Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

O Chevrolet Tracker 2020 é um modelo que chegou ao mercado nacional em março de 2020, sendo um sucesso imediato, mesmo diante de um cenário improvável, a pandemia de coronavírus, que fez a economia do Brasil fechar, mas não impediu o novo SUV compacto de até liderar as vendas no segmento.


Com layout bem desenvolvido e porte adequado, o Tracker de terceira geração chegou apoiado pelo sucesso dos novos Chevrolet Onix e Chevrolet Onix Plus, com os quais compartilha a plataforma VSS-F e os motores CSS Prime. Bem mais leve que o anterior, o modelo teve a produção concentrada em São Caetano do Sul, na área da antiga linha do Chevrolet Opala.

Projetado no Brasil e na China, o Novo Tracker chegou com um visual frontal mais agressivo que os irmãos menores, mas o conjunto da obra é o destaque do produto, que é uma renovação importante em relação ao modelo anterior, que era pesado visualmente. Já em relação ao interior, o modelo traz uma proposta razoável em acabamento, mas com conteúdo de referência.

A internet a bordo com 4G e Wi-Fi foi um chamariz enorme, assim como ocorreu com os dois compactos, chegando a ter teto solar panorâmico, ar-condicionado dual zone, botão de partida, carregamento de smartphone por indução (wireless), bem como alerta de colisão frontal com frenagem de emergência, detector de pedestres e alerta de ponto cego.

O Tracker 2020 vinha de fábrica com seis airbags, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, direção elétrica, ar-condicionado, vidros e retrovisores elétricos, entre outros. Foi oferecido inicialmente nas versões Turbo, Turbo LT, Turbo LTZ e Turbo Premier.

Tracker 2020 – detalhes

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Vinha ainda com multimídia MyLink dotada de tela de 8 polegadas sensível ao toque com projeção para Google Android Auto e Apple CarPlay, tendo ainda câmera de ré e sistema On Star, com navegação guiada, concierge, comandos remotos, incluindo partida remota, entre outros.

No Tracker 2020, o pacote de equipamentos incluiu ainda o estacionamento automático, algo visto nos Onix e Onix Plus, sendo um extra interessante num SUV compacto, ainda sem comparação com rivais do mercado. Com bom espaço interno, o SUV compacto da GM tem 393 litros de porta-malas, o que poderia ser melhor.

Já na motorização, o destaque são os motores de três cilindros CSS Prime 1.0 Turbo e 1.2 Turbo, ambos sem injeção direta de combustível. Apesar disso, os consumidores já sabiam que não seria um carro beberrão, dado que Onix e Onix Plus com o 1.0 Turbo eram bem frugais, mesmo após a atualização que reduziu o “poder” do pequeno propulsor.

Com turbocompressor e intercooler, o CSS Prime está anos-luz dos motores da Caoa Chery, por exemplo, que são beberrões e possuem péssima classificação de eficiência energética na tabela do Inmetro. Suaves em funcionamento, bem mais que o Kappa 1.0 TGDI da Hyundai, eles casaram bem com o Novo Tracker.

O 1.0 Turbo tem 116 cavalos e torques de até 16,8 kgfm, enquanto o 1.2 Turbo tem até 133 cavalos e 21,4 kgfm. Ambos são apoiados por uma caixa GF6-3 de seis marchas e trocas num botão da alavanca, um local ruim. O 1.0 Turbo tem opção de câmbio manual de seis velocidades. Na oferta, duas versões Turbo e Turbo Premier, tinha opção do 1.2 Turbo.

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Bem colocado no mercado, o Tracker é um SUV compacto desejável em qualquer situação, seja novo ou usado, além de ser bem valorizado no mercado. A diferença de valor da tabela Fipe para a geração antiga de ano anterior, é de mais de R$ 10.000 para termos uma ideia.

Quando chegou, custava de R$ 82.000 a R$ 112.000, porém, a GM criou uma versão PCD que saía por R$ 57.000 e eclipsou o mercado para clientes portadores de deficiência, por ser baseado na versão LT, tirando apenas três itens: tampa do bagageiro, padronagem diferenciada dos bancos e retrovisores sem pintura. Não tinha internet a bordo, mas as revendas ativavam a funcionalidade.

Aliás, falando nisso, o sistema tinha um alcance de 15 metros com conexão simultânea de até 7 aparelhos móveis via Wi-Fi. O serviço da Claro tinha pacotes e preços de 2 GB por R$ 29,90, 5 GB por R$ 39,90, 10 GB por R$ 59,90 e 20 GB por R$ 84,90. Ou seja, ter um Tracker PCD era vantajoso demais, sem contar a isenção de IPVA e estacionamento preferencial ou exclusivo.

Com isenção de IPI, ICMS e IOF (quando não financiado), o Tracker 2020 em versão PCD teve 1.000 unidades inicialmente, sumiu das lojas e voltou em ocasiões diferentes. No mercado de usados, essa versão não é encontrada, pois, não se pode vendê-la em menos de quatro anos. Já as demais, é preciso pesquisar muito para achar o melhor preço.

O Chevrolet Tracker 2020 tem frente com faróis simples ou duplos com projetor de LED, tendo grade afilada ao centro com logotipo da Chevrolet e a parte inferior cromada. A frente tem ainda grade centralizada hexagonal com acabamento preto e frisos cromados, assim como para-choque com molduras laterais e luzes diurnas em LED. Há também sensores de estacionamento.

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Nas laterais, saias envolventes na base da carroceria e retrovisores com repetidores de direção, além de rodas de liga leve aro 16 ou 17 polegadas, calçadas com pneus 215/60 R165 ou 215/55 R17. O Tracker tem ainda frisos na base das janelas. Na traseia, as lanternas elevadas têm formato compacto com a vigia sendo coberta por um defletor de ar.

Já o para-choque tem acabamento preto e vem com aplique na parte central em cinza. Por dentro, o Tracker 2020 tem painel com texturas diferenciadas nas versões LT, LTZ e Premier, com esta última sendo revestimento soft com tonalidade azul e costuras personalizadas, tendo ainda volante em couro de três raios e comandos multifuncionais.

O cluster é analógico e conta com display central digital, com computador de bordo e informações como nível de combustível e temperatura da água. A multimídia tem tela de 8 polegadas e sistema MyLink com tela de 8 polegadas, além de projeção para Google Android Auto e Apple Car Play. Tem ainda câmera de ré e sistema OnStar com navegação guiada.

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Há também conexão 4G com Wi-Fi. O ar-condicionado pode ser manual, automático ou dual zone, tendo ainda carregamento indutivo de smartphone e alavanca de câmbio com base em preto brilhante. Os bancos podem ser em tecido ou couro, com ajuste em altura para o motorista. O teto pode ser normal ou elétrico com vidro panorâmico e persiana elétrica.

O banco traseiro é bipartido, com apoios de cabeça completos, assim como cintos de 3 pontos. No Tracker, há Isofix e Top Tether. O bagageiro tem 393 litros e vem com iluminação. Já o espaço interno é bom, especialmente no assento traseiro.

No Tracker, os vidros são elétricos com comandos nas portas, tendo ainda retrovisores elétricos, retrovisor dia e noite, para-sois com espelhos, luzes de leitura, alças no teto, entre outros. O SUV tem ainda faróis com acendimento automático, estacionamento automático, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, entre outros.

Tracker 2020 – versões

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT
  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo LT
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo LTZ
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier

Equipamentos

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT – Motor 1.0 Turbo, mais transmissão manual de seis marchas, ar-condicionado, direção elétrica, faróis simples, luzes diurnas em LED, seis airbags, rodas de aço aro 16 polegadas, pneus 215/60 R16, freios ABS, controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, vidros elétricos, travas elétricas, banco traseiro bipartido, retrovisores elétricos, maçanetas e retrovisores pretos, lavador e limpador do vidro traseiro, desembaçador do vidro traseiro, vidros verdes, para-brisa degradê, coluna de direção ajustável em altura e profundidade, cobertura do porta-malas, iluminação no bagageiro, cintos de 3 pontos, Isofix, banco do motorista com ajuste em altura, fonte 12V, multimídia MyLink com tela de 8 polegadas, Google Android Auto, Apple CarPlay, OnStar, alças no teto, retrovisor interno dia e noite, para-sois com espelhos, luzes de leitura, cintos dianteiros com pré-tensionadores, alarme, computador de bordo, trava de segurança nas portas traseiras, bloqueio dos vidros, entre outros.

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT – Itens acima, mais motor 1.2 Turbo, transmissão automática de seis marchas, piloto automático e maçanetas e retrovisores na cor do carro.

Chevrolet Tracker 1.0 Turbo LT AT – Itens do 1.0 Turbo, mais transmissão automática de seis marchas, piloto automático, maçanetas e retrovisores na cor do carro, conexão 4G LTE com Wi-Fi, câmera de ré, rodas de liga leve aro 16 polegadas, sensor de estacionamento, volante em couro, detalhes do acabamento em cinza e bancos com padronagem exclusiva.

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo LTZ AT – Itens acima, mais motor 1.2 Turbo, padronagem dos bancos diferenciada, ar-condicionado digital automático, teto solar panorâmico, sistema de estacionamento automático, faróis full-LED, rodas de liga leve aro 17 polegadas, pneus 215/55 R17, alerta de ponto cego, acendimento automático dos faróis, chave presencial com botão de partida e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros.

Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier – Itens acima, mais detector de pedestres, alerta de colisão, ar-condicionado dual zone, frenagem automática de emergência, detalhes premium no acabamento, carregamento de celular por indução e bancos e portas com acabamento em couro.

Preços

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT: R$ 82.000
  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo LT AT: R$ 89.900
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo LTZ AT: R$ 99.900
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT: R$ 90.500
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo Premier AT: R$ 112.000

Tracker 2020 – motor

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

O Tracker 2020 era equipado com dois motores da linha CSS Prime, que tem origem na PATAC da China, assim como na Opel, sendo uma evolução do motor S-Tec de origem sul-coreana (Daewoo), sendo construídos em alumínio e com duplo comando de válvulas variável, mas com duas versões de alimentação.

No Brasil, por conta de custos, a General Motors decidiu-se pela injeção indireta, com bicos injetores na galeria do coletor de admissão, reduzindo também o custo de reparação nesse caso em relação ao injetor de câmera (direta) que tem preço elevado no mercado de autopeças.

Com turbocompressor e intercooler, o Tracker 1.0 tem 999 cm³ e taxa de compressão de 10,5:1, além de 116 cavalos a 5.500 rpm com 16,3 kgfm na gasolina e 16,8 kgfm no etanol, ambos a 2.000 rpm. Já o 1.2 Turbo tem 1.199 cm³ e a mesma arquitetura do 1.0 Turbo, porém, com volume maior e calibragem diferenciada.

Este tem 132 cavalos na gasolina e 133 cavalos com etanol, igualmente a 5.500 rpm. Já o torque é de 19,4 kgfm no derivado de petróleo e 21,4 kgfm no combustível vegetal, ambos também a 2.000 rpm. Ele é equipado apenas com transmissão automática GF6-3 de seis marchas e mudanças manuais por botão, tendo ainda função “M”, um pouco mais esportiva.

Com conversor de torque, essa caixa de transmissão também está disponível para o 1.0 Turbo, que tem ainda opção de transmissão manual de seis marchas com embreagem de acionamento hidráulico. Lá fora, esses dois motores da GM têm ainda versões com injeção direta de combustível, sendo usados no mercado chinês.

Lá, o Onix (Sedan) tem 125 cavalos e 17,3 kgfm, enquanto o Tracker tem o 1.2 com 139 cavalos e o mesmo torque daqui, ou seja, 21,4 kgfm. Talvez estas variantes do CSS Prime estarão disponíveis no Brasil nos próximos anos em substituição aos atuais propulsores. Talvez até equipados com transmissão CVT.

Desempenho

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT – 10,5 segundos e 177 km/h
  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo AT – 10,9 segundos e 177 km/h
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT – 9,4 segundos e 185 km/h

Consumo

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo MT – 9,0/10,4 km/l e 13,0/14,8 km/l
  • Chevrolet Tracker 1.0 Turbo AT – 8,1/9,4 km/l e 11,7/13,5 km/l
  • Chevrolet Tracker 1.2 Turbo AT – 7,7/9,4 km/l e 11,2/13,5 km/l

Tracker 2020 – manutenção e revisão

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.0 TurboR$ 432,00R$ 752,00R$ 640,00R$ 820,00R$ 616,00R$ 752,00R$ 4.012,00
1.2 TurboR$ 432,00R$ 752,00R$ 640,00R$ 820,00R$ 616,00R$ 752,00R$ 4.012,00

Tracker 2020 – ficha técnica

Tracker 2020: preço, consumo, ficha técnica, motor, versões

Motor1.0 Turbo1.2 Turbo
Tipo
Número de cilindros3 em linha3 em linha
Cilindrada em cm39991199
Válvulas44
Taxa de compressão10,5:110,5:1
Injeção eletrônicaIndireta, turboIndireta, turbo
Potência máxima116 cv a 5.500 rpm (gasolina/etanol)132/133 cv a 5.500 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo16,3/16,8 kgfm a 2.000 rpm (gasolina/etanol)19,4/21,4 kgfm a 2.000 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 6 marchas ou automática com 6 marchasAutomática com 6 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoElétricaMecânica ou hidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço ou liga leve aro 16 ou 17 polegadasLiga leve aro 17 polegadas
Pneus215/60 R16 ou 215/55 R17215/55 R17
Dimensões
Comprimento (mm)4.2704.230
Largura (mm)1.7911.656
Altura (mm)1.6241.464
Entre eixos (mm)2.5702.465
Capacidades
Porta-malas (L)393480
Tanque de combustível (L)4455
Carga (Kg)410410
Peso em ordem de marcha (Kg)1.196 (MT) 1.248 (AT)1.271 (AT)
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,350,35

Tracker 2020 – fotos

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.