Fiat Hatches História Populares

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

O Uno Vivace foi a versão básica do Fiat Uno em sua segunda geração, que foi um dos grandes lançamentos no mercado automotivo brasileiro em 2010.

Na ocasião, o hatch popular foi totalmente reformulado e apostava num visual mais moderninho, inclusive com centenas de opções de customização e até cores bem chamativas.


Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção
Uno Vivace

A intenção da Fiat com o Novo Uno era claramente atingir todos os públicos possíveis.

Tanto é que a linha do Uno partia de R$ 25 mil e podia chegar a R$ 40 mil na versão topo com todos os opcionais.

E a mais em conta delas era a Vivace com motor 1.0.


Uno Vivace – detalhes

Assim como os rivais da época (leia-se Celta, Clio, Ka e Gol G4), o Uno Vivace era para lá de espartano. Os primeiros exemplares não contavam nem com pintura nos para-choques, deixando à mostra as enormes peças em plástico preto.

Do mesmo modo, não havia pintura nos retrovisores e maçanetas, enquanto as rodas eram de aço de 13 polegadas com calotas. O interior trazia plástico por todos os lados e uma pequena tira de tecido nos painéis de porta era oferecida como opcional.

Acima do Uno Vivace havia o Uno Way 1.0, com visual aventureiro, incluindo apliques em plástico nas caixas de roda e parte inferior das portas, barras longitudinais de teto, suspensão elevada, pneus de uso misto, conta-giros e porta-luvas iluminado.

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

De série, ele trazia somente o básico. Havia encostos de cabeça traseiros com regulagem de altura, banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, cintos de segurança retráteis, econômetro no painel, ganchos no porta-malas, entre outros.

Como opcional, o Uno Vivace podia receber airbag duplo, freios ABS com EBD, alças de segurança no teto, ar-condicionado, para-brisa degradê, vidros e travas elétricas, banco do motorista com ajuste de altura, comando interno de abertura do porta-malas e da tampa do tanque de combustível, retrovisores, para-choques e maçanetas na cor da carroceria, porta-luvas iluminado, sistema de som com USB, viva-voz e Bluetooth, rodas de liga-leve, terceiro apoio de cabeça traseiro, bancos em veludo, vidro traseiro com limpador e volante ajustável em altura.

A lista de opcionais incluía ainda o kit Square (faixas adesivas laterais e na tampa do porta-malas, badge nas colunas traseiras e anéis da grade dianteira na cor cinza) e o kit Smile (com moldura central do painel de instrumentos em preto brilhante, tecido diferenciado nos bancos e painéis de porta e tapetes em carpete e borracha).

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

Uno Vivace – novidades

Nova opção de carroceria duas portas

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

Em fevereiro de 2011, a Fiat resolveu “baratear” o Uno Vivace com a chegada da nova opção de carroceria duas portas. A novidade foi oferecida em todas as versões de acabamento (o que inclui ainda a Way 1.0 e 1.4, Attractive 1.4 e Sporting 1.4).

No caso do Uno Vivace 1.0 duas portas, o preço inicial era de R$ 26.490. Esta cifra representava uma diferença de R$ 1.650 frente ao modelo com quatro portas.

Linha 2013 mais equipada

A linha 2013 do Fiat Uno foi anunciada em maio de 2012 e trouxe algumas novidades para a gama do hatch compacto.

Entre elas, o modelo passou a contar com para-choques pintados na cor da carroceria, novos tecidos para os bancos, alavanca de câmbio redesenhada, saídas de ar no painel com nova cor, novas calotas para as rodas de aço e bancos dianteiros com apoio de cabeça com ajuste de altura.

O preço inicial do Uno Vivace 1.0 2013 era de R$ 24.260 para o modelo duas portas e R$ 25.930 para a variante com quatro portas.

Airbags frontais e ABS de série

Já em dezembro de 2012, a Fiat anunciou a chegada do kit HSD (High Safety Drive) como item de série para todas as versões do Uno. Com isso, o modelo Vivace passou a contar com airbags frontais e freios ABS com EBD.

Essa medida foi uma antecipação da marca à nova lei federal, que obriga os itens de segurança em todos os carros produzidos localmente.

Com a novidade, o Fiat Uno Vivace ficou R$ 1 mil mais caro, passando para R$ 25.260 no duas portas e R$ 26.930 no quatro portas.

Série especial College

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

A primeira série especial do Uno Vivace foi a College – e a mais bizarra delas. O carro trazia retrovisores, maçanetas e anéis dianteiros na cor vermelha, rodas de liga-leve pintadas de branco, barras de teto, faróis e lanternas escurecidos e adesivos laterais.

O interior era dotado de bolsos atrás dos encostos dos bancos dianteiros, detalhes em azul e vermelho no painel, volante em couro, entre outros. O preço era de R$ 33.470, somente com quatro portas.

Série especial Rua

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

Outra série do Uno Vivace foi a Rua, lançada em maio de 2014. A versão teve produção limitada a 2 mil unidades e trazia adesivos externos, anéis estéticos dianteiros e o nome “Uno” na traseira com as cores da bandeira do Brasil, faróis e lanternas escurecidos, rodas de liga-leve aro 14 na cor grafite, spoiler e maçanetas e retrovisores na cor da carroceria.

Havia ainda volante em couro, bancos em tecido exclusivo com bordado “Rua” nos encostos dianteiros e pintura em azul nos comandos do ar-condicionado e cintos de segurança. O preço do carro era de R$ 33.590, somente com quatro portas.

Série especial Itália

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

Seguindo a linha de outros carros da Fiat, o Uno Itália chegou como série especial em novembro de 2014. O carro tinha como base a versão Vivace com quatro portas e foi ofertado como um modelo limitado a mil unidades. Cada uma delas foi vendida por R$ 34.430.

Entre os diferenciais, o Fiat Uno Itália trazia anéis na grade dianteira com tema Itália, faróis e lanternas escurecidos, badge Itália na coluna “C”, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria, nome “Uno” na tampa traseira com tema Itália, spoiler traseiro e revestimento nas colunas externas.

O interior trazia bancos em novo tecido e com bordado Itália nos encostos dianteiros, painéis de porta com aplique em tecido, volante com duas texturas, soleiras de porta e moldura central do painel de instrumentos com acabamento exclusivo.

Linha reestilizada, mas com o Vivace com visual antigo

Como já havia sido feito na linha do Palio, o Fiat Uno 2015 chegou em setembro de 2014 com mudanças significativas no visual, além de um interior totalmente novo e novos equipamentos. Porém, o Uno Vivace seguiu com o mesmo padrão do antigo para se posicionar como a opção mais em conta da linha.

O carro tinha preço inicial de R$ 26.370 com duas portas e R$ 28.500 com quatro portas. Porém, com um pouco mais de grana o consumidor podia levar o novo Uno Attractive 1.0, por R$ 30.990.

Fim de linha

O Fiat Uno Vivace deixou de ser vendido no primeiro semestre de 2016, juntamente com o Palio Fire, para dar lugar ao Fiat Mobi. O novo subcompacto herdou do Uno a plataforma, a motorização e diversos outros componentes, mas tem como aposta o visual mais moderno e as dimensões mais compactas para os centros urbanos.

Todos eles tinham, na época, preço inicial na casa dos R$ 30 mil.

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

Uno Vivace – versões

  • Fiat Uno Vivace 1.0 duas portas
  • Fiat Uno Vivace 1.0 quatro portas
  • Fiat Uno Vivace College 1.0
  • Fiat Uno Vivace Itália 1.0
  • Fiat Uno Vivace Rua 1.0

Uno Vivace – preços

  • Fiat Uno Vivace 1.0 duas portas: de R$ 20.550 (2012) a R$ 27.217 (2016)
  • Fiat Uno Vivace 1.0 quatro portas: de R$ 21.680 (2011) a R$ 29.550 (2016)
  • Fiat Uno Vivace College 1.0: R$ 27.145 (2014)
  • Fiat Uno Vivace Itália 1.0: R$ 26.047 (2013) e R$ 28.512 (2015)
  • Fiat Uno Vivace Rua 1.0: R$ 24.182 (2014)

(valores com base na tabela Fipe em julho de 2018)

Uno Vivace – motor, câmbio e desempenho

Todas os exemplares do Fiat Uno Vivace saíram de fábrica com o motor 1.0 litro Fire flex de quatro cilindros e oito válvulas, que inclusive está disponível até hoje na atual versão de entrada do hatch compacto.

Este propulsor consegue desenvolver 73 cavalos de potência com gasolina e 75 cv com etanol, a 6.250 rpm, e torque de 9,5 e 9,9 kgfm, respectivamente, a 3.850 rpm. Junto a ele está um câmbio manual de cinco marchas.

A Fiat diz que o modelo consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 13,8 segundos e atinge velocidade máxima de 153 km/h.

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção

Uno Vivace – consumo

A respeito do consumo, o Fiat Uno Vivace entrega médias de 8,3 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada quando abastecido com etanol e 12,3 e 14,5 km/l, respectivamente, com gasolina.

Uno Vivace – manutenção e revisões

A Fiat não disponibiliza mais a tabela de revisões programadas com preços fixos para o Uno Vivace. Porém, os modelos com motor 1.0 Fire contam com revisão de 10 mil km por R$ 195, 20 mil km por R$ 416, 30 mil km por R$ 636, 40 mil km por R$ 572, 50 mil por R$ 396 e 60 mil km por R$ 1.232.

Uno Vivace – ficha técnica

Motor

1.0

Tipo

Dianteiro, transversal e flex

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm³

999

Válvulas

8

Taxa de compressão

12,15:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

75 cv a 6.250 rpm

Torque Máximo

9,9 kgfm a 3.850 rpm

Transmissão

Tipo

Manual de cinco marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Disco sólido (dianteira) e tambor (traseira)

Direção

Tipo

Não assistida

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson

Traseira

Eixo de torção

Rodas e Pneus

Rodas

Rodas de aço de 13 polegadas

Pneus

165/70 R13

Dimensões

Comprimento total (mm)

3.770

Largura (mm)

1.636

Altura (mm)

1.480

Distância entre os eixos (mm)

2.376

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

400

Tanque (litros)

48

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

895

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,35

Uno Vivace – galeria de fotos

Uno Vivace: versões, preços, motor, desempenho, consumo e manutenção
Nota média 4 de 2 votos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • Sílvia

    Móbi neleeehhh ! ! !

  • Junoba

    Em Junho/2018 o Uno emplacou apenas 427 unidades. Em 2011 chegou a vender mais de 23 mil unidades no mês.

  • SDS SP

    Bem ruinzinha essa versão Vivace. A frota aqui da empresa era composta por essa versão de Uno e era uma lástima, principalmente na estrada.

  • TijucaBH

    Novo Uno foi sepultado no lançamento. O mercado estava bom e faltava carro nas concessionárias. Fiat aproveitou essa boa onda pra economizar em tudo que era possivel e o que era impossível tambem. A qualidade do carro era terrível. Inúmeros casos de infiltração de agua e poeira, motor 1.0 que grilava até parado, desempenho sofrível no 1.0, acabamento parecia que era feito no machado, tamanha imprecisão. Além disso ainda tinha péssimo isolamento acústico, espuma do banco extremamente macia que casava após pouco tempo ao volante, trepidaçao em marcha lenta igual velhas pick ups diesel, lista de opcinais grande e confusa, ressonância no escapamento em determinadas velocidades, limitadores das portas que estalavam ao abrir e fecha, etc. Resumindo, era dificil achar qualidade nesse carro.

    Passada a euforia do lançamento, foi virando mico, pois oconsumidor preferiao velho palio fire ou o novo palio. A Fiat viu o tamanho da bobagem que fez e passou a melhorar o carro, realmente melhorou, mas já era tarde, a fama de carro fraco, mal axabado e frágil já tinha espalhado e hoje o nome Uno que era forte virou um mico.

    Falo com propriedade desse carro porque tivemos 2 aqui em casa, comprados praticamente juntos (se soubesse o quanto era ruim, teríamos ficado no primeiro). Olha que osdois carros daqui de casa praticamente nao deram defeito em si, mas as caracteristicas do carro faziam o uso deles um tormento.

    • Ediomar

      Tudo que você falou aconteceu no uno da nossa empresa e mais um pouco também chegando no ápice do corpo de borboleta ao custo de 1500 reais um absurdo,o carro simplesmente não acelerava mais e foi de guincho pra autorizada com apenas 23mil km.

      • TijucaBH

        Puts!!! Corpo de borboleta até que nao era um problema comum no novo uno nao. Ele dava muito problema era nos outros carros da Fiat que usavam motor 1.8 Chevrolet, antes de lançarem o e-torq.

      • afonso200

        engraçado o corpo de borboleta do meu Azera 2011 custa 145dolares na Coreia do Sul, original Hyundai e posso importar hoje se quizer.

      • André Luis Versiani

        Caraca, da minha amiga aconteceu mesma coisa, mas com 85 mil Km, já era hora para um popular, mas o carro é bem ruim mesmo, qualquer ladeira morre de verdade, já tive um Mille fire 02/03 e era muito melhor de andar que estes novos, meu Deus.

    • afonso200

      os tecidos dos bancos era sofrivel

    • catucadão

      cara quer uma qualidade melhor do mundo vindo do uno mano fica queto que é melhor

      • TijucaBH

        nao quero qualidade melhor do mundo em um Uno Vivace nao. Quero apenas o basico, que nao quebre, que nao dê defeito, que nao seja descartável, etc. Um exemplo dentro da mesma marca é o Palio Fire que era infinitamente melhor que o Novo Uno e ainda era mais barato!

  • dallebu

    Novo Uno, uma ótima ideia que não foi bem executada. Design interno totalmente nada a ver com a parte externa, além dos materiais e arremate que passam a impressão de fragilidade. Sob o ponto de vista da engenharia, também péssimo, vãos enormes entre as chapas da carroceria passam um aspecto frágil.
    O Fiat Mobi tem uma qualidade e precisão na construção anos luz melhor.

  • Baetatrip

    Minha tia tem 1 desse Vivace 2012 2p preto comprou 0km…..
    Ela mal cuida e o crrro anda firme…. Nao quebra na mao dela!
    E a gente leva p/ revisao basica … Nem tem 50.000km…..

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Já tive 2. Sendo um way e outro vivace. Posso afirma, o carro tem uma boa resistência para o uso do dia a dia. Mas o acabamento realmente é lixo, quebra fácil as saída de ar, a luz do teto, tapete rasga fácil, entre outrl defeitos . na mecânica tive problemas com 20mil km. O cabo da embreagem torou, acima de 110km/h parecia um avião, isolamento acústico lixo, ar condicionado nao gelava. Enfim. Era um carro meia sola. Nao era bom, mas sim razoável pela propostas . É um kwid praticamente. Kkkkkkk

    • TijucaBH

      Além das saidas do ar condicionado, as telas dos alto falantes dianteiros quebravam só de olhar é o pior é que nao era uma peça separada, ele era uma parte do painel da porta, então tinha que trocar tudo!!

      • Adauto Vieira Dias Júnior

        kkkkkkkkk. tinha esquecido desse detalhe,verdade viu, os autos falantes se desmontavam só. Eu comprei o NOVO UNO quando lançou, pq meus pais pensavam q eles erá igual o quadrado, em questao de resistencia! kkkkk mal sabiam q nao tinha nada have!
        O uno mille é melhor que esse novo uno de 2012.

        • André Luis Versiani

          Também acho viu.

    • afonso200

      eu nao sei o que a fiat fez, mas dessa epoca eles pioraram tanto que o pessoal realmente migrou pro HB20 em final de 2012 e em 2013 o ONIX e o Etios,,,,pq era penoso o acabamento dos fiat,

  • Eduardo Barini

    Tive um sporting 2013 vermelho Modena muito bom o acerto da suspensão dessa versão, pena q baixa qualidade do carro de tudo quebrou e olha q eu cuidava dele ….. nunca mais fiat

  • afonso200

    que preço heimmm……Uno Vivace 1.0 2013 era de R$ 24.260 para o modelo duas portas e R$ 25.930

    • André Luis Versiani

      O salário mínimo era de R$ 678,00 enquanto hoje é de R$ 954,00, aumento de 40%. O Uno Drive hoje custa R$ 42.980, cerca de 77% de aumento, encareceu muito realmente.

  • afonso200

    aquela versao COLLEGE foi a pior versao de todos tempoes de todos carros no BR, coisa mais feia, kkkkk

  • Miguel

    Espero q a Fiat tenha planos pra ele até 2020.
    Não é possível deixarem o carrinho morrer desse jeito!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email