Brasil Fiat Hatches Populares

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Um dos carros compactos de maior sucesso na gama Fiat, o Uno sempre agradou por seu design simpático com projeto simples e robusto. E uma das versões mais populares que resiste até hoje é o Uno Way.

O Uno Way nasceu com o Mille Fire em meados de 2006, como uma alternativa “aventureira” leve para o valente compacto.


Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Botinha Simpática

Antes de começar a falar da botinha ortopédica mais amada do país na sua versão pseudo aventureira, vamos voltar um pouco e relembrar a história do modelo.

Lançado inicialmente na Itália em 1983, o Fiat Uno tinha a importante missão de substituir o Fiat 127 – primo italiano do nosso Fiat 147 – e para isso, o novo modelo tinha que ser mais espaçoso, valente e ter um design simples e cativante, assim como seu antecessor.


Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Desenhado pelo renomado estúdio de design – Giorgetto Giugiaro – atualmente conhecido como ItalDesign – seu desenho retilíneo perduraria ainda por décadas. Linhas limpas, com amplas janelas e bom espaço interno eram um dos motes de vendas do pequeno italiano.

Com concorrentes de peso, como Peugeot 205, Opel Corsa, Ford Fiesta e até o Nissan Micra, o Uno conseguiu seu lugar ao sol e provou que tinha tudo para ser um sucessor a altura do 127.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Uma das provas de seu enorme sucesso, fora que em dezembro de 1983 ele já havia ganhou o prêmio de Carro Europeu do Ano de 1984.

A pequena botinha se mostrou tão versátil, que até uma versão esportiva o modelo ganhou. Com seu motor 1.3 litros, o Uno Turbo i.e, conseguia desenvolver impressionantes 106 cavalos – o que era um fato realmente notável visto que o ano era 1985, e o modelo pesava cerca de 845 kg.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Se a primeira geração do modelo apostava nos grandes faróis e outros detalhes mais retilíneos, o facelift recebido em 1989 e apresentado no Salão do Automóvel de Frankfurt mostrava novos faróis menores mas ainda seguindo a escola de linhas limpas e retas.

Novos motores e padronagens do interior compunham o design exterior. O modelo foi produzido na Itália até 1995, quando deu lugar ao Fiat Punto, seu sucessor no mercado europeu.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Por aqui o modelo que até trocou de nome e passou a se chamar Uno Mille e depois apenas Mille, foi produzido até meados de 2013, quando já chegava aos 30 anos de vida – o modelo foi apresentado no país em 1983 – vendeu cerca de 3,6 milhões de unidades.

Na Europa, o modelo encerrou sua vida com mais de 6 milhões de unidades vendidas.

O primeiro Uno Way (Economy)

Agora que demos uma pequena pincelada na história do Uno como um todo, vamos nos ater a versão “aventureira” do modelo.

O primeiro Uno Way se chamava Fiat Mille Way Economy, e foi uma das versões mais bem-sucedidas do modelo. Equipado com o já conhecido motor 1.0 litro de 66 cavalos no álcool com 9,2 kgfm de torque e 65 cavalos quando abastecido com gasolina e torque de 9,1 kgfm, o Mille Way ganhou em 2009 o sufixo Economy, que queria apresentar ao consumidor que mesmo com muita idade, o Mille ainda era o rei da economia.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Os engates curtos do câmbio de 5 velocidades do Mille Way Economy continuavam os mesmos desde seu lançamento em 1983.

O carro recebeu poucas atualizações mecânicas – sendo a mais importante delas o motor flexível.

O consumo do Mille Way Economy era um dos motes de vendas, e seu visual “aventureiro” que incluía molduras nas caixas de roda além de um leve acréscimo de cerca de 44 milímetros de altura em relação ao modelo “civil”.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Os pneus também eram maiores, saem de cena os 165/70 aro 13 para entrarem os 175/70 aro 13.

Adesivos alusivos à versão eram colocadas nas laterais do modelo, bem como um adesivo “Economy” para mostrar que de economia ele entendia.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Este Uno Way saiu de linha no país depois de 30 anos bem servidos ao seu propósito, principalmente por não aderir às novas normas de incluir na plataforma o uso de AirBags e freios do tipo ABS.

Seu sucessor, o Novo Uno, foi apresentado em 2010 baseado na plataforma do Fiat Palio e com estilo de carroceria semelhante ao do Fiat Panda vendido na Europa.

Fiat Uno Way de 2010 até hoje

Se a primeira geração do Fiat Uno com o passar dos anos recebeu até um novo nome, o mesmo não pode ser dito da nova geração baseada na plataforma do Fiat Palio.

O novo Uno – projeto 327 – podia vir equipado com os freios ABS e AirBags duplos. Na motorização, o modelo agora utilizava os motores 1.0 e 1.4 litros flexíveis.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Foi apresentado com 5 versões de acabamento, sendo elas: Attractive, Vivace, Economy, Sporting e Way.

A Attractive vinha com opção de motores 1.0 e 1.4 litro que podiam vir com 2 ou 4 portas e a versão Sporting tinha a intenção de ser o “esportivo” da linha Uno, também com opção de carroceria de 2 ou 4 portas.

Nesse caso, o Uno Sporting vinha apenas com o motor 1.4 litro.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

A versão “aventureira” Way tinham motores 1.0 e 1.4 e opção de 2 ou 4 portas, assim como as outras versões.

Seu destaque era os para-choques pretos, novas rodas com a inscrição Way e maior altura em relação ao solo e das demais versões.

E por fim temos as versões Vivace e Economy que eram mais simples que as demais e contavam com o mesmo padrão de motores e opções de carroceria.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Fiat Uno Way 2010 – 2014

Uma das versões mais descoladas do novo Uno com certeza é a Way de 2010 a 2014.

O modelo vinha com para-choques pretos, rodas de liga leve ou calotas – dependendo da versão – e maior altura do solo.

Ele também contava com cores vivas e vibrantes, como a cor de lançamento – um tom de verde meio abacate que não é uma unânimidade entre as pessoas.

As opções de personalização também eram muitas, pois podia-se trocar partes do revestimento do painel por outras peças coloridas. Podiam ser adicionados também adesivos que eram chamados de tattoos, para deixar o veículo com a cara do proprietário.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

O painel do Uno Way tinha desenho simples, porém harmonioso e honesto.

Um dos detalhes mais curiosos (e não muito ergonômicos) do painel estava nos botões de acionamento do vidro elétrico, que ficavam acima dos controles do ar-condicionado.

Depois do facelift de 2014, os comandos dos vidros foram para as portas.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Como o modelo podia vir com duas opções de motorização, seu pacote de equipamentos era bem distinto.

Quando equipado com motor 1.0 litro, o Uno Way, vinha com faróis com máscara negra, lanternas traseiras com tom fumê, barras longitudinais no teto, apliques prateados nos para-choques, suspensão elevada, rodas de 14 polegadas com pneus 175/65, revestimento interno exclusivo e conta-giros.

Para a versão equipada com motor 1.4 litro, o Uno Way trocava apenas o tamanho dos pneus.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Todo Uno lançado antes do facelift de 2014, recebia como opcionais o ar condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e travas com acionamento elétrico, freios com ABS e EBD e AirBags.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Quando equipado com motor 1.4, a linha Uno ganhava faróis de neblina, rodas de liga leve em alumínio, encosto de cabeça para o terceiro ocupante do banco traseiro, rádio com MP3 e bluetooth, volante revestido em couro, ajuste de altura do banco do motorista, e um dos itens mais bacanas do Uno, é com certeza o para-brisa térmico, que continha uma discretíssima resistência interna que ajudava no desembaçamento em dias mais úmidos.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Fiat Uno Way, 2014 – presente

Em 2014, o Fiat Uno recebe uma nova atualização de estilo com uma nova grade dianteira, com faróis mais amendoados, grade em preto brilhante e ainda os 3 quadrados arredondados que deram o estilo “round square” do novo Uno lançado em 2010.

Em relação ao modelo de 2010, a grade que imita um sorriso quadrado foi reduzida e acima dela foi inserida uma nova entrada de ar retangular para ajudar a resfriar melhor o motor. Os parachoques perdem a cor preta e passam a ser pintados na cor da carroceria.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Na traseira, as lanternas recebem um novo desenho interno, com maior destaque para os pequenos quadradinhos arredondados. O porta-placas agora recebe um aplique preto que simula um extrator e abriga dois olhos de gato retangulares.

O maior destaque desse facelift era com certeza o interior que recebia um novo design, novos materiais para o acabamento e até a opção de câmbio automatizado Dualogic Plus de 5 velocidades.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Agora o painel ganhava um novo quadro de instrumentos com uma pequena tela de LCD que conta com alguns recursos interessantes.

Um novo volante de três raios, acompanha uma larga faixa emborrachada que foi acrescida ao painel do Uno. Ela poderia acompanhar a cor da carroceria ou a forração dos bancos.

As texturas dos plásticos do painel também são novas e mais agradáveis do que das versões anteriores. Um nova e pequena central multimídia abriga funções de rádio e Bluetooth.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

A novidade maior fica por conta do novo câmbio automatizado de 5 velocidades com acionamento por botões, que fica no console com disposição semelhante ao que é encontrado no Alfa-Romeo 4C.

Outro destaque interessante do Uno Way modelo 2014, é a adoção do inteligente sistema Start/Stop que ajuda o modelo a economizar desligando o motor em pequenas paradas.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Um recente facelift foi feito em 2016 e garante uma sobrevida do modelo até a chegada da nova geração que está programada para meados de 2020.

Um novo motor também foi adicionado com esse facelift, agora com três cilindros e chamado de Firefly – o motor foi recentemente apresentado na Europa no facelift do Jeep Renegade com opção turbo e potências que começam em cerca de 120 cavalos na versão 1.0 e até 180 cavalos na versão 1.3.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Mas voltemos aos motores nacionais ainda sem turbo que foram aplicados no Uno Way 2016.

Na versão 2016, o Uno Way recebe tanto o motor 1.0 Firefly de três cilindros, quanto o 1.3 litro.

Quando equipado com motor 1.0 tricilíndrico, o Uno Way consegue desenvolver 77 cavalos quando abastecido com etanol, e 72 na gasolina, com torque de 10,9 kgfm para o etanol e 10,4 kgfm para gasolina.

Para o motor 1.3, a potência vai para 109 cavalos com etanol e 14,2 kgfm de torque e 101 cavalos com gasolina e torque de 13,7 kgfm.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

O câmbio pode ser o manual de 5 velocidades para ambas as motorizações ou o automatizado de 5 velocidades chamado de Dualogic Plus quando o motor for o 1.3.

Outras novidades foram acrescidas com esse facelift, como o assistente de partida em rampa, a troca de direção hidráulica para elétrica, função City para deixar o volante mais leve nos ciclos urbanos.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

No quesito design, o modelo ganhou uma nova grade frontal e para-choques remodelados. Os 3 pequenos quadradinhos dão lugar a uma barra preta com um filete cromado eu sustenta o logo da Fiat no centro.

A pequena entrada de ar que era um quadrado arredondado em 2014, agora está mais larga e conta com uma barra preta de plástico que une os faróis de neblina. Uma barra na base do para-choque prata faz-se de peito de aço.

Novas rodas de liga leve com a inscrição Way, complementam as alterações visuais do Uno Way – na traseira única diferença entre o modelo 2014 e o 2016 é a troca do adesivo de tamanho do motor.

Uno Sem Way

Na linha 2019 do Uno, ele perdeu basicamente todas as versões – incluindo as Sporting e Way.

Agora o modelo conta apenas com duas opções – chamadas Attractive e Drive, a primeira equipada com o motor 1.0 Fire Evo e a Drive com o motor 1.0 de três cilindros da linha Firefly de até 77 cavalos de potência.

Os preços começam em R$ 42.990 para o Attractive de 4 portas, com câmbio manual de 5 velocidades e motor 1.0 Firefly.

As demais versões, assim com a oferta do câmbio automatizado Dualogic de 5 velocidades foram totalmente abolidas na chegada da versão 2019.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

A versão Drive tem preços iniciando em R$ 44.820,00 com o mesmo motor e tipo de carroceria. Com todos os opcionais listados pelo site da Fiat, o modelo pode chegar a incríveis R$ 53.080! Lembrando que esse é o valor do modelo com motor 1.0 e câmbio manual.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Futuro do Uno

A Fiat prepara uma enxurrada de lançamentos para sua gama, e tudo indica que o veterano Uno vai puxar a linha de início.

Programado para meados de 2020, o novo Uno deve utilizar a mesma plataforma MP1 do Argo e fazer a estreia do motor 1.0 Firefly com opção turbo, que deve chegar aos 115 cavalos.

A nova geração deve ser maior e pode oferecer uma opção de câmbio automático de verdade.

Possivelmente o modelo resgate as versões Sporting e Way – quem sabe utilizando um motor 1.3 turbo? Não custa sonhar!

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Os motores aspirados também devem fazer parte da nova geração, ficando nas versões de entrada do modelo.

Também é esperado que novos aços sejam utilizados na fabricação da carroceria que deve ser mais leve, deixando o modelo mais econômico. Para o quesito de design o Novo Uno deve seguir a mesma ideologia seguida por Argo, Cronos, Mobi e Toro.

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso

Então espere por faróis maiores e mais espichados e grade que pode ter estilo filetado ou de colmeia para ressaltar o lado esportivo do modelo.

Por que não até criar uma nova versão R com motor na casa dos 150 cavalos? Fica a dica, Fiat!

Uno Way: a versão mais alta que acabou se tornando sucesso
Nota média 5 de 4 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email