*Destaque Preços Sedãs Toyota

Toyota Corolla XEi para PcD poderá ser adquirido com desconto de R$ 20 mil

toyota-corolla-2018-NA-8

Por conta do fim da versão GLi do Corolla com preço inferior a R$ 70 mil, as pessoas com deficiência (PcD) ficaram “órfãs” em relação à uma configuração com isenção total na gama do sedã médio. Hoje esse papel fica a cargo do Etios Sedan e também em breve do Yaris. Entretanto, para voltar a capturar esses clientes no segmento de sedãs médios, a Toyota acaba de anunciar um programa de incentivo para o Corolla XEi, que inclusive é a versão mais vendida no catálogo do modelo.


Atualmente, o Toyota Corolla XEi pode ser encontrado nas concessionárias com preço de R$ 104.850 na tabela para unidades com pintura sólida. Por conta deste valor, ele está disponível para PcD somente com isenção de IPI, seguindo a legislação vigente – a isenção de ICMS é válida somente para carros que custam até os já citados R$ 70 mil.

toyota-corolla-2018-NA-5

No entanto, entre os dias 1º de março e 30 de junho de 2018, os pedidos realizados pelo público PcD, aprovados pela fabricante, terão desconto de 12% aplicados ao preço já com isenção de IPI, que segundo a empresa será equivalente à alíquota de 12% de ICMS. Com isso, o preço do Corolla XEi cai para R$ 83.039,34, o que representa um desconto de bons R$ 21.811 frente ao valor tabelado para o público em geral. O valor apenas com isenção de IPI era de R$ 94.362,88.


Para conseguir esses dois descontos, a pessoa com deficiência deve possuir a documentação necessária que comprove a obtenção da isenção de IPI. Após aprovação da Toyota, o pedido é considerado realizado.

toyota-corolla-2018-NA-32

“Queremos superar as expectativas deste importante público, que faz questão de ter um Corolla, e hoje pode adquirir a versão intermediária e mais vendida da linha com isenção de IPI e um desconto exclusivo, que supera os R$ 10 mil”, explica Vladimir Centurião, diretor de Vendas e Pós-Venda da Toyota do Brasil.

O Corolla XEi é equipado de série com sete airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, sensor de luz, faróis e lanterna de neblina, sistema multimídia com tela sensível ao toque de sete polegadas, navegador GPS, TV digital e câmera de ré, computador de bordo com tela TFT colorida de 4,2 polegadas, rodas de liga-leve aro 17, chave keyless, partida por botão, retrovisor interno eletrocrômico, controle de cruzeiro, entre outros.

Na motorização, há um 2.0 litros flex de 154 cv e 20,7 kgfm máximos, com transmissão automática Multi-Dive do tipo CVT.

COMPARTILHAR:
  • Renato

    Se eles podem dar este desconto para PCD então eles podem vender o carro mais barato….. MARGEM BRASIL

    • FocusMan

      Você entendeu que o desconto é no Imposto? O problema não é o Lucro, é o imposto.

      • Lyn

        Não. A fabricante toyota é que vai “dar” um desconto de 12% pra quem for comprar via PCD que somado a isenção de IPI dará esse desconto de aproximadamente 20.000 reais sobre o preço de tabela do veiculo.

      • 1 Raul

        Você entendeu errado. Com o desconto do imposto, o carro cai pra 92k.

      • Henrique

        Nesta faixa de preço, não há desconto do ICMS, só do IPI. Portanto, não é isenção do importo ICMS, mas sim, é desconto que o fabricante oferece.

        • FocusMan

          Desconsidere minha resposta.

  • Allan MB

    A Toyota sentiu o impacto no volume de vendas ao parar de oferecer a versão PCD. Agora tá ai oferecendo XEi com desconto pra tentar reconquistar oque perdeu.

    Puta estratégia sem pé nem cabeça, porque não continuaram a vender GLi tecido PCD por 54.000,00 que pode ter também isenção de IPVA, coisa que essa versão não pode, pelo menos no Estado de SP.

    • Fanjos

      Exato, aqui em SP pelo menos isenção de IPI só se o veiculo custar até 70 mil, ou seja, é só o desconto desse misero IPI.
      Uma dica para quem quer isenção somente de IPI e tem grana, é procurar carros que sejam acima de 2.0 com motor somente a gasolina assim se obtêm 25% de desconto que é o máximo que se consegue no IPI

      • Allan MB

        Legal boa dica. Soube também que o desconto no carro Diesel também é significativo devido a aliquota do IPI ser alta. Procede a info?

        • Fanjos

          Alíquota vigente a partir de 1º/1/2015 – IPI

          até 1000cc 7%

          Acima de 1000 até 2000 cc – flex ou álcool 11%

          Acima de 1000 até 2000 cc – gasolina 13%

          Acima de 2000 cc – flex ou álcool 18%

          Acima de 2000 cc – gasolina 25%

          Caminhões 0%

          Ônibus 0%

          Utilitários 4% e 8%

        • Daniel Kleinberg

          Procede. Desconto de IPI de carro a Diesel será de 20 à 26 por cento.
          Pesquise Volvo for All.
          Programa de isenções dos carros da Volvo… vai ver uns valores absurdos.
          As melhores opções hoje do mercado pra aquisição de veículo a Diesel são:
          – Jeep Renegade
          – Chevrolet Trailblazer
          – Toyota Hilux SW4
          – Jeep Compass
          – Pajero Dakar (esta última reduziu seu desconto para PCD de quase 23% para 17%, e acabou se tornando a opção menos interessante).
          Descontos da Hilux e Trailblazer chegam a mais de R$ 60.000,00 – referente somente ao IPI.

      • Henrique Bittancourt Gouveia

        Mas o grande problema é que em São Paulo apartiradestea ano para veículos acima de 70.000 mesmo com o desconto pagarão o IPVA. O que também diminui as vendas.

    • REDDINGTON

      SE não estou enganado a isenção de 70 mil é da RF, ou seja da União e não estadual.

      • Henrique

        Até R$ 70.000,00 é Estadual, para o ICMS.
        A isenção do IPI, oferecido pela RF/União não possui limite de valor do veículo.

        • REDDINGTON

          Hum. Valeu!

    • Lucas086

      No Brasil todo, para se conseguir a isenção do Icms, só carro até 70 mil. Realmente o Gli tecido vendia muito, se de gente que a cada 2 anos trocava e vendia mais caro do que pagou.

    • Daniel Kleinberg

      No Ceará a isenção de IPVA é para veículos de até 25.000 UFIRs. Aproximadamente R$ 98.000,00.

      • Edson Fernandes

        SAbe porque a Receita não altera isso? Poirque isso só ajudaria a teraumento no preço dos carrospara PCD tbm.

        Então a fabricante ou ajuste a demanda para PCD ou perde o filão.

        E para a Toyota que não tem um altinho issoé grave: ela ta perdendo vendas indiretamente devido a não ter um altinho e o Etios não agrada o consumidor de sedasn médios.

        Algo bem feito foi na Honda nessa aspecto: O City sempre foi o incentivador para mudarem de Civic para ele. E depois veio o HRV….

        • Daniel Kleinberg

          Meu caro, vou discordar de vossa opinião.
          A SEFAZ não reajusta a tabela porque iria perder mais arrecadação.
          O governo não está preocupado com o portador de deficiência física, se a montadora vai ou não aumentar preços pra ele.
          O que importa é que mais veículos se enquadrariam nessa condição e ela deixaria de arrecadar impostos sobre eles.
          Suponha que a tabela do ICMS fosse reajustada pra 100 mil reais.
          Quantos veículos de até 100.000,00 seriam vendidos nessa condição PCD, e quanto a SEFAZ deixaria de arrecadar com isso?
          É a mesma coisa da tabela do imposto de renda. Por que o governo não reajusta?

          • Edson Fernandes

            Sabe porque ela não perderia? Porque aumentariam as vendas desse tipo. E só na cadeia de produção, ela ganha muito em imposto. E nesse o governo não isenta, só no produto já produzido.

  • Vinícius

    Se a Toyota consegue aplicar R$ 10.000,00 de desconto nessa versão, imagina a margem que possuem!

    • Fanjos

      Se esse carro custar 20k ou 30k para fabricar é muito (incluindo todos os gastos), economia de escala, a apple monta o iPhone com $250 e vende por $1.000, as montadoras de carros fazem o mesmo, de onde vc acha que sai esses bilhões de lucro? Não é ganhando 4..5 mil em cada carro que vai tirar tudo isso.

  • Danilo

    Viiiishi, não pegou nem a ponta da gordura, tem muita ainda pra queimar.

  • Mauro Banqueiro

    Boa dica, eles fazem a adaptação nesse Valor?

    • Guilherme Ferreira Lucio Lemes

      Não

  • Lucas086

    Será que está sentindo o baque da falta da gli tecido? Não sei se a galera soube, mas antes de tirar a gli tecido do catálogo, ela vendeu para pessoal fisica, pelos 69,990, tem amigo que pediu em agosto e foi receber agora depois do carnaval. Muita gente pediu o carro e vendeu com ágio. Mas também, 70 mil em um corolla ,o preço de um etios né

    • Edson Fernandes

      E que depois venderá pelo mesmo preço ou mais.

  • Louis

    Conforme já citei em outro blog, isto é discriminação com quem não é PCD. Comigo, queimou o filme, Toyota.

    • Junior PG2 Oceânico

      Cara, saia da internet, imbecil. Discriminação com quem não é deficiente? Quer trocar de lugar?

      • Louis

        Todos são iguais perante a lei. Todos deveriam ter direito a um produto com preço justo. Isso só demonstra o quanto a Toyota está esfolando quem paga R$ 104k no XEi. Daqui a pouco não vai mais divulgar preço, e vai cobrar de acordo com a cara do cliente.

        • Gilcimar China

          Que todos são iguais perante a lei, isso é verdade; mas nem todos os seres humanos são iguais perante as relatividades da cidadania.

          Se o Direito tivesse que basear essencialmente pelo princípio da “Igualdade”, o Estado não deveria se preocupar com acessibilidade, não deveria existir emergência e urgência para atendimentos relativos à vida (hospitais) não deveria existir paraolimpíadas, não deveria existir um monto de situações em virtude da igualdade.

          E antes de falar os exemplos nada tem a ver com aquisição de carros, saiba que a relatividade jurídica baseia em outros parâmetros para tratar sobre igualdade.

          Eu mesmo prefiro MIL VEZES comprar carro mais caro, pagando todos os impostos, mas em plenas condições de saúde para viver; do que pagar mais barato pelo carro, mas tendo que andar em cadeiras de rodas, ou desprovido de membros físicos ou redução da minha locomotividade. Pense bem nisso antes de falar que todos são iguais perante a lei.

          • Guilherme Ferreira Lucio Lemes

            Eu tenho pé torto congênito, e trocaria fácil (se fosse possível) esse desconto por uma perna perfeita pra fazer caminhadas pela manhã, jogar bola com o filho, dançar com a esposa…não compreendo pessoas serem contra a essa tentativa de dar um pouco mais de qualidade de vida pra pessoas com limitações.

            • Gilcimar China

              Poxa, Guilherme, minhas sinceras condolências.

              Eu meio que entendo um pouco da sua situação porque minha esposa possui perda auditiva em mais de 50% em ambos os ouvidos. Ele, mesmo adulta, é excluída de muitos assuntos, debates e convites por causa da sua timidez, sabe.

              Ela sofria muito bullying na escola e sofreu na faculdade também. Várias vezes já me deparei conversando um assunto com ela e ela entendendo outro, por causa da sua limitação auditiva, e logo em seguida ela até chora por causa dessas situações.

              Temos que pagar fortunas em aparelhos que ampliam sua capacidade (os bons custam R$ 8.000,00 a R$ 12.000,00) e duram no máximo cinco anos, isso se não apresentar defeito, pois aumentam ainda mais os custos.

              Então eu sei bem a força da expressão da sua frase “trocaria fácil (se fosse possível) esse desconto por uma perna perfeita” porque minha esposa também trocaria fácil fácil uma boa grana por um par de ouvidos perfeitos.

              Sucesso em sua vida, Guilherme, pois escrevo esse texto bem emocionado por ti, man. Sucesso mesmo!!!

              • Guilherme Ferreira Lucio Lemes

                Muito obrigado cara. Minha mãe também tem problemas auditivos e passa por isso. Sempre conversamos com ela olhando nos olhos pra que ela não tenha duvida sobre o que estamos falando. Eu, mesmo assim, agradeço a Deus, pois quando olhamos limitações mais severas e aquilo que essas pessoas estão perdendo da vida é que por estarem naquele estado não consigo reclamar da minha. Abraço e felicidades com sua esposa. Pessoas que tiveram ou tem algum sofrimento emocional por causa de uma deficiência merecem ser amadas em dobro.

              • Ernesto

                Gilcimar, além do aparelho, ainda é necessário gastar $$ com as baterias que não são baratas…

                • Gilcimar China

                  Vixe, havia esquecido até das baterias. Cada par é uma bagatela tão boa quanto pagar o IPVA do carro, não é, Ernesto.

                  Valeu por me lembrar.

                  • Ernesto

                    Então, eu sei bem pois trabalho com baterias.

            • Raul Pereira

              Infelizmente pessoas não só não entendem, como não querem entender e ainda tem raiva de quem entende.
              Minha mãe tem desvio de coluna. Tem todos os descontos, tirou as documentações recentemente. Mas as dores que ela sente… preferiria gastar a mais. Afinal sofrimento físico/psicológico é incomensurável e não se pode por um valor à saúde. Mas esses mesmos críticos estão acostumados a atribuir juízo de valor em tudo.

          • Henrique Bittancourt Gouveia

            Obrigado pela resposta cara! Tem pessoas que não tem noção mesmo.

        • Cmenusi

          Tipo anuncio do Facebook: Valor Inbox … kkkk

        • Henrique Bittancourt Gouveia

          Eu tenho dores nommru joelho logo de manhã e muita dificuldade para andar justamente por causa das minhas dores. Quer trocar comigo? Te dou a dor e você ganha o direito de pagar o valor com desconto no veículo. Que tal?

          • Louis

            “Quer trocar comigo?” que discurso vitimista. A vida não é fácil para ninguém, salvo algumas exceções. Alguém com depressão pode ter mais dificuldade do que alguém com dificuldade de locomoção. Assim como o alcoolismo também limita o trabalho de muita gente. Ser feio também fecha muitas portas. Ser gordo também. Se for pensar dessa maneira, 80% da população teria que ter descontos.
            Vou repetir meu ponto de vista: se a Toyota vende facilmente um Corolla com $10 mil de desconto, é porque está explorando quem paga o valor cheio no carro. No meu ponto de vista, queimou o filme. E olha que sou admirador do Corolla.
            E faço outra pergunta: um Etios sedan não atenderia a necessidade de um PCD ?

            • Gilcimar China

              A vida não é fácil para ninguém?!?!? Essa é uma das maiores balelas que ouço dia a dia.

              Existem sim, mesmo no Brasil, milhões de pessoas que tem vida fácil sim, nasceu em berço de ouro e possui pouca sensibilidade da realidade do Brasil e do mundo.

              Não é o seu caso, Louis, mas os desconto para PNE são justos, sim; até acho que são poucos, em detrimento da realidade do Brasil.

              E outra: não confunda PNE, fator PERMANENTE, com problemas psicológicos adquiridos em vida. Alcoolismo e depressão tem tratamento e até mesmo cura. PNE não tem.

              O discurso vitimista do Henrique deu-se como forma de protesto da sua ideia, que não condiz bem com a verdadeira realidade dos PNEs.

              Quanto a exploração da Toyota, isso eu concordo contigo, pois abre precedente sim para que os desconto, sejam PNEs ou não, sejam maiores.

              Quanto à indagação de que um Etios sedan atende às necessidades, te respondo com a seguinte pergunta: os PNEs possui um condição “tão boa assim” a ponto de não lhes serem permitidos comprarem o carro que quiser? Só pode ser popular?

              Seja para comprar Etios, Corolla ou Ferrari, os PNEs têm sim direito ao desconto.

              • Junior PG2 Oceânico

                Exatamente. O idiota pensa que por ter alguma limitação, automaticamente tem que aceitar qualquer coisa.
                O famoso zé povinho e cheio de mimimi.

            • Gil de Piento

              Que discurso vitimista esse seu de chorar por não ter desconto para quem não é deficiente. Eu tenho uma deficiência que me atrapalha muitíssimo a vida, é motivo para não conseguir emprego, mas não me impede de dirigir, e não me dá direito à isenção (já pesquisei muito). E aí como fica? Devo ser contra só porque não beneficia meu umbigo?

            • Junior PG2 Oceânico

              O mimimi quem começou foi você. Se não aguenta ser refutado, pede leite com pera pra vovó.

              • Louis

                Que mimimi? Vocês da geração nutella não podem ouvir uma opinião que não seja politicamente correta, que já caem na choradeira.

            • Ernesto

              Preço de tabela é um preço sugerido pela fábrica. Há concessionárias que você conseguirá algum desconto, e outras que até vendem acima da tabela, dependendo da cidade onde ela se encontra.

        • Pete Alves

          Isso que você disse, jogado assim é uma grande besteira. O princípio da igualdade que rege a nossa constituição garante que pessoas em situações diferentes sejam SIM tratadas de forma desigual para garantir a isonomia entre as partes: “tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na medida das suas desigualdades. “

        • hddf

          Alguém obrigou a pessoa a pagar 104k num Corolla?

          • Louis

            Não obrigou, mas a Toyota pratica preços diferenciados dependendo do fenótipo da pessoa.

    • Sergio Masa

      Caridade com o dinheiro dos outros é fácil mesmo amigo, e nem podemos chamar isso de caridade, pois não é voluntario.

  • Junior PG2 Oceânico

    A piada começa quando a versão intermediária parte dos 104 mil dinheiros… que país é esse?

  • Fabricio

    é a técnica da economia maluca… o cara deixa de pagar 54 mil (preço anterior pra PCD), E PAGA 83, achando que tá fazendo um ótimo negócio, afinal o preço cheio tá 104… kkkkkkkkkk e por aí vai….

    • Sergio Masa

      foi isso que pensei na hora. chamou todos de trouxas, com ou sem PcD.

  • Fabio Marquez

    Eles já vendem a versão XE-I com bons descontos para taxistas, assim como a Honda vende o Civic EXS…

  • Gabriel

    O desconto é sim da montadora, o imposto deduzido é apenas do IPI, o restante é a fábrica quem concede. O Corolla está saindo do top 10 nas vendas e a Toyota quer resgatar o público de isentos vendendo a peso da marca porque o produto em si é desanimador e não justifica o volume de vendas.
    Para PCD o C4 Lounge 2019 está bem mais atrativo com o motor e acabamento superiores.

  • Unknown

    Isso prova que a margem de lucro deste carro é tão alta que eles podem “se dar ao luxo” de oferecer um belo desconto desse, sem prejuízo!

  • Anderson Trajano

    Discutir sobre a Toyota no Brasil é como enxugar gelo. Para mim é simples …. A demanda regula o preço.

    O problema não é a Fabricante ou o Governo, e sim o consumidor que topa receber pouco por muita grana, vide outras aberrações de preço como FIT, WRV e HRV.

    Antes que digam que o carro vale porque é inquebrável, eu mesmo sempre tive carros de outras marcas e nunca fiquei na mão. Fazendo a manutenção de acordo com o fabricante, é possível fazer um carro 0km durar muitos anos, sem ter graves problemas. E nem por isso precisei pagar esses absurdos que Honda, Toyota e outras asiáticas cobram.

  • Cássio

    A pergunta certa deveria ser: se a Toyota dá todo esse desconto, por que Chevrolet, Ford, Renault etc não fazem o mesmo????

  • Raul Pereira

    Sou a favor dos descontos, ainda mais aqui onde não há condições urbanas mínimas para pessoas com deficiência.
    O que me deixa de estômago revirado são esses papos de marqueteiro de montadora se colocando num pedestal de santo bom samaritano por fazer o mínimo.

  • Ronaldo M

    Mesmo com 12% de desconto extra ainda continua caríssimo.. Alguém nos acuda!!!

  • Eduardo Sad

    Com desconto ou sem desconto, a Toyota teve que descer um pouco do salto e lançar essa campanha pois seu “suprassumo” perdeu fôlego no Mercado! Se continuar a perder (agora dos clientes fiéis) eles terão que extender esse “desconto” a todos…

  • Hugosw

    Onde chegamos, um Corolla de entrada custando 100mil reais.
    Esse país já acabou e o povo ainda não percebeu isso.

    • Gil de Piento

      Calma, o XEi não é o de entrada (GLi). Logo este também chega ao mesmo valor. O desconto voluntário da Toyota mostra que o lucro é muito baixo e será preciso aumentar os preços semana que vem.

  • yurieu

    Democracia, isenção para uns, imposto para outros.

    • Gil de Piento

      Universidade pública durante décadas para uns, nada para a maioria. Incentivos e terras para migrantes brancos, nada para ex-escravos. Empregos, lazer, comércio para pessoas sem deficiência, exclusão para as pessoas com. Mas o problema da democracia para você e outros com mesmo pensamento é o desconto na compra de um carro cujo preço o torna acessível somente para uma pequena parcela dos 200 milhões de brasileiros.

      • yurieu

        Você ama pagar imposto pelo visto, né? Graças a Deus vão colocar um um governo de direita à frente do País.

        • Gil de Piento

          Sempre tivemos governos de direita.

  • Banido por ofensas ao outro leitor.

    • Distorça o que aconteceu da maneira que você quiser, ofender outros comentaristas é contra as regras do site e sempre irá resultar em banimento.

      E você, com sua conta criada hoje no Disqus, deve ser o leitor que foi banido, com usuário novo. Se for, informe aí, assim te banimos novamente.

      OBS.: não precisa mais… pela semelhança nos endereços de email já verificamos que se trata da mesma pessoa. Hasta la vista, baby….

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email