Comprando e Vendendo Longform Mercado

Trocando de carro: ponto de vista e prioridades

move up! (9)

Prezados leitores, recentemente realizei a troca do meu carro e compartilho com vocês como foi o processo de escolha do novo veículo.

Sou morador de Porto Alegre, casado, sem filhos, com 32 anos e financeiramente estável. Rodo aproximadamente 1.800Km por mês, em percurso misto (cidade/estrada).

Possuía um hatch compacto, 1.6, 2012, com ar-condicionado, direção hidráulica e vidros (dianteiros)/travas elétricos. Estava com aproximadamente 80.000km e já apresentava necessidade de manutenções além das incluídas nas revisões. Na cidade fazia 10,5Km/l e, na estrada, 14,5km/l, significando média de 12,5km/l, com gasolina. Nos testes do LATIN NCAP foi mal classificado e não possuía airbags e freios ABS.

Eu e a minha esposa conversávamos constantemente sobre qual seria o nosso próximo veículo, prevendo trocar no final do ano. Planejávamos outro hatch 1.6, mas, dessa vez, topo de linha. Estava tudo certo, até que alguns fatores começaram a alterar os planos…

O primeiro deles foi os constantes aumentos de preço dos combustíveis em Porto Alegre: estava pagando R$4,179 por um litro de gasolina aditivada na época da troca. Toda semana um bom dinheiro ficava no posto e, por saber que existem no mercado veículos mais econômicos que o que eu possuía, esse gasto estava me incomodando.

O outro fator foi que, desde o começo do ano, sofremos dois pequenos acidentes no trânsito urbano, somente com danos materiais, ambos causados e reconhecidos por outros motoristas. Ou seja: apesar de dirigir com toda atenção e prudência, sofremos duas colisões, e o meu carro não era uma referência em segurança…

Enfim, com esses fatores e mais a necessidade de manutenção do carro que possuíamos, resolvemos antecipar a troca. Conversando, definimos as prioridades atuais: ser um veículo econômico, seguro, “completo”, com espaço suficiente para eventuais caronas e porta-malas similar ao que possuíamos.

Definidas as prioridades, optamos por um veículo que considero um bom produto dentro do seu segmento, porém um mau negócio quando 0km, devido ao preço de compra: UP. Para torná-lo um bom negócio, optamos por um seminovo. Não demorou muito para encontrarmos um Move UP 2015/2015, com onze meses de uso, 22.800km, em garantia, em concessionária VW, com uma diferença de R$8000.00 para o preço de um 0Km. Fechamos negócio.

Quanto as nossas prioridades, pontuarei brevemente o que o veículo nos oferece:

– Economia: na cidade estamos rodando 14,5km/l e na estrada 19,5km/l, resultando em um consumo médio de 17km/l, visto que a quilometragem rodada em trajetos urbanos e rodoviários é equivalente. Em percentual, representa um ganho de 36% comparado ao que gastávamos antes. Considerando a média de 1800Km/mês e o custo de R$4,179 da época da troca, rodamos a mesma quilometragem gastando aproximadamente R$159,00 a menos por mês.

– Segurança: cinco estrelas para adultos e quatro para crianças no LATIN NCAP

– “Completo”: o carro possui duplo air bag, freios ABS, ar-condicionado, direção elétrica, trio elétrico (vidros traseiros manuais) com fechamento automático e sistema “um toque” nos vidros dianteiros, espelhos elétricos, alarme, computador de bordo, rodas em liga-leve, faróis de neblina, sensor de estacionamento e rádio com USB.

– Espaço interno: apesar do tamanho externo reduzido, o carro acomoda bem quatro pessoas, sendo até melhor que alguns carros classificados como compactos.

– Porta malas: está dentro do tamanho esperado para a categoria, sendo, novamente, até melhor que alguns carros classificados como compactos.

Até o momento, estamos satisfeitos com a troca realizada. Considero que não existe um veículo perfeito, e, sim, o veículo que mais se enquadra nas necessidades/gostos de cada pessoa, sejam por fatores racionais ou emocionais. No nosso caso e, para essa compra, o racional falou mais alto.

Quanto ao “ponto de vista” do título do artigo? Bem, para alguns (e já ouvi pessoalmente) descemos um degrau, passando de um compacto 1.6 para um subcompacto 1.0. Para nós, subimos! E mais que um!

Obs.: Quanto aos fatores racionais/emocionais, compartilho imagem do outro veículo da família. Nesse, o fator emocional fala muito mais alto!!!

fusca-azul

Por Guilherme Stoffel





  • fschulz84

    Eu sempre parto da tese que cada um sabe a necessidade que possui.

    Não vejo como um downgrade se você julgou que o up te atendeu às expectativas…

    Downgrade seria se você, no pesar da balança, veria que aplicou seu dinheiro em um bem que não te trouxe satisfação superior ao produto anterior.

    Eu passei por situação similar recentemente e fiquei bem confuso e indeciso, mas no fim, acho que o resultado foi completamente satisfatório apesar de que no quesito consumo, ao contrário do seu caso, eu tive um downgrade bem considerável hehe

    • Marco Antônio

      Sandero RS? kkk

      • fschulz84

        Não, no meu caso, eu tinha um Focus 2009 Ghia 2.0 Manual e troquei por um Fluence Privilége 2011

        • Marco Antônio

          kkk chutei bem errado.

          • fschulz84

            Na verdade eu também dei a entender que o meu caso era parecido hehe

            O que eu passei que foi bem similar foi a sensação de que poderia fazer um downgrade (não de veículo em si, mas talvez da dirigibilidade que eu tinha no Focus), de que poderia me arrepender depois… Mas sinceramente, não me arrependi nem um pouco até o momento!

            • Marco Antônio

              Eu acho ambos os carros muito bacanas. Mas a foto do perfil com o RS que foi o grande responsável pelo chute. kkkk

              • PEDAORM

                Acredito que esse RS é do Focus RS, pela fonte.

                • Marco Antônio

                  Ahh deve de ser mesmo. Nem sabia que o Focus tinha um RS. Bom saber. (y)

                  • PEDAORM

                    Carrão, 350cv e tração intergral, não é comercializado no Brasil. Tem ainda uma versão esportiva mais leve, a ST.

                    • Marco Antônio

                      Mas Brasil né velho, uma grande gozação de mal gosto.!

                • fschulz84

                  Exatamente, o RS é o do Focus mesmo. Minha meta é um dia conseguir ter um destes :)

                  • PEDAORM

                    Não deixa de colocar um relato aqui para nós!!! Boa sorte, sou doido por esse carro também, atual dono de um Mk3.

                  • Vagnerclp

                    Minha meta é um dia conseguir ter um Focus…de preferência sem o câmbio powershift.

  • Rodrigo

    Passar de um Fusca pra o up! é downgrade? Não acho que falaram sério. Duvido que alguém creia nisso!
    De qualquer forma esse texto parece mais opinião do dono do que relato de troca de carro.
    Mas vale mesmo assim.
    Boa compra!

    • Alfredo Araujo

      Vc deveria ler o texto, ao invés de comentar baseado em “flashes” e fotos…

      • Rodrigo

        Você deveria estudar interpretação de texto e ser mais sociável.
        Ninguém é obrigado a ter a mesma opinião que você!
        Eu achei iisso mesmo que escrevi acima, e seu ataque tentando minimizar o meu comentário ao invés de argumentar, não me faz mudar de idéia.

        • Alfredo Araujo

          Sobre ser sociável eu concordo… sobre o resto…
          Vá ler o texto novamente… kkk

          • Rodrigo

            Pois é! Tanto que me retratei logo após! Que mancada!
            Desculpe aê! =p

      • Rodrigo

        Rapaz… foi mal… acabei de notar o detalhe de que o carro era 2012.
        Li o texto sim, antes de comentar. Mas não estou me atentando aos detalhes.
        Tô ficando velho….

        • Marco Antônio

          Fiz a mesma confusão. Li o texto pelas coxas, sem o óculos. kkk Depois que lembrei, mas pera ai.. o outro carro era 2012. kkkk

  • Thiago_NCO

    22.800 km com 11 meses de uso? Acho muito. Eu não compraria. Poderia ter encontrado um exemplar com 10mil km a menos.
    De qualquer maneira, cada um é livre para tomar suas decisões de compra.

    • Luiz Fabri

      Comprei um New Fiesta com 2 anos de uso, 18000km por 10mil a menos que o 0km. Na minha opinião, fiz um ótimo negócio! E em menos de 1 ano já rodei 25mkm… Dependendo da cidade, fazer 20mkm num ano é facil!

      • Thiago_NCO

        Sim, depende do percurso, do uso, das necessidades… mas, convenhamos, você roda demais! rs

        • É o mesmo caso do autor do texto. O cara roda 1800 km por mês.. pra ele não faz diferença se o carro está ‘pouco’ ou ‘muito’ rodado pra um ano de uso, pq em 2 ou 3 anos o carro estará muito rodado de qquer jeito.

      • PEDAORM

        Focus com um 1 ano de uso e 11 mil km rodados, super satisfeito até agora.

    • Marcelo Nascimento

      Mas não é melhor um carro que rodou 22mil na estrada do que um que rodou 10mil no engarrafamento?

      • Gustavo73

        Bem melhor sem dúvida do que um pouco rodado, mas que o motor não atinja a temperatura ideal antes de ser desligado

      • Thiago_NCO

        Ué, mas na dúvida de onde rodou, não é melhor ir logo no pouco rodado?

        • Alvaro Guatura

          Não

        • PEDAORM

          Tão rodado em tão pouco tempo, tendem a ser percursos longos, estrada.

        • Marcelo Nascimento

          22 mil em 11 meses, no trânsito aqui do Rio é impossível! :-)

    • PEDAORM

      As vezes o carro é mais utilizado em estradas por isso a alta km em pouco tempo, apesar de ser mais rodado, teoricamente sofre menos do que os que rodam nos centros urbanos.

  • Ricardo

    Boa escolha, também estou comprando um UP para ser o meu carro de uso na cidade, tenho um Renault Fluence que bebe muita gasolina. Compartilho da opinião que se vc usou um Fusquinha na sua infância aquele painel do UP da cor da carroceria remete ao fusca com certeza.

    • Eduardo Gregório

      +1 aqui!
      Pensando em trocar um Civic por um Up “foguetinho”!

  • Iran Borges

    Poderia ter dito qual era o carro anterior.

    • BillyTheKid

      Provavelmente Gol ou Palio

      • Marco Antônio

        fusca

        • Osni Duarte

          FUSCA 2012???

          • Marco Antônio

            Eu li tudo errado.!

            • kkkkkk

              • Marco Antônio

                kkkkkk o mais engraçado é admitir.!

    • Matheus Cavalheiro

      E o preço que comprou o novo.

      • Hiboria

        Mas ele falou, R$ 22.800,00, ou entendi errado?

        • Matheus Cavalheiro

          22800 Km. R$8000 de diferença pra o zero à época da compra.

          • Hiboria

            Opa, entendi errado mesmo, valeu. Por isso é bom ser educado kkkk :)

        • Gustavo73

          Provavelmente 35mil, 8 mil a menos que um Move Up 0km.

    • Marco Antônio

      Tem um fusca de todo tamanho no fim da matéria. kkk

    • Marcos

      Aposto em Fox 1.6!

      • Gustavo73

        O Fox obteve 4 estrelas no teste de colisão. Verdade que o modelo dele não tinha abs e aibags mas em 2012 nenhum compacta nacional tinha.

        • Rodrigo

          Acho que só o Onix já tinha, pois era 12/13 (a lei passou a valer em 2013, certo?)

          • Gustavo73

            2014.

            • Daniel

              Mas os projetos novos a partir de 2012 (se não me esgano) já teriam que oferecer abs e airbag de serie, a partir de 2014 é que TODOS tinham que oferecer

              • Gustavo73

                Era obrigado a aumentar o índice de veículos com airbags. Seguindo a lógica as o compactos foram os últimos a oferecer abs e 2ab de série. No máximo em versões mais caras. O Fiesta mexicano na versão SE top(não era Titanium) tinha 7 airbags esp e abs. Mas a SE básica não tinha nem abs e nem airbags. Tinha carro com aibags e sem abs, e por aí vai.

        • Marco Schneider

          Tive um Sandero 2012/2013 e ele tinha ABS e Airbag! Era opcional, mas tinha hehe

      • Zoran Borut

        Pela descrição toda, imagino que seja um Ford Ka 1.6 2012.

      • Luciano Souza

        Creio que um Old Fiesta 1.6 2012.

    • Alvaro Guatura

      É o básico, achei todo o restante bem fraco pois o modelo do carro trocado não foi exposto.
      Me senti como se tivesse matado uma aula importante, e estivesse na aula seguinte boiando

    • Miro Saraiva

      Chutaria sandero

  • Douglas

    A maioria de se preocupa tanto com espaço interno e porta-malas que termina deixando o prazer ao dirigir de lado.

    Na escolha do carro, o mais importante para mim é a dirigibilidade.

    Porta-malas grande quase todo carro nacional tem, até o do Mobi eu já acho mais que suficiente para um carro compacto, só precisa mesmo levar uma mochila ou algumas compras e pronto.

  • Lucas086

    O carro anterior acho que era um Sandero. Sobre a nova escolha, ele colocou as necessidades logo de cara, então era meio óbvio que ia escolher o Up!, mas hoje poderia ser o Gol que já conta com o mesmo motor, com acabamento bem melhor, espaço melhor e visual apesar de pessoal, que nem ae compara.

    • Bruno Wendel Marcolino

      porém esse Gol que tu citou só 0km, ele deve ter pago nesse up! uns 33k seminovo.

      • Lucas086

        Nem eu e nem vc sabe, vai que na hora ele podia ter pago a diferença e pego um zero km, no caso o Gol, que tem o mesmo powertrain?

        • Bruno Wendel Marcolino

          Cara, a matemática é simples, ele disse que conseguiu por 8k abaixo do 0km, um move up! sai por 43k. Certamente ele pagou entre 33-35k.

          quanto ao Gol, realmente tem o mesmo powertrain, mas ele quis um carro seguro também, o up! é mais que o Gol nesse quesito. Além disso, não sabemos qual o carro anterior, se ele deu de entrada e financiou, ai nesse caso a história de “dar uma diferença” muda toda a conversa, pois ai as parcelas aumentam bastante com qualquer 1.000 a mais.

        • Gustavo73

          Gol 3 estrelas Up 5 estrelas. Mesma capacidade de porta-malas e diferença no espaço interno nem tão grande, o Up é maos espaçoso para os ocupantes dos bancos dianteiros.

          • Edson Fernandes

            Isso o modelo com air bag e ABS…..

            • Gustavo73

              Sim, sempre com o mínimo obrigatório.

  • Bruno Wendel Marcolino

    Deve ter pago uns 35k no carrinho certo? Se o Move up! parte de 43k, menos 8k de desvalorização….

    Alias, como desvaloriza ein, no primeiro ano 8k, nem o 208 baixa tudo isso.

    • GPE

      O carro tava mt rodado p padrão de 13 a 15mil km/ano. Isso baixa, e muito, o valor

      • Bruno Wendel Marcolino

        isso sim, mas se está na garantia, fez as mesmas duas revisões anuais que o up! pede mesmo rodando 10.000 em um ano, já que é 10.000 ou 6 meses.

        Não vejo problema nessa km, mas realmente desvaloriza mesmo.

        • GPE

          Não to dizendo q ficou velho ou ruim. Mas apenas q isso pesa contra na hora da revenda

    • Gustavo73

      Move Up parte de 43 hoje. Mas um ano atrás costava menos 0km.

      • Bruno Wendel Marcolino

        Sim, ano passado era 38.900, lembro bem.

        Porém quando a aumento no 0km o seminovo também aumenta, por isso o Onix é tido como o carro com menos desvalorização quando seminovo, aumentava toda semana, ai o seminovo perdia muito pouco.

        Achei unidade 2015 por até 30k e apenas um pouco mais rodado que o dele, provavelmente a desvalorização por parte do preço antigo. Mas acho que o que pega mais é a KM dele, 20k em um ano.

        • Gustavo73

          Então para o antigo dono ele desvalorizou uns 3/4 mil reais, ma faixa de uns 10%.mesmo com okm alto não achei ruim.

          • SDS SP

            Paguei 35.8k em fevereiro de 2014 e hoje está valendo cerca de 31k.

        • SDS SP

          O Onix LT 1.0 era vendido por 36k no início de 2014 e hoje vale cerca de 32-33k no mercado de usados, que dá cerca de 10% de desvalorização (desconsiderando as perdas inflacionárias). Normal para os populares.

    • invalid_pilot

      Tirando Honda e Toyota, demais marcas desvalorizam isso e ate mais.

  • Vitão

    Parabéns pelo “novo” carro, não sou mto fã da VW, mas tenho q admitir q com um consumo desses fiquei tentado adquiri-lo…

    Agora, deixe o mistério de lado e nos fale do seu antigo carro, qual era a marca e o modelo??

    Abs!!

  • Carlos Morano

    O UP! é um carro que surpreende positivamente.
    Tem sim seus defeitos, como todos, é caro e principalmente pelo valor existem certas economias injustificáveis (falta de luz para quem vai atrás, luz no porta-malas, vidros elétricos nas portas traseiras, apesar de agora serem opcionais).
    Porém é um carro que entrega o que promete, com nível justo de equipamentos, segurança e economia de combustível.

    Comento pois me identifico com o autor do texto.

    Troquei um Fox 2011 1.6 (sem air-bag, ABS, etc) por um Cross Up TSI e até o momento estou bastante satisfeito para as minhas necessidades de uso.

    • Gustavo73

      Vidro elétrico traseiro agora é opcional?

      • Mr. Car

        Que eu saiba, curiosamente existiam no mercado paralelo, mas não oferecidos pela própria VW como opcional. Só se agora oferecem.

      • Carlos AM

        Simm.
        Pelo menos durante a compra do meu, meu foi oferecido a instalação diretamente na concessionária.

        Algo que caiu em contradição, já que durante a apresentação do veículo, questionei o vendedor por conta da falta do item, e a justificativa era que a porta do Up era muito pequena, não tendo espaço para o maquinário do vidro.

        Mas no outro dia, para o fechamento, me informou de que era possível a instalação.

        • Gustavo73

          Instalado na CSS pode ser aftermarket.

          • Carlos AM

            É capaz que sim.

            Eles também oferecem um módulo de subida dos vidros dianteiros, que também não vem de série.

  • Mr. Car

    Foi uma bela escolha, com certeza vai te atender perfeitamente, além da modernidade do projeto, incluindo o fator segurança. E parabéns pelo Fusca, he, he!

    • Gustavo73

      Azul!

      • Mr. Car

        Também gostei. Meu pai teve uma Variant 1975 neste azul, he, he!

      • Jackson

        O cara é GREMISTA!!!!

        • Gustavo73

          Eu? Ou o dono do carro?

  • Franco da Silva

    Muito bom! Parabéns! Cada vez mais, os automóveis são apenas um meio de transporte. Não cabe mais andar com veículos que custam caro desde a hora da compra até a hora da venda. E, entre esses dois momentos, passamos o tempo todo parados no congestionamento e nas filas dos semáforos. O negócio é esse: comprar aquilo que tem o necessário e guardar $$$ pras coisas que dão prazer na vida!

  • Hugo Borges

    Parabéns, também estou querendo fazer esse “downgrade”, estou com um compacto 1.4 porém o up! completinho e seminovo está me atiçando. A referência é a mesma: ECONOMIA de combustível e segurança. Abraços.

  • FPC

    Boa tarde, o consumo relatado pelo colega é verídico, possuo também um High up! 14/15 e ando cerca de 1500 kms por mês, sendo que 90% na rodovia, faço média na bomba de 18 a 19 km/l na Gasolina, e 12 a 13 km/l no Etanol, porém não passo de 110 km/h, na maiora do tempo entre 90 e 100 com ar ligado metade do tempo. Pago 865,00 de seguro (33 anos, casado, interior de MG, classe bônus 7), 1400,00 de documentos (IPVA, Seguro e Licenciamento), as demais despesas são as mesmas para todos que tem up! e fazem as revisões nas concessionárias, a primeira foi 236, a segunda foi 250 e a terceira 400, até então não troquei nenhuma peça no carro, ele está com 35 mil kms, creio que está perto de trocar as pastilhas de freio, já consultei por fora e custam 140 reais com a mão de obra, enfim, cada um tem que ter seus automóveis que cabem dentro do seu orçamento e que não virem reféns do mesmo, meu carro é quitado e pago as despesas sem me sacrificar, quando vejo os comentários do tipo (com o preço de um up! 0KM eu comprou uma BMW “semi nova” 2004, eu compro um Civic “semi novo” 2010,) eu fico imaginando que não faz o menor sentido, cada um tem suas prioridades. Abraço à todos!

  • Marco Antônio

    Desde o começo estava implícito que a necessidade do cidadão era um UP.

    • Edson Fernandes

      Para mim a impressão era de um carro economico.

      • Marco Antônio

        kkkkk eu notei que era up quando ele falou de “segurança”.. Ai não tem como.

  • Otavio

    Acho desnecessário ficar arrumando justificativas para pouco poder de compra. Se tem o que se pode ter, melhor que se meter em dividas e aparentar o que não se é. Melhor andar de onibus. Ou ter um meio de transporte sem maiores pretenções como é o caso.

  • awatenor

    A grande verdade é que, neste momento pelo qual passamos, optar pelo racional será cada vez mais necessário. Os subcompactos de grande economia enfrentam melhor o trânsito pesado e a falta de vagas (e cada vez menores!) e reduzem o absurdo valor que pagamos por combustíveis (por fatores tantos que não vale mencionar). A questão status ainda é muito importante na balança da compra de um auto, vide vendas dos “mini-súvis”, pick-ups e dos sedans médios, que são vendidos como se de luxo fossem, todos estes de porte bem avantajado. Infelizmente a compra racional ainda é vista como falta de poder aquisitivo por esta sociedade veladamente preconceituosa.

  • Redpeak77

    Eu curto meu High Up! iMotion. Levo minha esposa e bebê por toda a cidade sem problemas!

    Quando você tem um filho, você automaticamente passa a pensar MUITO mais na segurança do carro do que antes… A presença de ISOFIX e ser bem cotado no Latin NCAP pesou muito na hora da compra.

    Fiz também um “upgrade” por consumo… saí de C3 AT4 1.6 para um Up iMotion! Diminuí o consumo para quase a metade!

    • João Cagnoni

      O consumo realmente tem vendido muitos “ups” por aí, mas passar de um C3 pra um up, na minha opinião é um baita downgrade. Seria o mesmo que se desfazer do seu up e andar de ônibus, depois falar que economizou uma boa grana. Seu prazer e conforto ao dirigir foi seriamente prejudicado, me corrija se eu estiver errado.

      • Redpeak77

        Não fui feliz com aquele carro. O consumo era absurdo (pode ver em qualquer forum C3 AT4 1.6 2011), o câmbio automático hesitava em várias situações e não era nada suave.
        O C3 era completo, tinha assistente de partida em rampa, banco de couro, a/c digital, e sensor de chuva/crepuscular, mas o consumo era tão alto e o carro teve vários probleminhas que fiquei feliz quando troquei pelo Up, ainda que despojado destes acessórios.
        Troquei por um iMotion para a minha esposa, pq eu mesmo só uso ele no modo manual. Não curto esse câmbio a não ser que esteja no trânsito pesado.

        • João Cagnoni

          Você já fez a atualização do câmbio em concessionária depois que comprou? Mudou bastante, o câmbio não estica mais a segunda como antes. Quando chega em 58km/h já está de quarta, às vezes até antes disso. Quanto ao câmbio não rodar suave, já deve ter começado a apresentar problemas, pois os primeiros sinais são trancos e trocas lentas.

          • Redpeak77

            Não havia feito não. Provavelmente o dono antigo não havia também. Eu peguei ele usado, com 27000Km e três anos de uso. Talvez fosse uma boa, pois estava exatamente com estes problemas. Mas não havia visto nada sobre isto mencionado nos fóruns.
            Ademais, não eram somente estes problemas. Começaram a aparecer problemas de eletrônica, pararam de funcionar os sensores, deu problemas no a/c, o freio ficava duro (como se tivesse perdido o servo)… a esta altura já não queria mais o carro, mesmo arrumando tudo, que foi o que fiz antes de vender.

      • Alvaro Guatura

        Minha irmã tem um C3 AT, não acho baita downgrade nenhum.
        O Up tem motor mais moderno e eficiente, melhor qualidade de montagem, menor custo de manutenção…. Acho que ele estaria muito mais bem servida hoje de Up, sinceramente.
        Isso que valor que equivale a vender o Up e andar de ônibus, que absurdo. A única vantagem do C3 é ser AT de verdade, mas com aquele câmbio, prefiro um imotion

        • Edson Fernandes

          Olha, tem tanta coisa para poder depreciar ambos os modelos, mas qualidade de montagem inferior do C3? aí eu discordo veemente. Com 7 anos e tido um, digo tranquilamente que tanto em materiais, como em silencio e bordo e por fim a montagem denotam um bom cuidado. E o meu era um 2008.

          Comparando com um move up 2015 de um amigo ambos concordamos.

        • João Cagnoni

          Alvaro, o up tem um motor moderno e eficiente. Discordo do restante. É um absurdo comparar um i-Motion ou Dualogic com um AL4 bem cuidado.

  • Carro é igual a sapato: cada um sabe onde é que aperta o seu calo… rs. Parabéns pela escolha. Me parece que se adequou bem ao que você procurava. Isso é o que importa.

    • Davi Millan

      Falou tudo! Eu gosto muito de carros compactos com motores espertinhos (Up TSI e Peugeot 208 THP). Mas não posso me dar ao luxo de ter carros compactos, sendo minhas escolhas de médio pra cima. Porém teria tranquilamente um Golf 1.0 TSI, um 308 PureTech 130 (turbo).

  • pedro rt

    pessoalmente se quizesse economizar em combustivel eu nao teria comprado um up! aspirado e sim o tsi ou entao um etios 1.5 q pode ser ate feio mas tem mais espaço interno e e mais completo q o up! sem falar do valor de revenda melhor e robustez toyota

  • Marcelo Amorim

    Te entendo perfeitamente,possuo um sedã médio 2.0,o gasto com combustivel tem me incomodado muito,fiz um test drive num Up TSI e fiquei simplesmente louco no carro!!Anda muito e extremamente economico.Mas quando olho que custa 52 conto…

    • FPC

      vá de up! mpi, você encontra semi-novos completos em perfeito estado por 33 mil no máximo.

    • Wellington Myph13

      Tem alguns up! TSI de test-drive por ai por 46~48mil dos Top como Black/Red/White e Cross. Speed não tem mesmo.
      Não que seja MUITO mais barato que 52 conto, mas…
      Ou então pega um HB20 Turbo, pouco menos econômico, anda bem também, mas o seguro já pega no contrapé… “Faz sentir que o investimento vale mais a pena do que no up!” como alguns dizem por ai…

    • Derek

      Pega um Move up! TSI e seja feliz. Custa bem menos que estes 52.000. Paguei 42.400 no meu com preço de tabela na época em 43.500. Hoje, na tabela, está uns 46.000…

  • Rodrigo

    Pra mim o melhor carro compacto da atualidade (no Brasil, obviamente) é o up!
    Se for o TSI então, é certeza.
    Só ficaria em dúvida agora que lançou o PUG 208 1.2 Puretech (mais pelos equipamentos e o preço).
    Parabéns pela compra.

    • Davi Millan

      Eu penso a mesma coisa! Up TSI e Peugeot 208 1.2 PureTech.

  • Michel Soares Pintor

    Bons argumentos mas e o valor do seguro e revisões? VW, pelo menos em SP/Capital, pra mim é inviável devido ao altissimo valor das revisões e seguro.
    OFF: Fusca azul? Ta louco. Aqui quando alguém vê um fusca azul te da um tapa na orelha!! afffeee huauhauhau

  • afonso200

    amigo é de POA, deveria ter conversado com o Matheus da Emporio veiculos na Sertorio, ali sim, ele buscaria como voce quizesse, meu V6 peguei la na cor, versao e km que queria, meu coroa pegou o 300C na cor e km que queria, minha mae pegou a SUV dela na cor versao e km que queria……mas com 22mil km, otimo

  • Wagner Lopes

    Pelo jeito é um VW maníaco…nem deve ter visto os veículos das outras marcas…tá aí uma coisa que não faço de forma alguma: ficar preso a uma marca seja por torcida, seja por tradição, seja por qualquer outro fator. Minha opinião.

    • Zoran Borut

      Muitos colegas aqui nos comentários mencionam o interesse pelo up! devido à excelente conciliação de economia com desempenho, e isso não os torna fanáticos da marca. São pessoas que não comprariam Gol ou Fox por exemplo. E o fato de muita gente ter um Fusca por motivos sentimentais, como o autor da matéria, também não os torna fanáticos por marcas. Não sei se você leu o texto, mas ele não mencionou qual carro ano 2012 possuía antes, e pela descrição não parece ser um VW. Julgue menos, colega.

      • Wagner Lopes

        Você viu no final escrito “minha opinião” ? Os posts estão aí justamente para que cada um emita a sua. Então, por favor, respeite a minha.

  • Pedro Henrique

    Meu palio ta com 83 mil km, e agora com universidade e tal, rodando média de 2 mil km por mês, e por mais que a gasolina aqui em floripa esteja mais barata (3,19~3,30) ainda assim aperta porque agora rodo mais… e já a algumas semanas ando começando a sondar o mercado de usados a procura do substituto, e até o momento o mais cotado é o up! Segundo mais cotado é o ka… porém, ambos um pouco salgados (pra seminovos)… mas ainda não esta na hora do Paliozin ir embora, vou aguentar até os 100k km, e aí sim trocar kkkk aproveitar e nesse tempo guardar uma grana ja, pra tentar ja pegar o “novo usado” sem financiamento algum :)

    Minha média de consumo ta em 13~13,5… esses 17km/l agora me encheram de vontade kkkkkk pensando em refazer as contas pra tentar trocar mais cedo xD

  • Lucas Mendanha

    Meu primo tomou atitude semelhante quando resolveu trocar o C3 Exclusive 1.4 da esposa.. Como vendeu o C3 muito bem, decidiu por um up! TSI 0km.

    Ao visitar a VW, ofereceram o White up! MSI da proprietaria da concessionaria, pouquissimo rodado pelo preço de um take msi 0km.. Não pensou duas vezes.. Quanto ao turbo, o dele ja e um 408 THP mesmo.. nem fez falta.. haha

    • FPC

      Corrigindo: MPI!

  • leandro

    Troquei o meu new fieta 2015 por um up tsi kkkkk eu sou maluco ahhh e um toque no vidro eletrico? O meu nao tem ta certo isso?

  • Vinício Villar

    Uma boa troca levando em consideração o ponto de vista econômico, e se está satisfeito é o que mais importa. Esse último mês me via na mesma situação sendo que de uma forma mais extrema. Possuía um Kia Picanto e como muitos já sabem é um carro extremamente econômico, mas devido a algumas mudanças meu trajeto que era de apenas 65km por dia passou para 200km por dia, e mesmo meu carro fazendo 17km/l na rodovia gastei cerca de 1000 reais de gasolina no último mês. A solução que tive foi comprar um sedã médio 1.6 (Megane) e instalei um kit GNV de 5ª geração. Agora gasto cerca de 500 reais por mês. Nessa troca ganhei espaço, conforto e economia em todos os sentidos, até mesmo em manutenção, que no caso do Megane é mais em conta que o Picanto. Muitas pessoas ainda tem muito preconceito com o GNV (eu inclusive tinha muito), mas quando bem instalado fica perfeito!

    • sepchampions

      É isso que não entendo, as pessoas rodam muito e reclamam de consumo. Põe GNV então no carro.

  • Andre

    Eu também saí de um carro beberrão e comprei um UP!

    Excelente carro para o dia-a-dia e ir ao trabalho

    Econômico e seguro

  • Não entendi muito o intuito desse texto.
    Qual era o ‘hatch 1.6’ e porque não mencionou?
    Qual foi o preço do carro, negociação?
    Parece que o cara está com medo de pensarem que ele é rico por ter comprado um UP.



Send this to friend