Hatches Mercado Sedãs Toyota

Toyota não está com pressa para lançar próxima geração do Etios no Brasil

toyota-etios-2015-7-700x466 Toyota não está com pressa para lançar próxima geração do Etios no Brasil

Ao contrário do que muitos imaginam, a Toyota não está decepcionada com o desempenho do Etios no mercado brasileiro. Muito pelo contrário. O modelo está sendo o responsável pelo bom desempenho da montadora japonesa no País, tanto é que uma grande renovação ou o lançamento de uma nova geração do Toyota Etios não deve ser introduzida por aqui tão cedo.



A produção do Etios segue em ritmo acelerado para abastecer o mercado interno e também a Argentina, que começou a recebe o modelo em setembro do ano passado e no primeiro ano deve somar 20 mil exemplares. De acordo com Leandro Teixeira, gerente de produto da Toyota, a fabricação do carro deve aumentar em 23% este ano, chegando a 86 mil exemplares, sendo 70% para o Brasil, 23% para o país vizinho e 7% para vendas diretas.

Com esse aumento, a fábrica de Sorocaba (SP) trabalha em sua capacidade máxima em dois turnos, com 1.657 empregados e alto índice de horas extras. Entretanto, segundo o executivo, apesar de ter alcançado o teto da capacidade da planta, um terceiro turno não deve ser implantado.

toyota-etios-2015-7-700x466 Toyota não está com pressa para lançar próxima geração do Etios no Brasil

“A empresa avalia isso calmamente, porque diz respeito à elevação de gastos, como custos trabalhistas. Sabemos que fisicamente, a linha de montagem não comporta uma ampliação, mas o terreno onde está a fábrica, sim. Contudo, esta é uma decisão que deve ser bem planejada, para não criar capacidade ociosa”, explica.

Com essas boas vendas aos olhos da Toyota nos mercados brasileiro e argentino, uma nova geração do Etios, ou ao menos uma versão com mudanças profundas no visual e no acabamento interno, deve estrear apenas depois de meados de 2018.

[Fonte: Automotive Business e UOL Carros]

Galeria de fotos do Toyota Etios

COMPARTILHAR:
  • Daniel Freitas

    Somente mostra o quão pouco competitivo é o nosso mercado….somente naqueles onde a competividade é espartana um carro desse permanece em linha….design patético feito para paises terceiro mundistas….

    • CharlesAle

      É verdade.Apesar de haver muitas marcas no Brasil,a qualidade foi nivelada por baixo.basta ver os carros Renault(bem diferentes da França)Fiat(dispensa comentários quando se fala em modernidade)VW e o abismo de qualidade da linha nacional para a importada,dentre outros exemplos.Ao meu ver só a Ford tem se esforçado para oferecer carros realmente modernos.Quanto ao Étios,nada mais é que a arrogância dos japoneses em achar que o gosto Indiano e Brasileiro é tudo a mesma merd*!!Aliás,esse texto só prova que a marca não admite as críticas ao modelo e insiste em dizer que o modelo”nada de braçada”no mercado nacional,o que sabemos que não é assim…

    • Smooj

      Mas até que esse segmento é bem competitivo. Fiat Uno, Chevrolet Onix, Ford Ka, VW Up, Nissan March, Hyundai HB20, Renault Sandero, Jac J3… é opção pra caramba! Se não tivessem tantas escolhas pode ter certeza que a qualidade seria ainda pior.

      A verdade é que somos terceiro mundo, não tem como fazer milagre. Não dá pra esperar um tipo de carro que vendem pro mercado europeu em um país pobre.

      • _William

        Nosso mercado é super competitivo em quantidade de concorrentes, mas estranhamente não é tão competitivo assim no preço, nem me lembro da última vez que vi uma “briga de preços” com concorrente baixando o preço pra vencer o rival; simplesmente todos se nivelam no preço, aí fica naquilo: um carro tem algo que o outro não tem e assim vai de forma que acabam se equivalendo no final das contas. Mas é como você disse, em país de terceiro mundo não tem milagre, qualquer coisinha melhor o preço já passa de R$45 mil fácil fácil, se bem que até porcaria tá chegando nesse preço já.

        • Pacheco

          Nao existe concorrencia por precos entre marcas e sim entre as lojas proximas. Mas tudo vai do vendedor q te atende e como esta a meta do mes.

        • CorsarioViajante

          Sabe quando vc vai ver briga de preço? Quando o mercado esfriar.
          QUando o mercado está aquecido, como esteve nos últimos dez anos, todo mundo quer participar porque pode cobrar caro. INclusive a Toyota só se aventurou a lançar um compacto de entrada como o Etios por isso.

          • Smooj

            Esse é outro fator. Não sou economista, mas acho que esse é um conceito de mercado bem estabelecido. Com o governo dando crédito fácil, é óbvio que os fabricantes iriam cobrar mais. Esperar o mercado esfriar (como parece estar acontecendo agora) parece ser a melhor opção. Acho que lá pro meio do ano que vem, se o cenário economico se manter, pode ser um bom momento pra negociar uma compra.

            Isso e ir atacar os carros que são fracassos de venda, nas concessionárias jogadas às moscas. Acho muito difícil alguém desesperado pra vender não se dispor a dar desconto pra tirar um carro do estoque. Eu ficaria de olho nos carros que vendem menos para tentar negociar descontos ou benefícios maiores. Isso segue o mesmo conceito de oferta e procura do resto do mercado.

            • CorsarioViajante

              Eu acho que alguns carros, como o Up, vieram com o preço pensado para a realidade do mercado aquecido.
              Acredito que os próximos lançamentos vão ser mais cuidadosos. O Ka foi conservador, com um preço dentro da média da categoria, mas com pacotes bem pensados. Outros já lançam por preços muito próximos aos já praticados. Acho que ano que vem teremos algumas mudanças.

        • Smooj

          Tem um limite até onde o preço pode chegar. A única forma que eu vejo pros carros populares e de segmentos mais competitivos ficarem mais baratos é com redução de impostos.

          Existem segmentos onde a margem dos carros parece ser bem gorda, é só ver o Camaro que deve ter um acréscimo de uns 100.000,00 sobre o preço dele. Marcas premium também tem margens bem altas, até mesmo pra justificar o baixo volume. E isso em grande parte é consequência da baixa concorrência e baixo volume. Mas um carro na faixa do Etios está em um mercado de altos volumes, e com quase 10 concorrentes! É obvio que todas as montadoras e concessionárias vão colocar os preços mais competitivos que puderem, ainda mais porque o consumidor desse carro está muito mais preocupado em economizar do que o comprador de um Cayenne.

          Então acho que carros mais baratos e em segmentos concorridos as montadoras apertam mais as margens, em parte pelos volumes. Mas a carga tributária estraga tudo. Um Etios de 30.000 poderia facilmente custar 15.000 com impostos alinhados ao do resto do mundo.

          E nosso mercado é gigante e heterogeneo: eu e você vivemos em cidades grandes e pertencemos a classes mais altas, então podemos ter um certo poder de compra e um nível de exigência maior, mas o Etios ou Onix precisam agradar também o cara mais pobre que vive lá no interior da roça, que vai comprar o primeiro carro zero e que não tem tanta exigência como nós. Temos classes médias e altas com um certo do poder de compra, mas a maioria do país ainda é pobre, não tem jeito. Os carros lançados ainda precisam ser competitivos pra essas classes, ainda mais em um país onde os impostos empurram os preços pra cima enlouquecidamente.

      • jcdjkasdp

        O mercado brasileiro é competitivo para baixo. Há disputa em quem lança o produto com menos recursos e com preços mais altos. Este vence.
        A GM, Renault e a FIAT são campeãs. Vide: AGILE, ONIX, TRACKER, UNO, PÁLIO, DUSTER, SANDERO. Carros sem segurança, pelados em equipamentos e itens de série. Todos produtos de uma categoria inferior vendidos em categorias superiores.

        • Come On!!

          GM e Fiat eu concordo, mas Renault eu diria só pelo Duster, porque o novo Sandero ainda não foi avaliado no crash test, e ele está com um preço abaixo da concorrência e com itens condizentes ao mercado brasileiro, temos que esperar o LatinNCAP pra depois julgarmos o carro.

      • FabioH

        Pois é, acho até engraçado quando o pessoal deprecia o carro pelo fato dele ser desenvolvido na Índia, os mercados são semelhantes, é tudo terceiro mundo, mercado “em desenvolvimento”, é preciso aceitar esse fato.

      • ObservadorCWB

        Desculpe a sinceridade, mas você está sendo conformista. Por muito tempo fomos o QUARTO mercado consumidor de automóveis no mundo. Mesmo tendo qualquer carro custando no mínimo O DOBRO dos preços em conversão simples lá de fora. O mercado é bom, é grande, é ávido por bons produtos, mas justamente a falta de competitividade é que atrapalha. Inovar Auto, proteções, nível de equipamentos e penalização excessiva dos importados criuou um nicho onde a Toyota se diz “satisfeita com o Etios”…e o brasileiro vai aceitando pagar em carro popular o preço que qualquer outro mortal consegue um sedã médio por exemplo.

    • Pacheco

      Na verdade ele é competitivo. O Etios nao faz cocegas em nenhum concorrente… porem vende o q a Toyota fabrica e da lucro. Pra ela esta otimo.

      • EVsutil

        … e mudar gera custos. Então, deixa para mudar quando já ia mudar mesmo, em uns 4 ou cinco anos de mercado (a metade já passou). Não concordo com a estratégia, mas é válida. E uma Toyota deve saber o que faz.

      • Redpeak77

        Exatamente isso… enquanto as outras estão com fábricas grandes, com quase metade de ociosidade, eles fizeram uma fábrica enxuta e trabalhando com capacidade total, ainda que não venda volumes comparáveis aos concorrentes. Prato cheio.

      • RTEC30

        Que poderiam mudar o o design do painel e do exterior, poderiam. Até lucrariam mais.

    • Rafael Henrique Arruda

      E o Brasil é o que? País colonizado de terceiro mundo, com povo ignorante, concentração de renda, corrupção, lugar onde quem faz o correto, é honesto e respeita as leis é tido como idiota e um povo que ainda acha que pode viver como um país desenvolvido. Tem mais é que se f%$# mesmo. Isso não vai mudar de um dia para outro. A Toyota está certa, povinho ignorante que merece ser explorado, assim como foi desde sempre.

      • Raul Cotrim de Mattos

        Sim… o problema é que a maioria das pessoas que fazem essa mesma crítica tem um carro novo na garagem…

    • FabioH

      O que seria competitividade para você?

      • Daniel Freitas

        Um mercado cujos consumidores não compram qualquer coisa….o Etios eh claramente um carro feito para esses tipos de mercado. Esse carro não teria mercado nos EUA, Alemanha ou mesmo Japão…A Toyota possui opções muito melhores nesse segmento mas, com o argumento de custo, não lançam aqui…sabemos porém que a questão é embolsar uma margem de lucro maior e, finalmente, o consumidor é culpado e desinformado pq se soubesse dos modelos desse mesmo fabricante que sao oferecidos em mercados “competitivos” e mais desencolvidos, não compraria. E me desculpe, temos mercado para carros mais modernos.

        • FabioH

          Será que temos mesmo? Pega a lista dos carros mais vendidos aqui e verá vários modelos “exclusivos” para o nosso mercado, o Etios é um produto desenvolvido na Índia, que é um país “em desenvolvimento”, com o objetivo de ser comercializado em países “em desenvolvimento”, como é o Brasil. Não é questão de comprar “qualquer” coisa, é questão de comprar aquilo que tem disponível e no preço que a maioria pode pagar, poder de compra do brasileiro não é igual ao de alemães, japoneses ou norte-americanos.

          • Renato Duarte

            Ai sim. Gostei do comentario. O povo tem que aceitar que o brasil é terceiro mundo e ponto final. Carro europeu nao foi feito pra brasileiro, e nao, nao sou conformista, sou realista, a renda do brasileiro é bem menor do que a renda dos americanos e europeus, portanto é impossivel termos a mesma facilidade de compra.

          • Smooj

            “Não é questão de comprar “qualquer” coisa, é questão de comprar aquilo que tem disponível e no preço que a maioria pode pagar, poder de compra do brasileiro não é igual ao de alemães, japoneses ou norte-americanos.”

            Ainda bem que alguém aqui ainda está do lado da razão. Excelente colocação.

    • edbil

      Daniel, sempre há consumidor para todo tipo de produto. Eu acredito que mesmo que nosso mercado fosse mais aberto e mais competitivo ainda sim o Etios encontraria seus compradores. Veja, você analisou somente pelo acabamento e pelo design. Creio que os consumidores do Etios busquem uma mecânica confiável com uma qualidade de montagem padrão Toyota. Enfim, vai muito do que o consumidor prioriza.

    • GreatU2

      O carro não é só Design. Por isso que vende. O Design é o único aspecto em que o Etios decepciona. Em todos os outros ele se destaca.

      • Come On!!

        Que outros? Equipamentos? Materiais de qualidade?
        E não venha com essa de confiança da marca Toyota, temos outros compactos no mercado que oferecem muito mais em todos os quesitos e pelo mesmo valor.

        • GreatU2

          O fato de você fazer essa pergunta mostra o quão pouco você conhece sobre o carro. A sua é apenas mais uma das milhões de críticas emocionais.

          • Come On!!

            Crítica emocional? Cara, a Toyota tem sim qualidade, eu não disse que não tem, já tivemos 5 Toyotas em casa, o problema é que com o Etios eles chutaram o balde. Eu não disse nenhuma mentira no meu comentário, de fato temos outros compactos com qualidade superior e pelo mesmo preço, ou até mais barato, como HB20, Up! e Novo Ka.

            • GreatU2

              Então tudo bem. Vamos lá. Concordo que a Toyota perdeu um pouco a linha com o Etios. Eles apostaram mesmo no espartano (tanto que tem um limpa-parabrisas apenas). Sim, o design central foi para aproveitar o modelo indiano com a menor adaptação possível. O Design não é bom e isso é fato. Mas ele é econômico, seguro, espaçoso e sim, o pós-venda Toyota é um diferencial sim. Não tem cara de Transformers, como HB20 ou Ka, mas a confiança nele é maior e isso é um diferencial pra muita gente. Mesmo com design feio.

              • Come On!!

                É, beleza é relativo e o pós-venda da Toyota realmente tem um peso grande na escolha do carro, mas pra mim isso não seria o suficiente pra compra-lo.

            • Antonio L

              Qual é seu critério de qualidade?

    • CorsarioViajante

      Desculpe, vc está julgando o carro APENAS pelo “design patético”, isso sim para mim é coisa de mercado pouco competitivo.
      Ao contrário, na vida real, com pessoas com necessidades diferentes, o Etios pode sim ser uma boa opção.

    • Antonio de Luca

      É por ai mesmo, dentro em breve lançaram o Trabant, um legado da Alemanha oriental.

      • Osni Duarte

        Lançaram ou lançarão? Passado ou futuro?

  • Cléber_V

    Também não tenho pressa nenhuma em comprar um, então tá tudo certo…

    • Robinho

      ahuahuahauahuahau, boa !

    • JCosta

      Boa..

    • Myph13 .

      Ia escrever isso mesmo.

  • Smooj

    Não acho esse carro tão horrível quanto pregam. Se fosse comprar algo nessa categoria eu acho que iria com ele ou com o March.

    A Toyota aparentemente acertou um dos defeitos que o carro tinha, que era o interior com materiais horripilantes e tons monocromáticos. O interior continua feio e estranho (só ver aquele velocímetro, as saídas de ar empilhadas e as linhas sem personalidade), mas pelo menos agora tem black piano, imitação de fibra de carbono, umas texturas diferentes, e esse volante de Corolla (pelo menos a versão da foto) que ajudam a dar um ar de que pelo menos se importaram em projetar algo com alguma sofisticação.

    O exterior não é bonito, mas também não é feio. É conservador demais, não tem a identidade do resto da linha Toyota e indica logo que tem cara de indiano ou chinês feito pra mercado pobre por causa da total falta de personalidade. Se colocassem um logotipo da Tata ou da Jac na frente ia passar. Mas em terra de Onix todo cheio de linhas desconexas e proporções erradas, e de Up com cara de monovolume, o Etios até que fica na média.

    O problema desse carro é que o March tem o desempenho mais empolgante da categoria e o HB20 é o que tem o interior e exterior mais esmerado.

    • Marco Schneider

      Essa foi justamente a dúvida que tivemos aqui em casa: March ou Etios? Acabamos pegando o March pelo interior, motor que dispensa comentários e porque o March 1.6 SV é equivalente ao Etios 1.5 intermediário (o top só vem com algumas perfumarias a mais, uns cromadinhos e banco de couro) só que 3 mil reais mais barato pelo site. Fizemos test drive em ambos e o Etios é bom, mas aquele painel central não agradou… O vendedor do March ainda nos deu 2 mil reais de desconto e fechamos negócio.

      • Antonio L

        Não concordo com tantas críticas a respeito do painel central. Quando resolvem fazer algo diferente, o brasileiro conservador sempre critica.

        • Marco Schneider

          Eu concordo com você no caso de ter muita gente que reclama do “diferente” sem nunca ter visto, mas não foi meu caso. O painel é de difícil leitura, muito diferente do painel do Mini Cooper, por exemplo. O problema não é ser central, é ser pior de leitura que o convencional.

          • Dragoniten

            Fiz um test-drive no Etios, uns 2~3 meses depois do lançamento. Se você mover a cabeça, o ponteiro muda uns 5km/h de posição. Com ele cravado em 60 a lombada eletrônica me passou 54km/h, mas eu demorava pelo menos 1s e pouco até ver exatamente minha velocidade. Infelizmente a leitura desse painel é TERRÍVEL.

            • Ricardo

              E não só terrível, pode ser até fatal!
              Esta “obra de arte” da Toyota deveria ter sido barrada por aqui, é desrespeitoso, feio, estranho, mas o pior de tudo pode ser o responsável por um acidente fatal.
              Falo por experiência própria, e estou enchendo a Toyota diariamente com emails relatando o que aconteceu comigo pedindo uma providência…

        • Ricardo

          Não concorda?
          Hummmm… no mínimo vc não deve ter um Etios?
          Ou se vc tiver, aguarde até que tenha que olhar o maravilhoso e diferente Painel Central, para qualquer coisa!
          De preferência que aconteça como aconteceu comigo, numa noite de chuva numa estrada esburacada ou para ser mais bonzinho, pode ser numa via expressa tipo as Av. Marginais de São Paulo, ou Linha Vermelha ou Amarela do Rio…
          E como a sinalização brasileira é maravilhosa, que de uma hora para a outra a velocidade máxima permitida mude em pouquíssimos metros de uma placa para outra em 20 ou 30kms/h de diferença, se você sobreviver como eu, volte aqui e poste a sua opinião sobre este Painel.

    • CorsarioViajante

      Òtima análise. Mas completaria: e o Etios tem o custo mais baixo do plano de manutenção. Isso pode ser um fator decisivo.

    • Thiago

      Discordo quanto ao HB20. É bem projetado, mas é extremamente vagabundo. Qualidade dos materiais baixa até pro segmento…

      Realmente, Etios e March são as opções que eu comprei, lá em casa tem os dois, que escolhemos depois de pesquisar bastante.

      O March é muito bom, bem acabado na parte da frente (o banco de trás não tem acabamento nas portas, alças de apoio, entre diversas outras coisas), perde em conforto, e é MUITO bom de dirigir, além de ter mimos legais, como a central multimídia integrada com a internet e o ar digital… Mas o lá de casa já vai pela quarta vez à concessionária em 4000 km / 3 meses. Difícil gostar do carro assim.

      O Etios, porém, é bem mais confortável, espaço interno muito maior e banco mais longo, apoiando melhor a perna.

      (E o Etios, por outro lado, só vai na concessionária pra fazer revisão, já com quase 30000).

      • Má qualidade dos materiais no HB20? Você já entrou no carro? Pois foi descabida essa afirmação.

        Nenhuma publicação critica a qualidade dos materiais do HB20, pelo contrário, sempre elogiam, o citando como um dos melhores do mercado, junto com o New Fiesta.

        • Thiago

          Já entrei e dirigi. E risquei da lista imediatamente. O design é moderno, e só. Se não for a Premium, então, deus do céu.

          Aliás, o New Fiesta é um que só se salva na versão Titanium, as outras são deprimentes em termos de acabamento, não têm absolutamente nada demais. Melhores materiais internos da categoria dele são, de longe, 208 e C3.

          • O 208 eu concordo, mas o Novo C3… realmente temos visões diferentes sobre qualidade de materiais.

            Eu tenho um HB20S, que adquiri há quase um ano. Eu admiro o carro pelos detalhes: nem a tampa do porta luvas bate seco, tudo suave, a batida de portas do carro é digna de um carro médio, o motor 1.6 é esperto e econômico, a boa pega do volante e sua boa comunicação com as rodas, a aparência tanto interna quanto externa, agradável e sempre moderna, o ar condicionado que gela bem e rapidamente, o bom encaixe das peças, o silêncio interno da cabine com o carro em movimento, tudo isso me faz admirar o carro e gostar mais dele a cada dia que passa. Ele não parece que concorre nos segmento em que figura, assim como o New Fiesta, pelos acertos gerais e boa habitabilidade do carro.

  • Túlio Ribeiro

    Galera do NA pode dar uma certa ampliação na minha ideia com relação ao Etios:

    Cansado da qualidade barata, peças com desgaste prematuro (mesmo sendo muito conservador e cuidadoso com o carro) e desconforto de um Ka 2012, vendi o mesmo e fui atrás de um futuro substituto para meados do começo de 2015. Primeiras revisões em torno de R$200 à R$400 e um carro com certa qualidade de construção.
    Kia Picanto A/T com revisões de sedã médio e problema crônico na caixa de direção, Novo Sandero que não me passou credibilidade e segurança, Novo Ka nem de longe pelo péssimo pós-venda que tive, March com aquela cara de sou/não sou barato e o famigerado em feiura, Etios. Consegui uma proposta do XLS 1.5 2015 por R$40,000.00.
    Por fora ele é muito feio, principalmente a traseira. Ao entrar no carro, aquele ar de simplicidade, mas com alguns detalhes de certa robustez (e espartanos, infelizmente). Confesso que fiquei anestesiado por aquela famosa “dose de lambe-Toyota”, e do famoso ditado que “não quebra”, que isso e aquilo.
    Por vocês, nesta faixa de preço, qual deles pegariam? Temos um Fiat 500 em casa, ótimo em segurança como sabem, mas ele é bem restrito no interior e sua suspensão é bem dura em irregularidades, por isso não cogito muito um usado. Sedãs médios como 408, Fluence usados até me interessaram, mas não quero privar meu orçamento lá na frente e deixar de dar uma simples manutenção necessária no carro.

    • Smooj

      Acho que a melhor escolha tem que partir de você, e o melhor carro da categoria vai ser aquele que você entrar, sentar, se sentir confortável, dirigir e gostar, pelo preço que está disposto a pagar. O resto do papo de pós-venda, desvalorização e durabilidade é tudo conjectura e quem vier te falando o que vai acontecer com o carro no futuro deveria estar prevendo algo mais lucrativo, tipo números da Mega Sena.

      A melhor escolha vai depender do que você quer num carro. Eu, pessoalmente, ficaria entre duas opções: o Etios pelo que li é bem acertado, tem qualidade e é em geral mais ou menos bom em tudo; e o March, pelos mesmos motivos do Toyota, além do fato de ter o melhor desempenho com o motor 1.6 e um acerto de direção e suspensão um pouco mais responsivo. O Up me interessa por parecer sem bem moderno, mas ele tem um visual de mini-minivan que não me seduz.

      Mas a escolha é toda sua. Eu daria muito valor em dirigir cada carro, pois tem coisa que matérias em sites e revistas não dizem. Vai que você não acha uma posição de dirigir comfortável em um carro, ou acha a direção ou câmbio ruins? Isso importa muito mais que a opinião dos outros.

      • 007

        isso mesmo! já entrei em carros que não encaixei na posição de dirigir de jeito nenhum! pra mim isto é fato mais que suficiente para não comprá-lo!

      • Túlio Ribeiro

        Realmente, vou dar uma olhada com bem mais cuidado e detalhe nesses modelos nos próximos meses, até porque não vai ser nem uma roupa ou livro, o valor é alto. E para permanecer muitos outros anos terá que me agradar em primeiro lugar, como você disse. Obrigado pela sua opinião @smooj:disqus

        • RTEC30

          Túlio, assim que você decidir não deixe de compartilhar sua experiência no NA. Apesar de ter uns que criticam até Ferrari, sua experiencia ajudará eu e muitos outros que farão uma futura compra.

    • Hofmann

      De uns tempos pra cá eu ando evitando criticar e passei a tentar enxergar mais as qualidades dos carros, pois se você parar pra pensar muito não vai gostar de carro nenhum no Brasil, pois todos tem falhas grotescas. E nessa toada, um dos poucos carros do mercado atual que não entrariam na minha garagem de jeito nenhum é o Etios.

      Ele representa exatamente como a Toyota vê o consumidor brasileiro. Pensaram “vamos vender a pior coisa que tivermos no nosso portfólio mundial, pois vai vender sozinho sendo Toyota”. Pra fechar, ainda tem a audácia de colocar essa coisa a partir de 39 mil, chegando a 52 mil, sem oferecer sequer um motor com mais de 100 cv. Sou dono de Toyota há 5 anos (Fielder), acho os carros da marca sensacionais em alguns aspectos, outros nem tanto, mas acho o Etios uma falta de respeito com o consumidor brasileiro e principalmente com quem aguardou anos por um popular da Toyota (acredite, isso infelizmente existe).

      Voltando à parte interessante, se eu fosse comprar um carro na faixa dos 30 a 35 mil, eu só consideraria o Up! como opção, pois pra mim é o único subcompacto de nível europeu que o Brasil teve desde o Ka em 1997. É seguro, econômico, tem motor moderno, bom desempenho, boa dinâmica e se você pegar um Move Up com o que chamam de “completo” (AC, Direção, vidros, travas, retrovisores el.), você tem tudo que um motorista urbano precisa, nem mais nem menos. Foi empobrecido, mas ainda assim é muito acima do nível dos concorrentes, se é que existe algum. Confesso que não acho bonito, realmente não é, mas isso não me importa tanto. Pena que quando se trata de dividir versões e colocar preço nelas, a VW ainda viva nos anos 80… Aí o pessoal aproveita pra cair matando no carro injustamente.

      Já na faixa dos 35 até os 45 mil, provavelmente eu levaria um Fiesta 1.5 S, por quase os mesmos motivos do Up. E com o adicional de ser um carro bonito e andar bem mais. Mesmo tendo subido uns 5 mil na tabela desde o lançamento e ter um acabamento mediano, continua sendo uma das melhores compras da faixa, na minha opinião. No segmento nem precisaria citar, pois pra mim as versões de entrada de Punto, 208 e C3 com seus motores 8v, precisam urgentemente de usinas de força menos “1995”. E todos eles oferecem bem menos que o Fiesta, desde equipamentos até os freios (!), que nos PSA tem inacreditáveis discos sólidos na frente. Nessa faixa eu cogitaria um March SL 1.6 ou HB20 1.6 também, mas confesso que ambos teriam que oferecer muitos diferenciais ao volante para tirar o “brilho nos olhos” que tenho pelo Fiesta S.

      No fim das contas quem vai decidir é você. Como você vê, é tudo muito pessoal, então não dá pra levar opiniões de terceiros 100% em conta. Uma coisa básica a se fazer é um test drive nos carros que você cogita. Descartar um carro por experiência ruim no pós-venda da marca pode ser um grande erro, pois dependendo de onde mora é uma simples questão de trocar de concessionária e você pode estar perdendo a oportunidade de conhecer o carro certo. E o amigo aí em cima falou tudo: de nada adianta a opinião dos outros, se aquele carro indicado simplesmente não serve para você. Partindo disso, a chance de acertar na escolha vai subindo exponencialmente.

      • Túlio Ribeiro

        Salve @Hofmann, pelo visto você não é um dos fanboys de certa marca. Possui o carro do mesmo fabricante, mas reconhece certos aspectos negativos que ela usou aqui por trás do Etios.
        Vou dar crédito aos modelos recentes da Ford, pelo menos um breve teste pra tirar algumas conclusões concretas que não tenho… Vamos ver qual vai ser o resultado!

        • MauroRF

          Então, temos dois Fords aqui, estamos gostando sim. O Focus é 2012 e não deu nenhum problema, nada, ainda bem, e o Fiesta é o Titanium Powershift, 6 mil km e nada até agora, e vou te dizer: esse 1.6 do Fiesta anda bem e gasta pouco. Para ultrapassagens na estrada, mesmo com a alavanca em D, basta pisar fundo e ultrapassar com segurança, mesmo com ar ligado (no meu caso, quando viajamos, é sempre eu e minha esposa no carro, mais as bagagens). Consigo fazer 8, 8,5 km/l com álcool andando de boa na região do ABC, na Grande SP. Na estrada, cheguei a fazer até 12 km/l com ar desligado, vidros fechados e 110 km/h (óbvio, em um dia frio, dá para fazer isso, senão, tem que ligar o ar, rs.). Com ar ligado, dá para fazer 10,5, 11 e poucos até. Esses valores todos com álcool e rodando em estradas tapetes como uma Castello Branco e algumas de pista dupla, todas em bom estado de conservação, no estado de SP. O único receio que tenho é de dar problema no câmbio Powershift, pois tem muitos donos dos modelos 13/14 reclamando. Espero que tenham corrigido isso para o modelo 14/15, que é o que temos.

          • O problema do Powershift foi corrigido no 2015

            • MauroRF

              Opa, bom saber, cara. Essa é uma especulação no New Fiesta Clube. Até agora, todos os 13/14 (incluindo um que meu tio tem) e me parece que um 14/14 apresentou o problema. Até agora, um pouco mais de 6 mil km no nosso e redondinho, sem trancos, sem trepidações nem nada, tomara que fique sempre assim, porque gostei muito do conjunto motor+câmbio dele, muito bem acertado, em minha opinião.

      • Clayton Martins

        Excelente opinião! Tenho uma visão bastante parecida sobre o tema em questão.

      • MauroRF

        Hofmann, onde é que eu assino? rsrsrs, não tiro uma palavra do que escreveu, escreveu bem redigido e foi direto ao assunto. Temos aqui em casa um Focus MK2,5 e um New Fiesta Titanium. É sabido que a Ford, no geral, apresenta pós-venda ruim, mas certa vez fizemos exatamente o que você disse e nos demos bem: passamos a levar os carros em outra concessionária Ford, e o atendimento nessa segunda concessionária correspondeu bem às expectativas. No meu caso, até comentei aqui uma vez não lembro com quem que eu jamais compraria o Golf. Por mais que eu saiba de alguns atributos incontestes do Golf, ele não é a minha cara. Não adianta, nunca tive empatia pelo modelo. Na VW, o único modelo pelo qual tenho empatia é o Polo. Esse carro sim eu teria, pelo excelente acabamento, a dirigibilidade dele, enfim, foi um carro que me agradou tanto visualmente quando ao dirigir (tenho um primo que está no terceiro Polo, guiei todos e gostei sim. Enfim, o carro tem que ser “a minha cara” para agradar, e tudo está envolvido: o design externo, interno, a dirigibilidade etc. É isso. O Etios, por exemplo, eu acho feio, mas já dirigi um 1.3 de um amigo meu e adorei guia-lo, anda bem pela motorização e gasta pouco, um bom carro para o dia a dia.

      • Osni Duarte

        Dá gosto ler uma opinião tão bem embasada, detalhada, realista e, por incrível que pareça, em um português correto!

    • CorsarioViajante

      Além das ótimas dicas que os colegas deram, faça um teste.. Vá na concessionária e peça para ficar dentro do carro uns quinze minutos – quinze minutos mesmo, coloque o despertador e espere. Isso ajuda a ver se vc se sente confortável lá dentro, gosta do que vê, e acabará descobrindo detalhes que aquela entrada rápida no carro com o vendedor metralhando na sua cabeça não deixa descobrir.

  • Leko Correia

    “Sei nem o que dizer, só sentir”.
    Cansei de falar mal do visual do Etios.
    Sabe aquela felicidade que sentimos quando o Agile saiu de linha? Pois é, acabou agora.

  • André Maia

    Realmente eu sou obrigado a dizer que o E tios é de certa forma um sucesso. Achava que a rejeição seria maior mas o carro foi bem aceito em nosso mercado medíocre.

    • rogeriuslima

      Mercado medíocre é assim, aceita qualquer coisa.
      5 mil a menos em cada versão “talvez” tornasse o Etios um bom negócio. E pensar que quando foi lançado custava menos de 30k.
      Mas eu não acho que a Toyota esteja tão satisfeita assim, toda hora ela muda alguma coisa no Etios. Se não for pra vender mais não sei o que é.

  • Black Cat Dj

    Por favor Toyota nós não somos indianos para gostar desse carro, então se você trouxer o Yaris fará sucesso como “nova geração” do Etios.

    Só para completar o Yaris vendido nos EUA tem 9 air bags enquanto o Corolla vendido aqui tem 5, e esse é o carro de entrada da marca.

    • Nem os indianos gostaram do carro. Vende menos que o esperado lá também.

  • _William

    Já tinha lido algo a respeito esses dias, no momento meu lado consumidor entrou e fiquei realmente “P” da vida, achei falta de vergonha na cara não realizarem uma mudança na principal falha do carro que é aquele interior grotesto, simples, pobre, tosco e com aquele painel nojento. Isso é um absurdo, ainda mais para uma marca com o prestígio que a Toyota tem no Brasil, e é muito justificável no mínimo a troca daquele painel, no mínimo! Isso demonstraria um respeito que a Toyota tem com o consumidor local. Mas analisando pelo lado da EMPRESA TOYOTA, a decisão foi acertada e eles estão sendo espertos. Pra que mexer? Acho que é de conhecimento de qualquer montadora/fabricante renomada de automóveis que o consumidor brasileiro pode reclamar, fazer birra e o escambal, mas no final das contas ele vai comprar de qualquer jeito, sempre vai ter a parcela (grande) de pessoas que não vai deixar o lucro (para a empresa) ir embora e vai comprar qualquer remendo que eles colocarem no mercado pelos mais diversos motivos. Desde a compra impulsionada somente pela marca do carro, pra poder dizer que tem um Toyota na garagem, ou pela fama de inquebável, ou por falar que o carro tem a qualidade A ou B, como se um carro se resumisse somente por aquelas (poucas) qualidades, enfim, motivos não vão faltar. Então pra que mexer e perder dinheiro nisso se vai vender de qualquer jeito? Enquanto mais tempo ficar no mercado recebendo um retoque “pontual”, mais rápido o investimento é pago e mais lucro entra para os cofres. A mesma coisa vale para qualquer marca, falta um monte de coisa para justificar o preço dos carros, mas quem realmente acha que elas não sabem disso? Pra que eles vão gastar grana para colocar mais equipamentos, se sem eles vai vender bem de qualquer maneira? Eles só estão usando a receita que dá mais dinheiro, no dia que não funcionar eles mudam. Se a Toyota ver que dá, eles deixam esse carro assim até 2030.

  • Alvaro Guatura

    Esse carro não é ruim, apenas é feio e caro.
    Poderiam dar uma nova cara e um novo painel, mas prefiro que continue assim alinhado com o mundo do que uma versao exclusivamente brasileira

    • Alex

      Realmente o carro é bom. Tive a oportunidade de dirigir um por uns 50 km outro dia e gostei do comportamento do carro no geral. No entanto o design é péssimo, tanto interno quanto externo. Como já disse anteriormente, nunca habitará a garagem de minha casa.

  • Raphael

    sinceramente, eu acho a versão hatch bonita, POR FORA!!! o carro tem um bom motor, suspensão, espaço, comportamento dinamico, esta se mostrando robusto, e tem um bom custo x beneficio,mas passar o dia olhando pra aquela balança filizola não rola, não é uma questão de ser superficial, mas sem hipocrisia, todos nós sabemos que beleza é importante sim……e a toyota só planeja fazer alterações significativas em 2018?!?!?! tah de brincadeira toyota?!!?tomara que encalhe nos pátios, e tlvz voces mudem de idéia…..

  • GUGASP

    Eles montaram uma fábrica em Sorocaba-SP com incentivos fiscais gigantescos e financiamentos com juros camaradas.
    Estabeleceram uma meta de vendas modesta para o Etios e não estão nem aí se o brasileiro acha o HB20 mais bonito.
    Só o tempo dirá se vão manter a paciência, teimosia ou arrogância de não mexer nesse projeto do feioso carrinho indiano-brasileiro.

  • SÉRGIO

    Por mim pode ficar 10 anos sem mudar, pois nunca fez parte da minha opção de compra e nunca fará( enquanto for como está). Pena é ter que aguentar essas bizarrices no trânsito, poluindo o visual. As vezes fico pensando o perfil do comprador de uma carroça desta. Todo santo dia entra na garagem e toma um susto, entra no carro e deve pensar a porcaria que ele fez ao comprar em 60 meses uma joça feia como esta.

    • Bruno Borges

      Concordo plenamente com a sua opinião. kkkkkkkkkk

  • Wagner Lopes

    Nenhuma multinacional faz além do que precisa para vender um volume razoável de um produto e este dando uma excelente margem de lucro. Se o mercado está comprando, pagando caro e ainda estão ficando satisfeitos…não precisa mexer. Simples.

  • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

    Aos poucos o Etios vai se ajustando ao gosto do brasileiro. Perdeu aqueles plásticos bege e adotou o preto, ganhou retrovisores elétricos de série, melhorou a visualização do painel, o acabamento está bem melhor, entre outras melhorias. Ser feio é subjetivo e isso não anula as qualidades do carro. Para desespero dos haters, os donos do Etios se dizem muito satisfeitos com ele. Tenho uma colega que tem um hatch X 1.3 e fala que está gostando bastante dele, só reclamou de uma proteção plástica na parte de baixo do motor que se soltou quando o carro atolou (risos) e das calotas que são de encaixe e foram roubadas, mas resolveu isso comprando um jogo que pode ser preso pelos parafusos no supermercado – que é até mais bonito.
    A Toyota poderia, de fato, mudar o quadro de instrumentos para a posição “normal”, mas isso é puramente questão de costume, e aproveitar e colocar a regulagem de altura dos cintos dianteiros, já que agora o banco do motorista tem. Fora isso, não vejo grandes defeitos nele, já andei no da colega em questão e me pareceu um carro honesto. Pensaria com carinho nele caso fosse comprar um veículo da categoria.

    • JPaulo10

      Pois é. Existe uma grande distância entre comentar sobre a feiura do carro e comprar um de verdade.
      Eu não gosto do Etios. Mas considero que ele tem qualidades (motor,
      suspensão, consumo, espaço) e um pós-venda que o tornam viável numa possível compra.
      Falam aqui que não o comprariam porque ele é feio, pelado, caro. Mas na hora de botar a mão no bolso e assumir uma dívida de carnê, na real mesmo, qualquer um pelo menos cogita um carro desses.

      • RTEC30

        Sim, cogitaria com tristeza, já que a concorrência também não ajuda.

    • zeuslinux

      E eu acho engraçado também ver um monte de gente criticando a feiúra do carro e andando de carros populares também feios e que não se destacam em nada mecanicamente como Classic, Logan, Fiesta Rocam, Novo Uno, etc.

      A Toyota sabe que subestimou o gosto do brasileiro, que adora carros cheios de vincos, adesivos e adereços plásticos, mas que engole qualquer motorzinho meia boca e câmbios atrasados, mas não vai jogar fora de uma hora para outra o dinheiro investido no ferramental enquanto estiver vendendo dentro da meta com outros artifícios mais fáceis.

      Sinceramente, acho a compra do Etios muito mais justificada do que de outros carros da Toyota, como a CR-V e a versão mais cara do Corolla. É um carro popular, como a maioria, mas ele não nega isso no design, trazendo outros atrativos na parte mecânica e pós-venda.

  • Rafael Jandre

    Enquanto houverem bitolados que compram esse lixo indiano, eles vão ficar tranquilos…

    • Se teve quem comprasse o Agile por muito tempo, porquê não o Etios? Feio por feio, ao menos o indiano japonês fabricado no Brasil é um Toyota. Rsrsrsrs

  • Junior Lobato

    tb os consumidores usam um tapa olho na toyota e honda q não ver mais nada, só a tal qualidade japonesa!
    Não consegue ver q eles não estão oferecendo um produto muito caro com poucos benefícios. Triste mas é a realidade.

  • Paulo Araujo

    Lamentável.

  • Rafael

    Acho que é blefe. O visual já nasceu cansado, não dura 5 anos. Deve mudar até 2016, já saiu rumores na imprensa indiana (onde o carro também não é um sucesso).
    Com um visual bacana e melhor pacote de equipamentos poderia custar $5.000 a mais e ia vender o mesmo volume.

    • Marcos Villela

      Exatamente. Blefe frente as outras montadoras e pra não queimar ainda mais a imagem do bicho.

  • André Inácio

    Tá certo. Bonito e bom é o Gol, o Fox, o Palio, o Uno, o Onix, o Clio, o Logan, o Celta, etc . . . . Acho que os comentadores deste site devem possuir nas suas respectivas garagens somente carros importados num é?

  • Nelson andré machado

    É engraçado ler essas notícias. Quando falam que uma nova geração deve vir somente em meados de 2018, pelo bom resultado do modelo agora. Chega até a parecer que o mercado automotivo é estável! hahaha. Pena que não. A situação pode mudar em poucos meses e a Toyota pode pensar em trazer uma nova geração beeeeem antes de 2018. Vamos esperar pra ver.

  • Sergio Vilaça

    Questão de Custo do empreendimento, tá esperando depreciar para não perder o investimento. Simples assim.

  • Jonas Augusto

    Esse carro tinha que ser repaginado por completo como aconteceu com o Corolla é outro carro mais com o mesmo nome, tudo nesse carro é estranho, os faróis, as lanternas, o acabamento interno, o console central, o painel de balança Filizola que fica na parte central, a lateral enfim. Se nem na India vai bem só no Brasil que compram esse projeto mal acabado chamado Etios.

    • E na Argentina! Ao menos mandamos alguma porcaria daqui pros hermanos, afinal já não bastava recebermos o Agile e o Classic de lá, tínhamos que dar o troco. Risos.

  • thiago rodrigo

    se compram PALIO FIRE/WAY até hoje…. vão falar de ETIOS…( que por sinal O CARRO FEIO!!! )

  • Osni Duarte

    Diante de tão estrondoso sucesso, não faria sentido modificar essa belezura tão cedo.

  • Vattt

    Graças ao EtiosCross, as vendas aumentaram!!! “Me desculpem as feias, mas beleza é fundamental”.

  • Boris

    Enquanto as “grandes” pagam pra trabalhadores sindicalizados receberem sem trabalhar, sem poder demitir, e amarrados às decisoes do governo, a toyota nada de braçada, vendendo tudo que produz.
    O carro tem “defeitos” estéticos, porém sua qualidade mecânica é excelente e o custo total para mantê-lo é baixíssimo.
    Haters gonna hate, porém eu como proprietário de um XS 1.5 2014 estou muito satisfeito com o que o veículo me entrega, e ainda brinco com ele em track days em londrina

    • Alex

      olha, me desculpe, mas “defeitos” estéticos é o eufemismo do século! rsrs.
      Mas o importante para você é que está satisfeito com o carro e opiniões alheias não deveriam te incomodar.

      Para mim, o carro realmente tem alguma virtudes, como a mecânica boa, mas o conjunto da obra não convence. O acabamento é espartano demais e faltam equipamentos que outros compactos já incorporaram. Não vou nem falar da estética…
      A verdade é que a Toyota não precisa fazer muito esforço para vender no Brasil, haja vista o preço de Corolla, SW4, etc, e que os carros efetivamente oferecem.

  • Fernando

    Esse carro pode até ser bom mas eh horrível. E comparar nosso mercado com o indiano? Gostos diferentes … E mesmo assim levamos a pior pq nossos amigos da Índia pagam menos do q nos pagamos no mesmo carro.

    Brasil, pais do oportunismo. Viva a malandragem. E antes q alguém venha me criticar dizendo para me mudar de pais, eu mudo, basta esta pessoa me pagar passagens, moradia por 1 ano e me arrumar um bom emprego, preferencialmente nos EUA, q vou fácil.

    Se mudar de pais fosse fácil já teria muita gente fora daqui.

  • Fudencio

    NUma boa, quem compra Toyota 0km, na minha opinião é uma pessoa desinformada.

    Carros caros, pouco equipados, no caso do Etios uma aberração mal feita, empurrada só para nós como se fossemos imbecis. O Corolla custa mais de 90 mil e não dispõe sequer de ESP, que até o Ford Ka tem. Nem a Hillux SW4 de 150 mil tem ESP.

    Vergonhoso o que essa marca faz com o Brasil e os brasileiros.

    • Eu já acredito que é questão de gosto e percepção de confiabilidade na marca, este último um fator determinante para o sucesso de uma marca.

      Toyota vende bem, pois fez seu nome, pois de fato apesar de não ter o que há de melhor nem mais moderno, tem qualidade e durabilidade naquilo que produz, diferente de muitas outras, além de relativo baixo custo de se manter o veículo, bom acerto mecânico e bons valores de revenda. Só por isto, um Etios, por exemplo, tem vendas razoáveis e correspondentes a toda a sua capacidade fabril, apesar de ser extremamente simplório.

  • zeh

    ….isso se chama zona de conforto…do jeito que o mercado está? …porque lançar produto novo?…se quiserem engulam essa coisa chamada ET ios mesmo…nunca irão admitir que erraram..a coisa mais dificil é ver esse monstrinho na rua….

  • Jeff_ A_N

    Bom tenho uma prima que trabalha na fabrica da toyota em sorocaba, e está ligada diretamente ao projeto do Etios, segundo informações que obtive dela, o Etios “pela visão da matriz japonesa” é um erro de projeto para o mercado brasileiro, tanto é que já esta em fase bastante adiantada de pesquisa um sucessor para Etios, e esse sim, parece que vai ser algo voltado para o consumidor brasileiro, (a exemplo do HB20) porém, o Etios está sendo um sucesso de vendas na argentina. Lendo a reportagem acima, pelo menos, na minha opinião, a tranquilidade da toyota é baseada pelas otimas vendas do Etios aos hermanos, sendo assim, não há motivos de mexer no Etios até 2018, quando ai sim, com a imagem já desgastada do modelo requerir substituição.

    • Sem um facelift este carro não chega até 2018, pois faria quase seis anos com a mesma identidade, o que não acontece com a linha de veículos de passeio da Toyota, em geral. Creio que ele logo deverá receber a esperada mudança de painel ao menos e algum redesenho de lanternas e para-choques para que então possa chegar até 2018 sem ser substituído.

      • Jeff_ A_N

        Com certeza é o que vai acontecer, vão ir dando uns pitacos aqui e ali até 2017/18 e então lançar um produto novo. Pode esperar, não posso dar muitos detalhes do que minha prima disse, mas os japoneses aprenderam e cresceram o olho com o sucesso do HB20.

  • CorsarioViajante

    Era só somar as vendas do htach com o sedã para ver que estava no que a toyota queria vender no lançamento.
    E, com o mercado dando claros sinais de encolhimento, ninguém vai ser doido começar projetos de ampliação.
    Além do mais a toyota conhece seu público, se melhorar o etios quem comprou vai dizer que “desvalorizou o seu”.

  • zekinha71

    Essa matéria soou mais mentirosa que ufanismo de governo.
    Mas pra quem ficou uns 50 anos fazendo o Bandeirante sem alterações, o Etios deverá mudar só lá em 2030.

  • Tosca16

    A Toyota tem a sua marca elevando o produto, por mais simples e esquisito que seja o projeto não vejo abaixo de alguns outros concorrentes … só aquele interior que matou o carro, o resto tá na média .

  • Murilo Soares de O. Filho

    Etios…piada. Unica coisa que se salva neste aborto é o conjunto motor e câmbio…por mim pode sair de linha, não compro logotipo de empresa.

  • Marcos Villela

    NA, vocês acreditam mesmo nisso? Que a Toyota está satisfeita com o desempenho ruim do Etios, em termos de venda? Então, devem acreditar tb que a Honda está feliz em ver o Civic perdendo feio para o Corolla, que VW está adorando ver a Saveiro tomar couro da Strada e o UP! lá atrás no ranking de vendas, que a Ford está contente com a Ranger perdendo feio pra Hilux e S10, …

  • Informecar

    Está vendendo tão bem que as campanhas PREÇO DE NOTA FISCAL DE FÁBRICA não acabam nunca. Ou seja, coloca o carro a partir de R$ 38.380,00 pra vender por R$ 36.990,00, na verdade, seu valor real. Se tem trouxa pra cair na piada, que bom!

  • FabioH

    “Eu acho feio, tem que mudar”. Tudo bem, opinião pessoal, mas se pensar um pouquinho, vai ver que a decisão da Toyota não está errada. A empresa gastou muita grana para levantar essa fábrica, o Etios vai precisar amortizar parte desse custo, não faz sentido mudar um carro agora, é mais investimento em um produto que está vendendo tudo o que produz, além da perspectiva futura para o mercado de automóveis, que não é das melhores. O objetivo da Toyota nunca foi brigar na liderança (ao menos eu nunca vi ela se pronunciando dessa forma), vão levar até onde der.

    • Estima-se que uma fábrica automotiva se paga entre doze e dezesseis meses de vendas de sua produção. O Etios já superou essa margem faz tempo, lembrando que em nove dias o modelo completa dois anos de vendas oficiais no Brasil.

      Faz um tempo que o Etios está dando um bom retorno para a montadora, mesmo com os pequenos gastos das poucas mudanças no console, painel e outros itens.

      Pra média do mercado, o Etios está chegando a meia vida desta geração, e no padrão Toyota (6 anos de existência, 3 de meia vida) isto acontece ano que vem, logo, já é de se esperar um facelift concreto para meados de 2015 (certamente modificando o interior, para-choques, grade e lanternas) e aí sim o modelo segue até 2018.

      • FabioH

        Sei lá, doze meses para amortizar a construção de uma fábrica de milhões? Não sei, como não sabemos o lucro de cada unidade, é difícil de fazer esse tipo de estimativa. E isso porque ela iniciou a construção de uma fábrica de motores, ou seja, investiu ainda mais na planta de Porto Feliz.

        E eu não falei que a Toyota não deve mudar o modelo, falei que mesmo com todas as críticas, o modelo continua vendendo o esperado, a capacidade da fábrica, e esse “padrão Toyota” não se aplica ao Etios na minha visão, pois é o primeiro modelo do segmento comercializado por aqui e porque existe uma tendência de queda nas vendas para o mercado de autos.

  • Marcelo SR

    Boa Toyota! Continue assim, substimando o nosso mercado. Quando vc´s forem tentar remediar a situação, será tarde.

  • SAM

    Desafio um comprador do HB20 ser parado na rua por um desconhecido e este dizer: puxa, que lindo carro…da mesma forma, um comprador do Etios ser parado por um estranho (não inimigo) e este dizer: puxa, que carro horrivel… então pra mim tá tudo 0 x 0… o bonito se enjoa, o feio se acostuma.

  • m_Ferrari

    Falem o que quiser do acabamento e desenho do Etios, mas ele é um ótimo carro pra dirigir, tem um desempenho surpreendente para a potencia. Minha sócia tem umn xls 1.5 sempre que uso o carro me surpreendo com o comportamento dinamico e, principalmente, com a economia.

  • Arthur Rocha

    Falto eles oferecerem como opcional a Central Multimidia desde o modelo basico, como a Renault e Gm fazem nós seus carros.

  • Carol Vieira

    Pode ser feio, mas tem suas qualidades. As pessoas usam o HB20 e o Onix como parâmetro, mas não vejo o Hyundai e o Chevrolet melhor que o Toyota.

  • Leandro1978

    E o Vios, nada?

  • Mr. Car

    É por isto que muita gente também não está com pressa em comprar um Etios.

  • Careca

    Coitado de quem tiver um M dessas quando vier o novo modelo…

  • Fábio

    Meus amigos, nem os indianos foram com a cara desse Etios! E li em outras
    publicações um “arrependimento” dos engenheiros japoneses responsáveis
    por esse carro. Só aqui no Brasil que a Toyota não dá o braço a torcer.
    Pq será? Resposta: a Toyota finge que está tudo bem, e o consumidor brasileiro imaturo e desinformado vai na onda.
    A Honda parece ter estudado os passos da Toyota e desistiu de fabricar o Brio aqui devido a rejeição do Etios.

    • AT87

      Se não me engano o Etios foi desenvolvido pelo braço da Toyota na índia (Toyota Kirloskar Motor Private) e por engenheiros indianos.

  • FocusMan

    Porcaria vende sempre bem por aqui.

    Renault com seus carros da DACIA que o diga…

  • Filipo

    Vocês acham mesmo que é verdade o que o gerente de produto da Toyota disse?
    Vocês acham que ele iria dizer que o produto deles está com vendas aquém do esperado? Ainda mais se tratando de novidade..
    Por que então a Toyota vem a cada ano introduzindo pequenas modificações de acabamento e dando um aspecto mais “refinado” ao veículo? Já dizia o velgo ditado: “em time que está ganhando não se mexe”.
    Eu acho que a nova geração virá no segundo semestre de 2016.

  • Evaldo Avelar Marques

    Qual o perfil do comprador desse carro? Digo, a idade, usa em grandes centros ou interior, usa para trabalho, etc.

  • Tosoobservando

    Vendendo bem que mal tem, pode vender a capacidade da fabrica, mas pra uma empresa do porte da Toyota pode ser considerado fracasso.

  • DougSampaNA

    que piada de mau gosto, a toyota que se ferre com este seu
    Derrétios…na minha garagem com painel central e desnho pré
    derretimento, nunca, nem que seja o melhor do mercado. Empresa arrogante; faz produto medonho e não aceita crírticas…

  • Gran RS 78

    Cada vez que vejo as pesquisas de intenção de votos e os carros que são vendidos por aqui, acabo vendo que infelizmente cada país merece os Governantes e carros que tem.

  • pedro rt

    acho q o etios nao aguenta ate 2018 sem uma nova geracao por aqui… antecipe pro começo de 2017 toyota

  • Gilson Antônio Silva

    Lógico! Deram uma “embatonzada” nesse lixo de produto e o povo começou a comprar!

  • Jackson

    Por que investir em um novo produto se o atual vende conforme o planejado. Certa está a Toyota e errado está o consumidor.

  • Jackson

    Será tão difícil colocarem um novo painel? O Uno 2015 ganhou um novo e o antigo nem era assim tão ruim.

    • Toyota faz facelifts a cada três anos em cada geração, que costuma durar seis anos. O Etios completa dois anos de vendas oficiais em 28 de setembro deste ano. Creio que só mudarão o painel, interior e outros detalhes estéticos em 2015, para que o carro chegue até 2018 e então ganhe nova geração.

  • Amaury Victor Rodrigues

    Carro feio do cacete!
    Uma boa cor ainda ajuda no visual, mas o design é de péssimo gosto.
    Eu não sei como ele ainda vende razoavelmente bem, pensei que haveria uma rejeição ao ponto da Toyota rapidamente repaginá-lo.
    Isso só mostra o quanto as pessoas se contentam com pouco.

  • Rude Voleur

    E nem eu estou com pressa para comprar…

  • PrGirafales

    o que mata no etios é esse painel horrivel, mudando o visual deixando ele com a cara no novo corolla e fazendo o painel normal, nao precisa de nada excepcional, só colocando os mostradores do lado esquerdo tirando esse troço bizarro do meio vai melhorar e muito as vendas

  • Jander Rezende

    Tem gente que gosta dos olhos, outros da remela e assim é o etios

  • Fabricio Jacob

    Rá, o HB20 deixou o Etyos comendo poeira no lancamento. Depois veio o Onix o New Marche e agora o novo Ka, logico que estao apanhando. Senao nao teriam feito até promocao de comprar um Etyos e ganhar uma TV e etc. Fora o preço ter despencado.
    Para os que sempre se perguntam se a Toyota nao lê este blog, eis a resposta, ela lê, mas ao inves de melhorar aquela porcaria de carro ela vem falar que está satisfeita com as vendas, como quem diz “otario sao voces que acham que estamos mal”.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email