Trânsito

Velocidade mais alta compensa para chegar antes ao destino?

volkswagen-tiguan-cidade-700x333 Velocidade mais alta compensa para chegar antes ao destino?

Muitas pessoas se perguntam se exceder o limite de velocidade compensa para chegar mais cedo ao destino. Para muita gente, ir além do aviso da placa chega a ser algo normal. No entanto, se levarmos em consideração possíveis custos oriundos de estar acima do permitido, o resultado não é compensador.



Isto porque infringindo a lei, é maior a possibilidade de receber uma multa por excesso de velocidade e em alguns casos, até provocar um acidente. Em geral, se o condutor ficar 30% acima do limite e fora da “zona” de segurança (7%), onde a lei permite rodar sem aplicação de penalidades, pode sim ter vantagens na redução de tempo, mas não em todos os casos.

Em viagens curtas no trânsito urbano, o condutor rodando a 65 km/h em vias de limite de 50 km/h (30% acima do limite), por exemplo, terá de lidar com vários fatores que implicarão não em ganho, mas em perda de tempo. Tráfego, congestionamento, condições da via e principalmente semáforos, reduzirão qualquer tentativa de chegar mais rápido com aumento da velocidade. Isso sem contar possíveis infrações, cujo custo não compensará uma possível redução no tempo de viagem.

Note que o aumento foi de 15 km/h. Esse acréscimo é perdido quando se está parado no semáforo. Também, quando se desacelera e acelera novamente. Você já deve ter percebido, que as vezes, mesmo você conseguindo sair na frente dos outros, estando acima do limite, nota que se o tráfego diminuir de velocidade, aqueles que você ultrapassou estarão novamente ao seu lado. Ou seja, não compensou sair correndo para parar novamente mais adiante, enquanto os demais aceleraram e frearam menos.

Mesmo assim, se o condutor conseguir manter 65 km/h em vias de 50 km/h de limite, sem perder tempo em semáforo, em vias com lombadas ou esburacadas e em congestionamentos, percorrendo uma distância de 40 km de casa para o trabalho, ele conseguirá no máximo ganhar 11 min. A velocidade de até 57 km/h é permitida nesse caso, sem que o condutor sofra penalidades. Então, chegaria 5 min antes.

Se esse tempo significa R$ 127 (valor de uma multa, por exemplo) para o infrator, então teoricamente está ganhando R$ 693/h. Caso a jornada de trabalho seja de 220h/mês, seu salário anual seria de R$ 1.829.520. Bom, sabemos que não são muitos os brasileiros que ganham R$ 152.460/mês.

novo-c3-estrada1-700x389 Velocidade mais alta compensa para chegar antes ao destino?

Na estrada, um aumento de 15 km/h já é bem diferente e implica, dependendo da velocidade, em infração por excesso de velocidade. Se o limite é de 120 km/h e o condutor está a 128 km/h, o acréscimo ficará em torno de 7%, segundo a Portaria 115 do Inmetro. Ou seja, estará dentro da faixa acima do limite, onde a autuação ainda não é aplicável. Em uma viagem de 600 km, por exemplo, o veículo teoricamente nessas condições precisará de 4h41m para realizar a viagem, que se for feita no limite da rodovia, será de 5h. Ou seja, haverá um ganho de apenas 19 min.

Se a viagem for de 1.000 km, por exemplo, seguindo os mesmos parâmetros, o tempo de percurso será de 7h48m. No limite da estrada, o tempo gasto teoricamente será de 8h20m. Ou seja, o ganho de tempo chega a 32 min. Da mesma forma, se o trecho percorrido for de apenas 80 km, o resultado é 37 minutos a 128 km/h e 40 minutos no limite de 120 km/h. Note que são apenas 3 minutos ganhos. Ou seja, em distâncias curtas, não compensa acelerar mais.

Superando o limite em 7%, também referente a 120 km/h do exemplo, um percurso de 600 km pode ser realizada em bem menos tempo, mas os custos com multas e um provável acidente não compensam o acréscimo ilegal de velocidade. Enfim, uma viagem acima do limite na cidade ou em trechos curtos de estrada, realmente não compensa. No entanto, quanto maior a distância, mais se ganha em tempo de viagem.

Alguns fabricantes, tais como Audi e Honda, já estão apresentando tecnologias mais avançadas em seus sistemas de navegação GPS, integradas às redes de semáforos da cidade. Nesse caso, o dispositivo indica a velocidade ideal para que o veículo não fique parado nos semáforos. O objetivo é tornar a viagem mais rápida, assim como mais econômica e menos poluente. Os testes já começaram.

Enfim, para não perder tempo no trânsito, a melhor saída é traçar uma rota alternativa, especialmente ajudada por emissoras de rádio, aplicativos de smartphone ou navegadores GPS modernos, optando por caminhos com velocidade média melhor. Outra opção é sair alguns minutos antes.

  • rafa_marcao

    Lembro, quando criança, minha mãe dizendo: "olha esse maluco correndo… Pra que? Para chegar 5 minutos antes…"

    Mas na verdade as pessoas correm pelo prazer da velocidade, não para chegar antes ao destino.

    • DanielBH

      Mas por exemplo, andar a 120 e a 80km/h em uma viagem de 200km dá uma diferença de 50 minutos na viagem.

      • Brunobrasil

        Para a pessoa conseguir fazer uma MÉDIA de 120 km/h numa viagem com certeza ela vai precisar andar muito das vezes a 140, 150 km/h. E nas estradas do Brasil manter essas velocidades é bem difícil.

        • Rzonta

          Da mesma forma que pra conseguir manter uma média de 80 km/h a pessoa vai ter que andar a mais de 80 em alguns trechos. No final, a diferença acaba compensando…

          Eu costumo fazer o seguinte: ando no máximo 50% acima da máxima permita ( se a via é de 80km/h o máximo que eu ando é 120 km/h). Dessa forma, SE tiver um radar no meio do caminho é apenas uma infração grave.

          • RafaelMeyrelles

            Eu ando geralmente 100% acima da velocidade, se tiver algum radar eu piso no freio. compensa! :)

            • Rzonta

              Fixo sim! O problema é o móvel. Esse vc não vai ver e não terá como pisar no freio antes. Aí, enquanto eu pago 127 reais e estou liberado (velocidade superior entre 20% e 50% da máxima) vc paga 574 reais e perde a CNH (velocidade acima de 50%da máxima permitida)

              :)

              • RafaelMeyrelles

                eu tava sendo irônico, eu quis dizer que vc esta errado kkk

          • _oliveira

            Acho que o que ele quis dizer é que você forçará a barra para manter 120km/h em média… Ou seja, está correndo muito considerando nossas estradas…
            A não ser que vc for andar só em BR 3 pistas.. aí até que dá..

        • DCald

          O unico motivo de não conseguirmos manter uma média de 120km/h é pq tem um monte de gente atrapalhando (sim, atrapalhando, pq TEM que dar passagem).
          Minhas velocidades médias ficam entre 85 e 110km/h dependendo do transito e sem abusar muito de velocidade.

    • Rauljrm

      Quando se vê um homem sozinho num carro potente é difícil andar na velocidade permitida, com a família aí a coisa muda hhhehhehe,

    • Mas aí que está.. Para quem faz o percurso rotineiramente, 5 minutos é muita coisa! Multiplica os 5 minutos pelos 200 dias úteis no ano! O texto fala em "apenas 19m", mas poxa! ter 19 minutos a mais de sono depois de uma viajem é ótimo. 19 minutos para ficar com o filho, para relaxar, para fazer alguma tarefa, para entrar na internet… é muita coisa…

      O povo fala só em risco de acidente causado pela velocidade, isso é pensar de forma adestrada! Não depende da velocidade, mas SIM DO MOTORISTA. Uma pessoa mau preparada guiando a 80km/h corre mais risco de sofrer acidente do que um motorista PREPARADO andando 7% acima do limite de velocidade. Tenho um conhecido que perdeu o controle do carro a 60km/h numa rodovia! E aí, foi culpa da velocidade?

      Particularmente sempre ando próximo do limite de velocidade, ficando abaixo dele em situações que exigem mais cautela (muitos pedestres, chuva, buracos) ou acima em situações confortáveis. É constatação particular, mas nas rodovias existe vejo tanto barbeiros que se arriscam pelo excesso de velocidade quanto os que se arriscam (apesar de andar na velocidade permitida) pela incapacidade.

      • Caldeira

        Eu concordo com vc ao dizer que velocidade não mata, logicamente nas mãos de um bom motorista. Porém esta conclusão é teórica. Sabemos muito bem que a maioria dos motoristas brasileiros não são bem preparados para alta velocidade por uma série de fatores. Tem ainda o fato dos carros serem inseguros e da galera não fazer as revisões em dia.
        Portanto se liberarmos limites de velocidades elevados, que na teoria não seriam os responsáveis pelos acidentes, pode ter certeza que o número de acidentes e mortes aumentaria bastante, na minha opinião.
        De qualquer forma a medida que nossos carros e estradas melhorem e a educação do povo aumente, eu acho que os limites de velocidade naturalmente se elevarão. Talvez não né, já que nos EUA é tudo do bom e do melhor e os limites de velocidade são bastante rigorosos.

      • _oliveira

        Para você conseguir esses 19 min terá que inevitavelmente dirigir de forma mais tensa.. Já que está ultrapassando os limites de velocidade.. Terá que prestar bem mais atenção…
        Se você se estressa muito, você pode gastar até 6 horas para voltar ao estado normal..
        Então, se você correr bastante, terá condições de chegar mais cedo, porém estará mais cansado.. E vai gastar bem mais de 19 minutos para descansar..
        Além disso, gastará sensivelmente mais gasolina (quando começa a evoluir a velocidade, a gasolina some, ao invés de fazer 16km/l passa a fazer 12km/l).. Então terá que trabalhar mais para conseguir ganhar mais dinheiro e comprar mais gasolina..
        Vivendo uma vida tão estressada, morrerá mais cedo…
        Acho que num compensa não.. :) heheeh

        • Domingo passado eu e minha irmã fomos até uma cidade vizinha em carros separados, 50km de distancia, e cheguei uns 20 min antes dela… e não precisei ultrapassar o limite de velocidade para isso. Apenas aproveitei a sincronização dos semáforos dentro da cidade, na rodovia mantive uma velocidade boa. Enquanto ela teve que levar a mãe, que tem medo de passar em semáforo amarelo e acha que vai morrer se andar acima dos 80km/h…

          Existe uma diferença entre ser ágil e voar, sendo ágil você consegue chegar um pouco mais rápido ao seu destino e ajuda a fluir o transito.

          • _oliveira

            Claro jovem.. não precisa levar o que eu disse ao pé da letra… ;)

          • Felipe

            Cara, PARABENS! Você é um excelente motorista! Penso exatamente como você, não precisa sair voando pra chegar mais cedo, é preciso apenas ser mais ligado! Quem dera todos pensassem assim… Infelizmente vivemos em um país com uma cultura que até no transito prejudica, a cultura de sempre levar vantagem em tudo que puder (cultura da corrupção).

        • DCald

          O que me estressa é andar devagar… huahuahuahua

      • rgmmelo

        Não é bem assim, não depende so do motorista, e os imprevistos…?Por exemplo, trafego muito pelo sertão de Pernambuco, onde de uma hora pra outra, um burro ou bode sai da caatinga! Pronto, ai meu amigo, acima de 100 km/h, pra você desviar do animal, mesmo sendo um Ayrton Sena, as chances são grande de acabar como ele.
        Mas eu tenho o mesmo modo de Guiar que você, ando no limite, quando sei que eh confortável. E no sertão, so perto dos 100 km/h com pick-ups, qualquer outro carro é de 80 pra baixo.

        • DCald

          E vc acha que com picape está mais seguro que em outros carros?

          Pra mim é exatamente o contrario… aonde vou a 120km/h com meu carro, vou de picape no maximo a 90km/h.

          • rgmmelo

            Bata num Jumento a 100 numa frontier, ou bata num jumento dentro celta a 80 km/h. Era disso que eu estava falando.

            • DCald

              Dai vc cita um celta… APELOU – PERDEU! hauahuhauhauahua

              Mas, voltando…
              Vc realmente acha que esta mais seguro numa picape?
              Num carro vc ainda tem chance de freiar/desviar… tenta fazer isso numa picape…

              • rgmmelo

                Dcald, depois que você falou, eu parei pra pensar, e pensei que você estaria se referindo a curvas em alta velocidade e etc, portanto pickups seriam menos estáveis. Mas nunca dirigi uma pick-up, sempre vou com motoristas, e te digo, eles pensam como eu. Mas a escolha é essa, ou você percorre, 1200 km numa frontier ou Hilux, ou vai de celta com pneu 13. A ultima vez que fui de Celta, um so buraco ficou com os dois pneus do lado direito, andamos uns 15 km ou um pouco menos so na jante até acharmos um borracheiro, depois andamos mais 120 km pra comprar um step 13. Ai, não tem jeito do celtinha ser a preferência.

    • atl77

      Iria dizer o mesmo, eu ando a cima da via pelo prazer de velocidade, não pra chegar antes ao destino, caso aconteça e consequência.

    • alexhmoraes

      Sou dessa opinião também, quando vou pra Região dos Lagos no Rio…. eu acelero mesmo de conforça só pra ver os 101CV do meu Polo trabalhando em alta…. da uma adrenalina legal andar a 160km/h 180km/h, to nem ai se vou chegar mais cedo ou mais tarde quero só sentir

      • Magno

        Cada um tem seu estilo pra dirigir, eu sou do tipo que pisa fundo, mas..depois de levar muitas multas, principalmente por radares movéis que são mais dificéis de serem notados, comecei a dar uma manerada. O fato e´…. quando mexe no nosso bolso fica complicado né ! Só que de vez em quando a adrenalina bate forte, principalmente quando pego uma bela estrada, aí…. fica difícil de segurar. Porém, apesar de parecer contraditório eu faço com muita prudencia.

        Além de ter curso de pilotagem eu andava muito de kart quando criança pois meu sonho era ser piloto de fórmula1 (quanta ilusão ). Então, faço essas extravagâncias por prazer e não por pressa, e podem crer ! dá pra exagerar sim na velocidade, desde que voce tenha um bom carro e habilidade para tal.

  • Tosca16

    é o quê sempre digo, aqui nas estradas onde transito está acima dos 90km/h é besteira, sempre tem caminhões pesados , obras na pista de rodagem … para quem tem pressa, olhe os horários de menor fluxo e saia mais cedo . Uma vez ví uma Hillux a uns 130 por hora , passando um, dois, três … quando eu cheguei perto da capital tinha recapeamento na pista , ela estava somente a uns 100m na minha frente andando se tivesse a uns 15km/h kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    • braZuca

      Pois é, existem situações e situações, um exemplo na cidade (como o próprio texto citou) é a questão dos semáforos, existem casos que se você apertar o pé um pouquinho mais e parar no próximo semáforo os condutores que ficaram para trás provavelmente vão parar do seu lado, mas e se no caso você que apertou o pé conseguir passar no semáforo e os outros não?! Então é tudo relativo.

      A mesma situação se aplica nas rodovias, mas ao invés dos semáforos, temos os caminhões, principalmente as de mão única, ou seja, não duplicadas, onde ultrapassagens podem fazer toda a diferença no tempo de viagem.

      Praticamente todos os finais de semana eu viajo pela BR-153 que não é duplicada, já fiz um determinado percurso de 110 km em 1 hora com velocidade média de 110km/h (limite absurdo é de 80 km/h), devido a quase inexistência de caminhões, e já fiz este mesmo trajeto em 1 hora e 15 min com o pé mais pesado (sempre que dava andava a 120/130 km/h devido a pressa) mas a quantidade de caminhões era absurda. Portanto é muito relativo!

      • Tosca16

        Eu não passo nunca dos 100km/h, sempre saio cedo e gosto de ver o movimento as beiras das estradas e viajar tranquilamente sem presa; aqui não é duplicada e no mesmo trajeto já demorei 1h e 20 como também 40 min . Claro que é tudo relativo, eu que não costumo ultrapassar muito demoro por que tem veículos pesados que são mais lentos na maioria das vezes … Aqui teve uns 4 jovens que morreram numa Hillux também que iam para um balneário que fica apenas 5km da cidade , estavam a mais de 150km/h e um caminhoneiro errado bateu neles… num trajeto tão minúsculo há justificativa para estarem à essa velocidade ? Comoção na cidade e muita revolta dos familiares, mas não lhe tiro a culpa das mortes também aos jovens …

  • Mak06

    Uma vez viajando li uma frase na traseira de um caminhão…."O bom motorista é aquele que consegue voltar para casa."

    • EklerM

      Graaaaande……………muito bom………também acho……………….

    • yagogabriell

      Mais tarde vivo, do que é cedo no cemitério.

    • wasdyn

      Excelente!
      :)

  • jonasperola

    E sem falar dos riscos em andar acima da velocidade permitida, soma-se multas, gastos excessivos com combustivel, que quanto maior a velocidade maior o consumo, nem precisa ser físico no assunto.

    Pelo menos aqui na rodovia que corta a cidade, o limite é 80 km/h pista simples e conservada (sem buracos), e o pessoal anda entre 100 ~120, e os que conhecem o trecho andam até 140 km/h quando avistam a policia rodoviaria voltam aos 80 km/h, pratica comum não só aqui, mais em todo lugar.

  • Rafael Schettino

    Correr não te faz chegar mais rápido… mas a lerdeza dos outros com certeza pode te fazer chegar atrasado kkkkk tem muita gente lerda no trânsito que não desenvolve (não estou dizendo CORRER, estou dizendo DESENVOLVER conforme o fluxo) quando o trânsito está mais livre, principalmente em Belo Horizonte.
    Basta dar uma volta de carros aos domingos e ver como as pessoas GOSTAM de travar o trânsito aqui.

    • Marcelo_Machado

      Não é só em BH. "Lesma-lerda" no transito tá cheio e em todo lugar e uma boa parcela de culpa dos congestionamentos são deles.
      São pessoas que nem saber dirigir, sabem direito. Se houvesse um exame correto não teriam CNH.

    • fr_braz

      Só pra esclarecer. É que tem muita gente apressada no trânsito que parecem não conhecer as leis. Velocidade máxima permitida não é obrigatória e ninguém é obrigado a correr para acompanhar o trânsito para ele "fluir" melhor. O que diz a lei é que é infração média andar abaixo da metade da velocidade máxima permitida. Se a velocidade permitida é 60km/h, você pode andar até a 30km/h e ainda estará de acordo com a lei, só deve procurar a faixa da direita, adequada para veículos mais lentos. Mas, experimente andar a 40km/h numa via de 60km/h. Não vai demorar pra um apressadinho mal educado colar na traseira do carro, desrespeitando a distância de segurança (infração) e buzinando para lhe apressar (outra infração). Será que estes apressadinhos também merecem a CNH que possuem?

      • Rafael Schettino

        Acontece que aqui em BH, as pessoas que não gostam de andar na velocidade máxima permitida, ficam na ESQUERDA, "empacando" o trânsito. Inclusive, nos últimos meses, a direita tá andando mais rápido aqui que as demais.
        Não dar passagem na via da esquerda quando está devagar e o carro de trás solicita, também é infração!
        Se eu tô na esquerda, a velocidade da via é 80km/h eu ando a 80km/h, se aparece alguém na minha frente, na esquerda, a 60km/h, eu não buzino, mas a pessoa se vê obrigada a sair da frente porque eu encho o saco mesmo, piscando farol alto. Lugar de gente lerda é na direita!
        Chegamos ao ponto de alguém colocar uma faixa avisando isso aqui em BH…
        <img src="http://imgsapp.estadodeminas.vrum.com.br/app/noticia_128576568202/2012/05/03/45763/20120503112737333081o.jpg"&gt;

        • fr_braz

          Você está correto. É como eu disse: Tem que procurar a faixa adequada. O problema, Rafael, é que muitos condutores que não gostam de andar no limite da velocidade da via, e sim acima do limite, acabam forçando esse comportamento no trânsito. Aqui em minha cidade, se você está numa via coletora (limite de 40km/h) andando a 40km/h, mesmo você estando à direita, sempre aparece alguém buzinando colado atrás de você. Para onde ir neste caso? pra calçada?
          Existem os "lerdos" e os "apressados". Se todos observassem a legislação e se respeitassem um pouco mais no trânsito, com certeza teríamos um trânsito que fluiria melhor e, ao mesmo tempo, com segurança.

  • LiloNascar

    Quando se tem trechos de pista duplicada, consegue-se manter uma média horária mais alta. Agora nas cidades, não tem proque ficar tentando andar rápido e costurando no transito para ganhar alguns minutos… Vai acabar provocando acidentes e complicando a vida de quem não tem nada a ver com isso… Acorda cedo e anda na pista do meio, não fica empatando na pista da esquerda!

  • brunopmello

    A real é. Na estrada vale a pena enfiar o pé e na cidade não, o cara te ultrapassa e voce la de boassa chega com ele no semaforo, e vai ser assim de semaforo em semaforo até ele conseguir o tempo do semaforo e voce nao.

    • alexhmoraes

      Verdade…. ainda mais com fluxo mais intenso, correr é perder gasolina, passa dois ou tres e para no sinal junto com o que voce passou lá atras antes… agora na estrada vale mais pelo prazer mesmo por que a diferença na chegada é pouca tambem, por que andar em alta na BR o tempo todo é cansativo voce mau pisca… kkkk

      • brunopmello

        Verdade, tem essa também haha!

  • Fuji_Motors

    O problema na realidade é que a pressa de cada um é sempre maior que das outras pessoas. O trânsito virou válvula de escape para os problemas do dia-a-dia. Falta o bom senso de concluir que as ruas são para transitar e não para competir. Pouquíssimas pessoas hoje em dia circulam dentro das velocidades regulamentares…. Eu costumava andar de maneira agressiva e chegava todo dia em casa mais pilhado por conta trânsito do que pelo próprio trabalho… Não vale a pena… Melhor não estressar mesmo e ainda economzar um $ com combustível…

  • cléber_vargas

    Compensar não compensa. Ainda mais quando não se tem horário pra chegar ao destino e que se gasta muito mais combustível.
    Concordo que se anda rápido por prazer também. Mas muitas vezes já me salvei de chegar atrasado por dar aquela acelerada…

  • deleted3940176

    SALVE O MAPARADAR!

  • Brunobrasil

    A economia de tempo é muito pequena, definitivamente não compensa, sobretudo em trajetos pequenos, tipo 25, 30 km de distância.

    Vou para uma cidade vizinha a minha quase todos os dias, a distância é 25 km. Quando fico a cerca de 100 km/h faço próximo de 20 min e quando a estrada está vazia acelero um pouco mais e vou até 140 km/h e melhora no máximo uns 5 minutos o tempo economizado.

  • jcagnoni

    Em vias de 60km/h eu sempre deixo ligado o limitador de velocidade a 61km/h, meu carro só passa pra última marcha a 61km/h e não 60km/h :-(

  • eugeniopinto

    Aqui em Brasília, quem trabalha ou estuda no Plano Piloto e mora em cidades-satélite sabe que poupar cinco minutos podem significar a diferença entre uma viagem de vinte e cinco minutos ou de duas horas. O trânsito daqui é insano.

  • netovskifln

    Eu desrespeitei os limites de velocidade trafegando por mais de 100km aos 140 km/H em duas situações e o que elas tinham em comum foi o fato de que eu estava com sono e sabia que se eu andasse a 80-100 dormiria no volante. A adrenalina da alta velocidade me manteve acordado, algo que certamente não teria acontecido se eu tivesse dormido ao volante em plena serra catarinense.

    Não estou me justificando porém. Eu errei e o correto seria procurar um hotel para o pernoite.

  • poa141322

    A margem de erro em velocidades aferidas de até 100Km/h é de 7Km/h, taxativamente. Assim, até 100Km/h, sempre deve-se excluir 7Km/h da velocidade medida.

    Acima de 100 Km/h, a margem de erro vai aumentando gradativamente.

    Aferida: 120 Km/h
    Considerada: 112 Km/h

    Aferida: 150 Km/h
    Considerada: 140 Km/h

    Aferida: 180 Km/h
    Considerada: 167 Km/h

    Além do mais, "m" é unidade de "metro" unidade de minuto é "min"!!

    • ENP

      Iria postar agora a mesma coisa sobre a unidade de minuto, mas li o seu post e aproveito para corrigi-lo também: a unidade quilômetro é escrita com "k" minúsculo, pois "K" maiúsculo se refere à unidade de temperatura Kelvin. Assim, escrevestes, em seu post, sempre Kelvin-metro ao invés de kilo-metro. Isso serve para quilograma (kg), quiloJoule (kJ), entre outros.

  • Valdek_Waslan

    Olha… sei lá mas… acho que vou remar contra a maré (mais uma vez)
    .
    Eu estou cansado de ver, ler e/ou ouvir que pessoas morrem porque alguém foi imprudente.
    Se o cara pisa a 120, bate e morre sozinho, desculpem… BEM FEITO!!!!!
    Agora, o cara desrespeita a lei, anda acima do limite de velocidade, bate e mata pessoas inocentes,
    aí eu questiono os minutos mais cedo que alguém pensa em chegar.
    As pessoas não entendem que O CARRO É UMA ARMA!!!
    É DE RESPONSABILIDADE DO CONDUTOR O USO DESSA ARMA e portanto,
    bem feito aos que morrem sozinhos por não respeitarem os limites de velocidade!!!
    DESCULPEM…

  • jmfilho

    Um outro aspecto interessante que percebia, quando trabalhava em outra cidade, e viajava toda semana, é que quando rodava em velocidades mais altas, gastava bem mais combustível, o que não compensava pelos minutos a menos e, principalmente, o cansaço era bem maior, devido a nível de atenção e tensão ao conduzir o veículo mais rápido. Chegava bem cansado, enquanto que quando ia "normal", chegava descansado, relaxado.

    • Rajeneesh

      Também deve se pensar a longo prazo o desgaste maior de pneus e freios…………….. 40 mil quilometros depois, essa conta também aparece

  • acanina

    Caro Redator, favor corrigir a unidade de tempo de todo o texto! "m" é simbolo de metro no sistema internacional.
    Minutos, que eu creio que seja o que quer ser informado no texto é informado como "min."

  • Dragoniten

    Correção: A tolerância é de 7km/h até 100km/h, após essa velocidade a tolerância é de 7%.
    Como eu sei: Tomei uma multa a 48km/h, velocidade considerada com a tolerância, 41km/h. Basicamente tomei multa por 1km/h. O radar nem existe mais, antes ficava escondido atrás de um poste.

    Sobre acelerar rapidamente, etc: Aqui em Curitiba sofremos de um sério caso de falta de sincronia de semáforos e grande parte deles eu já conheço certinho quando cada um abre ou fecha. Tem um aqui perto de casa que costumo sair rapidinho quando abre, pois o semáforo à frente fecha logo que este primeiro abre. Pego ele aberto, quase indo pro amarelo e viro à esquerda, pegando este outro semáforo aberto. Parece besteira, mas só aí foi 1min que eu poupei do segundo semáforo e agora do terceiro que já estará aberto quando eu chegar nele após a conversão. Se você pegar todos os outros semáforos que tem esse problema de sincronia, dá pra poupar 15~20% do tempo do seu trajeto brincando. Parece besteira, mas de noite, por exemplo, em regiões meio perigosas, nunca é interessante ficar dando bobeira com o carro parado no semáforo de madrugada. Eu evito ao máximo passar por semáforos vermelhos, mesmo de madrugada, sem trânsito, olhando pra ver se não vem carro, etc, só se tiver um indivíduo suspeito por perto.

    • PortoWF

      pois é cara, boa parte do caos do transito de Curitiba se resolveria simplesmente sincronizando alguns sinais, mas entra Prefeito, sai Prefeito e ninguem faz isso.
      Parece haver um acordo entre as Distribuidoras de Combustiveis e Postos para que tal medida não se aplique, pq outra possibilidade não há.
      Basicamente o custo de sincronizar os sinais é o dia de Trabalho de um Operador, ou seja, ínfimo.

  • Rafael63

    Nao costumo respeitar os limites de velocidade, porem nao sou nenhum maluco. Quando a br esta livre ando na casa dos 120 no máximo 130 (limite aqui é 100), sendo que na regiao a estrada é bem boa. Sou da opiniao de que os carros vem melhorando muito com a tecnologia, e o sistema viário continua impondo os mesmo limites de muitos anos atras.
    Eu com meu carro cheio de equipamentos de seguranca, abs, ebd, controle de estabilidade, manutencao em dia, pneus novos tenho q andar na mesma velocidade q um fiat uno 94 caindo aos pedacos. Sinceramente meu carro apresenta muito menos risco a 120 que essa desgraca a 80. Perigosa é a belina do capeta hahaha. Sem contar aqueles caminhoes tortos que parecem um cachorro correndo (quando a pata de trás nao pisa no mesmo alinhamento da pata da frente).

  • velhomisantropo

    Quem nunca ultrapassou uma kombi velha e depois de um bom tempo olha lá vc passando ela de novo….. transito de cidade é triste….

  • Sanderson_

    Eu costumo "costurar". Não tenho paciencia de andar em fila quando o transito ta fluindo.
    Acho que vou morrer cedo por conto do stress kkkkkk.

  • leotqr

    Em uma viagem feita a pouco tempo com meu Jetta Tsi, num percurso de 280 km pelo estado de Alagoas (Maceió x pi ra nhas-AL) eu quis fazer este comparativo da relação entre tempo x velocidade média…
    Na ida eu coloquei no cruise control do carro a velocidade de 110 km/h. cheguei em meu destino em 3h e 32 min aproxcimadamente, dando uma média de +/- 80 km/h com um consumo médio de 11,7 km/l (marcados no computador de bordo). A estrada estava quase deserta de caminhões
    Na volta (em outro dia) eu coloquei no Cruise Control a velocidade de 140 km/h e realizaei o percurso em 3h e 11 min, dando uma média de +/- 90 Km/h com um consumo médio de 9,5 km/l. Tinha um pouco mais de tráfego, mas pouca coisa a mais q a ida.
    Percebi não só q a diferença no tempo não foi tão significativa, mas também percebi o como eu cheguei sensivelmente mais cansado pela maior tensão que é dirigir em velocidades maiores em uma pista simples que não ajuda a uma velocidade de 140 km/h.
    Devido a isso, julgo não ser vantajoso aumentar muito a velocidade em rodovias, não só pela pequena diferença no tempo, mas tb pelo aumento no consumo de combustível e consumo físico do motorista.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend