Elétricos Finanças Governamental/Legal Híbridos Mercado Toyota

Toyota Prius deve baixar de R$ 126 mil para R$ 118 mil com redução de IPI para 7%

novo-toyota-prius-2016-3 Toyota Prius deve baixar de R$ 126 mil para R$ 118 mil com redução de IPI para 7%

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior confirmou a redução de IPI para carros elétricos e híbridos no Brasil. De acordo com Marcos Jorge, que ocupa a pasta interinamente, a publicação da medida provisória ocorrerá entre o final de janeiro e começo de fevereiro, beneficiando diretamente os carros que possuem tais tecnologia. Ambos terão o mesmo percentual de alíquota do imposto, que será de 7%. Atualmente, os elétricos recolhem 25%.



Com isso, haverá um importante impacto nos preços de carros com essas tecnologias, incentivando inclusive a chegada de novos produtos no mercado automotivo nacional. Confirmado em evento que comemorou os 60 anos da Toyota no Brasil, a redução terá um efeito direto no valor do híbrido Prius, que atualmente é vendido por R$ 126.600. A montadora promete uma redução para a casa de R$ 118 mil, de acordo com o jornal Folha de São Paulo.

Como o híbrido já recolhe 13% de IPI por conta de seu motor 1.8 de 99 cv, a redução no preço será praticamente a mesma da diferença de imposto. Ou seja, menos 6%. A marca japonesa apenas aguarda a publicação no Diário Oficial da União para fazer a redução, que deve gerar um corte em torno de R$ 8 mil. Se a BMW seguir os mesmos passos, o elétrico i3 pode cair de R$ 160 mil para perto de R$ 130 mil, um valor realmente muito mais competitivo, ao ponto de se aproximar do híbrido japonês, por exemplo.

novo-toyota-prius-2016-3 Toyota Prius deve baixar de R$ 126 mil para R$ 118 mil com redução de IPI para 7%



No caso deste último, a Toyota ainda confirmou que o Prius terá de fato uma versão flex. O modelo já está sendo testado para receber a tecnologia do combustível vegetal, mas isso não deve gerar uma nova redução de IPI, visto que os carros populares com motor movido por álcool pagam no mínimo 7% de IPI, que provavelmente continuará a ser o limite imposto pelo governo. A marca acredita que a união de híbrido e flex é o futuro para o Brasil. Porém, marcas como Chevrolet e Nissan já preparam a chegada de carros totalmente elétricos, tais como Bolt e Leaf, enquanto a VW confirmou a chegada do e-Golf e do plug-in Golf GTE.

Mas a oferta poderia ser ainda maior, especialmente em híbridos. A Toyota registrou no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) o desenho de patente do Prius C. Este modelo, apesar do nome, não é e nem utiliza a plataforma TNGA do Prius vendido aqui regularmente. Trata-se de uma variante do hatch Yaris, que no Japão recebeu o nome Aqua.

novo-toyota-prius-2016-3 Toyota Prius deve baixar de R$ 126 mil para R$ 118 mil com redução de IPI para 7%

Com 4,00 m de comprimento e 2,55 m de entre-eixos, o Toyota Prius C utiliza a mesma tecnologia do Prius, que é o sistema Hybrid Sinergy Drive, mas com motor 1.5 Dual VVT-i de ciclo Atkinson, entregando 73 cv. Além dele, há um motor elétrico de 60 cv, totalizando de forma combinada 99 cv. Ele utiliza baterias de hidreto de níquel-metálico de apenas 0,9 kWh. Com isso, ele faz 20,4 km/litro na cidade e 18,2 km/litro na estrada, segundo o padrão americano EPA.

Nos EUA, o Prius C custa US$ 20.630, pouco menos que o Prius, que parte de US$ 23.475. Aqui, provavelmente custaria perto de R$ 100 mil com essa redução de IPI. Como proposta de híbrido, até valeria, mas o pequeno tamanho e o alto preço, dificilmente encontraria compradores. O registro no INPI também não significa um futuro lançamento, sendo a patente registrada para proteção de direitos, como ocorre em todo o mundo.

[Fonte: Folha/O Tempo]

 

COMPARTILHAR:
  • Luciano RC

    Duvido que a Toyota coloque esse preço. Vai abalar as vendas do Corola.

    • Eduardo

      Pois a esse preço o Prius, ao meu ver, é melhor negócio.

      • Davi Millan

        Eu também! Deixaria fácil de levar um Corolla para levar um Prius.

        • Corolla é produzido aqui, lembremos disso.

          • Carlos

            O prius será feito aqui na variante flex, inclusive abrindo espaço para nova geração do corola que utilizará a mesma plataforma

      • Luciano RC

        Exatamente… muito mais négocio.

    • A questão é que se, e é um grande se, a BMW baixar o i3 pra perto do Prius….
      Ainda que a Toyota abaixe também o preço, uma diferença dessa, nessa faixa de preço, faz o BMW ficar bem mais interessante, ao meu ver.

      • Ubiratã Muniz Silva

        ainda assim numa fase inicial o i3 vai continuar sendo de nicho e vendendo menos que o Prius (que ao menos aqui no DF tem vendido relativamente bem, vejo pelo menos uns 2 ou 3 por dia na rua), não é todo mundo que tem possibilidade de carregar bateria na garagem.

        Nossa “cultura do apartamento” já é um grande empecilho, as obras pra instalar um carregador em uma garagem de prédio são bem mais complicadas (por conta de infraestrutura compartilhada e burocracia típica de condomínio) que numa habitação individual (casa).

        • José Barbosa

          Se um BMW saísse a 130 mil, acho que seria um caso a se pensar com as versões mais completas de sedans “grandes”.

          • FrankTesl

            Já fiz test drive no i3 no salão do carro elétrico (todo mês de setembro no Expo Center Norte).
            Por fora é pouca coisa maior que um Uno, mas o espaço interno desse carro é espantoso, seja para os ocupantes. O porta malas não é grande como um sedã, mas são dois porta malas com capacidade bem razoável, mesmo sendo a versão i3 Rex com gerador auxiliar integrado.
            Arrancadas rápidas.

      • Luciano RC

        Com certeza… a Toyota está com um belo abacaxi nas mãos.

  • Leonel

    Estes 7% não deveria ficar abaixo dos R$118 mil, inclusive? Mas enfim, veremos se de fato vão aplicar, porque se tem algo que eu só acredito vendo no país é redução de preço, principalmente dos carros (e mais ainda se for um Toyota).

    • yurieu

      O pior é que graças a uma legislação amadora, quem comprou antes do carro simplesmente o valor pago em tributos não teve utilidade alguma. Tributos no Brasil estão todos errados. Não existe necessidade de eu pagar 50% de imposto em uma coca cola, quanto mais o ICMS de um carro, o país sobrevive com muito menos desse imposto.

      • Leonel

        O pior de tudo, para mim, não são os impostos em si mas sim o modo como são aplicados.
        Eu diria que o retorno para a população é quase nulo.

        • Exatamente. Grande parte vai pra alimentar as infinitas benesses dos políticos (auxílio isso, auxílio aquilo, bolsa sei-lá-das-quantas…). E são MUITOS políticos.

          • Leonel

            Não só de políticos, pode ter certeza. É uma infelicidade sem tamanho.

        • leomix leo

          O problema é esse, não vemos o retorno, e quando fazem algo, com certeza é superfaturado para encher o bolso de alguém.

          • Leonel

            Exatamente @leomixleo:disqus . É incrível como tudo custa caríssimo por aqui, complicado…

  • Filipo

    Prius finalmente começará a valer a pena!

  • Fanjos

    Quem diria que BMW elétrico iria começar a ficar mais barato que BMW normal

    • FrankTesl

      Já é… Pelos preços do site da BMW Brasil, o BMW i3 é o modelo mais barato (ou menos caro) da linha. Sem contar descontos nos que muitos já disseram que são concedidos nas concessionárias aos modelos de entrada.

  • yurieu

    O único veículo que a Toyota Brasil deveria comercializar chama-se Camry.

    • FrankTesl

      e perder o carro chefe da empresa, o Corolla, e o nova sensação do mercado, o Prius, que já vende mais que o VW Golf e vai ter novo impulso com essa readequação tributária?

      • yurieu

        KKK é que eu sou exagerado mesmo. O novo Camry é um espetáculo, mas não aceita nossa gasolina.

    • afonso200

      verdade, quem ja teve sabe….. tive 2008, depois fui pra Azera….agora to em Azera e Altima….quem tem motor grande nao quer 2.0T, kkkkkk

  • impostoéroubo

    sera?

  • Charlis

    Uma pena, que para o Prius ficar feio, teria que ser completamente redesenhado.

    Poderiam pegar sua mecânica, e jogar dentro de um Corolla, que finalmente está elegante e bonito.
    E ai, nesse preço, mais o valor da Mijolina, começaria a ficar MUITO interessante.

    []s

    • eu acho que é o que vai acontecer a partir da próxima geração do Corolla. A tendência é o Prius sumir, ou virar somente elétrico, como o Leaf, já que usará a msm plataforma do Corolla.

      • Ubiratã Muniz Silva

        estou só esperando os fanboys do Corolla que dizem que não compram o Prius por achar ele “feio” fazendo fila e pagando ágio quando vier a nova geração híbrida com a mesma cara do Prius.

    • FrankTesl

      Em 2020 o Corolla vai ser fabricado com a mesma plataforma de componentes do Prius, e com certeza haverá versão híbrida.

  • Ricardo

    Cara! Hoje em dia, uma pessoa rica, que não se importa em dirigir carros sem graça e não compra um carro híbrido, é muiiiiito burro. Eu, se fosse rico, não compraria porque não curto, a não ser que fosse um Golf GTE, que mantém o prazer em dirigir!

  • Ubiratã Muniz Silva

    Eu ainda entendo que elétricos e híbridos poderiam ser incluídos em uma categoria “especial” de PCD, livre do limite de R$ 70.000,00. Assim a tecnologia poderia ter uma maior penetração no mercado.

    • José Barbosa

      Desculpe-me, mas neste caso, acho que a solução é a tributação justa de TODOS: contribuintes e veículos. Um dos grandes problemas tributários do Brasil é este monte de categoria para cada coisa específica. O caso do IPI para mim foi um exemplo claríssimo da curva de Laffer: caiu a venda de zero, e aumentou a de seminovos e usados, que não pagam esta tributação pesada.

  • Eduardo Brito

    Nossa, que bela redução! Vou correndo comprar o meu!

  • Gran RS 78

    Então se os carros com motores mil pagam 7% de impostos, o Polo Tsi e Virtus Tsi poderiam custar menos que o com motor 1.6 16v. Mais uma prova do quanto somos extorquidos pelas montadoras em nosso país, pois a culpa não é só dos impostos, e sim do alto lucro que elas conseguem em cima dos consumidores brasileiros.

    • É uma estratégia tanto de custos quanto de marketing. Primeiro referente aos custos, um motor 1.0 TSI é bem mais caro do que um 1.6. E segundo referente ao marketing, quando vc tem uma versão do modelo com um motor de ponta, vc cobra mais por ele, até porque o 1.0 TSI é melhor tanto em desempenho quanto consumo.

      Mas é claro que as diferenças de preço praticadas entre as versões poderiam ser bem menores caso a montadora quisesse.

    • Ubiratã Muniz Silva

      não se esqueça que as versões com motor 1.0 TSI são exclusivamente com câmbio automático, já o MSI 1.6 tá vindo exclusivamente com câmbio manual. Isso influi no preço.

      • Gran RS 78

        Sim, mas continuam pagando bem menos impostos que os motores acima dos 1.0 e ainda por cima, o cambio automático é o antigo tiptronic dos anos 90, portanto o custo de produção já se pagou faz tempo desse cambio.

        • Ganso

          Tem que levar em consideração que no TSI não é apenas o motor que custa mais caro, ele tem freios, suspensão, sistema de refrigeração e outras diferenças mecânicas que elevam os custos. Além de diferenças no acabamento.

          • Ubiratã Muniz Silva

            verdade, o Polo 1.0 TSI começa na versão Comfortline, já o 1.0 e 1.6 MSI só tem na versão “básica”.

            LÓGICO que o 1.0 TSI vai ser mais caro, mesmo com a diferença de impostos:

            – o motor 1.0 TSI é mais caro pra produzir e tem mais componentes;
            – o câmbio é automático contra o mecânico dos MSI;
            – versões de acabamento, o TSI só nas duas versões mais equipadas, os MSI só na “básica” (e básica mesmo, nem tem regulagem de altura do volante de série por exemplo).

        • Ubiratã Muniz Silva

          o custo de projeto, vc quer dizer né? porque o de produção de um câmbio automático, ainda que dos anos 90, sempre será maior que o de um câmbio mecânico simples.

        • The punisher

          Seus argumentos nao tem embasamento….um motor é turbo com resfriador, outro aspirado. Um câmbio mecânico 5 marchas contra um automático epicíclico de 6 marchas…..

    • FrankTesl

      não é 7% em todos os impostos, é somente no IPI.
      Tem 18% de ICMS (há estados com 25%, outros menos, depende de cada um)
      IPVA de 4% ao ano (novamente depende de cada estado)
      Licenciamento e DPVAT
      Impostos de financiamento (IOF)
      e o mesmo IOF que também incide sobre o valor do seguro.

      e outros mais

  • Ubiratã Muniz Silva

    será que o Prius C dificilmente acharia compradores MESMO?

    Não sei quanto ao perfil dos demais, mas eu seria um dos que compraria um, mesmo que custasse um pouco caro. Meu problema com o Prius atual (e com o Fusion Hybrid também) não é nem tanto o visual “exótico” (eu até gosto kkk), o problema dele pra mim é o tamanho, não preciso de um carro médio/grande daqueles, até gosto de carros com perfil mais urbano. Um híbrido compacto seria o ideal pra meu perfil de uso.

    • Acredito que vc seria uma das exceções. Quem tem 100 mil pra comprar um carro, muito provavelmente hoje vai de Corolla ou SUV. Se muito um premium usado.

      • Ubiratã Muniz Silva

        mas eu acho que não chegaria nos 100. Eu chutaria uns 80, 85 mil pro Prius C.

        • Aqui no Chile ele custa 70, deveria chegar nuns 90, 95 no Brasil, se a msm lógica de preços dos outros carros for aplicada. O Prius normal aqui custa 95, pra 118 (estimados) aí.

    • FrankTesl

      se a toyota fizesse um etios hybrid até começaria a achar ele bonito
      Motor combustão de 800 cc ou mesmo 1.0, em conjunto com um motor elétrico acoplado a câmbio bem escalonado, com baterias mais modernas e mais leves do que as do prius atual

      • Ubiratã Muniz Silva

        um CVTzinho ia bem.

        • José Barbosa

          existe algum híbrido que não seja CVT?

    • Lexus? Se nao me engano é quase o mesmo preço do Prius…

      • Ubiratã Muniz Silva

        O Lexus CT200h custa, zero km(tabela) , 30k a mais que o Prius (2 a 3 anos de uso iguala o preço do usado) . Tecnicamente é o mesmo carro, mas na marca premium da Toyota e com uma aparência mais, digamos… normal. (eu gosto de ambos).

  • Comentarista

    Ainda estou meio cético quanto à penetração dos híbridos no mercado brasileiro no médio prazo. A estratégia de troca de baterias deve ser muito bem feita ainda mais considerando que moramos em um país onde a frota circulante é maior que 9 anos e a negligência em relação à manutenção veicular é evidente. Imagine um Prius daqui a 10 anos com a bateria arriada…

    ou o dono paga 20 paus em uma bateria nova, que aliás vai ser quase o valor do carro ou vai virar um fardo para o motor a combustão carregar… ou seja, daqui a 10 anos, vai ficar tão econômica quanto um Camaro de mesma idade.

    Alguém sabe se isso já é um problema lá fora? (se bem que só no Brasil carro é declarado no imposto de renda; lá fora o carro deve ir direto para a reciclagem)

    • carlos4carros

      Cara, o valor de uma bateria nova é de R$ 10 mil reais.
      O Corolla 2.0 tem um consumo médio de 11,6 km/l. Com esse consumo e com a gasolina a R$4,70, gasta-se por volta de R$ 40.500 a cada 100mil km rodados. O Prius, com o consumo médio de 20km/l, gastaria R$23,500 de combustível em 100mil km rodados. Digamos que eu seja um taxista e rode com um Prius até a bateria acabar, com 300 mil km rodados. Vou ter economizado, só com combustível, R$ 51 mil( na verdade vou economizar muito mais porque o consumo na cidade é bem menorhttps://motor1.uol.com.br/news/126675/volta-rapida-novo-toyota-prius-conquista-pelo-consumo-de-ate-30-km-l-na-cidade/).
      Compensa e muito, ainda mais pra quem roda bastante.O Prius C por menos de R$ 100 mil seria um negócio excelente.

      • Ganso

        Se você for um taxista a bateria vai acabar bem antes de 10 anos, pois haverá bem mais ciclos de carga por período de tempo.

        • F30FLORIPA

          Taxista com carro q (sem desconto) custa 126 mil é exceção, não regra.

        • carlos4carros

          Por isso a hipótese foi de 300 mil km. Um taxista faz isso em menos de 3 anos.

        • FrankTesl

          Muito pelo contrário. Justamente por contar com motor elétrico que mantem sempre a bateria num nivel de carga saudável, por assim dizer, sem que fique completamente drenada ou completamente carregada, a bateria tende a durar mais do que se fosse um elétrico cujo dono sempre rodasse até o último kWh de bateria e fizesse recargas rápidas toda vez.

      • sigma7777777

        Na estrada o consumo do Corolla é bem melhor. Acelerando bem faz 13 km/l e moderadamente faz 15, com picos de até 16 km/l.

      • Comentarista

        Essa conta para o taxista pode até ser válida mas para uma aplicação comum, o veículo com 300.000km já estaria em seu 4º ou 5º dono. Esse dono não gostará nada de gastar R$10mil (que seja) para trocar a bateria de seu carro + as manutenções rotineiras do motor a combustão. Para o 1º dono é tudo uma maravilha.
        De qualquer maneira concordo que a redução de impostos é o 1º passo para a introdução desses veículos.

        • carlos4carros

          A cada 60 mil km rodados da pra economizar o equivalente ao valor de uma bateria nova. Pra qualquer consumidor vale a pena, pensando na economia de combustível. Além disso, o carro é muito bom e nunca vi relatos de problemas.

    • sigma7777777

      A Toyota está oferecendo 8 anos de garantia.

  • hskol

    Uma questão que é amplamente discutida no primeiro mundo, mas no Brasil a mídia nunca toca é que incentivar com um imposto mais baixo um veículo que custo 110 mil reais é uma das maiores burradas que o país pode fazer. Qual sentido de reduzir imposto em um produto premium? Entendo um pouco a política de incentivo, mas o Brasil não vai desenvolver tecnologias híbridas no Brasil. Ou cria um incentivo para produzir o carro no Brasil.
    Não faz muito sentido você reduzir o imposto em um produto CARO… Muito legal seu vizinho comprar uma BMW de 130 mil com 30 mil reais de incentivo…

    • F30FLORIPA

      Essa redução no imposto incentivará as montadoras a produzirem modelos híbridos mais em conta, tipo um Prius mais simples. Algo que com os valores de hoje só podem vender como carro premium.

      • hskol

        Ótimo, então vamos baixar o imposto do iPhone 8, porque as tecnologias que estão nele vão estar nos modelos mais simples daqui 3 anos, e assim por diante… Não faz sentido…O produto tem que ser viável combatendo outros nas mesmas regras. Não pode funcionar com incentivo, lembrem o que aconteceu com a indústria automotiva nos últimos 6 anos…

        • leomix leo

          Já tem produtos mais antigos e mais baratos com as tecnologias do Iphone, mais se vc é usuário de Apple, não deve saber, pois ela é a ultima a colocar coisas novas seus aparelhos. Tipo essa tela amoled, eu já utilizei em um Nokia N8 lá em 2010, chegou agora no Iphone X.

        • F30FLORIPA

          O iPhone não é caro só por causa dos impostos, mas também pq é um produto de nicho, onde as pessoas estão dispostas a pagar valores absurdos pois ele além da tecnologia, ele também oferece status, estratégia que as montadoras utilizam em alguns carros, mas que com certeza não poderia ser aplicada ao Prius.
          E o aumento nas vendas de carros híbridos e elétricos trará um benefício para todos, incluindo aqueles que não os compram.

    • Jefferson Ferreira

      O que você espera em um país em que um passado não tão distante tinha uma “presid-anta” defendendo a volta da CPMF falando que era para ajudar os pobres… O sistema tributário no brasil penaliza o pobre sempre já que os impostos incidem no consumo e na produção e não na renda… Então o cara que ganha 100mil/mês vai pagar o mesmo que uma pessoa que ganha 937/mês quando consome… Seja para um carro, para o mercado ou para o lazer… E ai quem ganha mais sempre vai ser mais beneficiado com essas medidas!

      • hskol

        É triste… Tanta discussão inútil na nossa política, e a única coisa que o país PRECISA fazer, eles não fazem… Espero estar vivo quando o Brasil mudar de tributar consumo para tributar renda…

      • José Barbosa

        hahahahahaha
        Cara, numa economia absurdamente informal, você acha que quem seria penalizado com uma tributação pesada sobre a renda? No Brasil, optou-se por tributar o consumo exatamente por ser a única forma de se cobrar alguma coisa das pessoas com maior poder aquisitivo.

    • hskol
    • FrankTesl

      Fale para a Toyota fazer um Etios Hybrid, com motor 1.0+híbrido, ou até mesmo um 800cc+híbrido

    • Pelo que entendo não está havendo nenhum incentivo. Os populares já pagam 7%. O que estão procurando fazer é a retirada dos desincentivos. 25% só de IPI em um automóvel não é algo que eu chame de imposto justo. Ainda mais se compararmos os benefícios da nova tecnologia.

    • Marcelo Alves

      Carros elétricos e híbridos recebem incentivos praticamente no mundo inteiro, é o único jeito de fazer o carro elétrico vingar (por enquanto, que tudo ainda é caro), mas eu me pergunto se isso é sustentável. Enquanto os governos tiverem caixa para manter os subsídios, ok, mas e quando não tiverem? Será que esse mercado artificial se sustentará sozinho?

      • FrankTesl

        Essa medida não é um incentivo ou subsídio, estão apenas removendo o desincentivo do IPI de 25%, igualando o tributo entre o carro elétrico e o 1.0 flex, com alíquota de 7%.

  • andre william

    Baixar o preço de carro de pobre não precisa?? Que tal baixar esses 8mil reais em carros populares??

    • hskol

      Claro, ótima forma de melhorar a distribuição de renda do país! Vamos dar um incentivo de R$ 8.000,0, o mesmo que 9 salários mínimos para quem quer comprar um carro de R$ 120.000,00 !

  • FrankTesl

    Os LUDITAS piram!!!

    Mal concebem que reduzindo o preço deste modelo, outros híbridos podem surgir, até mesmo mais baratos, para que todos possam economizar combustíveis com motores mais eficientes…

  • leomix leo

    Olha ai Fanjos, eu te avisei. Fique de cabeça inchada ai, e comece a semana com essa enxaqueca… Kkkkkkkk

  • Daniel Alves

    Modelo que ficaria bastante interessante é o Lexus CT200h.

    • Ubiratã Muniz Silva

      que é, na verdade, um Prius com um visual mais “normal”. O powertrain é exatamente o mesmo.

      Hoje o CT200h custa uns 150k zero km, deve cair pra patamares próximos ao que é pedido hoje no Prius.

  • Lucas de Lucca

    A Toyota teria que me pagar 118 mil para levar esse troço feio para casa, só assim eu conseguiria olhar para isso na garagem.

  • Francisco Helio

    A Rav4 Top também baixou, era 160mil em 2017, e agora esta por 140mil.
    Baixou não só pela redução do IPI, mas por uma pressão do mercado.

  • Duh

    Nunca que vão baixar o preço, o Prius já era para ter tido abatimento no preço mas a Toyota foi e aumentou ele em 4mil senão me engano.

  • SK15

    Continua caro pro meu bolso :'( …

    Pessoal diz que a chance de vir algo mais barato existe mas não sei … é só ver os ditos populares que antigamente custava uns $20k e hoje não sai por menos de $30k logo, logo esses $118k vira $126k de novo, igual ocorreu com o Jeep Compass que foi lançado a $99k e em menos de 1 e meio anos já subiu +$10k.

  • 5203

    Por que será q ninguém comenta sobre o preço de reposição das baterias? Baseando-se na reposicão de baterias de bicicleta, a economia de combustível será insuficiente para repor as baterias no seu carros.

  • Walter Silva

    Mas algumas concessionárias estão vendendo o Prius zero na faixa de 119 mil, principalmente neste mês de janeiro. Pesquisem!

  • Antonio

    Pode baixar pra 100, vai continuar na mesma, o problema aqui e a pouca demanda, o mercado e fraco e não suporta essa rotatividade, a nossa roda está emperrada, das quatro, só uma roda livre, e brazil! Sempre abaixo da linha de consumo.

  • afonso200

    acho que deveria baixar bem MAISSSS….

  • afonso200

    carro eletrico, vai demorar 30 anos aqui no BR pra chegar a quem realmente necessita de economia, ou seja quem compra carros de 36-44mil reais

  • Walter Silva

    Eu comentei/questionei aqui que o Prius zero estava sendo vendido a 119 mil nas concessionárias neste mês de janeiro e sugeri que pesquisassem. Por algum motivo meu comentário foi retirado. Não entendi.

  • Ygor Soares

    Kkkk quero ver baixarem o preço! Vão é embolsar mais, isso Sim!

  • Elinho Casagrande

    Só uma besta pra comprar um Corolla por mais de 100 agora!

  • Alexandre Monteiro

    E o Fusion Hybrid? Também seria beneficiado?

    • FrankTesl

      com certeza que sim. Até onde sei não há no projeto de lei limitação para aplicação dessa alíquota de 7% em razão do valor do veículo.

      Aliás, como exemplo, a partir de em 2015, quando houve a redução do Imposto de Importação (I.I.) para elétricos e híbridos, o preço no Brasil da Porsche Cayene híbrida passou a ser menor que o da da Porsche Cayene exclusivamente à combustão, que ainda era importada com oneração de 35% de I.I.

      A única limitação em razão do preço do veículo é a do IPVA para quem licencia veículos elétricos ou híbridos na cidade de São Paulo. Para o proprietário ter direito à devolução de 50% do IPVA que cabe ao município, o valor de veículo teria que ser de até 150mil, e praticamente só Prius se encaixa.

  • FrankTesl

    Essa medida vai apenas IGUALAR a tributação dos carros elétricos e híbridos aos carros 1.0 flex, que são tributados por IPI de 7%.
    Até o presente vigora um conjunto de regras que dá um verdadeiro “desincentivo” ou “incentivo ao contrário” aos carros elétricos, ou seja, por falta de categoria específica, o IPI do carro elétrico é enquadrado na categoria outros, com alíquota de 25%, mais que o TRIPLO.

    Em diversos países os elétricos são totalmente isentos de impostos e ainda por cima recebem subsídios para a compra, na forma de restituições de imposto de renda e outros. Aqui no Brasil nem de longe se chaga nesse nível de subsídios.

    Aqui, só o fato de pelo menos IGUALAR a tributação do IPI já é um progresso e tanto.

    Deveriam reclamar dos subsídios, perdões tributários, empréstimos com juros baixos que são reparcelados etc que faz décadas que a indústria do etanol e a do petróleo sempre receberam, e que até hoje pouco se foi auditado ou estudado sobre os reais benefícios e retornos para a sociedade.

  • Alex Oliveira

    126 para 118? Agora eu compro.
    kkkkkkk. Brasil, um país de tolos.

  • Guilherme Batista

    E o Fusion hein.. alguém sabe pra quanto deve cair?

  • carlos rodrigues

    Essa proximidade do i3 com ao prius chega a ser perigosa. Com um pouquinho mais de esforço Vc pode levar o elétrico alemão.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email