm / Etanol: 19,3 kgfm @ 3750 rpm

Gasolina: 23,5 kgfm @ 4000 rpm / Etanol: 24,9 kgfm @ 4000 rpm

Diesel: 35,7 kgfm @ 1750 rpm

Transmissão

Tipo

Automática 6 marchas

Automática 9 marchas

Manual 6 marchas / Automática 9 marchas

Tração

Tipo

4×2

4×2

4×2 / 4×4

Freios

Tipo

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Disco ventilado / Tambor

Direção

Tipo

Elétrica

Elétrica

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, barra estabilizadora

McPherson, barra estabilizadora

McPherson, barra estabilizadora

Traseira

Multilink

Multilink

Multilink

Rodas e Pneus

Rodas

Aço/Liga Leve 16 polegadas

Liga Leve 16 polegadas

Liga Leve 16 / 17 polegadas

Pneus

215/65 R16

215/65 R16

225/70 R16 / 225/65 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

4915

4915

4915

Largura sem retrovisores (mm)

1844

1844

1844

Altura (mm)

1680

1680

1690/1743

Distância entre os eixos (mm)

2990

2990

2990

Capacidades

Porta-malas (litros)

820

820

820

Tanque (litros)

60

60

60

Carga útil, com 5 passageiros mais bagagem (kg)

650

650

1000

Peso em ordem de marcha (kg)

1619

1704

1709 (4×2) / 1788 (4×4) / 1871 (4×4 AT9)

Ângulo de entrada/saída (graus)

25,7/28,3

25,7/28,3

24,6 (MT) 24,8 (AT)/29

Toro 2016 – fotos

Viny Furlani

Formado em Gestão de Negócios, trabalha no segmento automotivo há mais de 17 anos. Em 2009, passou a escrever avaliações e notícias sobre carros, totalizando mais de 2.000 artigos, em vários sites. Além das matérias escritas para o NA, também cuida das mídias sociais do site.