Australia Montadoras/Fábricas Sedãs Toyota

Toyota também sairá da Austrália

Toyota-Camry-2013

A Toyota também seguirá os passos de General Motors e Ford na Austrália. A montadora nipônica anunciou que deixará de produzir no país a partir de 2017.

O motivo é o alto custo de se produzir no país, além do câmbio desfavorável, baixos volumes produzidos e falta de fornecedores locais. Desde 1963 no país, a Toyota já produziu mais de 3 milhões de veículos e atualmente faz os modelos Camry e Aurion.

Com o fim da operação na Austrália, 2.500 pessoas perderão seus empregos e em 2018, a indústria automobilística na região estará extinta.





  • BlueGopher

    Quando não dá lucro, o pessoal se manda sem perdão.

    No Brasil, ao contrário, há filas de novas montadoras construindo fábricas a todo vapor.
    Como as vendas dos novatos não serão gigantescas, dá para imaginar a margem de lucro que elas vão ter aqui no Brasil.

    Como dizia um antiqüíssimo quadro humorístico,

    – "Brasileiro é bonzinho, aceita tudo!"

    • pokemon

      Qual empresa vive sem lucros?

      • FelipeLange

        Ih rapaz, elas estão fazendo a festa aqui no Brasil!

        Consumidor pouco informado e exigente, é disso que elas gostam. Ainda mais se tratando de marca japonesa.

      • Pedro_Rocha

        Petrobras.

        =D

        • Gustavo73

          Oh maldade… B-)

        • plyndagos

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk boa boa boa.

        • Davi8u

          Po…. so mesmo uma estatal brasileira pra ser totalmente contrario a tudo que se sabe e entende por economia. Nota mil pela resposta.

    • edumardecerva

      Ver alguns comentários aqui as vezes irrita. Não é questão de apoiar ou não o governo ou o povo. Mas é a posição de ficar reclamando de tudo, esses comentários aqui sobre preço, lucro, etc. Pq ninguém aqui q sabe administrar uma Montadora Multinacional explica como deixar uma empresa no azul, ou até mesmo criar uma Montadora Brasileira que tal? Tanto comentário desnecessário aqui só para encher linguiça. Oferta e demanda é ensinado na faculdade, compra quem quer, vende quem quer, não existe uma arma na cabeça do consumidor obrigando ele comprar carro pelado ou completo. Esses monte de ladainha aqui dá a impressão que vem de pessoas que não sai na rua, q não vai a um concessionaria e depois agencia.

      • St.Anger

        Cara, ler um comentário como o seu aqui é me fazer enxergar luz no fim do túnel. Parabéns.

        • FelipeLange

          Reclamo para assim informar futuros leitores do NA e criticar as safadezas que passamos aqui. Se informar é muito importante.

          Sim, o governo nos obriga a comprar carros, o transporte público é péssimo somado ao fato de que nem sempre ir a pé será vantajoso. Sem contar que as vezes precisamos ir viajar para outras cidades.

          Mas é fato de que se todos deixasse de trocar de carro e de ficar jogando fora como se fosse lixo, faria uma diferença nos preços dos carros.

        • edumardecerva

          Obrigado, ver seu parabéns também me deixa feliz. hahaha… foi desabafo.rs
          Alguns cometários que vejo aqui me levam a pensar uma história que ouvi um dia:
          O cara compra opala 6 caneco, completo lindo, chega no trabalho ae vem o chato.
          "-Esse carro bebe demais, tá doido!"
          Ae o dono do opala, com a maior gentileza:
          "-E quem compra um carro desses tá interessado em consumo?"

      • Marcio

        Sabe o que significa "cartel"? Quando existe um cartel, a lei da oferta e da procura não funciona.

        • St.Anger

          Cartel? Aparentemente você não sabe o que é cartel. Não existe nenhum motim das empresas para a fixação de preços dos veículos; em verdade, o que existe é cada uma tentando abocanhar o mercado da outra.

          HB20 tá aí para comprovar, ganhou um mercado das "Grandes Montadoras". Aliás, o que se vê hoje é justamente o contrário, é uma briga para trazer ao consumidor um produto cada vez melhor, para atrair o consumidor. O Up! mesmo comprova que as montadoras buscam engolir o mercado, demonstrando que seu produto é melhor que o do concorrente.

          Concorrência, e não cartel. Não estou dizendo que os nossos preços não são pornográficos. São. Mas não confunda as coisas.

          As pessoas DEVEM sair um pouco do senso comum e parar de ficar repetindo o que todo mundo fala.

          • Marcio

            Você é ingênuo em acreditar nisso. A margem de lucro das montadoras aqui é mais alto do que na Europa e nos EUA. Nenhuma resolve abaixar essa margem de lucro para conquistar mercado. A concorrência acontece apenas nas estratégias de marketing e no lançamento de produtos diferenciados. Nunca nos preços!

            Quando os principais participantes de um mercado resolvem fixar o preço lá nas alturas (se houve acordo formal entre elas ou um "motim", isso é irrelevante), tem-se um cartel.

            ps: as pessoas repetem a mesma coisa pq é tudo muito óbvio.

      • Milagre… até agora não ví ninguém com aquele mimimi de que é 'tudo culpa do PT'

      • Davi8u

        Mas reclamamos porque existe uma arma apontada pra nossa cabeca e a mao do governo dentro do bolso cobrando cada centavo de imposto que ele consegue tirar. E assalto de mao armada mas e tudo legalizado porque e o governo que faz. Eu e vc nao podemos mas o governo em forma de impostos pode tudo. E disto que a maioria vem reclamar e solta o grito de revolta contra um governo que nunca se contenta,sempre quer mais e faz menos do minimo pelo seu proprio povo.

  • fabritch

    GM diz "To Fora!". Ford "É, vou sair tb" e a Toyota "Ow, não me deixem aqui sozinha nãoo"

    • DinhoRoxx

      se nao me engano a ford foi a primeira que iria sair

    • Pedro

      Ford foi a primeira a vazar….

      • xrs250

        Na verdade se for olhar no frigir dos ovos a primeira a sair foi a Nissan em 1992, depois foi a Mitsubishi em 2008 e aí só sobraram três: Ford, GM e Toyota e a Ford dessas três foi a primeira a sair.

  • Kadu

    Se não me engano, eles ainda vão importar carros. Eles só pararam de produzir lá, assim como a Ford e GM, mas eles ainda vão ofertar modelos no mercado australiano, continuando bom pro consumidor local (GM, Ford e Toyota só fabricavam alguns modelos específicos, o resto já era importado mesmo).

    Se no Brasil as indústrias decidirem se retirar daqui nós estamos fritos graças às tarifas ridículas de importação.

    • yagogabriell

      Tem nem perigo de isso acontecer.

  • juca jones

    Alguém sabe qual foi o contexto dessas fábricas na Austrália (que, por sinal, eram só essas três)?

    É normal alguns países não terem fábricas e só importarem, por não compensar de alguma forma.

    Como exemplo, salvo engano, Chile, Nova Zelândia, Finlândia e Noruega que só importam (mas deve ter muitos outros).

    • Pedro_Rocha

      11/12/13 – A secular indústria automobilística australiana está a um passo da extinção depois que a General Motors se juntou à Ford na decisão da parar de fabricar carros no país. Sete meses após a Ford anunciar que sairia, a GM disse que sua unidade Holden encerrará produção em 2017. Isso levou a Toyota a dizer que a decisão causará “pressão inédita” nos fornecedores de peças e questionou os méritos de continuar no país. A moeda que se valoriza e impostos de importação menores derrubaram a venda de carros australianos à quase metade desde 2007. O vazio a ser deixado pela indústria automobilística na Austrália tem implicações além das três empresas, uma vez que fabricantes têm cerca de 150 fornecedores que empregam um estimado de 42.000 pessoas. A saída do maior fabricante da Austrália também gera pressão sobre o primeiro-ministro Tony Abbott, que enfrenta desemprego crescente e confiança do consumidor três meses após vencer as eleições prometendo restabelecer a confiança na economia. (Automotive News)

      • juca jones

        Esse é o contexto de saída… o que eu não consegui entender é o contexto de entrada.

        Sobre a Ford e GM eu até entendo, pois como foi antes de 1930, acho que não era fácil transportar carros até lá (talvez em CKD).

        Mas a Toyota foi na década de 1970 que construiram fábricas, será que nessa época não seria mais fácil eles exportarem do Japão em vez de construir fábrica?

        Ou será que existiu acordo com o governo para gerar emprego igual aconteceu aqui?

        Acho que um desses dois cenários aconteceu, só não sei qual, rsrs.

        • MM_

          Tem que ver tbm a questaomde cambio na época. Exportar do Japão sempre foi,caro.

      • flaviomm

        Vários desses fornecedores são comuns às três… ou seja, a Toyota não conseguiria ficar lá, nem se quisesse… não vai ter fornecedor…

      • Janduir

        Não sei não, acho que os chineses tão quebrando as empresas no mundo inteiro, com sua mão de obra barata e moeda desvalorizada. Não duvido se a produção dessas empresas passarem para a China… Aqui tenho um cliente que tem uma fábrica que mexe com plásticos… ele me disse que está difícil, pois o mesmo produto dele, com uma qualidade até superior, sai quase metade do preço que ele vende… Outro cliente meu japonês comprou numa viagem ao japão, 2 notebooks Fujitsu, um made in china e o outro made in Japan (150u$ mais caro). Depois de um tempo o made in Japan deu pau na memoria ram e quando fui trocar, todas as peças estavam escritos made in china… não se tem pra onde correr…

        • flaviomm

          não tem mesmo.. bem vindo à fábrica do mundo: china.

          • xrs250

            Bom eu sei que a Toyota se instalou lá em 1969 e na época havia imposto de importação e uma proteção a indústria local, hoje não existe esse imposto e lógico muitas marcas já usaram a Austrália para vender no Japão.

  • mvnascimento

    Agora procurem uma reportagem dizendo que os sindicatos na Austrália estão ameaçando com isso, chantageando com aquilo…

  • luizcrjr

    Engraçado não vejo noticias que os governantes da Austrália se preocupam com isso, será que eles não precisam das industrias?

    • thinkt4nk

      A situação deles é completamente diferente da que temos no Brasil. Por aqui precisamos MUITO da indústria automotiva, ela representa um percentual bem grande do PIB e emprega centenas de milhares de pessoas. Já na Austrália estamos falando de um mercado bem menor, com uma população que é 10% da que temos aqui, mas com uma economia focada na mineração e tecnologias inovadoras. Jamais poderíamos nos dar ao luxo de acabar com as montadoras no Brasil, mas por lá isso não chegará a ser tão danoso.

    • henriique12

      Países desenvolvidos possuem parque industrial diversificado. O impacto da perda dessas montadoras não é grande. Aliás, boa parte dos países que baseiam suas economias em montadoras são do 3° mundo.

  • Louis

    Vai ficar igual ao Chile, consumidores com bons carros, mas tudo importado.

    • AG47

      Tadinhos. Quero eu que a gente estivesse igual ao Chile.

      • MarcosBittencourt

        Diga isso aos milhares de funcionarios que produzem carros no Brasil. Depois arrume emprego para toda essa cambada

        • granrs78

          Mas sustentamos politicos, construção de porto em Cuba, impostos altissimos, estádios, haitianos, presos e suas familias, portanto seria mais uma coisa para nós brasileiros sustentarmos, mas por outro lado, teríamos carros de verdade e os mesmos que rodam lá fora, e não adaptações a preços de ouros como temos atualmente.

          • MarcosBittencourt

            Continuo não concordando contigo. Eu sei que o problema do Brasil é mais embaixo, mas pense comigo.
            Fábricas geram impostos, empregos, desenvolvimento tecnológico, enfim, um país sem fábricas "para no tempo".
            A culpa disso tudo é do governo. Quando se tem dinheiro sobrando, você acaba usando onde não deveria ou acaba desviando.
            Por fim, por mim só poderia vender carros no Brasil quem tivesse fábrica ou centros de tecnologia. Quem não quer ganhar MUITO e fácil?

          • ebrotto

            A gente sustenta construção do porto em cuba mas espera-se que esse dinheiro volte para o Brasil, desde a construção quem está lucrando são empresas brasileiras, temos que torcer para que esse investimento volte para cá e que seja bem aplicado.

            Esse vídeo é interessante p entender um pouco sobre o porto
            http://noticias.r7.com/record-news/videos/211-jor

            • eduardo82br

              É ridículo investir o dinheiro do pagador de impostos em qualquer país que seja. Olhe a situação dos nossos portos. Esse negócio de "esperar que o dinheiro volte" não cola. Se tivesse investido no porto de Santos, muitas compras de grãos não teriam sido canceladas e isso sim seria dinheiro para o país – e não seria necessário "esperar".

            • MM_

              Os termos do empréstimo são confidenciais. Só isso já está errado. O governo esta dando meu dinheiro para Cuba e Odebretch

            • granrs78

              Discordo completamente disso, pois como se o nosso país não precisasse de investimento em infraestrutura. Os nossos portos estão sucateados e operando no limite, ferrovias completamente esquecida, estradas em péssimo estado de conservação e o nosso Governo constroí porto em Cuba? Isso está mais do que na cara qual foi o motivo: lavagem de dinheiro inclusive com as empresas brasileiras que fizeram a construção e financiamento de campanha politica. Sabe quando Cuba irá pagar a divida brasileira? Nunca, pois a nossa presidente e seu partido de corruptos e ladrões chamado PT, é conivente com o regime ditatorial cubano, e esse nosso dinheiro irá ficar por lá mesmo.Um exemplo que começou a aparecer foi essa farsa dos mais médicos, pois a médica cubana que pediu para sair, disse que o Governo cubano repassou para ela, somente 400 dólares de pagamento, e o restante ficou para Cuba. Eu não quero nem ver o rombo que teremos no final dessa baderna que esse PT e seus militantes estão deixando para o nosso futuro, e só não enxerga isso quem não quer.

        • Andre Dias

          Se eles forem bons funcionários mesmo, podem inclusive ir trabalhar em fábricas do exterior.
          Caso contrario, procuram outro emprego. O mercado é dinâmico e tanto os empresários quanto os empregados precisam estar prontos para mudanças radicais a qualquer momento.
          Defender determinada indústria ou segmento de mercado somente por causa dos empregos que ele gera, a despeito de sua importância real para a economia, é andar para trás.

          • MarcosBittencourt

            Trabalhar no exterior também é ruim para o país, pois o lucros continuam ficando no exterior e nós ficamos com os apertadores de parafuso, enquanto a MO qualificada vai-se pela fronteira.

            Mas nisso a culpa não é do governo, este da incentivos para toda a população estudar, basta cada um agarrar a sua chance. Alguns vão ter o benefício de estudar de graça outros vão ter que financiar os estudos. Enfim, motivo para não estudar é o que não falta para o desleixado.

            Mas convenhamos que de nada adianta a população ter formação profissional, se não tem onde trabalhar, vide Cuba e seus médicos.

            Mas concordo com você quanto ao dinamismo do mercado, se você ficar para trás tem 5 esperando a sua vaga.

            • Andre Dias

              Eu defendo o indivíduo, o sucesso do país para mim é secundário ao sucesso individual de cada um. Se você tem uma oportunidade melhor, dentro ou fora do país, vá em frente. Mesmo que você se mude com toda sua família, ainda poderá visitar no futuro sua terra natal.
              E creio que é uma falácia atribuir geração de empregos a qualquer Governo que seja. Todo político no mundo todo, seja nos países capitalistas ou nos poucos socialistas, sempre estufa o peito para falar "geramos tantos empregos". Mas nunca ninguém fala quantos foram perdidos, exportados, ou pior, a qualidade de tais empregos gerados. Ascensorista de elevador não é um emprego relevante para a economia, assim como diversos outros, mas entra nas estatísticas. E o pior disso tudo é que não cabe ao Governo gerar emprego. Quem gera emprego, renda e desenvolvimento é o mercado. Ao Governo cabe apenas atrapalhar o mínimo possível.

          • Ughadoo

            A indústria no Brasil é relativamente pequena; se um setor parar, os fornecedores que fornecem para esse setor e para outros podem ter dificuldades e também parar, provocando um efeito em cascata.

            Se as montadoras fecharem o rombo na indústria vai ser muito mas muito maior que apenas os empregos diretos.

            Na verdade o pais já está nesse caminho; é só ver que a participação da indústria no PIB cai ano a ano; em breve seremos literalmente uma república das bananas, onde só se produz itens agrícolas e minério bruto.

    • jcamazano

      E baratos!!!

  • PauloNJR

    Eiii sou emergente, mais te dou muito lucro, venha logo!
    Ass: República Federerativa do Brasil

    • xrs250

      O problema é que a dona Toyota já está no Brasil e se deu bem com Corolla e Hilux e se deu mal com o Etios.

    • FelipeLange

      Verdade. As fabricantes piram no consumidor brasileiro.

    • CharlesAle

      Pelas contas da economia no Brasil,"emergência"é uma palavra que cai melhor!!!!

  • fuas_herv

    Isso tinha que estar acontecendo aqui, estamos em ano eleitoral e a ditadora petralha (dizem) está na frente das pesquisas, por isso, cairia bem uma recessão, desemprego nas alturas, quebra-quebra e se fosse o caso, até uma pequena guerra civil, alguns milhões de mortes pra ver se a pobraiada para de votar na internacional máfia petralha.

    • Ricardo

      Meu Deus,,, para que tanto ódio…

      • xrs250

        O ódio acima de tudo. torcendo contra o país… querendo que o pais vai mal, só por que não é partido querido que está no poder. aí não dá. olha não gostar determinado partido tudo bem ,agora torcer para dar errado…. existe uma boa distância.

        • FelipeLange

          Os partidos são farinhas do mesmo saco, mas o PT consegue ser pior que tudo isso. PeTralhas incompetentes que financiam portos em Cuba, Uruguai e perdoa dívidas de outros países.

          • ebrotto

            Felipe, assiste o vídeo que postei em uma resposta acima para entender um pouco melhor sobre o porto de Cuba, a entrevista é com o diretor da Fiesp e ele traz uma nova visão sobre a obra, n gosto mto do que o PT anda fazendo no governo federal mas n é justo somente criticar sem procurar saber como o colega de cima que torce para que uma recessão apareça por aqui sem ter noçao sobre o que fala.

            Aqui em sp o PT não é de longe o pior, o tanto que a máfia tucana fez durante 20 anos está surgindo agora mais do que nunca mostrando o estado deplorável que o estado se mostra.

            • eduardo82br

              Queria saber que estado deplorável é esse. Agnelo Queiroz do PT com 10% de aprovação e com índices de criminalidade batendo a porta de São Pedro. Mesma coisa com o Jaques Wagner: pífia provação de 28% e criminalidade em alta na Bahia.

    • Larry

      Não sou simpatizante de nenhum partido político, mas é interessante como existem pessoas que atribuem a corrupção na política a chegada do PT ao poder em 2002. Antes disso o Brasil não conhecia a corrupção? Senhores, a corrupção está enraizada na política brasileira desde o império, e não importa qual partido político esteja no poder, a corrupção estará presente…

      • Andre Dias

        O PT não é o único partido corrupto do país. Na verdade possivelmente em 100% dos partidos há corruptos.
        Entretanto o PT é o primeiro partido que admitiu a corrupção como arma de governo de maneira aberta ao desdenhar de todas as acusações óbvias e ao defender indivíduos já condenados pela justiça.

      • xrs250

        Eu digo que é mais antiga que o Império é desde de Pedro Álvares Cabral!!!!!!

      • AutoNacional

        O problema é que o PT, antes de chegar ao poder, sempre era contra a corrupção, a criticava com veemência. É como um atleta que é ídolo de uma nação, esse atleta sempre foi contra o uso de drogas em toda sua vida, quando do nada surge um vídeo na internet com o atleta fumando algo que não devia. Apesar de muitas pessoas usarem drogas no dia a dia.

    • ebrotto

      Éber, me desculpe mas um comentário como esse n deveria ser permitido, absurdo esse preconceito nojento que a pessoa demonstra.

      • MM_

        Pré conceito é quando a pessoa julga antes de conhecer. Não é o caso.

  • CanalhaRS

    Coitados dos Australianos.

  • xrs250

    Agora a morte da indústria automobilista australiana em 2018.

    Nasceu em 1948(se não contar o tempo que a Holden fazia carroças e é sério) e morrerá em 2018.

  • Piemonte

    No caso da Austrália, o principal problema é o baixo consumo, pouca exportação e importação fácil. Neste caso, acredito que a melhor saída seja mesmo a importação, ainda mais que o Japão, é 'ali pertinho'!

    • xrs250

      Isso é verdade. lembrando que eles chegaram a proibir importações de carros completos de 1948 a 1972 e a desse ano começou a liberar e depois virou sem imposto e exportações sustentavam a indústria australiana. agora é o adeus da Industria automotiva.

  • Freaky_Boss

    Austrália, troco minhas montadoras pela sua educação.
    Assinado: Brasil

    Tenham uma boa tarde.

  • Mas que coisa não , agora por lá só carro importado!!!!

  • adrisev

    Venha fabricar aqui… pago o triplo… com juros exorbitantes….. e prestações a perder de vista… é lucro garantido por muito e muito tempo kkkkkk

  • Tosoobservando

    Mas a Holden nao era Australiana antes de ser comprada pela GM? So voltar a fabricar carros proprios, ate Taiwan tem motadora propria, pq eles nao?



Send this to friend