Ecologia Europa Governamental/Legal Volkswagen

União Europeia sabia do caso Volkswagen desde 2013

novo-golf-tdi-bluemotion-1

O jornal Financial Times teve acesso a documentos que provam que a União Europeia sabia sobre a fraude na emissão de poluentes dos motores EA 189 da Volkswagen desde 2013.

A notícia surpreendeu a Europa, pois autoridades de alto escalão da UE teriam sido alertados sobre os resultados irreais de emissão de poluentes em carros da marca alemã há dois anos.

Os alertas teriam partido do Comissário para o Meio Ambiente Janez Potocnik, avisando aos demais comissários sobre as práticas ilegais que estavam sendo cometidas pela Volkswagen, mas aparentemente sem nenhum resultado.

Em fevereiro de 2013, Janez teria informado que havia “uma preocupação generalizada” sobre o desempenho no ciclo de ensaio, apesar do aumento dramático das emissões fora desse ambiente de teste.

Diante das informações, a Comissão Europeia reagiu rápido, confirmando que já sabia do que estava acontecendo e que emitiu alertas em discursos e relatórios divulgados na internet durante anos. A entidade ressalta que é por este motivo que trabalha para que os testes reflitam os verdadeiros níveis de emissão.

[Fonte: Financial Times]





  • ALVIN_1982

    Brasil fazendo escola… os caras já sabiam e não fizeram nada… precisou dos americanos descobrirem pra desmascarar a corrupção na UE…

    • C.A.

      Como se a corrupção tivesse nascido no Brasil.

      • Pelo que eu entendi, o ponto chave da frase dele é: “nao fizeram nada”. Corrupção existe em boa parte, em diversos lugares, com maior ou menor incidencia. Mas “nao fizeram nada”, nisso Brasil é campeao. Reeleição da Dilma é a maior prova disso. by email paulo_maluf arroba mas faz.

        • C.A.

          Não. O ”ponto chave” é ligar Brasil com corrupção mesmo quando o tema não tem absolutamente nada a ver com isso.

          • Problema do Brasil é que ele é, juntamente com a Rússia, um dos países de população mais transgressora do mundo, e onde o qual impera a visão do “individual” sobre o “coletivo”. Isso gera uma “verdade” onde se acredita que o dinheiro público é de “ninguém”, enquanto em países com senso coletivista mais apurado predomina a ideia de que o dinheiro público é de “todos”.
            Não é o caso de se ligar corrupção ao Brasil, mas sim de aceitarmos que ela é endêmica em nossa sociedade, enquanto nos países ditos “desenvolvidos”, ela é um problema normalmente localizado, muitas vezes representando um percentual mínimo da população.

          • ALVIN_1982

            O “Não fizeram nada” que é a especialidade do Brasil, foi isso que eu quis dizer, pois a corrupção existe em todos os lugares do mundo, só que em quase todos, são punidos severamente logo quando descobrem… independente de quem for, paga.

      • Thiago Garcia de Lima

        Pai é o que cria, e se tem algo que cresce no Brasil é a tal.

    • duhehe

      Devo discordar com você, a corrupção não nasceu aqui, só contribuímos com a especie oferecendo condições perfeitas de temperatura e pressão para ver até onde se desenvolve.
      Só abrir o jornal para ver o estado atual.

      • C.A.

        Como prender e processar os corruptos? Estou cansado de ler essas frases chulas, como se o Brasil fosse o pior país do mundo, em absolutamente tudo. Como se reclamar resolvesse os problemas do mundo. Como se aqueles que reclamam não fizessem das suas também, avançando sinal vermelho, sonegando impostos. Esses que sonegam e avançam, não são menos criminosos do que os corruptos. Discutir sobre isso no entanto, levaria muito tempo e não traria nenhum resultado.

        • duhehe

          A solução não é fácil, mas isso não quer dizer que ela não exista.
          Eu vejo que sonegação e certos desrespeitos as leis é talvez uma forma de protesto a certas leis e obrigações que somos impostos de forma completamente equivoca e injusta.
          E indo fundo em cada questão, voltamos na retorica que nem nós e muito menos quem deveria, respeita a constituição do nosso país.
          Não somos respeitados, alias, somos ( cidadãos) violentados de N maneiras.

          • Edson Fernandes

            Então o desrespeito é respondidod com desrespeito?

            Qual a lição disso? Sou sacaneado todo dia então devo fazer igual?

            • A lição é que se colar, voce passa de ano na escola. kkkkk. Atravessar o farol vermelho, voce chega antes; E sonegar, voce come mais churras. kkkk. Eu atravesso o farol vermelho, sonegar é comigo mesmo, e colar na escola sou perito. kkkk. E antes que alguem vem aqui jogando pedras em mim, vou deixar uma “questão”:

              “Voce está andando numa praia, e logo a sua frente tem uma bosta no chao, bem cheiroso e com moscas voando”. O que voce faz?

              1- Mantenho a rota, e piso fundo na bosta, pois não foi eu que caguei.

              2- Eu paro, pego uma sacola, e retiro a bosta, pois outros podem pisar, mesmo não sendo eu que caguei no local.

              3- Engato o foda-se, ignoro o objeto, desvio da rota, e passo reto.

              Então, qual ou quem voce es? São coisas simples, muito mais simples que falar de politica, ou futuro de um país, mas que dá pra ver como as coisas são, ou serão. Num programa japones estavam mostrando “acho que era França”, que no supermercado, se um frances ver algo caido da prateleira simplesmente ignoram. Tomate no chao? Ignoram, ou ainda pisam sem dó. Os japoneses assistindo isso disseram “custa pegar e por de volta a prateleira”? Os franceses disseram: “Nao foi eu que derrubei”; kkkkkkk

              Agora, do meu ponto de vista como “brasileiro”, pensei a mesma coisa que os japoneses. Eu pegaria e colocaria na prateleira, não custa nada fazer isso. Não importa se foi eu que derrubou ou nao. MASSSSSSS, da mesma forma que eu penso isso, eu acho um tanto bizarro japones falar que o frances está errado, sendo que se tiver abuso sexual nos onibus ou trem do japao, o povo ignora e nao ajuda. As mulheres ficam reclamando de machismo, mas essas tambem ignora, e deixa o abusador fazer a festa.

              Agora, o Brasil que eu conheço, from SP, as pessoas pegam as coisas caidas da prateleira, muitos ajudam a vitima de abuso, e o que mais me impressiono é que se o pneu furar na estrada, já para varios carros pra te ajudar. Brasileiro é um povo que SABE ajudar os outros, nem sempre é individualista, etc. Mas tal discurso, tambem seria criticado por outras pessoas de outros países, pois vao falar que “povo do jeitinho, povo que aceita ser corrupto, etc”. Prós e contras, cada um tem que se colocar em qual mais te afeta.

              Voltando a questao da praia, alternativa 1 (manter a rota, e pisar na bosta) são os eleitores. Alternativa 2 (parar, e recolher a bosta) especie em extinção no Brasil. Alternativa 3 (ignorar, e seguir em frente) são os politicos. kkkkk. Ou seja, a bosta ali, não é nada mais nada menos que a representação de um país. O que voce faz, ou faria com o problema.

              Quando vejo alguem reclamar dos politicos, dou risada. Afinal, quem votou neles? Quem colocou eles lá? Não existe ditadura no Brasil, os politicos é a imagem exata da suprema maioria do povo. Para mais detalhes:

              https://www.youtube.com/watch?v=wplPt2SLp1c

              • Edson Fernandes

                Ok, por isso naõ sou a favor de responder “na mesma moeda”.

                Se é para fazer isso, qual a diferença de quem está lá no poder? É por isso que tudo é igual, se a população faz a mesma coisa…

                • É polemico, mas a realidade é essa. Para tal realidade, eu nao nado contra maré, e o resto vc jah sabe, kkkk. Se eu sei que parar no farol é um bonus pro bandido, logo ignoro as leis, e passo reto. A realidade é essa, e nao vou ficar parado de jeito nenhum. O Estado nao ajuda, é cada um por si. Mas nao piso na cabeça dos outros.

                  • Edson Fernandes

                    Ok….

                    Mas olha o exemplo que vc deu. Vc quer ver um exemplo mais crasso do brasileiro? Digamos que vc vai na padaria. Aí vc compra uns paezinhos e dá uma nota de 50 reais. Por engano o cara te devolve uma nota de 100 dentro outras notas de troco…

                    O que vc faz?

                    Tem gente que pega essa nota, mente que era dele, tem gente que pega essa nota e diz: “O governo me rouba tanto que não vai sentir falta”. Cara… não é o governo é uma padoca onde para ganhar dinheiro teve que te vender algo… não apontou uma arma na tua cabeça.

                    Só que esse erro do troco, vai sair do bolso do caixa daquele dia. Isso é justo? Esse tipo de situação para muitos seria como responder: “Se ele tivesse prestado atenção não teria me dado o dinheiro, portanto o erro foi dele”.

                    Então justifica vc ficar com o dinheiro pelo erro do outro? Se alguem bater no seu carro e confirmar de pagar o prejuizo, vc não vai querer saber e vai precisar também lesar ele para ele ficar “por igual”? Muitos aqui consideram dessa forma.

                    Agora, O que vc costuma dar valor na sua vida? Se ela é importante para vc, vc vai pensar nisso, mas sem que isso prejudique o proximo (minha opinião).

                    • Eu devolvo o troco errado. Por isso eu disse que nao piso na cabeça dos outros.

                    • Edson Fernandes

                      Eu tbm não piso. MAs o que eu quis te dizer é que muitos iriam “se dar bem” levando o dinheiro com eles e se alguem perguntasse iria dizer que o dinheiro era dele.

                    • No dia que eu achar que preciso desse troco errado, significa que meu futuro é mais sombrio que esse trocado. kkkk

                    • Edson Fernandes

                      Mesmo que meu presente (porque já aconteceu no passado) fosse totalmente ruim, ainda assim eu não faria isso.

                      De que adianta eu pegar o dinheiro do outro sendo que ele pode estar na mesma situação ou pior?

                      Não digo de vc, mas muita gente costuma pensa nela mesma e dane-se o outro, porque afinal “ele trabalha e ganha dinheiro para isso”. E a pessoa que pode estar numa pior também precisa, a diferença é que se fosse com ela, tudo seria injusto.

        • duduEAS

          Concordo com o que voce disse e engrosso o seu coro. Eu acho que isso é um problema cultural que so sera vencido com um ensinamento as novas gerações. Eu acredito que demorará de 30 a 50 anos para vermos um Brasil diferente dos dias de hoje. Acho que o que acontece é que tem muita gente que so sabe falar que o brasil nao presta, que vai mudar pra outro pais e bla bla bla bla. Fugir do problema pode ser a solução pra muitos e se a pessoa esta insatisfeita acho que ela tem que se mudar mesmo. Hoje o que acontece é uma intolerância a pensamentos contrários onde se voce critica o governo voce é um coxinha e se voce descorda de quem critica voce é um petista comedor de pão com mortadela e bla bla bla. Eu sinceramente ja cansei do discurso dessas duas linhas de pensamento e hoje tento fazer minha parte.

          Quero que esse governo seja punido pelos seus atos assim como o de qualquer partido. Nao me identifico com nenhum partido de hoje e poucos são os políticos que vejo querendo mudar algo. Espero estar vivo para ver essa mudança e EU NÃO QUERO MUDAR DO BRASIL, EU QUERO QUE O BRASIL MUDE!

          • O discurso foi lindo, mas vai na fé. kkk. Uns tem mais paciencia, outros ficam doentes estressados, e muitos morrem na esperança. Minha paciencia esgotou, esperança nunca tive, e me sobrou apenas o estress. Ah, e lembrando uma coisa, sei que pode ser polemico, mas o termo “brasileiro”, seria até que geração? Pois todos são filhos de imigrantes (ou emigrante dependendo do ponto de vista) que veio ao Brasil. Contudo, porem, ressalvo, que concordo com o que voce disse. Se mais pessoas com o seu pensamento tivesse o poder (mesmo que na minoria), ou sem poder (sendo maioria), já seria muitoooo melhor.

          • Na Coréia do Sul esse processo teve início nos anos 60 (era um país com números de IDH bem piores que os do Brasil, até então), e hoje eles já são parte do que se convencionou chamar de “primeiro mundo”.
            Problema é que não vejo ainda no Brasil um movimento claro na direção da mudança na educação que possa proporcionar uma alteração de rota no médio-longo prazo, pelo contrário: nunca foi tão forte no país o ideário básico da esquerda latino-americana onde a meritocracia é ignorada e a malandragem é enaltecida.
            Se começarmos um programa de mudança forte e decidido para as novas gerações, ensinando princípios éticos inabaláveis e provendo a “nova safra” de senso de coletivismo que seja arraigado na sociedade, em uns 40 a 50 anos estaremos colhendo os frutos em forma de produtividade e de uma nação menos individualista. No Brasil de hoje a vontade individual ainda sobrepuja os deveres do cidadão e o bem estar coletivo.

        • dogmarley

          cara, não tem comparação furar um faról vermelho às 3 da manhã na quebrada onde eu moro com roubar dinheiro de merenda das creches, de crianças!
          esse teu discurso é muito midialista, criado pelos próprios marketeiros dos políticos fadados à roubalheira escancarada! tais palavras vêm se tornando tendência, quase que incessante, nas recentes discussões do tema.
          não compare o contribuinte, que dá suas manobras em UM imposto ou OUTRO, mas mesmo assim ainda paga milhares de reais ao ano para diversos setores, sendo que NENHUM setor funciona! não seja um alienado, se eles falam que faz mal você senta calado ?

          no mais, em blogs da cena automotiva, mantenha-se falando sobre a cena automotiva! existem diversos sites sobre assuntos políticos nos quais vc pode descorrer mais a vontade sobre eles…
          abraço

  • V12 for life

    Realmente os europeus são muito sérios como muito elogiaram por aqui desde que começou o caso.

  • Filipe Machado

    Agora o chicote vai estralar kkkk

    A Europa se fez de morta porque a VW gera muitos empregos por lá, e talvez os EUA cutucaram e foram atrás dos testes justamente por medidas comerciais.

    Acho que a VW deve ser punida sim, mas está longe de ser esse Satan que estão pintando.

    Lembrem-se que governos também defendem as suas empresas e capitais que as mesmas geram

    • Rodrigo

      Política, simples assim.
      Não desmerecendo a falha da VW, mas os EUA nem assinam o Protocolo de Kyoto, kkkk

    • duhehe

      VW é alemã e quem manda na UE é a Alemanha, se ela não aguentar as tretas que rolam por la, ninguém mais aguenta, ai vai tudo para o buraco.
      Um crash da alemanha é um crash da EU inteira, ai crise de 2008 vai ser marolinha.

  • Adriano Tochio

    E comissão ninguém fala nada ???

  • Dizem que a Europa é muito séria. Mas os últimos acontecimentos com HSBC, fifa, volkswagem , o caso da Siemens …. isso me faz pensar que as empresas de lá não são diferentes das nossas. E o que essa reportagem dá a entender é que o governo também não é muito diferente do nosso. A única diferença é que o nosso governo, mesmo depois do escândalo de corrupção, continua dizendo que não sabia de nada …já o deles sabia mas não falou nada.

    • No_Name

      Europa é corrupta desde os tempos do Império Romano. Onde tem dinheiro, política e disputa pelo poder relacionados sempre terá corrupção pelo caminho. Não existem bonzinhos no mundo, todos roubariam se pudessem, a natureza humana é maligna. Uns lugares têm menos problemas porque a repreensão é maior, só por isso, e outros mais problemas porque quase não há punições contra os crimes (caso do Brasil, países da América Latina, África etc).

      • dCarvalho

        Rapaz você fez com que eu poupasse15 minutos da minha vida. Obrigado! Subscrevo, sem ressalvas, sua posição!!

    • duduEAS

      Concordo plenamente com voce. A verdade é que os Estados são convenientes a que lhes trazem alguma beneficio. O Brasil esta a muitos passos atrás dos paises ricos em varias coisas mas achar que esses paises são os bons samaritanos é ser muito inocente. Basta ver o cabaré de cego que virou e ainda é a Africa graças a esses paises ricos.

    • dogmarley

      só que por lá os criminosos pagam a conta…são exonerados, pagam multas, vão presos

  • Mr. Car

    Será que a UE vai dar uma de Mula, digo, Lula, e dizer que não sabia?

  • zekinha71

    Cada dia que passa a coisa fede mais, se a UE já sabia e fez nada, pode significar que as outras também fizeram e estão escondendo até agora. Já que passaram a mão da cabeça de uma podem estar passando a mão na cabeça de outras.

  • Edson Fernandes

    Rá….. E aí brasileiros!!! é só no Brasil a corrupção, a falcatrua, os roubos e principalmente a”preocupação” com o meio ambiente.

    E além disso, não devemos esquecer o Green Peace que lutou muito e ainda luta para divulgar esse tipo de coisa. Adoro ler isso para mostrar que sacanagem existe em todo lugar e o “povo mais culto do mundo” também sacaneia.

    • O Edson, apontar fezes do quintal do vizinho, nao vai deixar o seu jardim mais lindo. Corrupção, falcatrua, e roubos, tem em quase todo lugar. Voce é um, e eu sou outro. E nao vem dizer que nao é. kkkkkk. Baixar pirataria ou enviar, muita gente faz, só que em países sérios rumo a prisão. kkkkk. Passando na TV que japones drogado foi preso na indonesia, e pode pegar pena de morte. kkkkkkk. A questao nao é o drogadinhu, e sim o governo metendo bala. A questao nao é o Diesel, e sim que muitos vão rolar pro poço. Já no Brasil, o problema não é a corrupção, e sim a maioria ser corrompido, vide a Dilma reeleita e o PT ainda no poder.

      Falando em drogas, acho mega interessante, povo que fala de corrupção, mas vejo na TV fazendo baseado. Ahh, só um fuminhu, então tah neh. Até meus amigos drogados admitem dizendo “povo reclama de tudo, mas ir lá na favela e apontar o dedo pro traficante, ninguem faz.” kkkkk.

      • Edson Fernandes

        A diferença, é que eu não preciso diminuir meu país ou sempre colocar ele em pauta, porque sei que tudo isso que temos aqui existe em outros países. Para menos em lugares desenvolvidos mas ainda assim existe.

        Então se o problema está lá, que seja comentado de lá sem alusão ao Brasil. Somos roubados, sim, mas se for falar dessa forma, todos são.

        E ao mesmo tempo, coloco como contrasenso que há coisas boas no Brasil que não há em outros locais e no final, podemos dizer que em qualquer lugar do mundo tem coisas boas e outras não.

        Só não precisamos ficar como vira latas colocando o Brasil como coisa ruim sempre que tem em outros locais algo que acontece por aqui.

        • “diminuir meu país”. O seu raciocinio já te priva de positivismo para patriotismo negativo. Tem gente que baba ovo para outros países, apenas por adorar o mundo da fantasia, mas esses fazem por ter como um outro lugar com imagem boa, para não cair no “o mundo é tudo igual”. Já tem outros que usa como comparação “apenas das coisas boas” de outros países, para usar como meta para sua propria vida, ou um futuro pro seu país.

          Eu vejo sempre essas duas coisas NO Brasil. Já no Japao apenas a primeira versão, e a segunda INEXISTE. Pelo contrario, aqui é uma lavagem cebebral do “somos os melhores do mundo, chupa mundo”. Para tal sempre fazem comparação com países pobres, para enaltecer o Japao.

          No Brasil, vejo “alguns” comparando o Brasil com Cuba, para dizer que o Brasil é muitoooo melhor. Tal raciocinio não leva a lugar nenhum, já que Cuba não é meta pra nada, para ninguem, e para nenhum país. Logo comparar com um país pobre para enaltecer ou diminuir os seus problemas, isso é coisa de quem compara com mendigo para dizer que é melhor. Um bom exemplo disso, é o coment que eu li de alguem dizendo que estava no posto, e ao ver um HB20, perguntou ao dono quanto custou. O dono respondeu “muito mais que a sua renda”. Ai ele deixou pra lá, entrou no seu BMW, e passou em frente ao dono do HB20, e disse: “tah pobre em amigao? kkkk”. Ou seja, desde quando HB20 é carro de rico? Desde quando HB20 é carro para dizer que é sinonimo de segurança, tecnologia, e conforto? Sim, dentre o segmento, tem bom equilibrio, mas na minha opiniao apenas destaca a beleza. O dono do HB20 quer elevar seu carro para coisa de bam bam bam, mas se ele viajar para países de primeiro mundo, ele nunca mais teria tal perspectiva do HB20, e muito menos seria arrogante com aquela resposta. Mas se ele viajar para países europeus baixos, ou asia pobre, ou africa pobre, ou qualquer outro lugar (tem de sobra) pobre, talvez ele volte mais arrrogante e ignorante do que antes.

          Ou seja, na vida tudo se compara. Quem compara com mendigo, vai ter vida proximo a isso. Quem compara com pessoas bem sucedidas, ou lugares mais desenvolvidos, terá parametro para crescer na vida. Agora, se vai crescer ou não, é outra historia. O mesmo vale se a pessoa for dono do negocio. Nenhum empresario fica comparando com outro estabelecimento podre. O ideal é sempre comparar com outros tops, para copiar, ou ter algo como parametro para se sobresair aos demais. Isso vale o mesmo pro NA.

          Voltando ao assunto de países, voce vê como negativo tal comparações, ou talvez como não muito positivo. Mas eu vejo exatamente o contrario. Japao é uma ilha, logo aqui 99% é zoio puxadu, povo que só sabe falar uma lingua, e tem patriotismo na base da ignorancia. AO menos não sao arrogantes. Segundo o governo, 80% dos japoneses já viajaram para fora, um numero incrivel. Quem viaja como turista é uma coisa. Quem viaja pra negocios, acaba sentido na pele a forte corrupção de outros países. Claro que Japao tambem tem corrupção, mas em bem menor escala. Assim como assassinato a mao armada, se nao me engano ano passado teve menos de 10 assassinatos a mao armada no país inteiro. Aí japones quando vai abrir negocio fora do país, é sempre enganado, passam a perna, etc. Pois nao tem malicia, nao sabe lidar com isso, acredita em tudo e a todos. Já brasileiro não seria enganado de tal forma, e nao teria medo da violencia de outros países ao ponto de virar um cagao. Japones que viaja como estudante, acaba tendo uma nova visao do mundo, e descobrem que as relações das pessoas sao bem diferente dos japas. Isso vale o mesmo para os brasileiros, porem para os japoneses pro bem, e para os brasileiros pro mal, pis brasileiros é “um dos” povos mais amigaveis, talvez pela sua historia, e principalmente pela mistura de etnias.

          Tudo isso é tao obvio, mas é obvio para quem teve tal experiencia. Ou quem buscou para ter essa experiencia. Quem sai do Brasil para estudar, nao é para ficar puxando saco do outro país, e nem para postar fotos ou videos no instagram e ganhar joinhas. É para crescer na vida, ter experiencias novas, tanto boas como ruins, obviamente as boas em proporção maior. Vejo muito brasileiro indo em países de primeiro mundo. Mas em contra partida, vejo muito japoneses indo para países pobres. Voce sabe por que? O japones que escolhe tais países, fazem para ter uma experiencia que nao vao sentir no Japao, para ter noção do mundo real fora do seu país.

          Brasileiro gosta de viajar pra outros países tops, para ter novas experiencias que tem pouco acesso no Brasil. Já pessoas de países tops (vulgo desenvolvido), viajam tambem para outros tops, mas gostam muito de viajar em países pobre. Cuba é um bom exemplo. Um lugar magnifico do ponto de vista de outro angulo. Sou doido para viajar lá.

          Agora, eu vou criticar brasileiros que viajam para países desenvolvidos? Claro que nao. Pois é o obvio. Brasileiro nao vai ter muita nova experiencia indo para um país pobre. Vai ver os mesmos podres, e vai voltar ao Brasil com pouca coisa para agregar a vida. Da mesma forma, muitos japoneses gostam de viajar para países pobres, é para agregar algo a sua vida. Brasileiro indo viajar pra Argentina? Se for pra Buenos Aires tem pouca coisa que vai agregar, mas tem. Porem quem escolher a mesma Argentina, mas com destino a Bariloche, vao conhecer neve, experiencia em esquiar, novas paisagens, tudo muito novo em relação ao Brasil.

          Estrangeiros que vem ao Brasil, é a mesma coisa. Vão para as favelas do Rio de Janeiro, sendo que eu nao tenho NENHUMA vontade de passear numa favela. No que isso vai me agregar? Alias, uma vez, uma japa que veio ao Brasil para estudar, ela ficou me insistindo para eu levar ela na favela do meu bairro. Eu falei: “nao mesmo”. Ela disse: “cagao”; Ai eu disse: “sabe nada inocente, voce é turista, por isso tem essa vontade, mas eu ja fui lá muitas vezes, e pretendo nao ficar indo toda hora, muito menos pra dar uma voltinha, isso nao é turismo pra mim, pra voce talvez, entao vai sozinha” kkkkkkk.

          Voltado ao assunto, se eu te dar uma passagem aerea, voce escolhe Mexico ou voce escolhe o Yunaite steitis ofi america? Se voce escolher USA, voce é um paga pau e está diminuindo o Brasil?

          Por sinal, quando eu falo com brasileiro, eu detono o Brasil. Enquanto que quando eu falo com japones, eu detono o japao e defendo o Brasil. kkkkkkkkkk. Outro dia, uma japinha disse: “carai meu, voce puxa muito o saco do Brasil, aff maria”. kkkkkk. Ué, qual é a utilidade de eu ficar enaltecendo os podres do Brasil ao falar com uma japa? No que isso agrega a ela? Nada. Eu falo é as coisas boas do Brasil, assim ela tem outra visao do Brasil, e do seu proprio país, e nao bendita bunda e futebol que fica passando na TV. As vezes eu reconheço que é preciso maneirar, principalmente quando eu for enaltecer o Brasil ao comparar com Japao, se nao parece que estou falando é mal do Japao, alias estou mesmo falando mal kkkkk. Mais surpreso de os japoneses conhecerem bem a Amazonia, mas desconhecerem que o Brasil (nordeste) tem litoral lindo. Eles associam o Brasil com matagal, mas nao com o mar. Curioso né? Ai, eu ficar falando que o litoral do Brasil é muitoooo mais lindo que do Japao, nao significa que estou “diminuindo o japao pros japoneses.” Se bem que nem os brasileiros conhecem o litoral do seu proprio país. Nao estou falando de Santos viu. kkkk. No japao, é dificil de me ver elogiando o Japao. Afinal, vou falar com um japones o que? Que: “nossa, seu país é lindo, é show, sem violencia, e nao igual a bosta do Brasil”??? kkkkkk.; O que isso agrega a pessoa? Nada. Eu fico é falando as coisas boas do Brasil.

          • Edson Fernandes

            Caraca esse texto foi grande…rs mas eu li.

            Sobre o Brasil, eu estou dizendo exatamente isso Lucro. Citei que aqui exsite SIM corrupção, mas que se o assunto não é daqui, porque ficar citnado o mesmo?

            O mesmo eu falo.. o cara me diz que tem paisagens lindas do mundo afora e diz que no Brasil só tem coisa feia (estou generalizando, eu sei, mas é um exemplo) …. mas ele também conheceu o lado bom do país onde nasceu?

            Sabe… todo lugar tem problemas e falcatrua, mas há coisas boas tanto lá fora como aqui dentro. Uma galera fala que o Brasil é uma droga para se morar e tudo mais… experimenta como estrangeiro, achar que ir para os EUA simplesmente vai enriquece-lo e ter as melhores coisas do mundo.

            É BATALHANDO que se consegue algo, seja aqui ou fora daqui. Portanto, colocamos as coisas em um mesmo patamar e deixamos para comentar que quando o problema é de fora, que seja de fora. Sem sempre ficar nessa de diminuir ou enaltecer, apenas considerar o que está na noticia.

            • “Uma galera fala que o Brasil é uma droga para se morar e tudo mais.”

              EU. kkkkkkk. Posso ganhar milhoes, mas ser roubado todo dia na cara dura, e ainda viver na base da sorte em nao ser assassinado é fogo. Estou vendo muito TV? Não mesmo. Conheço muita gente que foi morto, e só nao foi eu por acaso. Isso sem mencionar a dor de cabeça na hora de abrir negocio, cheio de burocracia, funcionarios metem a mao no seu bolso, ou te processam e ainda ganha por “milagre”. Sindicato? 70% nao presta. etc etc.

              EUA só conheço de viagem, mas é impossivel ser pior para um pobre do que no Brasil. Voce enalteceu o termo “batalhar”, mas todo mundo que conheço no Brasil que batalha, num país de primeiro mundo já estaria classe media, ou até media alta, e nao “sobrevivendo” como Walking Dead nas selvas da corrupção, serviço publico lixo, todo mundo querendo tirar uma casquinha de voce, isso quando nao tira é a vida. Voce falou sobre o padeiro, no Japao ele já estaria rico. kkk. E sem nenhum safado querendo pegar o troco a mais, imposto está estampado nas embalagens, dificil assalto, etc etc. Então empresario japones nao reclama do Japao? Opa, reclama sim. E reclama da burocracia. Os mesmos elogiam demais o Singapura, por nao ter burocracia nenhuma. Eu ja dou risada disso, pois quando descobrirem o que é burocracia no Brasil, da qual nem o presidente do grupo Fiat, teve paciencia. Mas é claro que os empresarios japoneses nao vao comparar com o Brasil, eles comparam com o melhor que Japao nessa área, no caso o Singapura. Então que vá abrir negocio lá? Bem, muitos estao fazendo isso, e o governo japones precisa começar a copiar os moldes deles. Afinal, até os anos 90, japao sempre foi bom em copiar as coisas boas de outros países e ainda aperfeiçoar. Porem depois da crise dos anos 91, e o orgulho escroto da nação, fez essa pratica de copiar ir pro ralo do esgoto. Vide Toyota com cada carro com interior brochante. Ao menos, com o novo presidente da Toyota “que nao é engenheiro”, a postura dele é voltar a caprichar e trazer aos jovens carros que causam “tesao”, segundo ele. Por sinal, ele vive tirando rachas em autodromos.

              Como disse antes, EUA nao sei ao fundo, nao tenho argumentos fortes, tao pouco fundamento. Mas se brasileiro vir ao Japao, só é pobre quem quer. Emprego sobra, alias falta é mao de obra, comida é barata, e se for ainda um pé rapado, tem bolsa familia. Sim, não é coisa exclusiva do Brasil. E pra variar, tem muitos brasileiros “descendentes” que pegam bolsa familia, e vive as custas do governo japones, sendo que nao trabalha apenas pra pegar essa grana. Mas é folgado mesmo. kkkkk

              Quanto ao termo “enriquecer” que voce falou, isso é polemico. Me defina o termo enriquecer. Seria na grana, ou no acesso as coisas que seriam caras no Brasil? Pois para andar de Ferrari nos EUA, basta voce alugar. Viajar ou até mesmo pilotar um aviaozinho seria algo de 100 pilas. Helicoptero tambem 100 pilas, sendo que em SP custa em torno de 1mil pilas. Alugar um jetski sem chance. Se fosse EUA, voce nem alugaria, compraria um e pronto. Alias, nos EUA com 20 mil pilas, voce arremata lancha usada, aviao monomotor usado, ou camaro usado, etc. No Brasil nem com 100 mil pilas voce chega perto.

              Tah, estou pegando pesado nos exemplos, mas pense, se essas coisas tem esses valores, imagina agora o acesso a viagens, cruzeiros, paraquedas, mergulhos, etc. Se pegar exemplo no Japao, tudo isso é caro pra caramba. Menos que no Brasil, mas é caro tambem. Mas posso usar exemplo como acesso a diversoes, do tipo, parques tematicos (disney japones, universal studios japones), shows de fogos de artificio no verao, restaurante de luxo nao é problema, isso sem mencionar que putas japinhas sao gatinhas e custam 200 pilas. SP no minimo 800 pilas. kkkkkkk.

              Por essas e outras, voce disse que “o cara me diz que tem paisagens lindas do mundo afora e diz que no Brasil só tem coisa feia”. Nao tem como eu culpar esse cara; As condições que o lixo do governo impos, ou que reduz o acesso dele a tais lugares, eu considero ser o maior problema. Em SP, eu ia para praia todo fim de semana, e isso sem ter casa na praia. É hotel Xingling, mas para a suprema maioria nem isso. Quantas pessoas voce conhece que comem 3 refeicoes por dia? Eu conto no dedo. kkkkk. Fiquei sabendo que Sushi virou coisa de rico ai em SP? kkkkkk. Dou risada, quando era muleque, me zoavam dizendo que é comida de retardado, hoje virou luxo? Só se for no preço. Meu amigo disse que pagou 80 reais ai em SP. Deus me livre. Cada temaki custa 20 pilas?? kkkkkkkk. Aqui no Japao custa 1 pila.

              Ok, voce vai me dizer “batalha”. Mas brasileiro que batalha num país de primeiro mundo, já tem lancha no porto. Enquanto o MESMO brasileiro no Brasil, está sobrevivendo para nao morrer de fome. Por isso eu disse, que na vida tudo se compara. Eu sempre falo pros meus amigos, conheça Angra dos Reis – RJ. Lugar magnifico, perto de SP, e custa algo de 800 pilas, com onibus ida e volta, hospedagem de dois dias com 3 refeicoes diarias, 3 dias de navio sendo 2 por dia, tudo isso incluso no valor. Na minha opiniao, uma pechincha pelo conteudo e experiencia que a pessoa vai ter na vida. Agora, cabe a pessoa achar 800 pilas caro, ou achar que smartphone top de 1500 reais está barato. O mesmo vale pro carro, melhor uma telinha, ou 6 airbags? Melhor uma roda de liga, ou o ESP?

              Quando algum amigo meu que desconhece a beleza de lugares do Brasil, eu já coloco ele na mala, e levo para mostrar. kkkkkk

              Resumindo, mesmo que cada um tem metas diferentes, ou desejos diferentes, ou ainda aqueles que nao tem ambição nenhuma, mas Brasil por ser o país mais violento do MUNDO, e onde mais tem estupro no MUNDO, em nada adianta ter tudo e amanha ser morto, e assim ter mais nada. Tudo se compara, mas quando coloco na balança a morte, a comparação acaba nesse exato momento.

              E olha esse comercial japones filmado no Brasil. Pegaram uma atriz top de linha do Japao para ela entrevistar as japas que vivem em outros países. A intenção do comercial é mostrar novos lugares, novas perspectivas, novos valores. Detalhe, o comercial é de uma marca de roupa, uma metafora (se é que dá pra dizer assim) de ligar coisas novas, com roupa nova. No comercial ela conversa com uma japa que mora no RJ e elogia demais o samba, a alegria, a liberdade que isso trouxe a ela, e bla bla. E no final do comercial a atriz pergunta se ela é feliz. Ela responde que é felicissima. Agora, deixando de lado essa nóia, quando ela tomar um tiro nas favelas que inclusive aparece nas filmagens, ai quero ver. kkkkk.

              https://www.youtube.com/watch?v=l0vwF3yUxqM

              Se voce reclama do brasileiro que baba ovo pros Europeus, imagine o que eu acho quando vejo esse comercial onde japones baba ovo pra samba, e favelas ao fundo. Paredes todas pichadas, quem entende sabe o que significa isso. Pros japas, pichacoes é chiquerrimo, coisas de filme, uhuuuu!!!. Pois nao tem isso no Japao, entao encaram como algo de gringos, chique, que lindo kkk. Pra voce ver que cada um tem visao diferente, ou realidade distorcida. Bem, uma coisa é fato, o papai Lula melhorou a imagem do Brasil demais, ao trazer a Copa e Olimpiada. Impressionante como a imagem do Brasil está muitoooooooo superior do que antes. Muito mesmo.

              Ah, uma outra coisa. Eu nunca uso o termo “o meu país”, como voce tinha usado. Afinal, “país” é só um territorio demarcado por algum politico FDP, e nada mais. Eu prefiro usar ” a minha vida”. Afinal, país é de todos, logo nao é de ninguem. Preciso colocar é a minha vida em pauta, e quem deve colocar o país em pauta sao os politicos, nao eu.

              • Edson Fernandes

                Li de novo “sua noticia”….rs

                Cara… mas perceba que tudo depende de parametros. Sabemos muito bem que o Japão é um país muito organizado, respeitador…. mas que ao mesmo tempo é muito seguido a risca. O que um estrangeiro mais gosta no Brasil?

                Não, não é a sacanagem. Mas é o acolhimento. Tudo isso pode ser dado como fator determinante para o cara ir para o Brasil. Lembrando que vc disse que dá para gerar riquezas facilmente por aí. Eu conheço alguns brasileiros (e inclusive um rala muito por lá e vc tbm conhece) que não adquiriu riqueza trabalhando pra valer.

                Eu acho que esse fator vai além de simplesmente “ir” a um país. O que eu estou querendo dizer e abrir aqui é que há corrupção em qualquer lugar do mundo, até no japão. Se é mais ou menos , não importa, ela exsite.

                sobre o que vc falou de ser roubado todos os anos…. tem algum parente seu que mora por aqui? Vc o ajuda de alguma forma? Se for… perceba que esse esta sendo roubado e indiretamente vc tambem. Enxerga que podemos entrar na vertente de roubo se assim podemos dizer, mas o fato é que a noticia apoia a causa de outro país e então vemos que não é só aqui que as coisas são assim.

                Outra coisa… há um lobby ferrado para que a VW venda muito bem na Alemanha e isso não é a toa…portanto, colocando até a União européia na jogada, ela escolhe até em que momento quer ferrar ou não com alguma empresa. Não a toa, há um protecionismo enorme de carros importados para a Alemanha e sabemos disso. Não é só consjmidor que prefere os carros nacionalizados porque tem qualidade, mas sim porque o governo de lá também “ajuda” nesse aspecto.

                • Cada reply, vai ficando maior. kkkkkkkkkk. Eu nao disse que consegue gerar riquesas $$ facilmente no Japao. Eu disse especificamente que o “padeiro” que voce citou, já estaria rico $$ aqui. Ser dono é uma coisa, ser funcionário é outra coisa. E novamente o termo riquesa, no caso do padeiro eu estou dizendo é de grana mesmo. Já pra peao, grana nem tanto, mas vao ter acesso a boa parte das coisas que os ricos fazem. Maioria dos meus parentes estão todos aqui, já há decadas. Todos pobres (em grana). kkkkk. Ah, exceto minha tia que tem grana, viaja mundo a fora (adora Europa), poliglota, mas vive 24 horas reclamando da vida. Que trabalha muito, que é pobretona, que é isso que é aquilo. E reclama comendo caviar. kkkk. E olha que ela viveu 20 anos no Brasil. Ou seja, perdeu noção de pobreza, perdeu humildade. Falei para ela viajar para um país pobre e reconhecer noção de valor e vida, invez de ficar indo só para Europa, Australia, etc. Ela me mandou tomar no cuh. kkkkkk. Ela disse bem assim: “Eu saí da pobreza do Brasil, e voce quer que eu viaje para um lugar pobre? Me da licença!!” kkkkkk. Na minha opiniao, essa nao tem mais cura. kkkkkkk

                  Formatura das minhas sobrinhas de 13 anos, foi em Bali. No Brasil nunca tive formatura. kkkkkkk. Conheço gente que tem Jaguar, e fala que é pobre. Minha irma tem dois carros, e fala que é pobre. Sim, de fato sao pobres, pobres em grana “de sobra”, mas nao pobre em acesso a coisas que seriam caras no Brasil.

                  Meu pai mora no Brasil, mas nao envio grana nenhum. hehehe. Por sinal, e inclusive o Eber sabe, que nas ultimas semanas no Brasil eu já arrumando as malas, me roubaram mais de 10 mil reais. Ou seja, me fecharam com chave de ouro kkkkkk. E mesmo estando fora do Brasil, a Dilma desvalorizou em 1/2 a minha poupança com o lindo Real valendo nada. E fiquei sabendo que o governo brasileiro pretende taxar impostos para quem vive fora do Brasil. kkkkk. Nem estando longe, ainda assim essa Dilmaloka nao me deixa em paz.

                  Como voce mesmo disse, depende do parametro. MAS, quando tem a “morte”, o parametro acaba aqui. Isso sem mencionar que metade do ano é só para pagar impostos que nao voltam pro povo. Voce sabe o que é andar de moto, sempre com medo de ser roubado?

                  Esse negocio de povo acolhedor, eu admito e dou coro. Mas se mudar de angulo, voce vira as costas, e suas malas somem. Brasileiro quando viaja para país top, dificilmente recebe algum aviso por parte do governo brasileiro. Agora, quando estrangeiro vai ao Brasil, é só entrar no site do consulado, ou ministerio do exterior, e verá a realidade. Eu lendo o aviso, nao sinto nada. Mas será que um estrangeiro ao ler, sentirá o mesmo?

                  Os turistas japoneses entram nesse site para ter parametros para se informar, e evitar o pior. Ao selecionar o Brasil, olha a biblia. (vou resumir pra caramba, pois é grande demais. Vou postar apenas os tres primeiros paragrafos na integra)

                  —-
                  Situação geral
                  (1) No Brasil, a pobreza pela disparidade de renda, assim como a causada pelas drogas ou similares, têm sido freqüentes os assassinatos e roubos. O índice de criminalidade no Brasil, mesmo do ponto de visto mundial, é muito alta, e turistas japoneses também tem sido alvos de danos freqüentemente. Além disso, muitos dos crimes tiveram o uso de armas de fogo, e a resistência pode ser prejudicial, e também aumenta a possibilidade de ser morto, você precisa ter cuidado. Os crimes violentos são frequentemente noticiados, principalmente as relacionadas nas cidades grandes, porém deve tomar cautela mesmo em cidades do interior. O crime violento com armas de fogo são frequentes em áreas turísticas, e você precisa ter cuidado. Roubos e invasões com o uso de armas de fogo são frequentes em organizações japonesas, tais como localização e áreas residenciais japoneses, além de assaltos de rua e roubo de veículos.

                  (2) o crime organizado, que envolve a compra e venda de drogas também são frequentes, especialmente no Rio de Janeiro e São Paulo, e essas organizações criminosas tem como base os Slum (favelas). É uma situação em que a guerra de tiros são intermináveis, também ocorrem danos causados ​​por bala perdida na favela e aos arredores, público em geral são vítimas, e a situação é grave. Além disso, você deve ter vigilância contra seqüestro, mesmo em áreas urbanas, independentemente do dia e da noite, “um curto período de sequestro” também conhecido como “seqüestro relâmpago”, a fim de roubar o dinheiro, bens e veículos, voce será forçado a retirar dinheiro nos ATM (caixas eletrônicos), terá o veículo e celular roubados para ficar sem ajuda, e frequentemente abandonado num local longe da cidade. Você precisa ter muito cuidado com determinados horários e localização ao se mover.

                  (3) o roubo também acontece com frequência nos aeroportos, roubo de bagagens no lobby em hotéis, assalto nas ruas. A utilização do cartão no ATM ou em lojas, pode ser clonadas, e são constantes aos turistas japoneses. Tenha sempre cuidado em tais ambientes, evite desviar o olho da bagagem, verifique se há alguma anormalidade no local no momento da utilização do cartão, bem como verificar se existe alguma anormalidade no slot de inserção do cartão do ATM, você precisa também ter cuidado em relação aos funcionários com comportamento suspeito.

                  —–
                  Você lendo isso, não é novidade nenhuma para voce. Agora se coloque no lugar de um gringo, que nao tem esses problemas no seu país de origem e lendo esse texto que parece mais um roteiro de filme 007. Na copa do mundo, as apresentadoras japonesas boicotaram a ída ao Brasil, por terem medo de serem estupradas. Afinal, a estatistica é um fato. Pela culltura japones, fiquei impressionado com o boicote. Nunca vi boicote desse tipo, dá pra ver que o medo estava supimpa. E com as passeatas anti-dilma na epoca, pancadaria para todo canto, acho que foi a cereja do bolo.

                  Quando eu estava escolhendo hoteis em Miami, li nos reviews que de noite o lugar fica sombrio, perigoso, com nóias, etc. Admito que fiquei com medo. Mas ai eu pensei, poha, estou saindo de SP para Miami, moro do lado da favela, e vou ter medo do assalto dos gringos? Ah vá. Saí denoite e vi uns negoes (nao sou preconceituoso) com pano amarrado na cabeça, igualzinho nos filmes americanos. Carai, lembrei de uns filmes do Denzel Washington, e admito que arreguei. kkkkkk.

                  Embora tudo é parametro, mas normalmente ou quase sempre, ninguem se coloca no lugar dos outros. Tipo, brasileiro ter uma imagem dos europeus é uma coisa. Mas ninguem pensa como os europeus olham o Brasil. Assim como brasileiro acha chines, coreano, japones tudo mesma cara, já os japoneses ficam supreso quando descobrem que no Brasil tem muitos asiaticos, loiras, e brancas. E olha que a colonia japonesa no Brasil é apenas a MAIOR do mundo. E tem mais, devido a lavagem cerebral da midia japonesa, o povo japones acha que é a raça mais amada pelo mundo. Oh doh!!. kkkkkk. No Brasil os japoneses gozam de certa credibilidade, cultura linda, e bla bla (eu vomito com isso). Agora, a realidade me diz que Japao é odiado por todos os países vizinhos (Russia, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Filipinas, etc). kkkkkk. Ai os japoneses falam que são as “gentalhas” by kiko. Sei sei. Mas quando os japas vão pra Europa, ou States (principalmente costa oeste), sao alvos de preconceito FORTE, e se for sentar no trem, tem americanos que se afastam, ou ainda fala para nao sentar perto. kkkkkkk.

                  Eu fui super bem atendido em todo lugar que fui, mas sao nessas horas que voce pensa como os negros sao tratados no Brasil. No momento que voce ve as coisas do lado de fora para dentro, enxerga melhor do que de dentro para fora.

                  O problema do DieselGate chega a ser comparavel. Alias, isso me faz lembrar a historia da primeira guerra mundial. Todo mundo falando mal de todos, patriotismo severo, ninguem elogiando ninguem. Devido a isso, prefiro os paga paus, do que os haters.

                  Japao mostra as merdas do Brasil (ou dependendo do ponto de vista, é o brasil mostrando pro mundo), mas fazem de um modo bem educativo, sem haterismo. Afinal, Japao e Brasil sao amiguinhos. Ai ki fofu. ARG!. Quando o filho do Eike Batista atropelou o cara, essa reportagem passou na TV japonesa de entretenimento, citando que povo rico do Brasil bate o carro do papai, “mininu danadu”. Editaram a parte que aquele amassado é por ter atropelado. AH VAH!!!. Se fosse um chines, já estariam jogando no fogo.

                  Afinal, do que estavamos falando mesmo? kkkkkkkkk. Bah, deixa pra lá. kkk

                • Cada reply, vai ficando maior. Pega café, que esse é o DOBRO dos anteriores. kkkkkkkkkk. Eu nao disse que consegue gerar riquesas $$ facilmente no Japao. Eu disse especificamente que o “padeiro” que voce citou, já estaria rico $$ aqui. Ser dono é uma coisa, ser funcionário é outra coisa. E novamente o termo riquesa, no caso do padeiro eu estou dizendo é de grana mesmo. Já pra peao, grana nem tanto, mas vao ter acesso a boa parte das coisas que os ricos fazem. Maioria dos meus parentes estão todos aqui, já há decadas. Todos pobres (em grana). kkkkk. Ah, exceto minha tia que tem grana, viaja mundo a fora (adora Europa), poliglota, mas vive 24 horas reclamando da vida. Que trabalha muito, que é pobretona, que é isso que é aquilo. E reclama comendo caviar. kkkk. E olha que ela viveu 20 anos no Brasil. Ou seja, perdeu noção de pobreza, perdeu humildade. Falei para ela viajar para um país pobre e reconhecer noção de valor e vida, invez de ficar indo só para Europa, Australia, etc. Ela me mandou tomar no cuh. kkkkkk. Ela disse bem assim: “Eu saí da pobreza do Brasil, e voce quer que eu viaje para um lugar pobre? Me da licença!!” kkkkkk. Na minha opiniao, essa nao tem mais cura. kkkkkkk

                  Formatura das minhas sobrinhas de 13 anos, foi em Bali. No Brasil nunca tive formatura. kkkkkkk. Conheço gente que tem Jaguar, e fala que é pobre. Minha irma tem dois carros, e fala que é pobre. Sim, de fato sao pobres, pobres em grana “de sobra”, mas nao pobre em acesso a coisas que seriam caras no Brasil.

                  Meu pai mora no Brasil, mas nao envio grana nenhum. hehehe. Por sinal, e inclusive o Eber sabe, que nas ultimas semanas no Brasil eu já arrumando as malas, me roubaram mais de 10 mil reais. Ou seja, me fecharam com chave de ouro kkkkkk. E mesmo estando fora do Brasil, a Dilma desvalorizou em 1/2 a minha poupança com o lindo Real valendo nada. E fiquei sabendo que o governo brasileiro pretende taxar impostos para quem vive fora do Brasil. kkkkk. Nem estando longe, ainda assim essa Dilmaloka nao me deixa em paz.

                  Como voce mesmo disse, depende do parametro. MAS, quando tem a “morte”, o parametro acaba aqui. Isso sem mencionar que metade do ano é só para pagar impostos que nao voltam pro povo. Voce sabe o que é andar de moto, sempre com medo de ser roubado?

                  Esse negocio de povo acolhedor, eu admito e dou coro. Mas se mudar de angulo, voce vira as costas, e suas malas somem. Brasileiro quando viaja para país top, dificilmente recebe algum aviso por parte do governo brasileiro. Agora, quando estrangeiro vai ao Brasil, é só entrar no site do consulado, ou ministerio do exterior, e verá a realidade. Eu lendo o aviso, nao sinto nada. Mas será que um estrangeiro ao ler, sentirá o mesmo?

                  Os turistas japoneses entram nesse site para ter parametros para se informar, e evitar o pior. Ao selecionar o Brasil, olha a biblia. (vou resumir pra caramba, pois é grande demais. Vou postar apenas os tres primeiros paragrafos na integra)

                  —-
                  Situação geral
                  (1) No Brasil, a pobreza pela disparidade de renda, assim como a causada pelas drogas ou similares, têm sido freqüentes os assassinatos e roubos. O índice de criminalidade no Brasil, mesmo do ponto de visto mundial, é muito alta, e turistas japoneses também tem sido alvos de danos freqüentemente. Além disso, muitos dos crimes tiveram o uso de armas de fogo, e a resistência pode ser prejudicial, e também aumenta a possibilidade de ser morto, você precisa ter cuidado. Os crimes violentos são frequentemente noticiados, principalmente as relacionadas nas cidades grandes, porém deve tomar cautela mesmo em cidades do interior. O crime violento com armas de fogo são frequentes em áreas turísticas, e você precisa ter cuidado. Roubos e invasões com o uso de armas de fogo são frequentes em organizações japonesas, tais como localização e áreas residenciais japoneses, além de assaltos de rua e roubo de veículos.

                  (2) o crime organizado, que envolve a compra e venda de drogas também são frequentes, especialmente no Rio de Janeiro e São Paulo, e essas organizações criminosas tem como base os Slum (favelas). É uma situação em que a guerra de tiros são intermináveis, também ocorrem danos causados ​​por bala perdida na favela e aos arredores, público em geral são vítimas, e a situação é grave. Além disso, você deve ter vigilância contra seqüestro, mesmo em áreas urbanas, independentemente do dia e da noite, “um curto período de sequestro” também conhecido como “seqüestro relâmpago”, a fim de roubar o dinheiro, bens e veículos, voce será forçado a retirar dinheiro nos ATM (caixas eletrônicos), terá o veículo e celular roubados para ficar sem ajuda, e frequentemente abandonado num local longe da cidade. Você precisa ter muito cuidado com determinados horários e localização ao se mover.

                  (3) o roubo também acontece com frequência nos aeroportos, roubo de bagagens no lobby em hotéis, assalto nas ruas. A utilização do cartão no ATM ou em lojas, pode ser clonadas, e são constantes aos turistas japoneses. Tenha sempre cuidado em tais ambientes, evite desviar o olho da bagagem, verifique se há alguma anormalidade no local no momento da utilização do cartão, bem como verificar se existe alguma anormalidade no slot de inserção do cartão do ATM, você precisa também ter cuidado em relação aos funcionários com comportamento suspeito.

                  —–
                  Você lendo isso, não é novidade nenhuma para voce. Agora se coloque no lugar de um gringo, que nao tem esses problemas no seu país de origem e lendo esse texto que parece mais um roteiro de filme 007. Na copa do mundo, as apresentadoras japonesas boicotaram a ída ao Brasil, por terem medo de serem estupradas. Afinal, a estatistica é um fato. Pela culltura japones, fiquei impressionado com o boicote. Nunca vi boicote desse tipo, dá pra ver que o medo estava supimpa. E com as passeatas anti-dilma na epoca, pancadaria para todo canto, acho que foi a cereja do bolo.

                  Quando eu estava escolhendo hoteis em Miami, li nos reviews que de noite o lugar fica sombrio, perigoso, com nóias, etc. Admito que fiquei com medo. Mas ai eu pensei, poha, estou saindo de SP para Miami, moro do lado da favela, e vou ter medo do assalto dos gringos? Ah vá. Saí denoite e vi uns negoes (nao sou preconceituoso) com pano amarrado na cabeça, igualzinho nos filmes americanos. Carai, lembrei de uns filmes do Denzel Washington, e admito que arreguei. kkkkkk.

                  Embora tudo é parametro, mas normalmente ou quase sempre, ninguem se coloca no lugar dos outros. Tipo, brasileiro ter uma imagem dos europeus é uma coisa. Mas ninguem pensa como os europeus olham o Brasil. Assim como brasileiro acha chines, coreano, japones tudo mesma cara, já os japoneses ficam supreso quando descobrem que no Brasil tem muitos asiaticos, loiras, e brancas. E olha que a colonia japonesa no Brasil é apenas a MAIOR do mundo. E tem mais, devido a lavagem cerebral da midia japonesa, o povo japones acha que é a raça mais amada pelo mundo. Oh doh!!. kkkkkk. No Brasil os japoneses gozam de certa credibilidade, cultura linda, e bla bla (eu vomito com isso). Agora, a realidade me diz que Japao é odiado por todos os países vizinhos (Russia, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Filipinas, etc). kkkkkk. Ai os japoneses falam que são as “gentalhas” by kiko. Sei sei. Mas quando os japas vão pra Europa, ou States (principalmente costa oeste), sao alvos de preconceito FORTE, e se for sentar no trem, tem americanos que se afastam, ou ainda fala para nao sentar perto. kkkkkkk.

                  Eu fui super bem atendido em todo lugar que fui, mas sao nessas horas que voce pensa como os negros sao tratados no Brasil. No momento que voce ve as coisas do lado de fora para dentro, enxerga melhor do que de dentro para fora.

                  O problema do DieselGate chega a ser comparavel. Alias, isso me faz lembrar a historia da primeira guerra mundial. Todo mundo falando mal de todos, patriotismo severo, ninguem elogiando ninguem. Devido a isso, prefiro os paga paus, do que os haters.

                  Japao mostra as merdas do Brasil (ou dependendo do ponto de vista, é o brasil mostrando pro mundo), mas fazem de um modo bem educativo, sem haterismo. Afinal, Japao e Brasil sao amiguinhos. Ai ki fofu. ARG!. Quando o filho do Eike Batista atropelou o cara, essa reportagem passou na TV japonesa de entretenimento, citando que povo rico do Brasil bate o carro do papai, “mininu danadu”. Editaram a parte que aquele amassado é por ter atropelado. AH VAH!!!. Se fosse um chines, já estariam jogando no fogo.

                  Quanto ao termo “complexo de vira-lata”, eu ainda entendo. Nao é se existe ou nao em outros países, e sim a intensidade, quantidade, e na injustiça. Voce ser assaltado já é um problema, toda hora é fogo, e o bandido ser solto em menos de 24 horas é o fim da picada. Politico corrupto é um problema, toda hora é fogo, e ser absolvido é o fim da picada. Pagar imposto caro é problema, nao ter retorno é fogo, e ainda metem a mao no dinheiro publico é o fim da picada. Soma tudo isso, e o povo já está de saco cheio. Quanto mais voce se informa, mais louco voce vai ficando. E as pessoas cansado disso, vem nos foruns cansado. Algumas coisas eu concordo que é complexo de vira-lata, principalmente quando comparam o Brasil com outro país, num assunto nada haver. Mas…………. paciencia.

                  Quanto aos Europeus, vulgo europa ocidental, sao tops no conjunto do sistema publico. Isso não é coisa de brasileiro que paga pau pros europeus, os japoneses pagam MUITO mais pau pros europeus do que os brasileiros. Na TV japonesa é 24 horas passando todas as coisas boas da europa. Nao exagerei, é 24 horas mesmo. Uns tempos atras mostrou o alto nivel escolar de alguns países europeus. Olhe, e ve se voce nao pagaria um pau pra isso. kkkkkkk.

                  —–
                  Le Rosey, a melhor escola do MUNDO. Uma das mais caras, conta com uma impressionante filosofia de ensino. Fica em Suíça, aceita alunos entre 8 a 19 anos de idade, originários de mais de 70 países (inclusive o Brasil), possuem aulas anuais, ou intercambios de 2 a 4 semanas. O que impressiona além da extrema qualidade e diversidade das aulas, é o preço. Para aulas de 1 ano, o custo é de R$ 530 mil reais (44 mil reais mensais), e intercambios tem custo medio de R$ 43 mil reais por 3 semanas.

                  A escola possui 53 salas limitadas em até 12 alunos, 179 camas, lavanderia, 3 refeição diaria, 8 laboratorios cientificos. Além de 2 centros de saúde, 2 de ginastica, 2 de musculação, 10 quadras de tenis, piscina, sauna, jacuzzi, edificio de arte, centro equestre e centro nautico privado, 30 cavalos para hipismo, 10 botes, 3 botes com motor, 3 escaler, 38 iates. Possui ainda aulas de voo, golf, kart, mergulho, veleiro, etc. Como programas extras possui expedição para montanha, 3 viagens ao teatro de Londres, viagens para diversas cidades da Europa como Roma, Paris, Barcelona, Berlin, Vienna e Madri. Alem de viagens humanitarios e culturais em Mali, Romenia, India, Cuba, Egito, Vietnam, Mexico, Quenia, etc.

                  Para aulas de intercambios, existem diversas categorias (esporte, cultural, linguas, etc). Uma delas de 3 semanas é o seguinte:

                  – 4 periods (50 minutes each) of French or English.
                  – Sport activities (Air-rifle. Archery, Badminton, Basketball, Beach-volley, Climbing, Football, Golf (practice), Sailing, Self-defense, Swimming, Table tennis, Tennis, Waterskiing).
                  – Arts activities (Circus school, Cooking, Creative arts, Dancing, Digital photography, Film-making and -acting, Hip-Hop, School of Magic, Singing, Web-design).

                  08.00 Wake-up (acordar)
                  08.30 Breakfast (cafe da manha)
                  09.00-09.50 Period 1
                  10.00-10.50 Period 2
                  10.50-11.15 Break (descanço)
                  11.15-12.05 Period 3
                  12.30-13.00 Lunch (almoço)
                  13.30-14.20 Period 4
                  15.00-16.30 Sports/Arts
                  16.30-17.00 Break (descanço)
                  17.00-18.30 Sports/Arts
                  19.00-19.30 Dinner (jantar)
                  20.00-21.00 Evening activities
                  21.30 Junior bedtime (-13 y.o.)
                  22.00 Senior bedtime (dormir)

                  Refeição é tipico frances, variedades da asia e ocidente. Incluso quarto, passeios, atrações, animações noturnas, etc. Quem escolher aula de futebol, terão treinos acompanhados por especialistas do Real Madri.

                  • Edson Fernandes

                    Bem… então vamos falar do Japão… lá vcs não tem generalização, vcs possuem gangues conhecidas e ninguem põe o bico para lidar com eles.

                    Ou a Policia faz esforços para acabar com a Yakuza? rs

                    Perceba que em todo lugar há coisas boas e ruins. Se eu for para Las Vegas por exemplo, num momento de diversão, posso conhecer uma mulher e essa que ao contrário de outros locais se vestem de forma vulgar, essa se veste feito mais uma do hotel ou local que vc esteja… e deixe de pagar para ver o que acontece… o cafetão está lá fora te esperando. E perceba, eu estou dizendo isso porque tanto o cidadão que o fizer assim como estar lá, poderá estar em risco.

                    “Ah mas pense no gringo que vê isso”… ele vai ver e ter que dar as calças dele se não tiver a grana toma tiro. Olha que legal.

                    Há lugares no japão que vc sequer tem acesso senão for “abonado” e há esse tipo de coisa. Sobre a questão de pobreza: Tenho o sentimento que cada local tem seu parametro para isso, porém obviamente creio que para mim enquanto não se muda a educação e costumes de um país ele continua na mesma.

                    Alias, vc já viu alguem sem sucesso na vida, continuar a fazer a mesma coisa (e continuar sem sucesso) e de uma hora para outra ser sucedida? Eu nunca vi. Se vc souber de alguem me mostre.

                    Por isso eu falo, são parametros e também das pessoas de um local. Eu poderia ficar aqui reclamando do Brasil dizendo N coisas na internet que está ruim e blablabla (porque eu pago uma conta mais cara a cada mês só dando um exemplo) porém entendo a necessidade de realizar meu trabalho e também procurar ser diferente de pensar que tudo está ruim, porque na minha realidade não está… estou podendo trabalhar, viajar, me divertir, estar com minha familia… podendo sair com minha esposa, me divertir com ela, aprovietar as pequenas coisas da vida… então é o que eu falo… procuro ser otimista e não enxergar “Mudar o mundo” mas mudar o meu mundo… de enxergar as coisas por outro prisma.

                    PS: Esse texto acima não foi maior que o anterior…kkkkk

                    PS2: Vou sempre aplicar leitura dinamica… então dessa vez não demoro tanto a ler…rs

                    • Quanto a Yakuza, eles sao necessarios para sociedade. Voce conhece por filmes, e acha que são um PCC da vida. Nao é o caso, eles tem suas utilidades para sociedade, e por isso a policia nao tem que fazer esforços para acabar, e eu tambem sou a favor da existencia deles. Alias, comparar Yakuza com PCC, voce está de brincation with me? kkkkkkk.

                      Sobre o Las Vegas, quem nao paga tem que tomar um tiro mesmo. Ué, que inversão de valor é esse que voce citou?

                      “Há lugares no japão que vc sequer tem acesso senão for “abonado” e há esse tipo de coisa.”
                      R. Nunca senti isso aqui nesses 3 anos que estou. Já no Brasil é 24 horas, e olha que nao sou pobre. Jura que voce quer fazer essa comparação? Educaçao, saude e segurança, sao 3 pilares que QUALQUER japones tem acesso. O basico do basico, no Brasil nem isso, e nem comida.

                      O seu ultimo paragrafo resume bem a diferença do seu ponto de vista, com o do meu, e resume basicamente toda a nossa conversa biblica. Voce usa demais as frases em primeira pessoa. Ex: “eu poderia…. eu pago… meu trabalho…. minha realidade… estou podendo… minha familia… minha esposa… me divertir… mudar meu mundo…”

                      Voce nao está falando e nem enxergando no “coletivo”. Num país desenvolvido, jamais um cidadao falaria dessa forma como voce expressou. Voce tem trabalho, mas a maioria do povo tem? Voce paga, mas a maioria consegue pagar? Voce pode, mas a maioria está podendo? Sua familia, mas e os que perderam com a violencia? Voce viaja, mas a maioria consegue viajar?

                      E por fim voce disse: “meu mundo”. Nao, nao existe SEU mundo. Voce vive DENTRO de uma sociedade, e nao ao redor dela. Nao importa o que voce sente, e sim como os outros sentem o mesmo de voce. Já que estamos num site de carro, vou usar um exemplo meio torto: “voce tem Fluence, carro seguro, etc. Ele é seguro para voce, mas voce nao está seguro para outros. Um Gol de 3 estrelas derrapando na pista, e pegando voce em cheio, siginifica que voce foi atingido por um que NAO tinha condições em comprar um Fluence com ESP. Antes que voce fale: “ah, mas eu sobrevivi, e se ele morreu, o problema nao eh meu”. Mas será que voce nunca anda na calçada? hehehe. Voce leu direito o texto do ministerio? O texto começa citando exatamente isso: “a pobreza pela disparidade de renda”. Essa disparidade da sociedade brasileira, nao só de renda, e sim de conceito em relação a sociedade, é caso de estudo no mundo todo. Pois brasileiro não é muito coletivo na hora H. Politicos brasileiros é a maior prova disso, e quem vota neles idem.

                      Não sei do que voce trabalha, mas se voce fosse da area da saude, voce compreenderia facil o que estou querendo dizer.

                      Ditado africano: “Sozinho, vou perto. Juntos, irei longe”.
                      Ditado japones: “Se eu comer, não é voce que vai peidar.”

                      Cada ano que passa, vejo o Brasil pior do que já era. Tal frase, nem é novidade. Mas quando se ve de fora, fica mais evidente. “Pior que está nao fica”???? Sei sei. “Pega o bandido pra criar”, como dizia uma jornalista ridicula. Na minha época de adolescente (antes do PT), o ditado que se escutava na TV era: “criança é o futuro do país”. Mudou pouco a frase hein?

                      Alias, a frase certa seria: “Crianças (em plural) é o futuro da NOSSA nação”.

                      Quando eu era pequeno, eu ouvia a seguinte frase: “A rua é de todos, portanto jogo lixo na rua”. Quando na verdade, o correto é: “A rua é de todos, logo NÃO jogarei lixo na rua”.

                      Essa frase é o mesmo que te disse no comment anterior. Nao existe “meu país”, o país é de todos. Assim como não existe “meu mundo”, voce faz parte dele.

                      Alias, que tal voce perguntar pro Eber, onde ele está e o que está fazendo. kkkkkk. Parece que voce nao sabe….

                    • Edson Fernandes

                      A partir do momento em que eu citei MEU MUNDO foi relacionado ao que procuro para fazer para mim. Sobre ajuda… eu já disse aqui das causas que eu faço em prol do coletivo e não sou do tipo de fugir de algo que me faz direito.

                      Eu falei de PCC??? me coloque a frase, coloquei explicitamente o que acontece em todo lugar do mundo explicando que exista coisas boas e ruins.

                      Eu moro em SP e NUNCA fui roubado. NUNCA passei dificuldade morando em SP e moro do lado de uma favela (na realidade essa favela estende os barracos atrás do meu predio…)

                      Portanto, assim como vc aí no Japão eu posso dizer que aqui no Brasil morando no Jabaquara que está longe de ser lugar de rico, eu vivo tranquilo.

                      Eu enxergo o coletivo sim e faço o que posso para ele, só que qdo cito meu mundo é como eu penso das minhas situações. Quis citar apenas uma situação que foi das minhas contas.

                      Dificuldade eu já passei muitas, mas nem por isso devo viver dizendo que é culpa apenas do governo… e se há bandidos que tomam conta de algo (o que vc disse da Yakuza faz a mesma alusão a favela do Rio onde há “comunidades” onde há donos de boca: O cara manda lá e até “ajuda” a “comunidade”) eu não concordo que o controle sejam deles! Caso contrário que formalizem então esse “grupo” como protetor de algo!

                      Só que nesse tipo de coisa, sempre alguém se dá mal. E então, qual o sentido de sociedade? Enquanto eu posso passar algo ruim pelos mesmos bandido sou organizações, se é ara ter algo bom, isso precisa ser definido.

                      Eu não sei o que o Eber anda fazendo, primeiro que o moderador necessariamente comenta qdo necessário de banimentos e não de conversa do que ele faz ou deixar de fazer, principalmente eu não fico sabendo nada privilegiado das noticias. Digo mais: Nem em noticias eu tenho como alterar. Portanto, estou bem longe do que vc está pensando.

                    • Vou deixar dessa vez bem curtinho o reply hehehe. Nao estou te criticando, pelo contrario, concordo em muita coisa com voce. Apenas estou dizendo que “um” ponto de vista, nao muda em nada a realidade alheia.

                      “Eu moro em SP e NUNCA fui roubado. NUNCA passei dificuldade morando em SP e moro do lado de uma favela (na realidade essa favela estende os barracos atrás do meu predio…) Portanto, assim como vc aí no Japão eu posso dizer que aqui no Brasil morando no Jabaquara que está longe de ser lugar de rico, eu vivo tranquilo.”

                      Suspeitei desde o principio. hehehe. No dia que voce for roubado, voce muda de opiniao como passe de magica. E outra, isso em nada muda a realidade. A suprema maioria é assaltada, ou roubada. Voce nao ser roubado, não significa que outros terão de volta os bens. Tao pouco os que foram assassinados.

                      Voce vive tranquilo? Não amigo. Voce nao sabe o que está falando. Sim, eu sei que a vida é sua, mas já passei por essa fase. Quando voce tiver oportunidade de conhecer país de primeiro mundo, voce vai saber que nao vive tranquilo. Voce mora num predio? Suponho que tem guarita, aquilo que voce chama de porteiro. Ele está lá para que? O seu predio tem muros, voce sabe para que? Eh amigooo, a sociedade é coletivo. Se voce tem amigo policial, voce saberia o que eles fazem enquanto voce dorme. Infelizmente nao posso mais contar com um, pois foi morto e no seu distrito para te proteger. Por sinal, Jabaquara e Saude, sao distritos ou por assim dizer “redutos” dos japas. Se bobear, conheço o lugar melhor do que voce. hehehe. Afinal, sou daí tambem. O que voce faz é apenas um pensamento auto defensivo. Eu considero que no Brasil tem 5 tipos de pessoas.

                      1- Positivista para manter um foco (meta, produção, realizaçao)
                      2- Positivista ignorante (fecha os olhos, e segue em frente.)
                      3- Negativo critico (coloca em pauta tudo que é ruim)
                      4- Negativo depressivo (critica e faz nada)
                      5- O que matou, ou o que morreu.

                      Por suma, considero que numa sociedade saudavel, é preciso ter as 4 pessoas. MENOS a quinta. Ou em menor escala. O que não é o caso no Brasil. Voce sabe o que os gringos mais me falam ao chegar em SP na minha casa? Eles ficam surpreso com crianças pedindo dinheiro no faról. Afinal, o aviao pousa no aeroporto, e todos vao passar pelas ruas. Ver de cima é uma coisa, andar por ela é outra coisa.

                      Tem certeza absoluta que voce vive tranquilo? Se sim, voce está dissolvido. Voce nao anda na rua sossegado como em país de primeiro mundo. Voce olha pra uma criança pedindo esmola, e nao tem como se sentir tranquilo no meio disso, eu nao. Voce olha viaturas rasgando do seu lado, e nao estao tirando racha (ironic). Tira uma foto da sua rua, e olhe bem o que as fotos mostram. Grades, muros altos, etc. Parece coisa tao boba, mas eu só descobri que isso não é normal quando conheci país de primeiro mundo. E nao falo como turista ignorante, e nem como trabalhador imigrante, afinal já morei no Japao quando era criança. E não estou te criticando, o cerebro humano faz isso por natureza, um fator de se integrar ao ambiente. Os animais fazem a mesma coisa na natureza. Quem nao consegue se integrar ao ambiente tem mais dificuldade de sobreviver. E pode ter certeza, violencia nao é minha praia. Já resisti demais, e muitos que eu conheço estao MORTOS!!

                      Eh quase impossivel eu explicar isso, não é uma coisa que se explica. Só sentido na pele, só vivenciando, ou melhor convivendo.

                      Ah, eu sei o que o moderador faz, e o que não faz. Nao precisa me explicar isso. Nao vou dar mais detalhes aqui, pois estamos numa area publica, e seria mais etico eu dizer via skype.

                      Antes que eu deixe o texto enorme denovo, vamos encerrar esse festival de replys, pois daqui a pouco vai dar pra publicar na editora abril. rs. Papo bom, qualquer coisa mande alo no skype. Pra fechar, vai um video do ADG, que creio que voce já deve ter visto. kkkkkkk Obs: Lembrando que algumas coisas que ele disse, eu nao concordo.

                      https://www.youtube.com/watch?v=mH00NqcqKLU

                    • Edson Fernandes

                      Pera… vai ter reply auqi…rsrsrs

                      Cara.. longe de mim dizer que eu tenho total segurança, só disse que nunca fui roubado aqui. Já em SBC… até me roubaram R$1,10 com uma 12 (nunca tinha visto uma e conheci justamente com o cano dela na minha cara).

                      O que eu quero dizer é… não me sinto em perigo por andar aqui, mas tenho total ciencia de tudo que há de ruim e alias, eu ajudo pessoas carentes. É por isso que eu te falo, nem sempre preciso dizer isso, porque eu faço isso pensando no coletivo e também praticando caridade (pelo amor de Deus, não vá colocar um texto querendo explicar o que pode ser caridade…rs)

                      O que eu quero dizer é… dificuldade existe em todo lugar. O fato de não existir exatamente “uma favela” no Japão, não quer dizer que há pessoas em estado de pobreza extrema. Ok, o japones tem uma conscientização muito maior sobre a sociedade, mas ainda assim, há quem passe dificuldade.

                      É nesse ponto que eu quero mostrar a você. Eu realmente moro em apto, mas quem diria, quero me mudar para uma casa…

                      E isso meu amigo, não é só eu que gostaria, mas quem convive comigo tem o mesmo desejo. Se eu estivesse nesse pandemonio todo, como iria pensar em morar em uma casa?

                      Sem duvida eu concordo que deve ser muito melhor viver aí, isso não quer dizer que viver no Brasil é esse terror todo também. Enfim, foi mais para te dizer que como eu trablaho aqui, vivo aqui, convivo com as coisas boas e ruins aqui, não preciso enaltecer o bom ou fortalecer o ruim.

                      Abraço

  • Lauro Agrizzi

    SE a comissão europeia sabia, como o presidente e diretoria da VW não sabiam? A História ainda esta muito mal contada e a VW esta mentindo e enrolando a cada dia que passa sobre o assunto.

  • JAC

    A industria europeia, tá muito satisfeita com a VW, por que diabos vender o diesel limpo para os Yankees. O diesel limpo era a nossa melhor reserva de mercado,agora fu…!

  • Minerius Valioso

    Juro que essa maracutaia me fez lembrar quando o Lula disse que não sabia de nada.

  • Tosoobservando

    Falando em escandalo, vcs tao interados do novo envolvendo a CAOA e o outro filhinho do nove dedos? Parece que a propina correu solta ae e muita sujeira ta surgindo.

  • Wald Queiroz

    Burros!!!!! Deveriam ter chamado o Lula para falar! Ele diria: Ninguém aqui sabia de nada companheiros! Pronto, estava resolvido.

  • Garuda

    Não demora muito vão admitir que sabiam que estes imigrantes sírios eram terroristas



Send this to friend