Combustíveis EUA Híbridos Mercado Sedãs Toyota

Toyota Mirai vende pouco nos EUA por falta de infraestrutura de hidrogênio

toyota-mirai-211 Toyota Mirai vende pouco nos EUA por falta de infraestrutura de hidrogênio

A Toyota vendeu 708 unidades do sedã Mirai no mercado americano – em realidade na Califórnia – onde a empresa instalou 28 estações de reabastecimento de hidrogênio em parceria com a empresa Air Liquid. No entanto, a programação atual é de mais três ou quatro pontos até o fim de 2017.



Se tudo for somado, dá no máximo 32 postos de hidrogênio. Algum problema? Sim. O processo está muito lento e esse ritmo tem bloqueado as vendas do Mirai nos EUA. Então, por falta de infraestrutura, os emplacamentos do sedã movido por células de combustível estão baixos.

toyota-mirai-18 Toyota Mirai vende pouco nos EUA por falta de infraestrutura de hidrogênio

Em 2015, a previsão era que toda a Costa Leste dos EUA teria 44 postos até o fim de 2017, mas isso está bem acima do registrado. Diante de rivais elétricos, tais como Nissan Leaf e Chevrolet Volt, o Toyota Mirai nem chega a incomodar. Custando em torno de US$ 50.000 com subsídios, o modelo agora também sofrerá a concorrência do Honda Clarity FCV.

Então, por que um ritmo tão lento assim? A culpa seria das exigências para combate à incêndio no caso do hidrogênio, que são bem específicas e tem sido o motivo do atraso na implantação da tecnologia. Isso mostra como é importante uma infraestrutura adequada, que evolua juntamente com o mercado. Ainda assim, a Toyota espera vender 30.000 unidades por ano a partir de 2020.

[Fonte: Bloomberg]

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend