Asiáticos Mercado

Vendas na Indonésia crescem graças ao programa nacional de carros populares

Daihatsu-Ayla

A Indonésia já é um país emergente no mercado automotivo mundial, mas está apenas começando a elevar as vendas e a receber as atenções dos grandes fabricantes. Com o programa LCGC – Low Cost Green Car – o governo do país quer incentivar a compra de automóveis para consumidores novos e de renda mais baixa.

O LCGC exige que os carros tenham no máximo motor 1.2, consumo entre 20 e 22 km/litro, 80% de peças locais e preço abaixo de 95 milhões de rúpias indonésias ou exatamente R$ 19.000. Assim, os fabricantes que já estão presentes no mercado começam a registrar boas vendas de seus produtos.

O Toyota Agya e o Daihatsu Ayla já estão entre os mais vendidos no segmento. Os populares com motor 1.0 possuem preço médio na faixa dos R$ 15.000 e no caso do Toyota, um concessionário de Jacarta conseguiu vender 100 exemplares em duas semanas. A maioria dos clientes nunca teve um carro e é basicamente composta de famílias com pais na faixa dos 30 anos.

A Indonésia vendeu em torno de 1,1 milhão de carros em 2012 e as montadoras preveem um aumento expressivo nos próximos anos. A Daihatsu falava em 5 milhões de novos consumidores até 2020, mas a projeção com o LCGC amplia o mercado para 12 milhões. Com 250 milhões de habitantes, o país ainda é pouco motorizado, tendo 36 carros para cada 1.000 pessoas.

[Fonte: Paul Tan]





  • joao juca jones

    Poderia ter iniciativa parecida aqui com desoneração de impostos, mas no caso de consumo descente.

    Acho que só assim para ter veículos eficientes (no quesito consumo) no mercado.

    Quais veículos tem consumo menos patético em ciclo urbano aqui em Banânia? Fox Bluemotion só?

    Fala sério.

  • Diggo

    Legal a ideia. Deveriam adotar aqui, considerando que as leis de segurança se tornarão mais rígidas em 2014, as montadoras teriam que rebolar. Produtos pra isso elas já têm ao redor do mundo.

  • marcio rodrigues

    aqui no brasil,não há incetivos,nesta estãncia.é uma pena.

  • Landrutt

    Fontes minhas em Brasília me disseram que em breve um programa igual chega ao Brasil em 2014, o tão esperado "Meu carro, minha vida". Os requisitos são: motor até 1.0, não pode ter qualquer luxo como vidros elétricos, ar condicionado, direção hidráulica, mas tem que ter airbag duplo e freios ABS, e caber 5 pessoas, não importa como. A cor tem que ser "vermelho PT" e motor Fréx, pois país rico é país que tem carros flexíveis. Valor máximo de R$ 19.990, que será financiado em 120 vezes, com juros, claro. A Chery até já resolveu oferecer uma versão do QQ em conformidade com as exigências do programa, já que o modelo atual ficará mais caro quando começar a ser fabricado aqui:

    <img src="http://www.myperfectautomobile.com/wp-content/uploads/2012/04/china-ev-3-Wheel-Electric-Car-FL5000W-ZK-1-.jpg"&gt;
    <img src="http://images.travelpod.com/users/nishi.singh/1.1270981846.3-wheel-car.jpg"&gt;

    • Carlos

      Rapaz, deixa de preconceito com a Chery. Embora o QQ3 seja uma cópia descarada do Matiz isso daí não é um QQ.

      • Hellvins

        reliante robin!

    • Fabio_Tex

      Valeu Landrutt, estou rindo muito aqui. O Triciclo QQ3 vermelho PT foi um achado e tem tudo a ver com a proposta… Vitória nas eleições 2014 garantida aos Petralhas :-(

  • FelipeLange

    Aí ó, até na Indonésia se tem carros mais econômicos do que as porcarias daqui. Vergonha desse Brasil viu.

    • Castle_Bravo

      Se for a diesel, não é lá tão econômico assim, e por ter apenas 1.2L sem turbocompressor, deve ser sofrível o desempenho, muito pior que os nossos.

    • alexhmoraes

      Vergonha é mato!

      • luizj

        Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado.

  • Isso que é colocar no mercado carro popular de verdade : ABAIXO DE R$19.000,00 , Igual foi aqui no começo da ''era dos populares'' . . . . . .

    • alexhmoraes

      Aqui no Brasil, existe apenas o nome POPULAR, de popular eles não tem nada, o consumo de gasolina é absurdo de carros possantes, o preço é de carrões ai da Europa, Estados Unidos, Chile e etc…
      Onde já se viu CELTA 26mil reais? o que? 30% 35% de impostos? é isso?

  • wellboy

    meus amigos qdo collor quiz que os carros melhorassem e fez opção por carros 1.0 eles teriam que custar em torno de 7 mil dolares, hoje com o dolar em trono de 2,25 eles (os carros) estariam em torno de 15 mil, porém isto nao vai acontecer…..mesmo com a china chegando….proteção de mercado….vamos aguardar o melhor nao é abaixar o preço dos carros e sim melhorar a renda do brasileiro….que ainda esta baixa….

  • Castle_Bravo

    Não sei qual é a realidade da Indonésia, mas é um país bastante populoso com um bom potencial de crescimento.

    Eles ainda têm sorte que, ao menos por lá, ainda não é "feio" comprar ou ter um carro, ao contrário de nosso país.

  • Jamille

    Legal esta iniciativa do governo indonésio. Enquanto aqui o governo e os fabricantes se unem para nos esfolar vivos.

    • luizj

      Concordo meu caro.

  • Fake_of_Silva

    "consumo entre 20 e 22 km/litro"

    Cadê os nossos 1.0 consumindo isso?

    • Antonio JS

      O deles é são a gasolina e de boa qualidade e os nossos são FLex em estágio intermediário de desenvolvimento!!!

  • Antonio JS

    Bem a política imposta na Indonésia deve ter abatimento de impostos e ou uma política diferenciada de cobrança, algo que não temos por aqui.
    Mas nota-se que é possível produzir automóveis abaixo de R$ 20000,00 que esta iniciativa chegue por aqui.

  • luizj

    Não sei como os Indonésios acham esse tipo de carro lindo, e ainda por cima continuam fabricando.



Send this to friend