Último VW Polo feito na Europa sai de linha; modelo sul-africano o substituirá

vw polo fim 1
vw polo fim 1

Quando ele chegou a Landaben, nas terras da Espanha que os touros correm soltos, o Volkswagen Polo já tinha pelo menos uma década de produção na Alemanha, em Wolfsburg. Era sua segunda geração que chegava à Navarra.

Na fábrica de Pamplona, o Polo atravessou 40 anos de produção, incorporando todas as gerações a partir da segunda até a atual, a sexta. Agora, o hatch compacto de sempre da VW, saiu de linha em Navarra, que anunciou o derradeiro fim do modelo europeu.

Após 8.422.161 unidades, um Volkswagen Polo Life 1.0 TSI de cor azul saiu da linha da unidade espanhola. Com transmissão manual e 95 cavalos com 16,3 kgfm, o hatch ficará possivelmente guardado na fábrica do norte da península ibérica.

Com uma faixa dizendo Gracias, Polo; hola, eléctrico, a Volkswagen Navara manda o recado, afinal em 2026, a fábrica de Landaben produzirá uma nova geração de carros elétricos da marca alemã, sendo o ID.2 o principal deles.

Diante do fim, Michael Hobusch, presidente da Volkswagen Navarra, comenta: “No dia 1 de junho realizamos um open house sob o lema ‘Obrigado, Polo; Olá, elétrico’ porque o Polo nos deu tudo, um passado e um presente sólidos que nos permitem projetar-nos com confiança no futuro elétrico.”

Alfredo Morales, presidente da Comissão de Obras da Volkswagen Navarra, afirma: “O Polo é um modelo icônico para Navarra e para a fábrica que nos permitiu crescer como fábrica e, graças ao esforço contínuo de todo o força de trabalho, estabelecer bases sólidas para enfrentar o futuro elétrico com otimismo”.

Fim do Polo? Europeu, sim, mas sua presença no mercado do continente continuará, porém, a origem será sul-africana, como a Nova Amarok (de jure), sendo feito em Kariega, que assumirá o fornecimento do hatch para toda a Europa.

Poderia ter sido o Brasil? Não. Os custos aqui e não o padrão do Polo nacional, não satisfaz as exigências da União Europeia. Com isso, o hatch se manterá no continente, mas com volumes menores devido a demanda sempre em queda para este segmento diante dos SUVs.

 

 

google news2Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.




unnamed
Autor: Ricardo de Oliveira

Com experiência de 27 anos, há 16 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz testes e avaliações. Suas redes sociais: Instagram, Facebook, X